gal vence

- Vamos encher os Pavilhões - mas com dignidade a Modalidade merece
Calendário e Resultados na Barra Direita

segunda-feira, 15 de maio de 2017

Crónica Relativa á PO09 - Play OFF – 32 – 2016 / 2017

Crónica exclusivamente dedicada ao Feminino, e dedicada desta aos jogos dos Play OFF (Grupo “A”), e aos jogos do Grupo B, que se disputaram este este fim-de-semana.

PO09 – Campeonato Nacional da 1.ª Divisão Seniores Femininos.
Jogos Final (Play OFF, á melhor de 5, no sistema Casa, Casa, Fora, Fora, Casa) – Apuramento do 1.º e 2.º Lugar

1.º Jogo
Dia 13-05-17
Madeira SAD 17 – 21 Colégio Gaia
2.º Jogo
Dia 14-05-17
Madeira SAD 25 – 27 Colégio Gaia

Madeira SAD (0) – (2) Colégio Gaia

Na Madeira, tivemos jornada dupla, entre o Madeira SAD / Colégio Gaia, que terminou com a dupla vitória do Colégio Gaia, e que desta forma abriu o caminho, para se poder tornar o futuro campeão nacional, sucedendo exctamente ao Madeira SAD, mas, queremos crer que nada ainda está resolvido em definitivo. De destacar que ambos os jogos foram realizados, sem o registo de ocorrências disciplinares, e felizmente com transmissão na Andebol TV, e comentários a propósito. No primeiro dos encontros, o Colégio Gaia, comandou o jogo e o marcador durante 60 minutos, com uma defesa suficientemente agressiva e bem organizada, e sendo bastante paciente no ataque, apesar de algumas oscilações quando Madeira SAD já no segundo tempo alterou o seu sistema defensivo para uma defesa mais aberta, pois até então a mesma defesa tinha sido de uma passividade atroz, permitindo ataques rápidos e contra ataques ao Colégio Gaia, que realizou um encontro pleno de concentração. De tal forma a equipa do continente dominou o jogo que aos 14 minutos de jogo vencia por 10-4, e aos 22 minutos vencia por 13-6, para atingir a diferença máxima (8 golos) aos 28 minutos, quando vencia por 15-7. De destacar a excelente exibição na baliza do Colégio Gaia de Jéssica Ferreira, que viria a repetir no jogo do dia seguinte. O Intervalo neste primeiro confronto chegou com o Colégio Gaia a vencer por 15-8. No início do segundo tempo uma boa reacção madeirense embora tardia na nossa opinião, ao realizar um parcial de 4-0, e colocar o marcador em 15-12, sendo então a vez de brilhar Erica Tavares, a única rematadora de 1.º linha do Madeira SAD, para quando se chegou aos 50 minutos de jogo com o resultado em 20-14 a favor do Colégio, esta equipa ter entrado em modo de gastão do plantel, preparando o jogo do dia seguinte. Neste primeiro encontro as melhores marcadoras do Madeira SAD, não foram além dos 4 golos (Filipa Correia, Erica Tavares, e Soraia Lopes), por sua vez Carolina Monteiro com 7 golos e um bom jogo, bem acompanhada por Sandra Santiago com 5 golos, foram as melhores marcadoras do Colégio Gaia, que teve em Patrícia Lima (3 golos) o seu cérebro (na nossa opinião). Uma chamada de atença para a teatralização de Renata Tavares quando sofria uma falta (na nossa opinião não é desportivo). No segundo jogo, e conforme já dissemos a figura do encontro foi mais uma vez Jéssica Ferreira, na baliza do Colégio Gaia, decisiva, em momentos de dificuldade da sua equipa, e mais uma vez o Colégio Gaia, mostrou solidez na sua defesa e paciência no ataque, e apesar do bom inicio de jogo do Madeira SAD, rapidamente as continentais repuseram a sua superioridade, e assumiram o comando do marcador aos 6 minutos (3-2), comandando quase sempre o marcador embora a réplica do Madeira SAD, tenha sido muito maior, e o Colégio Gaia, tenha tido um ritmo mais defensivo e mais baixo por mérito do adversário, com Erica Tavares e em especial Filipa Correia, a realizar um bom encontro, e depois do intervalo chegar com o Colégio Gaia, na frente do marcador por 14-9, isto mesmo com a defesa do Madeira SAD a ser bastante mais agressiva que no jogo da véspera. Esta forma de estar deu os seus resultados e aos 49 minutos o resultado era uma igualdade a 21 golos, que se viria a repetir, sendo a última a 23 golos aos 53 minutos, mas o Colégio Gaia, jogando com inteligência, em especial aplicada por Patrícia Lima, e Ana Gante, sem falar na sempre esforçada Helena Soares, e na eficaz Carolina Monteiro, com 10 golos e melhor marcadora da equipa, bem acompanhada por Sandra Santiago com 7 golos, que forma as melhores marcadoras da equipa, regressa ao comando do marcador, até ao final do encontro, no Madeira SAD seria injusto não referir Filipa Correia, com 11 golos e Erica Tavares, com 6 golos, foram as sua melhores marcadoras, que na nossa opinião num plantel muito curto, se destacaram.

