gal vence

Fim de Semana com as Super Taças - Vamos encher os Pavilhões - mas com dignidade a Modalidade merece
Calendário e Resultados na Barra Direita

segunda-feira, 31 de outubro de 2011

Crónica de Fim de Semana No Feminino – 03 – 2011 / 2012

Crónica exclusivamente dedicada ao Feminino.

PO09 – Campeonato Nacional da 1.ª Divisão Seniores Femininos.
Resultados
3.ª Jornada
Zona 2
Santa Joana 18 – 33 João Barros
Zona 4
Colégio Gaia 33 – 21 Salgueiros 08

Esta é o resumo da jornada mais ridículo que escrevemos. Uma jornada deste campeonato tem 10 jogos. Este fim-de-semana, a data marcada para a 3ª jornada, jogaram-se apenas? 2! Porquê? Porque a selecção de Juniores A tinha estágio. Compreensível? Verdadeiramente incompreensível se pensarmos que este? Projecto de campeonato? Tem apenas 6 jornadas em 3 meses não conseguimos compreender como a FAP não conseguiu programar as coisas de forma a não coincidir com estes trabalhos de selecção.

Pensámos em adiar este resumo da jornada para quando estivesse mais jogos disputados, mas optámos por manter este mini-resumo da jornada para que se percebesse o ridículo da situação.

Um dos jogos da jornada foi um desinteressante Colégio de Gaia? Salgueiros. A superioridade da equipa de Paula Castro foi evidente desde o primeiro minuto e ao intervalo já vencia por 11 golos, sendo a segunda parte apenas para rodar jogadoras menos utilizadas. Destaque para as atiradoras Vanessa Silva e Fernanda Carvalho de uma equipa que se vencer o próximo jogo diante do São Bernardo carimba o passaporte para a fase final. O Salgueiros continua sem vencer e a equipa, sem Soraia Durão, torna-se uma das mais fracas da competição.

O outro jogo do fim-de-semana prometia ser interessante. O Santa Joana recebia o Colégio João de Barros, mas o interesse do jogo resumiu-se aos primeiros 10 minutos, enquanto o Santa Joana conseguiu equilibrar o jogo. A partir daí, as terceiras classificadas do campeonato passado puxaram dos galões, mostraram porque são uma das melhores defesas da competição e alargaram o resultado até aos 15 golos de diferença.

Helena Corro que costuma brilhar sobretudo defensivamente, desta vez aliou a isso um excelente jogo ofensivo e foi a melhor jogadora em campo. Também Joana Biel (a eficácia desta jogadora é impressionante) e Inês Catarino estiveram muito bem, mas não nos podemos esquecer de Carolina Costa, de regresso à modalidade, que parece estar a caminho dos seus grandes tempos de Guarda-redes.

O Santa Joana mostrou uma incapacidade ofensiva muito preocupante. Defensivamente, a equipa tem estado muito fraca, mas neste jogo também mostrou inúmera fraqueza ofensiva, onde apenas Marlene Pinto tem capacidade para incomodar as adversárias, embora use e abuse de algum individualismo. O Santa Joana, a meio desta primeira fase, está numa situação na tabela muito preocupante e nem o excelente leque de jogadoras lhes parece valer. Algo vai mal nesta equipa e num campeonato tão curto quem erra assim pode ficar pelo caminho.

Até à próxima jornada, irão realizar-se os outros que ficaram por realizar, ou seja, quase todos?

Críticos Femininos

Crónica de Fim de Semana – 05 – 2011 / 2012 - III

Breve crónica de fim-de-semana dedicada à PO04.

PO04 – Campeonato Nacional da 1.ª Divisão Juniores Masculinos.
5. ª Jornada – Resultados
Xico Andebol 25 – 30 ABC
FC Porto 32 – 21 SC Espinho
Ginásio Sul 25 – 27 Belenenses
Benfica 23 – 20 Marítimo
Águas Santas 35 – 25 A. São Mamede
Sporting 40 – 19 São Bernardo 

Uma jornada, com alguns jogos de interesse competitivo, como o derby minhoto, que colocava frente a frente o Xico Andebol e o ABC, que terminou com a vitória dos Bracarenses, que já venciam ao intervalo por 15-12, por sua vez o Xico continua a ser a única equipa a contabilizar só derrotas. O Benfica líder da prova só com vitórias, recebeu e venceu os insulares do Marítimo, com alguma dificuldade, continuando no comando da prova sendo a única equipa, só com vitórias. O Belenenses deslocou a margem sul do Tejo, para defrontar o Ginásio do Sul, vencendo com grande dificuldade. O Águas Santas recebeu e venceu sem dificuldade a Académica de S. Mamede, mantendo-se desta forma apesar de ainda se ir apenas na 5.ª jornada, na luta pelos lugares de apuramento, da mesma forma que o Sporting recebeu e venceu copiosamente um S. Bernardo, distante de que costuma produzir neste escalão, neste encontro a dupla Barrão / malhão concretizou 21 golos. O FC Porto, recebeu e venceu folgadamente o SC Espinho, confirmando que é um dos principais candidatos ao apuramento. A prova é comandada pelo Benfica, só com vitórias.

O Noticias

domingo, 30 de outubro de 2011

Crónica de Fim de Semana – 06 – 2011 / 2012 - II

Crónica dedicada á PO02. 

