gal vence

- Vamos encher os Pavilhões - mas com dignidade a Modalidade merece
Calendário e Resultados na Barra Direita

segunda-feira, 31 de julho de 2017

Planeamento Desportivo – Época 2017/2018 – VI

Provas Nacionais Fixas - Época 2016/2017

Na continuidade de anteriores artigos sobre o tema, e conforme já referimos a Federação, com uma antecedência razoável á data de inicio da época divulgou os Regulamento agora chamados Desportivos de todas as provas, feita em simultâneo com o CO o N.º 1 (04-07-17), e o CO n.º 2 (04-07-17) procedeu ainda á divulgação das equipas com direito desportivo a participar nas diversas provas Nacionais fixas, segundo o conceito estabelecido na época que agora termina. Não iremos repetir o já foi dito em relação às principais provas de Seniores Masculinos, pois até já se realizou o sorteio.

Respeitando as datas referidas nos respectivos Comunicados Oficiais emitidos até ao momento, em que escrevemos este texto, apenas se poderá ter a confirmação das equipas, após o ultimo dia para confirmação da inscrição, 31-07-17. Veremos então, se não existem surpresas (esperamos que não, pois seria bom sinal).

No entanto não compreendemos, o motivo, porque em termos de participação nas provas Europeias, uma das equipas designadas, é a “ADA JB Barros”, quando a nível Nacional, e já foi assim designada na última época se designa por SIR 1.º Maio / CJB. Estranho e sem justificação (na nossa opinião).

Iremos transcrever o que diz o CO, a fim de sermos “intelectualmente honestos”. Diz “ 31-07-2017 – Data limite para a efectivação dos procedimentos administrativos para a confirmação da inscrição (criação das equipas no sistema; inscrição na prova no sistema; homologação do pavilhão no sistema; inscrição dos atletas de acordo com os requisitos) ”. O sublinhado é da nossa autoria, pois na realidade isto significa, que apenas no dia 31-07-16, se poderá saber com toda a realidade quais as equipas que estão regulamentarmente inscritas e em condições de poder participar na prova, então porquê a realização do sorteio?

Este texto prova tudo o que temos afirmado acerca de datas e sorteios.

PO09 – Campeonato Nacional Seniores Femininos 1.º Divisão

Esta é uma prova que se mantem fiel a si, e não existe qualquer novidade na matéria publicada no Comunicado N.º 2, onde estão bem definidos as 12 equipas participantes, e será disputada no sistema de Play OFF, já deu excelentes provas neste escalão, e que na nossa opinião é emotivo e traz certamente mais gente aos pavilhões (admitimos no entanto opiniões diversas da nossa). Não existindo qualquer alteração no sistema e na forma de disputa da mesma, com todos os jogos serão disputados em sistema de Play OFF, a Final também continua e bem a ser disputada á melhor de cinco (5) jogos, mas sua ordenação será diferente do estabelecido para a PO01, pois segundo nos apercebemos é uma forma de permitir jornadas duplas, face a existência das equipas da Madeira, e assim a sua ordenação será (Casa, Casa, Fora, Fora e Casa).

Algumas Alterações no Regulamento Especifico que merecem alguma reflexão.

O Ponto 4 do Artigo 1.º, sofreu um ajustamento na redacção que passou a ser “A designação dos diferentes representantes para as competições europeias de Clubes terá de ser ratificada pela Direcção da FAP, tendo em consideração as condicções económicas, desportivas, de infra estruturas desportivas e de Marketing de cada um dos Clubes, podendo ser efectuadas substituições quando os clubes não cumpram objectivamente com tais requisitos.

E tal como dissemos para a PO01, a inclusão desta alteração de texto, confere em nossa opinião poder discricionário à Direcção da FAP, na indicação dos Clubes às provas Europeias com o direito desportivo adquirido, podendo até o Campeão Nacional, não ser indicado para a Liga dos Campeões, Texto a ter em atenção.

No Artigo 2.º (Participantes), a alínea b) do ponto 2, a multa aí prevista passa de 50€ para 60€, ou seja por cada atleta a menos dos 12 inscritos e presentes no Boletim de Jogo, aqui era (na nossa opinião) uma medida que se impunha, pois estamos a disputar a principal prova do Calendário Nacional Feminino.

Têm um novo artigo o 7.º que diz respeito aos Oficiais de Mesa, e de que já fizemos referência em diversos textos (Não concordamos, é a nossa opinião).

No seu Artigo 8.º (Homologação de Campos), tem a novidade já referida em outros textos da obrigatoriedade de um regulamento de segurança (de acordo). Mas ao contrário dos outros Regulamentos Desportivos cria a obrigatoriedade de serem os clubes a apresentarem ou a fazerem os mesmos, mas levantamos a questão e quando os mesmos foram pertença de outras entidades como por exemplo Camaras Municipais, como vai ser? E Ainda quais as normas para os clubes criarem os seus próprios Regulamentos?

No Artigo que Regulamenta o Protocolo de Jogo, a multa passa de 50€, para 150£m um aumento completamente exagerado face aos restantes aumentos ocorridos no Regulamento Desportivo da Prova, como por exemplo nas multas (os 2 minutos ao Banco, passam de 25 para 30€, mantendo-se todas as outras).

