gal vence

- Vamos encher os Pavilhões - mas com dignidade a Modalidade merece
Calendário e Resultados na Barra Direita

segunda-feira, 30 de abril de 2012

Crónica Intermédia No Feminino – 21 – 2011 / 2012

Crónica exclusivamente dedicada ao Feminino, Fase Final.

PO09 – Campeonato Nacional da 1.ª Divisão Seniores Femininos.

Fase Final - Resultados
15.ª Jornada
Gil Eanes 42 - 19 JAC - Alcanena
Maiastars "B" 24 - 24 Colégio Gaia
CA Leça 26 - 27 Alavarium

Foi uma jornada com apenas 3 jogos, mas com 2 deles com emoção até ao final. Esta mini-jornada permitiu ao Maia salvar-se definitivamente do risco de descida e confirmou o afundar do Cale que começa a aproximar-se, perigosamente, do final da tabela.

Comecemos pelo empate do Colégio de Gaia na Maia. O jogo foi equilibrado do princípio ao fim com excelentes exibições de ambas as Guarda-redes. O Maiastars teve uma Renata Pereira em grande tarde. Aliás, esta jovem internacional que nos últimos anos tem tido um papel secundário na equipa de José Carlos Ribas está a ter a sua época de afirmação. Não é uma jogadora espectacular mas tem uma eficácia de remate notável. Mas a capacidade que Olinda Leal continua a revelar na liderança desta equipa é notável e, uma vez mais, o Maiastars conseguiu gerir bem a situação de um resultado equilibrado no final, conseguindo empatar o jogo. No Colégio de Gaia, algo estranha a menos utilização de Vanessa Silva nos últimos encontros pois, com ela em campo, a música é outra. Mas a equipa não esteve bem, com bastantes falhas técnicas e, sobretudo, um desacerto no remate enorme. De qualquer das formas, este empate é favorável ao Colégio de Gaia que tem tudo para repetir o 6º lugar da época passada.

Em Leça, o CALE voltou a perder e a equipa está numa espiral negativa e longe do rendimento evidenciado na primeira volta do campeonato. Ana Paula Costa esteve muito pouco eficaz e a jovem Daniela Frasco esteve em evidência. Numa má exibição do CALE não podemos deixar de destacar a garra constante que permitiu, depois de 7 golos de desvantagem, a equipa ter conseguido empatar o jogo, fruto da raça desta equipa. O Alavarium alcançou um triunfo essencial, fez uma excelente primeira parte mas ia borrando a pintura nos últimos minutos. A jovem esquerdina Lisa Antunes fez uma grande exibição e Cláudia Correia acompanhou-a na hora de marcar golos. Temos dito que esta equipa do Alavarium é capaz do pior e do melhor e, desta vez, ficou-se pelo meio. A próxima jornada com o Alavarium a viajar até à Maia e o CALE até Alcanena poderá clarificar muita coisa quanto às contas no fundo da tabela.

Em Lagos, o Gil Eanes esmagou o JAC num jogo sem história, tal a superioridade das algarvias, amplificada na segunda parte quando a equipa de Alcanena desligou os motores da recuperação defensiva. Ana Seabra e Soraia Lopes são as duas jogadoras em melhor forma e se Vera Lopes conseguir subir para o seu nível, o Gil tem tudo para conseguir o tricampeonato. Quanto ao JAC, Neuza Valente foi um autêntico oásis e confirmou o estatuto de uma das melhores rematadoras do campeonato. A equipa de Alcanena tem um jogo de vida ou de morte no próximo fim-de-semana mas terá também uma fase decisiva no campeonato de juvenis. E recordemos que esta equipa é formada na sua grande maioria por jogadoras desse escalão. Por qual das provas irá optar Marco Santos? Tem condições de ser campeão nacional de juvenis mas, por outro lado, uma derrota no Sábado obriga praticamente o JAC a ir jogar a liguilha. Difícil decisão.

Críticos Femininos

domingo, 29 de abril de 2012

Crónica de Fim de Semana – 21 – 2011 / 2012 - II

Crónica de fim de semana dedicada á Fase Final da PO02.

PO02 – Campeonato Nacional da 2.ª Divisão Seniores Masculinos.

4.ª Jornada – Resultados
Fase Final
Marítimo 30 - 31 Camões
AC São Mamede 26 - 26 Académico FC
CD Marienses 22 – 32 Avanca

Jornada, onde o facto mais saliente foi a vitória do Camões na Madeira diante o Marítimo que desta forma averba a sua segunda derrota consecutiva, o Camões continua a efectuar uma Fase Final que mais parece uma “caixinha de surpresas”, pois tão depressa produz exibições para esquecer, como de repente surge a jogar a um nível mais levado, como o prova este jogo nas ilhas onde construiu o resultado nos primeiros 30 minutos, chegando intervalo a vencer por um diferencial de 6 golos (17-11), para depois permitir uma recuperação do Marítimo, e terminar vencendo pela margem mínima, sendo de destacar a forma como os seus “veteranos” (João Oliveira, Tiago Santos e João Moreira) se apresentam a jogar, estamos expectantes até onde esta equipo vai chegar. A AC. São Mamede, que na jornada anterior tinha vencido o Marítimo e nos dava a sensação de se encontrara em processo de recuperação, cedeu um empate na condição de visitado diante um seu parceiro da zona Norte o Académico FC, que ao intervalo se encontrava na frente do marcador (15-12), os 10 golos do jovem Diogo Pereira, não foram suficientes para a AC. São Mamede chegar à vitória. O Avanca deslocou-se aos Açores onde venceu, e tal como na jornada anterior “cilindrando”, desta vez a equipa do Marienses, infligindo-lhe pesada derrota, num jogo em que dominou durante os 60 minutos uma equipa que sentiu em demasia a ausência de Kavalenka, que se encontra suspenso., o Avanca com esta vitória, é na nossa opinião um dos principais candidatos á subida. Os Marienses continuam a ser única equipa sem vitórias. Classificação após esta jornada – 1.º Avanca e Camões (10 pontos), 3.º AC São Mamede e Marítimo (8pontos), 5.º Académico FC (7 Pontos), 6.º CD Marienses (5 ponto).
             
O Banhadas Andebol

Crónica de Fim de Semana – 31 – 2011 / 2012 - I

Esta crónica relativa á PO01.

PO01 – Campeonato Nacional da 1.ª Divisão Seniores Masculinos.

