gal vence

- Vamos encher os Pavilhões - mas com dignidade a Modalidade merece
Calendário e Resultados na Barra Direita

terça-feira, 31 de março de 2015

PO03 – Crónica de Fim-de-semana – 05 – 2014 / 2015

Breve crónica da PO03, referente á 2.ª Fase desta prova nacional não fixa.
 
PO03 – Campeonato nacional da 3.ª Divisão Seniores Masculinos 
 
Repetimos esta informação por a considerarmos de extrema importância – “Esta prova sofreu uma forte alteração regulamentar que comunicada através do Comunicado Oficial n.º 68 de 25-02-15, para a qual chamamos a atenção.” 
 
Em breve publicaremos texto relativo a estas alterações. 
 
2.ª Fase 
 
Zona 2 – 5.ª- Jornada
NA Redondo 34 - 28 CD Mafra
CF Sassoeiros 26 - 31 Zona Azul
Juventude Lis 23 - 10 1.º Dezembro
Batalha AC 21 - 22 Oriental Lisboa 
 
Disputou-se a 5.ª jornada nesta Zona, e mais uma vez, tivemos um encontro com registo disciplinar. Após estes resultados, verifica-se que o equilíbrio entre algumas das equipas é no mínimo aparente, pois os resultados continuam a demonstrar isso mesmo. Embora se continue a verificar que existe uma equipa que até ao momento os únicos pontos positivos resultam de uma igualdade, o Batalha AC, mas que nesta jornada deu excelente réplica ao Oriental Lisboa, com perdeu pela diferença mínima, mas que chegou ao intervalo na frente do marcador por 11-10. Os alentejanos do NA Redondo, continuam a ser uma das agradáveis surpresas até ao momento, vencendo desta vez o CD Mafra na condição de visitados, e colocando-se a par da Juventude Lis e do 1.º Dezembro, na frente da classificação. Finalmente os alentejanos do Zona Azul, parecem começar a mostrar-se e obtiveram a sua segunda vitória consecutiva, indo a Sassoeiros vencer a equipa local, num jogo aparentemente controlado totalmente pela equipa alentejana, com a equipa do CF Sassoeiros juntamente como CD Mafra, a serem (na nossa opinião), até ao momento as grandes desilusões desta zona. Finalmente no único jogo onde se registaram ocorrências disciplinares, o 1.º Dezembro sofre a 1.ª derrota, diante a Juventude Lis em Leiria, num jogo que no mínimo apelidamos de esquisito, pois o resultado ao intervalo era uma igualdade a 7 golos, com a equipa de Queijas a concretizar apenas 3 golos no segundo tempo. 
 
 A classificação ficou assim estabelecida:1.º 1.º Dezembro, Juventude Lis e NA Redondo (13 pontos), 4.º Oriental Lisboa (11 pontos), 5.º Zona Azul (9 pontos), 6.º CF Sassoeiros (8 pontos), 7.º CD Mafra (7 pontos), 8.º Batalha AC (6 pontos). 
 
Zona 1 – 5.ª Jornada
Gondomar Cultural 32 - 32 ACD Monte
FC Infesta 25 - 25 CA Leça
Modicus 33 - 26 SC Espinho
AD Albicastrense 2833 Estarreja AC 
 
Tal como na zona 2, também nesta zona existe um jogo com relatório disciplinar. O anteriormente dito, continua até ver a ser uma verdade incontestável, ou seja de que uma equipa começa a destacar-se, embora tal como já referimos este “filme”, perdoem-nos a expressão já o vimos em épocas anteriores e depois terminaram “em nada”, estamos certamente a referir-nos á equipa, o Estarreja AC, que nesta jornada foi a Castelo Branco vencer a sempre difícil equipa do Albicastrense, (único encontro com registo de ocorrências disciplinares) que ao intervalo vencia por 17-13, e desta forma os homens da região de Aveiro, continuam a ser única equipa nas duas zonas sem derrotas. Destaca-se ainda nesta jornada as duas igualdades que se registaram, uma delas a verificada entre o FC Infesta e o CA Leça, proporcionou á equipa leceira a conquista dos primeiros pontos positivos, enquanto o FC Infesta continua a alternar os bons jogos com os menos bons. A outra igualdade foi obtida surpreendentemente pelo ACD Monte (2.ª igualdade na prova, até ao momento), em Gondomar, diante a equipa local que ao intervalo vencia por 15-13, no entanto a equipa do ACD Monte juntamente com o CA Leça, continuam a ser as únicas equipas na zona sem vitórias até ao momento. O SC Espinho, está a ser uma equipa de “altos e baixos” (na nossa opinião), pois tão depressa é uma agradável surpresa, como na jornada seguinte é derrotada de forma clara, desta feita por uma das equipas que poderá ser uma das agradáveis surpresas nesta zona o Modicus Sandim. 
 
A classificação ficou assim estabelecida: 1.º Estarreja AC (15 pontos), 2.ºModicus e Albicastrense (11 pontos), 4.º Gondomar Cultural, SC Espinho e FC Infesta (10 pontos), 7.º ACD Monte (7 pontos), 8.º CA Leça (6 pontos) 
 
O Noticias

Informação – 12.º Congresso Técnico Cientifico de Andebol

12.º CONGRESSO TÉCNICO CIENTIFICO DE ANDEBOL
"ANDEBOL – NOVAS ABORDAGENS PARA O FUTURO”
 
Vai realizar-se nos dias 27 e 28 de Junho de 2015, na Universidade Lusófona em Lisboa.
 
Serão, seguramente, dois dias substantivos em termos de análise de trabalhos de investigação, de discussão conceptual, de sugestões para a criação e implementação de novas metodologias de Treino, de Programas de Formação e de Intervenção.
 
Como habitualmente, a Federação de Andebol de Portugal propõe-se a apresentar um programa onde o Andebol será figura de cartaz, com principal incidência as novas abordagens para o futuro. Nesta XII edição, os conferencistas nacionais e internacionais demonstrarão os seus créditos, com uma abordagem muito pragmática.
 
