gal vence

- Vamos encher os Pavilhões - mas com dignidade a Modalidade merece
Calendário e Resultados na Barra Direita

sexta-feira, 31 de outubro de 2008

A Bola Oficial – FAP

O Conselho Disciplinar da FAP , a propósito da chamada bola oficial nos Jogos da FAP, emitiu uma Circular com data de 29-10-2008 ( Facto inédito na Modalidade ) , em que se pretende transformar em termos Regulamentares a Bola Oficial em Bola Regulamentar ( Nada temos contra a existência de uma Bola Oficial – mas devidamente Regulamentada , que não é o caso ). Mas estranhamente cria nova Regulamentação á revelia do regulamento Geral da FAP e Associações.

Diz nomeadamente na sua alínea b) “ A não apresentação da Bola “Macron” pelos clubes aquando da sua participação nos jogos será punida, ao abrigo do disposto nos artigos 64.º do Título 8 e 43.º e 44.º do Título 11 do Regulamento Geral da Federação de Andebol de Portugal e Associações “ , tudo esta matéria, já tinha sido referido em anteriores documentos da FAP.

Seguidamente divulga um texto numa alínea c) da Circular com seguinte teor :

De harmonia com critérios de proporcionalidade e adequação, a não apresentação da referida Bola será punida do seguinte modo:

I) Pela primeira vez, com multa de € 50,00 a € 100,00;
II) Pela segunda vez, com multa de € 100,00 a € 150,00;
III) Pela terceira e seguintes vezes, com falta de comparência ao clube visitado e multa de € 199,52 ao clube visitante
.”

Ou seja cria penalizações , não Regulamentadas, pois o Art.º 64.º do Titulo 8 do Reg. Geral fixa uma pena de €0 a €100, e por sua vez o Art.º 44 do Titulo11 do Reg. Geral diz (1. Quando um jogo marcado para recinto desportivo indicado pela Federação de Andebol de Portugal ou Associações, não puder ser realizado por falta de bolas, ou por estas se apresentarem sem as condições regularmente exigidas, será aplicada falta de comparência aos Clubes intervenientes. 2. No caso do recinto ter sido indicado por um dos clubes intervenientes, será atribuída falta de comparência ao clube visitado e aplicada a multa de € 199.52 ao Clube visitante. ). Com este novo texto estamos a alterar substancialmente toda a matéria pasmada no Regulamento em vigor. Ou seja a partir de agora, se o Clube visitante não apresentar bola três vezes seguidas , é o faltoso, e é punido com multa , e o visitado com falta de comparência. Não é demais...Não haverá engano... ou a pressa em fazer este texto, levou a estes enganos. Mas aquilo que deveria ter sido esclarecido, não foi. Por exemplo a Bola tem obrigatoriamente de ter o carimbo da FAP !!! E qual o procedimento quando ele desaparecer !!! , Está correcta a directriz fornecida aos quadros de arbitragem de não realizar o jogo senão houver bolas Oficiais, embora existam bolas Regulamentares nos termos inscritos e descritos nas Regras de Jogo.!!! Não seria a altura de tudo ser esclarecido, mas parece que não ... Mais uma Vez...

O Jurídico.

Regras de Andebol - 30

Eis as soluções das perguntas anteriores:

141Resposta C,D – Regras ( 16:1c ), 142 - Resposta B – Regras ( 16:1 Comentário), 143Resposta D – Regras ( 15:4, 15:9, 16:3c, 16:5, 16:6f, Clarificação 5:2b ), 144 Resposta B – Regras ( 16:6c, 16:8, 17:10, Clarificação 6a ) 145 Resposta A – Regras ( 16:3b )

Perguntas Seguintes :

146 - Equipa A beneficia de um lançamento livre. B6 tem a bola. Ele transporta a bola 4 metros para longe do lugar onde o lançamento livre deverá ser executado. Decisão correcta?

A - Advertência de B6
B - Exclusão de 2-minutos de B6
C - Desqualificação de B6
D - Lançamento livre para A no lugar da infracção que resultou o lançamento livre
E - Lançamento livre para A do lugar onde a bola está


147 - Um lançamento livre é assinalado contra A4, que então pega na bola, atravessa a área de baliza e coloca-a no chão. Decisão correcta?

A - Exclusão de 2-minutos para A4
B - Advertência para A4
C - Lançamento de 7 metros para B
D - Lançamento livre para B

148 - Quando começa a contar a exclusão de um jogador?

A - Quando o árbitro faz o sinal de mão para a exclusão
B - Quando o jogador suspenso atravessa a linha lateral
C - Quando o árbitro apita para o jogo ser reiniciado
D - Quando o cronometrista põe cronómetro a funcionar

149 - A quem devem ser indicadas as suspensões?

A - Ao jogador suspenso, ao secretário/cronometrista
B - Ao oficial responsável da equipa e ao cronometrista
C - Ao secretário/cronometrista
D - Ao jogador suspenso, ao oficial responsável da equipa e ao secretário

150 - Guarda-redes A defende um remate, ressaltando a bola para fora da linha de saída de baliza; qual o gesto que deve fazer o árbitro de baliza?

A - Numere 8: (lançamento de guarda-redes)
B - Numere 9: (direcção de lançamento livre)
C - Primeiro sinal 9, depois sinal 8
D - Primeiro sinal 8, depois sinal 9

As soluções serão sempre publicadas na semana seguinte.

Pelo nosso colaborador

O Regras

quinta-feira, 30 de outubro de 2008

Marketing .... Gil Eanes

Assim se trabalha e divulga a modalidade, divulgamos cartaz do jogo Europeu do Gil Eanes, que amavelmente nos foi enviado, com um desejo de Boa Sorte ao Gil Eanes e a todas as Equipas que vão disputar jogos para as Competições Europeias.
O Noticias

Taça de Portugal ...Viagens...e Dividas...

A propósito de um comentário recente a um dos nossos artigos e que passamos a transcrever “ ... Já agora, a Taça de Portugal de Andebol da época passada, foi disputada em condições de falta de equidade entre as equipas participantes. O ABC, o Águas Santas e o S. Bernardo não foram ainda ressarcidos das suas deslocações às Regiões Autónomas. Gravíssimo... “ , diremos o seguinte, na época 2007/2008 dizia o Regulamento da PO20 ( Taça de Portugal ) “ Art.º 2 - Paragrafo Único 2 – Os clubes participantes em competições de carácter profissional não serão objecto de qualquer comparticipação financeira, nas deslocações para as Regiões Autónomas, nos termos da lei em vigor. “ posteriormente foi publicado o Despacho 22932 / 2007 de 29-08-2007, que diz nomeadamente “ Alínea b) do Ponto 1 do Art.º 3.º b) Taça de Portugal ou uma competição equivalente por federação desportiva. “ Este artigo refere-se à comparticipação do estado nas viagens, e ás provas que o estado subsidia. O que quer dizer se aplicava de imediato à época que então se tinha iniciado.

O próprio estado reconhece que o principio de equidade, terá de prevalecer, para que todas as equipas participantes numa prova tenham à partida as mesmas condições de participação, o que achamos correcto. Por via deste facto a FAP no mesmo Regulamento da Prova para a época 2008/2009, já alterou o seu texto e apenas diz “Art.º 2 - Paragrafo Único 1 - As deslocações dos clubes participantes nas competições organizadas pela FAP, às Regiões Autónomas são efectuadas de acordo com os critérios de financiamento definidos pelo Instituto do Desporto de Portugal.” , ou seja altera a sua redacção de forma a criar mais confusão, pois os critérios não são definidos pelo IDP , mas sim por legislativa, no entanto a verdade de tudo isto, é que os clubes continuam sem receber as verbas a que têm direito e ninguém se assume , quem deve ??? A FAP !!! Ou o IDP !!! , Sim a culpa não morre solteira, e já lá vai quase um ano...

O Jurídico

quarta-feira, 29 de outubro de 2008

2.º Curso de Master Coach em Portugal

Realiza-se nas instalações da Universidade Lusófona em Lisboa nos dias 31-10-2008 a 2-11-2008 , o primeiro bloco do 2.ª Curso Master Coach , e aproveitando a presença em Portugal dos Prelectores Internacionais que leccionaram no curso referido, realizar-se-á o I Seminário Internacional em 1-11-2008.

Deve referir-se que esta acção ( Seminário ) , é reconhecida para os Cursos de Formação de Treinadores de Andebol da Grau 2 e 3.