Fase Final

Grupo “A”
7.ª Jornada
Águas Santas 25 - 30 FC Porto
ABC 27 - 23 Madeira SAD
Sporting - Benfica (Adiado – 02-05-12) RTP2

FC PORTO – CAMPEÃO NACIONAL

Jornada marcada pela vitória do FC Porto em Águas Santas, o que lhe conferiu desde já a 3 jornadas do fim do Campeonato a renovação do título, e assegurar o chamado TETRA. No outro jogo que se realizou este fim de semana o ABC venceu o Madeira SAD num jogo, onde a equipa Madeirense comando o marcador até cerca dos 20 minutos, altura em que o ABC escabece a igualdade no marcador a 8 golos. A partir dos 21 minutos o ABC assume o comando do marcador para não mais o largar, no entanto o Madeira SAD nunca desistiu, dando sempre excelente réplica. A equipa do ABC, regista uma forte melhoria na forma de defender, e a subida de forma de Pedro Seabra (7 golos), muito bem acompanhado jovem Ricardo Pesqueira (5 golos), faz o resto. Na equipa Insular, Telmo Ferreira esteve mais uma vez bem, com Daniel Santos a estar 100% eficaz na marcação dos livres de 7 metros (4/4), mas João Ferraz esteve longe do que pode produzir. A jornada completa-se apenas no dia 2-05-12, com a realização do encontro Benfica / Sporting, o interesse da prova a 3 jornadas do fim encontra-se em saber quem será o 2.º Classificado. A Classificação após esta jornada ficou assim ordenada, 1.º FC Porto (50 pontos), 2.º Madeira SAD (41 pontos), 3.º Benfica (40 pontos – menos 1 jogo), 4.º Águas Santas (39 pontos), Sporting (38 pontos – menos 1 jogo), 6.º ABC (38 pontos).
Águas Santas 25 – 30 FC Porto

Num pavilhão praticamente esgotado, e com um ambiente próprio dos grandes encontros, jogou-se este Águas Santas / FC Porto, que em caso de vitória do FC Porto, conforme se veio a verificar conferia imediatamente á equipa Portista o Titulo Nacional, que não é mais do que a renovação de um título que alcança nas últimas 4 (quatro) épocas (O TETRA). Venceu e bem o FC Porto que comandou o marcador desde o primeiro ao ultimo minuto, apesar da excelente réplica do Águas Santas, até perto do minuto 35 quando perdia apenas por 2 golos (18-16), daqui até ao fim foi mais do mesmo, com o FC Porto a provar que é a melhor equipa da Prova, a equipa com uma orientação mais assertiva e com jogadores tem registado uma excelente evolução, casos por exemplo de Gilberto Duarte e Wilson Davyes, e com um Dario Andrade em plena recuperação de todas as suas faculdades, e com sistema defensivo alicerçado, principalmente num guarda redes que se chama Hugo Laurentino que neste jogo mais vez fez a diferença com 42 % de eficácia, nunca nos podendo esquecer de um Tiago Rocha (5 golos) cuja evolução é digna de registo, e que neste encontro esteve com uma eficácia de 100%. O Águas Santas que efectuou até ao momento para nós a sua melhor época dos últimos anos, registou uma forte quebra anímica e física, talvez devido ás limitações do plantel, e ao avolumar do resultado que chegou a ser de 8 golos de diferença, quando aos 54 minutos o FC Porto vencia por 29-21, não teve um António Campos nos seus dias, bem como Marco Sousa, apenas Pedro Cruz (7 golos) se aproximou do seu rendimento normal apesar das falhas técnicas que cometeu, diga-se ainda Joel Rodrigues (5 golos) também esteve bem. Dirigiu o encontro a dupla Bracarense César Carvalho / Daniel Freitas, que realizaram uma boa prestação, com especial incidência no critério disciplinar.

Grupo “B”
7.ª Jornada
São Bernardo 25 - 24 Xico Andebol
Belenenses 33 - 33 AC Fafe
Ismai - SC Horta (Adiado – 09-05-12)

Jornada com apenas dois jogos, tal como no grupo “A”, mas por motivos bem diferentes, pois o adiamento do jogo Ismai / SC Horta, foi certamente para equipa Insular fazer um próximo aproveitamento de uma deslocação ao Continente para assim realizar dois jogos, e fazer economias financeiras, já que em condições normais estará fora dos lugares de despromoção. Mas os dois encontros que se realizaram, tiveram resultados no mínimo interessantes começando pelo excelente empate que a equipa de Fafe obteve no Restelo, e que muito ajuda na sua fuga aos lugares de despromoção. Foi um encontro sempre equilibrado, com o AC Fafe a obter uma vantagem de 1 golo a 1 minuto do fim através da marcação de livre de 7 metros, para a equipa do restelo empatar a sete segundos dos 60 minutos de jogo, saliência neste encontro para os marcadores de ambas as equipas no Belém, Belone Moreira com 13 golos, e no Fafe Luís Nunes com 11 golos. Em Aveiro o São Bernardo obteve um resultado lhe trás uma réstia de esperança de se poder manter na principal divisão do Andebol Português, ao vencer o Xico Andebol pela diferença mínima, num encontro sempre equilibrado com a equipa da Região de Aveiro a vencer por um diferencial de 3 golos a cinco minutos do fim (25-22), não marcando nenhum golo nos cinco minutos finais. De destacar a exibição do guarda redes do São Bernardo João Pinho com 41% de eficácia, no Xico Andebol o melhor marcador foi Luís Sarmento com 5 golos. A Classificação ficou assim ordenada, 1.º SC Horta (37 pontos – menos 1 jogo), 2.º Belenenses (37 pontos), 3.º Xico Andebol (30 pontos), 4.º AC Fafe (28 pontos), 5.º Ismai (25 pontos – menos 1 jogo), 6.º São Bernardo (25 pontos).