Jogos 3.º / 4.º Lugar (Play OFF, á melhor de 3, no sistema, Fora, Casa, Casa)

1.º Jogo
Dia 13-05-17
SIR 1.º Maio/CJB 20 – 21 Alavarium
2.º Jogo
Dia 20-05-17
Alavarium – SIR 1.º Maio/CJB (17H00)

SIR 1.º Maio/CJB (0) – (1) Alavarium

Jogo disputado na Marinha Grande, onde a novel equipa da divisão, ficou aquém do esperado, apesar de no primeiro tempo ter comandado o jogo e o marcador chegando ao intervalo a vencer por 10-7, o Alavarium realiza um segundo tempo em crescendo e consegue dar a volta ao marcador, equilibrado o encontro que foi sempre muito disputado até aos 60 minutos, chegando a pairar no ar o espectro de um possível prolongamento.Com o Alavarium a marcar o golo da vitória nos momentos finais do encontro. Neuza Valente com 10 golos, foi a melhor marcadora do SIR 1.º Maio/CJB, sendo Adriana Lage com 4 golos a marcadora que se lhe seguiu. No Alavarium Ana Carolina Silva com 6 golos, foi a sua melhor marcadora da equipa com Soraia Domingues a seguir-lhe com 4 golos. Aguardemos elo 2.ª jogo, pois (na nossa opinião), este lugar poderá ficar já definido no próximo encontro.

Jogos 5.º / 6.º Lugar (Play OFF, á melhor de 3, no sistema, Fora, Casa, Casa)

1.º Jogo
Dia 13-05-17
Maiastars 32 – 18 CS Madeira
2.º Jogo
Dia 20-05-17
CS Madeira – Maiastars (19H00)

Maiastars (1) – (0) CS Madeira

Jogo disputado no Municipal da Maia, e onde a equipa do Maiastars, comandou o jogo e o marcador durante os 60 minutos, construindo um diferencial, que surpreendeu muita gente, face à fraca competitividade demonstrada pelo CS Madeira, e a equipa maiata entrou de tal maneira que ao intervalo registava-se um resultado de 21-11 (10 golos de diferença), que foi a maior diferença registado nos primeiros 30 minutos. No segundo tempo apesar de uma ténue reacção do CS Madeira, rapidamente o Maiastars, meteu ordem na casa, e foi progressivamente aumentando o diferencial, que se registava no final do encontro. Maria Cerqueira com 12 golos, com Debora Moreno e Ana Silva com 4 golos cada, foram as principais marcadoras do Maiastars que teve 10 jogadoras a marcarem golos. Ana Castro com 6 golos e Sara Gonçalves com 4 golos, foram as melhores marcadoras do CS Madeira.

Jogos 7.º / 8.º Lugar (Play OFF, á melhor de 3, no sistema, Fora, Casa, Casa)

1.º Jogo
Dia 13-05-17
Juventude Lis 25 – 20 CA Leça
2.º Jogo
Dia 20-05-17
CA Leça – Juventude Lis (21H00)

Juventude Lis (1) – (0) CA Leça

Em Leiria, disputou-se o Juventude Lis / CA Leça, primeiro dos encontros para definir o 7.º e o 8.º lugar da prova. Foi um encontro de grande equilíbrio, e ou muito nos engamos ou para este lugar vai ser necessário terceiro jogo. O CA Leça entrou melhor no jogo e rapidamente adquiriu uma vantagem de 6 golos, que foi gerindo até ao intervalo onde chegou na frente do marcador por 11-10, após uma excelente reposta da equipa de Leiria. No segundo tempo tivemos a situação inversa, com uma entrada em força da Juventude Lis, levou a que a equipa vencesse o encontro por uma margem, relativamente folgada. Francisca Marques com 8 golos, e Kelly Rodrigues com 5 golos, foram as melhores marcadoras da equipa leiriense, com Cristiana Morgado e os seus 9 golos, a ser mais uma vez a melhor marcadora do CA Leça.