No seminário as matérias versadas são : Acções Técnico-Tácticas para ultrapassar um sistema defensivo 6:0; Desenvolvimento de Talentos e Conteúdos Ofensivos e Defensivos .

São Prelectores deste 1.ª Bloco. Ryan Zinglersen ( EHF Master Coach e membro do Comité de Educação da Associação Dinamarquesa de Andebol ) , Ulrik Jorgensen ( responsável da formação da Associação Dinamarquesa de Andebol ), Jorge Proença ( Director da Faculdade de Educação Física e Desporto da Universidade Lusófona ) , Paulo Cunha ( Docente da Cadeira de Teoria e Metodologia de Treino da Universidade Lusófona ), e João Florêncio ( EHF Master Coach ).

Na lista de Inscritos para este curso que terminará no final de Julho 2009 ( apesar da FAP dizer 2008 , mas já estamos habituados a estes erros por parte da FAP – Mais uma vez falta de cuidado ), constam nomes como Carlos Resende , Paulo faria, Paula Marisa , Filipe Duque , José António Silva e Ricardo Tavares ( na sua maioria, técnicos de equipas da LPA ) entre outros.

O Formador

terça-feira, 28 de outubro de 2008

Expliquem-me...

A propósito da Noticia o “Andebol Penalizado” publicada no jornal Record, e referenciada pelo nosso colega de redacção “O Noticias” , recebemos um comentário com um conteúdo variado e deveras interessante, em principio apenas lhe demos a importância que um comentário merece, no entanto o seu teor merece alguma reflexão, e deixa-nos com muitas reticências acerca do conceito de profissionalismo no desporto português, e depois de ler hoje uma noticia ( acerca do basquetebol ) “ Clube da Luz está no mercado a fim de contratar um jogador ...

Diz o comentário “...Há atletas profissionais em todas as modalidades, cuja única actividade profissional é a desportiva, no entanto, como a prova em que participam não tem estatuto profissional não têm, por exemplo, que pagar segurança social. Alguém duvida que a vice-campeã olímpica Vanessa Fernandes e o campeão olímpica Nelson Évora sejam profissionais? Mas não. Não são, porque o atletismo é uma modalidade amadora. Fará isto algum sentido? ... “ Agora nós perguntamos e os atletas que proliferam por exemplo no Basquetebol !!! São amadores , e os Estrangeiros como adquirem o estatuto de residentes , que contralto de trabalho têm !!! , Acabou a designação da prova Liga Profissional , mas a principal com os mesmos Clubes chama-se agora só Liga Portuguesa de Basquetebol, será isto normal , então quem paga os impostos e a SS , Deixaram de ser profissionais, mesmo que os contratos de trabalho, situação profissional, empenho, dedicação, etc se mantenham iguais !!! será que é isto que alguns pretendem fazer no Andebol, então depois de quem são os direitos de imagem !!! Será que não se pretende a transparência pura !!! Expliquem-me...

O Reticências

segunda-feira, 27 de outubro de 2008

PO09- Camp. Nac. da 1.ª Divisão Sen. Femininos

Disputou-se a 6.ª Jornada da prova, e 2 jogos da 7.ª , com os seguintes resultados.

6.ª Jornada

J. Lis 23 – 26 CS Madeira
C. João Barros 17 – 26 Madeira SAD
ND St. Joana 29 – 24 C. Almeida Garrett
Gil Eanes – C. Gaia
Porto Salvo 36 – 24 Maiastars

7.ª Jornada

C. João Barros 25 – 28 CS Madeira
J. Lis 11 – 33 Madeira SAD

Sem grandes alterações comportamentais, o que sugere que provavelmente iremos ter uma prova , igual ás ultimas épocas , começando a definir-se a superioridade das equipas da Madeira, com uma jornada dupla em cheio, nesta jornada merece destaque a vitória do St. Joana sobre o Almeida Garrett e a vitória do Porto Salvo sobre a “Europeia” Maiastars pelos números que se registaram , aliás esta equipa é até este momento a grande decepção da Prova. Infelizmente não podemos dizer nada sobre o Jogo mais importante da jornada ( Gil Eanes / C. Gaia ), pois desconhece-se até ao momento qual foi o resultado. O Portal da FAP continua mais uma vez a falhar na informação, relativa a esta prova. O Resultado deste jogo poderá ter influência significativa na Classificação da mesma.

O Banhadas Andebol

sábado, 25 de outubro de 2008

O Site da Liga...

O Site da liga possui um serviço, que tem sido elogiado por todos, O chamado “clipping” ou seja os Recortes de Imprensa , um serviço que pode ser consultado diariamente e onde encontramos todas as noticias sobre andebol, no entanto, estranhamente este serviço esteve inactivo durante cerca de 1 mês , e não foi divulgada qualquer noticia sobre o assunto, Porquê !!! O que será que se passou!!! É no mínimo estranho!!! Mais estranho e preocupante, é o silencio desta entidade, que provoca todas as conjecturas possíveis e imaginárias. Mas, agora há mais , a liga lançou uma acção de comunicação interactiva, entre os adeptos e os atletas da modalidade, começou com o atleta João Pinto do Sporting, o prazo para envio das questões era 19 de Outubro, mas ... Estamos a 25 e ainda continua a ser o mesmo atleta o disponível para responder a questões , e nem uma palavra sobre o assunto e sobre as respostas, estranho, e dúbio... Aguardaremos por melhores dias, pois as entidades da nossa modalidade, estão vez mais viradas para si próprias esquecendo dos outros intervenientes.

O Analista

sexta-feira, 24 de outubro de 2008

Crónica de Fim de Semana – 23 – 2.ª Parte

Esta segunda parte da nossa crónica de fim de semana, refere-se apenas aos jogos da LPA disputados a meio da semana.

Campeonato LPA – 7.ª Jornada

Belenenses 37 – 31 SC Horta

Pavilhão, praticamente sem publico ( uma raridade no Restelo ), em que a equipa do Restelo , resolveu ter uns 15 minutos iniciais do jogo completamente desarticulada , nem parecendo a equipa que normal é , chegando a estar em desvantagem por uma diferença anormal ( 6 golos ) , a partir daqui teve uma forte reacção , chegando ao intervalo já na posição de vencedor ( 18-16 ) , a 2.ª parte foi sem história. Nota-se alguma evolução na equipa do SC Horta , mas ainda não é o suficiente. No Belenenses realce para Pedro Spínola ( 10 golos ) e no SC Horta o realce vai novamente para Peter Lengyele ( 7 golos ).A dupla de arbitragem ( António Trina / Tiago Monteiro ) , teve um trabalho bastante facilitado , no entanto têm de rever e rapidamente o seu critério ( pois parece-nos que o critério é apenas seu ) da aplicação do aviso do Jogo Passivo. Aplicam o mesmo a torto e a direito sem dar tempo a qualquer equipa de sequer organizar o ataque planeado.

Madeira SAD 26 – 26 Benfica

O Benfica não soube aproveitar o empate do seu mais directo adversário até ao momento ( FC Porto ) , consentindo um empate ao Madeira SAD nos instantes finais de jogo que se encontrava a vencer por ( 26-25 ) , apesar de ter terminado a 1.ª parte em desvantagem ( 14-11 ), e mais uma vez revelou falhas gritantes na execução dos Livres de 7 metros ( 3 Falhados ). No entanto mais uma vez foi Carlos Carneiro a carregar a equipa às costas ( 10 golos ). No Madeira SAD além do Guarda Redes Verkic Svetislav , merece destaque o eterno Yuriy Kostetsky ( 10 golos ). A dupla Mário Coutinho / Ramiro Silva , mais uma vez esteve exagerada disciplinarmente ( 14 exclusões ) num jogo que foi viril mas não violento.

S. Bernardo 27 – 31 ABC

O S. Bernardo demonstrou mais uma vez que o Andebol, neste clube tem pernas para andar apesar da Juventude do seu plantel , igualmente a ABC tem o futuro assegurado , fruto do trabalho de formação que realizam . ABC comandou quase o marcador , embora nunca se tivesse distanciado significativamente ( a vantagem máxima foi de 3 golos ) , e apartir de determinada altura da 2.ª parte nunca foi mais de 1 golo, no entanto a dois minutos do fim conseguiu adquirir a vantagem que lhe permitiu a vitória. De salientar no ABC , mais uma vez a excelente exibição do jovem Guarda Redes Bruno Dias. Não efectuamos crónica de arbitragem, por não nos ter sido enviada, aos nossos leitores apresentamos as nossas desculpas.

