gal vence

- Vamos encher os Pavilhões - mas com dignidade a Modalidade merece
Calendário e Resultados na Barra Direita

terça-feira, 9 de maio de 2017

Crónica Relativa á PO09 - Play OFF – 31 – 2016 / 2017

Crónica exclusivamente dedicada ao Feminino, e dedicada desta aos jogos dos Play OFF (Grupo “A”), e aos jogos do Grupo B, que se disputaram este este fim-de-semana.

PO09 – Campeonato Nacional da 1.ª Divisão Seniores Femininos.
Jogos 1/2 Final (Play OFF, á melhor de 3, no sistema Fora, Casa, Casa) – Apuramento do 1.º ao 4.º Lugar

1.º Jogo
Dia 29-04-17
SIR 1.º Maio/CJB 15 – 17 Madeira SAD
Alavarium 21 – 34 Colégio Gaia
2.º Jogo
Dia 06-05-17
Madeira SAD 29 – 18 1.º Maio/CJB
Colégio Gaia 23 – 20 Alavarium
3. Jogo (Não necessário)

Resultados
SIR 1.º Maio/CJB (0) – (2) Madeira SAD
Alavarium (0) – (2) Colégio Gaia

Apurados Finalistas o Madeira SAD, e o Colégio Gaia, com vitórias totais de 2-0 em número de jogos.

Com apenas dois jogos, ficaram definidas as equipas finalistas do Campeonato Nacional. E felizmente voltamos a ter uma transmissão da Andebol TV. Com os encontros a disputarem-se sem registo de ocorrências disciplinares. De referir ainda as boas assistências nos dois jogos das 1/2 Final.

No Pavilhão do Colégio Gaia, tivemos a realização do Colégio / Alavarium, que foi um encontro completamente diferente do anterior, muito mais equilibrado, e onde se registou fortes melhorias, quer defensivas, quer atacantes do Alavarium, apesar de por vezes as duas equipas serem algo precipitadas no passe e na recepção de bola com falhas técnicas que apenas são admissíveis, pelo sentido de responsabilidade que as atletas estão a sentir. Com duas excelentes guarda-redes, duas não três Isabel Góis e Andreia Madail pelo Alavarium e Jéssica Ferreira pelo Colégio Gaia, que estiveram quase sempre bem quer a defender quer a lançar os ataques rápidos, quer contra-ataques a preceito. Nos primeiros 30 minutos, fortes dificuldades do Colégio Gaia, que apenas conseguiu passar para a frente do marcador quando já estavam decorridos cerca 22 minutos de jogo (8-7), para o intervalo chegar com o resultado a seu favor por 13-9. No segundo Tempo, o Alavarium ainda conseguiu diminuir a diferença a apenas 1 golos, como por exemplo o 15-14, aos 41 minutos ou os 17-16 aos 48 minutos, para depois perder serenidade e o Colégio Gaia com uma atleta que não possui grande envergadura física, mas tem uma garra e um querer que ultrapassa todos estes itens, de seu nome Helena Sores (8 golos), que esteve, na nossa opinião simplesmente soberba. Muito bem acompanha da por Ana Gante (4 golos), começaram a procurar criar uma vantagem mais confortável, e que aos 55 minutos era de 5 golos, quando venciam por 21-16, até final o Alavarium onde Mónica Soares (4 golos), juntamente com Ana Carolina Silva (5 golos), a que se junta Ana Rita Neves (4 golos), conseguiram reduzir a diferença para o resultado final, seriamos injustos se não referíssemos o trabalho defensivo de Patrícia Lima no Colégio Gaia. Uma palavra final para a desqualificação do Oficial A do Alavarium, não compreendendo nós como o não existe relatório disciplinar do jogo, quando o Delegado ao jogo, foi obrigado a não permitir o recomeço do jogo, porque o Oficial em referência ainda não tinha abandonado o recinto de jogo. Com este resultado o Alavarium vai discutir o 3.º e o 4.º lugar, enquanto o Colégio Gaia, será um dos finalistas da prova.

