gal vence

- Vamos encher os Pavilhões - mas com dignidade a Modalidade merece
Calendário e Resultados na Barra Direita

quinta-feira, 28 de fevereiro de 2013

Estrelas em Ascensão na Europa – EHF - I

Hoje na continuidade do anterior texto sobre as jovens Estrelas em Ascensão do Andebol em 2013 (The rising handball stars of 2013), publicados pela EHF, divulgamos os novos textos efetuadas por aquela entidade.
São mais alguns dos talentos emergentes no andebol jovem em toda a Europa, e que poderão a breve trecho criara impacto na cena internacional.
 
Textos Publicados (os nomes dos atletas contem os link’s para os artigos completos) 
 
 
Este Norueguês de origem Sueca, com 21 anos, representa actualmente o clube sueco do Sävehof , é um canhoto de forte remate que representa actualmente a Noruega na sua qualificação para o Euro de 2014. 
 
 
O Jovem Central de 23 anos, que representa o Chekhovskie Medvedie participa na Liga dos Campeões Europeus, fazendo ainda parte da equipa Russa presente no Euro 2012 na Sérvia e no Mundial de 2013 em Espanha.
 
 
O Lateral Esquerdo de 24 anos de idade que é uma das grandes esperanças da Alemanha, joga actualmente no clube alemão do HSG Wetzlar, fez a sua estreia na principal selecção da Alemanha, no Mundial de 2013 em Espanha, onde foi uma das suas principais figuras.
 
O Formador

Informação - Clubes - Diversa

JAC-ALCANENA
O Noticias

quarta-feira, 27 de fevereiro de 2013

Crónica de Fim de Semana – 01 – 2012 / 2013 - VI

Vamos iniciar uma nova colaboração, que se irá debruçar, sempre que possível sobre os nossos Juvenis Masculinos, em especial sobre a PO06. Esta é a sua primeira crónica.
 
PO06 – Campeonato Nacional da 1.ª Divisão Juvenis Masculinos.
1.ª Fase
 
Á porta das 3 últimas jornadas deste campeonato, gostaria de partilhar convosco a minha opinião pelo decorrer desta prova, em cada série e as minhas previsões.
 
Zona 1
ABC "A" praticamente apurado, confirma que mais uma vez é candidato ao título, estando a fazer uma época muito regular e com atletas a jogarem com alguma regularidade no escalão de juniores. Já para acompanhar os de Braga, está confuso, para já com vantagem para o ISMAI, mas com um jogo a mais que o Águas Santas e com estes a receberem na última jornada os vizinhos do ISMAI, perspectivando-se um dérbi bem interessante de se assistir. Fermentões poderá também entrar nesta corrida, mas no seu caso, as possibilidades são mais difíceis. Esta Zona 1 é, sem dúvida alguma, a Zona mais competitiva das 4 existentes. Fafe e GS Tirso lutam para não descerem, mas parece-me que dificilmente não serão os Tirsenses a descer, fazendo bem falta os pontos daquela falta de comparência da 7ª jornada em Infesta.
 
Zona 2
Carvalhos e Porto andaram a passear nesta primeira fase, numa Zona bastante desequilibrada, onde apenas Penedono e Tarouca fizeram umas coisas giras, tendo os dois melhores marcadores da prova. Aqui, se não houver surpresas o Carvalhos será 1.º classificado e o Porto o 2.º. Por isso, os Portistas devem jogar o “Play-Off” com o ABC, em dois jogos que prometem bastante. Lá em baixo Salgueiros e Moimenta discutem quem dos dois descerá. O Moimenta/Salgueiros da penúltima jornada deverá esclarecer essa dúvida.
 
Zona 3
Aqui, parece que Sismaria e S. Bernardo deverão ser os apurados, no entanto existem uns jogos bem interessantes, que devemos ter em atenção. Já neste sábado, o Estarreja/Sismaria, na jornada seguinte o Sismaria/S. Bernardo, depois o jogo em atraso, S. Bernardo/Estarreja, e na última jornada o Sismaria vai a Benavente, onde o S. Bernardo teve a única derrota até agora. Sendo uma caixinha de surpresas, eu aposto no final com o S. Bernardo em 1.º e Sismaria em 2.º. Para descer, parece-me que o Salvaterra de Magos não terá hipóteses de fugir a isso. Esta série, porventura, será a mais fraca das 4.
 
Zona4
Sporting praticamente apurado e em primeiro lugar. Depois, Lagoa e Benfica discutem o 2.º lugar, claramente na mão dos algarvios, até porque no próximo sábado existe um Lagoa/Benfica que poderá definir desde logo o apuramento em caso de vitória do Lagoa, se for os encarnados a vencerem, terão ainda uma deslocação bem difícil a Belém na última jornada, o que convenhamos, não é o melhor final de campeonato para o Benfica que no meio desses dois jogos ainda recebe o Vela de Tavira, equipa que também poderá criar algumas dificuldades. Assim sendo, aposto num 1.º para o Sporting que irá jogar os “Play-Off” com a Sismaria e num 2.º para o Lagoa que irá defrontar o S. Bernardo. O Almada joga este fim de semana em casa do líder, e em caso de derrota desce automaticamente de divisão.
 
É a minha opinião, mas com certeza que se pode abrir aqui um fórum e todos deixarem a sua opinião e falarem dos variadíssimos aspectos que estão contidos nesta competição.
 
Afonso Henriques

Informação - Clubes - Diversa

XICO ANDEBOL
MODICUS
O Noticias

terça-feira, 26 de fevereiro de 2013

Crónica de Fim de Semana – 18 – 2012 / 2013 - III

Breve crónica de fim de semana dedicada à PO04, assinalando-se o regresso à disputa das duas zonas.
 
