gal vence

- Vamos encher os Pavilhões - mas com dignidade a Modalidade merece
Calendário e Resultados na Barra Direita

domingo, 31 de dezembro de 2017

Juniores B Femininas - kakygaia - 2017 - I

TORNEIO KAKYGAIA – 2017
SELECÇÃO DE JUNIORES B FEMININAS
VENCE
TORNEIO
(Foto FAP) 
Apesar da demissão do Seleccionador Nacional desta equipa (Carlos Pires), e de até ao momento, a FAP, nada ter informado, e na nossa opinião o sector técnico das Selecções Nacionais, ser uma autêntica confusão, Portugal teve uma participação positiva neste torneio que se disputou de 26 a 30 de Dezembro de 2017, com a presença da sua Selecção de Juniores B, que foi dirigida por Ana Seabra, coadjuvada, pelo técnico-adjunto do SIR 1.º Maio/CJB, Miguel Carolino. A Selecção Portuguesa participou juntamente com diversas equipas no escalão Sénior.

Entrada com uma vitória, o que normalmente moraliza uma equipa neste tipo de torneios, e segundo a técnica portuguesa Portugal assumiu o comando do jogo, e não deu grandes hipóteses à equipa adversária, e foi um encontro que permitiu uma rotação total de todo o plantel. No segundo encontro da 1.ª fase deste torneio a equipa Nacional defrontou a aguerrida equipa do CA Leça, venceu de forma clara, atingindo o intervalo já na frente do marcador por uma confortável margem (15-6), o que permitiu, mais uma vez consolidar processos, e rodar a equipa (lamentável que se informe da publicação do Boletim de Jogo, quando na realidade o que se publica é o documento chamado de Folha de Rascunho, pois como é sabido por esta folha, ninguém sabe, quem é quem, pois apenas existem números). Novo jogo e nova vitória da equipa Nacional, desta vez diante o Douro AC, num jogo de um só sentido como se verifica pelo resultado final, mas as palavras da Selecionadora Nacional, podem deixar alguma preocupação pois a seguir a este encontro já diz que no dia seguinte teremos dois encontros no mesmo dia, e que o desgaste físico poderá sentir-se, e poderá muito bem ter razão pois a equipa jogou dois encontros seguidos, o que em termos de calendarização não se entende muito bem, apesar de ser um torneio (Na nossa opinião), deveria ter sido respeitado um tempo mínimo de descanso. Mas apesar da falta de descanso mínimo, as nossas jovens tiveram um excelente comportamento, ao vencerem de forma clara os dois encontros, e classificando-se para a disputa da final, referir-se a enorme concentração demonstrada por estas jovens, segundo as palavras da sua própria treinadora, o que desde já se saúda, seja qual for o resulta da final. No encontro da Final as Juniores B, defrontaram o Colégio Gaia, num jogo totalmente dominado pela equipa de Portugal, que chegou ao intervalo já a vencer por 20-12, resultado demonstrativo da superioridade da equipa Nacional, perante um dos adversários mais difíceis do torneio. De referir, que Beatriz Sousa, foi a melhor marcadora do jogo e da Selecção com 15 golos. Os nossos parabéns às jovens atletas.

Resultados
Série A
Dia 26-12-17
Juniores B 34 – 20 Almeida Garrett
Dia 27-12-17
CA Leça 13 – 26 Juniores B
Dia 28-12-17
Juniores B 40 – 9 Douro AC
Série A1
Dia 29-12-17
Juniores B 26 – 14 Ílhavo AC
Alavarium 26 – 36 Juniores B
Final
Dia 30-12-17
Juniores B 36 – 25 Colégio Gaia

Classificação Final1.º Juniores B, 2.º Colégio Gaia, (Restantes Classificações não foram divulgadas até ao momento)

Não se compreende os motivos do cancelamento de todos os encontros da Série B1, assim como as faltas de comparência verificadas na série B2, pois não existiu até ao momento uma explicação da organização

O Noticias

sábado, 30 de dezembro de 2017

Torneio de Natal – Fafe – 2017 - I

JUNIORES “C” MASCULINOS
VENCE
TORNEIO DE NATAL EM FAFE

A selecção Nacional de Juniores C Masculinos, participou no Torneio de Natal da Cidade de Fafe – 2017 de 27 a 29-12-17.

Foi uma participação que consideramos “desgarrada”, que qualquer objectivo, que se conheça, pois nada é dito acerca do que se pretendeu com esta participação, com a agravante de a equipa técnica não ser a mesma que esteve em Avilez, algo não está a correr bem (na nossa opinião), e repetimos alguns dos pressupostos que colocamos na devida altura, por continuarmos a considerar os mesmos pertinentes.

  • “Quais os objectivos desta competição?
  • Pretende-se observar jogadores em competição? Será pois em relação ao Torneio de Avilez são 7 as alterações na convocatória-
  • Pretende-se preparar uma nova geração de atletas?
  • Ou será pura e simplesmente mais uma participação?

Responda quem souber, pois ao consultar-se no Portal da Federação não se encontra nenhuma definição dos objectivos, nem do seu enquadramento, em qualquer quadro competitivo.”

Participaram no torneio que foi dividido em duas séries, além da Selecção de Juniores “C”, as seguintes equipas: Colégio Carvalhos, ABC, AC Fafe, FC Porto, e Águas Santas.