No Funchal disputou-se o Madeira SAD / SIR 1.º Maio/CJB, e quando se esperava um encontro com algum equilíbrio, verificou-se um total domínio da equipa madeirense que comando o jogo e o marcador durante os 60 minutos, com o resultado ao intervalo a assinalar já um diferencial não esperado (nós próprios incluídos) de 7 golos ao situar-se em 14-7 a favor do Madeira SAD. No segundo período continuou a superioridade do Madeira SAD. Sem que se registassem melhorias no rendimento da equipa da Marinha grande, que chegou a estar com diferenciais de 11 golos, como por exemplo aos 24-13, aos 25.14, para registar ainda uma diferença de 12 golos, quando o marcador assinalava 29-17., já nos momentos finais do encontro. Erica Tavares com 9 golos e Renata Tavares com 5 golos, foram as melhores marcadoras do Madeira SAD, no SIR 1.º Mio/CJB, lorena Delgado com 8 golos foi a sua melhor marcadora. Com esta segunda vitória o Madeira SAD, é um dos finalistas da prova, verificando-se que as duas equipas classificadas nos dois primeiros lugares da prova na 1.ª Fase, são as finalistas da prova.

Jogos 5/8 Lugar (Play OFF, á melhor de 3, no sistema Fora, Casa, Casa) – Apuramento do 5.º ao 8.º Lugar

1.º Jogo
Dia 29-04-17
CA Leça 17 – 20 Maiastars
Juventude Lis 21 – 28 CS Madeira
2.º Jogo
Dia 06-05-17
Maiastars 34 – 23 CA Leça
CS Madeira 28 – 24 Juventude Lis
3. Jogo (Não necessário)

Resultados até ao momento
CA Leça (0) – (2) Maiastars
Juventude Lis (0) – (2) CS Madeira

5/6 Lugar – Maiastars e CS Madeira
7/8 Lugar – CA Leça e Juventude Lis
Tal como nas 1/2 Final, também foram disputados dois dos encontros, para a disputa dos lugares entre o 5.º e o 8.º lugar, foram ambos disputados sob o desígnio da disciplina, que deve ser sempre destacado. Estes jogos confirmara em absoluto as nossas previsões, “Estamos convencidos (na nossa opinião), que estes encontros será muito provavelmente decididos em apenas dois jogos”.

Na Madeira tivemos o CS Madeira / Juventude Lis, que foi um jogo em especial nos 30 minutos iniciais, registou algum equilíbrio, como se verifica pelos resultados que se verificavam, igualdade a 3 golos, vantagem mínima do CS Madeira (8/7), para passar para 3 golos de vantagem (13-10), e chagar ao intervalo a vencer por 14-10. No segundo apesar das diversas alterações verificadas no marcador, o equilíbrio foi a nota dominante do encontro, terminando o mesmo pelo diferencial que já se registava ao intervalo. Com esta vitória a equipa do CS Madeira, vai disputar os jogos para a definição do 5/6 lugar. Sara Gonçalves foi mais uma vez a marcadora de serviço das madeirenses com 9 golos, tantos quantos marcou Francisca Marques na Juventude Lis, que irá disputa o 7/8 lugar.

No Municipal da Maia, disputou-se o Maiastars / CA Leça, que apesar da boa entrada em jogo do CA Leça, rapidamente o Maiastars, meteu ordem na casa e passou a comandar o jogo e o marcador, de tal forma que ao intervalo já vencia por 18-10, ou seja na nossa opinião com o encontro praticamente resolvido. No segundo tempo a equipa maiata não abrandou o ritmo, rapidamente chegou a 24-12, para chegar ainda aos 27-13, 30-16, maiores diferenças registadas, para terminar com total superioridade. Com esta vitória a equipa maiata vai disputar o 5/6 lugar com CS Madeira repetindo os encontros verificados na última época. No Maiastars com 10 jogaras a marcarem golos, Maria Cerqueira com 10 golos foi a sua principal marcadora, no CA Leça igualmente com 10 atletas a marcarem golos, Cristiana Morgado com 5 golos, foi a sua principal marcadora.