Preletores já Confirmados: 

  • Luís Santos
  • Marco Guimarães
  • Rolando Freitas
  • Rui Garganta
  • Monique Tijsterman - Holanda
Objetivos: 

  • Discutir e debater os assuntos relacionados aos aspetos teóricos e metodológicos da modalidade e do desporto;
  • Proporcionar um espaço informal e de confiança para a potencialização do estimular a aprendizagem, troca de experiências e ferramentas entre os participantes através de workshops específicos;
  • Preparar os profissionais e estudantes interessados na aprendizagem dos métodos e técnicas mais atuais da metodologia e pedagogia;
  • Congregar o conhecimento de diferentes profissionais na Área do desporto na ampliação e preenchimento de lacunas do saber.
Destinatários: 

  • Treinadores
  • Estudantes da Área Desportiva
  • Professores de Educação Física
  • Atletas
  • Dirigentes
  • Quadros de Arbitragem
  • Público em geral
Nota Importante:
O Congresso, conta como crédito para feitos de formação continua, com:
- 2.2 U.C presenciais na Componente Específica para  os Grau 1, 2, 3 e 4

INSCRIÇÕES
As inscrições serão unicamente por via on-line, no Portal da Federação. 
É fundamental que preencha corretamente as informações solicitadas, nunca esquecendo de colocar o respectivo email. 
As inscrições só serão validas após o pagamento estar regularizado. Para aceder ao formulário de inscrição on-line AQUI.
(Fonte Portal FAP)

O Formador  

segunda-feira, 30 de março de 2015

Crónica de Fim-de-semana – 25 – 2014 / 2015 – II

Breve Crónica, dedicada á PO02. 
 
Continuamos a alertar que esta época face a uma alteração no regulamento da prova, as descidas de divisão serão consumadas no final da 1.ª fase da prova, ou seja a fase que se disputa atualmente, assumindo assim uma maior importância todos os jogos disputados. 
 
PO02 – Campeonato Nacional da 2.ª Divisão Seniores Masculinos.
 
Resultados
 
Zona Norte
20.ª Jornada
Dia 08-04-15
Boavista FC - Académico FC (22H00)
24.ª Jornada
AD Sanjoanense 26 - 26 Marítimo (Antecipado)
São Bernardo 35 - 30 Boavista FC
AC Fafe 33 - 28 São Mamede
Santana 22 - 34 Arsenal Devesa
FC Gaia 25 - 17 CCR Fermentões
AA Avanca 29 - 20 Académico FC
Dia 09-04-15
SP. Oleiros - FC Porto "B" (21H00)
 
Apurados para a Fase Final – AA Avanca, AC Fafe e Arsenal Devesa
Descem de Divisão - Santana
 
Mais uma jornada da 2.ª volta que corresponde á 11.ª da 1.ª volta desta Fase da Prova, continuando em atraso da 20.ª Jornada, continuamos a dizer apenas aquilo que nos é dado a constatar, e que: O jogo (Boavista FC / Académico FC) interrompido aos 24 minutos (indicação do Boletim de jogo), quando o resultado era favorável ao Boavista por 9-6, a única informação que é visível, é que o mesmo não está contabilizado na classificação da zona, e de resto, tem uma nova marcação no calendário (08-04-13). A jornada ficou incompleta por adiamento do jogo SP. Oleiros / FC Porto. Mas com os resultados que se verificaram, poderemos dizer de forma inequívoca, que a duas jornadas do fim desta Fase, já estão definidas as equipas apuradas nesta Zona para a Fase Final (AA Avanca, AC Fafe e Arsenal Devesa). No entanto em termos de descidas, além do Santana, que conforme já referimos, está completamente definida, o outro lugar, apenas será definido nas duas últimas jornadas e nos jogos em atraso, e envolve o Académico FC, o SP. Oleiros e o Boavista FC. Importa ainda referir que nos jogos disputados não se verificaram ocorrências disciplinares o que é sempre de registar.
 
Jornada que decorreu sem surpresas, com um dos jogos (AD Sanjoanense / Marítimo), jogado por antecipação e já comentado em crónica anterior. Um dos principais jogos da jornada disputou-se em São Bernardo onde a equipa local venceu o Boavista FC, pois apenas a vitória lhe interessava, caso se registasse algum deslize dos adversários á sua frente na classificação em especial o Arsenal Devesa, ainda poderia ter algumas (poucas) esperanças em discutir o apuramento para a Fase Final da Zona, ao intervalo a equipa local já vencia por 16-14, confirmando a sua vitória no segundo tempo. Leandro Rodrigues com 7 golos e Tiago Sousa com 6 golos foram os melhores marcadores do São Bernardo, enquanto João Domingues com 9 golos e Ricardo Soares com 7 golos foram os melhores marcadores da equipa do Bessa. Em Fafe o AC Fafe, defrontou a equipa do São Mamede, e apenas a vitória lhe interessava, pois com esta não só confirmavam em definitivo o seu apuramento para a Fase Final, como afastavam em definitivo, qualquer esperança que a equipa do São Mamede possuísse. A equipa local que já vencia ao intervalo por 17-11, para posteriormente “adormecer” sobre o resultado, e ao efetuar gestão do plantel, permitiu que os segundos 30 minutos fossem disputados com maior equilíbrio, embora nunca estivesse em causa a vitória da equipa minhota. César Gonçalves com 8 golos e Armando Pinto 7 golos foram os melhores marcadores do AC Fafe, enquanto por sua vez Gustavo Almeida com 13 golos, foi mais uma vez o melhor marcador da equipa e do jogo. Em Avanca a AA Avanca, não sentiu qualquer dificuldade em levar de vencida uma das equipas mais fracas da Zona (na nossa opinião), o Académico FC, e por números que demonstram a sua total superioridade no jogo, onde ao intervalo já venciam por 13-7, terminando com a confortável vantagem de 9 golos, com esta derrota a equipa do Lima, continua sendo a principal equipa a ter um desfecho menos feliz nesta Fase da prova a descida de divisão. Diogo Oliveira com 9 golos foi o melhor marca dor do encontro e da equipa local, enquanto, Vasco Silva com 7 golos foi o melhor marcador do Académico FC. Em Gaia disputou-se o único encontro em que foi retificado o resultado verificado na 1.ª volta com os locais a vencerem os minhotos do CCR Fermentões, por números que completamente inesperados, pois o intervalo foi atingido com os visitantes na frente do marcador por 11-10. Talvez o facto destas equipas já terem as suas classificações completamente definidas, tenha tido influência no comportamento competitivo de ambos os conjuntos neste encontro. De destacar os 9 golos de José Santos do FC Gaia, que foi o melhor marcador da equipa e do jogo. Por último o encontro que colocava frente a frente o último classificado da Zona, e já com a descida de divisão consumada, e os neo divisionários bracarenses do Arsenal Devesa, que jogavam neste encontro e em definitivo o acesso á fase Final da Prova, o que se veio a concretizar, com o Arsenal Devesa a vencer com toda a justiça na condição de visitante e pelo maior diferencial que se registou, que é demonstrativo da sua superioridade. Sendo o resultado ao intervalo já elucidativo da superioridade dos minhotos, quando registava 19-10 a seu favor. Bruno Soares no Santana com 6 golos foi o seu melhor marcador, enquanto no Arsenal Devesa uma completa gestão do plantel levou a que 12 jogadores marcassem golos, tendo o seu melhor marcador em João Costa com 5 golos. 
 