Começamos bem o torneio com uma vitória sobre a equipa do Colégio Carvalhos, Num jogo dominado pela equipa nacional durante os primeiros 30 minutos, para quebrar no segundo tempo onde cometeu uma série falhas técnicas, que permitiram a aproximação no marcador da equipa adversária, em especial através de acções de contra-ataque.Com nova vitória no segundo encontro desta vez diante o ABC, onde mais uma vez construiu o resultado nos primeiros 30 minutos, ao chegar ao intervalo a vencer por 19-12, (Mais uma vez temos de criticar a forma de publicitação do Boletim de Jogo, pois aquilo que se publica não é BJ nenhum mas sim a folhas de Rascunho dos Oficiais de Mesa, que não identificam ninguém). E desta forma venceu o seu Grupo e disputou a final do Torneio, com a equipa do Águas Santas, vencedora do outro grupo. Neste encontro sempre disputado com grande equilíbrio, apesar da equipa de Juniores C, manter na maior parte do tempo de jogo o comando do encontro e do marcador. Continuando-se a exibir Folhas de Rascunho e não Boletins de Jogos, no mínimo, lamentável, e ao mesmo tempo não completa as suas informações com resultados e classificações.
(Foto FAP)
Resultados da Selecção (Série A):
Dia 27-12-17
Juniores C 33 – 31 C. Carvalhos
Dia 28-12-17
ABC 24 – 29 Juniores C
Dia 29-12-17
5/6 Lugar – AC Fafe 23 – 24 C. Carvalhos
3/4 Lugar – FC Porto 28 – 33 ABC
Final – Águas Santas 20 – 21 Juniores C

Classificação Final1.º Juniores C, 2.º Águas Santas, 3.º ABC, 4.º FC Porto, 5.º C. Carvalhos, e 6.º AC Fafe. 

O Formador

Nomeações – EHF – 2017 / 2018 – XV

A EHF divulgou as nomeações para a Fase de Grupos da EHF CUP Femininos, tendo-se registado a seguinte nomeação de elementos portugueses.
Árbitros

Marta Sá e Vânia Sá – Foram nomeadas para dirigir o encontro da 1.ª Jornada do Grupo “A” da EHF CUP Feminina, que se disputa entre o Randers HK (Dinamarca) e o Kuban (Rússia), na Dinamarca em 07-01-18.

Delegados

António Marreiros – Foi nomeado para o encontro da 1.ª Jornada do Grupo “A” da EHF CUP Feminina, que se disputa entre o Brest Bretagne Handball (França) e o SCM Craiova (Roménia), em França no dia 07-01-18.

Aos nomeados, desejamos as maiores felicidades no desempenho das suas funções.

O Regras

sexta-feira, 29 de dezembro de 2017

Torneio Internacional Limburgse Handdal Dagen – 2017 - I

ABC EM TORNEIO INTERNACIONAL
(4.º Lugar)
O ABC terminou a sua participação na 30.ª Edição do torneio do Limburgse Handbal Dagen, que é um torneio disputado em 3 dias na Holanda, de 27 a 29 de Dezembro de 2017. E que este ano teve mais uma vez a presença de uma equipa portuguesa, que por sinal venceu o mesmo em 2015. Mas desta vez apresentou-se “desfalcada” de alguns dos seus principais elementos que se encontram estágio da Selecção Nacional “A”. Portugal que têm estado representado nas ultimas edicções do torneio, sendo a última representação realizada pela AA Avanca, onde alcançou o 6.º lugar, depois de já terem participado no mesmo o Madeira SAD (2005), FC Porto (2009 e 2012), Benfica (2010 e 2014), e Águas Santas em 2013, e ABC em 2015, com as equipas do FC Porto, do Benfica, do Águas Santas, e do ABC a averbarem vitórias no torneio. 
O torneio foi disputado em dois grupos, e que numa primeira fase jogaram TXT a uma volta, e depois disputaram os lugares classificativos, e as 1/2 Final, e final.

O Torneio que foi dividido em dois Grupos:

Grupo AHC Odorheiu Secuiesc (Roménia), Selecção Israel, Herpertz Bevo HC (Holanda), e ABC (Portugal)

Grupo BBM Benidorm (Espanha), Halden Topphandball (Noruega), Astrakhan (Russia), e OCI Lions (Holanda).

Resultados da equipa Portuguesa

Dia 27-12-17
ABC 28 – 33 HC Odorheiu Secuiesc
Selecção Israel 25 – 26 ABC
Dia 28-12-17
ABC 25 – 22 Herpertz Bevo HC

Classificação do Grupo A – 1.º HC Odorheiu Secuiesc, 2.º ABC, 3.º Selecção Israel, 4.º Bevo HC.

Classificação do Grupo B – 1.º BM Benidorm, 2.º Halden Topphandball, 3.º Astrakhan, 4.º OCI Lions.

Sendo o ABC apurado, para a disputa das 1/2 Final, com o segundo lugar no seu grupo.

1/2 Final
Dia 28-12-17
ABC 25 – 28 BM Benidorm (C/Prolongamento)
Dia 29-12-17
3/4 Lugar - Halden Topphandball 28 – 23 ABC
Final - HC Odorheiu Secuiesc 28 – 31 BM Benidorm

Classificação Final1.º BM Benidorm, 2.º HC Odorheiu Secuiesc, 3.º Halden Topphandball, 4.º ABC, 5.º Selecção Israel, 6.º Astrakhan, 4.º OCI Lions, 7.º Bevo HC, 8.º OCI Lions.

Outros Prémios

Melhor Marcador – Victor Skillhammar (Halden Topphandball) – 49 golos
Melhor Atacante – Marius alin Szoke (HC Odorheiu Secuiesc)
Melhor Guarda-redesCláudio Silva (ABC)
Melhor Defesa – Eloy Gozalez (BM Benidorm)

Como nota final de salientar o prémio atribuído ao guarda-redes do ABC (Cláudio Silva), e uma referência para a equipa vencedora do torneio que é dirigida pelo antigo treinador do Sporting Zupo Equisoain.

