gal vence

- Vamos encher os Pavilhões - mas com dignidade a Modalidade merece
Calendário e Resultados na Barra Direita

terça-feira, 25 de abril de 2017

P004 – Fase Final – 2016 /2017 – VI

Crónica dedicada á Fase Final Nacional da PO04, disputada nos mesmos moldes da época anterior.

PO04 – Campeonato Nacional da 1.ª Divisão Juniores Masculinos

Fase Final Nacional – Grupo “A”
5.ª Jornada
Dia 23-04-17
Sporting 37 - 25 Estarreja AC
Águas Santas 24 - 22 Benfica
FC Porto 29 - 36 Ismai

Mais uma jornada onde apesar da forte competitividade, em especial no jogo onde estavam presentes as equipas que ainda não registavam qualquer derrota, foi uma jornada onde não se registaram ocorrências disciplinares. E Assinalou a fim o final da 1.ª volta desta Fase Final, É com agrado que se continua a registar razoáveis assistências nalguns dos jogos, e porque não dizê-lo no principal jogo da jornada uma assistência de fazer inveja a muitos jogos da PO01, o que é um bom sintoma para a competição, embora ainda exista a esperança de que as mesmas possam melhorar. Infelizmente mais uma jornada sem qualquer transmissão da Andebol TV. Continuamos a dar especial atenção às nomeações realizadas pelo CA, que devem ser no mínimo cuidadas, pois apesar de apesar de haver clubes que não irão provavelmente discutir o título, isso não vai retirar competitividade á prova. E nesta jornada tivemos a grande novidade de haver um jogo com Delegado, pela 1.ª vez. A questão agora que se coloca e no futuro como vai ser?

O principal jogo da jornada, disputou-se em Águas Santas, com um pavilhão cheio, e foi o Águas Santas / Benfica, os dois principais candidatos ao Titulo (na nossa opinião), e que até ao momento, apenas registavam vitórias nos jogos realizados, nesta Fase Final. Apesar do Benfica comandar o marcador grande do tempo, o Águas Santas nunca permitiu a diferença de golos tomasse proporções de difícil recuperação, e deste modo o intervalo chegou com a equipa do Benfica na frente do marcador por 14-12. No segundo tempo, ainda comandou o jogo e o marcador até aos 20-19, depois de já ter existido uma igualdade a 19 golos, mas a excelente recuperação e o excelente jogo dos maiatos ditaram a sua passagem para a frente do marcador aos 21-20, com um golo de José Barbosa, situação que nunca mais perderem, chegando inclusive a dispor de uma vantagem de 3 golos 24-21, para o Benfica reduzir para apenas 2 golos, nos momentos finais do encontro. Com esta vitória o Águas Santas, assume o comando da Fase Final, isolado, e contabilizando apenas vitórias nos jogos disputados, por outro lado o Benfica sofre a sua primeira derrota na época. Gonçalo Vieira com 7 golos, José Barbosa e Miguel Gomes com 6 golos cada, foram os melhores marcadores dos maiatos. No Benfica Francisco Pereira com 10 golos foi o seu melhor marcador. Outro encontro que despertava alguma curiosidade, colocava frente a frente duas das equipas apuradas na zona Norte, o FC Porto / Ismai, que na 1.ª Fase da Prova, tinham registado uma vitória cada um nos seus jogos, com a curiosidade de vencerem sempre na condicção de visitantes. Desta vez verificou-se a vitória do Ismai, desempatado a seu favor, e com todo o mérito, pois no final dos primeiros 30 minutos já vencia por uns esclarecedores 17-9, o que lhe permitiu realizar um segundo período mais calmo de total gestão de recursos, e controlo do marcador, apesar da significativa melhoria do FC Porto. Com este resultado ficamos com 3 equipas empatadas no 3.º lugar da Classificação. O Ismai com 10 jogadores a marcarem golos, teve em Gonçalo Ferreira com 8 golos, e Eduardo Semide com 5 golos, os seus principais marcadores. No FC Porto Diogo Coelho, com 8 golos, e Tomas Barbosa com 7 golos, foram os seus melhores marcadores. No Pavilhão Fernando Tavares, com uma diminuta assistência, disputou-se o Sporting / Estarreja AC, duas equipas que já se tinham encontrado na disputa da zona Sul, e sempre com o resultado a pender para o Sporting, tal como agora que veio a verificar, num jogo totalmente dominado pela equipa do Sporting, que construiu o resultado no primeiro tempo ao chegar ao intervalo a vencer por 17-8, vantagem mais que confortável para gerir durante o segundo tempo, incluindo nesta gestão o próprio plantel. Com esta nova derrota a equipa do Estarreja AC, termina a 1.ª volta desta fase contabilizando apenas derrotas nos jogos disputados. O Sporting com 12 jogadores a marcarem golos, teve em Diogo Almeida com 6 golos, Diogo Tonicher e Joel Ribeiro, ambos com 5 golos cada os seus principais marcadores. No Estarreja AC, Diogo Vaia com 6 golos, Bernardo Marques e Pedro Oliveira com 5 golos cada, foram os seus melhores marcadores.

Classificação após esta jornada – 1.º Águas Santas (15 pontos), 2.º Benfica (13 pontos), 3.º Ismai, Sporting, e FC Porto (9 pontos), 6.º Estarreja AC (5 pontos).  

O Noticias.

Europeu 2018 Masculino – X

EURO 2018 MASCULINO NA CROÁCIA

A FAP, procedeu (22-04-17) á divulgação da convocatória da Selecção Nacional de Seniores Masculinos no Europeu 2018, em Lisboa, na discussão dos jogos da 3.ª e 4.ª Jornada da Qualificação 2, que serão em jogos disputados com a Suíça, e cuja fase final será disputada por um total de 16 equipes, de 12 a 28-01-2018, em quatro cidades (Zagreb, Varazdin, Porec e Split), havendo lugar á qualificação de 15 equipas. Pois apenas o Organizador está directamente apurado.

A apresentação foi feita em Loulé onde se disputa a 3.º Jornada (07-05-17 ás 15H00), com transmissão na TVI24, segundo informação anterior. Mantendo-se a surpresa que constitui a inclusão na equipa técnica de um treinador de Guarda-Redes (Telmo Ferreira), que nem se encontra inscrito como treinador mas sim como Oficial de equipa (não pomos em causa as suas qualificações para a função), mas não entendemos, como se inclui um técnico que não está inscrito como tal, nem pelo seu clube. Porquê? 

Nesta Qualificação 2, serão apurados os dois (2) primeiros classificados de cada Grupo mais o melhor terceiro classificado de entre todos os Grupos. Para determinar esta equipa, apenas contam os jogos disputados com os dois primeiros classificados do Grupo.