PO02 – Campeonato Nacional da 2.ª Divisão Seniores Masculinos.
6.ª Jornada – Resultados
Zona Norte
Resende Andebol 18 – 30 FC Infesta
Avanca 29 – 28 Académico FC
AC Sismaria 33 – 20 Alavarium
ST Tirso 30 – 27 Santana
SP Oleiros 30 – 24 A. São Mamede

O FC Infesta, conquistou a sua primeira vitória na prova, depois do empate obtido na ornada anterior, foi a Resende vencer, diga-se sem grande surpresa a pertença Selecção de Juniores “B”, por uma margem bastante folgada. O Avanca, recebeu o Académico FC e venceu pela margem mínima, num jogo equilibrado, mas com um número de exclusões fora do normal (19), com este resultado o Avanca é a única equipa da zona sem derrotas. O Sismaria, em Gândara, venceu o Alavarium por um concludente resultado, mas apenas construído nos segundos 30 minutos. O ST Tirso, continua a fazer uma excelente prova, vencendo desta vez em casa, um dos grandes favoritos (pelo menos, o plantel mais reforçado) ao apuramento o Santana. A Académica de São Mamede, deslocou-se a Oleiros, onde sofreu a sua primeira derrota, deixando assim o comando da prova ao Avanca, que comanda sem derrotas.

Zona Sul
Alto Moinho 28 – 30 Vela Tavira
ADC Benavente 23 – 22 Paço Arcos
Marítimo 26 – 24 Passos Manuel
Vitória FC 22 – 21 Ginásio Sul
CD Marienses 30 – 29 Camões

Jornada, que teve como nota dominante o equilíbrio de resultados em todos os jogos. Na Madeira a equipa local ia sendo surpreendida por um Passos Manuel, que deu constantemente luta, chegando inclusive ao intervalo a vencer (12-10). Em Benavente os locais conquistaram a sua segunda vitória, diante o Paço Arcos pela margem mínima, num jogo em que nos primeiros 30 minutos a equipa de Paço Arcos vencia por 13-8. Em Setúbal, o Vitória obteve a sua terceira vitória caseira e a segunda pela diferença mínima, desta vez sobre o Ginásio do Sul que sofreu a sua segunda derrota, num jogo onde o veterano Francisco Bacalhau (12 golos), foi mais uma vez preponderante. O Vela Tavira deslocou-se ao Alto Moinho, e venceu os locais, num jogo onde apesar da diferença apertada, nunca sentiu grandes dificuldades. Finalmente o Marienses / Camões, que terminou com dificílima vitória dos Açorianos, pela diferença mínima. Continua no comando o Marítimo só com vitórias.

O Banhadas Andebol

Crónica de Fim de Semana – 10 – 2011 / 2012 - I

Crónica relativa à 10.ª Jornada.

PO01 – Campeonato Nacional da 1.ª Divisão Seniores Masculinos.

10.ª Jornada – Resultados
Madeira SAD 26 – 27 Águas Santas
São Bernardo 29 – 24 Ismai
ABC 26 – 23 Belenenses
AC Fafe 19 – 30 Sporting
SC Horta 26 – 28 FC Porto
Benfica 41 – 21 Xico Andebol

A semana começou com a realização do jogo em atraso da 2.ª jornada SC Horta / AC Fafe, mas disputado em Fafe, e que terminou com a vitória dos Insulares pela diferença mínima, com um golo de Rui Barreto ao terminar os 60 minutos. Depois deste jogo a 10.ª Jornada, contem alguns jogos com interesse, como o Madeira SAD / Águas Santas, que terminou com a vitória da equipa de Águas Santas pela diferença mínima, num encontro, pautado pelo equilíbrio e diversas alterações de comando no marcador, com a equipa Madeirense através de Nuno Silva a falhar a execução de livre de 7 metros aos 60 minutos rematando à trave. Mais uma vez a equipa Nortenha, apenas utilizou 8 jogadores, numa situação que poderá mais cedo ou mais tarde ter “custos” desportivos. Nos madeirenses Nuno Silva com 7 golos foi o marcador de serviço, com Ferraz muito abaixo da sua produção. No Águas Santas Pedro Cruz e Nuno Pimenta foram os marcadores de serviço com 7 golos. No jogo disputado em Aveiro a equipa local o São Bernardo obteve a sua segunda vitória na prova ao vencer o Ismai, num jogo em que os Maiatos até comandaram o marcador nos primeiros 13 minutos, para depois estarem cerca de 8 minutos sem concretizar o que permitiu aos Aveirenses colocarem-se na frente do marcador, com um diferencial de 5 golos aos 22 minutos (13-8), para não mais o largar, chegando a desfrutar de 7 golos de diferença (p.ex- 29-22 aos 58 minutos).Desta vez no São Bernardo, o homem do jogo foi João Vilar com 11 golos e 3 assistências. No Ismai pela positiva Daniel Costa com 7 golos. Em Fafe, o Sporting venceu os locais por um resultado esclarecedor da sua superioridade, que apenas foi confirmada nos segundos 30 minutos, pois aos 5 minutos os lisboetas perdiam por 3-0, apenas conseguindo a frente do marcador aos 10 minutos de jogo. No Sporting Pedro Soalha voltou a ser mortífero no contra ataque, cotando-se como o melhor marcador da sua equipa com 9 golos, e Hugo Figueira com 50% de eficácia foi um dos grandes obstáculos do ataque do AC Fafe onde Cláudio Mota, esteve abaixo do esperado, já João Ferreira com 4 golos em 4 acções de 2.ª linha esteve em destaque. No pavilhão da Luz o Benfica recebeu o Xico Andebol e venceu facilmente os vimaranenses, num jogo sem história e de sentido único, onde ao intervalo, o Benfica já vencia por 23-9. De destacar que na equipa do Benfica foram utilizados todos os jogadores, e que todos os jogadores campo concretizaram. No último jogo da jornada, o FC Porto foi vencer à Horta a equipa local, num encontro quase sempre comandado pela equipa do Porto, apesar do equilíbrio que se registou no final, o FC Porto chegou a possuir cinco golos de vantagem (16-11) aos 22 minutos. NO SC Horta , salientaram-se Austris Tuminskis (8 golos) e Yuriy Kostetsky (7 golos) , sendo Pedro Spínola o marcador do FC Porto ( 7 golos).. Comanda a prova Benfica e Águas Santas com 27 pontos, e já garantiram lugar na Supertaça em Portimão, Benfica, Águas Santas, FC Porto, Sporting e ABC, estando apenas por decidir o 6.º lugar.