Grupo “B” – Apuramento do 9.º ao 12.º Lugar
4.ª Jornada
Dia 13-05-17
Académico FC 20 – 18 Santa Joana
Dia 21-05-17
Juventude Mar – Passos Manuel (16H00)

Grupo onde o maior interesse está na descida de Divisão, E que se iniciou-se com algum equilíbrio pontual, pelo que à 4.ª Jornada da Prova continua-se a prever uma fase disputadíssima, com três equipas a discutirem os dois lugares de permanência, pois a equipa da Juventude Mar já têm o seu destino traçado. Nesta jornada foi adiado um dos encontros, embora seja compreensível por motivos financeiros, pois assim no próximo fim-de-semana, poderá fazer jornada dupla com uma única deslocação, entendemos conforme já dissemos para os masculinos, que este tipo de adiamentos poderá ter consequências desportivas. Esperando nós que o CA, tenha em devida consideração a relevância, que este Grupo poderá ter. Mais uma jornada onde o único encontro foi disputado sem qualquer ocorrência disciplinar, o que é sempre salutar.

No Pavilhão do Lima, tivemos o Académico FC / Santa Joana, que terminou com a vitória das academistas que desta forma igualaram o adversário no topo da classificação e deram um forte passo no caminho da manutenção. Foi um encontro de grande equilíbrio, com a equipa maiata, a chegar ao intervalo a vencer por 12-9, mas um segundo período de jogo em crescendo, levou a que o Académico FC, passasse para a frente do marcador, e chegasse ao final do encontro, ainda com dois (2) golos de vantagem. Ana Abreu com 5 golos, Cristiana Alves e Barbara Gandra, com 4 golos cada foram as melhores marcadoras do Académico FC, Renata Pereira com 6 golos, Ana Carvalho e Ana Sampaio, ambas com 5 golos cada, foram as melhores marcadoras do Santa Joana.

Classificação do Grupo “B”, após esta Jornada - 1.º Santa Joana, e Académico FC (26 pontos), 3.º Passos Manuel (23 pontos, -1 jogo), 4.º Juventude Mar (17 pontos, -1 jogo). 

O Banhadas Andebol

11 comentários:

Anónimo disse...

Uma vergonha esta treinadora da SAD!! encomenda uma entrevista em nome da desgraçada da Esma que nem uma palavra em português diz, para tentar pressionar o Gaia, dizendo que eram favoritos! Como é que uma equipa campeã nacional, vencedora da fase regular, pode dizer que n\ao é favorita numa final?? Depois da derrota de sábado, sai mais uma entrevista encomendada no diario da MAdeira a culpar a arbitragem, depois da derrota de domingo, conseguiram dizer publicamente que a exibição da guarda redes (contratada pela treinadora) tinha sido uma vergonha! Como é que esta gente é suportada por centenas de milhares de euros de um governo regional???
Que continues muitos anos na SAD Sandra!!!

Anónimo disse...

É de uma incompetência gritante afirmar na comunicação social que a SAD é pior equipa que o Gaia. Chega a ser um escandalo. O Gaia é uma equipa de juniores. A treinadora da SAD não tem carisma nenhum, e eu acredito que a SAD ainda pode ser campeão, porque tem atletas fantasticas, e lutadoras, que certamente não concordam nas tretas da treinadora. Força meninas. Quando ela falar façam de conta que ela não disse nada.

Anónimo disse...

Gostaria dar os meus parabéns aos comentadores, que foram de uma isenção a toda a prova, quer a antiga guarda-redes Virginia Ganau, quer o Prof. Filipe Calado, ouvimos quem percebe sem atropelos e com muita dignidade assim fosse sempre-

Anónimo disse...