Resultados de Portugal até ao momento.
Jornada 1
Alemanha 35 - 24 Portugal
Jornada 2
Portugal 26 - 26 Eslovénia
Calendário Já Confirmado
Jornada 3
Dia 04-05-17
Suíça – Portugal (19H00)
Jornada 4
Dia 07-05-17
Portugal – Suíça (15H00) (Loulé) TVI24

Horas Locais

Convocados
Foram convocados para o estagio e jogos 19 jogadores, mas apenas 16 se deslocaram à Suíça, segundo Informação prestada pelo próprio Selecionadora Nacional na apresentação da convocatória e 6 oficiais de equipa digo bem 6 Oficiais de equipa, apenas falta convocar o assessor de imprensa, e divulgar o Chefe da Comitiva, uma convocatória que não se entende este número de Oficiais de Equipa, quando as verbas disponíveis ma prática não existem, basta saber que os árbitros segundo palavras das seus responsáveis estão vários meses de atraso. E como de costume apresentamos a convocatória sem comentários.

O Estagio irá decorrer no Algarve com inicio a 30-04-17, sofrendo as necessárias interrupções para as deslocações e jogos e terminará em 07-05-17, com a realização do jogo Portugal / Suíça.

O Banhadas Andebol

segunda-feira, 24 de abril de 2017

Crónica Relativa á PO09 - Play OFF – 29 – 2015 / 2016

Crónica exclusivamente dedicada ao Feminino, e dedicada desta vez apenas aos jogos que determinavam a passagem às 1/2 Final do Play OFF (Grupo “A”), e aos jogos do Grupo se iniciou este fim-de-semana.

PO09 – Campeonato Nacional da 1.ª Divisão Seniores Femininos.
Jogos 1/4 Final (Play OFF, á melhor de 3, no sistema Fora, Casa, Casa) – Apuramento do 1.º ao 8.º Lugar

1.ª Jogo
CA Leça 24 – 36 Colégio Gaia
Maiastars 13 – 20 Alavarium
CS Madeira 28 – 25 SIR 1.º Maio/CJB
Juventude Lis 21 – 36 Madeira SAD

2.º Jogo
Dia 22-04-17
Madeira SAD 28 – 18 Juventude Lis
Colégio Gaia 34 – 25 CA Leça
Alavarium 26 – 24 Maiastars
SIR 1.º Maio/CJB 26 – 23 CS Madeira

3.º Jogo (Único que foi necessário)
Dia 23-04-17
SIR 1.º Maio/CJB 30 – 24 CS Madeira (C/Prolongamento)

Resultados até ao momento
Madeira SAD (2) – Juventude Lis (0)
Colégio Gaia (2) – CA Leça (0)
Alavarium (2) – (0) Maiastars
SIR 1.º Maio/CJB (2) – CS Madeira (1)

Nesta Fase, devemos antes de mais destacar a rápida resolução do protesto de jogo apresentado no Maiastars / Alavarium, por parte do Conselho Técnico da FAP, que permitiu que o 2.º jogo destes 1/4 Final fosse disputado sem constrangimentos. De salientar que apenas em um confronto foi necessário recorrer ao 3.º Jogo (SIR 1.º Maio/CJB – CS Madeira). E tivemos o regresso da Andebol TV às transmissões de jogos desta prova.

Na Madeira e tal como se previa, tivemos um 2.º jogo, de total domínio da equipa insular que tal como tínhamos previsto, foi um Play-OFF resolvido em apenas dois jogos, tal a diferença existente entre as duas equipas. A entrada mais uma vez forte da equipa do Madeira SAD, procurando resolver o mais rapidamente possível o encontro, de forma a poder gerir o plantel, sem grandes preocupações, levou a que o intervalo chegasse, já com um resultado de 16-9, que diz da superioridade da equipa insular. Nos segundos 30 minutos tivemos mais do mesmo, com a equipa do Madeira SAD a continuar a dilatar o resultado, e a vencer de forma clara a Juventude Lis, que foi uma digna adversária. A experiente Renata Tavares com 10 golos, e Soraia Lopes com 6 golos, foram as melhores marcadoras do Madeira SAD, com Francisca Marques e os seus 7 golos, a ser a melhor marcadora da Juventude Lis. Com esta vitória o Madeira SAD vai defrontar nas 1/2 Final o SIR 1.º Maio/CJB.

No Colégio Gaia / CA Leça, também foi uma eliminatória resolvida em dois jogos, e neste segundo encontro a equipa do CA Leça, ainda equilibrou o encontro, chegando a estar na frente do marcador por 8-7, mas rapidamente o Colégio Gaia, meteu ordem na casa e passou o marcador para 10-8, e a partir deste momento, foi aumentando progressivamente o diferencial, embora contando sempre com a habitual garra da equipa do CA Leça, chegando ao intervalo já a vencer por um confortável 20-13. O que permitiu que a equipa da casa, no segundo tempo realizasse uma autêntica gestão do resultado e do plantel, e mesmo assim ainda dilatasse o marcador para os números finais. O Colégio Gaia com 12jogadores a marcarem golos teve em maria Duarte com 6 golos a sua principal marcadora. Enquanto no CA Leça, Cristiana Morgado com 8 golos foi a sua melhor marcadora. Com esta vitória a equipa do Colégio Gaia, fica apurada para as 1/2 Final da prova onde irá defrontar o Alavarium.

Num dos jogos que era aguardado com mais expectativa, devido aos acontecimentos do 1.º jogo, com protesto e tudo á mistura era o Alavarium / Maiastars, disputado no pavilhão do Alavarium, completamente cheio, e com transmissão pela Andebol TV. Foi um jogo com a equipa visitada a comandar o marcador durante os 60 minutos, mas em boa verdade nem sempre comandou o jogo. Início demolidor da equipa do Alavarium, que rapidamente chega ao 5-0 (aos 9 minutos de jogo), para após um período de total superioridade, a equipa do Alavarium chega aos 8 golos de diferença aos 18 minutos de jogo (11-3), Com Mónica Soares muito bem (11 golos no total), e melhor marcadora da equipa, Mas o Maiastars com dois Time-OUT’s ainda no primeiro tempo altera o seu sistema defensivo, passando a marcar individualmente as possantes laterais do Alavarium, e consegue diminuir a desvantagem chegando ao intervalo com o resultado em 14-8, a favor da equipa da Casa. NO segundo tempo com as laterais marcadas, e apesar de continuar a fazer o jogo possível, o Alavarium passa a resolver os seus problemas através da exibição de Maria Coelho (4 golos), mas o Maiastars com um forte aumento da pressão defensiva e enorme melhoria da sua eficácia no ataque, em especial através de Debora Moreno (8 golos no total), a que não é alheia a boa exibição de Liya Mingaleeva na baliza do Maiastars, diga-se neste ponte que Isabel Góis na baliza do Alavarium, acaba por ser uma das grandes responsáveis da vitória da sua equipa, O Maiastars vai progressivamente diminuído a desvantagem com Maria Cerqueira (7 golos) a ter uma forte influência no mesmo. Uma palavra ainda para Soraia Fernandes com os seus 5 golos para o Alavarium. Terminamos com os nossos parabéns, a este jogo de andebol, que foi na nossa opinião um excelente encontro onde as alterações táticas do Maiastars quase que produziram efeito, terminando a por perder por apenas 2 golos de diferença. Com esta vitória o Alavarium, conforme dissemos na análise anterior irá defrontar o Colégio Gaia nas 1/2 Final.