Com este texto terminamos uma análise embora por vezes superficial ao planeamento de todas as provas Nacionais Fixas. A Seguir aguardamos mais disponibilidade, para tratarmos devidamente das chamadas provas não fixas. Ou caso se justifique voltarmos às provas Fixas.

O Analista

Andebol de Praia 2017 – Circuito Nacional - 2017 – III

CIRCUITO NACIONAL DE ANDEBOL DE PRAIA 2016
FASE FINAL – CARCAVELOS
28 a 30-07-2017
(Resultados)

Na prática, terminou este fim-de-semana na Praia da Carcavelos, a época Oficial do Andebol e Praia, com a realização da Fase Final do Circuito Nacional de Andebol e Praia 2016 / 2017. Onde marcaram presença 40 equipas.
Resultados Finais

Seniores Masculinos (12 equipas)

VencedorOS Gordos / LabMinho – CN Leça, que venceram na final a equipa do EFE – Os Tigres, por 2-1.

Melhor Guarda-Redes – Ricardo Castro (Os Gordos)
Melhor Jogador – José Silva (Os Gordos)

Seniores Femininos (8 equipas)

VencedorOs Gordos – CN Leça, que venceram na final a equipa do EFE – Os Tigres, por 2-1.

Melhor Guarda-Redes – Irina Vieira (Chelsea BH)
Melhor Jogadora – Cristiana Morgado (Os Gordos)

Sub-18 Masculinos (12 Equipas)

VencedorEFE - Os Tigres, que venceram na final a equipa dos Divorciados, por 2-1.

Melhor Guarda-Redes – José Freitas (Divorciados)
Melhor Jogador – André Sousa (Os Tigres)

Sub-18 Femininos (8 Equipas)

VencedorEFE – Os Tigres, que venceram na final a equipa dos Gordos - CN Leça, por 2-1.

Melhor Guarda-Redes – Sara Silva (EFE - Tigres)
Melhor Jogadora – Joana Resende (EFE - Tigres)

Transmissão de Jogos:

Andebol TV - em Live Streaming – Transmitiu os encontros (Conforme agenda divulgada no Portal da FAP).

Arbitragem

É impossível confirmar a presença dos elementos pré convocados, e quem esteve em cada jogo, pois a Federação, não divulgou em nenhum Boletim de jogo, qualquer nomeação, o que se estranha, apesar de nesta Federação já nada do que acontece ser estranho, pelo menos para nós.

O Noticias

Mundial Sub 21 Masculino – 2017 – XV

 21.º MUNDIAL SUB-21 MASCULINO
 2017
ESPANHA CAMPEÃ MUNDIAL
(Sucede à França)

Terminou o XXI Mundial de Sub-21 Masculino, que decorreu de 18 a 30 de Julho de 2017 na Argélia., com os últimos encontros incluindo a final a ser serem hoje (30-07-17) realizados, num total de 92 jogos. Apesar do excelente comportamento que algumas equipas de outros continentes protagonizaram, com especial relevo para a equipa da Tunísia, o Continente Europeu coloca, sete (7) equipas nos oito primeiros lugares. Com os finalistas do último Mundial (França e Dinamarca) a defrontarem-se nas 1/2 Final. A Espanha  sucede assim á França.
Jogos das 1/2 Final - Dia 29-07-17
França 34 – 37 Dinamarca
Alemanha 21 – 26 Espanha

3/4 Lugar
França 23 – 22 Alemanha
Final
Dinamarca 38 – 39 Espanha (C/Prolongamento)