PO04 – Campeonato Nacional da 1.ª Divisão Juniores Masculinos
Zona Norte
19.ª Jornada
Espinho 33 - 31 Boavista FC
Águas Santas 46 - 23 AD Sanjoanense
ABC 36 - 21 São Mamede
FC Gaia 25 - 28 Xico Andebol
Ismai 36 - 30 AC Fafe
Alavarium 18 - 27 FC Porto
Isento - São Bernardo
 
Jornada disputada sob o signo da confirmação de resultados, pois venceram os jogos exactamente as mesmas equipas que o tinham feito na primeira volta. No entanto o número de espectadores no Espinho / Boavista é no mínimo “ridículo” (20). Na nossa opinião. Apenas dois encontros equilibrados, precisamente o Espinho / Boavista, e o FC Gaia / Xico Andebol, o Águas Santas com o regresso de alguns dos principais atletas, venceu com grande facilidade uma das mais frágeis equipas da zona a Sanjoanense, o FC Porto venceu o último classificado da zona, igualmente com alguma facilidade. O ABC continua a “passear” a sua notória superioridade, vencendo igualmente com grande facilidade o São Mamede, que na nossa opinião tarda em regressar aos seus “tempos áureos” da modalidade. Na Maia no encontro da equipa local com o AC Fafe, registou-se um equilíbrio não esperado, com o resultado ao fim dos primeiros 30 minutos, a encontrar-se numa igualdade a 16 golos, destacando-se neste encontro o Alexandre Relvas com os seus 13 golos. Com estes resultados começa a diminuir o número de equipas que discutem os 2.º e 3.º lugar da zona e que dão acesso ao apuramento para a Fase Final. Após esta jornada a classificação ficou assim ordenada: - 1.º ABC sem derrotas (53 pontos), 2.º Ismai (46 pontos), 3.º FC Porto (45 pontos), 4.º São Bernardo (41 pontos – 1 jogo), 5.º Xico Andebol e Águas Santas (40 pontos – 1 jogo), 7.º FC Gaia (36 pontos), 8.º AC Fafe (34 pontos – 1 jogo), no último lugar continua o Alavarium (20 pontos).
 
Zona Sul
13.ª Jornada
Alto Moinho 28 - 23 Passos Manuel
Juventude Lis 28 - 22 Benavente
Sporting 24 - 24 Benfica
Ginásio Sul 24 - 41 Belenenses
GS Loures 30 - 28 Paço 
 
Numa jornada onde sobressaia o Sporting / Benfica, todos os jogos foram disputados em verdadeiro ambiente de “família”, inclusive o dérbi lisboeta, que registou o número máximo de espectadores na jornada nesta zona (100). Salienta-se ainda o facto de apenas dois clubes terem rectificados os resultados verificados na primeira volta, o Alto Moinho, que venceu o Passos Manuel, num encontro onde a sua superioridade nunca esteve em duvida, confirmando assim a sua subida de rendimento, e o GS Loures que venceu o Paço Arcos, num encontro de grande equilíbrio, registando-se ao intervalo uma igualdade a 18 golos, e onde sobressaíram dois atletas, ambos do Paço Arcos, Gonçalo Sousa com 11 golos e W. Neves com 10 golos mas que foram insuficientes para a sua equipa averbar um resultado positivo. O Belenenses apesar de apenas se apresentar com 11 jogadores, confirmou a sua total superioridade, vencendo com o resultado mais dilatado da jornada, dando mais uma vez razão aqueles que afirmam a grande falta de competitividade que se regista nesta prova. Por fim no encontro que poderia ter alguma influência na definição do 1.º Classificado na zona, o Sporting, atenuou o resultado verificado na primeira volta, empatando desta vez, embora no final dos primeiros 30 minutos estivesse a vencer por 14-11. As duas equipas apresentaram-se com todos os seus “pesos pesados”, valorizando desta forma o encontro. De referir que o Benfica registou a primeira perda de pontos nesta prova, mantendo-se no entanto como a única equipa nesta zona, sem derrotas. A classificação ficou assim ordenada: - Benfica (38 Pontos), 2.º Sporting (36 pontos), 3.º Belenenses (33 pontos), 4.º Alto Moinho (29 pontos), Juventude Lis e Passos Manuel (27 Pontos), na cauda continua a estar o Ginásio Sul (16 Pontos).
 
O Noticias

Liga dos Campeões – Masculina – 2012 / 2013 - I

Realizou-se hoje o sorteio dos 1/8 Final da Liga dos Campeões Europeus.
O Sorteio foi realizado sem restrições, nomeadamente o evitar que duas equipas de um mesmo País se defrontassem, como poderia ser o caso do Barcelona / Ademar (Espanha) e do Veszprem / Pick szeged (Hungria). 
 
Resultado do Sorteio
 
Celje Pivovarna Laško (Eslovénia) - HSV Hamburg (Alemanha)
Reale Ademar León (Espanha) - MKB Veszprém KC (Hungria)
Pick Szeged (Hungria) - Vive Targi Kielce (Polonies)
Bjerringbro-Silkeborg (Dinamarca) - FC Barcelona Intersport (Espanha)
Gorenje Velenje (Eslovenia) - SG Flensburg-Handewitt (Alemanha)
Chekhovski Medvedi (Russia) - THW Kiel (Alemanha)
Dinamo Minsk (Bielorrússia) - Metalurg Skopje (Macedónia)
Atlético Madrid (Espanha) - Füchse Berlin (Alemanha)
 
Verificam-se algumas curiosidades, nestes confrontos, onde se encontram antigos vencedores da prova. Com o Barcelona / Bjerringbro-Silkeborg, onde o camponíssimo Barcelona vai defrontar uma equipa Dinamarquesa que chega pela primeira vez aos 1/8 Final da prova, o Atlético Madrid , já vencedor por 3 vezes da prova, defronta os alemães do  Füchse Berlin, Campeão de 2003 /2004 o  Celje Pivovarna Laško irá defrontar os alemães do  HSV Hamburg. Terminando com o actual campeão o THW Kiel a defrontar os russos do Chekhovski Medvedi, talvez num dos mais interessantes confrontos destes 1/8 Final.
(fonte EHF)
 
A 1.ª Mão será disputada de 13 a 17 de Março de 2013
A 2.ª Mão será disputada de 20 a 24 de Março de 2013 
 
O Noticias

segunda-feira, 25 de fevereiro de 2013

PO01 – Campeonato Nacional da 1.ª Divisão Seniores Masculinos – 2012 / 2013 - 2.ª Fase – Sorteio

Realizou-se hoje o sorteio da Fase Final Grupo “A”, (Grupo que define o Campeão e alguns dos apuramentos para as provas Europeias), e do Grupo “B”, que na prática vai definir as descidas de divisão. Sorteio seja realizado sem a total definição da classificação na 1.ª Fase
 
Os sorteios foram realizados no auditória do Comité Olímpico Português em Lisboa. 
 
Registaram-se algumas alterações no calendário da prova, e que foi transcrita através do CO n.º 66, de onde se salienta a antecipação do início da prova para o dia 09-03-13
 
Com acompanhamento em Liveticker, não houve FAP TV, mas sem prévio anúncio é pena.
 
Apenas se poderá indicar as equipas participantes, pois os pontos a transitar estão sempre dependentes dos resultados a verificarem-se na última jornada que apenas será disputada em 02-03-13.
 