ABC 26 – 23 Belenenses

Jogo disputado em Guimarães, em virtude de o piso do Flávio Sá Leite ter ficado em mau estado após o temporal que assolou a cidade de Braga. Espectadores eram poucos, mas animados no seu apoio à equipa Bracarense. Foi jogo de grande equilíbrio, principalmente durante os primeiros 42 minutos, com a equipa do Belenenses a criar grandes problemas ao ataque do ABC, com as constantes alterações do sistema defensivo, nunca permitindo uma adaptação plena por parte dos bracarenses. Por sua vez a equipa do Restelo, também sentia grandes dificuldades no seu ataque planeado, face à forma como o ABC defendia, e com Elledy Semedo em dia não, o intervalo chegou com o ABC na frente do marcador (12-11). Com o Belenenses a acusar uma quebra física, que levou a uma nítida perca de discernimento, o ABC chega aos 24-19 (maior diferença em todo o encontro) cerca dos 53 minutos. Nos azuis de Lisboa, destaque para Ruben Pacheco (8 golos), e na nossa opinião para o jovem Belone Moreira, pelo que jogou e fez jogar, no ABC, Tiago Pereira (6 golos), fez os possíveis por dizer quais os motivos de ter sido chamado à selecção, e Humberto Gomes com 46% de eficácia foram as figuras de destaque na nossa opinião. Dirigiu o encontro a dupla Internacional de Leiria Roberto Martins / Daniel Martins, que na nossa opinião tiveram uma actuação a roçar o mau, pois desde a conduta para com o adversário que não foi sancionada, aos critérios Disciplinares incoerentes, até às faltas do Atacante com e sem bola, que nunca foram sancionadas, houve de tudo um pouco. Esperamos que nos jogos que vão dirigir na EHF, tenham outra conduta.

O Banhadas Andebol

sábado, 29 de outubro de 2011

Desportista do Ano – 2011- I

A Confederação do Desporto de Portugal, organiza a 16:ª Gala do Desporto, no próximo dia 8 de Novembro, é uma iniciativa que vai distinguir os desportistas que mais se evidenciaram na época desportiva finda.

Este ano subordinado ao tema “CPLP- a Língua une, o Desporto reforça”, tendo em vista a divulgação dos Jogos Desportivos da CPLP que se realizam em Portugal em Julho de 2012.

Foi concluída a escolha dos nomes dos cincos candidatos a melhor atleta masculino, melhor atleta feminino, melhor treinador, melhor equipa e jovem promessa, sobre os quais irão recair as votações, feitas desde 27 de Outubro, online em http://galacdp.sapo.pt/votacao/ , até 8 de Novembro.

Os “Desportistas do Ano”, que serão divulgados em Cerimónia a realizar no Casino do Estoril.

O Andebol, teve um finalista escolhido na categoria de treinador.

Treinador – Filomena Santos (Seleccionadora de Juniores B Femininos)
Depois das diversas indicações efectuadas pela Federação, apenas nos resta a designação de treinador do ano. Vamos a votos.

O Banhadas Andebol

sexta-feira, 28 de outubro de 2011

Bola No Ângulo – Crónica VI

As equipas B

O novo regulamento para as equipas B (ou clubes com mais do que uma equipa por escalão) foi já abordado na blogosfera. Urge, no entanto, discutir esta questão mais incisivamente e sobretudo reflectir o papel dos clubes neste processo.

Uma vez mais a Federação, na minha opinião, dá sinais de falta de competência. Esta modificação regulativa é desadequada para a realidade do nosso andebol, com a agravante de ter acontecido num tempo dúbio. Não esqueçamos que esta alteração acontece, coincidentemente, depois de alguns clubes terem prevaricado ou contornado o regulamento anterior com a utilização indevida de atletas da equipa A na equipa B (clubes esses que não foram punidos).

A criação das equipas B aconteceu, presumo, com o objectivo de captar mais atletas para a modalidade, aumentar o sucesso na selecção de talentos e também como ferramenta pedagógica de formação, tudo isto, sem comprometer a verdade desportiva.