Li com atenção os 2 comentários sobre a final da P009 ou seja campeonato Nacional Seniores Fem.
Dois bons jogos e resultados certos por parte do Colégio de Gaia nada a opor e por mais que tentassem mudar o rumo Treinador e Atletas não era nem o dia nem a hora!
Mas os comentários são estupidecidos e batendo na equipa da Madeira por falta de educação, bom senso e apoio á equipa da Região.
Mas há quem goste de aproveitar o insucesso desportivo momentâneo para atirar cá para fora os maus momentos da sua própria existência social e desportiva.
As coisas estão favoráveis para o Colégio de Gaia mas tudo pode voltar ao inicio e o 5º jogo ser disputado na Madeira.
Vamos aguardar e um conselho:
Quem perde não precisa de dar entrevistas ou explicações "bico calado" e falar para dentro do balneário e as atletas precisam de sossego e não entrevistas ou comentários estúpidos!
Falando de Guarda-Redes sempre muito importante nos resultados alcançados e no andebol ainda mais, a GR do Madeira é excelente competente e segura, as coisas não correram bem por um conjunto de circunstancias e tudo volta à 1ª forma. Apoiar melhor que criticar e nem sabe do que está a falar!

ANDEBOL TV: excelentes comentários e eram pessoas sem grande afinação para falar ao micro mas sabiam e entendiam o jogo.Parabéns
Arbitragem: mas escolhas porque quem devia estar eram as Irmãs Sá internacionais e arbitras do Andebol Feminino. Não é a mesma coisa e as duplas presentes uma delas de excelente nível não são duplas de Andebol Feminino mas sim Masculino.Irmãos Martins(Daniel e Roberto)!
Para quem nomeia ás vezes é "Tudo igual ao litro!" e não é.
Mesa e Delegado da FPA tranquila e pela positiva.
AC


Curioso disse...

Volta Rápido Ana Andrade constatei que afinal o Madeira SAD necessita de ti.
Agora que é a sério da a tremideira....
Quando e que vão esclarecer este assunto perante os Madeirenses e o Mundo do Andebol.
Continuamos todos á espera do porque de a Atleta não servir para o Madeira SAD e de ir para o Sport Madeira.
Espero bem que a fatura não saia cara.
Boa sorte para o próximo jogo.
Espero bem que não fique 3 a 0 pois se não seria mesmo uma vergonha.

Anónimo disse...

A inveja não move montanhas, mas sim a vontade de vencer

Anónimo disse...

Querem que eu conte o porquê da Ana ter deixado a SAD?

Vou contar:

A Ana foi considerada a melhor atleta nacional.
A Ana terminou o curso de enfermagem.
A Ana considerou a forma de conciliar Andebol e Trabalho.
A Ana pediu para ter uma relação laboral com o Madeira SAD executando tarefas de enfermagem e Andebol.
A SAD disse que não. Não relação laboral, e foi contratar com relação laroral a Murotovic.
A Presidente não percebe nada de Andebol, toma atitudes de criança amuada, e em vez de proteger o Andebol, não, estraga-o.
A Treinadora, como é muito sonsinha, faz jogo duplo, abana a crista à Presidente para manter o ordenado, e depois vai contratar estrageiras e não valem metade da Ana. Depois manda mensagens à Ana a dizer que fez tudo para ela ficar, e que a culpa é da Presidente.
E Assim vai o Andebol Madeirense... com 200 mil Euros de investimento.
Espera falta aquela parte que o pobre Gaia é completamente favorito com meia duzia de juniores e 25 mil euros para pagar viagens...

Que parodia

Anónimo disse...

Pelo k ouvi dizer lá pela ilha é k o Madeira sad gosta de dar uns calotes e há pessoas como a Ana Andrade que n vão na conversa. Ouve-se dizer que a timoneira gosta de exigir mas na altura de fazer o k lhe compete, é eskecida, ou seja pagar!

Anónimo disse...

O Gaia só gasta 25 mil euros????? O Gaia é dos clubes que mais tem investido nos últimos nos. È assim que tem ido buscar atletas a todo o lado e pago estadias ,alimentação, etc. 25 mil euros é só para inicio de conversa....

Anónimo disse...

é verdade, 25 mil. não temos estrageiras a ganhar 1500 euros. Paga para dixer que as outras é que são favoritas. Quem foi buscar as estrajeiras? As cubanas não foi a Nina, estas não foi a Nina? e a Nina coitada, não tem culpa nenhuma. É um emboscada do Frietas, foi ele que escolhema a lesma e skarinova

Anónimo disse...

Será vdd k a timoneira ja anda outra x nas reunioes secretas pra entalar o Sport Madeira como faz todos os anos, e depois ker proibir ex atletas de jogarem no clube vizinho só pk acha k é dona da ilha?