O Banhadas Andebol

sábado, 28 de abril de 2012

Competições Europeias 2011 / 2012 – XXX

CHALLENGE CUP
SPORTING – ELIMINADO NAS 1/2 FINAIS

O Sporting, defrontou hoje em jogo da 2.ª Mão das 1/2 Finais da Challenge CUP o Wacker Thun da Suíça, na Suíça, num pavilhão sem o mínimo de condições técnicas para a disputa de uma 1/2 Final, não se entendendo como a EHF que é tão exigente numas situações foi ligeira na aprovação deste recinto que respeita as normas técnicas da própria EHF, tantas são as marcações que a confusão é evidente, bem como a instalação da publicidade no piso. Mas não foi certamente por isto que o Sporting foi derrotado pela mesma margem do encontro da 1.ª Mão, mas sim porque marcou menos golos na condição de visitante que o seu adversário.
A equipa portuguesa, efectuou um jogou de igual para igual, sabendo que a equipa Suíça estava perfeitamente ao seu alcance, mas conforme tínhamos previsto iria ser muito difícil ultrapassar o Thun no seu Pavilhão. O Sporting, conseguiu quase sempre um equilíbrio no marcador, apesar de os Suíços comandarem grande parte do tempo o marcador, e apenas em duas situações aos 35 e 38 minutos estiveram na frente do mesmo e apenas por 1 golo (18-17 e 19-18), diga-se ainda, que raramente soube aproveitar as situações de superioridade numérica, e mais uma vez a precipitação no passe e na organização do ataque provocou algumas situações de contra ataque e golo da equipa adversária, que desta vez teve no seu guarda redes Marc Winkler uma da suas grandes figuras. Por sua vez os Suíços chegaram a estar com 3 golos de vantagem aos 22 (25-22), 24 (26-23) e 26 minutos (27-24), para a 1 minuto do fim do tempo regulamentar o resultado se encontrara na diferença mínima (27-26), com o 28 golo do Thun, a criar algumas duvidas acerca da sua validade, a 30 segundos do fim e com a equipa Portuguesa no ataque é sancionada com uma falta do atacante no mínimo caricata e resolveu certamente a contento a eliminatória. No Sporting, mais uma vez Bruno Moreira (5 golos) foi quanto a nós a sua grande figura, apesar de Pedro Solha (6 golos) ter sido melhor marcador da equipa. Dirigiu o encontro a dupla Polaca constituída por  Bartosz Leszczynski / Marcin Piechota, que produziu um trabalho de fraca qualidade, sem critério disciplinar, marcando jogo passivo a pedido  e com um critério na marcação das faltas do atacante que ninguém entendeu, em especial nos 5 minutos finais.

CHALLENGE CUP 1/2 Final

Resultado
1.ª Mão
Sporting 31 – 29 Wacker Thun
2.ª Mão
Wacker Thun 28 – 26 Sporting

O Noticias

Nomeações – IHF – 2011 / 2012 – II

A IHF, procedeu à divulgação das duplas nomeadas para os Torneios de Qualificação Femininos para os Jogos Olímpicos Londres 2012, que se disputarão em Maio de 25 a 25 em (França, Espanha e Dinamarca), e Portugal teve o privilégio de ver uma dupla Portuguesa nomeada para um destes dos torneios. Pensamos que estamos perante uma raridade em termos Nacionais.

Deverá ainda dizer-se que das (9) nove nomeações efectuadas pela IHF para os 3 (três) torneios, apenas 4 (quatro) duplas não estarão em Londres, o que poderá significar que estavam bem colocadas para possíveis impedimentos dos nomeados.

Nomeações:

Árbitros

Eurico Nicolau / Ivan Caçador Foram nomeados para o Torneio de Qualificação Feminino para os Jogos Olímpicos 2012, a ser disputado em Lyon (França) de 25 a 27 de Maio de 2012.

Participam neste Torneio, além da França, a Roménia, o Montenegro e o Japão.

Aos nomeados desejamos as maiores Felicidades.

O Regras

Informação - Clubes - Diverssos

ABC
O Noticias

sexta-feira, 27 de abril de 2012

Planeamento da Época 2012 / 2013 – V

Após terem sido efectuadas as reuniões anunciadas com os clubes da 1.ª Divisão em Masculinos e Femininos, a Direcção da FAP procedeu através do CO n.º 76 de hoje (27-04-12) à divulgação das suas decisões sob a forma de disputa das provas já referidas e outras relacionadas com escalão de seniores.

Os modelos adoptados não são muito diferentes do que se esperava, registando-se algumas novidades, essencialmente no feminino, no entanto parece-nos que as alterações ficaram aquém do esperado, conforme se poderá constatar:

FEMININOS

PO09 – 1.ª Divisão Nacional Feminino

O Modelo a ser adoptado, foi o modelo que os nossos colegas “Críticos Femininos” preconizaram como o melhor para a prova, recordamos o que foi escrito na altura:

“Modelo com a 1ª Divisão com 12 equipas e play-off entre as 8 primeiras para se apurar o campeão com as eliminatórias a serem à melhor de 3. Este é claramente o modelo mais espectacular pois permite emoção até à última jornada, permite pavilhões cheios em 4/6 jogos das meias-finais e final e permite uma divulgação na Comunicação Social em torno desses grandes momentos da época que é o que faz falta ao andebol feminino.”

Sendo o método de preenchimento das vagas existentes através de uma prova de acesso, a realizar entre o último da P09, e o 2.º,o 3.º e o 4.º da PO10,no sistema de TxT a uma volta, em campo neutro, que será disputada no final da corrente época. Estranhamos, que tendo-se realizado o sorteio da Fase Final da PO10, a FAP nada tenha transcrito na nota informativa do sorteio,

Será criado na 2.ª Fase um grupo “B” onde participarão as restantes equipas e que irá definir as duas (2) equipas que descerão de divisão.

O CO não refere a estrutura ou a fórmula de disputa da PO10, mas deverá prever que ascenderão duas (2) equipas à PO09, agora como será definido apuramento nada foi divulgado, o que se estranha.

Assim como se estranha que nada seja dito sobre a fórmula de disputa da PO23 (Taça de Portugal), apenas se informando de a final da mesma deverá ser preferencialmente, no mesmo dia e no mesmo local da competição Masculina, o que desde já não acreditamos que seja viável, essencialmente pelos meios financeiros que poderá envolver.

Em relação ao Feminino existiu apenas preocupações com a fórmula de disputa, principalmente com o escalão de seniores, o que nós achamos muito pouco, pois consideramos que se poderia ter ido muito mais longe. Perdendo-se uma soberana oportunidade de diálogo.

Por hoje apenas nos referimos ao sector feminino, abordando os Masculinos em próximo texto.

O Analista

Nomeações – IHF – 2011 / 2012 – I

A IHF, procedeu à divulgação das duplas nomeadas para os Mundiais Juniores e de Jovens Femininos que se realizam em 2012. Portugal teve honras de ter duplas indicadas para as duas provas. Realça-se desde já estas nomeações, pois são uma prova de confiança na arbitragem Nacional.