Neste sentido, o novo regulamento levanta desde já dúvidas no plano ético. Será justo um clube possuir dois clubes na mesma divisão? Depois, todos os outros objectivos são postos em causa, principalmente o mais importante, a componente pedagógica. Vejamos exemplos práticos.
  • Um escalão de iniciados de um clube com 24 atletas e com direito a participar no campeonato nacional dificilmente criará uma equipa B. Com este modelo o clube fica demasiado exposto à mínimo erro. Se tiver um conjunto de atletas lesionados, indisponíveis ou que desistam ficam sem quórum. O que acontece é que o treinador começa a excluir atletas porque não consegue gerir um plantel tão grande para uma equipa só. Os atletas desistem. No modelo antigo isto não acontecia. O clube inscrevia o mínimo de atletas na equipa A e ia gerindo a idas dos atletas da equipa B à equipa A. O facto de todos os atletas terem mais oportunidade de jogar fazia com que se criasse uma sinergia propícia à entrada de novos atletas. 
  • Como sabemos o escalão de infantis é premente a muitas entradas de novos jogadores. Imaginemos que o clube x decide fazer duas equipas. Os treinadores são obrigados a fazer a divisão. Ao longo do ano começa-se a observar que alguns atletas da equipa B começam a evoluir e a chegar ao nível dos da equipa A. O treinador neste caso fica impedido de o fazer transitar para um ambiente mais adequado ao seu nível. O mesmo principio se aplica para o treinador que pretende castigar um atleta seu ou premiar um da equipa B. Outro exemplo, se dois ou três jogadores dos infantis A desistem, o clube não os pode substituir por outros atletas da equipa B. Tem que integrar dois ou três jogadores sem qualquer tipo de experiência na equipa mais competitiva.
Este regulamento não serve se o objectivo é ter mais e melhor formação justamente porque subverte os objectivos da criação das equipas B. Compreendê-lo-ia única e exclusivamente caso houvesse em Portugal 20 clubes magistrais a trabalhar a formação e que tivessem uma segunda equipa no escalão com um nível muito superior às restantes equipas. Coisa que em Portugal não se passa. Teria sido melhor manter como estava.

Mais grave ainda é como os clubes aceitam isto passivamente. A impressão empírica que tenho é que ninguém está de acordo com isto. Se assim é porque é que os Presidentes dos Clubes ou os directores de modalidades não se organizam para obrigar a FAP a recuar nesta medida (e noutras). A FAP existe porque existem clubes e não o contrário.

Renato Miranda

Estagio – Juniores A - Masculinos

O Portal da FAP, noticia em 27-10-11, a realização de um estágio da Selecção de Juniores “A” Masculinos de 02 a 06-11-11 em Rio Maior.

Especifica que os objectivos deste estagio é a disputa do apuramento para o Europeu de Sub 20 Masculino em 2012, que será disputado em principio em Abril, embora ainda seja desconhecido a constituição de grupos, embora se saiba que a Fase final, será disputada de 5 a 15-07-12 (datas planeadas), em Ankara na Turquia.

Embora, seja nossa opinião que no momento actual, a FAP, já deveria ter feito uma séria revisão destas actividades, conforme referido em anterior texto. Ao sermos confrontados com esta convocatória, deparamo-nos, com algumas curiosidades relacionadas com a identificação dos atletas.

Senão vejamos:

Na convocatória dos Juniores “B”, são convocados dois atletas, Miguel Batista, CIPA 164041, Clube Salvaterra de Magos, e Belmiro Alves, CIPA 166372, Clube FC Porto. Agora nesta convocatória, e estranhamente o seu clube alterou-se, passando a ser RESENDE AND. (ver imagem)
Será que se verificaram transferências a meio da época?
Ou estaremos diante uma “esperteza”?

Já agora, quem serão os atletas com o mesmo nome dos identificados, mas com os números CIPA, 205110 e 205117 ?

O Noticias

Informação - Clubes - Diversas

BATALHA AC
ABC
O Pavilhão é do F. Holanda
O Noticias

quinta-feira, 27 de outubro de 2011

O Andebol e a Crise

O Jornal a Bola de 26-10-11, publica um excelente artigo, cujo conteúdo encerra o grave problema da diminuição das verbas estatais destinadas às actividades das Federações desportivas através do Orçamento de Estado. Esperávamos nós que a FAP, também tivesse problemas, mas por aquilo que lê-mos, parece-nos que o único problema está relacionado com as viagens às ilhas…Será?

 Vejamos: 

·         Será que os apoios Camarários continuam, sem alterações?

·         Será que a verba consumida com o chamado projecto Resende se justifica e tem bases de sustentação económica/financeira.

·         Será que não se justifica uma clara revisão do quadro competitivo de forma a torna-lo mais económico e viável, para os clubes?

·         Será que não se justifica uma clara revisão dos custos associados que FAP, cobra?

·         Será que não se justifica uma clara revisão do programa das diversas Selecções Nacionais, com os custos que a elas estão associados?

·         Será que não se justifica uma revisão dos custos associados aos corpos técnicos das diversas Selecções?

·         Justificar-se-ão tantas fases em concentração! Quem paga?

Ora será, que ao não serem tomadas nenhumas medidas de contenção, e apenas se fale em melhor investimento, melhor gestão, se está a estender, para uma busca retirada, o tapete!!!

Muitas mais questões se poderiam colocar, mas pensamos que por agora estas bastam.

O Banhadas Andebol

quarta-feira, 26 de outubro de 2011

Nomeações – EHF – 2011 / 2012 – VI

Nomeações:
Árbitros

Duarte Santos / Ricardo VieiraForam nomeados para dirigir o encontro entre a Bélgica e a Letónia, respeitante à 1.ª Jornada do Grupo 3 de qualificação para o Play Off do Mundial de Espanha 2013, a disputar na Bélgica em 02-11-11.