Por último tivemos um SIR 1.º Maio/CJB / CS Madeira, onde a equipa da Marinha Grande tinha de vencer para obrigar a terceiro encontro, e o mesmo veio a suceder, apesar da excelente entrada da equipa da Madeira, no entanto a equipa visitada rapidamente meteu ordem na casa e passou a comandar o marcador, chegando ao intervalo já a vencer por 12-10, margem que diz o forte equilíbrio que mesmo assim se registou durante estes 30 minutos iniciais. Nos segundos 30 minutos a equipa do SIR 1.º Maio foi mantendo a distância no marcador, e até aumentou ligeiramente o diferencial, mas sem nunca vincar uma nítida superioridade, acabando por adiar a resolução da eliminatória para o dia seguinte. Neste encontro Lorena Delgado com 10 golos, e Neuza Valente com 5 golos foram as melhores marcadoras do SIR 1.º Maio/CJB, enquanto no CS Madeira, Ana Andrade com 5 golos foi a sua melhor marcadora. No 3.º Jogo, entre estas equipas, que começou com a equipa visitada a comandar o jogo e o marcador, apesar do grande equilíbrio que se registava, e com o marcador a sofrer diversas alterações, mas com o CS Madeira a responder sempre a preceito e a colocar a equipa da casa em grandes dificuldades, de tal forma que chegou ao intervalo na frente do marcador por 15-13. No segundo tempo o CS Madeira, esteve quase sempre no comando do marcador e a poucos minutos dos 60, vencia por 23-20, sofrendo um parcial de 3-0, que levou a que o jogo, terminasse no tempo regulamentar numa igualdade a 23 golos, dando origem a um prolongamento, onde o SIR 1.ª Maio/CJB, faz um parcial de 4-o no primeiro tempo do primeiro prolongamento (poderia haver segundo), o significa que a equipa insular sofreu um parcial de 7-0, que ditou na prática o seu afastamento das 1/2 Final, no segundo tempo deste prolongamento, a equipa visitada ainda fez 3-1, o que significa um prolongamento com um parcial de 7-1, que resolveu a eliminatória a favor da equipa continental. Neuza Valente com 12 golos, e Lorena Delgado com 7 golos foram as melhores marcadoras do SIR 1.º Maio/CJB, por seu lado Sara Gonçalves com 11 golos foi a melhor marcadora do CS Madeira. Com esta vitória e como já tínhamos dito, a equipa da Marinha Grande irá defrontar o Madeira SAD nas 1/2 Final.

Após os 2.ºs Jogos, e do 3.º que se disputaram, este fim-de-semana, ficaram definidos os jogos das 1/2 Final, bem como os seus enquadramentos.

Apurados para as 1/2 Final (3 jogos – Fora, Casa, Casa)Madeira SAD, Colégio Gaia, Alavarium, e SIR 1.º Maio/CJB.

Enquadramento para as 1/2 Final (casa, fora, fora)
– Apuramento do 1.º ao 4.º Lugar

1.º Jogo
Dia 29-04-17
CA Leça – Maiastars (19H00)
Juventude Lis – CS Madeira (17H00)
2.º Jogo
Dia 06-05-17
Maiastars – CA Leça (17H00)
CS Madeira – Juventude Lis (19H30)
3. Jogo (Se necessário)
Dia 07-05-17
Maiastars – CA Leça (17H00)
CS Madeira – Juventude Lis (18H00)

Enquadramento para os jogos do 5.º ao 8.º Lugar (casa, fora, fora)

1.º Jogo
Dia 29-04-17
SIR 1.º Maio/CJB – Madeira SAD (20H30)
Alavarium – Colégio Gaia (17H30)
2.º Jogo
Dia 06-05-17
Madeira SAD – 1.º Maio/CJB (17H00)
Colégio Gaia – Alavarium (17H00)
3. Jogo (Se necessário)
Dia 07-05-17
Madeira SAD – 1.º Maio/CJB (16H00)
Colégio Gaia – Alavarium (18H30)

Grupo “B” – Apuramento do 9.º ao 12.º Lugar
1.ª Jornada
Dia 22-04-17
Passos Manuel 24 – 16 Juventude Mar
Santa Joana 25 – 19 Académico FC

Neste grupo que cujo maior interesse é quem irá descer de Divisão, inicia-se com algum equilíbrio pontual, entre as equipas pelo que será de prever uma fase disputadíssima. Esperando nós que o CA, tenha em devida consideração a relevância, que este Grupo poderá ter. Conforme se tinha previsto, jogos disputados sob o signo do factor casa, e sem qualquer ocorrência disciplinar o que é sempre salutar.

Em São Pedro Fins tivemos o Santa Joana / Académico FC, prevalecendo o factor casa , pois o Santa Joana, que recebeu a equipa do Académico FC, venceu sem grandes dificuldades construindo o resultado no 1.º tempo que terminou já na frente do marcador por 13-9, no segundo tempo apesar da réplica condigna da equipa visitante o diferencial aumentou, Ana Sampaio com 9 golos, e Ana Carvalho com 8 golos, foram as melhores marcadoras do Santa Joana, as melhores marcadoras do Académico FC não passaram dos 4 golos (Sofia Freitas, e Josefina Rodrigues). O Passos Manuel, recebeu na Quinta de Marrocos a equipa de Esposende da Juventude do Mar, e parece-nos que já recuperou alguma coisa, construindo o resultado praticamente no primeiro tempo quando chegou ao intervalo a vencer por 12-5, encarando o 2.º tempo com algum excesso de confiança, e fazendo alguma gestão do plantel acabou por permitir que a Juventude Mar tivesse um período de jogo de maior equilíbrio. Joana Reis com 7 golos e Kassia Cesar com 5 golos foram as melhores marcadoras do Passos Manuel, Na Juventude Mar, Sandra Peixoto com 6 golos foi a sua melhor marcadora.

Classificação do Grupo “B”, após esta Jornada - 1.º Passos Manuel (20 pontos), 2.º Santa Joana (19 pontos), 3.º Académico FC (18 pontos), 4.º Juventude Mar (15 pontos).

O Banhadas Andebol

Andebol 4ll – Campeonato Nacional de ACR6 – 2017

APD LEIRIA
CAMPEÃO NACIONAL DE ACR6 

Terminou com a vitória da equipa da equipa do APD Leira a Fase Final do Campeonato Nacional de Andebol em Cadeira de Rodas – ACR6, que decorreu no dia 22 de Abril de 2017, em Viseu, no Pavilhão Cidade de Viseu.

Na continuidade do desenvolvimento, do Projeto Andebol 4All, a Federação levou a efeito esta prova que faz parte do conjunto de competições programadas.