Nomeações:

Árbitros

Eurico Nicolau / Ivan Caçador Foram nomeados para a Fase Final do Mundial Júnior Feminino que se realiza na República Checa de 1 a 14 de Julho de 2012.

Para esta Prova foram nomeadas 15 duplas, sendo 9 da Europa (República Checa, Hungria, Irão, Islândia, Polónia, Portugal, Roménia, Eslovénia e Sérvia), 2 da Ásia (China e Koweit), 2 de África (Egipto e Tunísia) e 2 Pan-Americanas (Argentina e Uruguai)

Duarte Santos / Ricardo Vieira Foram nomeados para a Fase Final do Mundial Jovem Feminino que se realiza no Montenegro de 16 a 26 de Agosto de 2012.

Para esta Prova foram nomeadas 14 duplas, sendo 7 da Europa (Áustria, Bielo-Rússia, Croácia, Grécia, Montenegro, Portugal e Suécia), 2 da Ásia (China e Coreia), 4 de África (Benim, Camarões, República Democrática do Congo e Tunísia) e 1 Pan-Americanas (Porto Rico)

De referir que Portugal é o único Pais Europeu com nomeações para as duas provas.

Aos nomeados desejamos as maiores Felicidades.

O Regras

Informação - Clubes - Diversos

A.A.ESPINHO
GC ODIVELAS
O Noticias

quinta-feira, 26 de abril de 2012

Crónica Intermédia No Feminino – 20 – 2011 / 2012

Crónica exclusivamente dedicada ao Feminino, Fase Final.

PO09 – Campeonato Nacional da 1.ª Divisão Seniores Femininos.

Fase Final - Resultados
14.ª Jornada
CS Madeira 19 - 33 Madeira SAD
Alavarium 32 - 38 Colégio Gaia
Juventude Lis 27 - 18 CA Leça
João Barros 17 - 22 Gil Eanes
JAC - Alcanena 23 - 25 Maiastars "B"

No principal jogo da jornada, o Gil Eanes foi vencer ao reduto do Colégio João de Barros. A equipa de Lagos esteve sempre no comando da partida, com uma vantagem sempre a rondar os 3, 4 golos. Mas na segunda parte, a equipa da casa, conseguiu colar-se no marcador, mas foi sol de pouca dura já que as bicampeãs nacionais arrancaram de novo e venceram categoricamente. A equipa de Paulo Félix está num claro mau momento de forma, com algumas jogadoras em claro sub-rendimento e onde mais se nota isso é na completa ineficácia ofensiva. Uma equipa que quer ser campeã nacional não pode ter atletas a treinar uma vez por semana e se algum dia o Colégio João de Barros quiser ser campeão nacional terá que convencer as suas jogadoras disso. A única jogadora que esteve ao seu nível foi a Guarda-redes regressada Bárbara Teixeira. Quanto ao Gil Eanes, João Florêncio vai provando ser o melhor treinador do campeonato e conseguindo colocar a equipa, uma vez mais, na rota do título. Nota-se que a equipa rema toda para o mesmo lado e tem uma Ana Seabra que este ano merece ganhar o título de melhor jogadora do campeonato. E não podemos esquecer uma das jogadoras menos mediáticas do plantel mas uma das mais decisivas, a Guarda-redes Carla Pedro.

Em Leiria, assistimos a um domínio claro da Juve Lis perante o Cale. Moralizadas pela vitória diante do Colégio João de Barros, a equipa de Leiria esteve sempre bem na frente do marcador e já tinha o jogo sentenciado ao intervalo, através de uma excelente defesa e da jovem Ana Gante que mostrou todo o seu poder de fogo. Além disso, Ana Calhelhas foi sempre uma arma letal no contra-ataque. A equipa de Leça parece longe da boa forma que já evidenciou neste campeonato e começa a revelar fragilidades que podem ser fatais, sobretudo quando Ana Paula Costa não desequilibra. Defensivamente, o Cale até conseguiu encontrar soluções para travar as leirienses mas o número elevado de falhas técnicas nunca deixou que a equipa discutisse o jogo.

Em Aveiro, defrontaram-se as duas equipas desilusão do campeonato. O Alavarium esteve a vencer por 7 golos e acabou por perder. A equipa de Aveiro defensivamente tem estado a milhas do ano passado e as suas guarda-redes uma sombra do que já fizeram no passado. Na segunda parte, nunca conseguiram encontrar soluções para parar Helena Soares e torna-se incompreensível como uma equipa que bate o pé aos melhores, com as outras equipas rende tão pouco. O Colégio de Gaia fez uma fantástica segunda parte, lideradas por Fernanda Carvalho que continua a ser um verdadeiro relógio suíço. Com esta vitória, o Colégio de Gaia afasta-se definitivamente dos lugares de descida e é o grande candidato a repetir o 6º lugar da época passada. Numa semana, o Colégio de Gaia passou do Inferno ao Céu.

O derby madeirense não teve história. O Sports Madeira nunca conseguiu ter argumentos para ultrapassar o alto muro da Sad e só, a espaços, Mónica Soares ia encontrando o caminho da baliza mas, mesmo assim, com muitos remates falhados pelo caminho. As jovens do Sports mostraram-se sempre algo incomodadas com a agressividade defensiva da Sad cuja diferença física é incomparável. Na Sad começa já a ser repetitivo destacar Cláudia Aguiar mas a sua eficiência e velocidade no contra-ataque são um autêntico abre-latas das defesas adversárias. A jovem Catarina Ascensão parece estar a subir de forma e fez um excelente jogo contra a sua ex-equipa. A equipa de Duarte Freitas está claramente em crescendo e não restam dúvidas que o campeonato se vai decidir no dia 19 de Maio, em Lagos, quando se defrontarem os dois únicos candidatos ao título.

Finalmente, num duelo para a sobrevivência, o Maiastars praticamente assegurou esse passaporte ao vencer em Alcanena. A formação da Maia tem tido a grande virtude de saber gerir finais de partida equilibrados e conseguir quase sempre vencer nessas circunstâncias. Neste encontro Renata Pereira esteve em destaque não apenas pelos golos mas pela clarividência das suas opções e, uma vez mais, a sua baliza esteve excelentemente bem guardada. Quanto ao Jac, as suas rematadoras estiveram claramente desinspiradas e no estilo de jogo desta jovem equipa isso é um enorme problema e apenas Vera Gorjão teve boa eficácia de 1ª linha. O Jac continua a lutar pela permanência e acreditamos que o seu jogo em casa diante do Cale pode ser decisivo para isso.