O Noticias

Nomeações – EHF – 2017 / 2018 – XIV

A EHF divulgou as nomeações para os Grupos de Apuramento para o Play OFF do Mundial de 2019, tendo-se registado a seguinte nomeação de elementos portugueses.
Árbitros

Daniel Martins / Roberto Martins – Foram nomeados para dirigir o encontro da 3.ª Jornada do Grupo “1” de apuramento para o Play OFF do Mundial Masculina 2019, que se disputa entre o Luxemburgo e a Rússia, no Luxemburgo em 03-01-18.

Delegados

Manuel da Conceição – Foi nomeado para o encontro da 3.ª Jornada do Grupo “5” de apuramento para o Play OFF do Mundial Masculina 2019, que se disputa entre a Bélgica e a Grécia, na Bélgica em 04-01-18.

Aos nomeados, desejamos as maiores felicidades no desempenho das suas funções.

Como nota de curiosidade informa-se de que as duplas nomeadas para o Grupo “3”, que se disputa em Portugal, foram:

Lukas Frieser e Radoslav Kavulic – República Checa
Javier Mata e Yon Lopez – Espanha

E os Delegados foram – Michael Caillet (França) e Sotiris Migas (Grécia)

Podendo desde já informar que a dupla de Espanha, estará presente nos 3 jogos de Portugal. 

O Regras

quinta-feira, 28 de dezembro de 2017

Seleções e Selecionadores – 2017

ENQUADRAMENTO TÉCNICO

Em Julho de 2009 e 2012, e a última notícia oficial sobre o tema, a Direcção da Federação deu a conhecer aquilo o enquadramento técnico da Modalidade ao nível de Selecções, através do seu Comunicado Oficial n.º 23 de 03-09-14, mas até hoje e depois de várias alterações que se verificaram, e que vão sendo divulgadas de modo “avulso”, está instalada uma enorme confusão nesta vertente, pois tirando alguns casos específicos, ninguém sabe quem é quem.

Consideramos que na presença de tantas entradas e saídas de técnicos relacionados com as seleções a Federação, com um documento de similar colocaria ponto final nas diversas interrogações que circulam nos meios andebolísticos.

Pois desde treinadores de Selecções inscritos como atletas, levando a questionar se a FAP, agora também subsidia atletas de clubes, e sem as necessárias qualificações.
Desde o Treinador da Selecção “A”, a dirigir Juniores.
Desde Selecções que num Torneio são dirigidas por técnico, para noutro o responsável técnico já ser outro.
Até ao momento é completamente desconhecido é que ficaria com quê.

Não comentamos os nomes, mas aqueles que são verdadeiramente conhecidos são:

Enquadramentos

Masculinos

Selecionador A Masculino – Paulo Jorge

Femininos

Selecionador A Feminina – Ulisses Miguel

Os outros ninguém consciência pode dizer quem são? Quando a FAP elaborará documento verdadeiramente esclarecedor?

Esperamos que seja definido um enquadramento técnico para a detecção de talentos.

O Formador

quarta-feira, 27 de dezembro de 2017

Torneio Internacional Limburgse Handdal Dagen – 2017

ABC EM TORNEIO INTERNACIONAL
Iniciou-se hoje a disputa-se na Holanda a 21.ª Edição do torneio do Limburgse Handbal Dagen, que é um torneio disputado em 3 dias na Holanda, de 27 a 29 de Dezembro de 2017. E que este ano conta, mais uma vez com presença da equipa do  ABC, depois de na última edicção do torneio Portugal ter estado representado pala AA Avanca, onde alcançou o 6.º lugar, depois de já terem participado no mesmo o Madeira SAD (2005), FC Porto (2009 e 2012), Benfica (2010 e 2014), e Águas Santas em 2013, e ABC em 2015, com as equipas do FC Porto, do Benfica, do Águas Santas, e do ABC a averbarem vitórias no torneio.  

O torneio será disputado em dois grupos, e que numa primeira fase jogam TXT a uma volta, e depois disputam os lugares classificativos, e as 1/2 Final.

O Torneio que foi dividido em dois Grupos contou este ano com:
Grupo AHC Odorheiu Secuiesc (Roménia), Selecção Israel, Herpertz Bevo HC (Holanda), e ABC (Portugal)

Grupo BBM Benidorm (Espanha), Halden Topphandball (Noruega), Astrakhan (Russia), e OCI Lions (Holanda).

Calendário e resultados da equipa Portuguesa

Dia 27-12-17
ABC 28 – 33 HC Odorheiu Secuiesc (11H00)
Selecção Israel – ABC (19H00)
Dia 28-12-17
ABC - Herpertz Bevo HC (11H00)

Horas LocaisOs restantes encontros estão dependentes da classificação no Grupo.

O Noticias

terça-feira, 26 de dezembro de 2017

Planeamento e Orçamento 2018 – I

PLANEAMENTO E ORÇAMENTO
2018 – I

Hoje iremos dar continuidade à publicação de alguns textos acerca do Planeamento e Orçamento que foi aprovado para o Ano 2018, e que finalmente foi publicado nos termos da Lei e dos Estatutos no Portal da FAP, conforme já informamos, e é com base nesta publicação que escreveremos, pois se esta incompleta ou faltam outras explicações as mesmas são totalmente desconhecidas.

Apesar da leitura que fizemos, ser uma leitura de quem não é especialista, no entanto esperamos a colaboração de alguns especialistas na matéria, existindo algumas questões que não poderão ser deixadas passar em claro e sem o devido comentário.