Nesta competição, participam a APD Leiria, Sporting CP/ CP Messines / AMAL, APD Lisboa, APD Porto, IFC Torrense, DACRN, CNS/UDI Setúbal, AA Rovisco Pais.

Resultados

1/2 Final -
APD LEIRIA 15 – 5 SPORTING CP/ CP MESSINES / AMAL
1/2 Final - APD LISBOA 14 – 16 APD PORTO
7.º / 8.º - IFC TORRENSE 21 – 7 DACRN
5º / 6º - CNS/UDI Setúbal 5 – 24 AA ROVISCO PAIS
3º / 4º - APD LISBOA 12 – 10 SPORTING CP/ CP MESSINES / AMAL
FINAL – APD LEIRIA 11 – 10 APD PORTO

Final decidida a 3 segundos do fim o 11.º golos da APD Leiria, e com os guarda-redes de ambas as equipas em grande evidência, num encontro disputado com grande desportivismo. Parabéns as todos os intervenientes.

Classificação Final
1.º - APD Leiria
2.º - APD Porto
3.º - APD Lisboa
4.º - APD Lisboa
5.º - AA Rovisco Pais
6.º - CNS/UDI Setúbal
7.º - IFC Torrense
8.º - DACRN

Felizmente que em BOA HORA, Temos de nos congratular, pela Federação ter transmitida a final da prova na Andebol TV, com excelentes comentários.

O Noticias

domingo, 23 de abril de 2017

Crónica de Fim-de-semana – 25 – 2016 / 2017 – II

Nova e ligeira, crónica relativa à Fase Final Grupo A da PO02, com a realização da 3ª Jornada desta Fase.

PO02 – Campeonato Nacional da 2.ª Divisão Seniores Masculinos.

Resultados
Fase Final Nacional Grupo A
4.ª Jornada
Dia 22-04-17
CDE Camões 28 - 28 GC Santo Tirso
AD Sanjoanense 29 - 30 Xico Andebol
Vitória FC 25 - 29 São Bernardo

Nesta 4.ª jornada da Fase Final que conforme já informámos não só designa o Campeão Nacional da Divisão, como determina ainda quais as duas equipas, com direito a ascender á 1.ª Divisão Nacional, caracterizou-se mais uma vez por jogos com grande equilíbrio. Devendo ainda destacar-se que apesar da forte competitividade, não se registaram ocorrências disciplinares, facto sempre salutar. Jornada onde os principais favoritos (na nossa opinião, ressalvamos sempre este aspecto, para evitar quaisquer confusão) venceram, e onde se verificou a primeira derrota da AD Sanjoanense, e onde igualmente o CDE Camões obteve os seus primeiros pontos positivos, embora continue a ser a única equipa que não regista qualquer vitória.

No Pavilhão Antoine Velge em Setúbal, tivemos um “escaldante” Vitória FC / São Bernardo, que foi presenciado por uma assistência digna da maior parte dos jogos da divisão maior do Andebol português. Foi um encontro de grande equilíbrio, com a equipa visitada a comandar o marcador durante os primeiros 30 minutos, mas nunca chegando a ter mais de dois golos de vantagem, (6-4, 10-8, e 14-12, por exemplo), com o intervalo a chegar ainda na frente mas pela diferença mínima (14-13). No segundo período de jogo tudo se modificou, com a equipa do São Bernardo a ser mais assertiva, e a passar para a frente do marcador (18-16, 21-17, 25-22, são exemplos dos resultados que a equipa do São Bernardo passou a ter a seu favor), para terminar por vencer por um dos maiores diferenciais de que dispôs, e assim manter-se isolada no comando da classificação, com a equipa do Vitória FC, a ficar cada vez mais afastada dos seus principais objectivos. Rodrigo Alcácer com 6 golos foi o melhor marcador do Vitória FC, por sua vez Hélder Carlos e Augusto Pereira, ambos com 5 golos cada foram os melhores marcadores do São Bernardo. No Pavilhão Moniz Pereira, realizou-se o CDE Camões / GC Santo Tirso, que foi um encontro de total equilíbrio, de tal forma se verificou este desígnio, que no final do primeiro tempo o resultado era uma igualdade a 14 golos, que se repetiu em termos parcelares no segundo tempo, para terminar numa igualdade absoluta, em termos de resultado entre estas duas equipas. Também se deve dizer que o GC Santo Tirso esteve por diversas vezes no comando do marcador, mas nunca obtendo um diferencial superior a dois golos. Com este resultado o GC Santo Tirso embora não esteja definitivamente afastado da discussão pelos lugares de subida que estão muito em aberto, ficou no entanto com maiores dificuldades, para alcançar este desiderato. João Oliveira com 8 golos, e Ricardo Queirós com 6 golos, foram os melhores marcadores do CDE Camões. João Nogueira, Hugo Silva, e Jorge Avidos, todos com 5 golos cada, foram os melhores marcadores do GC Santo Tirso. No Pavilhão Municipal das Travessas, disputou-se um dos mais importante encontros da jornada, o AD Sanjoanense / Xico Andebol, que ressoltou num jogo de grande equilíbrio, e que o diferencial que se registava ao intervalo, cujo resultado era de 16-15 a favor dos homens da equipa vimaranense, foi precisamente o mesmo que se verificou no final o que atesta bem o equilíbrio ocorrido durante os 60 minutos de jogo. Com este resultado verificou-se uma alteração no posicionamento das equipas em termos classificativos, com o Xico Andebol, a isolar-se no 2.º lugar da classificação. Bruno Pinho com 11 golos, e Rui Rodrigues com 7 golos foram os melhores marcadores da AD Sanjoanense, enquanto no Xico Andebol, os seus melhores marcadores foram, Cláudio Mota, e Cesar Gonçalves, ambos com 7 golos cada.

Após a 4.ª Jornada a Classificação ficou assim estabelecida: - 1.º São Bernardo (11 pontos), 2.º Xico Andebol (9 pontos), 3.º AD Sanjoanense, e GC Santo Tirso (8 pontos), 5.º Vitória FC (7 pontos), 6.º CDE Camões (5 pontos).

Nota – Continuamos a referir que “Não ficaria mal á Federação, efetuar algumas transmissões através da Andebol TV.”

O Banhadas Andebol

Torneio das 4 Nações Masculinos – 2016 / 2017 – I

TORNEIO DAS 4 NAÇÕES
(JUNIORES A – MASCULINOS)

Segundo informação do Portal da FAP, a Seleção de Juniores A Masculina, vai disputar este torneio de 4 a 6 de Maio de 2017, efectuando um pequeníssimo estágio (dizemos nós) que antecederá esta participação e que está previsto começar no dia 1 do mês de Maio de 2017.

O Torneio será disputado em França (Temple sur Lot e Pessac), e contará ainda com a participação das equipas da França, Espanha e Alemanha.
Precisamente as mesmas equipas que participaram nas duas últimas edicções do Torneio.