Mais Finais que começaram com um sensacional França / Dinamarca, num jogo totalmente dominado pela componente física dos oponentes, e de grande equilíbrio competitivo, com o guarda-redes dinamarquês Simon Gade a ser um dos principais responsáveis da vitória da sua equipa, juntamente com Lasse Moeller com 10 golos e Mathias Bitsch com 11 golos, que demonstrou ser possuidora de um modelo de andebol de grande qualidade, servida por excelentes executantes, e aproveitando ao máximo as novas regras jogado ao ataque quase sempre com 7 jogadores de campo e na defesa quase sempre com uma defesa aberta, a equipa francesa, onde teve em grande plano Dika Mem, com 8 golos, juntamente com Melvyn Richardson (4 golos), acaba por perder um encontro, em esteve igualmente bem, com a esta vitória a Dinamarca, retifica o resultado da 1.ª Fase da prova, onde tinha sido derrotada por 30-22, bem como a resultado da final do Mundial de 2015, onde saiu derrotada por 26-24. Na outra meia-final defrontaram-se a Alemanha / Espanha, recordando que a Alemanha foi a 3.ª classificada no último Mundial, mas que num jogo de grande equilíbrio, e onde as equipas foram mais calculistas, acabou por perder diante a Espanha, que fez um excelente jogo em especial em termos defensivos e onde o seu guarda-redes Manuel Ledo Mendez, esteve em bom plano, sendo muito bem acompanhado depois no ataque por Aleix Gomes com 10 golos, por Daniel Dujshebaev com 8 golos, enquanto do lado alemão, boa presença do seu guarda-redes Joel Birlehm e de Michalczik com 5 golos. O que deu origem a uma final entre a Dinamarca e a Espanha. Na disputa do 3.º e 4.º lugar disputou-se o França / Alemanha, que foi mais um encontro de grande equilíbrio, com a equipa francesa a comandar o marcador a maior do tempo normal de jogo, terminando como vencedora pela diferença de 1 golo, com o seu guarda-redes (Julien Meyer) a evitar o prolongamento com duas soberbas defesas nos últimos segundos do encontro. A Final disputada entre a Dinamarca e a Espanha, foi jogo de extrema emotividade, com a equipa de Espanha a comandar o jogo e o marcador praticamente durante todo o tempo de jogo, com a equipa da Dinamarca a conseguir assumir pela primeira vez o comando do marcador cerca dos 45 minutos, quando se colocou a vencer por 26-25, no entanto nunca conseguiu maior diferença nas raras vezes que esteve na frente do marcador. Com os 60 minutos de jogo a marcarem uma igualdade a 34 golos a Dinamarca não converte um livre de 7 metros, com grande mérito de uma das figuras do jogo o seu guarda-redes Ledo Xoan. No Prolongamento obtem o golo da vitória por outra das figuras da sua equipa Dujshebaev (8 golos), onde contou igualmente com Aleix Gomez (7 golos), em excelente plano. Pela equipa da Dinamarca que foi uma excelente equipa durante o torneio proporcionando excelentes momentos de andebol, temos de destacar, Lasse Moeller (11 golos), e Saugstrup (8 golos), que estiveram um pouco acima dos seus colegas de equipa. Com este resultado a Espanha, passa de 7.º Classificada no último Mundial, para Campeã com toda a justiça, sendo esta equipa um autêntico “espelho” do trabalho que se têm desenvolvido em Espanha.

Classificação final1.º Espanha, 2.º Dinamarca, 3.º França, 4.º Alemanha, 5.º Hungria, 6.º Macedónia, 7.º Tunísia, 8.º Rússia,  9.º Eslovénia, 10.º Croácia, 11.º Noruega, 12.º Islândia, 13.º Argentina, 14.º Argélia, 15.º Suécia, 16.º Ilhas Faroé, 17.º Egipto, 18.º Brasil, 19.º Coreia, 20.º Arábia Saudita, 21.º Qatar, 22.º Marrocos, 23.º Chile e 24.º Burkina Faso.

Equipa Ideal da prova
Guarda-redes Xoan Ledo (Espanha)
Ponta EsquerdaLukas Mertens (Alemanha)
Lateral Esquerdo – Lasse Moeller (Dinamarca)
Central – Matyas Gyori (Hungria)
Lateral Direito – Dika Mem (França)
Ponta Direita – Aleix Gomez (Esoanha)
Pivot – Magnus Saugstrup (Dinamarca)

MVP – Lasse Moeller (Dinamarca)

Arbitragem

Continua omissa toda e qualquer informação, no Portal da FAP, o que não acontece com outros elementos, sobre a representação de Portugal nesta prova, através do Delegado IHF António Goulão, que exerceu funções em diversos encontros em todas as fases deste mundial, tendo nos últimos dias marcado presença nos seguintes encontros, de onde destaca sua presença na FINAL. Os nossos parabéns.

Alemanha – Espanha – 1/2 Final
Dinamarca – Espanha - Final

O Formador

domingo, 30 de julho de 2017

Europeu Sub-19 Feminino – 2017 – X

EUROPEU FEMININO SUB-19 – 2017
(JUNIORES A)