8.ª Jornada

Sporting 29 – 29 FC Porto

Mais um jogo quase sem público, a disputa das provas de Futebol a meio da semana e a falta de organização dos clubes na marcação de horários , traz estas situações à modalidade a que nos dedicamos. O Sporting depois do jogo que fez em Águas Santas teve uma 1.ª parte, e um inicio de segunda verdadeiramente desastrosa. Chegou a estar em desvantagem por 10 golos, valeu nesta altura a actuação do Guarda Redes Ricardo Correia, o veterano Vladimir Bolotskih ( 7 golos ) e uma actuação como à muito não víamos fazer e o regressado Bruno Moreira ( 10 golos ) e uma actuação verdadeiramente irrepreensível . No FC Porto a equipa Nacional com o melhor e mais equilibrado plantel, mais uma vez não aguentou a pressão e baqueou nos momentos finais. De salientar pela negativa a actuação de Carlos Martingo , nos momentos finais e pela positiva a excelente forma em que se encontra Eduardo Filipe ( 13 golos ). A Dupla de arbitragem António Goulão / Paulo Jorge , teve uma actuação sem grandes problemas tanto técnica como disciplinar , no entanto António Goulão deve procurar ser mais sóbrio nos momentos de actuação disciplinar e Paulo Jorge , demonstrou que é um árbitro que sabe da técnica de jogo , apenas pecando na sua condição física que deve procurar melhorar.

O Banhadas Andebol

quinta-feira, 23 de outubro de 2008

Nomeações - EHF -03

No habito já estabelecido de divulgação fora de prazo e ou tardia, a FAP ainda não noticiou, no seu Portal, as nomeações já efectuadas em tempo pela EHF, dos delegados Portugueses. Manuel da Conceição ( que fará a sua estreia ) no jogo da 1.ª mão da 3.ª eliminatória da EHF CUP Feminina, entre o Akaba Bera Bera ( Espanha ) e o NP HC Rostov-Don ( Rússia ) em 01-11-2008. E João Costa estará presente em Espanha para o jogo da 2.ª mão da 3.ª eliminatória da WINNERS CUP Feminina entre o Politechnika Koszalin ( Polónia ) e o Balonmano Parc Sagunto ( Espanha ) em 08-11-2008.

Foi também nomeada a dupla Duarte Santos / Ricardo Vieira , para dirigirem o jogo do Grupo 6 da Qualificação para o Euro 2010, entre a Espanha e o Chipre no dia 29-10-2008. Parabéns à dupla.

O Regras

quarta-feira, 22 de outubro de 2008

Conselho Nacional do Desporto

Realizou-se ontem, 21 Outubro, mais um plenário do CND. Do que se passou naquela reunião, ressalva-se a intervenção de fundo do Presidente da LPA, conforme noticia o Jornal Record e que a seguir transcrevemos com devida vénia. Anda-se a discutir Clubes e Competições Profissionais em vez de se discutir o Profissionalismo, entre muitas questões subjacentes a que não se dá qualquer relevo, muito por falta de interesse, na maior parte das vezes, por parte das Federações.

Imagem do artigo no Jornal Record.
O Noticias

Competições Europeias 2008 / 2009

Eis os jogos das equipas portuguesas nas Competições Europeias

Masculinos

EHF CUP – 3.ª Eliminatória

Belenenses / MKS "Zaglebie" Lubin ( Polónia ) - A 1.ª mão realiza-se no Restelo em 15/16–11- 2008 , e a 2.ª mão na Polónia em 22/23-10-2008.

CUP WINNER’S CUP – 3.ª Eliminatória

HCM Constanta ( Roménia ) / ABC - A 1.ª mão será disputada na Roménia em 15/16-11-2008 , e a 2.ª mão em Braga em 22/23-11-2008.

CHALLENGE CUP – 3.ª Eliminatória

HC Mornar Bar ( Montenegro ) / Marítimo – A 1.ª Mão será disputada em Montenegro em 15/16-11-2008, e a 2.ª mão na Madeira em 22-11-2008 ( 17H30 ).

VS RK "Mladost" Cacak ( Sérvia ) / S. Bernardo – A 1.ª mão disputa-se na Sérvia em 15/16-11-2008, e a 2.ª mão em S. Bernardo em 22/23-11-2008.

Femininos

EHF CUP – 3.ª Eliminatória

Budapest Bank FTC ( Hungria ) – Madeira SAD - A 1.ª mão será disputada na Hungria em 01-11-2008 ( 18H00 ) e a 2.ª mão na Madeira em 08-11-2008 ( 17H30 ).

CHALLENGE CUP – 3.ª Eliminatória

Gil Eanes / GOconnectIT/Fortíssimo ( Holanda ) – A 1.ª mão em 01-11-2008 ( 18H00 ) em Lagos , a 2.ª mão em 09-11-2008 ( 13H00 ) na Holanda.

Colégio João Barros / ZRK "Trogir" ( Croácia ) – A 1.ª mão em 01-11-2008 ( 18H00 ) em Pombal, a 2.ª mão em 09-11-2008 ( 19H30 ) na Crocia.

O Noticias

terça-feira, 21 de outubro de 2008

Eslováquia CUP

Hoje vamos falar sobre a excelente vitória da Selecção de Seniores Feminina , neste torneio disputado na Eslováquia no fim de semana passado.

A participação da nossa selecção , teve um saldo verdadeiramente positivo , mas não deve servir para se “embandeirar em arco”. O percurso das nossas selecções leva-nos a ser cautelosos. Este torneio foi disputado com equipas de alguma valia, e por exemplo vencer a equipa do Pais organizador já tem um peso significativo na positividade da participação. No entanto não nos podemos esquecer da derrota no jogo particular com a Republica Checa , por final a Selecção que vencemos na Final , estas derrotas em jogos particulares , devem servir para ponderar e aferir comportamentos ( a ausência de algumas atletas não podem servir de desculpa ) , as atletas e os técnicos devem encara estes jogos como se do torneio fizessem parte , pois é neles que se criam rotinas e rectificam processos , mas a entrega e a competitividade deve estar sempre presente na mente.

A preparação da Selecção para a dura prova que a espera, está a correr de forma positiva e o apoio aos atletas , técnicos e dirigentes da mesma deve ser efectivo e sem as costumadas criticas veladas à Seleccionadora Nacional. Ela é responsável , e devemo-nos lembrar de uma máxima “atletas jogam , técnicos treinaram e dirigentes dirigem” .

Nesta nossa crónica apenas um reparo aos critérios editoriais da FAP , pois só as vitórias são noticia principal , errado noticia principal é a actividade das Selecções , e tenham derrotas ou vitórias o critério deve ser sempre de máximo apoio.

Resultados

Portugal 29 – 24 Lituânia
Eslováquia 27 – 28 Portugal
Portugal 28 – 27 Republica Checa ( Final )
Portugal 23 – 32 Republica Checa ( Jogo particular )

Participaram ainda a Roménia e a Hungria B

Parabéns Selecção, dignificaram o Andebol Feminino Português.

O Analista

Scandibérico Feminino - Classificação Final

Depois de termos noticiado a realização deste evento em que a nota dominante era a falta de informação, surgiu no Portal FAP o seu cartaz de divulgação atrasado, como de costume. Fomos informadas da transmissão dos jogos pela portal da FAP ( saúda-se esta opção ), no entanto as mesmas deverão, no futuro ter um pouco mais de qualidade, pois a luminosidade era pouca ( factor a rever no futuro ). A falta de divulgação da prova, originou que a falta de publico fosse a nota dominante nos jogos. Verificou-se ainda outra falta de informação, que diz respeito ás arbitragens ( Quais as duplas nomeadas, e quem as acompanhou, e quais os objectivos a atingir ).

Estas organizações são sempre bem vindas, agora entendemos é que a sua divulgação deve ser sempre atempada e utilizando meios que permitam que o “produto” seja “apetecível “.

A participação da jovem Selecção Portuguesa Júnior B Feminina ( Sub-17 ) , pensamos que, serviu de preparação para o Europeu que se irá disputar na Macedónia em 2009, saldou-se por um negativismo total , com resultados verdadeiramente confrangedores, nem um único resultado positivo , e as diferenças verificadas nos resultados até podem originar problemas futuras nas jovens atletas, que são as menos culpadas das situações vividas e devem merecer todo o nosso apoio. Deste modo não admira que se tivessem classificado em último lugar. Esperamos ( e desejamos ), que a participação desta jovem Selecção nos Jogos do Mediterrâneo , que se disputam na Turquia em Dezembro de 2008, e são, pensamos nós o último grande torneio antes na participação no Europeu , estejam corrigidas ou minimizadas as lacunas verificadas, conforme repetidamente referiu a Seleccionadora Nacional Sandra Fernandes.