Começamos pela Página 20, (Amortizações / Provisões / Redução do Passivo), com a publicação da imagem referente ao texto presente no documento final. Diremos ainda que ´texto é uma cópia fiel do previsto para 2017 (página 16 do documento de 2017), apenas alterando o valor final.
O Texto em si pouco explícito e até confuso levanta-nos as seguintes questões:

Como se chegou a este valor?
Estão ou não incluídos os processos fiscais em curso e amplamente divulgado?
Como é possível dizer que engloba os riscos de não recebimento de clubes e outros agentes? E Porquê?
Sobre este tema acrescentaremos o seguinte, se existem clubes que devem, nem deveriam ter iniciado a época, conforme ponto 3.5.2 do CO N.º 1 da época 2017 / 2018.
Depois durante a época se não cumprem com os pagamentos deveriam ser (estar) suspensos nos termos do Regulamento Geral da Federação.
Se não existe nenhum CO a suspender clubes por falta de pagamento, não se entende este texto, ou por outra, será que a FAP está a ser permissiva, criando situações de falta de equidade entre os diversos intervenientes?
Depois questiona-se e quem são os outros agentes?
Por fim apenas mais uma questão, e quais os valores previstos para cada item, pois apenas é apresentado um valor global?

Por agora, ficamos por aqui, nesta primeira abordagem, outros textos se lhe seguirão.

O Banhadas Andebol

segunda-feira, 25 de dezembro de 2017

Boas Festas – Agradecimento e Retribuição - 2017

BOAS FESTAS
OS NOSSOS AGRADECIMENTOS
E AS NOSSAS
RETRIBUIÇÕES – 2017

Conforme tem sido tradicional, a equipa do BANHADAS ANDEBOL, deseja a todos os intervenientes na modalidade, incluindo os seus adeptos, um dos suportes da mesma, BOAS FESTA, e que o próximo ano, nos traga, MAIS E MELHOR ANDEBOL, MAIS E MAIOR RESPONSABILIDADE.

A todos os nossos leitores, e não só, agradecemos e retribuímos os desejos de BOAS FESTAS, enviando um Bem-Haja a TODOS.

Saudações Andebolistas. 

O Administrador

sábado, 23 de dezembro de 2017

Torneio das 4 Nações Masculinos – 2017 / 2018 – I

TORNEIO DAS 4 NAÇÕES
(JUNIORES A – MASCULINOS)
Segundo informação do Portal da FAP, a Seleção de Juniores A Masculina, vai disputar este torneio de 12 a 14 de Janeiro de 2018, efectuando um estágio, praticamente de cinco (5) dias, que antecederá esta participação e que está previsto começar no dia 5 do mês de Janeiro de 2018.

O Torneio será disputado em Konstabz (Alemanha), e contará ainda com a participação das equipas da França, Espanha e Alemanha.

Precisamente as mesmas equipas que participaram nas três últimas edicções do Torneio.

Este estágio e a participação neste torneio (pensamos nós) devem inserir-se Nalgum objectivo que não é definido, e o próprio Portal da FAP, não prevê mais nenhuma actividade competitiva (Apenas Estágios) para esta Selecção nesta época.

Calendário de jogos - Torneio 4 Nações

1.ª Jornada
Dia 12-01-18
França - Espanha (17H00)
Alemanha - Portugal (19H15)
2.ª Jornada
Dia 13-01-18
Alemanha – França (15H00)
Espanha – Portugal (17H30)
3.ª Jornada
Dia 14-01-18
Portugal - França (09H00)
Alemanha – Espanha (11H30)

Horas em Portugal Continental

Convocatória – Como de costume sem comentários
Nota – Esperamos que os resultados desportivos neste torneio não sejam iguais ou parecidos com os das últimas presenças, onde alcançamos duas vezes seguidas o último lugar e na última edicção o 3.º Lugar, após uma vitória no jogo inaugural diante a Espanha (35-32). Desta vez, apresenta-se dois técnicos-adjuntos, mas é desconhecida a estrutura técnica das Selecções Nacionais. No entanto desejamos as maiores felicidades á Selecção Nacional, e que consigam uma representação desportiva cheia de êxitos. 

O Banhadas Andebol

sexta-feira, 22 de dezembro de 2017

Planeamento Desportivo – Época 2017/2018 – XXIX

Alteração de datas em Provas Nacionais Não Fixas - Época 2017/2018

Através de uma notícia, colocada no seu Portal, complementada no CO N.º 47 desta época, mas em local, que poderá não ser bem visível, a FAP, procede a alterações a datas que constavam no seu planeamento, que pensamos já esteja alterado em conformidade pois o Anexo 5 ao CO N.º 1 desta época, já está alterado. Apenas não entendemos a justificação dada para as alterações (Realização dos “Jogos das Ilhas” de 22 a 27 de Maio de 2018 na Sicília), e porquê?

Porquê o anúncio da realização dos jogos das ilhas é feito anualmente.
Porque pelo menos os Açores, já várias vezes anunciaram a sua participação, basta ler os textos da CS, que são publicados no próprio Portal da FAP.
Se alguma Associação participante, não indicou a tempo a sua participação nos jogos das ilhas, então a FAP, terá de informar correctamente que a alteração se deve à falta de informação atempada das respectivas Associações.
E quem já tinha feito a sua programação, em que situação é que fica?