Depois de uma excelente participação de Portugal no Torneio de Qualificação para o Europeu Sub-19 Femininos 2017 em Feminino, Portugal iniciou a sua participação na Fase Final que se encontra a disputar em Celje (Eslovénia) de 27 de Julho a 6 de Agosto de 2017.
Nesta fase Portugal que se encontra enquadrado no Grupo D, disputou o seu primeiro jogo, diante uma das mais fortes equipas do seu Grupo a Dinamarca, que é a actual campeã da Europa, mas o título não justifica a descolorida exibição da equipa portuguesa, qua ao intervalo já perdia por 16-8, depois de ter estado 10 minutos sem marcara (entre os 4 e os 14 minutos de jogo), sofrendo um parcial de 5-0, para conseguir reequilibrar o resultado, e voltar a sofrer um parcial de 6-0, em 6 minutos (entre os 22 e os 28 minutos), contabilizando só neste período 11º falhas técnicas (maus passes, perdas de bola, más recepções, violações, passos e faltas de atacante). No segundo tempo voltamos ao mesmo e entramos mal, embora Liya Mingaleeva, entretanto entrada para a baliza de Portugal, tenha dado mais força anímica a uma equipa descrente e com um banco passivo, e conformado com o resultado e com o andamento do mesmo de tal forma que nunca pediu um time _OUT durante este período de jogo, descrença esta que foi certamente transmitida para dentro de campo. Uma referência ainda para o ataque de Portugal que “esbarrou” num guarda-redes (Amalie Milling) que foi a melhor jogadora da Dinamarca, mas diga-se em abono da verdade que como se costuma dizer foi várias vezes agredida pelas atacantes de Portugal, tal a falta de qualidade noa acção de ataque que Portugal demonstrou, e onde Debora Moreno (6 golos) se destacou, não só por ser a nossa melhor marcadora, mas pelo seu comportamento em campo. Jogo dirigido e bem pela dupla feminina sueca constituída por Maria Bennani e Safia Benanani. No segundo jogo, disputado contra a equipa da casa, a Eslovénia, esperava-se mais da equipa portuguesa, mas voltou a estar completamente “desastrada”, quer a defender quer a atacar, e os mesmos defeitos e virtudes veneficiadas no jogo anterior foram totalmente confirmadas neste encontro., Embora os primeiros 30 minutos fossem de maior equilíbrio, mas a partir dos 24 minutos de jogo, quando perdíamos por 11-7, não melhoramos, voltamos a perder situações de golo feito, a cometer falhas técnicas imperdoáveis, e a sofrer golos até em superioridade numéria, chegando ao intervalo a perder por 15-10. Mau reinício de jogo, para a equipa portuguesa que sofreu um parcial de 8-1 em 12 minutos de jogo, estando aos 42 minutos a perder por 23-11, desta vez verificou-se um Time-OUT de equipa pelo meio mas que nada resolveu, assim como as constantes trocas de guarda-redes. Mais uma vez precipitadas no remate, conseguindo nos últimos 18 minutos de jogo realizar uma exibição de maior equilíbrio, mas sempre totalmente controlada pela equipa adversária. Portugal teve neste encontro Mihaela Minciuma com 7 golos (a maior parte de 7 metros), a sua melhor marcadora e nomeada como melhor jogadora da equipa, enquanto na equipa da casa Hana Vucko (5 golos), não a sua melhor marcadora mas foi certamente a sua melhor jogadora. Sendo como tal nomeada, com mais esta derrota, Portugal, encontra-se completamente afastada dos lugares de apuramento, para a chamada Main Round. Jogo dirigido pela dupla feminina da Macedónia, constituída por Marija IIieva e Silvana Karbeska, que tiveram a diva facilitada, face ao comportamento das atletas, mas mesmo assim o seu critério em faltas do atacante não foi uniforme em nossa opinião. Hoje (30-07-17) defrontamos no último jogo desta fase a equipa de Montenegro, e foi mais um jogo para esquecer, esta “anormal”, participação da equipa portuguesa nesta fase da prova, apesar da melhoria verificada em termos defensivos, onde as duas guarda-redes utilizadas quer Ana Ursu, quer Liya Mingaleeva, estiveram bem e não foi por elas que Portugal sofreu nova derrota, no ataque continuamos a cometer falhas técnica “imperdoáveis”, e a precipitação no momento do remate continua, de tal forma que apenas concretizamos um livre de 7 metros à quarta oportunidade (Diana Oliveira, com 7 golos), considerada a melhor jogadora da equipa Portuguesa, onde existem jogadoras que deveriam seguir o exemplo de Patrícia Morais (4 golos), em termos de garra, determinação e sentido de que o Andebol é um jogo colectivo. Na equipa de Montenegro de destacar a prestação da guarda-redes Tea Marinovic, e de Tatjana Brnovic (considerada a melhor jogadora de Montenegro, com 7 golos), num encontro, que foi dirigido e mal na nossa opinião pela dupla feminina da Bósnia constituída por Tatjana Prastalo e Vesna Todorovic, que demonstrou uma clara falta de equidade na aplicação da sanção progressiva, com claro prejuízo da equipa portuguesa, assim como na aplicação em especial do aviso de Jogo passivo. Com mais esta derrota Portugal passa para o Intermediate Rund (I2), com 0 pontos, o que demonstra o negativismo que estamos a ter até ao momento, nesta participação. Nesta Fase da prova, em termos de diferencial negativo de golos, apenas somos superados pela Macedónia.

Grupo “D” – Portugal, Montenegro, Dinamarca, e Eslovénia.

Calendário de Portugal nesta Fase:
1.ª Jornada
Dia 27-07-17
Dinamarca 32 – 16 Portugal
2.ª Jornada
Dia 28-07-17
Portugal 18 – 28 Eslovénia
3.ª Jornada
Dia 30-07-17
Portugal 15 – 21 Montenegro

Classificação do Grupo de Portugal
Apuradas para a Main Round

Grupo A – Hungria, e Holanda.
Grupo B – Rússia, e Noruega.
Grupo C – França e Alemanha.
Grupo D – Dinamarca, e Montenegro.

Apuradas para a Intermediate Round

Grupo A – Suécia, e Roménia.
Grupo B – Croácia, e Macedónia.
Grupo C – Espanha, e Sérvia.
Grupo D – Eslovénia e Portugal.

Constituição dos Grupos

M1 – Hungria, Rússia, Holanda, e Noruega.
M2 – França, Dinamarca, Alemanha, e Montenegro.

I1 – Suécia, Roménia, Croácia, e Macedónia.
I2 – Espanha, Eslovénia, Sérvia, e Portugal.