Classificação Final

1.º Noruega, 2.º Suécia , 3.º Dinamarca, 4.º Espanha e 5.º Portugal

O Noticias

segunda-feira, 20 de outubro de 2008

Crónica de Fim de Semana – 23 – 1.ª Parte

A crónica este fim de semana será novamente dividida em duas partes , em virtude de a jornada da prova da Liga , apenas se completar no próximo dia 23 , devido à participação Europeia das equipas Portuguesas.

Campeonato LPA – 7.ª Jornada

Águas Santas 2035 Sporting

Pavilhão com excelente moldura humana, para um jogo com transmissão em directo, com uma vitória fácil e por números não esperados, sendo dos resultados mais dilatados na prova LPA até ao momento. O Aguas Santas cometeu demasiados erros defensivos e falhas técnicas ( 17 ), ao Sporting , correu tudo bem em especial no aspecto defensivo, com um Guarda Redes em dia sim Humberto Gomes ( 18 defesas ) com uma eficácia de 50 % , e que proporcionou contra ataques normalmente concretizados, notando uma nítida evolução no andebol praticado. No Águas Santas de destacar a prestação atacante de Pedro neto ( 11 golos ) e o trabalho de Jorge Carvalho. A dupla de arbitragem ( Duarte Santos / Ricardo Vieira ) , teve um trabalho bastante positivo num jogo em que os jogadores em campo e os bancos , não complicaram. Esperamos que continuem a entrar concentrados e como se viu não á necessidade de falar com os jogadores.

PO01- Cam.Nac. da 1.ª Divisão Sen. Masculinos

Disputou-se a 6.ª Jornada da prova com os seguintes resultados.

CS Marítimo 30 – 29 F. Holanda
Alavarium 31 – 29 S. P. Oleiros
Ismai 23 – 25 Fafe
Avança 27 – 24 Modicus
J.Lis 23 – 23 Camões
G. Sul 27 – 26 Emp. Comércio

Jornada , com todos os resultados equilibrados e com algumas surpresas, entre elas a excelente vitória do Fafe na Maia, demonstrando o mau momento porque o Ismai está a passar. De salientar a excelente vitória do Alavarium sobre o S. P. Oleiros no derbi regional, a dificílima vitória do G. Sul sobre os Caixeiros, o empate obtido pelo Camões na Cidade de Leiria, a subida de rendimento do F. Holanda , ao perder pela diferença mínima no difícil recinto do Marítimo. Ao contrário do que dissemos na semana passada, e na presença dos resultados desta jornada, a prova atingiu um equilibro assinalável, verificando-se uma diferença de apenas 3 pontos entre o 1.º e 7.º Classificado. A carreira do S. P. Oleiros não fica manchada por esta derrota continuando no 1.º Lugar ( 15 pontos ) os mesmo pontos do Marítimo, que depois da derrota na 1.ª Jornada, nunca mais conheceu este resultado. Como nota final , destaca-se que à 6.ª jornada já não existem equipas sem derrotas.

PO09- Cam.Nac. da 1.ª Divisão Sen. Femininos

Esta semana não houve campeonato.

PO04- Cam.Nac. da 1.ª Divisão Jun. Masculinos

Disputou-se a 6.ª Jornada da prova com os seguintes resultados.

Belenenses 44 – 23 Fafe
F. Holanda 29 – 27 ABC
FC Porto 33 – 37 S. Bernardo
Infesta 27 – 39 Sporting
Benfica 35 – 34 Aguas Santas
G. Sul 27 – 25 Fermentões

Nesta prova sem grandes alterações, os factos relevantes foram a difícil vitória do F. Holanda perante o ABC , neste verdadeiro derbi Regional, e a igualmente difícil vitória do Benfica perante o Águas Santas , que confirma desta forma o excelente trabalho de formação que também se vai efectuando nesta equipa. O F. Holanda e o S. Bernardo comanda sem derrotas , e com o sentido contrario as equipas do Fafe e do Infesta ainda não registaram qualquer vitória.

Provas Europeias – Masculinas

EHF CUP

Belenenses 31 / 22 HC Berane ( Montenegro ) – Excelente resultado da equipa de Belém, que venceu e convenceu , com uma diferença que lhe permitiu o acesso à 3.ª eliminatória. Num jogo com boa assistência , e onde se notou a ausência de qualquer dirigente da FAP ( o que se lamenta ) , na primeira parte chegou a ter 5 golos de vantagem , mas inexperiência de alguns dos seus jogadores, e por vezes a precipitação levaram, a que permitissem a recuperação dos Montenegrinos. Nos Belém apenas destacamos a viragem do resultado na 2.º parte, devido a diferença de actuação do seu Guarda Redes ( Hugo Figueira ), tornando-se na principal figura do jogo pela negativa ( 1.ª Parte ) e pela positiva ( 2.ª parte ). A equipa do Berane , demonstrou que sabe jogar andebol , mas pecou por excessos de dureza. Quanto à dupla de arbitragem Austríaca (Robert Hintenaus / Peter Schneider ) , embora demonstrasse ser conhecedora das Regras da Modalidade ( o ser conhecedor não quer dizer qualidade ), foi no nosso entender uma dupla caseira.

Benfica 24 / 23 HC Lovcen – Cetinge ( Montenegro ) – Com uma moldura humana que não seria a desejável , para um jogo desta natureza, mas mesmo assim composta em relação a alguns jogos já disputados no Pavilhão da EDP , para o Campeonato da Liga, o Benfica venceu mas foi eliminado, por culpa própria, com demasiadas falhas técnicas e com Luís Nunes e Pedro Jerónimo a cometerem demasiadas falhas nos momentos de remate, umas vezes pareciam que rematavam para a ”galeria” e outras pura e simplesmente de forma desastrosa. Chegaram a estar a vencer por 4 golos de vantagem e quase sempre na frente do marcador , mas as falhas defensivas e a ansiedade de alguns dos seus atletas não perdoam. A equipa das Balcãs foi mais calma e esteve “” quando foi preciso , tendo no seu Guarda Redes o elemento mais valioso em Campo. A dupla de Arbitragem , foi a mesma do Jogo do Belenenses, e sobre ela, já dissemos quase tudo, agora acrescentamos sem qualidade, de critérios absurdos e não compreensíveis, acabando por decidir o encontro nos 15 segundos finais , ao marcar uma violação duvidosa a Nikola Miricki.

É inadmissível , uma equipa profissional , como o Benfica que vai para um jogo decisivo , e quando o técnico nos minutos finais pretende usar um sétimo jogador de campo , jogando sem GR , não existem coletes no banco , isto não lembra ao “Diabo” , depois rasga-se uma camisola branca , na tentativa de usar a mesma como colete , esquecendo-se ( ou não sabendo o que ainda é mais grave ), de que segundo as regras os Coletes têm de ser da mesma cor do equipamento dos GR’s. É Triste.

Uma nota final , não se viu nenhum dirigente da FAP , nos jogos das competições Europeias realizadas este fim de semana, Lamenta-se.

CUP WINNER’S CUP

ABC 28 / 25 HC Gumarny Zubri ( R. Checa )- Mais um excelente resultado para o Andebol nacional , o ABC , confirmou a sua passagem à 3.ª eliminatória, alcançando uma nova vitória sobre os Checos , confirmando desta forma o resultado obtido no jogo da 1.ª mão, apesar das dificuldades criadas pela equipa checa, que chegou a provocar alguns calafrios, registando-se ao intervalo uma igualdade a 16 golos. De destacar uma nova lesão na equipa do ABC a do atleta Hugo Rocha ( esperamos que não seja grave ) , e Produção do Jovem Dário Andrade com 10 golos. A confirmação da fidelidade do publico em Braga que mais uma vez não deixou de apoiar a sua equipa. Não falamos sobre a arbitragem , porque o nosso repórter no local nada nos disse sobre a mesma.