Após os jogos disputados a classificação é a seguinte: 1.º AA Avanca (67 pontos), 2.º AC Fafe (62 pontos), 3.º Arsenal Devesa (61 pontos), 4.º São Mamede e São Bernardo (55 pontos), 6.º Marítimo (51 pontos), 7.º FC Gaia (50 pontos), 8.º AD Sanjoanense (49 pontos), 9.º CCR Fermentões (42 pontos), 10.º FC Porto “B” (41 pontos, - 1 jogo), 11.º Boavista FC (38 pontos, -1 jogo), 12.º SP. Oleiros (36 pontos, - 1 jogo), 13.º Académico FC (33 pontos, - 1 jogo), 14.º Santana (24 Pontos).  
 
Zona Sul
24.ª Jornada
Boa Hora 22 - 22 Benfica "B"
Ílhavo 15 - 24 CDE Camões
Vela Tavira 21 - 25 GS Loures
Alto Moinho 29 - 29 Vitória FC
IFC Torrense 20 - 19 Almada AC
Samora Correia 30 - 29 CD Marienses
AC Sismaria 29 - 24 ADC Benavente 
 
Apurados para a Fase Final – Boa Hora
Descem de Divisão – Vela Tavira
 
Tal como na Zona Norte, mais uma jornada da 2.ª volta que corresponde á 11.ª da 1.ª volta desta Fase da Prova, foi disputada. Mas ao contrário da Zona Norte, não estão ainda definidas as equipas que farão companhia ao Boa Hora na Fase Final, pois os resultados verificados deixaram praticamente tudo, ou quase tudo na mesma, continuando a ter acesso á Fase Final (pelo menos teoricamente), o Benfica “B”, o CDE Camões, o AC Sismaria e o CD Marienses. Por exemplo o Benfica “B” no caso de igualdade pontual com o AC Sismaria, terá o desempate de ser feito pela diferença de golos entre todas as equipas. No que diz respeito á descidas e em presença dos resultados verificados, falta definir qual a equipa que fará companhia ao Vela Tavira, que será ou O Samora Correia ou o Almada AC, pois a o GS Loures com a vitória obtida já garantiu um lugar na 2.ª Divisão na próxima época. Importa ainda referir que nos jogos disputados verificaram-se ocorrências disciplinares em 2 jogos e temos uma grande novidade, pois em 1 dos jogos existe declaração de protesto. A duas jornadas do fim, se, se concretizar o protesto de jogo, vamos ter certamente o início da Fase Final atrasado. 
 
Nesta jornada em apenas dois encontros, foram confirmados os resultados verificados na 1.ª volta, um em Gândara, onde o Sismaria venceu os ribatejanos do ADC Benavente, equipa já afastada da discussão pelos lugares de apuramento para a Fase Final, e venceu num encontro de grande equilíbrio no primeiro tempo, conforme o demonstra o resultado ao intervalo de 14-13 a favor da equipa do Sismaria, para esta equipa só dilatar a vantagem no segundo tempo. Luís Portela com 8 golos, e mais uma vez Frederico Malhão com 7 golos, foram os marcadores de serviço do Sismaria, João Raquel com 6 golos foi mais uma vez também o melhor marcador do ADC Benavente. O outro encontro onde o resultado da 1.ª volta foi confirmado, disputou-se na Torre da Marinha, onde o IFC Torrense recebeu o Almada AC, e venceu pela diferença mínima, num jogo disputado sempre com grande equilíbrio, embora ao intervalo a equipa visitada estivesse na frente do marcador por 2 golos (10-8), co esta derrota os Almadenses conforme já foi dito, ficam dependentes dos resultados das duas últimas jornadas (este foi um dos encontros com ocorrências disciplinares). Tiago Gil com 6 golos foi o melhor marcador do IFC Torrense, enquanto o melhor marcador do Almada foi João Mimoso com apenas 5 golos. No encontro onde na nossa opinião se verificou a grande surpresa da jornada os ribatejanos do Samora Correia, venceram pela diferença mínima o CD Marienses (Este foi outro dos encontros, onde se registaram ocorrências disciplinares, e onde se verificou o protesto de jogo). Este resultado foi dos que foi retificado em relação ao verificado na 1.ª volta. Embora a equipa visitada estivesse na frente do marcador ao intervalo por 19-13, teve de “suportar” uma magnifica reação dos insulares, no segundo período de jogo. Segundo as informações chegadas, este foi um jogo disputado como se costuma dizer “com mosquitos por cordas”, pois parece que de tudo houve desde tentativas de agressão a um dos árbitros, até ao funcionamento da mesa durantes a contabilização dos tempos de exclusão. Marcos Segundo com 10 golos foi mais uma vez o melhor marcador da sua equipa, e desta vez do jogo, bem acompanhado por António Cortez com 7 golos, por sua vez Igor Stojanovic com 6 golos foi novamente o melhor marcador da equipa insular. Em Tavira jogou-se o Vela Tavira / GS Loures, que terminou com a vitória da equipa do GS Loures, que desta forma afastou-se em definitivo da zona de descida de divisão. A jornada, comportou ainda dois jogos onde se registaram empates, no Alto Moinho que recebeu o Vitória FC, que só muito tarde começou a apresentar argumentos, e tem vindo em crescendo de forma e competitividade, obteve uma excelente igualdade, num jogo algo esquisito, pois ao intervalo a equipa visitante vencia por 18-11, resultado que aparentemente poderia trazer alguma tranquilidade á equipa, mas que pelos visos teve efeitos adversos, pois foi exatamente este resultado que se verificou no segundo tempo mas agora favorável aos visitados. João Silva com 8 golos e Bruno Nunes com 6 golos foram os melhores marcadores do Alto Moinho, André Fonseca e Henley Chocolate, ambos com 6 golos cada foram os melhores marcadores do Vitória FC. A outra igualdade verificou-se no Boa Hora / Benfica “B”, num encontro onde a equipa do Boa Hora (única equipa já com o apuramento garantido a 100%, para a Fase Final), fez um jogo sem muita assertividade, que não foi devidamente aproveitada pelo Benfica “B”, que se têm vencido tinha assegurado igualmente o seu apuramento. Ao intervalo a equipa encarnada estava na frente do marcador por 11-10, mas o Boa Hora reagiu, provocando o equilíbrio necessário de forma a que não saísse derrotado do encontro. António Cabaço 6 golos foi mais uma vez o melhor marcador do Boa Hora, enquanto Davide Carvalho e Leone Almeida com 6 golos cada foram os melhores marcadores do Benfica “B”. Por último falamos do jogo Ílhavo / CD Camões, que os lisboetas, a quem em tempos apelidamos de equipa irregular, foi vencer de uma forma clara, não deixando dúvidas das suas pretensões, a um possível apuramento para a Fase Final. Foi um encontro sem grandes referências individuais nem em termos de marcadores, com o resultado ao intervalo a ser já favorável á equipa lisboeta por 12-9, sendo no entanto de destacar que na equipa do CDE Camões com 10 jogadores marcaram golos. 
 