Alterações são:

PO08 – Campeonato Nacional de Iniciados Masculinos

2.ª Fase – Última Jornada, passa a ser – 06-05-18 (era a 13-05-18)
Fase de Apuramento - passa a ser – 18 a 20-05-18 (era 25 a 27-05-18)

Torneio Seleções Regionais Masculinas - Prova destinada a atletas nascidos em 2002 e 2003

Fase Final – passa a ser 11 a 13-05-18 (era 18 a 20-05-18) 

O Analista

Torneios de Selecções Regionais Masculinas - VII

Torneio Selecções Regionais Masculinas - Prova destinada a atletas nascidos em 2002 e 2003.

Participam em princípio – Algarve, Aveiro, Braga, Leiria, Lisboa, Madeira, Porto, Setúbal, Vila Real, Viseu/Guarda, num total de 11 de Associações mas com duas Associações a formarem uma única equipa o que dará um total de 10 equipas. Voltamos a referir que se verifica uma diminuição do número de participantes, que deve ser preocupante, pois passamos de 14 na Época anterior para apenas 10 equipas, ou seja uma diminuição de cerca de 29%, que deverá levar os dirigentes da Federação a meditar, no mínimo.

Calendário Definitivo – Conforme Noticia do Portal da FAP
Noticia que pode passar despercebida, pois o seu local, já não está com a visibilidade desejada. Existindo alterações na ordem dos jogos nas Zonas 2 e 3., com esta a ser disputada toda no mesmo dia (incrível)

1.ª FaseEm 06 e 07-01-18 – 3 Zonas (1 zonas com 4 equipas e 2 zonas 3 equipas), jogando no sistema de TxT a 1 volta, apurando-se o 1.º Classificado de cada Zona para a Fase Final, o 2.º da zona com 1 (4 equipas), fica igualmente apurado para a Fase Final. As restantes equipas ficam apurados para uma Fase Intermédia.

Zona 1 – Celorico de Basto (Responsável AA Braga)
Calendário
Dia 06-01-18
Braga – Vila Real (16H00)
Viseu/Guarda – Porto (18H00)
Dia 07-01-18
Vila Real – Porto (09H30)
Braga – Viseu/Guarda (11H30)
Viseu/Guarda – Vila Real (15H30)
Porto – Braga (17H30)

Zona 2 – Leiria (Responsável AA Leiria)
Calendário
Dia 06-01-18
Madeira - Leiria (19H00)
Dia 07-01-18
Leiria – Aveiro (18H00)
Aveiro – Madeira (11H30)

Zona 3 – Lagoa (responsável AA Algarve)
Calendário
Dia 07-01-18
Setúbal – Algarve (19H00)
Lisboa – Setúbal (15H00)
Algarve – Lisboa (09H30)

Na nossa opinião zonas constituídas para minimizar custos, mas mesmo assim haverá zonas que são bastante dispendiosas, como por exemplo a zona 3, com os calendários a serem constituídos de forma absurda, para jogos de 30x2 com 10 minutos de intervalo. E os calendários agora apresentados com horários, foram criados sem sorteio o que se estranha, e é negativo na nossa opinião.

Como nota final (neste caso apenas aplicada aos Masculinos onde se verificam alterações positivas), diremos que a FAP considerou a possibilidade de os jogos da 1.ª Fase serem disputados num só dia (o que felizmente pelo calendário provisório não se verificava e era bastante positivo, infelizmente já não é ocaso), porque de outra forma o mais sensato (na nossa opinião), em vez de se fazerem deslocações de centenas de Km’s, Mais valia fazerem-se concentrações regionais, para observação, e desenvolvimento envolvendo os clubes das respectivas Associações. Pois neste momento e com este calendário, pergunta-se na zona 3 Lisboa vai na véspera para o Algarve ou faz uma deslocação no próprio dia para jogar às 09H30? 

O Formador

quinta-feira, 21 de dezembro de 2017

Juniores B Femininas - Kakygaia - 2017

TORNEIO KAKYGAIA – 2017
SELECÇÃO DE JUNIORES B FEMININAS
NO
TORNEIO 

Apesar da demissão do Seleccionador Nacional desta equipa (Carlos Pires), e de até ao momento, a FAP, nada ter informado, e na nossa opinião o sector técnico das Selecções Nacionais, ser uma autêntica confusão, Portugal irá participar neste torneio que se disputa de 26 a 30 de Dezembro de 2017, com a sua Selecção de Juniores B, que será dirigida por Ana Seabra, coadjuvada, pelo técnico-adjunto do SIR 1.º Maio/CJB, Miguel Carolino. A Selecção Portuguesa, participará juntamente com diversas equipas no escalão Sénior.

Convocatória como de costume sem comentários.
Calendário
Série A
Dia 26-12-17
Juniores B – Almeida Garrett (22H00)
Dia 27-12-17
CA Leça – Juniores B (21H00)
Dia 28-12-17
Juniores B – Douro AC (22H30)

Os jogos referentes aos dias 29 e 30-12-17, estão sempre dependentes da classificação que as Juniores B, obtiverem na sua Série Inicial.


O Noticias

Assembleias Gerais da FAP – III - 2017

Este “post” de hoje destina-se a dar amplo conhecimento de que finalmente em 20-12-17, depois de se ter realizado no dia 25-11-16, a Assembleia Geral Ordinária, para “Discussão e apreciação do Plano de Actividades e Orçamento da Federação de Andebol de Portugal para o ano civil de 2018”, a FAP em notícia com destaque pública anuncia a sua publicação.
Nada temos contra a organização da AG, até porque em termos estatutários a mesma teria de ser realizada, voltamos a lamentar que apenas passados 25 dias depois da sua realização ter publicado o documento aprovado, segundo o noticiado por unanimidade (nem sabemos o números de presentas).

Mais uma vez a Lei e os Estatutos, não foram cumpridos com o rigor que uma organização de utilidade pública está obrigada.