Daniel Martins / Roberto MartinsForam nomeados para dirigir o encontro entre o Westfriesland SEW (Holanda) e FTC-Rail Cargo Hungaria (Hungria), respeitante à 1.ª Mão da 3-ª Eliminatória da CUP Winners’ CUP Feminina, no dia 05-11-11 na Holanda.

Delegados

Manuel da ConceiçãoFoi nomeado para o encontro entre a Sucia e a Itália respeitante à 2.ª Jornada do Grupo 5 de qualificação para o Play Off do Mundial de Espanha 2013, a disputar na Suíça em 06-11-11.

João Costa – Foi nomeado, para os encontros, relativos à 1.ª e 2.ª Mão da 3.ª Eliminatória da Challenge CUP Feminina, entre o HK Iceland (Islândia) e o Fleury Loiret Handball (França), a serem disputados em 5 e 6-11-11 em França.

Aos nomeados desejamos as maiores Felicidades.

O Regras

terça-feira, 25 de outubro de 2011

Campeonato do Mundo Espanha 2013 - I

Portugal, vai efectuar a sua primeira actividade da época relacionada com a Selecção Nacional de Seniores Masculinos, na disputa da qualificação Europeia de acesso ao Play Off do Mundial de 2013 em Espanha, com a participação no Torneio Bring «Cup – 2011» que se disputa-se na Noruega, entre 3 e 5 de Novembro, e que conta ainda com a presença das congéneres da Noruega e Macedónia ( Já apuradas para a Fase Final do Euro 2012),  e ainda a  Lituânia.

Lista dos Convocados, apenas uma nota: Porque será que o Portal da FAP, só divulgou a lista dos convocados, depois de a mesma ter sido divulgada, pelos OCS…
Calendário do Torneio
Dia 03-11-11
Noruega - Macedónia (17H15)
Portugal - Lituânia (19H30)
Dia 04-11-11
Noruega - Lituânia (17H15)
Portugal - Macedónia (19H30)
Dia 05-11-11
Macedónia – Lituânia (13H30)
Noruega - Portugal (15H45)
Nota – Hora Portuguesa

Recorda-se Portugal vai disputar o Grupo 2 de apuramento para o Play Off, com a nossa já conhecida Ucrânia e com a sempre surpreendente Turquia, disputando o primeiro jogo apenas em 04/05- 01-12.

Apenas o vencedor de cada Grupo qualifica-se para o Play Off a ser disputado em 09/10 e 16/17 de Junho de 2012 (Não são permitidos os dois jogos no mesmo País).

O Noticias

PO20 - Taça de Portugal Seniores Masculinos 2011 / 2012 – 3.ª Eliminatória - Sorteio

Realizou-se em 24-10-11 na sede da FAP, o sorteio, relativo à 3. Eliminatória da Taça de Portugal Seniores Masculinos, que será disputada a nível Nacional.

3.ª Eliminatória (a disputar em 01-11-11) - Sorteio
Alavarium – Marítimo
FC Infesta – Salgueiros 08
ST Tirso - ADC Benavente
AC Sismaria – Avanca
Ac. São Mamede – Camões
SIR 1.º Maio – Samora Correia
NA Redondo – Académico FC
Boa Hora – Alto Moinho

Algumas curiosidades, neste sorteio, como por exemplo, somente um jogo entre equipas da 3.ª Divisão, que disputam a mesma zona (centro), que desta forma voltam a encontrar-se (jogaram a 5.ª Jornada em 15-10-11). Temos o AC Sismaria / Avanca, que voltam a defrontar-se, depois de se terem encontrado na 4.ª Jornada da Zona Norte da 2.ª Divisão Nacional, num jogo, que terminou com a vitória pela diferença mínima do Avanca (22-21). A deslocação do Académico FC ao Alentejo, será um jogo que desperta a nossa curiosidade, assim como o confronto entre o Boa Hora e o Alto Moinho, e finalmente a deslocação do Camões a São Mamede. Os restantes encontros, encerram também em assim alguma curiosidade andebolistica.

Apurados para a 3.ª Eliminatória:

3.ª Divisão ( 5 ) – Boa Hora, NA Redondo, Samora Correia, SIR 1.º Maio e Salgueiros 08.
2.ª Divisão ( 11 ) – São Mamede, Avanca, Académico FC, Alavarium, AC Sismaria, FC Infesta, ST Tirso, Marítimo, CDE Camões, ADC Benavente e Alto Moinho.

A 4.ª Eliminatória (1/16) a jogar em 01-12-11, que apurará as 4 equipas que se juntarão às 12 da 1.ª Divisão Nacional, na disputa dos 1/8 de final, ainda não têm data prevista para o sorteio.

O Noticias

segunda-feira, 24 de outubro de 2011

EURO 2012 FEMININO – V

Portugal iniciou a sua participação, na disputa dos Grupos de Apuramento, para a Fase Final do Euro 2012.
E como de costume começamos e mal, sendo amplamente derrotados diante uma Roménia, que tal como tínhamos escrito esta era uma equipa inacessível á actual equipa Nacional, apesar de Portugal até ter realizado uns razoáveis 30 minutos iniciais (15-12 ao intervalo), mas depois foi um autentico “descalabro”. Depois defrontamos a Sérvia em Moimenta da Beira e foi mais uma derrota por um diferencial igual ao sofrido na Roménia.