Este estágio e a participação neste torneio (pensamos nós) devem inserir-se no fecho de um ciclo, e início de outro, pois a convocatória está repleta de Juniores B, e o próprio Portal da FAP, não prevê mais nenhuma actividade para esta Selecção nesta época.

Calendário de jogos - Torneio 4 Nações

1.ª Jornada
Dia 04-05-17
Espanha – Portugal (17H45)
França – Alemanha (19H30)
2.ª Jornada
Dia 05-05-17
Alemanha – Espanha (17H00)
França – Portugal (20H00)
3.ª Jornada
Dia 06-05-17
Alemanha – Portugal (15H00)
França – Espanha (18H00)

Horas em Portugal Continental

Convocatória – Como de costume sem comentários
Nota – Esperamos que os resultados desportivos neste torneio não sejam iguais ou parecidos com os das últimas presenças, ou seja o último lugar. Assim desejamos as maiores felicidades á Selecção Nacional, e que consigam uma representação desportiva cheia de êxitos.

O Banhadas Andebol

Crónica de Fim-de-semana – 57 – 2016 / 2017 – I

Regresso ás normais crónicas dedicadas á PO01, que se encontra disputar a sua Fase Final.

PO01 – Campeonato Nacional da 1.ª Divisão Seniores Masculinos.

Fase Final Nacional – Grupo “A”
6.ª Jornada
Dia 19-04-17
Sporting 31 – 26 ABC (Já Comentado)
Dia 22-04-17
Águas Santas 27 – 27 Benfica 28/28 SD
Madeira SAD 28 – 24 FC Porto SD

Jornada que assinala o início da 2.ª volta desta Fase Final do Grupo A, que já teve um jogo disputado devido à participação numa competição Europeia de uma das equipas interveniente. E que foi uma encontro sem ocorrências disciplinares registadas. Com a curiosidade de num dos encontros se voltar a registar uma igualdade (Águas Santas / Benfica).

Madeira SAD 28 – 24 FC Porto

Jogo disputado no pavilhão do Funchal, completamente cheio, e onde o Madeira SAD ao vencer, rectificou o resultado obtido na 1.ª Volta desta Fase Final. Foi um encontro onde o Madeira SAD, muito bem estruturado, teve quase sempre no comando do marcador, apesar de nos primeiros 30 minutos, o equilíbrio ter sido bastante elevado, e a única vez que o FC Porto, esteve na frente do marcador foi cerca dos 28 minutos quando vencia por 12-11, para depois permitir a reacção do Madeira SAD, que chegou ao intervalo a vencer por 13-12, de destacar que a grande figura do encontro na nossa opinião foi o guarda-redes Luís Carvalho (36% de eficácia) da equipa insular um verdadeiro obstáculo que foi difícil de ultrapassar. No segundo tempo acentuaram-se as dificuldades da equipa do FC Porto, que mesmo com as diversas alterações que fez em especial no seu sistema defensivo, teve o maior problema no ataque onde as diversas falhas técnicas se sucederam em especial no passe e na recepção da bola, e na precipitação na finalização do ataque, onde apenas Miguel Martins (6 golos, 67% de eficácia) e Gustavo Rodrigues (4 golos, 67% de eficácia) estiveram num nível mais elevado, apesar de Salina nos 6 metros também ter estado bem (3 golos, 100% de eficácia), no Madeira SAD, além do seu guarda-redes, teremos de salientar o jogo realizado por Nuno Silva (7 golos, 58% de eficácia), quer a pautar o mesmo quer a assistir quer a marcar, sendo bem acompanhado por Fábio Magalhães (5 golos, 50% de eficácia) este em especial a marcar, criando grandes problemas ao FC Porto. De referir ainda que Nelson Pina, apesar do número de golos que marcou (6 golos, 46% de eficácia), por sua vez demonstrou alguma falta de concentração em momentos decisivos do encontro, no entanto teve a frieza suficiente para marcar um golo de um lançamento de saída directo, cerca dos 57 minutos, e com o passar do tempo aos 48 minutos o Madeira SAD atinge a vantagem de 4 golos (21-17), diferença que voltou a ter cerca dos 53 minutos (25-21), no entanto a maior diferença regista-se aos 58 minutos com o Madeira SAD a vencer por 28-23. Com esta vitória do Madeira SAD, pensamos que a luta pelo Título Nacional, está relançada. Dirigiu este encontro a dupla EHF bracarense, constituída por Daniel Freitas e Cesar Carvalho, que teve um encontro nada fácil de dirigir, quer pela pressão colocada pelos bancos quer por alguns comportamentos dos atletas, e poderemos dizer que no final realizaram trabalho positivo, embora no nosso entender podem-se ter sido mais rigorosos em termos disciplinares.

No pavilhão do Águas Santas, muito bem composto de publico tivemos o Águas Santas / Benfica, que tal como o jogo da 1.ª volta, terminou numa igualdade. Encontro disputado sempre com grande equilíbrio e com várias alterações no comando do marcador. No entanto a equipa maiata ainda nos primeiros 30 minutos chegou a ter 3 golos de vantagem, quando estavam decorridos cerca de 13minutos de jogo, voltando a permitir a igualdade no marcador a 12 golos quando estavam decorridos cerca de 25 minutos de jogo, para o intervalo chegar com plena igualdade no marcador desta vez a 14 golos. O segundo tempo foi quase uma cópia do primeiro, pois voltou a ser disputado com grande equilíbrio, com a equipa maiata a não tirar proveito das superioridades numéricas de que dispôs quando estavam decorridos cerca de 52 minutos de jogo, para se chegar aos 28 minutos de jogo, com nova igualdade (26 golos), com o Águas Santas a fazer o 27-26, através de Mário Oliveira, e terminar em inferioridade numérica por exclusão de Ruben Sousa, e sofrer o golo da igualdade final através de Belone Moreira na conversão de um livre de 7 Metros. Hugo Figueira no Benfica foi uma das suas principais figuras com 43% de eficácia, contra os 32% de eficácia do seu homologo de posto António Campos. No Águas Santas, Pedro Cruz com 7 golos (50% de eficácia), e André Rei com 5 golos (83% de eficácia) foram os seus melhores marcadores. Por sua vez Belone Moreira com 6 golos (100% de eficácia, 5 de 7 metros), e Papez com 5 golos (56% de eficácia), foram os melhores marcadores do Benfica.

A Classificação da Fase Final Grupo “A” - 1.º FC Porto (53 pontos), 2.º Sporting (51 pontos), 3.º Benfica (45 pontos), 4.º Madeira SAD, e ABC (41 Pontos, 6.º Águas Santas (38 pontos).

Fase Final Nacional – Grupo “B”
3.ª Jornada
Dia 06-05-17
São Mamede - Arsenal (21H00)
5.ª Jornada
Dia 22-04-17
São Mamede 26 – 23 SC Horta
Boa Hora 29 – 21 Belenenses
AC Fafe 29 – 31 AA Avanca
Ismai 36 – 33 Arsenal

Nesta Grupo, disputou-se a 5.ª jornada completa, continuando a existir ainda um encontro em atraso, mas relativo à 3.ª jornada. Voltamos a referir que consideramos que nesta fase da prova, todo e qualquer adiamento, poderá ou não ter consequências ao nível desportivo. Nesta jornada dois jogos despertam especial atenção o AC Fafe / AA Avanca, e o Boa Hora / Belenenses. Jornada disputada sem o registo de ocorrências disciplinares.