Em tempo publicaremos uma analise sobre o mesmo, mas para os interessados, enviamos o link onde o mesmo se encontra. 

O Banhadas Andebol

Crónica Intermédia de Fim-de-semana – 29 – 2017 / 2018 – I

Mais uma jornada jogada a meio da semana, e assim esta nossa crónica refere-se à 17.ª Jornada da PO01. Que será interrompida a partir desta jornada, só regressando em 20-01-18, estando em actividade durante este período a Selecção Nacional.

PO01 – Campeonato Nacional da 1.ª Divisão Seniores Masculinos.

16.ª Jornada
Dia 07-01-17
Belenenses - Arsenal (19H00)
17.ª Jornada
Dia 20-12-17
Benfica 36 – 33 AA Avanca
Águas Santas 31 – 26 Belenenses
Arsenal 24 – 32 AC Fafe
Boa Hora 25 – 29 ABC
Sporting 33 – 28 Madeira SAD
São Bernardo 16 – 33 FC Porto
Ismai 31 – 26 Xico Andebol

Jornada completa, pois tivemos sem jogos adiados, Verificando-se ainda, que foi uma jornada onde nos encontros disputados, tivemos não só confirmações de resultados em termos comparativos com a jornada homóloga da 1.ª volta, como algumas rectificações. Felizmente disputada sem ocorrências disciplinares registadas.

Sporting 33 – 28 Madeira SAD

Jogo disputado no pavilhão João Rocha, que se apresentou razoavelmente composto, terminou com a vitória do Sporting, num jogo, em que se apresentou por momentos demasiado passivo, e talvez com excesso de confiança, sendo permissivo, o madeira SAD, que apesar de ao intervalo estar a perder por 7 golos de diferença, sobre encarar os segundos 30 minutos, com outra atitude, entrado muito bem no jogo, fazendo um parcial de 3-0, e colocando o resultado em apenas um diferencial de 4 golos, e passando a partir dos 37 minutos e durante algum período do jogo a atacar com 7 jogadores de campo, sendo um dos momentos decisivos a lesão de Elledy Semedo, cerca dos 54 minutos, quando estava a ser um dos principais jogadores da sua equipa. O encontro começou com grande equilíbrio e aos 6 minutos de jogo, registava-se uma igualdade a 3 golos, para de seguida o Sporting fazer um parcial de 3-0, e passar em definitivo para a frente do marcador chegando ainda neste período aos 8 golos de vantagem (17-9 por exemplo com 26 minutos de jogo), neste período de jogo, foi decisivo a acção de Cudic (30% de eficácia), na baliza do sporting, assim como no segundo tempo além da falta de eficácia do seu ataque o Sporting, teve pela frente um jovem guarda-redes, Gustavo Capdeville (30% de eficácia), que esteve melhor que o seu companheiro de posto, O Sporting no segundo tempo teve na nossa opinião excesso de confiança, o que aliado à forte melhoria defensiva e até atacante do Madeira SAD, que foi gradualmente diminuído a diferença de golos que se registava, chegando por diversas vezes aos 4 golos (30-26, por exemplo aos 56 minutos). Na equipa da casa com 12 jogadores a marcarem golos, Ruesga (6 golos, 86% de eficácia, - 3 de 7 metros), e Francisco Tavares (6 golos, 67% de eficácia) foram apesar de tudo os mais produtivos, no Madeira SAD como já dissemos a sua grande figura foi sem dúvida nenhuma Elledy Semedo (10 golos, 83% de eficácia, - 2 de 7 metros), enquanto João Paulo Pinto com 5 golos (45% de eficácia), foi o marcador que se lhe seguiu. Com esta vitória o Sporting, mantêm-se no comando da prova nesta sua primeira Fase. Dirigiu este encontro a dupla de Aveiro constituída por Mário Coutinho e Ramiro Silva, que poderiam e deveriam ter feito muito melhor trabalho, em especial nas faltas do atacante, na lei da vantagem e na sanção progressiva.

Benfica 36 – 33 AA Avanca

No Pavilhão da Luz, diante uma assistência diminuta, assistiu a um bom jogo de andebol, com rapidez de execução boas transições defesa ataque, e alguns momentos de excelência por parte de alguns praticantes. Venceu a equipa mais experiente e com mais soluções, o Benfica num jogo que apenas foi equilibrado até cerca dos 10 minutos quando se verificava uma igualdade a 5 golos, a partir desse momento o Benfica assumiu o comando do jogo e do marcador, tendo dois atletas que na nossa opinião foram os homens do jogo por parte da equipa do Benfica, não só neste período, mas no resto do tempo de jogo, estamo-nos a referir a Hugo Figueira (35% de eficácia) na baliza do Benfica e a Belone Moreira (12 golos, 92% de eficácia, - 5 de 7 metros) no ataque, o Benfica foi uma equipa que soube explorar e bem a juventude da equipa da AA Avanca, que na nossa opinião teve momentos de grande passividade em termos defensivos. No Benfica que apresentou uma melhoria na sua agressividade defensiva, o que lhe proporcionou uma melhoria nos seus métodos atacantes, em especial quando utilizava a rapidez nos lançamentos de saída, e assim chegou ao intervalo a vencer por 16-12. No segundo tempo com uma entrada mais assertiva a equipa do Benfica chegou a ter 10 golos de vantagem (23-13, por exemplo) cercados 35 minutos, depois fruto da acção dos jovens Diogo Silva (9 golos, 64% de eficácia), e Diogo Oliveira (7 golos, 70% de eficácia), e com uma forte melhoria no rendimento na baliza onde Magnol Fis esteve bem (39% de eficácia), a AA Avanca foi diminuído o diferença que atingiu o seu valor mínimo precisamente nos momentos finais do encontro, Com o Benfica a fazer uma completa gestão do seu plantel, jogando todos os inscritos no Boletim de jogo e com 11 jogadores a marcarem golos. Não esquecer de nomear na AA Avanca o bom trabalho do experiente Nuno Carvalho nos 6 metros (3 golos, 100% de eficácia, todos de 7 metros). Com esta vitória o Benfica manteve-se na segunda posição da tabela classificativa a parto FC Porto. Jogo dirigido pela dupla EHF de Leiria, constituída por Daniel Martins e Roberto Martins, que realizaram uma tarefa bastante positiva.