Assim Teremos a Final a ser disputada á melhor de 5 jogos, no sistema (Casa, Casa, Fora, Fora, Casa) – Apuramento do 1.º e 2.º Lugar

1.º Jogo
Dia 13-05-17
Madeira SAD – Colégio Gaia (15H00)
2.º Jogo
Dia 14-05-17
Madeira SAD – Colégio Gaia (15H00)

Jogos 3.º / 4.º Lugar (Play OFF, á melhor de 3, no sistema, Fora, Casa, Casa)

1.º Jogo
Dia 13-05-17
SIR 1.º Maio / Alavarium (20H30)

Jogos 5.º / 6.º Lugar (Play OFF, á melhor de 3, no sistema, Fora, Casa, Casa)

1.º Jogo
Dia 13-05-17
Maiastars – CS Madeira (17H00)

Jogos 7.º / 8.º Lugar (Play OFF, á melhor de 3, no sistema, Fora, Casa, Casa)

1.º Jogo
Dia 13-05-17
Juventude Lis – CA Leça (16H00)

Grupo “B” – Apuramento do 9.º ao 12.º Lugar

3.ª Jornada
Dia 29-04-17
Santa Joana 27 – 20 Juventude Mar
Académico FC 26 – 26 Passos Manuel

Grupo onde o maior interesse está na descida de Divisão, E que se iniciou-se com algum equilíbrio pontual, pelo que à 3.ª Jornada da Prova continua-se a prever uma fase disputadíssima. Esperando nós que o CA, tenha em devida consideração a relevância, que este Grupo poderá ter. Mais uma jornada disputada sem qualquer ocorrência disciplinar, o que é sempre salutar.

No mítico pavilhão do Lima tivemos o Passos Manuel / Académico FC, que foi um encontro que terminou numa igualdade, que foi a tónica durante todo o encontro, pois ao apesar do Académico FC, comandar o jogo por diversas ocasiões ainda no primeiro tempo, o intervalo chegou com uma igualdade a 13 golos, precisamente o parcial registado no segundo tempo, o que +e perfeitamente elucidativo da forma como decorreu este encontro. Carla Matos e Barbara Gandra, ambas com 5 golos foram as melhores marcadoras do Académico FC. Comeste resultado Académico FC e Passos Manuel, mantém as mesmas posições na tabela classificativa. Em S. Pedro Fins, tivemos o Santa Joana / Juventude Mar, que confirmou a superioridade da equipa maiata qua ao intervalo já vencia por 13-6, terminando o encontro exactamente com o mesmo diferencial. Ana Sampaio com 8 golos, e Ana Ferreira com 5 golos, foram as melhores marcadoras da equipa do Santa Joana. Sandra Peixoto com 6 golos, foi a melhor marcadora da Juventude Mar. Apesar de ser quase impossível a salvação a equipa da Juventude do Mar, está praticamente condenada á descida de divisão, pois precisaria de vencer os 3 últimos jogos, e em simultâneo que o Passos Manuel ou o Académico FC, perdem-se os 3 encontros que lhes faltam e a juntar a estas hipóteses ainda teríamos de verificar a 6diferença de golos, pois o que se verificaria era uma igualdade pontual a 29 pontos.

Classificação do Grupo “B”, após esta Jornada - 1.º Santa Joana (25 pontos), 2.º Passos Manuel, e Académico FC (23 pontos), 4.º Juventude Mar (17 pontos).

O Banhadas Andebol

4 comentários:

Anónimo disse...

Força Passos, eles não querem os vampiros andam aí mas nós vamos lá, ninguém nos agarra

Anónimo disse...

Meia final em Gaia a deixar muito a desejar pela qualidade de jogo apresentada

Colégio de Gaia passa com distinção uma meia final fácil demais para ser verdade.

Se compararmos com o ano passado no Colégio "só" faltaram a Nanda, a Vanessa, a Sara, a Bebiana e a Irina... No Alavarium a Mariana, a Ana Moreira e a Filipa (Lesão).

Os de Aveiro culparam os árbitros com um # parvo nas redes sociais mas é altura de refletirem o que realmente querem... é altura de culpar o treinador do ano passado e dar "posse" à selecionadora que estava bastante feliz no final do jogo às risadas no meio do campo...

Em relação à disciplina.. aquele senhor é vergonhoso.... um bad boy que numa altura que a sua equipa mais precisava de si decidiu levar vermelho...

Anónimo disse...

Ouvem-se comentários sobre os jogadores a emigrar para onde o andebol tem campeonatos a sério. Muitos! Será que anda alguém nos pavilhões a observar as nossas princesas? Hummm! Temos quem ande até no norte da Europa e se safe! Afinal, qualidade há e muita jovem pronta pra deixar este amadorismo tristonho! Pois é...

Anónimo disse...

Mais um troféu para o Madeira sad? Quanto não vale ir prá ilha!