No Pavilhão Municipal de Fafe, que apresentava um aspecto desolador, realizou-se o AC Fafe / AA Avanca, jogo entre duas equipas que têm tido comportamentos diferenciados até ao momento, e onde na nossa opinião a AA Avanca apresentava ligeiro favoritismo, perante a sempre aguerrida equipa minhota. Tivemos 30 minutos de grande equilíbrio, com alternâncias no marcador, embora a equipa visitada comandasse mais vezes o marcador o intervalo chegou com a equipa da AA Avanca na frente do Marcador por 20-18, no segundo tempo, a superioridade da equipa da Região de Aveiro, nunca foi posta em causa, e chegou ater 6 golos de vantagem passagem do minuo 41, quando vencia por 25-19, para a partir deste momento, o AC Fafe começar a encetar uma reacção que nunca colocou em causa a vitória do seu adversário, embora chegasse a ter somente 1 golo de diferença, cerca dos 57 minutos quando o resultado se situava, em 29-28, sabendo aproveitar as superioridades numéricas de que dispôs. No entanto a AA Avanca ao sentir o perigo reagiu de imediato e termina por vencer por 2 golos de diferença, colocando cada vez mais em dificuldade a equipa minhota na sua luta pela manutenção. Neste encontro duas das suas principais figuras foram os homens da baliza, no AC Fafe Bruno Dias com 35% de eficácia, e na AA Avanca, desta vez foi Luís Silva com 38% de eficácia, de destacar ainda os 8 golos de Paulo Silva (80% de eficácia), e os 6 golos do experiente Nuno Pimenta (86% de eficácia), no AC Fafe, na AA Avanca Pedro Valdez (63% de eficácia), e Diogo Oliveira (80% de eficácia), foram os seus melhores marcadores.

No outro jogo que tínhamos referenciado, disputou-se no Pavilhão Fernando Tavares, e que se encontrava com algum publico, mas mesmo assim completamente insuficiente para um jogo da PO01,era o Boa Hora / Belenenses, mas este encontro foi mais uma desilusão por parte da equipa do Belenenses, que apenas equilibrou o encontro nos primeiros 10 minutos de jogo, (igualdade a 5 golos), logo de seguida o Boa Hora assume o comando do jogo e do marcador, e aos 19 minutos vence por 12-7, maior diferencial registado nos primeiros 30 minutos, para a equipa do Belenenses ter uma ligeira reacção e chegar ao intervalo a perder somente por 3 golos de diferença (14-11). No segundo tempo o Boa Hora foi ”aguentando” o diferencial até cerca dos 40 minutos (18-15), para logo de imediato fazer um parcial de 5-0 em cerca de 6 minutos e colocar o marcador em 24-26 a seu favor, e voltando a controlar o jogo e o marcador, perante um Belenenses que foi uma sombra de si próprio, isto apesar da prestação extremamente positiva dos seus guarda-redes, João Moniz com 46% de eficácia, e Miguel Espinha com 41% de eficácia, enquanto no Boa Hora Henrique Carlota, chegou aos 33% de eficácia. Pedro Pinto 6 golos (55% de eficácia), Nuno Santos (50% de eficácia), e Luís Nunes (63% de eficácia), ambos com 5 golos cada foram os melhores marcadores do Boa Hora. Enquanto no Belenenses o inevitável Gonçalo Ribeiro com 9 golos (60% de eficácia), e Carlos Siqueira com 5 golos (71% de eficácia), foram os melhores marcadores da equipa.

Realizou o São Mamede / SC Horta, disputa no Pavilhão Eduardo Soares, em mais jogo da PO01, cujo número de espectadores presentes, não atingiu sequer valores mínimos (na nossa opinião). Este encontro encerrou a curiosidade de assinalar a primeira vitória da equipa do continente, nesta fase da prova, e que coloca a equipa dos Açores, numa posição bastante difícil, pois fica na prática confinada á discussão dos lugares de despromoção, se não se verificarem surpresas até ao final desta fase. Neste encontro, que foi bastante equilibrado até cerca dos 45 minutos da prova, quando se registava uma igualdade a 20 golos, despois de diversas alterações no comando do marcador, ocorridos a partir deste momento do jogo a equipa visitada assume em definitivo o comando do marcador aproveitando as superioridades numéricas de que dispôs, e aos 51 minutos vencia por 24-20, maior diferencial então registado (4 golos), passando o resto do temo a controlar o jogo e o marcador. Tiago Amorim na baliza do São Mamede, fez toda a diferença ao chegar aos 48% de eficácia, tendo a companhia de Manuel Viera (73% de eficácia), e de José Silva (89% de eficácia), ambos com 8 golos e melhores marcadores da sua equipa. SC Horta, Hugo Freitas com 9 golos (83% de eficácia), e Noelvis Reve com 5 golos (50% de eficácia), foram os seus melhores marcadores.

Por fim tivemos no Municipal da Maia o Ismai / Arsenal, que foi um encontro com duas partes distintas, domínio dos arsenalistas nos primeiros 30 minutos, chegando ao intervalo a vencer por 19-15, no segundo tempo foram progressivamente perdendo fulgor e aos 43 minutos de jogo, permitiram a igualdade no marcador a 25 golos, com a equipa maiata a assumir o comando do marcador logo de seguida, para aos 54 minutos estar na frente do marcador com 4 golos à maior (34-30), e aos 58 minutos chegar aos 5 golos de diferença (36-31), para o Arsenal aproveitar uma superioridade numérica e reduzir o diferencial em dois golos. A Grande diferença verificou-se no rendimento dos guarda-redes, pois no Arsenal o seu homem mais produtivo no posto foi David Cunha que não passou dos 14% de eficácia, enquanto no Ismai Reyniel Nelson obteve 27% de eficácia, e Manuel Borges 21%. O Ismai com 11 jogadores a marcarem golos, teve em António Ventura com 10 golos (91% de eficácia), em Tiago Heber (83% de eficácia), e Hugo Glória (83% de eficácia), ambos com 5 golos, os seus principais marcadores. O Arsenal com 12 jogadores a marcarem golos, teve em Oleksandr Nekrushets com 6 golos (75% de eficácia), o seu principal marcador.

A Classificação Fase Final Grupo “B” - 1.º AA Avanca (32 pontos), 2.º Ismai (36 Pontos), 3.º Boa Hora (35 pontos), 4.º Belenenses (32 pontos), 5.º AC Fafe (28 pontos), 6.º SC Horta (26 pontos), 7.º Arsenal (24 pontos, -1 jogo), 8.º São Mamede (22 pontos, -1 jogo).