No Pavilhão do Águas Santas, realizou-se o Águas Santas / Belenenses, jogo onde a vitória da equipa maiata, rectificou o resultado verificado na 1.ª volta, e foi um encontro de sentido único, com o Águas Santas a chegar rapidamente aos 4-0 (5 minutos de jogo), para ainda no primeiro tempo chegar aos 9 golos de diferença, aos 29 minutos de jogo (19-10), e atingir o intervalo na frente do marcador (19-11). No segundo tempo apesar de uma ligeira reacção do Belenenses, a mesma nunca colocou em perigo a vitória dos maiatos, que na prática a construíram durante os primeiros 30 minutos. Na parte final do encontro mais por rotação do plantel o Águas Santas permitiu uma aproximação do marcador. Uma das grandes diferenças esteve ao nível dos homens na baliza, enquanto António Campos e Pedro Pacheco, ambos com 41% de eficácia pelo Águas Santas, João Moniz, no Belenenses não passou dos 25% de eficácia. Nos maiatos onde 10 jogadores marcaram golos, Pedro Cruz (12 golos, 71% de eficácia, 5 de 7 metros), foi o seu principal marcador, no Belenenses, o seu melhor marcador foi Diogo Domingos (9 golos, 64% de eficácia, 1 de 7 metros). Com esta vitória a equipa do Águas Santas sobe ao 7.º lugar enquanto a equipa do Belenenses, com menos um jogo, se mantêm no 6.º lugar.

No Pavilhão do São Bernardo, disputou-se o São Bernardo / FC Porto, que foi um encontro onde foi confirmado resultado da 1.ª volta, e teve sentido único, com o FC Porto a comandar com grande facilidade o encontro desde o primeiro minuto de jogo, de tal forma que aos 9 minutos vencia por 5-0, para chegar ao intervalo a vencer por 12 golos de vantagem (17-5), de referir que o São Bernardo apenas concretizou 5 golos durante os primeiros 30 minutos. No segundo tempo a diferença entre as duas equipas foi-se acentuando com o FC Porto a dar mostras da sua superioridade e a chegar a estar a vencer por 18 golos de diferença (32-14) aos 57 minutos de jogo. No FC Porto total gestão do plantel com 10 jogadores a marcarem golos, onde Miguel Alves (6 golos, 100% de eficácia, 2 de 7 metros), foi seu principal marcador, e na baliza Hugo Laurentino atingia os 54% de eficácia, enquanto do lado contrário Emanuel Ribeiro não ia além dos 21% de eficácia, também teve 10 atletas a marcarem golos, mas os seus principais marcadores não passaram dos 3 golos, Nuno Ferreira (60% de eficácia), e Ricardo Queirós (47% de eficácia). O São Bernardo continua em último lugar com apenas uma vitória e o FC Porto, mantêm-se em igualdade pontual com o Benfica.

No pavilhão Fernando Tavares, teve lugar o Boa Hora / ABC, e foi outro resultado onde se confirmou, agora até com maior clareza o resultado ocorrido na 1.ª Volta, com a vitória final do ABC, num jogo que foi equilibrado até cerca dos 16 minutos quando se registava uma igualdade a 6 golos, a partir d este momento a equipa de Braga, tomou o comando do jogo e do marcador e chegou já ao intervalo a vencer por 12-8. No segundo tempo o parcial foi mais equilibrado ainda mas a equipa do ABC nunca perdeu o comando do jogo, e sua gestão foi importante, terminando por vencer precisamente pela diferença que se verificava ao intervalo. Humberto Gomes do ABC com 30 % de eficácia, na baliza do ABC, talvez animada pela justificada chamada à Selecção Nacional, foi o melhor no seu posto, embora Vasco Ribeiro tenha chegado aos 27% de eficácia. Luis Nunes (60% de eficácia, - 3 de 7 metros), e João Casal (67% de eficácia), ambos com 6 golos cada, foram os melhores marcadores do Boa Hora. No ABC Délcio Pina (6 golos, 86% de eficácia), foi o melhor marcador do ABC, que face à derrota da AA Avanca se isola no 4.º lugar da classificação. O Boa Hora mantêm o mesmo lugar.

No Flávio Sá Leite, realizou-se um dérbi minhoto com o Arsenal / AC Fafe, jogo com 30 minutos de total equilíbrio ao chegar-se ao intervalo com uma igualdade a 14 golos, apesar da equipa do Arsenal ter comando por diversas vezes o marcador. No segundo tempo, a equipa do AC Fafe passa para a frente do marcador (16-15) aos 33 minutos de jogo, posição que nunca mais deixou, chegando a ter vantagens de 7 golos como quando vencia por 26-19 aos 48 minutos de jogo, e o Arsenal tudo fez para realizar uma recuperação que se revelou efémera, pois nos últimos momentos do encontro, através de um golo de Pedro Dantas o AC Fafe coloca o marcador no resultado final, onde se se verifica a maior diferença do encontro. Com esta vitória o AC Fafe apesar de manter a mesma posição na tabela classificativa, começa a afastar-se dos seus adversários na cauda da tabela classificativa. Nenhuma das equipas se pode queixar do rendimento dos seus guarda-redes, pois tanto Miguel Marinho no Arsenal com 33% de eficácia, mas pouco tempo na baliza enquanto Luís Oliveira teve 27 % de eficácia, no AC Fafe, Nuno Silva chega aos 35% de eficácia. No Arsenal apesar de 10 jogadores marcarem golos, os mesmos foram insuficientes para levar a equipa à vitória, com Rui Lourenço (5 golos, 56% de eficácia, 1 de 7 metros), a ser o seu principal marcador. No AC Fafe o experiente Nuno Pimenta com 9 golos (82% de eficácia, 2 de 7 metros, foi o seu melhor marcador.