Após esta jornada a classificação é a seguinte: 1.º Boa Hora (65 pontos), 2.º Benfica (61 pontos), 3.º CDE Camões (59 Pontos), 4.º AC Sismaria (57 pontos), 5.º CD Marienses (56 pontos), 6.º ADC Benavente (52 pontos), 7.º Vitória FC (48 pontos), 8.º IFC Torrense e Ílhavo (44 pontos), 10.º Alto Moinho (43 pontos), 11.º GS Loures (40 pontos), 12.º Almada AC (38 pontos), 13.º Samora Correia (35 pontos), 14.º Vela Tavira (30 pontos). 
 
Terminamos com uma chamada de atenção para os jogos decisivos que se vão realizar nas duas últimas jornadas, em qualquer das zonas, e que poderão forte influência, quer nos apuramentos, quer nas descidas de divisão e que deverá merecer uma especial atenção por parte e quem nomeia as duplas de arbitragem. 
 
O Banhadas Andebol

Campeonato do Mundo Dinamarca 2015 – Femininos – IX

QUALIFICAÇÃO ASIÁTICA
 
Terminaram os jogos de qualificação da Ásia para o Mundial de 2015 que se disputará na Dinamarca de 5 a 20 de Dezembro de 2015.
 
Já estão Apurados

BrasilCampeã do Mundo em Titulo
Dinamarca – Pais Organizador
O Campeão Europeu – Noruega
África Tunísia, Rep. Democrática do Congo e Angola
 
Ásia – Coreia, Japão e China
O 4.º Classificado neste Continente (Cazaquistão), irá disputar com a Argélia, o melhor não qualificado dos Pan-Americanos e da Oceânia, um torneio de qualificação, mais uma vaga para o Mundial de 2015 na Dinamarca. De referir que nesta prova, se verificaram resultados, que poderemos considerar “fantásticos”, para não dizer “escandalosos”, como por exemplo:
 
Cazaquistão 68 – 05 Indonésia
Coreia 60 – 11 Irão.
 
Estes jogos foram disputados durante o 15.º Campeonato Asiático, que se realizou na Indonésia de 14 a 23-03-15.
 
Recordamos que os jogos do Play OFF Europeu serão disputados em 06/07-06-15 e 13/14-06-15 (Não são permitidos os dois jogos no mesmo País).
 
O Noticias

domingo, 29 de março de 2015

PO20 - Taça de Portugal Seniores Masculinos 2014 / 2015 – XIV - Final Four

Terminou a Taça de Portugal (1/2 Finais), na Cidade de Loulé (CIDADE EUROPEIA DO DESPORTO 2015). Lamenta-se que esta época, ao contrário do que foi feito na época passada o sítio da Federação, não tenha disponibilizado as estatísticas dos jogos. 
 
PO20 – Taça de Portugal Seniores Masculinos
ABC VENCE TAÇA DE PORTUGAL MASCULINA

Final - Resultados
 
ABC 25 – 24 FC Porto
 
Realizou-se hoje (29-03-15), o jogo da Final da Taça de Portugal Seniores Masculina. Que foi realizada em simultâneo com a Taça de Portugal Feminina dando desta forma cumprimento a uma decisão da FAP, que se iniciou na época passada, o que se saúda.
 
Uma nota especial (que se saúda) para a transmissão dos jogos pela Andebol TV ( projeto que começa a dar os desejados frutos) e Bola TV. 
 