Resultado do Sorteio
Grupo “A”
Participantes - FC Porto, Benfica, Sporting, Águas Santas, ABC e Madeira SAD / SC Horta.
Sistema de disputa – TXT a duas voltas

Provavelmente iremos ter alguma emoção na prova com indecisão quanto ao futuro Campeão Nacional. Pois o sorteio ditou que os encontros entre os principais candidatos apenas se verifiquem, na 4.ª Jornada (Benfica / FC Porto) e na 9.ª (FC Porto / Benfica).
Apura o Campeão Nacional, que vai disputar a Liga dos Campeões, o 2.º Classificado vai disputar a Taça da Europa e o 3.º vai disputar a Taça Challenge. 
 
Grupo “B”
Participantes – Madeira SAD / SC Horta, Belenenses, Xico Andebol, AA Avanca. AC Fafe e Camões.
Sistema de disputa – TXT a duas voltas
 
Os dois últimos Classificados descem à 2.ª Divisão Nacional.
 
A Fase de Grupos tem o seu início em 09-03-13, e terminará em 25-05-13.
 
O Noticias

Crónica de Fim de Semana No Feminino – 16 – 2012 / 2013

Crónica exclusivamente dedicada ao Feminino. 
PO09 – Campeonato Nacional da 1.ª Divisão Seniores Femininos.
 
1.ª Fase
19.ª Jornada
Madeira SAD 34 - 28 Colégio Gaia
João Barros 33 - 18 Maiastars
JAC-Alcanena 35 - 25 Santa Joana
CS Madeira 22 - 30 Alavarium
Juventude Lis 28 - 21 Juventude Mar (Antecipado)
Passos Manuel 16 - 17 CA Leça
 
20.ª Jornada
CS Madeira 33 - 28 Colégio Gaia
Madeira SAD 37 - 22 Alavarium
 
A jornada deste fim-de-semana fica marcada pela primeira derrota do líder Alavarium, após 19 vitórias consecutivas é travado pelo Madeira Sad. A 3 jornadas do final desta primeira fase, este campeonato está ao rubro e achamos estranho que haja alguns treinadores que queiram mudar o modelo deste campeonato que vai ser competitivo até ao final da primeira fase e o melhor (“Playoffs”) ainda está para vir. Temos 2 equipas a lutar, ombro a ombro, pela vantagem do factor casa que dá o 1º lugar da classificação. Temos luta pelo 3º lugar (menos importante). Entre o 5º e o 7º lugar, todos querem fugir ao 7º que vai defrontar um dos dois gigantes. E o 8º lugar (última vaga para os playoffs) é disputado até ao final por 3 equipas. Que belo campeonato!
 
Comecemos pelo jogo grande. Vitória esmagadora do Madeira Sad sobre o Alavarium e a luta pelo primeiro lugar do campeonato está reaberta! O jogo teve muita qualidade mas a superioridade do Madeira Sad foi sempre tão clara, que se perdeu a emoção e o espectáculo que se espera de um jogo entre os 2 primeiros. Não foi surpresa para nós o resultado porque, tal com temos vindo a dizer, o Madeira Sad é a equipa com mais condições para vencer o campeonato e o Alavarium, com a lesão de Cláudia Correia perde uma das suas melhores armas. Se juntarmos uma Mariana Lopes muito limitada por lesão, percebe-se que o Alavarium teria muito poucas hipóteses de discutir o jogo. Rita Alves continua uma sombra do que foi no passado e apenas Ana Seabra e Soraia Fernandes conseguiram estar ao nível do que um jogo destes exigia. O Alavarium que tão bem tem feito aquela defesa quase individual, desta vez falhou rotundamente e não conseguiu sair em contra-ataque. Pelo contrário, a exibição do Madeira Sad foi categórica e mostrou porque sempre considerámos a grande favorita à conquista do título nacional. Na hora da verdade, a experiência das suas melhores jogadoras vem ao de cima e a exibição roçou a perfeição, com muito poucas falhas técnicas e uma defesa 6X0 que anulou, por completo, o ataque aveirense. Na baliza, Duarte Freitas teve a coragem de apostar em Catarina Oliveira e foi uma das grandes figuras deste encontro. Cláudia Aguiar foi, mais uma vez, determinante pela sua impressionante eficácia ofensiva e Mónica Soares mostrou porque está a voltar à sua melhor forma. Mesmo sem Ana Andrade que se lesionou bem cedo, impressionou a frieza do Madeira Sad que quis ganhar categoricamente e mostrar que tem tudo para ser tricampeão.
 
No Sábado, a exibição do Madeira Sad tinha sido bem diferente, realizando um dos piores jogos da época diante do Colégio de Gaia. Muitas falhas técnicas e, provavelmente, a cabeça a pensar no grande jogo do dia seguinte. A 10 minutos do final, o Madeira Sad vencia apenas por 2 golos e valeu a experiência de Renata Tavares que, na parte final, carimbou a vitória com golos importantes. Com este fim-de-semana de vitórias muito importantes, o Madeira Sad fica à espera de um deslize do Alavarium para assegurar o 1º lugar desta fase mas estamos em crer que, mesmo que não consiga assegurar o factor casa, o Madeira Sad será tricampeão nacional pelo lote de atletas experientes que possui. O Colégio de Gaia produziu uma das suas melhores exibições da época, sobretudo ao nível ofensivo onde tiveram lances de belo recorte. Helena Soares e Vanessa Silva são, provavelmente, a dupla que melhor se relaciona entre a 1ª e 2ª linha e as duas estiveram em grande nível, muito bem acompanhadas por Sara Andrade. Jogasse o Colégio a este nível e estaria a lutar por um lugar nos 4 primeiros.
 
No Domingo, foi já um outro Colégio. Sentiu-se, sobretudo, o cansaço de uma equipa que fisicamente não está minimamente preparada para jornadas duplas. Vanessa Silva e Helena Soares voltaram a dar espectáculo mas a equipa nunca conseguiu recuperar defensivamente e isso contra o Sports Madeira resulta em derrota, sem qualquer espécie de dúvidas. É pena que se veja qualidade nas jogadoras e até em alguns momentos de jogo da formação de Paula Castro mas a sua débil condição física deite tudo a perder. Quanto ao Sports Madeira, conseguiu aqui uma importante vitória que lhe abre as portas à possibilidade de escapar ao 7º lugar e de evitar jogar contra as 2 melhores equipas do campeonato. Sara Gonçalves fez mais uma grande exibição e a pequenina Mónica Gomes fez talvez a melhor exibição da época, provando que o andebol não se joga apenas com o corpo mas que a a cabeça é decisiva. O contra-ataque do Sports Madeira foi decisivo para a vitória da equipa e há que dar mérito a Vítor Rodrigues por ter conseguido impor este estilo de jogo na sua equipa.
 