O Banhadas Andebol

Regras de Andebol - 29

Eis as soluções das perguntas anteriores:

136Resposta A – Regras ( 13:7, 15:5b, 15:7 ), 137 - Resposta C,D – Regras ( 2:8d, 17:7 ), 138 Resposta C – Regras ( 15:2 ), 139 Resposta A,C,D – Regras ( 16:8, 16:13, 16:14d, 17:10, Clarificação 6a ) 140 Resposta A – Regras ( 4:4 Comentário )

Perguntas Seguintes :

141 - Depois de um lançamento livre para equipa A, o oficial da equipa B entra no terreno de jogo e grita: "Mas isso deveria ser um lançamento livre para nós"! Os oficiais da equipa B ainda não tinham sido anteriormente castigados. Decisão correcta?

A - O oficial responsável da equipa B é obrigado a expulsar o oficial infractor
B - 2 Minutos para o oficial que deve ser cumprido por um dos jogadores
C - Advertência para o oficial
D - Advertência para o oficial e lançamento livre para equipa A

142 - Quantas advertências devem ser dadas no máximo aos oficiais de uma equipa durante uma partida?

A - Nenhuma
B - 1
C - 2
D - 3

143 - A5 já recebeu uma advertência e duas suspensões de 2-minutos. Quando a equipa B executa um lançamento livre ele não mantém a distância dos 3m pela primeira vez. Decisão correcta?

A - Advertência
B - 2-minutos exclusão
C - Nenhum castigo
D - Terceira exclusão de 2-minutos e desqualificação

144 - A3 é advertido progressivamente por uma infracção cometida no terreno de jogo. Depois de ser substituído, o mesmo jogador senta-se no banco de substituição e insulta o árbitro. Decisão correcta?

A - Desqualificação, combinada com uma exclusão de 2-minutos
B - Desqualificação. Relatório no Boletim de Jogo. A equipa fica reduzida no terreno de jogo durante 2 minutos.
C - 2-minutos de exclusão
D - Expulsão

145 - Durante um contra-ataque, A4, que já tem uma advertência, puxa a camisa de B9. Apesar disso, B9 consegue passar a bola para B8, que marca um golo. O árbitro quer penalizar A4 depois, mas ele já está sentado no banco de substituição. Decisão correcta?

A - Exclusão de 2-minutos para A4; a equipa deve ficar reduzida no terreno de jogo
B - A4 não pode jogar nos próximos 2 minutos (mas a sua equipa continua completa no terreno de jogo)
C - Nenhum castigo é já possível
D - Desqualificação para A4 (só 5 jogadores de campo)

As soluções serão sempre publicadas na semana seguinte.

Pelo nosso colaborador

O Regras

domingo, 19 de outubro de 2008

Actividade das Selecções

A FAP divulgou um intenso programa de actividade de diversas selecções , para fins de Outubro e princípios de Novembro, são seis as Selecções que irão efectuar estágios e jogos de preparação, para algumas estão definidos os Objectivos destes estágios, para outras não se diz nada. De salientar que desta vez além da interrupção da prova da Liga, também a PO01 ( 1.ª Div. Sen. Masc. ) e PO04 ( 1.ª Div . Jun. Masc. ) sofrem interrupção. Retomando a actividade normal em todas as provas no fim de semana de 8/9 de Novembro de 2009.

Selecção Nacional A Masculina – Estagio, de preparação para a qualificação do Campeonato da Europa, com jogos na Eslováquia de 24-10 a 01-11, de salientar nos convocados o regresso de João Pinto e de Bruno Moreira. ( Todos os Atletas convocados, disputam a Prova da Liga )

Selecção Nacional Júnior A Masculina – Estagio em Rio Maior de 24-10 a 29-10 , também na lista dos convocados, apenas atletas pertencentes a clubes que disputam a principal prova do Calendário Nacional.

Selecção Nacional Júnior B Masculina – Estagio em Fafe de 24-10 a 29-10 , de salientar que neste estágio o Belenenses tem 8 atletas convocados.

Selecção Nacional Júnior C Masculina – Estagio igualmente em Fafe, de 27-10 a 02-11, efectuando 2 jogos de preparação com a Selecção da Galiza, de referir a diversidade de clubes representados nesta Selecção ( 10 ), o que em principio poderá ser indicativo de algum trabalho de base em mais clubes.

Selecção Nacional Júnior D Masculina – Estagio em Lagos de 27-10 a 02-11 , com jogos de preparação com a Selecção de Espanha. Tal como nos juniores C , também nesta Selecção existe uma diversidade de clubes Representados ( 9 ).

Selecção Nacional Júnior C Feminina – Estagio igualmente em Lagos de 27-10 a 02-11 , e também com jogos de preparação com a Selecção de Espanha. De referir pela negativa ( na nossa perspectiva ) , a ausência da lista de convocados de atletas do Madeira SAD, Gil Eanes, Colégio de Gaia e CS Madeira, que poderá ser um indicativo do pouco trabalho desenvolvido nos escalões de formação.

Esperamos que estes estágios que se vão repetir ao longo de toda a época, basta ver o número de dias previstos pela FAP, e que vão certamente causar grandes problemas aos clubes que suportam a modalidade e as Selecções, seja reconhecido pela FAP.

O Noticias

sábado, 18 de outubro de 2008

Cumprimento de Penas

Para responder ás diversas solicitações que nos foram enviadas, vamos procurar esclarecer este tema, Cumprimento de penas na FPA/ LPA ou vice-versa.

Em primeiro lugar deve dizer-se que a interpretação não é fácil, mas também não é muito complicada, basta fazer a leitura conjugada do ponto 2 do Art.º 20 do Titulo 8 , e de todo o Subtítulo 4 do Titulo 8 do Regulamento Geral da FPA e ainda do Protocolo FAP/LPA, sobre este protocolo, diremos que, após as várias diligências por nós efectuadas , sabemos ( não podemos, no entanto fazer prova, porque tanto a FAP como a LPA, não têm este documento nos seus Sites ) que o mesmo contempla uma Clausula de cumprimento de penas , em que tanto a FAP como a LPA , são obrigadas a informar das penas aplicadas e que as mesmas poderão ser cumpridas tanto de um lado como do outro. Outra situação, não poderia ser , pois devemo-nos lembrar que as equipas da LPA , participam por exemplo na Taça de Portugal e Taça Presidente da Republica, e de que ainda a PO04, permite a inscrição de atletas com idade sénior, embora limitados em idade e em número.

Por último, transcrevemos o ponto 1.6 do Sub Titulo 4 e o ponto 5 do mesmo sub titulo na esperança de que os mesmos auxiliem ao esclarecimento.

1.6. Os jogadores que tenham sido castigados numa equipa diferente daquela a que se encontram vinculados poderão cumprir as penas da seguinte forma:
a) No caso de estar vinculado a uma equipa do mesmo escalão etário e de letra inferior, o jogador poderá cumprir a pena nesta equipa. O jogador pode optar por passar definitivamente à equipa de letra superior e cumprir o castigo nesta equipa, devendo, neste caso, comunicar à Federação de Andebol de Portugal, previamente.
b) Jogadores vinculados a equipa de escalão inferior pode cumprir as penas nesta equipa.
No entanto, pode optar por subir de escalão etário e cumprir as penas nesta equipa, devendo, neste caso, comunicar, previamente, à Federação de Andebol de Portugal.
c) Em ambos os casos se o clube não comunicar por ofício a mudança de equipa do jogador, as penas não poderão ser cumpridas.
d) O jogador só pode cumprir um (1) jogo por semana quando se trata de equipas diferentes, de acordo com o ponto 1.3. Mesmo que mude de equipa na mesma semana, apenas será contabilizado um (1) jogo.
…..
5. Os casos omissos serão decididos pelo Conselho Disciplinar da Federação de Andebol de Portugal.
"

O Jurídico

sexta-feira, 17 de outubro de 2008

Analise das nomeações da LPA e FAP

Breve analise ás nomeações já efectuadas e divulgadas pelo CA da Liga e da FAP ( sempre que se justificar ), englobando no caso da LPA as nomeações dos delegados para os respectivos jogos.

7.º Jornada da LPA

Delegados – Discordamos do critério do CA da LPA , não é correcto nomear o Delegado Alberto de Oliveira para o Jogo Belenenses / SC Horta. O Belenenses efectuou ( vai efectuar ) até agora dois jogos no Restelo e os dois tiveram como Delegado Alberto de Oliveira, e este por sua vez vai efectuar a sua 2.ª actuação e nas duas vezes o faz no Restelo. Será que não havia mais Delegados. Ou também há impedimentos !!! Quanto ás restantes nomeações, nada a dizer.