Em mais um jogo disputado com o Pavilhão, a registar uma excelente moldura humana, provando-se mais uma vez, que quando existe perspetivas de espetáculo e de bom andebol, existem adeptos, apenas a modalidade tem de lhe retribuir com bons jogos. O jogo da final, foi um encontro de emoções, por vezes muito bem jogado, com os praticantes a darem o seu máximo, e onde (na nossa opinião), imperou o desportivismos, e quando assim temos de dirigir os parabéns às equipas. O ABC, finalista derrotada na época passada, iniciou o jogo da melhor maneira com um sistema defensivo bastante agressivo, que criou grandes dificuldades de finalização ao ataque portista, que não encontrava soluções, e no ataque planeado, apesar da estrutura física que o FC Porto, apresenta em especial no seu “quarteto” central, obriga a que os adversários tenham de jogar com outra versatilidade e procurem soluções, bem mais inteligentes, e nesse especto o ABC teve em Pedro Seabra Marques (2 golos), o central que precisava, aplicando a inteligência no jogo. De tal forma o ABC conduziu o seu jogo que cerca dos 24 minutos de jogo tinha uma vantagem no marcador de 5 golos (maior vantagem registada, para qualquer das equipas durante os 60 minutos), quando o marcador se situava em 12-7, no entanto o FC Porto nunca se deu por vencido e o intervalo chega com o marcador em 13-10, a favor dos minhotos. De referir neste período duas figuras importantes, ambos os guarda-redes, pois tanto Humberto Gomes com Hugo Laurentino estiveram em especial e positiva evidência. Nos segundos 30 minutos, O FC Porto teve um reinício de jogo cheio de velocidade e rapidez de execução, em especial nos seus processos atacantes, levando a que o marcador registasse uma igualdade a 14 golos cerca dos 34 minutos, no entanto nova reação dos bracarenses que estavam a perder qualidades defensivas, regressando ao comando do marcador, e cerca dos 43 minutos voltam a estar na frente do marcador por um diferencial de 3 golos (20-17), com os técnicos iam fazendo os Time Out’s a preceito, e gerindo os planteis ao seu dispor, consoante as circunstâncias, ou seja em devido tempo e sem inventar, demonstrando que estávamos na presença de técnicos que sabem o que fazem, e que preparam devidamente as suas equipas, consoante os jogos que vão disputar, por isso os nossos parabéns a ambos. O FC Porto, fazendo uso das suas principais “armas” e de um Yoel Morales (3 golos), que foi decisivo neste período de jogo, faz um parcial de 3-0 e coloca novamente o marcador numa igualdade, agora a 20 golos, para de seguida passar para a frente do marcador pela primeira vez aos 21-20, quando estavam decorridos cerca de 52 minutos, daqui até ao fim do jogo assistiu-se a uma constante alternância no marcador com as duas equipas a terem uma entrega total ao jogo, e com os guarda-redes a serem decisivos no resultado final, como por exemplo Humberto Gomes, cerca dos 57 minutos, e finalmente a evitar o prolongamento ao defender um livre de 7 metros, marcado por Hugo Santos (2 golos) aos 60 minutos, Por sua vez Hugo Laurentino aos 58 minutos e 30 segundos, com duas extraordinárias intervenções evitou que o ABC passasse para o comando do marcador, registava-se no momento uma igualdade a 24 golos. No último minuto de jogo verificaram-se dois Time-OUT’s um para cada equipa, o primeiro deu origem a que David Tavares, marcasse 0 25.º golo do ABC a cerca de 15 segundos do fim do tempo regulamentar., Para o FC Porto a 7 segundos do fim solicitar ele um Time-OUT, e jogando sem guarda-redes numa tentativa de pelo menos levar o jogo para prolongamento, o que não conseguiu. João Paulo Pinto com 5 golos foi o melhor marcador numa equipa onde os marcadores tão muito distribuídos, enquanto no FC Porto Ricardo Moreira com 6 golos foi o seu melhor marcador, e com os outros golos a serem igualmente bastante distribuídos pelo plantel. É uma pena este jogo ter terminado com o registo de ocorrências disciplinares. O encontro foi dirigido pela dupla de Braga constituída por Alberto Alves e Jorge Fernandes, que na nossa opinião, face á dificuldade do jogo, e a algum protagonismo da mesa, produziram um trabalho de grande positivismo, e tiveram uma postura corajosa que foi muitas vezes decisiva. O aspeto menos positivo na nossa opinião, foi na aplicação do sinal de Jogo Passivo. Bem no critério de 7 metros e na Falta do Atacante
 
Não podemos terminar esta crónica sem falar nos delegados ao jogo, primiro lamentamos de todos os delegados aos jogos apenas um (Francisco Ferreira), não estivesse ligações diretas ao CA da Federação, o que nos leva a perguntar e os outros para que servem? Depois não se compreende a autentica rabula, no final da primeira parte com entra ou não entra de um jogador para executar um livre, com o tempo de jogo terminado? Por aquilo que nos foi dado assistir, um delegado sabia as regras ou ouro nem por isso. Sobre as outras situações não nos pronunciaremos pois só estando em cima da mesa poderíamos dar uma opinião válida. 
 
O ABC ao vencer a Taça de Portugal, está imediatamente apurado para a Challenge CUP. Podendo a situação sofrer alteração consoante a sua classificação final no Campeonato Nacional.
 
O Noticias

PO23 - Taças de Portugal Seniores Feminina 2014 / 2015 – XIV - Final Four

Terminou a Final Four da Taça de Portugal Feminina (1/2 Finais), na Cidade de Loulé (CIDADE EUROPEIA DO DESPORTO 2015). Mais uma vez se lamenta, que esta época, ao contrário do que foi feito na época passada o sítio da Federação, não tenha disponibilizado as estatísticas dos jogos. 
 
PO23 – Taça de Portugal Seniores Femininos
MADEIRA SAD VENCE TAÇA DE PORTUGAL FEMININA
17.ª CONSECUTIVA 
Realizou-se hoje (29-03-15), o jogo da Final da Taça de Portugal Seniores Femininos. Dando desta forma cumprimento a uma decisão da FAP, que se iniciou na época passada, de realizar em simultâneo e no mesmo local da Masculina a final desta prova o que se saúda.
 
Uma nota especial (que se saúda) para a transmissão dos jogos pela Andebol TV (projeto que começa a dar os desejados frutos) e Bola TV. 
 