Portugal 21 – 32 Sérvia

Uma pequena nota prévia, para o local onde se realizou o encontro, pois apesar de os números de espectadores, que são referidos nos documentos oficiais de jogo (1200), foi um público sem chama, apesar dos esforços do speaker no próprio pavilhão, e foi pena.

Portugal, apresentou um conjunto de jogadoras, que apesar da sua aplicação e esforço, apenas duraram 30 minutos, perante uma equipa Sérvia, constituída por atletas de superior envergadura física, e com um excelente ritmo competitivo, ritmo esse certamente impossível de as nossas atletas possuírem, face ao calendário e a fórmula de tratamento que o Andebol Feminino tem em Portugal. A Sérvia comandou sempre o jogo, e a Selecção Nacional, quando aos 21 minutos falhou a marcação de um livre de 7 metros que daria a igualdade a 11 golos, nunca mais se encontrou, e a partir deste momento terminou a sua resistência, chegando ao intervalo a perder por 15-12. A Sérvia com um início demolidor nos segundos 30 minutos, rapidamente colocou o marcador numa vantagem confortável, aos 42 minutos vencia por 23-15. Até ao final, foi um avolumar do resultado, com o treinador Sérvio a fazer uma completa gestão do plantel. Portugal, não apresentou em campo durante a maior parte do tempo nenhuma esquerdina, apesar de haver duas na convocatória, é uma situação difícil de entender, e foi uma equipa com enormes dificuldades no ataque. Com uma defesa que nunca agarrou uma bola de ressalto, após uma acção de defesa da guarda-redes portuguesa, cometendo um sem número de falhas técnicas, apesar de tudo o que se passou consideramos que as atletas são as menos culpadas dando em campo tudo que podem (pois com 7,5 euros de diária, certamente que a sua presença na equipa só pode ser por amor á camisola), assim para elas o nosso agradecimento. Não poderemos no entanto deixar de destacar Vera Lopes e Daniela Pereira na equipa Portuguesa, assim como Svetlana Ognjenovic e Andrea Lekic na equipa da Sérvia. O encontro foi dirigido pela dupla checa constituída por Milan Hegek / Karel Macho, que no nosso entender, tiveram grandes falhas na marcação de Passos, nas violações da área de baliza, e na lei da vantagem. 

Resultados:

1ª Jornada
Sérvia 36 – 20 Grécia
Roménia 35 – 24 Portugal
2ª Jornada
Grécia 18 – 38 Roménia
Portugal 21 – 32 Sérvia

Apenas são apuradas as equipas classificadas nos dois primeiros lugares, de cada grupo, tal como já tínhamos referido, o possível apuramento de Portugal neste momento será pura “miragem”, pois até o técnico nacional, diz que iremos disputar o 3.º lugar.

Nota Final – Os três primeiros Classificados no Euro 2012, estão directamente apurados para o Mundial de 2013 na Sérvia.

O Noticias

domingo, 23 de outubro de 2011

PO20 - Taça de Portugal Seniores Masculinos 2011 / 2012 – 2.ª Eliminatória

Disputou-se este fim-de-semana a 2.ª Eliminatória da Taça de Portugal Seniores Masculinos.

2.ª Eliminatória – Resultados
Zona Sul
Marítimo 37 – 26 Almada AC
Samora Correia 34 – 21 GS Loures
Costa Oiro 32 – 37 NA Redondo
20 KM Almeirim 23 - 34 ADC Benavente
Paço Arcos 27 – 30 Alto Moinho
Camões 34 – 24 Passos Manuel

Isento: Boa Hora.

Zona Norte
Batalha AC 20 – 25 Alavarium
Santana 31 – 32 São Mamede
FC Infesta 30 – 21 AD Sanjoanense
Salgueiros 08 28 – 26 CCR Fermentões
SIR 1.º Maio 29 – 28 Juventude Lis
FC Gaia 34 – 37 ST Tirso
Académica Coimbra 18 – 35 Avanca

Isentos: Académico FC e AC Sismaria

Eliminatória sem o “sabor” a Taça, não se registaram quaisquer surpresas.

Apurados para a 3.ª Eliminatória:
3.ª Divisão ( 5 ) – Boa Hora, NA Redondo, Samora Correia, SIR 1.º Maio e Salgueiros 08.
2.ª Divisão ( 11 ) – São Mamede, Avanca, Académico FC, Alavarium, AC Sismaria, FC Infesta, ST Tirso, Marítimo, CDE Camões, ADC Benavente e Alto Moinho.

3.ª Eliminatória a jogar em 01-11-11, com o sorteio a realizar-se no dia 24-10-11 pelas 17H00 na Federação, conforme informação inserta no Comunicado Oficial N.º 34 de 03-10-11.

O Noticias

sábado, 22 de outubro de 2011

Crónica de Fim de Semana – 09 – 2011 / 2012 - I

Crónica relativa à 9.ª Jornada.