Na Maia, disputou-se o Ismai / Xico Andebol, que foi mais um encontro onde se confirmou o resultado verificado na 1.ª volta, e que terminou com a vitória do Ismai, no entanto o Xico Andebol, venceu casa a sua derrota pois o equilíbrio durante os primeiros 30 minutos permitiu-se chegar ao intervalo na frente do marcador por 13-12. No segundo tempo o equilíbrio manteve-se na totalidade até aos 40 minutos quando o Ismai vencia por 19-18, e a partir deste momento não mais largou o comando do jogo e do marcador, onde chegou a ter 8 golos de vantagem á passagem dos 57 minutos quando vencia por 31-23. Uma das grandes diferenças entre as duas equipas esteve no rendimentos dos guarda-redes com Manuel Borges no Ismai a chegar aos 46% de eficácia, enquanto Élcio Fernandes na baliza do Xico Andebol chegou apenas aos 26% de eficácia. No Ismai onde 10 jogadores concretizaram golos, Hugo Glória com 7 golos (100% de eficácia), foi o seu principal marcador. No Xico Andebol (Afonso Lima (64% de eficácia), e Cláudio Mota (58% de eficácia, 1 de 7 metros), ambos com 7 golos cada foram os melhores marcadores do Xico Andebol.

Após a realização destes jogos a classificação é a seguinte – 1.º Sporting (48 pontos), 2.º FC Porto e Benfica (46 pontos), 4.º ABC (42 pontos), 5.º AA Avanca (40 pontos), 6.º Belenenses (- 1 jogo 34 pontos), 7.º Águas Santas (33 pontos), 8.º Madeira SAD (32 pontos), 9.º Boa Hora (20 pontos), 10.º Ismai (28 pontos), 11.º AC Fafe (26 pontos), 12.º Arsenal (-1 jogo), e Xico Andebol (23 pontos), 14.º São Bernardo (21 pontos). 

O Banhadas Andebol

quarta-feira, 20 de dezembro de 2017

Campeonato do Mundo Masculino 2019 – IX

26.º MUNDIAL DE SENIORES MASCULINOS
DINAMARCA – ALEMANHA – 2019
GRUPO 4 NA PÓVOA VARZIM
A FAP, procedeu em Conferência de Imprensa, realizada na Póvoa de Varzim, à Lista dos convocados, e dos estágios e torneios que se irão realizar até à disputa do Grupo de qualificação para o Play OFF Europeu. Este estágio e estes encontros obrigam a uma paragem do Campeonato Nacional da 1.ª Divisão de 20-12-17 (data da realização de uma jornada da prova, até 21-01-18), esperamos que esta longa interrupção seja positiva para as cores Nacionais.

Grupo 4Portugal, Polonia, Chipre, e Kosovo – Será disputado em Concentração de 12 a 14-01-18. Hoje já podemos fornecer o Calendário com horários, finalmente.

Foram convocados 21 jogadores, que irão participar em todas as actividades até á realização do Grupo, onde serão certamente reduzidos para 16, ficaremos na expectativa, de ver como se irá proceder a tal.

A actividade da Selecção será dividida em períodos de trabalho, da seguinte forma:

Estágio no Luso – de 21 a 23-12-17
Estágio no Luso – de 26 a 30-12-17
Estágio no Luso – de 02 a 03-01-18

Torneio Carpati Trohy (Roménia) 05 e 06-01-18

Dia 05-01-17
Tunísia – Portugal (16H45) Porto Canal
Roménia – Bahrain (19H05)
Dia 06-01-18
Vencidos (16H45)
Vencedores (19H05)

Horas Nacionais

Estágio no Luso – de 07 a 09-01-18 (C/Jogo Particular, em Avanca)

Dia 09-01-18
Portugal – Argentina (17H45) TVI24

Após este encontro a Selecção irá para a Póvoa de Varzim onde ficará até a disputa do Grupo de Qualificação, que terá o seguinte Calendário.

1.ª Jornada
Dia 12-01-18
Polónia – Kosovo (17H15)
Portugal – Chipre (19H30) TVI24
2.ª Jornada
Dia 13-01-18
Kosovo – Portugal (18H00) TVI24
Chipre - Polónia (20H30)
3.ª Jornada
Dia 14-01-17
Chipre – Kosovo (15H30)
Portugal – Polónia (18H00) TVI24

Nota – Entende-se perfeitamente a ordem dos jogos na 2.ª jornada, onde se registou uma troca da sua ordem em relação ao que tinha sido publicado pela EHF

Lista dos Convocados – Sem Comentários, como de costume
No entanto achamos estranho que um dos técnicos da Selecção, esteja nos seus quadros técnicos, quando está inscrito como guarda-redes de uma das equipas que disputa o Campeonato Nacional da 1.ª Divisão, o que na nossa opinião configura uma anormalidade completamente absurda. 

O Banhadas Andebol