Resultado

Final
Madeira SAD 33 – 18 JAC-Alcanena
 
Foi uma final disputada entre a equipa que detinha 16 conquistas consecutivas da prova, e uma das equipas que mais se tem distinguido no andebol feminino nos últimos anos o JAC-Alcanena, que marcava a sua primeira presença numa final da Taça de Portugal. Encontro disputado num pavilhão, que se encontrava com uma excelente moldura humana para o feminino, e onde se destacava a excelente animação que a claque do Alcanena proporcionava, criando um bom ambiente dentro do Pavilhão. Em termos competitivos, foi notória a diferença existente entre as duas equipas, com as jovens de Alcanena, a darem mostras de excessivo nervosismo, e onde mais uma vez era notória a ausência de Patrícia Rodrigues, enquanto o Madeira SAD, utilizando das mais experientes jogadoras do Andebol, feminino, foi criando a diferença, no marcador, utilizando uma agressividade positiva, que lhe porcionária diversas interceções, e lançamentos de contra ataque, com total aproveitamento da ineficácia e porque ingenuidade tanto defensiva como atacante do JAC, que se apresentou demasiado “nervosa” e ansiosa, cometendo erros atrás de erros, que foram sempre bem aproveitados pela experiente Madeira SAD. Atingindo o Intervalo a equipa Insular a vencer por 14-7, de referir, a prestação da 1.ª Linha das madeirenses Erica Tavares (10 golos e melhor marcadora da equipa), e a forma como jogo decorreu pois aos 15 minutos o JAC apenas tinha obtido 2 golos (9-2 a favor do Madeira SAD), que é mais madura e utiliza bastas vezes as suas pontas e em especial os 6 metros, no processo atacante, o JAC, aproveita a sua juventude, ficou com a sua 1.ª linha manietada pois Neuza Valente (6 golos), esteve “ausente” do jogo, não tendo qualquer rentabilidade nas suas pontas, e isso foi um dos factos relevantes no jogo de hoje, onde para culminar esteve na baliza do Madeira SAD, uma jovem de nome Catarina Oliveira que realizou uma boa exibição sendo bem acompanhada no JAC por Diana Roque. Deveremos referir ainda a prestação da “veterana” Renata Tavares (4 golos) e de Claudia Aguiar (7 golos), e em especial na Márcia Abreu (2 golos), que dirigiu e orientou toda a equipa no ataque, na equipa madeirense, nunca esquecendo o bom segundo tempo de Rita Alves (6 golos), em especial nos segundos 30 minutos. O Jogo terminou com um justo vencedor num encontro sem casos. Dirigiu a final a dupla da “casa” os algarvios Gonçalo Santos e Luís Cardoso, que na nossa opinião produziram um trabalho bastante positivo, em especial nos livres de 7 metros e na sanção disciplinar, onde estiveram especialmente coerentes.
 
O Noticias

Crónica de Fim-de-semana – 30 – 2014 / 2015 – I

Esta crónica relativa à PO01 e dedicada apenas ao jogo do Grupo “B”, que estava em atraso (1.ª Jornada), e que realizou este fim-de-semana, acertando-se o calendário. 
 
PO01 – Campeonato Nacional da 1.ª Divisão Seniores Masculinos. 
 
1.ª Jornada
Ismai 22 – 22 Xico Andebol 

Permanência na 1.ª Divisão - Belenenses

No jogo que disputou e acertou o calendário deste grupo, onde conforme já por diversa veze afirmámos se decide na prática quem desce de divisão. O Ismai / Xico Andebol, foi um encontro de grande equilíbrio que terminou numa igualdade. A 22 golos, de lamentar que a notícia feita no próprio site da Federação contrarie o que está no seu boletim de jogo e atribua a vitória ao Xico Andebol por 22-21, que é o resultado que se encontra na estatística, mas que não conta para qualquer classificação pois não é Oficial, este erro não é admissível numa local da entidade que superentende as provas. (nota no momento da publicação deste texto a informação contida no site da Federação já está alterada e corrigida). De registar que é a segunda igualdade que o Xico Andebol, obtém em dois jogos seguidos. Disputado, sem registo de ocorrências disciplinares, facto que deve na nossa opinião ser sempre salientado. O Golo de diferença é um golo não registado na estatística a Sérgio Martins, ainda no primeiro tempo que no boletim de jogo dá o resultado de 11-10 a favor do Xico Andebol, enquanto na estatística dá 11-9 a favor do Xico Andebol. A equipa de Guimarães comandou o jogo várias vezes, chegando a ter uma vantagem de 4 golos aos 33 minutos de jogo, com a equipa maiata a recuperar e a partir dos 45 minutos de jogo, entrou-se numa toada de total equilíbrio no marcador e onde as igualdades foram várias. Miguel Sarmento no Ismai com 7 golos (78% de eficácia) foi o melhor marcador da equipa, mas teve no jovem guarda-redes David Sousa a sua grande figura com 40% de eficácia. No Xico Andebol o jovem João Santos com 8 golos, mas apenas 53% de eficácia foi o melhor marcador da equipa e do jogo. Com este resultado a equipa maiata, ainda está em zona de perigo de descida de divisão. 
 
Classificação completa após duas jornadas: 1.º Belenenses (26 pontos), 2.º Ismai (22 pontos), 3.º Xico Andebol (17 pontos), 4.º GC Santo Tirso (16 pontos). 
 
O Banhadas Andebol

sábado, 28 de março de 2015

PO20 - Taça de Portugal Seniores Masculinos 2014 / 2015 – XIII - Final Four

Iniciou-se a disputa da Final Four da Taça de Portugal (1/2 Finais), na Cidade de Loulé (CIDADE EUROPEIA DO DESPORTO 2015). Lamenta-se que esta época, ao contrário do que foi feito na época passada o sítio da Federação, não tenha disponibilizado as estatísticas dos jogos. 
 