Duplas – Uma jornada, em que se tudo correr normalmente, haverá 2 a 3 jogos equilibrados, apesar de nós registarmos com agrado todas as surpresas que possam surgir. Não se entende o porquê da nomeação da Dupla António Trinca / Tiago Monteiro , para dois jogos nesta jornada ( Belenenses / SC Horta e S. Bernardo / ABC ), será que há alguém penalizado e não constante da lista dos indisponíveis, porque não se nomeou a Dupla de Viana de Castelo João Moreira / Alberto Cerqueira , por exemplo para Aveiro. Como é possível no site da LPA a dupla Eurico Nicolau / Ivan Caçador, encontrara-se la lista de indisponíveis , e estar nomeado pela FAP para os dias 18 e 19, ou a informação está incompleta ou algo anda mal no “reino da arbitragem “ . Saúda-se a nomeação da Dupla Duarte Santos / Ricardo Vieira para o jogo Águas Santas / Sporting, que será um jogo de características especiais, esperemos que dirijam o encontro sem altivez e com sobriedade, pois têm valor técnico para o efectuar sem problemas de maior.

Jogos – Duplas

Águas Santas / Sporting – Duarte Santos / Ricardo Vieira
Belenenses / SC Horta – António Trinca / Tiago Monteiro
Madeira SAD / Benfica – Mário Coutinho / Ramiro Silva
S. Bernardo / ABC – António Trinca / Tiago Monteiro

6.ª Jornada da PO01- Camp. 1.ª Div. Seniores Masculinos

O CA da FAP , tem de uma vez por todas decidir , quais são as provas principais, e em que deve efectuar as sua nomeações com uma maior atenção. Nesta jornada da PO01, estavam disponíveis todas duplas prioritárias para dirigirem estes encontros, e o CA da FAP utilizou-as, agora não pode é estar a efectuar nomeações para o mesmo pavilhão, utilizando as duplas nomeadas para a PO01. É impossível uma dupla que tem jogo ás 15H00, em Espinho , estar ás 18H00 na Maia , para um jogo da PO01, que concentração terá esta dupla , mais, nunca cumprirá as normas indicativas do tempo de antecedência com que deve chegar a um jogo da PO01. Damos outro exemplo, disputa-se ás 18H00 o derbi Regional Alavarium / S.P. Oleiros que será dirigido pela dupla Flávio Carvalho / João Malhado , é um encontro de grau de dificuldade elevado e que exige chegada atempada, preparação e concentração, como é possível atingir-se estes objectivos se esta dupla dirige outro jogo ás 15H00 em S. Bernardo.

6.ª Jornada da PO04 - Camp. 1.ª Div. Juniores Masculinos

Tudo que se disse para a PO01, é válido para esta prova, que pela Marketing que envolve , é - A prova especial da FAP – , no entanto o CA da FAP , parece esquecer. E damos um exemplo dos mais caricatos que conhecemos, a Dupla Daniel Martins / Roberto Martins, dirige ás 14H00 o jogo da PO04 Benfica / Águas Santas e está nomeado para outro jogo ás 16H00, noutro Pavilhão, que, embora seja perto, torna impossível esta dupla estar ás 16H00 no segundo jogo para que está nomeada, ( nem banho pode tomar ) isto é ridículo. Outro exemplo da falta de atenção do CA, é nomear uma dupla para o jogo G.Sul / Fermentões , que segundo o Comunicado N.º11 da FAP , em que constam as prioridades nas nomeações, ela não tem enquadramento nessas prioridades. Por respeito aos quadros não indicamos o seus nomes, apenas dizemos que fazem parte do Quadro do Grupo Nacional de Árbitros Jovens, cujas competições prioritárias são a PO09 e PO02

O Analista

quinta-feira, 16 de outubro de 2008

Divulgação de Blogs

A solicitação do autor “Paulo Costa”, procedemos á divulgação de mais dois espaços para os amantes da modalidade, verem , são espaços diferenciados e que merecem a nossa atenção, os mesmos passaram a fazer parte da nossa lista de links, ao seu autor , desejamos as maiores felicidades. Os espaços cibernéticos são :

http://www.andeboldepraia.blogspot.com/ ( Dedicado ao andebol de Praia ) - ( Andebol de Praia )
http://www.handballcoach.blogspot.com/ ( Técnica e Táctica do Andebol ) ( Técnica e Táctica )

O Administrador

Solicitação de Informação - 2

Vimos mais uma vez , apelar para que nos enviem informação, relativamente aos encargos que os Clubes , têm com a entidade Federativa. Solicita-se aos Clubes que nos queiram fornecer informações relativas a taxas de inscrição, seguros e outras despesas obrigatórias a liquidar à FAP , com especial incidência nas despesas de arbitragem, pois não existe nenhuma informação nos diversos Comunicados divulgados, acerca desta matéria tão sensível. As informações poderão ser enviadas para o nosso email ( banhadasandebol@gmail.com ) , e garantimos desde já a confidencialidade. Esta nossa pretensão tem a ver com as queixas que nos tem sido referenciadas, e desta forma poder-se-á efectuar uma analise dos mesmos.

O Administrador

Formação na EHF

Realizaram , diversos sorteios de Provas de Qualificação Europeia, com os seguintes Resultados:

Mundial de Sub 21 – Masculino ( Egipto 2009 )

Portugal ficou enquadrado no Grupo 2 , juntamente com a Bélgica , Turquia e a Geórgia. O Grupo de apuramento será organizada pela Bélgica e disputa-se de 10 a 12 de Abril de 2009 . Apenas se apurando uma equipa para a Fase final . Apenas uma chamada de atenção para os serviços da FAP, não é tolerável , que sistematicamente se comentam erros por falta de atenção, pois ainda no dia 14 diziam que a Bielo-Rússia pertencia ao Grupo de Portugal e omitam a Bélgica, para depois informarem que a Bélgica organiza-se o Grupo de Portugal. Já rectificaram mão o erro esteve lá e não foi pouco tempo. A imagem abaixo assim o demonstra.

Europeu de Sub 17 – Feminino ( Macedónia 2009 )

Portugal enquadra o Grupo 6 , juntamente com a Republica Checa, Bulgária e Hungria. O Grupo será disputado na Hungria , de 6 a 8 de Março de 2009 . Apuram-se duas equipas .

Europeu de Sub 19 – Feminino ( Hungria 2009 )

Portugal enquadra o Grupo 8 , juntamente com a Croácia e a Suécia. O Grupo será disputado na Suécia de 10 a 12 de Abril de 2009 , e apenas apura uma equipa.

Apenas um comentário muito sintético, as nossas possibilidades de apuramento, em qualquer qualificação pensamos ( esperamos estar enganados ) são diminutas.

O Banhadas Andebol

terça-feira, 14 de outubro de 2008

Precisões e Orientações Técnicas – “ Obrigatórias” – 2008/2009 – Parte 9

O último dos artigos , sobre as Precisões e Orientações técnicas , tornadas obrigatórias pela FAP, através da Circular n.º1 de 04-08-2008, para a época de 2008/2009, relacionado com a Sanção Progressiva. Tal como já afirmado anteriormente, apenas se pretende compreender as razões , porque existem tantas exclusões, nos jogos realizados até ao momento. Isto não quer dizer que não existam exageros da parte dos Quadros de Arbitragem , mas no entanto não são os principais culpados.

SANÇÃO PROGRESSIVA – Parte 2

No quadro seguinte a FAP, intitula o texto como Regra 16 , mas esqueceu-se de dizer que o texto é especificamente referido à Regra 16:6b, e igualmente de referir o Esclarecimento n.º 6 e a Regra 8:6. Os esclarecimentos prestados no quadro, são algumas das situações passíveis de sancionamento com Desqualificação.
Na imagem seguinte, a FAP são enquadrados alguns exemplos.
Neste slide a FAP , apresenta um comentário devidamente ilustrado, no entanto deveria ter esclarecido, que este comentário nada tem a ver com a Regra 16, mas sim com a Regra 8 , mais especificamente com a Regra 8:5.
Por último a imagem de hoje , A FAP , apresenta um quadro de progressividade das Sanções, em que já informamos de que a “ História do Cartão Amarelo “ não concordamos. no nosso entender é uma adulteração da Regra , esta matéria diz respeito apenas à técnica de arbitragem, e nunca deve ser uma imposição. Discordamos ...
O Formador

segunda-feira, 13 de outubro de 2008

Crónica do Fim de Semana – 22 – Parte 2

Campeonato LPA – 6.ª Jornada

SC Horta – Madeira SAD

Jogo adiado, segundo informação por nós obtida e que se confirma pelo texto inserido no site da LPA, devido a problemas com as ligações aéreas com as Ilhas, nós perguntamos até quando se manterá esta situação.