Mas já na véspera o Sports Madeira fez um grande jogo e quase surpreendia o líder Alavarium. Esteve na frente até meio da segunda parte e só a mudança defensiva das aveirenses para aquela defesa quase individual fez com que as madeirenses perdessem o norte e acabassem por perder por números que não correspondem ao equilíbrio existente. Maria Rodrigues esteve muito bem e provou que é um dos jovens talentos do andebol português e Mónica Correia mereceu a aposta do treinador e esteve muito segura entre os postes. O Alavarium suou muito para vencer mas o arrojo do seu sistema defensivo implementado nos últimos 20 minutos fez com que a equipa desse a volta com Mariana Lopes, mesmo claramente inferiorizada, a fazer a diferença e com Ana Marques e Ana Seabra impondo um ritmo diabólico. O Alavarium sai da Madeira ainda líder do campeonato quando apenas faltam 2 jogos à equipa de Aveiro, mas as lesões de jogadoras chave e a dificuldade extra dos últimos 2 jogos (Juve Lis e Colégio João de Barros) faz-nos acreditar que não chegarão ao final desta fase em primeiro. De qualquer das formas, é justo destacar que são a grande surpresa do campeonato e um dos motivos pela grande animação que está a ser este campeonato.
 
O JAC teve uma vitória muito tranquila diante do Santa Joana e a exibição da equipa de Alcanena foi até bem menos conseguida do que tem sido hábito. Patrícia Rodrigues parece não saber jogar mal e quase sozinha bastou para a vitória, mas Vanessa Oliveira e a pivot Adriana Lage não estiveram mal. O JAC jogou apenas o quanto baste mas parece ir a caminho de conseguir o 5º lugar nesta fase. Do outro lado, foi com tristeza que não observámos no banco adversário nenhuma jogadora de campo. Como é possível? Um clube que dizia no início da época ter mais de 30 jogadoras, não apresenta nenhuma suplente (sem ser Guarda-redes)? O que se passa no Santa Joana? Além dos maus resultados, já nem jogadoras apresentam e este final de época está a dar a pior imagem possível de um clube que merece descer para uma divisão onde este género de coisas seja mais aceitável.
 
O Colégio João de Barros também teve um Sábado muito tranquilo, goleando o Maiastars. Defensivamente, a formação das Meirinhas esteve num nível muito alto, com destaque nesta matéria para Helena Corro. No ataque é difícil destacar alguém, pois a equipa esteve muito cerinha, se bem que as atiradoras Natalina Melo e Maria Pereira estiveram em destaque numa equipa que quer começar a subir de forma, à medida que os playoffs se aproximam e que o campeonato chega à sua fase decisiva. O Maiastars continua em rota descendente. A equipa está numa espiral de maus resultados, péssimas exibições e começa a estar em perigo o 8º lugar. Contra boas defesas como a do Colégio João de Barros, o ataque rudimentar e do século passado do Maiastars expõe, aos olhos de todos, as suas fragilidades e incapacidades e apenas Filipa Correia se safou num naufrágio colectivo.
 
Deixámos para o final o jogo mais equilibrado da ronda. O jogo foi emocionante e valeu por isso porque a qualidade foi sofrível. Falhas técnicas a roçar números impensáveis e inúmeros remates falhados. Valeu pela boa exibição das guarda-redes de ambas as equipas. O Passos Manuel tinha aqui uma boa oportunidade de comprovar, com vitória, as boas exibições dos últimos jogos diante das melhores equipas, mas desta vez fez um jogo muito abaixo daquilo que tem feito. Ofensivamente, só Carolina Santos fez um bom jogo. A jovem jogadora está, de facto, a atingir a sua melhor forma, depois da lesão, e foi muito interessante vê-la carregar a equipa às costas, mas esteve demasiado sozinha e não evitou a derrota. O Cale sofreu muito para ganhar, depois de uma primeira parte muito fraca onde apenas conseguiu marcar 6 golos. Mas a forma muito eficaz como a equipa defendeu o jogo todo valeu a vitória, num jogo em que Sofia Mota e Ana Paula Costa foram as suspeitas do costume, no que toca a destaques. O Cale sabe que tem pelas frentes várias “finais” com vista ao objectivo já muito difícil de chegar aos playoffs e a equipa, não jogando bem, lutou muito por isso e continua com uma porta aberta para esse sonho dos playoffs.
 
Temos emoção até ao final desta fase!
 
Críticos Femininos

sábado, 23 de fevereiro de 2013

PO20 - Taça de Portugal Seniores Masculinos – 2012 / 2013 – IX – 1/4 Final

Hoje houve a disputa de jogos relativos aos 1/4 Final da Taça de Portugal. Com três encontros transmitidos em horários deferidos o que se saúda
Resultados 
 
Marítimo 22 – 37 Águas Santas
ABC 20 – 28 FC Porto
Sporting 35 – 20 Madeira SAD
Passos Manuel 23 – 33 Benfica
 
Sem surpresas disputaram-se os 1/4 final da Taça de Portugal, com a eliminação natural das equipas da 2.ª Divisão. No Funchal onde o Marítimo defrontou e foi amplamente derrotado pelo Águas Santas, muito pouco haverá a dizer pois a equipa continental cedo começou a afirmar a sua superioridade, onde o seu bloco defensivo funcionou em pleno, permitindo diversos contra ataques, destacando-se a exibição do seu guarda redes António Campos, e Jorge Sousa (4 golos), o Marítimo cometeu diversas falhas técnicas, e alguns remates precipitados, que permitiram ao Águas Santas ir dilatando o resultado deve-se destacar os 10 golos de Bruno Nunes e a exibição do guarda redes Tiago Rodrigues, apesar do numero golos sofridos. Em Odivelas com o “imbróglio” do jogo Sporting / AC Fafe, resolvido a tempo e horas pela Federação, o Sporting recebeu a “depauperada” equipa do Madeira SAD, vencendo mais uma vez a equipa insular com grande facilidade. O Passos Manuel recebeu o Benfica, e num pavilhão completamente esgotado, assistiu-se a um excelente espectáculo de Andebol, e a uma boa réplica da equipa dos liceais, que chegaram ao intervalo a perder por diferencial de apenas 4 golos (17-13), obrigando a equipa do Benfica a utilizar todos os seus recursos, com uma boa exibição Miguel Espinha na baliza do Benfica na ausência de Vicente Alamo. O Passos Manuel apenas cedeu nos últimos 20 minutos do encontro, teve no Jovem Pedro Sequeira com 12 golos o seu expoente máximo, muito bem acompanhado pelo guarda redes Alexandre Moura. O Benfica com uma boa estrutura defensiva, teve em Dario Andrade o seu melhor marcador (9 golos). Em Braga no Flávio Sá Leite com uma boa moldura humana, mas sem o ambiente usual, disputou-se o chamado jogo “grande” destes 1/4 Final, com o ABC a receber o FC Porto, que confirmou a superioridade que tem vindo a demonstrar ao longo da época, apresentou uma boa sistematização defensiva, o que lhe permitiu efectuar rápidas transições para o ataque, onde também apresentou um ataque bem organizado, o ABC que até determinado momento deu a esperança de que podia equilibrar o resultado, mas as inúmeras falhas técnicas e os maus passes fizeram a diferença. No ABC mais uma vez o jovem Pedro Marques (2 golos), foi (na nossa opinião) a figura da sua equipa, sendo bem acompanhado José Pedro Coelho (6 golos). No FC Porto Quintana foi um dos seus melhores jogadores, muito bem acompanhado por Pedro Spínola (5 golos). Terminados estes encontros, passaram às 1/2 Final, os 4 primeiros classificados do Campeonato Nacional, não se registando qualquer surpresa. 
 