PO01 – Campeonato Nacional da 1.ª Divisão Seniores Masculinos.
8.ª Jornada – Resultados
Madeira SAD 28 – 32 FC Porto
9.ª Jornada – Resultados
São Bernardo 21 – 38 Madeira SAD
FC Porto 26 – 23 Águas Santas
Sporting 31 – 21 SC Horta
Belenenses 25 – 35 Benfica
Ismai 19 – 20 ABC
Xico Andebol 31 – 28 AC Fafe

A crónica inicia-se um o jogo em atraso do Madeira SAD / FC Porto, onde o FC Porto venceu um jogo com algum equilíbrio, registando-se uma última igualdade aos 44 minutos a 23 golos, a partir daqui só deu Porto, que estreou como técnico o Ricardo Costa, face ao período de suspensão que o técnico principal está a cumprir. Depois temos uma jornada sem transmissões na RTP2, pois ao sábado o lugar do Andebol, infelizmente já está ocupado. O Sporting defrontou e venceu a sua congénere das Ilhas, não sem antes passar por alguns dissabores, nomeadamente nos primeiros 13 minutos de jogo, em que a equipa Insular comandou o marcador (6-5), só depois de alcançar a igualdade aos 14 minutos (6-6), passou para a frente do marcador, chegando ao intervalo a vencer (11-9). Registe-se a curiosidade de ambas as equipas terem estado cerca de 6 minutos sem concretizar (entre os 22 e os 28 minutos de jogo). O SC Horta apesar da eficácia de Nelson Pina, baqueou completamente nos segundos 30 minutos. No Sporting Pedro Solha foi o marcador de serviço com 10 golos. No SC Horta Yuriy Kostetsky com 7 golos foi o marcador de serviço, mas deve-se dizer que foram todos de 7 metros (7 em 7 livres). Num dos clássicos do andebol Nacional, disputado no Acácio Rosa, o Benfica venceu facilmente o Belenenses, construindo um resultado, que permitiu ao seu técnico fazer uma completa gestão dos jogadores, e utilizando todos, com a curiosidade de apenas António Areia não ter concretizado nenhuma oportunidade, no Benfica Davis Tavares foi o mais eficaz com 5 golos em 5 oportunidades, apesar de Carlos Carneiro ter sido o melhor marcador da equipa com 6 golos, nota positiva ainda para a eficácia globao dos guarda-redes do Benfica (42%), no Belenenses, apesar da derrota Elledy Semedo com 11 golos foi o melhor marcador do encontro. No Ismai / ABC, a vitória dos minhotos apenas foi confirmada a cerca de 20 segundos do fim dos 60 minutos através de um livre de 7 metros, e da desqualificação do guarda-redes do Ismai Rui Pereira. O ABC comandou o marcador até aos 55 minutos (18-17), chegando a ter uma vantagem de 5 golos aos 38 minutos, permitindo uma excelente recuperação á equipa da Maia, que igualou a partida aos 55 e aos 58 minutos (19-19), Luís Ribeiro o Ismai com 5 golos foi o mais eficaz, no ABC José Pedro Coelho foi o melhor marcador com 6 golos, de destacar pela negativa a eficácia de Álvaro Rodrigues em termos atacantes com 0 golos em 10 acções de remate. O Madeira SAD depois de a meio da semana ter perdido o jogo de acerto de calendário, deslocou-se à Região de Aveiro, para defrontar o São Bernardo, onde venceu concludentemente num jogo de sentido único. O jovem Pedro Maia foi mais uma vez o melhor marcador do São Bernardo com 8 golos, enquanto nos Madeirenses, salienta-se o ressurgimento de João Ferraz como marcador de serviço com 10 golos. Em Guimarães, disputava-se um encontro entre duas equipas da região o Xico Andebol / AC Fafe, que terminou com a primeira vitória da equipa de Guimarães, num jogo em que apenas se registou equilíbrio durante os primeiros 30 minutos, depois o Xico Andebol chegou a desfrutar de uma vantagem de 7 golos (47 minutos), permitindo, depois uma boa reacção da equipa de Fafe. Pedro Correia (12 golos) no Xico Andebol e Cláudio Mota (8 golos) do AC Fafe, foram os melhores marcadores das respectivas equipas. No Jogo da jornada defrontavam-se o FC Porto com o Águas Santas, que liderava isolado a prova, até a realização deste jogo. Venceu o FC Porto, num encontro em que a réplica do Águas Santas durou até aos 24 minutos (10-10), ao intervalo a equipa das Antas já vencia por 13-11. Uma entrada de rompante, nos segundos trinta minutos, colocou o FC Porto na frente do marcador com uma vantagem de 5 golos aos 35 minutos, colocando um ponto final nas dúvidas em eventualmente poderiam existir, acerca do vencedor do jogo. De referir que no Águas Santas, apenas Pedro Cruz (8 golos) esteve ao seu nível, pois a produção de Eduardo Salgado na 1.ª linha foi pouco mais que nula, e António Campos também esteve um pouco abaixo do que tem produzido ultimamente. No FC Porto Gilberto Duarte foi o atleta mais produtivo em termos de remate com 8 golos, e mais uma vez Hugo Laurentino (48 % de eficácia), De referir que o Águas Santas não utilizou seis dos jogadores inscritos no Boletim de jogo. Comanda a prova Benfica e Águas Santas com 24 pontos.

O Banhadas Andebol

ScandIbérico Masculino Juniores “B” - 2011 - II

SUÉCIA VENCE TORNEIO

Terminou a desastrosa participação da Selecção de Juniores “B”, no ScandIbérico Masculino de 2011, com derrotas em todos os jogos, e sempre com margens que não deixa dúvidas da superioridade dos adversários, inclusive com a jovem Selecção do Brasil, que constituiu uma agradável surpresa, essencialmente após a sua excelente vitória sobre a equipa anfitriã.

Sobre os jogos e os seus resultados, nem faremos comentários, pois os mesmos falam por si.

Portugal obteve a pior classificação possível, com total falência do chamado projecto Resende, apetecendo-nos repetir a pergunta do último texto sobre esta prova.