Críticos Femininos

Informação - Belenenses

BELENENSES
O Noticias

quarta-feira, 25 de abril de 2012

Nomeações – EHF – 2011 / 2012 – XVI

NOMEAÇÃO DE PRESTIGIO

A EHF, procedeu a uma nomeação de prestígio para Portugal, ao nomear um Delegado Português, para um dos mais importantes jogos dos 1/4 Final da Liga dos Campeões Europeus Masculinos.

Nomeações:

Delegados

António Goulão Foi nomeados para o jogo da 2.ª Mão dos 1/4 Final da Liga dos Campeões Masculina, a disputar entre o BM Atletico Madrid (Espanha) e o RK Cimos Koper (Eslovénia), em 28-04-12, em Madrid.

Ao nomeado desejamos as maiores Felicidades.

O Regras

Informação - Alpendorada

II Torneio Internacional de Andebol Feminino

Festas de S. João 2012, em Alpendorada, Marco de Canaveses, na bonita região do Douro
O Noticias

Informação - Clubes - Diversos

BATALHA AC
O Noticias

terça-feira, 24 de abril de 2012

PO03 – Crónica de Fim de Semana – 25 – 2011 / 2012

Breve crónica da Fase Final da PO03.

PO03 – Campeonato nacional da 3.ª Divisão Seniores Masculinos

Zona Sul - 3º- Jornada
Fase Final
Ílhavo 22 - 23 Boa Hora
NA Samora Correia 21 -
28 Modicus ACD Monte 25 - 23 Zona Azul

A vitória do Boa Hora em Ílhavo pela diferença mínima, é quanto a nós o principal facto desta jornada, mas devemos recordar que o Boa Hora vencia ao intervalo por 17-11, permitindo uma forte reacção da equipa local, este resultado permitiu á equipa de Lisboa isolar-se no comando da Fase Final, embora ainda estejamos longe do final e certamente “muita tinta” irá correr ainda. Em Samora Correia, os locais sofreram nova derrota, num encontro onde apenas conseguiram equilibrar durante os 30 minutos iniciais (13-13 ao Intervalo), para a equipa do Modicus arrancar em definitivo cerca dos 40 minutos quando colocou o resultado em 18-16 a seu favor, vencendo por uma margem que não deixa dúvidas da sua superioridade neste encontro. Por fim num jogo marcado pelo número de exclusões (16) e com 3 desqualificações, o Monte obteve a sua primeira vitória, diante um Zona Azul, continua a dar uma “pálida imagem”, do que pode produzir, sendo ao fim 3 jornadas a única equipa sem qualquer ponto positivo. Recorda-se que nesta Fase apenas duas equipas ficarão de fora, já que nos termos regulamentares sobem as 4 primeiras classificadas à 2.ª Divisão. Classificação, após esta jornada – 1.º Boa Hora (9 pontos), 2.º Ílhavo e Modicus (7 pontos), 4.º NA Samora Correia e ACD Monte (5 pontos), 6.º Zona Azul (3 pontos).

O Noticias

Informação - Clubes - Diversos

A.A.ESPINHO
O Noticias

segunda-feira, 23 de abril de 2012

Crónica de Fim de Semana No Feminino – 19 – 2011 / 2012

Crónica exclusivamente dedicada ao Feminino, Fase Final.

PO09 – Campeonato Nacional da 1.ª Divisão Seniores Femininos.

Fase Final - Resultados
13.ª Jornada
CS Madeira 31 – 23 CA Leça (Antecipado)
Madeira SAD 28 – 18 Maiastars "B" (Antecipado)
Colégio Gaia 34 - 33 JAC - Alcanena
Juventude Lis 22 - 17 João Barros
Alavarium 27 - 32 Gil Eanes

Uma jornada com apenas 3 jogos conseguiu ser uma das mais interessantes do campeonato e colocou o ponto final no sonho do Colégio João de Barros em ser campeão.

A Juve Lis venceu o Colégio João de Barros e, tal como já tinha acontecido na derrota em Aveiro diante do Alavarium, o Colégio João de Barros esteve sempre atrás e nunca esteve em causa a vitória da Juve Lis que foi sempre superior ao Colégio João de Barros. O grande destaque vai para a baliza da Juve Lis que esteve muito bem guardada e, sobretudo, mostrou conhecer os vícios de remate das jogadoras do Colégio João de Barros. Já é normal nos jogos entre estas duas equipas, as defesas conseguirem anular os ataques face ao bom conhecimento do jogo que possuem uma da outra mas, neste jogo, a equipa da Juve Lis esteve simplesmente impecável em termos de disciplina táctica e a juvenil Ana Gante mostrou que não é preciso ser-se muito experiente para se poder jogar a alto nível. A Juve Lis que vinha revelando muitas fragilidades, conseguiu aqui fazer uma grande exibição e mostrar que vai lutar até ao final por repetir o 4º lugar da época passada. Quanto ao Colégio João de Barros, o sonho do título acabou naquela que, provavelmente, foi a pior exibição da época. Diríamos que apenas Helena Corro esteve ao seu nível e algumas jogadoras parecem cansadas. Provavelmente, nesta altura da época, começa a notar-se a diferença da equipa da Meirinhas para os principais candidatos ao título pelo facto de praticamente treinarem apenas uma vez por semana. Depois da derrota em Aveiro, a equipa parece que perdeu força e no Sábado jogou sem entusiasmo. Quando parecia ter tudo para discutir o título, o Colégio João de Barros deita tudo a perder com estas duas derrotas /extra.

Em Lagos, o jogo foi muito mais equilibrado do que se imaginava. O Alavarium desde ano é capaz do pior e do melhor e se tem perdido com as equipas mais fracas tem equilibrado os jogos com as melhores equipas, algo difícil de entender. Em Lagos teve Maria Loura muito inspirada, mas a equipa continua a sentir a falta da sua pivot Catarina Martins. O Alavarium continua numa zona da classificação muito perigosa e jogasse sempre como fez no Algarve e certamente não estaria assim. No Gil Eanes, o grande destaque é o regresso de Vera Lopes, o que é uma grande notícia para as bicampeãs nacionais. Ana Seabra marca o ritmo de todo o jogo, mas neste jogo foi Dulce Pina que mostrou estar perto do seu melhor e a pivot Mariama Samo que parece cada vez mais adaptada ao jogo das algarvias. Independentemente do resultado do Colégio João de Barros / Gil Eanes, será no Gil Eanes / Madeira Sad que o título se decidirá e será o jogo mais quente do ano.