Apurados para os 1/2 Final
 
1.ª Divisão (4) – FC Porto, Benfica, Sporting e Águas Santas.
 
As 1/2 Final e Final, serão disputados em 01 e 02-06-13, (A disputar em Tavira, conforme indicação transcrita no CO n.º 52),o sorteio será realizado em data e local a indicar oportunamente. 
 
O Noticias

sexta-feira, 22 de fevereiro de 2013

Europeu de Sub 19 Feminino 2015 - III

A propósito das organizações das Provas Europeias para os Escalões mais jovens a realizar em 2014 e 2015, a EHF, organizou um “Workshop” em Viena nos dias 13 e 14 de Fevereiro, precisamente relacionado com estas organizações.
 
Informa a EHF de que estiveram representados os diversos Países organizadores, onde Portugal está logicamente incluído, pois organiza como se sabe o Europeu de Sub 19 em 2015.
 
Nota Em 2013 o Euro Sub 19 Feminino, será realizado na Dinamarca.
 
Assim estiveram presentes as Federações Nacionais da Áustria, da Polónia, da Macedónia e de Portugal, que discutiram os planos base dos seus eventos, a saber:
 
  • Euro Sub 20 2014 Masculino – Áustria
  • Euro Sub 18 2014 Masculino – Polónia
  • Euro Sub 17 2015 Feminino – Macedónia
  • Euro Sub 19 2015 Feminino – Portugal
Um dos pontos mais importantes da reunião, segundo relata a própria EHF, é que estas organizações atinjam padrões de nível elevado aproximando-se o máximo possível, do tipo de organização já existente nos eventos para os Seniores.
 
Interessante, é que a FAP, até ao momento nada informou, nem se esteve ou não  presente nesta reunião de trabalho, para quem pugna pela transparência…
 
O Reticências

Informação - Clubes - Diversa

SALGUEIROS 08
BATALHA AC
O Noticias

quinta-feira, 21 de fevereiro de 2013

Lançado o Velux Andebol Manager

LANÇADO O VELUX ANDEBOL MANAGER
A EHF noticia, que o principal patrocinador da Liga dos Campeões, procedeu ao  lançamento do primeiro jogo de gestão Internacional de Andebol, baseado precisamente no modelo de competição da Liga dos Campeões Masculina de Andebol, o “Velux Handball Manager” .
 
No site www.handballenergy.com, os adeptos do andebol por todo mundo, podem agora constituir as suas equipas e geri-las, como se fossem equipas da Liga dos Campeões de forma totalmente gratuita.
 
O Jogo permite aos adeptos “comprar” e “vender” jogadores da Liga dos Campeões, obter pontos sobre os resultados dos seus jogos contra as outras equipas de ligas públicas ou privadas e muito mais.
Ao jogar o “Velux Handball Manager”, os adeptos do andebol, tem a oportunidade de testar as suas habilidades contra as principais “estrelas” do andebol como Lars Christiansen que também vai participar.
 
A competição começa oficialmente em simultâneo com os primeiros jogos dos 1/8 Final, em 13-0313 e terminará com a Final “Four” em 1 e 2 de Junho de 2013.
 
Um novo torneio ocorrerá no inicio da Liga dos Campeões na época de 2013 / 2014.
 
O Registo e o jogo será através do site www.handballenergy.com, cujo link fornecemos.
(informação EHF)
 
Banhadas Andebol

PO20 - Taça de Portugal Seniores Masculinos – 2012 / 2013 – Polémica… - II

Em 03-02-13, elaboramos um texto sobre a “Polémica…”, que se tinha registado nos 1/8 Final da Taça de Portugal, onde se dizia nomeadamente: “Assim, a utilização de 16 jogadores na PO20 (Taça de Portugal) é no mínimo bastante duvidosa, e admira-nos que apenas um clube tenha usado este número
 
Afirmávamos igualmente que, “Seria de todo o interesse que a FAP, esclarecesse rapidamente este assunto, pois o sorteio dos 1/4 Final está à “porta”, e não seria desejável, que a prova avançasse sem uma completa definição da situação
 
Eis que a Federação, deu por concluído os processos de inquérito que tinha mandado instaurar, aos dois encontros onde se verificou a anomalia verificada. Damos os nossos “parabéns” por a conclusão ser em tempo oportuno e ainda antes da realização dos encontros dos 1/4 Final. Agora não podemos deixar de criticar, que não tenha sido dada o devido destaque às decisões tomadas, pois provavelmente só serão conhecidas de quem for consultar os registos disciplinares no site da Federação.
 
Quanto às decisões tomadas:
  • Sendo iguais as infracções imputadas aos clubes (pelo menos no que está transcrito, em registo disciplinar), não encontramos justificação para a diferenciação das multas
  • Não se compreende, a razão de os delegados aos dois jogos, cometendo a mesma infracção, serem punidos com artigos diferenciados, um até é sancionado como se árbitro fosse (a pressa, por vezes não é boa conselheira).
  • Não se compreende a diferenciação na aplicação das penas entre árbitros (15 dias de suspensão), oficiais de mesa (10 dias de suspensão) e dos delegados (10 dias de suspensão).
  • Não se compreende ainda o motivo, de o período de suspensão para os árbitros, oficias de mesa e delegados, não ser divulgado, tal como foi para os outros intervenientes. A não ser que seja para evitar efectuar alterações em nomeações já efectuadas? O que é completamente absurdo e condenável, não podem existir excepções…
O Reticencias

quarta-feira, 20 de fevereiro de 2013

Como é possível…

Ainda não á muito tempo, aqui se falou de critérios de nomeação de árbitros, mas com toda a sinceridade, nunca esperávamos ter algum de falar alguma vez de uma situação igual ou similar, da que se vive na AA do Algarve, e que nos foi narrada e documentada por um nosso leitor.
 