Nota Prévia – Em virtude de esta semana não ter sido efectuado uma analise ás nomeações da FAP, a crónica de fim de semana , não englobará uma analise ás suas actuações.

PO01- Cam.Nac. da 1.ª Divisão Sen. Masculinos

Disputou-se a 5.ª Jornada da prova com os seguintes resultados.

Alavarium 25 – 25 Marítimo
Camões 22 – 32 F. Holanda
Fafe 21 – 19 G. Sul
S.P.Oleiros 32 – 29 Ismai
Emp. Comércio 25 – 21 Avanca
Modicus 22 – 22 J.Lis

Jornada , com poucas . De salientar o excelente empate obtido pelo Marítimo no recinto do Alavarium, e a excelente vitória do F.Holanda no Camões por números que não deixam duvidas a ninguém será o seu renascimento. Deve ainda destacar a vitória do Oleiros sobre um dos Favoritos O Ismai. A Prova poderá tornar-se monótona, pois neste momento já está estabelecida uma hierarquia , praticamente igual a verificada nas últimas épocas.Com a boa excepção do Alavarium e do Avança.

PO09- Cam.Nac. da 1.ª Divisão Sen. Femininos

Sobre esta prova não faremos comentários neste artigo, pois a jornada ainda não está completa

PO04- Cam.Nac. da 1.ª Divisão Jun. Masculinos

Disputou-se a 5.ª Jornada da prova com os seguintes resultados.

F.Holanda 29 – 24 Belenenses
Águas Santas 28 – 16 Fafe
Sporting 33 - 15 Benfica
S. Bernardo 26 – 33 G.Sul
ABC 30 – 34 FC Porto
Fermentões 21 – 21 Infesta


Finalmente nesta prova verificaram-se alguns resultados surpresa, vitória do FC Porto em Braga perante o ABC, completamente inesperada, salienta-se ainda a vitória do Sporting sobre o eterno rival pelos números envolvidos ( será o Benfica a pagar a sua politica da não existência de um treinador inscrito ). O excelente jogo que se registou entre o F.Holanda e o Belenenses ( Dois favoritos ). Face aos resultados registados, a única surpresa é a Intromissão do Sporting , nos 1.ºs Lugares.

Provas Europeias – Femininas

EHF CUP

Madeira SAD 35 / 18 SPES Kefalovrisos ( Chipre ) – Confirmação do resultado da 1.ª mão, e passagem á eliminatória seguinte. Parabéns.

Cem. la Union Ribarroja / Col. Gaia – Os dois jogos realizaram-se em Espanha, no entanto face aos resultados obtidos. Nós questionamos está opção do Colégio de Gaia. Pois resultou na sua eliminação. Os resultados Obtidos foram ( 1.ª Mão 33 – 30 , favorável ás Espanholas, e na 2.ª mão verificou-se um empate a 31 golos )

CUP WINNER’S CUP

Onnereds HK ( Suécia ) 31 / 16 Maiastars - Resultado mais que esperado, e resultou na eliminação da equipa portuguesa, sem mais comentários.

Provas Europeias – Masculinas

EHF CUP

HC Berane ( Montenegro ) 36 / 32 Belenenses – Excelente resultado da equipa de Belém, que com a sua gharra habitual, consegue provar aos seus detractores, que tem equipa, conseguiu trazer para o Restelo a decisão da Eliminatória.

HC Lovcen – Cetinge ( Montenegro ) 28 / 26 Benfica - Mais um excelente resultado de uma equipa portuguesa, demonstrativo do algum valor que as nossas equipas possuem , esperamos que não seja apenas “fogo de vista”, o certo é que conseguiu trazer a resolução da eliminatória para o jogo da 2.^Mão a realizar na Luz.

CUP WINNER’S CUP

HC Gumarny Zubri ( R. Checa ) 25 / 26 ABC - Nada , mais saudável do que terminar esta crónica, com o extraordinário resultado, obtido pela equipa do ABC na Republica Checa, provando que quando a união faz a força, não há nada que resista, e que a sua derrota no último jogo da Liga foi um acidente de percurso. Parabéns ABC.

O Banhadas Andebol

sábado, 11 de outubro de 2008

Solicitação de Informação

Pretendendo o nosso colaborador o Analista, fazer uma avaliação de custos, relativamente aos encargos que os Clubes , têm com a entidade Federativa. Solicita-se aos Clubes que nos queiram fornecer informações relativas a taxas de inscrição, seguros e outras despesas obrigatórias a liquidar à FAP , com especial incidência nas despesas de arbitragem, pois não existe nenhuma informação nos diversos Comunicados divulgados, acerca desta matéria tão sensível. As informações poderão ser enviadas para o nosso email ( banhadasandebol@gmail.com ) , e garantimos desde já a confidencialidade.

O Administrador

sexta-feira, 10 de outubro de 2008

Duplas de Arbitragem IHF

A IHF divulgou em 27-09-08, a lista das duplas para 2008 / 2009, no total de 71, de 47 Países, Portugal tem uma dupla ( Eurico Nicolau / Ivan Caçador ) . Como curiosidade , deve-se referir que o Brasil é um dos Países com maior número de duplas ( 3 ), em igualdade de circunstâncias com a Servia , Dinamarca, Egipto, Alemanha e Islândia.

O Formador

quinta-feira, 9 de outubro de 2008

Crónica do Fim de Semana – 22 – Parte 1

A nossa crónica de fim de semana , será dividida em duas partes, face à realização de vários jogos a meio da Semana para o Liga de Andebol

Campeonato LPA – 6.ª Jornada

Benfica 33 – 25 S. Bernardo

Jogo com uma fraca moldura humana, nem sempre bem jogado, com resultado enganador face à luta que a jovem equipa do S. Bernardo sempre proporcionou. O Benfica iniciou muito bem jogo , mas aos 4 minutos um “Time Out” do técnico do S. Bernardo colocou ordem na casa, neste jogo o S. Bernardo ainda ficou mais limitado na 2.ª Parte após a desqualificação do atleta Nuno Grilo com Cartão Vermelho Directo. Destaque pela positiva no Benfica Carlos Carneiro e Rui Silva e no S. Bernardo Jorge de Sousa e o Guarde Redes Rui Pereira. A Dupla de arbitragem de Daniel Martins / Roberto Martins , teve uma actuação positiva, no nosso entender, no CV a Nuno Grilo nada havia a fazer foi só aplicar a Regra, embora se registasse um ou outro erro no Sancionamento dos Livres de 7 metros, bem na aplicação da Sanção Progressiva, e nas Faltas do Atacante, calmos, não se deixando impressionar com o ruído de fundo.

FC Porto 32– 32 Belenenses

Uma surpresa “ O resultado “ , parece que a crise passa ao lado desta valorosa equipa de Belém que vencia ao Intervalo (16-14 ) Jogo em que o Belenenses levava a lição bem estudada, e que nunca permitiu demasiadas veleidades à equipa do FC Porto, uma alteração infeliz no final do jogo por parte da equipa de Belém , permitiu ao FC Porto alcançar empate. A Dupla Internacional Eurico Nicolau / Ivan Caçador , esteve muito bem , concentrados e proporcionado que o jogo decorresse sem problemas .

ABC 27 – 28 Águas Santas

Para já a grande surpresa da jornada, grande vitória da equipa da Maia, conforme prevíamos poderia ser jogo complicado, mas a equipa do Prof. Paulo Queirós, esteve simplesmente Bem , já vencendo ao intervalo ( 13-9 ), parece que nesta equipa a mudança de treinador surtiu efeito. O Águas Santas comandou sempre o jogo, e o ABC deu a sensação de excesso de confiança, e quando quiseram já não foram a tempo. O ABC , também teve a infelicidade de Luís Bogas se lesionar e com gravidade ( poderá ser braço partido ), segundo a informação por nós obtida. A arbitragem da Dupla Bruno Rodrigues / Carlos Capela, foi equilibrada em todos os parâmetros de jogo, sendo positiva. O ambiente não os perturbou. Esperamos continuação na forma de actuar que a arbitragem Nacional , bem precisada está de quadros.

O Banhadas Andebol

quarta-feira, 8 de outubro de 2008

A Chamada Crise do Belenenses...