Finalmente, em Gaia, o jogo deu-nos razão quando dizemos que há 5 equipas a lutar para não ficar no lugar que dá acesso à despromoção. Apesar do Colégio ter estado a liderar na maior parte do encontro, a reacção final do JAC colocou o resultado final em apenas um golo de diferença. A melhor jogadora em campo foi Helena Soares e a pivot gaiense mostrou bem porque é uma das melhores jogadoras do campeonato, num jogo em que Sara Andrade fez mais uma excelente exibição e tem aproveitado a oportunidade de não estar tapada por outras jogadoras esta época para mostrar todos os recursos técnicos que possui. Com esta vitória, o Colégio de Gaia ganha uma pequena folga na luta pela manutenção mas não está livre de perigo até porque tem um calendário muito difícil até ao final. Quanto ao JAC, mais um jogo fantástico de Vanessa Oliveira que impressiona, pela sua juventude, ter a potência muscular que tem. Neuza Valente falhou mais do que o habitual mas, ainda assim, voltou a ser uma peça chave na equipa de Alcanena. O JAC continua no último lugar mas é a equipa que tem melhor calendário até ao final, o que preocupa os 4 clubes que estão acima na classificação. Parece que a luta pela despromoção continuará até à última jornada e são 5 os candidatos.

Críticos Femininos

Crónica de Fim de Semana – 20 – 2011 / 2012 - III

Crónica de fim-de-semana dedicada à PO04.

PO04 – Campeonato Nacional da 1.ª Divisão Juniores Masculinos.

20. ª Jornada – Resultados
ABC 31 – 16 Benfica
São Bernardo 32 – 30 Belenenses
Marítimo 33 – 23 SC Espinho
Xico Andebol - Ginásio Sul (Não compareceu)
Águas Santas 32 – 27 Sporting
AC. São Mamede 29 – 35 FC Porto

Apurados para a Fase Final – Benfica, Sporting e FC Porto
Descem de Divisão – Ginásio Sul e SC Espinho

Dois dos lugares na Fase final já decididos desde a última jornada (Benfica e Sporting), e com o uma das descidas já igualmente definida (Ginásio Sul), esta jornada tinha como principal interesse os jogos em que se encontravam envolvidas as equipas, que matematicamente ainda tinham hipóteses de apuramento (FC Porto, ABC, Belenenses, Marítimo e Águas Santas), e de igual modo o encontro em que envolvia o SC Espinho, pois a derrota da equipa do Norte na Madeira, conforme se veio a verificar, significava a sua descida de divisão. Por sua vez o Ginásio do Sul, não compareceu em Guimarães, sendo provavelmente penalizado com a respectiva Falta de Comparência, que em termos pontuais não fará grande diferença, pois já se encontrava “condenado” à descida de divisão. O ABC “cilindrou” o Benfica, num jogo onde ao ABC apenas interessava vencer, para se manter na discussão pelo apuramento para a Fase Final (No nosso entender praticamente garantida), num jogo em que a equipa encarnada foi uma sombra de si mesmo, efectuando uma exibição pouco mais que desastrosa, com a equipa Minhota a vencer ao intervalo por 14-5. De destacar neste encontro os 15 golos marcados pelo jovem Virgílio Pereira do ABC. Em Aveiro mais propriamente dito em São Bernardo os locais venceram a equipa do Belenenses, num jogo quase equilibrado, mas com os locais a conseguirem uma superioridade no marcador nos segundos 30 minutos, com esta derrota a equipa do Restelo ficou definitivamente afastada dos lugares de acesso à Fase Final. O FC Porto ao vencer por uma margem relativamente folgada a AC São Mamede, garantiu a sua presença na Fase Final, onde os 13 golos de Diogo Pereira do São Mamede não foram suficientes para levar de vencida a equipa do FC Porto. O Águas Santas ao vencer o Sporting, mantem pelo menos matematicamente junto com a equipa do Marítimo a esperança de discutir o apuramento para a Fase Final. A Classificação ficou assim ordenada, 1.º Benfica (51 pontos), 2.º Sporting (50 pontos), 3.º FC Porto (49 pontos), 4.º ABC (47 pontos), 5.º Marítimo e Águas Santas (43 pontos), 7.º Belenenses (42 pontos), 8.º AC. São Mamede (39 pontos), continua sem vencer o Ginásio Sul.

O Noticias

Crónica de Fim de Semana – 30 – 2011 / 2012 - I

Esta crónica relativa á PO01.

PO01 – Campeonato Nacional da 1.ª Divisão Seniores Masculinos.

Fase Final

Grupo “A”
6.ª Jornada
Águas Santas 28 - 27 Sporting
Benfica 29 - 31 ABC
FC Porto 24 – 24 Madeira SAD

Jornada que se iniciou com a antecipação do Águas Santas / Sporting, pelo motivo de a equipa do Sporting jogar no fim de semana para a Challenge CUP, e que terminou a vitória do Águas Santas pela diferença mínima, num jogo de grande equilíbrio, com o técnico do Sporting a fazer “poupanças” de plantel que não se entendem, no entanto o Sporting que chegou a ter 3 golos de vantagem a cerca de 5 minutos do fim (27-24), sofrendo nos 5 minutos finais um parcial de 4/0, sendo o momento decisivo do encontro a intervenção de António Campos aos 58 minutos ao defender um remate de Frankis Carol, com Albano Lopes a transformar-se na figura do jogo ao marcar os dois últimos golos do Águas Santas, sendo o golo da vitória foi concretizado a 1 segundo do final. De destacar ainda no Águas Santas a prestação do jovem Mário Lourenço (6 golos), e de Hugo Figueira e João Pinto (7 golos) no Sporting. A grande surpresa da jornada veio da Luz, onde o Benfica sofreu uma derrota diante a equipa do ABC, que se encontra no último lugar do Grupo “A”, com esta derrota a equipa encarnada hipotecou qualquer esperança que eventualmente ainda tivesse de chegar a título Nacional. O Jogo foi de um grande equilíbrio, com os minhotos a aproveitar quase todas as oportunidades que tiveram, pois Ricardo Candeias (43% de eficácia), mais uma vez esteve muito bem. O Benfica apesar de ter estado grande parte dos primeiros 30 minutos no comando do marcador, nunca teve uma vantagem superior a 2 golos, chegando ao intervalo a vencer por 15-14. O ABC apenas passa pela primeira vez para o comando do marcador aos 40 minutos de jogo através de um golo de contra ataque de Pedro Seabra (7 golos) que realizou uma excelente exibição a marcar e a fazer jogar. A equipa Minhota chegou a ter uma vantagem de 4 golos aos 53 minutos (28-24), controlou o marcador nos últimos minutos do encontro, de referir que os Lisboetas estiveram 8 minutos sem concretizar (dos 45 aos 53 minutos). No Aba de destacar ainda José Pedro Coelho (8 golos) que também realizou uma excelente partida. No Benfica além do já referido Ricardo Candeias, uma referencia especial para o David Tavares (10 golos), que foi o marcador de serviço, e para o jogo de sacrifício de José Costa (6 golos). A jornada terminou, com um empate entre o FC Porto e o Madeira SAD. A Classificação após esta jornada ficou assim ordenada, 1.º FC Porto (47 pontos), 2.º Benfica e Madeira SAD (40 pontos), 4.º Sporting e Águas Santas (38 pontos), 6.º ABC (35 pontos).

