gal vence

Fim de Semana com as Super Taças - Vamos encher os Pavilhões - mas com dignidade a Modalidade merece
Calendário e Resultados na Barra Direita

sexta-feira, 14 de julho de 2017

Arbitragem – Dupla Provisórias – 2017/2018 - II

DUPLAS PROVISÓRIAS

Depois de termos feito um artigo acerca da circular 033 de 2016/2017, verificamos que todo o conteúdo por nós publicado tinha a sua razão de ser, em especial quando referimos que as duplas teriam que ser criadas antes da entrada da nova época por faça do Regulamento em vigor. E onde dizíamos acerca do movimento entre os diversos níveis “Estranha-se que este movimento não tenha já sido divulgado, como é obrigação do CA, ainda por cima, tendo um assessor jurídico. Provavelmente está á espera de elaborar um novo regulamento para depois fazer o lhe der mais jeito, em cada momento.” No final tínhamos razão pois o CA, esta época com uma diferença de um mês divulga as duplas provisórias (na época que terminou apenas foram divulgadas em 12-08-16, através da circular N.º 009), ou seja completamente fora de prazo.

Esta circular N.º 001 de 12-07-17 sobre duplas provisórias que é um documento que é um autêntico “hino da alegria”, com o CA informa que abriu um período de recolha de opiniões/ orientações sobre a constituição das duplas junto dos quadros e das suas Associações, e dará conhecimento dos quadros definitivos após analise desta recolha de dados e após as acções de formação. Está é uma acção de “charme”, que não vai resolver nada, pois no final o resultado será praticamente o mesmo e já deveria ter sido feita, á muito mais tempo.

Continua-se a não se compreende porque não foi publicada a classificação dos Oficiais de Mesa e dos Observadores. Nem quem os elementos que na próxima época irão desempenhar tais funções, que no caso dos Oficiais de Mesa, será caricato a Federação não ter um quadro próprio, quando os clubes não possuírem os chamados CROM, que irão agora set provavelmente “feitos de empreitado”, para “gaudio” da ANCAMP.  

Esta circular, vêm mais uma vez provar o desnorte que campeia, para os lados do CA, por exemplo o número de duplas diminui de ano para ano, onde está o tão apregoado desenvolvimento? Ou será que apenas existe desenvolvimento quando se aumenta o número de lugares na EHF e na IHF?

Na época anterior, foi publicado um quadro de duplas provisórias, com 55 duplas, esta época, o quadro publicado comporta apenas 52 duplas. “Pura Evolução!”.

Esta Circular N.º 001 do CA agora emitida com as Duplas provisórias, continua a demonstrar as irregularidades já por nós denunciadas, por exemplo no quantitativo dos quadros de arbitragem conforme consta do Artigo 30.º do Próprio Regulamento, A título de exemplo o quadro de nível 4 que só deveria ter 14 duplas volta a surgir nesta circular com 15 duplas, Porquê? Qual a Justificação?

Anteriormente dissemos que “Pois para cúmulo surge com a pirâmide de desenvolvimento completamente invertida, com apenas 4 duplas aptas no nível 1 (nível de Formação), questiona-se onde para o prometido desenvolvimento, onde está a formação ou esta levará o mesmo rumo dos Oficiais de Mesa.” Pois nesta circular N.º 001, nem existem duplas de nível 1, situação plenamente demonstrativa da degradação a que a arbitragem chegou.

A circular aplica as subidas e descidas, sem nunca as nomear, o que não se entende? Porquê? É matéria que está devidamente regulamentada, e portanto, não deverá existir qualquer problema em indicá-las.

Não se compreende é como surgem agora até com evolução de nível árbitros que não tinham classificação por não existirem elementos suficiente s de avaliação (Casos de Manuel Nogueira do Porto, e de Miguel Mendes em Coimbra que evoluíram nesta circular de nível 2 para nível 3).

Apenas, e a título de exemplo desta vez publicamos o quadro provisório completo do Nível 4.
Segundo o CA em nota de rodapé nesta circular sobre as duplas provisórias, diz “ Os quadros de arbitragem não constantes da presente circular não integram os quadros Nacionais para a época 2017/2018.” Surreal dizemos nós.

O Regras 

4 comentários:

Anónimo disse...

Os oficiais de mesa não têm classificação porque há anos que não são observados/avaliados. Em boa verdade tal observação/avaliação que existia mais não era do que dar-lhes 100% na folha de observação. Tal prática foi abandonada porque era ridícula. Que sentido faz estar a avaliar o trabalho dos OM? Pois para além de serem poucos (até vão acabar com eles na próxima época) todos faziam jogos da PO01 mediante a sua disponibilidade portanto efeitos práticos eram nulos.

Anónimo disse...

Para além do que foi bem explicado pelo anónimo de 14 de Julho de 2017 às 19:33, resta a pergunta: os oficiais de mesa continuam ou não?

Anónimo disse...

O Marreiros já deu a benção Papal aos seus meninos e meninas afilhados\as? Todos sabemos quem são...

Anónimo disse...

Baralha-se e dá-se de novo e já sabemos antecipadamente quem vai sair bem visto! Um duo da Madeira que gosta de escandalos e umas manas protegidas...