PO20 – Taça de Portugal Seniores Masculinos
Resultados - 1/2 Final
ABC 33 – 30 Sporting
Benfica 27 – 28 FC Porto
Final
Dia 29-03-15
ABC – FC Porto (17H00) Andebol TV e Bola TV
 
A primeira 1/2 Final, disputada pelo Sporting / ABC, precisamente os finalistas da época anterior, foi um jogo onde uma das equipas fez uma total gestão do seu plantel, jogando como equipa, o ABC, enquanto a outra o Sporting, apresentou-se com um grau de ansiedade elevado e que normalmente é prejudicial a qualquer equipa, o seu plantel, não lhe permite uma gestão tão assertiva, e foi derrotado por uma equipa que fez um excelente jogo, tanto defensivamente como em contra ataque e ataque planeado. Foi um encontro onde o ABC estabeleceu uma excelente ligação entre a 1.ª linha e a 2.ª linha, comandando praticamente o marcado durante os 60 minutos, sendo exceções apenas as situações de igualdade no marcado, como a registada aos 14 golos, o Sporting, nunca este na frente do marcador, tendo as diferenças, favoráveis ao ABC variado normalmente entre os 2 / 3 golos, chegando no entanto aos 5 golos de vantagem, quando estavam decorridos cerca de 51 minutos (29-24) e novamente aos 55 minutos (31-26). O Sporting, teve João Antunes com desqualificação aos 33 minutos de jogo por acumulação de exclusões, e teve precipitado no ataque planeado, ao contrário do ABC. No ABC conforme já dissemos, não se registaram grandes diferenças nos marcadores, com 12 atletas a marcar (Puro indicativo da gestão do plantel), com David Tavares a ser o seu melhor marcador com 6 golos, seguido de João Paulo Pinto com 5 golos, mas seria injusto não referir Humberto Gomes na baliza e Pedro Seabra Marque que estiveram muito bem. No Sporting, Ricardo Candeias, apenas deu um ar da sua “graça” no início do segundo tempo, enquanto o cubano Frankis Carol (6 golos), foi na nossa opinião o melhor jogador da equipa (por momentos, a equipa parece que desaparece), enquanto Pedro Portela com 8 golos foi o melhor e mais produtivo jogador da equipa, Fábio Magalhães, esteve como de costume perdulário e Pedro Spínola, não se encontra na sua forma ideal, o mesmo se aplica a Pedro Solha, que têm estado limitado. Excelente jogo de Andebol, pela dinâmica introduzida, e foi a pena a desqualificação a Fábio Vidrago que deu origem a que existisse relatório disciplinar. Jogo disputado com uma boa moldura humana. Jogo dirigido pela dupla lisboeta Tiago Monteiro / António Trinca, que não tiveram um jogo fácil de dirigir, mas falharam em especial na Lei da Vantagem, e permitiram que existissem golos em plena violação da área de baliza
 
A outra meia-final foi um autêntico clássico do andebol português, um Benfica / FC Porto, que terminou com o FC Porto a vencer pela diferença mínima, com o golo da vitória a ser obtido no último segundo do tempo regulamentar por Gilberto Duarte (6 golos) com um remate dos 11 metros, que bateu Vicente Alamo. Foi um encontro com poucas alternâncias, pois existiu equilíbrio até cerca dos 20 minutos (igualdade a 10 golos), depois o FC Porto passou para a frente do marcador, posição que manteve até cerca dos 44 minutos, tendo o intervalo chegado com a vantagem da equipa portista por 3 golos (16-13), aos 44 minutos o Benfica iguala o marcador novamente a 22 golos, depois de ter estado em desvantagem por 5 golos (maior desvantagem que qualquer das equipas teve durante o encontro), cerca dos 35 minutos. Os 15 minutos finais foram jogados com total equilíbrio, no marcador e no jogo de ambas as equipas, com o FC Porto a tentar a maioria das soluções pelo centro da defesa encarnada e a cair por diversas vezes em jogo passivo. Por sua vez o Benfica executava ataques, demasiado curtos. Finalmente, teremos de dizer que foi um excelente jogo de andebol, onde emergiram diversas figuras, como Hugo Laurentino na baliza do FC Porto, onde esteve ao seu melhor nível, João Ferraz que finalmente produziu um jogo com o nível a que nos habitou sendo com os seus 6 golos a par de Gilberto Duarte o melhor marcador da sua equipa, uma referencia para o ponta Hugo Santos que com uma boa prestação andebolística, obteve 5 golos, alguns de belo efeito. No Benfica, tivemos um Hugo Figueira muito bem, e António Areias (7 golos), teve uma eficácia total nos 7 metros e esteve muito bem durante todo o jogo, sendo o melhor marcador da sua equipa e do jogo, Carlos Carneiro está de volta, e com os seus 6 golos esteve muito bem, Elledy Semedo (4 golos), alternou os bons momentos, com a total precipitação no remate. O Time-OUT do FCP a 14 segundos do fim do jogo foi o momento decisivo para a equipa vencer o jogo, perante a passividade defensiva da equipa encarnada. Dirigiu o encontro a dupla bracarense composta por Alberto Alves e Jorge Fernandes, que produziram trabalho de boa qualidade e tiveram 60 minutos de grande equilíbrio, tal como o tinham feito na época passada onde estiveram na meia final entre o ABC e o Sporting
 
Com este apuramento o FC Porto, é um forte candidato á chamada “dobradinha”.
 
O Noticias

PO23 - Taças de Portugal Seniores Feminina 2014 / 2015 – XIII - Final Four

Iniciou-se a disputa da Final Four da Taça de Portugal Feminina (1/2 Finais), na Cidade de Loulé (CIDADE EUROPEIA DO DESPORTO 2015). Lamenta-se que esta época, ao contrário do que foi feito na época passada o sítio da Federação, não tenha disponibilizado as estatísticas dos jogos. 
 
PO23 – Taça de Portugal Seniores Femininos
Resultados - 1/2 Final
Madeira SAD 28 – 14 Maiastars
JAC-Alcanena 28 – 24 Santa Joana
Final
Dia 29-03-15
Madeira SAD – JAC-Alcanena (14H30) Andebol TV e Bola TV
 