FC Porto 24 – 24 Madeira SAD

Realizou-se no Dragão Caixa com uma boa assistência, o último jogo da jornada, onde o FC Porto, defrontou o Madeira SAD a única equipa que nesta fase tinha “roubado” pontos á equipa nortenha. O Madeira SAD demonstrou o motivo de se encontrar nesta Fase, e porque é a duas épocas seguidas o vice campeão, e ao mesmo tempo a forma superior como é orientado. O FC Porto iniciou o encontro com a sua forma habitual uma defesa agressiva , partindo rapidamente para o contra ataque ou em ataques rápidos com grande eficácia, e com uma excelente recuperação defensiva, o Madeira SAD, embora estivesse bem defensivamente nunca conseguiu usar uma das suas armas o contra ataque durante os primeiros 30 minutos, período em perdeu várias bolas no ataque planeado, e onde João Antunes esteve particularmente infeliz na recepção das bolas que lhe eram passadas, desta forma o FC Porto ganhou ascendente no marcador o que lhe permitiu chegar ao intervalo a vencer por 5 golos de diferença (13-8), referir ainda que o Madeira SAD, perdeu por lesão um dos seus mais influentes atletas o jovem Hugo Rosário cerca dos 20 minutos de jogo. Recomeço do encontro com o FC Porto a colocar a sua vantagem em 7 golos (16-9) aos 33 minutos, no entanto a equipa Insular apresentando-se com uma atitude totalmente diferente, com melhoria no sistema defensivo, onde se registou um aumento positivo da agressividade, permitiu-lhe efectuar um parcial de 5/0 colocando o resultado em 16-14 aos 38 minutos, a partir deste momento entrou-se numa toda de equilíbrio, com a equipa Portista a sentir a responsabilidade, cometendo vários erros, que nunca lhe permitiram distanciar-se no marcador, na nossa opinião e quando o resultado se encontrava em 24-22 a favor da equipa do FC Porto, um livre de 7 metros não concretizado  cerca dos 28 minutos, foi o momento crucial da partida, pois na resposta o Madeira SAD coloca o marcador em apenas 1 golo de diferença, com Nuno Silva a marcar o golo da igualdade a 1 segundo do fim do jogo, através de um lance preparado. No FC Porto Gilberto Duarte (6 golos) a marcar e assistir foi a sua principal figura, assim Dario Andrade (6 golos) em nítida subida de forma. No Madeira SAD, quanto a nós o principal destaque é o seu conjunto. O encontro foi arbitrado e bem pela dupla de Leiria Flávio Carvalho / João Malhado, que só atingem nota máxima, porque depois de já terem aplicado diversas sanções disciplinares e quando nada o justifica se interrompa o jogo para fazer avisos verbais. Em relação a esta dupla, não entendemos como têm sido tão poucas vezes utilizada em jogos de grau de dificuldade similar a este.

Grupo “B”
6.ª Jornada
SC Horta 38 - 31 Xico Andebol
Ismai 38 - 44 Belenenses
AC Fafe 30 - 27 São Bernardo

Um encontro que se tornou o centro de atenção da Jornada deste Grupo, pelos números com terminou, estamos a referir-nos ao Ismai / Belenenses, que deve desde já dizer-se se realizou no Restelo, e não na Maia como se poderia supor, foi um jogo sem preocupações defensivas, e mais equilibrado do que o resultado deixa transparecer, ao intervalo registava-se uma igualdade a 20 golos, na equipa do Belenenses apenas não concretizaram os dois guarda redes, grande eficácia das duas equipas na utilização do contra ataque. No Belenenses destaca-se Pedro Delgado (6 golos) com uma eficácia de 86%, no Ismai Sérgio Martins com 11 golos foi o marcador de serviço na equipa Maiata. O SC Horta confirmou o bom momento que atravessa (sem derrotas nesta fase), ao vencer o Xico Andebol, num encontro onde esteve sempre na frente do marcador, com a equipa de Guimarães, a apenas oferecer réplica nos segundos 30 minutos, o contra ataque foi utilizado pelas duas equipas com grande eficácia. No Horta mais uma vez o “eterno” Yuriy Kostetsky (7 golos) e a eficácia de Nelson Pina com 6 golos são o nosso destaque na equipa Açoriana, na equipa do Xico Andebol Gustavo Castro (7 golos) foi a sua principal figura. Defrontaram-se as duas equipas classificadas nos dois últimos lugares o AC Fafe / São Bernardo, que terminou com a vitória da equipa de Fafe, que assumiu o comando do marcador cerca dos 5 minutos para não mais o largar até final do encontro, a sua vantagem máxima atingiu os 6 golos (por exemplo aos 37 minutos), mas embora permitindo alguma recuperação controlou sempre o marcador. Luís Nunes (9 golos) foi o marcador de serviço da equipa Minhota, enquanto no São Bernardo, a ausência de Daan Garcia é por demais evidente, embora Tiago Sousa (11 golos) e Hugo Silva (8 golos) terem sido os marcadores de serviço. Com este resultado a equipa de Aveiro começa a estar cada vez mais próxima da descida de divisão. A Classificação ficou assim ordenada, 1.º SC Horta (37 pontos), 2.º Belenenses (35 pontos), 3.º Xico Andebol (29 pontos), 4.º AC Fafe (26 pontos), 5.º Ismai (25 pontos), 6.º São Bernardo (22 pontos).