Calendário de Portugal – Grupo I2
Dia 01-08-17
Sérvia – Portugal (13H00)
Dia 02-08-17
Portugal – Espanha (13H00)

Horas Locais

Jogos Classificativos, 1/2 Final - Dia 04-08-17
Jogos de definição de Classificações – Dia 05-08-17
Jogos de definição do 5/8 Lugar, 3/4 Lugar e Final – Dia 06-08-17

Arbitragem

Conforme já informamos, Portugal está igualmente representado nesta prova por, António Marreiros - Delegado da EHF, e por Daniel Freitas e César Carvalho – Dupla nomeada para o respectivo evento.

Que nesta Fase da Prova já foram nomeados para os seguintes encontros:

António Marreiros
Hungria – Roménia – Grupo A
Suécia – Holanda – Grupo A
Roménia – Suécia – Grupo A
Roménia – Holanda – Grupo A
Noruega – Macedónia – Grupo B

Daniel Freitas / César Carvalho
Noruega – Croácia – Grupo B
Hungria – Suécia – Grupo A

O Formador

sábado, 29 de julho de 2017

VII Mundial Juvenil Masculino (Sub-19) – 2017 – X

MUNDIAL DE SUB-19 MASCULINO
2017

A FAP, informou hoje /28-07-17) qual a lista final dos convocados para este Mundial, e para o último estágio que decorrerá em Almada de 31 de julho a 4 de agosto de 2017, no Mundial Portugal estará presente, por direito adquirido no último Europeu de Sub-18.

Este será o VII Campeonato Mundial do Escalão que será disputada em 2017, com 24 equipas em Tibilisi na Geórgia de 8 a 20 de Agosto de 2017.

Lista de convocados, como de costume sem comentários Adicionais.
imagem

Mais uma vez recordamos que a primeira Fase (Fase Preliminar) será disputada por, 4 grupos de 6 equipas, entre as equipas apuradas e os grupos constituídos são:

Grupo A – Egipto, Noruega, Bahrain, Dinamarca, França, e Suécia.
Grupo B – Chile, Argélia, Japão, Islândia, Alemanha, e Geórgia.
Grupo C – Venezuela, Portugal, Coreia Sul, Argentina, Croácia, e Brasil.
Grupo D – México, Tunísia, Rússia, Espanha, Eslovénia, e Sérvia.

Apurando-se os 4 primeiros classificados de cada Grupo, com a curiosidade de Portugal e Brasil pertenceram ao mesmo Grupo.

Calendário de Portugal na Fase Preliminar

1.ª Jornada
Dia 08-08-17
Croácia – Portugal (10H00)
2.ª Jornada
Dia 10-08-17
Portugal – Argentina (16H00)
3.ª Jornada
Dia 11-08-17
Portugal – Coreia (20H00)
4.º Jornada
Dia 13-08-17
Venezuela – Portugal (20H00)
5.ª Jornada
Dia 14-08-17
Brasil – Portugal (18H00)

O Formador

sexta-feira, 28 de julho de 2017

Movimentações de Atletas – 2017 – II – No Feminino

Neste texto sobre os movimentos de atletas, agora no Feminino, continua-se com o mesmo critério, ou seja só se dará informação dos movimentos de atletas que são praticamente certos, e daqueles em que a possibilidade de se concretizarem é quase garantida. Informa-se ainda de que apenas falaremos naqueles em que a garantia das fontes nos dê alguma credibilidade, embora por vezes falhe.

No Feminino o mercado de transferências, é difícil de descrever porque os clubes continuam muito fechados, sem grandes novidades e não tem sido possível apurar muita informação. Assim tudo o que aqui divulgaremos, teremos algumas certezas, e outras serão os rumores credíveis que conseguimos recolher.

Acreditamos que ainda muitas movimentações estejam para acontecer, ou até já aconteceram, mas é pena que os clubes continuem a comunicar tão mal para o exterior, e bem precisavam de melhor a sua forma de comunicação. E depois queixam-se que se dá pouco destaque ao feminino…

Fazíamos uma solicitação aos clubes no feminino, que nos enviassem uma foto do plantel, e se possível uma descrição do mesmo, com a finalidade de podermos dar uma maior visibilidade ás equipas em especial na PO09. Desde já com os nossos humildes agradecimentos.

Técnicos

César Couto – Modicus (novo)
Cristina Fernandes – Modicus (Saída)
Cristina Fernandes – Almeida Garrett (Nova)
César Couto – Académico FC (Saída)
Carlos Neiva – Alavarium (Renovação)
José Tomaz – Passos Manuel (Renovação)

Renovações

Bebiana Sabino – Colégio Gaia
Ana Sofia Leão - Maiastars
Diana Roque – SIR 1.º Maio/CJB
Joana Ferreira – Alavarium
Patrícia Mendes – Juventude Lis
Luana Ligeiro – Juventude Lis
Joana Silva - Maiastars
Margarida Gabriel – Juventude Lis
Francisca Marques – Juventude Lis
Sofia Gomes - Maiastars
Juceleide Cabral – Juventude Lis
Dulce Oliveira - Maiastars
Sofia Freitas – Académico FC
Diana Oliveira – Maiastars
Mariana Azevedo – Maiastars
Debora Moreno – Maiastars
Liya Mingaleeva – Maiastars
Catarina Brazão – Maiastars
Inês Pontes - Maiastars