Nos jogos da 1/2 Final, assistiu-se a um Madeira SAD / Maiastars, num pavilhão com pouco público, talvez devido a hora a que se iniciou o jogo, que consideramos imprópria para divulgação da modalidade. Foi um jogo onde a superioridade da equipa madeirense nunca esteve em dúvida, mas onde o principal facto na nossa opinião foi o número de falhas técnicas praticadas por ambas as equipas, pis desde maus passes, a más receções, a faltas de atacante de tudo existiu e excesso (na nossa opinião). O Madeira SAD, que utilizou, preferencialmente o contra ataque, suportado numa boa prestação da sua guarda-redes Catarina Oliveira, e na experiência de Renata Tavares (7 golos), e na eficácia de Anais Gouveia (7 golos) na execução dos livres de 7 metros e não só, sendo bem acompanhadas pela sua 1.ª Linha a jovem Erica Tavares (4 golos). O Maiastars, apresentou-se demasiado passivo em termos defensivos, e o seu ataque bastante precipitado, estando largos períodos de jogo sem concretizar como por exemplo, entre os 38 e os 51 minutos de jogo, sofrendo um parcial de 7-0. Na equipa maiata devemos destacar a jovem Diana Oliveira (5 golos), que juntamente com Maria Cerqueira (4 golos) foram as mais produtivas, e ainda (na nossa opinião) a sua guarda-redes Andreia Costa. O Resultado ao Intervalo já era um perfeito indicador do jogo que iriamos ter, e situava-se em 14-6 a favos do Madeira SAD, que chegou a desfrutar de uma vantagem de 15 golos (25-10, aos 48 minutos). Dirigiu o encontro a dupla lisboeta constituída por Nuno Gonçalo e Nuno Santos, que num jogo sem problemas, nunca os criaram e realizaram trabalho bastante positivo, e com um critério uniforme tanto na sanção progressiva como na marcação dos livres de 7 metros.
 
Na outra 1/2 Final, JAC-Alcanena / Santa Joana, presenciado por mais publico, mas longe do seria de esperar. Onde aparentemente se encontraram duas realidades diferentes, por um lado uma equipa da 1.ª Divisão e que se encontra apurada para o Play OFF e do outro lado, uma equipa que comanda a 2.ª Divisão (sem derrotas), mas os factos e jogo em campo disseram-nos outra coisa. Foi um jogo onde no primeiro tempo se assistiu a bom jogo de andebol, e de grande equilíbrio, com vantagens alternadas, tento terminado com o JAC a vencer pela diferença mínima (13-12), depois de o Santa Joana, ter tido uma vantagem de 3 golos (12-9, aos 25 minutos), notando-se desde logo a ausência de Patrícia Rodrigues no JAC, ficando este equipa muito dependente de Neuza Valente (11 golos) e do bom momento de Ana Rita Henriques (6 golos) e de Rita Alves (6 golos), enquanto o Santa Joana, se apresentou como verdadeira equipa, com uma excelente defesa, e com um ataque que demonstrou organização e paciência, servido por excelente central Ana Carvalho (3 golos) e por uma Diana Pereira (3 golos) em excelente momento de forma, mas a grande surpresa (na nossa opinião) nesta equipa foi a sua guarda-redes Lia Pinheiro, que esteve simplesmente impecável, neste período, sendo muito bem acompanhada no segundo tempo pela sua colega de equipa Ana Lopes. No segundo período de jogo o JAC, entrou melhor e aos 44 minutos vencia por um diferencial de 5 golos (21-16), no entanto o Santa Joana, após um oportuno Time-OUT do seu técnico, recupera mais uma vez e 23-20 aos 48 minutos e aos 53 está mais uma vez por diferencial somente de 3 golos (24-21), com a sua pivot Ana Capela (4 golos) a estar em bom plano, mas rapidamente o JAC, volta colocar o marcador numa confortável diferença que chegou a ser de 7 golos aos 57 minutos (28-21). Houve períodos neste segundo tempo onde se notou que a equipa do Santa Joana (na nossa opinião) quebrou fisicamente. De referir ainda a prestação de Ana Dias (5 golos), melhor marcadora do Santa Joana. Seriamos injustos senão referisse-mos a excelente prestação na baliza do JAC da Diana Roque, que foi um dos baluartes desta equipa, em sentido contrário, na nossa opinião mais uma vez, a jovem Mihaela Minciuna (2 golos), esteve muito inconstante e inconsistente. O Jogo dirigido pela dupla algravia constituída por Gonçalo Santos e Luís Cardoso, que não teve trabalho facilitado, mas que estiveram menos bem, em especial na Lei da Vantagem, e no critério disciplinar, embora o jogo não fosse fácil de dirigir. 
 
Assim temos uma final entre o atual Campeão detentor da Taça (Madeira SAD) e o JAC-Alcanena. Final que já tínhamos previsto em crónica relativa ao sorteio.
 
O Noticias

sexta-feira, 27 de março de 2015

Andebol de Praia 2015 – Campeonatos da Europa – I

CAMPEONATOS DA EUROPA ANDEBOL DE PRAIA
A EHF publicou no seu site em 19-03-15, uma notícia, onde confirmava os locais de realização dos Campeonatos da Europa, como informava das equipas participantes, bem como da constituição das séries para as diversas provas. Através desta notícia, ficamos a saber, de que Portugal participará, em Masculinos categoria de Jovens.
 
Infelizmente ao afirmar-mos, em notícia anterior que a Federação antecipadamente e bem tinha procedido á divulgação do Calendário Nacional, questionamos porque não foi divulgada esta noticia até ao momento. 
 
Campeonato da Europa de Seniores
 
Disputa-se de 30 de Junho a 5 de Julho em Loret del Mar (Espanha)
Ronda Preliminar

Masculinos (12 equipas)
Grupo “A” – Croácia, Espanha, Ucrânia, Polónia, Suécia e Alemanha.
Grupo “B” – Rússia, Sérvia, Hungria, Noruega, Suíça e Itália.

Femininos (14 equipas)
Grupo “A” – Hungria, Itália, Rússia, Suíça, Polónia, Sérvia e Alemanha.
Grupo “B” – Noruega, Ucrânia, Espanha, Croácia, Suécia, Montenegro e Holanda.

Campeonato da Europa de Jovens (Sub-19)

Disputa-se de 26 a 28 de Junho em Loret del Mar (Espanha)
Ronda Preliminar

Masculinos (9 equipas)
Grupo “A” – Hungria, Croácia, Turquia, Portugal e Geórgia.
Grupo “B” – Espanha, Rússia, Suíça e Roménia.

Calendário de Portugal nesta Fase.
Dia 26-06-15
Portugal – Geórgia (11H30)
Hungria – Portugal (13H45)
Croácia – Portugal (17H30)
Dia 27-06-15
Portugal – Turquia (13H00)

Femininos (9 equipas)
Grupo “A” – Hungria, Turquia, Croácia, Alemanha e Eslováquia.
Grupo “B” – Rússia, Espanha, Suíça e Roménia.
 
Calendário publicados no site da EHF.
 
O Noticias