E AGORA SR. PRESIDENTE?

Estamos em época de grande crise financeira, será que se justificam os gastos que se estão a fazer? Será que os Clubes, que são o grande suporte da modalidade, podem continuar a suportar estes faraónicos projectos sem finalidades objectivas?

Resultados:

1.ª Jornada
Suécia 25 – 24 Espanha
Portugal 2226 Brasil
Dinamarca 24 – 24 Noruega
2.ª Jornada
Espanha 36 – 21 Brasil
Noruega 17 – 32 Suécia
Dinamarca 28 - 20 Portugal
3.ª Jornada
Noruega 28 – 25 Brasil
Espanha 31- 21 Portugal
Dinamarca 21 – 30 Suécia
4.ª Jornada
Noruega 27 – 31 Espanha
Portugal 19 32 Suécia
Dinamarca 22 –
26 Brasil
5.ª Jornada
Brasil 33 – 16 Suécia
Noruega 33 – 21 Portugal
Dinamarca 28
– 24 Espanha

Classificação final1.º Suécia, 2.º Espanha, 3.º Noruega, 4.º Dinamarca, 5.º Brasil e 6.º Portugal.

Noticias

sexta-feira, 21 de outubro de 2011

quinta-feira, 20 de outubro de 2011

Sentimo-nos Envergonhados …

Quando em 02-08-11, publicamos um texto, relacionado com a alteração ao Artigo 14.º do Titulo 1 Regulamento Geral, estávamos longe de supor que um dia teríamos de nos sentir envergonhados, por sermos adeptos de uma modalidade sem rumo, ao sabor de interesses momentâneos. Fomos ingénuos.

Na altura dissemos:

Hoje vamos debruçar-nos sobre a alteração introduzida no art.º 14.º (Regra Geral) da Secção que trata da inscrição de Jogadores Estrangeiros do Sub Titulo I do Titulo 1 do Regulamento Geral. O que na realidade se verificou foi a criação de um novo ponto que transcrevemos a seguir:

“3 - Em cada época desportiva os clubes ou sociedades desportivas qualificados para participar nas competições europeias podem inscrever ainda, para além do atleta mencionado no número dois do presente artigo, mais um atleta não originário de países da União Europeia, ou de países com os quais o Estado Português ou a União Europeia tenham celebrado Tratados Internacionais de Cooperação ou Reciprocidade(****)

(****) Introdução de novo número 3, aprovada na Reunião de Direcção da Federação de Andebol de Portugal, realizada no dia 17.06.2011.”

É um texto que se discorda frontalmente, pois, cria uma situação de excepção que beneficia apenas determinadas equipas, com total descriminação de todas as restantes, com a agravante, de se permitir a utilização da nova inscrição, indiscriminadamente e sem limites em provas Nacionais. È um texto de total proteccionismo, e que nos parece, elaborado de encomenda….”

O texto provavelmente passou despercebido a muita gente, e agora é o que se vê!

Agora temos uma novidade, que é a interpretação do Presidente da FAP, transcrita no Jornal o jogo de 18-10-11, e por elas ficamos a saber que um acordo estabelecido entre entidades de direito privado, se sobrepõe às Leis de um País, e interrogamo-nos se estas não são as mesmas pessoas, que em tempos obrigaram a uma intervenção do Ministério Publico, para os Estatutos e os Regulamentos da FAP, deixarem de ser tão restritivos, e ficarem em conformidade com a Lei e os Tratados existentes. Parecendo que actualmente ninguém dos actuais Órgãos Sociais da FAP, fazia parte da mesma na altura!! “Mudam-se os Tempos, mudam-se as vontades.
Diz o Presidente da FAP, “… para lhes dar mais possibilidades de competir lá fora, com outros argumentos…então pergunta-se porque competem cá dentro?

Será, que não se recorda e fazer parte de uma Federação de Andebol, que autorizou uma equipa do Norte a ter 3 estrangeiros, apenas e unicamente para disputar a Liga dos Campeões.

Caricato, a notícia no portal da FAP, acerca de protocolo supostamente estabelecido entre a FAP e a Federação Cubana, pois só publica a noticia em 17-10-11, quando o protocolo foi assinado (dizem) em 20-09-11, não será, porque o objectivo da mesma, é justificar as declarações do Presidente da FAP.

Ficamos a saber que uma equipa com 14 atletas oriundos de Cuba, pode ser campeã Nacional, em qualquer escalão, será Sr. Presidente?

Só por curiosidade, qual o texto do Protocolo

E Assim (não) vai o Andebol Nacional

O Banhadas Andebol

Informação - Clubes - Diversos

ISMAI
GC ODIVELAS
PAÇO ARCOS
O Noticias

quarta-feira, 19 de outubro de 2011

PO03A – 2011 / 2012 - Sorteio

Realizou-se o sorteio desta prova, que conforme, anteriormente afirmado por nós, continua-se a não saber nada acerca de uma possível série Açoriana.

A prova será disputada em zona única, a duas voltas no sistema de todos contra todos, e assim está criada uma prova Nacional com um total de 10 jornadas, enfim um pouco melhor do que o apuramento para a verdadeira PO09.

A prova será disputada de 19-11-11 a 14-04-11

Resultado do Sorteio
1.ª Jornada
Dia 19-11-11
AD Amarante - Águeda AC
NA Pombal – CFV G. Vidigueira
Estarreja AC – AC Lusitanos

O Noticias