Movimentos Conhecidos

Rita Alves – França / S. Felix da Marinha
Ana Rita Neves – Alavarium /SIR 1.º Maio/CJB
Ana Ursu – Alavarium / Maiastars
Nicole Fonseca – Cabo Verde / Juventude Lis
Joana Espinha – SIR 1.º Maio / Juventude Lis
Ana Isabel Silva – Juventude Lis / Alavarium
Leila Sofia – Atlético de Cabo Verde / Juventude Lis
Ana Sofia Silva – Santa Joana / Alavarium
Inês Rocha – Alavarium / Ílhavo Andebol Clube
Rafaela Vieira – ARC Alpendorada / CA Leça
Sara Sousa – Alavarium / Maiastars
Bruna Coelho – Alavarium / Ílhavo Andebol Clube
Mariana Almeida – CA Leça / Maiastars
Ana Filipa Abreu – Académico FC / Alavarium
Tamara dos Santos – Brasil / Ílhavo Andebol Clube
Sónia Ribeiro – Académico FC / S. Félix da Marinha
Ana Silva – Maiastars / Pedras Rubras

Saídas Confirmadas com Destino Desconhecido

Inês Moleiro – Alavarium

O Administrador

Mundial Sub 21 Masculino – 2017 – XIV

 21.º MUNDIAL SUB-21 MASCULINO
 2017
Terminaram os 1/8 Final e os 1/4 Final

Terminaram os 1/8 e os 1/4 Final dos 21.º’s Mundiais do Escalão de Sub-21, que está a decorrer desde o dia 18 e vai terminar a 30 de Julho de 2017 na Argélia.

Depois da Fase Preliminar onde se realizaram 60 jogos, disputaram-se os 1/8 e os 1/4 Final, os jogos classificativos, bem como os jogos relativos à Presidente Cup.

Resultados

1/8 Final – Dia 26-07-17
França 28 – 25 Ilhas Faroé
Tunísia 28 – 27 Islândia
Espanha 27 – 21 Argentina
Alemanha 31 – 28 Suécia (C/prolongamento)
Croácia 25 – 34 Rússia
Hungria 26 – 25 Eslovénia (C/Prolongamento)
Argélia 20 – 24 Macedónia
Dinamarca 34 – 27 Noruega

Destaca-se desde logo a vitória da Tunísia sobre a Islândia, pela margem mínima, obtida a 15 segundos do terminus do encontro. Destaca-se igualmente a difícil vitória da Hungria sobre a Eslovénia, por apenas um golo de diferença, óbito no prolongamento, tivemos ainda (na nossa opinião) a sensacional vitória da Rússia sobre a Croácia, que na Fase Preliminar tinha terminado a mesma invicta. Sendo o resultado mais desequilibrado, o encontro disputado entre duas equipas nórdicas o Dinamarca / Noruega. A equipa africana da Tunísia, é a equipa que quebrou a homogenia dos europeus pra os 1/4 Final, e bem, diga-se para quem viu o encontro.

Jogos dos 1/4 Final - Dia 27-07-17
França 33 – 16 Macedónia
Tunísia 21 – 27 Alemanha
Dinamarca 38 – 31 Rússia 
Hungria 29 – 30 Espanha (C/Prolongamento)

Nestes 1/4 Final, tivemos um tudo de pouco, desde grandes jogos, embora não equilibrados, até um jogo com prolongamento, o Hungria / Espanha, que no final do tempo regulamentar registava uma igualdade a 24 golos, mas com a Espanha a dar a volta ao resultado apenas na segunda parte do prolongamento, registaram-se alguns jogos, que embora terminassem com o resultado mais dilatado, proporcionaram bons jogos de propaganda para a modalidade. Mesmo assim o Continente Europeu será dono no mínimo dos 4 primeiros lugares.

Jogos das 1/2 Final - Dia 29-07-17
França - Dinamarca (17H30)
Alemanha – Espanha (20H00)

Mais uma vez grandes jogos em prespectiva.

Nos dias 29, e 30 disputam-se ainda os restantes jogos, terminando o Campeonato com um total de 92 jogos realizados.

President’s CUP (17.º a 24.º Lugar)

EGIPTO VENCE PRESIDENTS’ CUP

Na Presidente’s CUP, de destacar a difícil vitória do Egipto sobre o Brasil, embora tenha comandado o marcador durante grande parte dos 60 minutos, com o Brasil a colocar o marcador final na diferença mínima a 3 segundos do fim do jogo.

Classificação final – 9.º Eslovénia, 10.º Croácia, 11.º Noruega, 12.º Islândia, 13.º Argentina, 14.º Argélia, 15.º Suécia, 16.º Ilhas Faroé, 17.º Egipto, 18.º Brasil, 19.º Coreia, 20.º Arábia Saudita, 21.º Qatar, 22.º Marrocos, 23.º Chile e 24.º Burkina Faso.