O Banhadas Andebol

domingo, 22 de abril de 2012

Crónica de Fim de Semana – 20 – 2011 / 2012 - II

Crónica de fim de semana dedicada á Fase Final da PO02.

PO02 – Campeonato Nacional da 2.ª Divisão Seniores Masculinos.

3.ª Jornada – Resultados
Fase Final
AC. São Mamede 31 - 27 Marítimo
Avanca 26 - 17 Camões
Académico FC 34 - 32 CD Marienses

Numa jornada, marcada pelo factor “casa”, regressou o equilíbrio que inicialmente se previa, e com a equipa do Avanca a regressar ás boas exibições e a vencer um Camões que apenas conseguiu manter algum equilíbrio no marcador até meio do primeiro tempo quando o marcador indicava 9-7 a favor do Avanca, depois foi um acumular de erros, o que permitiu aos locais a construção de um robusto resultado. Os Liceais, se querem na realidade jogar para subir, não podem falhar tanto nas ocasiões de 7 metros (6/0). A AC São Mamede, depois um empate nos Açores, recebeu a outra equipa Insular e venceu, parecendo-nos que está a iniciar um processo de recuperação, que irá transformar esta Fase Final, numa disputa de pleno equilíbrio. Por sua vez o Académico FC, venceu com alguma dificuldade a equipa Açoriana, num jogo com duas partes distintas, nos primeiros 30 minutos, total superioridade dos Academistas, chegando ao intervalo a vencer por 18-13, para uma total rectificação da equipa Insular nos segundos 30 minutos, trazendo outro equilíbrio ao marcador, destaque para Henrique Melo do Marienses com 11 golos, como curiosidade, e por ser um numero verdadeiramente anormal, os 13 livres de 7 metros assinalados a favor do Marienses. O Académico obteve a sua primeira vitória, e os Marienses são agora a única equipa sem vitórias. Classificação após esta jornada – 1.º Avanca, Marítimo e Camões (7 pontos), 4.º AC São Mamede (6pontos), 5.º Académico FC (5 Pontos), 6.º CD Marienses (4 ponto).
             
O Banhadas Andebol

sábado, 21 de abril de 2012

Competições Europeias 2011 / 2012 – XXIX

SPORTING VENCE JOGO DA 1.ª MÃO – CHALLENGE CUP

O Sporting, defrontou hoje em jogo da 1.ª Mão das 1/2 Finais da Challenge CUP o Wacker Thun da Suíça, tendo vencido por margem de apenas dois (2) golos, limitando fortemente as esperanças da equipa em estar presente na final da prova.

A equipa portuguesa, efectuou um jogou muito aquém do valor individual do seu plantel, e não fosse a soberba exibição de Hugo Figueira na baliza da equipa Lisboeta e provavelmente o “amargo de boca”, seria grande neste momento. O Conjunto de jogadores que o Sporting apresentou em campo, inicialmente com um sistema defensivo mais aberto e agressivo, com a equipa Suíça a jogar na defesa com um 6x0, bastante coesão, cometeu um a quantidade de falhas técnicas e de maus passes, que vêm no seguimento daquilo que tem produzido nos últimos encontros. Não entendemos como é possível uma equipa colocar 4 jogadores no espaço de poucos minutos na posição de central. A equipa Suíça, demonstrou ser um conjunto sólido, com princípios colectivos de jogo e que ataca de forma rápida e planeada. Na equipa do Sporting, para além do já referido Hugo Figueira na baliza, merece uma referência pela positiva o trabalho de Bruno Moreira (9 golos) no ataque. O Sporting apenas consegui passar para a frente do marcador cerca dos 53 minutos de jogo (27-26), lembrando que chegou a estar em desvantagem por 5 golos (18-13), e que na maioria das vezes em que se encontrou em superioridade numérica, nunca conseguiu tirar benéfico da mesma. Dirigiu o encontro a dupla Austríaca constituída por Radojko Brkic / Andrei Jusufhodzic , realizaram uma arbitragem com elevado grau de eficácia.

CHALLENGE CUP 1/2 Final

Resultado
1.ª Mão
Sporting 31 – 29 Wacker Thun
Calendário
2.ª Mão
Dia 28-04-12
Wacker Thun – Sporting (16H00)

Nota – Horas Portuguesas

O Banhadas Andebol

sexta-feira, 20 de abril de 2012

Europeu 2014 Masculino – Dinamarca - II

Depois de efectuado o sorteio da Qualificação 1, Hoje realizou-se hoje o sorteio da chamada Qualificação 2,onde já participa a selecção Portuguesa.

Foram constituídos 7 Grupos que disputaram o apuramento de 15 (equipas), para a Fase Final do Euro 2014, a que se juntará a Dinamarca na condição de País organizador.

Apuramento para a Fase Final – os 2 primeiros de cada grupo, mais a 3.ª melhor classificado entre todos os grupos, contando para esta escolha apenas os jogos disputados com as equipas classificadas em primeiro e segundo lugar em cada grupo.

O Sorteio foi efectuado tendo em linha de conta os apuramentos em número de 6 oriundos da Qualificação 1.
Portugal, ficou colocado num grupo extremamente forte, onde a Espanha será praticamente inacessível, a Macedónia poderá eventualmente estar ao nosso alcance, não nos devemos esquecer que participou recentemente nos grupos de acesso aos Jogos Olímpicos, onde foi derrotada pela Selecção do Brasil, na última jornada do grupo. A outra equipa do Grupo será o 1.º Classificado do Grupo B da Q1 (Grécia, Suíça, Itália e Grã-Bretanha). Neste momento as nossas dúvidas aumentam, pois não sabemos quem irá programar a actividade da Selecção Nacional partir de Julho. Com jogos a realizarem-se em fins de Outubro.

O formato de disputa é no sistema de TxT a duas voltas, por sete grupos de 4 equipas (cada equipa disputará 6 jogos).

Datas

Jornada 1 e 2 - de 31 Outubro a 4 Novembro 2012
Jornada 3 e 4 – de 3 a 7 Abril 2013
Jornadas 5 e 6 – de 12 a 16 Junho 2013

O Banhadas Andebol