Começamos por dizer que a situação é muito simples:
 
Um árbitro que também é atleta, sofre uma sanção disciplinar como atleta(2 jogos de suspensão até ao dia 23-02-13), mas durante o período em que decorre a sanção é nomeado para exercer as funções de árbitro (Nomeado para o dia 16-02-13), nós perguntamos, como é possível? Serão as originalidades do Andebol Português?
  • Mas mais grave a entidade que pune é a mesma que nomeia AA Algarve?
  • Será que sabem os Regulamentos? Duvidamos?
  • Será que estas situações trazem credibilidade à modalidade?
O Regulamento Disciplinar da Modalidade diz nomeadamente, o seguinte:
 
“A pena de suspensão inabilita o infractor para o cumprimento de qualquer das funções que exerça no seio da modalidade durante o período que tenha sido fixado”
 
Comprovativos:
 
Registo Disciplinar n.º 5 da AA Algarve
Mapa de Nomeações
Nota Final – Após a informação recebida, fomos conferir os boletins dos jogos mencionados e caso a curioso, a dupla nomeada não compareceu a nenhum dos jogos, e foi substituída circunstancialmente por elementos ligados aos respectivos clubes.
 
O Reticências

Mais Andebol – Inatel

O Andebol, não é só na FAP, existe também na Inatel, com um Campeonato devidamente organizado “O CAMPEONATO INATEL”, que tem tido nos últimos anos uma evolução interessante. Basicamente é uma competição repleta de ex. jogadores, alguns, muitos conhecidos, outros conhecidos, outros nem por isso. Mas o que interessa é que o espírito de diversão e entretenimento impere.
 
Adeptos da modalidade sediados na Zona Norte do País, criaram uma zona de partilha, informação e divulgação da modalidade, no facebook, destinado em especial `fase disputada no norte.
 
Esperamos. Ao divulgar mais esta iniciativa, acompanhada do respectivo link, contribuir para uma maior e melhor divulgação da modalidade.
 
 
O Noticias

terça-feira, 19 de fevereiro de 2013

Crónica de Fim de Semana – 17 – 2011 / 2012 - III

Breve crónica de fim de semana dedicada à PO04, num fim de semana em que se regressou aos jogos de apenas uma zona.
 
PO04 – Campeonato Nacional da 1.ª Divisão Juniores Masculinos.
Zona Norte
18.ª Jornada
São Bernardo 35 - 29 Espinho
Boavista FC 24 - 38 Águas Santas
AD Sanjoanense 31 - 22 Alavarium
São Mamede 21 - 25 FC Gaia
Xico Andebol 22 - 24 Ismai
FC Porto 25 - 37 ABC
Isento - AC Fafe
 
Numa jornada em que apenas o Ismai rectificou o resultado verificado na primeira volta da prova, ao ir vencer a Guimarães o Xico Andebol, num encontro onde apenas nos segundos 30 minutos justificou a sua vitória, e com este resultado acentua-se o equilíbrio entre as equipas que discutem os 2.º e 3.º lugar da zona e que dão acesso ao apuramento para a Fase Final. O ABC ao ir ao Colégio e Carvalhos vencer de forma categórica o FC Porto, confirmou-se como a grande favorita a vencer a zona, continuando a ser á única equipa que ainda não sofreu derrotas na zona. Em São Bernardo a equipa local levou de vencida o SC Espinho onde nem os 10 golos de Ricardo Guimarães foram suficientes, com este resultado mantem-se na luta pelo apuramento. O FC Gaia, foi a São Mamede confirmar o resultado da 1.ª volta, num encontro equilibrado. Nos restantes jogos vitória das equipas mais apetrechadas, e sem contestação, tanto do Águas Santas como da Sanjoanense, sobre respectivamente o Boavista FC, como do Alavarium. Uma nota para a forma anárquica como os boletins de jogo se encontram elaborados. Após esta jornada a classificação ficou assim ordenada: - 1.º ABC sem derrotas (50 pontos), 2.º Ismai (43 pontos), 3.º FC Porto (42 pontos), 4.º São Bernardo (41 pontos), 5.º Xico Andebol e Águas Santas (37 pontos – 1 jogo), 7.º FC Gaia (35 pontos), 8.º AC Fafe (33 pontos – 1 jogo), no último lugar continua o Alavarium (19 pontos).
 
O Noticias

Informação - Clubes - Diversa

JAC- ALCANENA
O Noticias

segunda-feira, 18 de fevereiro de 2013

Crónica de Fim de Semana No Feminino – 15 – 2012 / 2013

Crónica exclusivamente dedicada ao Feminino. 
PO09 – Campeonato Nacional da 1.ª Divisão Seniores Femininos.
 
1.ª Fase
17.ª Jornada
Colégio Gaia 31 - 21 Maiastars
Madeira SAD 27 - 16 JAC-Alcanena
Santa Joana 27 - 47 João Barros
Alavarium 35 - 22 Juventude Mar
CS Madeira 28 - 24 Passos Manuel
CA Leça 17 - 28 Juventude Lis
 
18.ª Jornada
Alavarium 39 - 27 Maiastars
CS Madeira 29 - 24 JAC-Alcanena
CA Leça 23 - 29 João Barros
Colégio Gaia 19 - 26 Juventude Mar
Madeira SAD 39 - 23 Passos Manuel
Santa Joana 21 - 31 Juventude Lis
 
Fim-de-semana repleto de jogos, algumas surpresas e o maior destaque vai para a luta pelo 8º lugar (o último que dá acesso aos play-off) que está ao rubro. Mas dada a quantidade enorme de jogos deste fim-de-semana, vamos falar individualmente de cada equipa, tentando abordar os aspectos dos dois jogos que cada equipa fez esta jornada.
 