Datas Importantes

1/2 Final de Jogos 5/8 Lugar – 29 de Julho de 2017
Final, 3/4 Lugar, 5/6 Lugar e 7/8 Lugar – 30 de Julho de 2017

Arbitragem

Continua omissa toda e qualquer informação, no Portal da FAP, o que não acontece com outros elementos, sobre a representação de Portugal nesta prova, através do Delegado IHF António Goulão, que exerceu funções além dos encontros já por nós descritos no último texto, nos seguintes encontros:

Brasil – Arábia Saudita – President Cup
Croácia – Rússia – 1/8 Final
Suécia – Ilhas Faroé – 15/16 Lugar
Tunísia – Alemanha – 1/4 Final

O Formador

quinta-feira, 27 de julho de 2017

Movimentações de Atletas – 2017 – III

Novo texto sobre movimentos de atletas, continuando com o mesmo critério, ou seja só se dará informação dos movimentos de atletas que são praticamente certos, e daqueles em que a possibilidade de se concretizarem é quase garantida. Informa-se ainda de que apenas falaremos naqueles em que a garantia das fontes nos dê credibilidade. Esta época, começamos mais cedo a fornecer as informações que nos forem chegando.

Técnicos

Tiago Gama – Gondomar (Novo)
Hugo Canelas – Sporting (Renovação)
Luís Cruz – Sporting (Renovação)
André Teixeira – Sporting (Renovação)
João Maio – AA Coimbra (Saída)
Herlander Silva – AA Coimbra (Novo)
Gustavo Castro – Xico Andebol (Saída)
Eduardo Fernandes – Xico Andebol (Novo)

Renovações

Pedro Vieira – Ismai
Diogo Coelho – Ismai
Hélder Carlos – São Bernardo
Ulisses Ribeiro – São Bernardo
João Paulo Freitas – Madeira SAD
Francisco Silva – ABC
Leonel Fernandes – Ismai
Tiago Heber – Ismai
Francisco Martins – Madeira SAD
Diogo Brasão – Madeira SAD
João Mendes – Madeira SAD

Movimentos Conhecidos

Wilson Davyes – Césson-Rennes (França) / Dunquerque (França)
Marco Gil – Marítimo / Belenenses
Santiago Mosquera (Colombia) – Eurofarm Erabotnik (Macedónia) / Ismai
Valter Soares – Benfica / Belenenses
Uros Milutinovic – Obilic (Sérvia) / Ismai
Edgar Landim – SC Horta / Valence (França)
Roberto Ferreira – SP. Oleiros / ABC
António Cabaça – Vitória FC / Juventude Lis
Marcos Araújo – Benfica / Belenenses
Emanuel Ribeiro – ABC / São Bernardo
Ricardo Queirós – Camões / São Bernardo
Paulo Vinícius – FC Porto / AC Fafe
Diogo Taboada – São Bernardo / AD Sanjoanense
Magnol Suarez – AD Sanjoanense / AA Avanca
Diogo Silva – Ismai / AA Avanca
Loureço Santos – SP Oleiros / AA Avanca
Rui Leite – CD Feirense / AA Avanca
Gil Moreira – ACD Monte / AA Avanca
Kivan Dongo – AC Mindelo / Juventude Lis
Luís Carvalho – Ismai / FC Gaia
Francisco Leitão – Ismai / CA Póvoa Varzim
Guilherme Miers – B. Perestrelo / Sporting
Pedro Abreu – B. Perestrelo / Sporting
Leonardo Comerlatt0 – Taubaté (Brasil) / Águas Santas
Ivo Santos – Belenenses / Hib Handball Graz (Áustria)
Felisberto Landim – SC Horta / Belenenses
Gonçalo Nogueira – Alto Moinho / Benfica
David Pinto – Benfica / Boa Hora
Elledy Semedo – Benfica / Madeira SAD
Paulo Cândido – FC Porto / AC Fafe
Ricardo Barrão – Boa Hora / ADC Benavente
Pedro Valdez – AA Avanca / Sporting
Nuno Pinto – Belenenses / Boa Hora
Diogo Moreira – Alto Moinho / Belenenses
Gustavo Rodrigues – FC Porto / Créteil (França)
João Raquel – Belenenses / ADC Benavente
Paulius Orlevskis – SC Horta / Boa Hora
Ruben Gomes – Almada AC / Belenenses
Nuno Reis – CD Feirense / São Bernardo
Fábio Diogo – Belenenses / ADC Benavente
Nuno Silva – SC Horta / AC Fafe
António Salgado – CCR Fermentões / Xico Andebol
Francisco Fernandes – Póvoa Lanhoso / Xico Andebol
Tiago Rocha – Wisla Plock (Polónia) / Sporting
Francisco Magalhães – Xico Andebol / CCR Fermentões
Pedro Teixeira – Xico Andebol / CCR Fermentões
Fábio Macedo – Xico Andebol / CCR Fermentões
Hugo Oliveira – ABC / CCR Fermentões

Movimentos A Confirmar

Denis Tiselita – CDE Camões / Boa Hora
Diogo Branquinho – ABC / FC Porto
André Gomes – ABC / FC Porto