O Banhadas Andebol

sábado, 22 de abril de 2017

Competições Europeias 2016 / 2017 – XCIV – Challenge CUP Masculina

O Sporting iniciou a sua participação nos 1/2 Final da prova, com o jogo da 1.ª Mão disputado hoje (22-04-17) na Holanda, com a equipa Holandesa do JMS Hurry-Up.

CHALLENGE CUP MASCULINA 

SPORTING VENCE JMS HURRY-UP (HOLANDA)
(1.ª MÃO)

O Sporting que pela primeira vez esta época na prova, não disputa as duas mãos da eliminatória em Portugal, deslocou-se desta vez à Holanda onde defrontou o JMS Hurry-Up em jogo da 1.ª Mão das 1/2 Final, num pavilhão completamente esgotado. Durante o primeiro tempo o jogo decorreu de forma equilibrada, com os holandeses a comandar o marcador por nos primeiros minutos, para o Sporting conseguir equilibrara o marcador e chegar ao intervalo a vencer por 15-14. No segundo tempo os holandeses voltam a começar melhor e igualam o marcador 15 golos, para o Sporting responder e bem , passando rapidamente para o comando do marcador e aos 47 minutos aquando de um time-OUT pedido pela equipa portuguesa já vencia por 24-19, margem foi variando até final entre os 3 golos e os 5, com que terminou, pois aos 55 minutos de jogo, vencia por 28-25, consolidando o resultado nos 5 minutos finais. Com esta vitória a equipa do Sporting, abriu o caminho para poder estar presente na final, mas todo o cuidado é pouco neste tipo de jogos. Na equipa do Sporting, onde 10 jogadores marcaram golos, Pedro Portela com 5 golos e Frankis Caros com o mesmo número de golos foram os seus principais marcadores. Na equipa holandesa o alemão Joel Heusmann com 8 golos, e Ronald Suelemann com 6 golos foram os melhores marcadores da sua equipa.

Resultados
1.ª Mão
Dia 22-04-17
JMS Hurry-Up (Holanda) 27 – 32 Sporting
Calendário
2.ª Mão
Dia 29-04-17
Sporting – JMS Hurry-Up (18H00) Sporting TV / Andebol TV

O Noticias

sexta-feira, 21 de abril de 2017

Analise das Nomeações – Fim-de-semana – 2016 / 2017 - I

É verdade que não temos escrito sobre este controverso tema, e da última vez que escrevemos sobre ele provocamos alguma polémica, embora não sendo essa nossa prioridade, aceitamos, e provavelmente, hoje iremos novamente provoca-la, no entanto a nossa verdadeira prioridade é a defesa da verdade desportiva e da sua competitividade, das arbitragens e dos próprios árbitros, e por entendermos que nada disto, se estado a passar, incluindo agora as nomeações até para Delegados, que se estão a tornar um verdadeiro “mistério”, que ninguém entende face á divulgação do que está a ser feito, quem é quem e o que faz, e quais os critérios (que nunca foram divulgados), sobre as nomeações dos mesmos. Decidimos esta semana efectuar este texto, pois apesar do CA não ter divulgado o âmbito das nomeações de cada nível dos árbitros o que já não é saudável, e como está estabelecido no Regulamento de Arbitragem (Titulo 9 do Regulamento Geral da Federação) e voltamos a repetir onde está descriminado p que tem de ser feito, e que se encontra plasmado, nomeadamente nos seguintes artigos que transcrevemos:

Artigo 17.º (Competência das nomeações) – Ponto 1 – O Conselho de Arbitragem da FAP comunicará no início de cada época desportiva os critérios de nomeação dos quadros de Arbitragem. (nada foi divulgado)

Artigo 19.º (Critérios de Nomeação) – Ponto 1 – As duplas e árbitros que se encontrem disponíveis serão nomeados para os jogos das competições nacionais, segundo os critérios a definir no início de cada época desportiva, não obedecendo a quaisquer restrições ou condicionalismos. (mais uma vez nada foi divulgado)

As nomeações dadas a conhecer este fim-de-semana, e a forma como estão a ser feitas, quem nomeia, não conhece certamente o nível de qualificação dos árbitros, embora quanto a estes, apenas não se entende como se pode nomear para a Prova máxima do Calendário Nacional, sem se saber qual o nível das duplas, e devidamente enquadradas, apesar das grandes dificuldades económicas existentes na FAP, parece-nos que estas só têm um sentido, pois não se entende qual o critério, para jogos com 2 Delegados, e Jogos com 1 Delegado na mesma prova, não se entendendo ainda que existindo dois Delegados na Madeira, seja necessário deslocar um delegado do Continente e logo por azar é acumula com a função de Assessor do CA (Hugo Virgílio), do mesmo modo, não se compreende a razão do dirigente do CA (Manuel da Conceição), que está (indevidamente, na nossa opinião), novamente como Delegado num jogo do Benfica, agora, no Norte do País e em mais um jogo com 2 Delegados, que se deslocam unicamente para estes encontros da PO01. Quando nos mesmos locais ou perto de realizam jogos da PO09, e fase Final da PO02 (esta nem Delegados têm, Porquê?).

Quando o Presidente do CA (António Marreiros), está a fazer de Delegado está tudo dito, sobre como vai a Arbitragem Nacional. Nos questionamos por exemplo se algum destes senhores (esperemos que não) tiver problemas graves nos seus jogos, eles serão julgados pela função que estão a desempenhar ou pela função de dirigentes nos Órgãos Sociais da FAP?
Num jogo (O 2.º Segundo do Play-OFF da PO09, Alavarium / Maiastars) em que existia um protesto pendente (felizmente resolvido a tempo e horas pelo Conselho Técnico), o CA nomeia uma das melhores duplas portuguesas, e o Delegado é o Presidente do CA, o que se pretende com estas nomeações? Quais foram as pressões existentes? O que foi dito a AA Braga sobre o escrito no seu site? Responda quem souber.

Depois temos o não critério (aqui provavelmente imperou a poupança), ou então nomeia-se como se estivéssemos a encher “quadradinhos”. Na PO09, num jogo do SIR 1.º Maio/CJB, pertencente á AA Leiria, e com esta equipa na condição de visitado, nomeia-se o Presidente da AA Leiria como Delegado, não só para este encontro como p+ara um possível 3.º, onde será acompanhado por uma dupla de Leiria.

Na PO04, Fase Final, onde que não têm existido, qualquer nomeação de Delegados, ou observadores, nomeia-se para o principal jogo da jornada o Águas Santas / Benfica, mais uma vez o Presidente do CA, António Marreiros. Porquê? Não existem no Norte do País Delegados com qualidade?

 E por falar em delegados, muitos deles, são Delegados que exercem funções similares, e que não as podem desempenhar pelas normativas existentes (ver, por exemplo artigo 20.º do Regulamento de Arbitragem).