Juve Mar: Não é por acaso que começamos pela Juve Mar porque protagonizou a grande surpresa desta semana. No Sábado, perdeu naturalmente diante do líder Alavarium, num jogo em que se destacou Joana Terras que foi a única que conseguiu encontrar espaços na agressiva defesa aveirense. Mas foi no Sábado que Paulo Martins começou a preparar a grande vitória de Domingo, ao deixar de fora Sandra Peixoto e Ana Couto. Sabendo da quase impossibilidade de derrotar o Alavarium, Paulo Martins preparou a equipa para o dia seguinte e a estratégia deu frutos vencendo, inequivocamente, no reduto do Colégio de Gaia. A grande surpresa da jornada assentou numa notável exibição defensiva, muito bem alicerçada na boa exibição da sua Guarda-redes. E na hora de sair para o contra-ataque, Ana Couto foi a protagonista, aproveitando as debilidades físicas do Colégio, juntamente com a pivot Andreia Martins que se mantém como a mais consistente da equipa. Uma vitória sensacional que reabre a luta pelo 8º lugar, ombro a ombro com o Maiastars. Quem diria, depois de um início tão mau e com tantas lesões, que a Juve Mar estará a lutar até ao último segundo pelo apuramento para os play-off!
 
Colégio de Gaia: O 8 e o 80. No Sábado, uma vitória categórica diante do Maiastars, com uma segunda parte demolidora e sempre, durante toda a partida, uma capacidade ofensiva bastante grande, com uma Vanessa Silva em grande e a aparecerem também duas jogadoras que não têm estado em destaque: Ana Pereira que tem sido uma das grandes desilusões da época, fez um jogo bem interessante contra a sua ex-equipa. Terá sido esse o estímulo que precisava? Por outro lado, Patrícia Resende (filha de Carlos Resende) começa a ter a sua oportunidade na equipa sénior e fez uma segunda parte de grande qualidade. Mas, no Domingo, derrota escandalosa em casa diante da Juve Mar. O número de falhas técnicas e remates falhados é difícil de quantificar, tal o número de erros. Apenas Vanessa Silva conseguia encontrar o caminho da baliza mas a equipa, fisicamente, está num estado de forma lastimável. Chegou a ser confrangedor ver a Juve Mar matar o jogo em contra-ataque perante a incapacidade das jogadoras do Colégio em conseguirem recuperar. Entendemos agora por que razão o Colégio de Gaia é um dos clubes que mais pressiona para que o campeonato tenha menos equipas. Quanto mais forem, mais difícil é para quem não treina. E o mesmo podemos aplicar ao Colégio João de Barros.
 
Passos Manuel: Começa a ser um padrão das nossas crónicas nas últimas semanas mas, apesar das derrotas, o Passos mostrou bastantes progressos em relação à primeira volta. No Sábado, equilibrou a grande maioria do jogo diante do Sports Madeira. Não é fácil fazer a viagem para o Funchal e discutir o jogo daquela forma com o Sports Madeira, com as irmãs Santos a fazer exibições muito consistentes e com Joana Pereira a ser uma agradável surpresa. Mas a grande melhoria desta equipa vem da postura defensiva e o seu sistema 6x0, com uma altura já interessante para a realidade portuguesa, começa a funcionar melhor e isso torna o Passos uma equipa competitiva. Já no Domingo, nada a fazer perante tamanha superioridade do Madeira Sad e o seu ritmo infernal de contra-ataque. Ainda assim, alguns bons pormenores das jogadoras lisboetas e a certeza de que o regresso de Carolina Santos é uma grande mais valia para uma equipa onde Andreia Paulo conseguiu estar também em excelente nível. O Passos entra agora no ciclo de jogos mais acessíveis e acreditamos que a equipa lisboeta pode mesmo vir a ser a chave para o apuramento para o play-off já que defronta a Juve Mar e o Maiastars. Veremos quando regressa Inês Santos, uma peça importante na equipa e que tem estado de baixa por lesão.
 
Madeira Sad: Duas vitórias tranquilas de uma equipa que vai a todo o vapor e que está num grande momento de forma. No Sábado, tornou fácil um jogo que poderia ser complicado graças a uma defesa fortíssima que manietou todos os esforços ofensivos do Jac. Renata Tavares, quer a defender, quer a atacar foi a melhor em campo e Mónica Soares provou a sua subida de forma, numa exibição que não deixou dúvidas que há um fosso enorme entre estas duas equipas e onde o Madeira Sad revelou o seu grande momento de forma. No Domingo, o jogo foi bem mais fácil e o jogo foi um verdadeiro festival de contra-ataque madeirense, com Soraia Lopes em grande destaque nessa matéria. Aliás, Soraia Lopes parece ser uma das grandes interrogações de Duarte Freitas já que não é clara qual a posição em que ela pode vir a ser mais útil a esta equipa. De qualquer das formas, foi um fim-de-semana categórico para o Madeira Sad, o que é um excelente prenúncio em vésperas de tentar quebrar a invencibilidade do Alavarium, naquele que é o grande jogo do próximo fim-de-semana.
 
Jac: Depois de um ciclo de excelentes resultados, a equipa parece ter saído um pouco abalada da derrota pesada diante do Alavarium. No Domingo, diante do Sports Madeira, a equipa tinha uma grande oportunidade de dar um pulo na classificação, diante de um adversário directo mas a exibição ofensiva foi paupérrima. Em certos momentos do encontro, Vanessa Oliveira parecia estar a jogar sozinha, tal a inoperância do resto da equipa. A jovem ponta direita marcava de contra-ataque, de ataque organizado, mas as suas colegas não estiveram ao seu nível e o Jac perdeu contra um adversário directo. Na véspera, as dificuldades eram maiores e o Jac, apesar da derrota clara, até acabou por efectuar uma exibição mais conseguida, sobretudo ao nível defensivo onde a equipa revelou capacidade para parar as campeãs nacionais. Mas o ataque voltou a ser demasiado inofensivo e apenas a espaços Neuza Valente apareceu a atirar de primeira linha. O que este fim-de-semana na Madeira revelou é que, actualmente, quando Patrícia Rodrigues não joga ao seu nível, a equipa ressente-se muito.
 
Sports Madeira: É um dos vencedores do fim-de-semana com duas vitórias bastante importantes que fazem acreditar que ainda há hipóteses de fugir ao 7º lugar e ao confronto com as duas equipas que têm dominado o campeonato. No Sábado, a exibição esteve muito longe de ser boa. Um ataque muito atabalhoado e alguma sobranceria na forma como encararam o jogo podia ter custado caro mas valeu a sensacional Sara Gonçalves que vai somando sucessos atrás de sucessos, muito bem acompanhada por uma muito eficaz Petra Abreu, também ela chave para a vitória neste jogo. No Domingo, a exibição foi bem diferente, para melhor. Maria Rodrigues jogou ao seu melhor nível e, quando isso acontece, este Sports Madeira joga a um nível bem mais alto. Sara Gonçalves voltou a brilhar mas foi a intensidade defensiva das madeirenses que conduziu a uma vitória sobre um adversário directo. O Sports tem mostrado que aquele início de época foi um mero percalço.
 