Saídas Confirmadas com Destino Desconhecido

Miguel Sarmento – ABC
Gustavo Carneiro – Águas Santas

Abandonos

Tiago Prata – Boa Hora
Ricardo Moreira – FC Porto
Carlos Siqueira - Belenenses 

O Administrador

Títulos, Medalhas, Condecorações e Outros – 2017

TÍTULOS, MEDALHAS, CONDECORAÇÕES E OUTROS

Já em tempos tínhamos escrito texto similar, e hoje vemo-nos na obrigação de o voltar a fazer. Em termos desportivos, estamos a viver um momento único no Desporto Nacional, e antes de tudo, temos de dizer que no sentimos orgulhosos, por ver diversas modalidade, Conquistarem Títulos, ou serem Vice Campeões, ou serem ainda 3.º’s Classificados, sejam medalhas de ouro, prata ou bronze, nas mais diversas modalidade desportivas. Todos estes feitos são amplamente divulgados, quer na principal Comunicação Social, especializada ou não, seja escrita, falada ou por imagem, e ainda bem. Mas existe sempre um mas, por que razão, Portugal que se recentemente conquistou o direito desportivo a estar presente em 2018 nos Jogos Olímpicos da Juventude com a sua equipa de Sub-17 Feminina (terceira equipa Europeia), na vertente andebol de praia, onde participaram 15 Países, nem falado é, Porquê? Apenas OCS Regional deram enfase ao tema. Cada aqui perguntar quais as razões para esta descriminação? O que faz o chamado departamento de Marketing da Federação? Quantas notas de imprensa foram emitidas sobre o tema? Ou será que estamos acomodados e satisfeitos, nós aqui não estamos pois esta classificação é uma verdadeira, “pedrada no charco” na nossa modalidade, e que não pode cair no esquecimento. Muito mais poderia ser dito, mas poderíamos cair no ridículo, e a modalidade não o merece.

O Administrador 

1.ª Conferência GOALCHA - 2017

1.ª CONFERÊNCIA GOALCHA
(Andebol para jovens)

A EHF, organizou a 1.ª Conferência COALCHA, em parceria com a Goaçcha Gmbh em Tulin (Áustria), de 14 a 16 de Julho de 2017, onde estiveram 20 participantes de 11 Países. Recordamos que esta conferência, é dedicada em especial aos métodos de ensino relacionados, com o andebol escolar, dedicado especialmente aos mais jovens, com a disputa de jogos sem treinadores e sem árbitros, ou seja o jogo pelo jogo de forma lúdica, pois são os próprios praticantes que assumem as regras básicas do jogo e o praticam sem condicionantes.

Esta actividade poderia nada ter de relevante, mas pelo menos o Portal da Federação deveria tê-la noticiada, pois mais uma vez um português (Carlos Garcia) participa como prelector numa acção deste tipo e nem sequer a notícia é dada no Portal da Modalidade.
Esperamos a continuidade de acções deste tipo, pois só assim a modalidade é divulgada e desenvolvida.

O Formador

quarta-feira, 26 de julho de 2017

Europeu Sub-17 Feminino – 2017 – III

EURO SUB-17 FEMININO
(2.ª Divisão)
LITUÂNIA

A FAP divulgou a lista de convocadas para o último estágio, que se realiza de 1 a 10 de Agosto de 2017, em Pinhel, lista que corresponde igualmente a convocatória final para a disputa deste Europeu, e que será o primeiro a ser disputado segundo o novo esquema estabelecido pela EHF para os escalões jovens, e que conforme por nós divulgado, Portugal ficou numas Organizações da 2.ª Divisão em Femininos, pois eramos o 17.º País do Ranking ficando nos limites dos indicados para chamada 1.ª Divisão.
(Foto FAP)
Portugal, ainda realizará dois jogos treino com a equipa de Espanha, nos dias 5 e 6-08-17

2.ª Divisão - EHF W17 Championships 2017 em Klaipeda (Lituânia) – Organização 1 de 14 a 20 de Agosto de 2017. Sendo dívidas numa 1.ª Fase da Prova, em dois (2) Grupos A e B.

Grupo A – Portugal, Bielorrússia, Turquia, Itália e Geórgia.

Grupo B – Ucrânia, Lituânia, Finlândia, Letónia, e Grã-Bretanha.

Forma de disputa

·         Numa 1.ª Fase, os grupos constituídos, jogarão no sistema de TxT a 1 volta.
·         As Classificações serão definidas, em jogos directos consoante a classificação em cada Grupo, assim a final será disputada entre os vencedores de cada Grupo.
·         Pelo Esquema de promoções e despromoções divulgados em tempo pela EHF, descem 4 equipas da 1.ª Divisão á 2.ª Divisão no Euro de Sub-19 em 2019, verificando-se 4 subidas da 2.ª Divisão à 1.ª Divisão na mesma prova 2019, assim deverá entender-se como sendo as duas primeiras equipas em cada organização.

Lista de convocadas, como normalmente o fazemos sem comentários:
Calendário de Portugal

Portugal não joga no 1.º Dia (1.ª Jornada) disputando depois todos os jogos em jornada seguidas.

1.ª Jornada
Dia 14-08-17
Portugal – Itália (13H00)
2.ª Jornada
Dia 15-08-17
Geórgia – Portugal (15H00)
4.ª Jornada
Dia 18-08-17
Turquia – Portugal (15H00)
5.ª Jornada
Dia 19-08-17
Portugal – Bielorrússia (15H00)

Todos os Jogos Classificativos serão disputados no mesmo dia (20-08-17)

O Noticias