Esta semana decidimos olhar para algumas nomeações e ficamos estupefactos com aa nomeações, por exemplo da dupla Duarte Santos / Ricardo Vieira, ou quem nomeia não sabe o que anda a fazer, ou desconhece maior parte dos Regulamentos Específicos das provas, Algumas das nomeações dão a sensação de que estão brincando com o “fogo” e não defendendo nem as provas nem a arbitragem.

Por hoje, chega mas iremos estar atentos.

O Analista

EURO 2018 FEMININO – FRANÇA – III – SORTEIO

EURO 2018 FEMININO – FRANÇA
(HANDBALLISSIME)
QUALIFICAÇÃO 2 

Realizou-se (21-04-17) o sorteio para os Grupos de Qualificação 2, onde estarão 28 das equipas que se inscreveram para a prova, incluindo as equipas vencedoras dos Grupos da Qualificação 1, (2 equipas), Portugal entrou directamente Qualificação 2, que definirá as 15 equipas que juntamente com a França estarão presentes na Fase Final. O Europeu de França será disputado de, 30 de Novembro a 16 de Dezembro de 2018, nas cidades de Nancy, Nantes, Montbéliard, Brest e Paris, onde será disputada a Final.

O Sorteio pôde ser seguido em directo no Canal da EHF Youtube, e na página do Facebook da EHF.

Equipas Apuradas
Organizadora – França

Nota - Qualificação 1 – Disputada de 09 a 11-06-17, onde apenas se qualificará o vencedor de cada Grupo para a Qualificação 2.

Qualificação 2 - Será disputada em 3 períodos de 2 jogos cada, sendo constituída por 7 grupos de 4 equipas cada, apurando os dois primeiros classificados de cada grupo directamente para a Fase Final em França, sendo ainda a apurado melhor terceiro classificado dos 7 grupos.

O melhor terceiro classificado, é obtido somente pelos resultados conseguidos nos jogos com as equipas apuradas em cada Grupo.

Resultado do Sorteio

Grupo 1 – Noruega, Croácia, Ucrânia, e Suíça.
Grupo 2 – Montenegro, Polónia, Eslováquia, e Itália.
Grupo 3 – Suécia. Sérvia, Macedónia, e Vencedor do Grupo A da Qualificação 1.
Grupo 4 – Roménia, Rússia, Áustria, e Portugal.
Grupo 5 – Dinamarca, República Checa, Eslovénia, e Islândia.
Grupo 6 – Espanha, Alemanha, Turquia, e Lituânia.
Grupo 7 – Holanda, Hungria, Bielorrússia, e Vencedor do Grupo B da Qualificação 1.
Parece que a sorte é madrasta com Portugal (na nossa opinião), grupo onde iremos sentir enormes dificuldades, no entanto não deixaremos de desejar boa sorte à Selecção.

Datas dos Jogos da Qualificação 2
Jornada 1, e 2 – 27-09-17 a 01-10-17
Jornada 3 e 4 – 21-03-18 a 25-03-18
Jornada 5 e 6 – 30-05-18 a 03-06-18

O Banhadas Andebol

Nomeações – EHF – 2016 / 2017 – XXXII

Segundo o Portal da Federação, A EHF mais uma vez procedeu a nomeações para algumas das suas provas, tendo sido atribuído a Portugal, na nossa opinião, mais uma nomeação com enorme significado positivo, publicamos a mesma sem confirmação pois ainda não existe qualquer publicação no Portal da EHF, sendo assim é informação de privilégio.

Árbitros
Eurico Nicolau / Ivan Caçador – Foram nomeados para dirigir o encontro da 3.ª Jornada do Grupo “6” da Qualificação 2 para Europeu Masculino de 2018, que se disputa entre a Rússia e a Suécia, na Rússia em 03-05-17.

Aos nomeados desejamos as maiores felicidades e sorte no desempenho das suas funções.

O Regras

quinta-feira, 20 de abril de 2017

Andebol 4ll – Campeonato Nacional de ACR6 – 2017

FASE FINAL DO CAMPEONATO NACIONAL DE ACR6
A Fase Final do Campeonato Nacional de Andebol em Cadeira de Rodas – ACR6, realiza-se no dia 22 de Abril de 2017, em Viseu, no Pavilhão Cidade Viseu. A Designação passou a ser ACR6, para se proceder à uniformização em termos Internacionais.

A Federação na continuidade do desenvolvimento, do Projeto Andebol 4All, programou para esta época um conjunto de competições – Sendo esta final uma das diversas provas programadas.

Para esta competição, participam a APD Leiria, Sporting CP/ CP Messines / AMAL, APD Lisboa, APD Porto, IFC Torrense, DACRN, CNS/UDI Setúbal, AA Rovisco Pais.

Calendário

1/2 Final - APD LEIRIA – SPORTING CP/ CP MESSINES / AMAL (10H00)
1/2 Final - APD LISBOA – APD PORTO (11H30)
Ap.7.º / 8.º - IFC TORRENSE – DACRN (13H00)
Ap. 5º / 6º - CNS/UDI Setúbal - AA ROVISCO PAIS (14H30)
Ap. 3º / 4º - VENCIDOS DAS 1/2 FINAL (16H00)
FINAL – VENCEDORORES DAS 1/2 FINAL (17H30)
Entrega de prémios e Encerramento


Final com Transmissão na Andebol TV, merece as nossas felicitações, tal como a transmissão da Final em ACR4.

O Noticias

Europeu Sub-19 Feminino – 2017 – V - Sorteio

EUROPEU FEMININO SUB-19 – 2017
(JUNIORES A)
FASE FINAL - SORTEIO

Depois de mais uma excelente participação de Portugal no Torneio de Qualificação para o Europeu Sub-19 Femininos 2017 em Feminino, cuja Fase Final se vai disputar em Celje (Eslovénia) de 27 de Julho a 6 de Agosto de 2017. Realizou-se (20-04-17), com a presença de Leonor Mallozi em representação de Portugal, o sorteio dos Grupos para a Fase Preliminar.
imagem
A Fase Preliminar será disputada por 4 grupos, de 4 equipas, Portugal ficou enquadrado no grupo “D” juntamente com Montenegro, Dinamarca, e Eslovénia.
Grupo “A” – Holanda, Roménia, Hungria, e Suécia.
Grupo “B” – Macedónia, Noruega, Rússia, e Croácia.
Grupo “C” – Sérvia, Alemanha, Espanha, e França.
Grupo “D” – Montenegro, Portugal, Dinamarca, e Eslovénia.

Os dois primeiros classificados de cada grupo, são apurados para a chamada “Main Round”, onde serão constituídos 2 grupos de 4 equipas, com os 3.º e 4.º classificados a disputarem a chamada “Intermediate Round”

O 1.º e 2.º classificado na “Main Round” disputarão as 1/2 Final da Prova.

O Sorteio que pôde ser seguido no canal Youtube do Euro da EHF, (na nossa opinião) não nos foi favorável, pois além da equipa Campeã em Titulo, iremos defrontar a equipa do País Organizador, mas não existem impossíveis.

O Formador