Santa Joana: Fez, diante do Colégio João de Barros, a melhor primeira parte do ano. Marlene Pinto conseguia rematar sobre a forte defensiva contrária e Rute Santos e Ana Carvalho conseguiam marcar fruto de uma enorme raça. Mas depois, quando as pilhas se acabaram, a segunda parte foi um verdadeiro massacre, sofrendo 47 golos! A pergunta que nos colocamos é: Mas será que o Santa Joana treina? Não parece, dada a débil condição física que apresentam. No Domingo, um jogo sem história, muito pela incapacidade mostrada em recuperar já na primeira parte. E a Juve Lis que nem é das equipas que mais contra-ataque faz, aproveitou e cavou logo ali uma vantagem inultrapassável. De novo Marlene Pinto, esteve em bom plano mas, cada vez mais, o Santa Joana parece ser o candidato número 1 à descida de divisão.
 
Colégio João de Barros: No Sábado, uma primeira parte em que a equipa não esteve lá. Parecia que não queriam defender, tal a baixa intensidade defensiva apresentada mas quando começaram a perceber que o jogo se podia complicar, aumentaram a intensidade defensiva, recuperaram muito mais golos e alcançaram até o máximo de golos esta época. Maria Pereira fez uma grande exibição e, no contra-ataque, Paula Malcato e Dulce Pina dizimaram a formação da Maia, sobretudo na segunda parte. No Domingo, em Leça, o jogo foi bem mais complicado mas a solidez defensiva da equipa de Paulo Félix garantiu a vitória e, uma vez mais, Dulce Pina voltou a ser a melhor em campo, bem acompanhada por Helena Corro que, além da sua habitual boa prestação defensiva, somou desta vez uma boa prestação ofensiva. Pensamos que esta série de vitórias do Colégio João de Barros pode devolver a tranquilidade a uma equipa que iniciou a época como um dos grandes candidatos ao título e que tem tudo para o continuar a ser.
 
Cale: A equipa de Leça sabia que ia ter uma dupla jornada muito difícil e não conseguiu dar a volta a isso. Diante da Juve Lis, no Sábado, a falta de soluções ofensiva foi arrepiante e nem parecia a mesma equipa que tinha ganho com brilhantismo na Maia na semana passada. A exibição foi tão fraca que queríamos salientar alguém mais do que Nádia Lemos e não conseguimos. No Domingo, a equipa esteve bem melhor e a exibição foi agradável. Quando o trio Ana Paula Costa, Sofia Mota e Ana Sousa jogam ao seu nível, o Cale fica uma equipa mais acutilante e este jogo foi a prova disso. A derrota é natural mas se o Cale jogasse mais vezes assim, não estaria neste decepcionante 10º lugar. Com estes resultados, só um milagre colocará o Cale nos playoff.
 
Juve Lis: Fim-de-semana a confirmar a excelente época que a equipa de Leiria tem vindo a fazer. Sábado, em Leça, a exibição defensiva da Juve Lis foi irrepreensível e a prova de que é uma das melhores equipas a defender no campeonato, com uma atitude difícil de igualar. A atacar foi a tarde de Inês Silva que esteve verdadeiramente endiabrada, marcando golos de todas as formas e alcançando uma vitória muito mais difícil do que se poderia esperar. No Domingo, a Juve Lis arrumou com o jogo logo na primeira parte, diante da mais frágil equipa do campeonato. O Santa Joana nunca conseguiu parar Telma Amado e a Juve Lis conseguiu uma excelente relação entre a primeira e a segunda linha, vencendo um jogo que se tornou muito fácil logo na primeira parte. A Juve Lis garantiu já um lugar entre os 4 primeiros desta fase, garantindo o factor casa na primeira ronda dos playoff.
 
Maiastars: É o grande derrotado deste fim-de-semana. Não pelas suas derrotas normais face a adversários superiores mas pela surpreendente vitória da Juve Mar no Colégio de Gaia que veio reabrir umas contas que pareciam fechadas e fazem perigar o apuramento do Maiastars para os playoffs. No Sábado, a equipa fez uma boa primeira parte no Colégio de Gaia, com uma Renata Pereira uns furos acima do que tem sido habitual e com Ana Silva a mostrar que é uma das raras esquerdinas com talento em Portugal e que merece uma oportunidade na selecção nacional. Mas Olinda Leal, na segunda parte, esteve muito abaixo do que sabe fazer, muito trapalhona, fazendo várias falhas técnicas e quando isso acontece o Maiastars logo se ressente. No Domingo, no reduto do Alavarium, o Maiastars nunca conseguiu bater-se de igual para igual, sobretudo ao nível defensivo onde a equipa mostrou muitas fragilidades. Valeram no ataque, Ana Sampaio e Sara Torres, que tiveram uma excelente eficácia. O Maiastars tem 4 verdadeiras finais pela frente tem que melhorar bastante a prestação deste fim-de-semana se não quiser morrer à beira da praia.
 
Alavarium: A equipa de Aveiro está imparável. No Sábado, Ana Marques e Soraia Fernandes destacaram-se numa equipa que joga a um ritmo infernal, ritmo ao qual a Juve mar nunca conseguiu acompanhar. As pilhas das jogadoras de Aveiro parece que não acabam tal o ritmo que impõe durante todo o jogo. No Domingo, diante do Maiastars, o Alavarium acabou com o jogo ainda na primeira parte com a potência das suas atiradoras Mariana Lopes e Rita Alves, muito bem acompanhadas por Viviana Rebelo que parece começar a subir de forma. Mas a ausência, por lesão, de Cláudia Correia e Filipa Fontes não augura nada de bom para o líder do campeonato que terá a sua prova de fogo no próximo fim-de-semana quando se deslocar à Madeira. Apesar do fabuloso campeonato que o Alavarium tem vindo a fazer, se tiver estas baixas na deslocação ao Funchal, não acreditamos que o Alavarium se mantenha invencível. Mas a equipa de Aveiro já nos fez falhar nos prognósticos várias vezes.
 
Nós cá estaremos para levar até si tudo o que acontecer no próximo fim-de-semana com destaque, naturalmente, para o encontro mais esperado Madeira Sad / Alavarium.
 
Críticos Femininos