Temos lido, muitos comentários e muitos artigos sobre a propalada crise no Andebol do Belenenses, mas na realidade o que existe é uma crise no Futebol do Belenenses. Os mentores das crises, querem é fazer sugerir que as modalidades são a vertente e a causa de todos os problemas. Não é verdade, então por exemplo o valor da rescisão do contrato do Treinador de Futebol não dava para sustentar uma das outras modalidades !!!!. Fala-se nas verbas do Andebol, e apenas se fala da Equipa Sénior, mas não já sabemos ( noticia hoje do Record ) , que aquelas verbas ( 800.000€ ) incluem as dividas do passado, e nós questionamos, e não estará também incluído os valores pagos aos profissionais não praticantes !! E não estarão incluídas todas as verbas relacionadas com a dos chamados escalões de formação, que tem de fazer deslocações extremamente dispendiosas!! E Também não estão incluídas as verbas e as taxas a liquidar à FAP, relativas a seguros , inscrições e outras !!! , extrapolando valores quanto custa a equipa Sénior ( embora sabendo de alguns exageros em termos de vencimentos pagos ). Também é importante saber quem é responsável pela receita prevista, não será a equipa Sénior com os patrocínios e as receitas dos jogos. Face a tudo isto qual será na realidade o verdadeiro valor que consome a equipa sénior na Liga. Digam !!! ou será que existem na Comissão de Gestão quem não goste da Modalidade!!1

O Analista

Scandibérico Feminino

Surpresa das surpresas, fomos surpreendidos com a realização do Scandibérico em Portugal ( Lagos ) de 16 a 19-10-08. A Noticia foi publicada no Portal da FAP , apenas e somente em 06-10-08 ( 10 dias antes da realização da mesma ), e a propósito da convocatória para estagio da Selecção de Juniores B Feminina, que se iniciará em 13-10-08.

Nada temos contra este tipo de realizações , são sempre bem vindas, agora entendemos é que a sua divulgação deve ser sempre atempada e utilizando meios que permitam que o “produto” seja “apetecível “.

A Informação deste torneio peca ainda por escassa, pois por exemplo; não sabemos o tempo de cada jogo, não sabemos a forma de disputa, e nem sabemos qual a dupla de arbitragem Portuguesa designada para este torneio,

Apenas temos de lamentar a falta de divulgação e de informação.

Calendário

Dia - 16-10-08
15h00 - Dinamarca / Espanha
17h00 – Portugal / Noruega
Dia – 17-10-08
09h30 – Suécia / Portugal
11h30 – Noruega / Dinamarca
18h30 – Espanha / Noruega
20h30 – Dinamarca / Suécia
Dia 18-10-08
16h00 – Portugal / Dinamarca
18h00 – Suécia / Espanha
Dia 19-10-08
15h00 – Noruega : Suécia
17h00 – Espanha : Portugal (RTP2)

O Noticias

Regras de Andebol - 28

Eis as soluções das perguntas anteriores:

131Resposta C – Regras ( 6:4, 14:7, 13:2, 12:1 ), 132 - Resposta C – Regras ( 14:8 ), 133 Resposta A – Regras ( 8:1a, 7:4 ), 134 Resposta A – Regras ( 12:1, 5:10 ) 135Resposta B,C,D – Regras ( 2:8a, 13:2, 16:1, Comentário 6:3b )

Perguntas Seguintes :

136 - Lançamento livre para equipa B na linha de lançamento livre de A. O árbitro negligencia o facto do jogador B8 estar numa posição entre a linha de lançamento livre e a linha de área de baliza. B8 recebe a bola e faz golo. Decisão correcta?

A - Repetição do lançamento livre após apito
B - Lançamento livre para A
C - Golo
D - Advertência para B8

137 - Os árbitros discordam sobre qual a equipa que deve executar uma reposição em jogo. Como devem proceder?

A - O árbitro de campo decide
B - O árbitro de baliza decide
C - Os dois árbitros tomam uma decisão em comum depois de se consultarem
D - Paragem do tempo de jogo
E - Nenhuma paragem do tempo de jogo, mas a reposição em jogo é executada após sinal de apito

138 - O guarda-redes da equipa B executa um lançamento de guarda-redes para a baliza de equipa A. Nenhum jogador de qualquer equipa toca a bola, e entra na baliza de equipa A.

A - Lançamento de guarda-redes para A
B - Reposição em jogo para A
C - Golo
D - Advertência ao guarda-redes de equipa B por conduta de anti-desportiva

139 - Ao entrarem no recinto de jogo, os árbitros encontram-se com B4, equipado mas não incluído na lista de participantes para o jogo. B4 grita: “outra vez estes idiotas!”. Após 12 minutos de jogo, B4 é adicionado ao Boletim de Jogo pela sua equipa com o n.º 14. Os árbitros verificam a situação. Qual a decisão correcta?

A - Desqualificação de B4.
B - Equipa B fica reduzida de um jogador no terreno de jogo por 2 minutos.
C - Equipa B continua a jogar sem qualquer redução.
D - Relatório de jogo no final.
E - Equipa B pode acrescentar outro jogador para completar a equipa até 14 jogadores.

140 - B1 defende um remate e lança a bola para o colega B4. Agora B1 desloca-se para perto da sua zona de substituição. Ele claramente sai do terreno de jogo e apanha uma toalha e bebe água de uma garrafa. Ele não foi substituído no terreno de jogo por outro guardaredes. Qual a decisão correcta?

A - Jogo prossegue, isto é permitido.
B - 2 Minutos de suspensão para B1 por falta na substituição.
C - Lançamento livre para A junto à zona de substituição de B.

As soluções serão sempre publicadas na semana seguinte.

Pelo nosso colaborador

O Regras

terça-feira, 7 de outubro de 2008

Analise das nomeações da LPA – 6.ª Jornada

Breve analise ás nomeações já efectuadas e divulgadas pelo CA da Liga, esta semana a analise será feita em duas partes ( ás provas da FAP, se possível, será posteriormente ), face a 6.º jornada da LPA, se disputar quase na totalidade no dia 08-10-08.

Conforme já informamos nesta 1.ª fase da prova, os comentários serão sintéticos, assim teremos uma 6.ª jornada com 3 jogos previsivelmente equilibrados, e nada fáceis para as equipas de arbitragem, e um jogo em que não se deverá registar surpresas, e poderá ser o mais desequilibrado ( ABC / Águas Santas ). O CA da LPA , depois já ter verificado a forma das duplas de arbitragem, têm no nosso entender a tarefa mais facilitada é só querer.

6.º Jornada da LPA

Delegados – Completamente de acordo e sem problemas de maior, em principio.

Duplas – Desta vez a nossa concordância é quase total, pois o jogo teoricamente mais difícil de arbitrar ( FC Porto / Belenenses ), tem nomeada a melhor dupla portuguesa de momento, assim eles entrem concentrados , ( Eurico Nicolau / Ivan Caçador ). O Jogo Benfica / S. Bernardo, é um jogo nada fácil , e a dupla nomeada ( Daniel Martins / Roberto Martins )está consentânea com o grau de dificuldade do mesmo, apenas esperamos que estejam ao nível do que fizeram no seu último jogo ( ABC / Sporting ). Um Jogo, que pelas suas características poderá ser equilibrado e nada fácil de dirigir é o ”duelo” Insular ( SC Horta / Madeira SAD ) , a jovem dupla Algarvia ( Gonçalo Santos / Filipe Santos ) , terá de entrar concentrada e sem a preocupação de impor a disciplina por qualquer meio, pois tem valor para se sair a contento.

Jogos – Duplas

Benfica / S. Bernardo – Daniel Martins / Roberto Martins
ABC – Águas Santas – Bruno Rodrigues / Carlos Capela
FC Porto – Belenenses – Eurico Nicolau / Ivan Caçador
SC Horta – Madeira SAD – Gonçalo Santos / Filipe Santos

O Analista

segunda-feira, 6 de outubro de 2008

Crónica do Fim de Semana - 21

Campeonato LPA – 5.ª Jornada

Madeira SAD 23 – 31 FC Porto

Com uma razoável moldura humana a acompanhar o Jogo , vitória da melhor equipa em campo, com um resultado já favorável ao FC Porto ao Intervalo ( 15 – 10 ), que comandou o marcador durante todo o jogo. De salientar no FC porto o Ponta Ricardo Moreira ( 12 golos ) com uma excelente actuação e no Madeira SAD mais uma vez o “veterano” Yuriy Kostetsky , de realçar o exagerado numero de falhas técnicas ( começa a ser preocupante este excessivo número de falhas nos diversos jogos ) ( 33 ). A dupla de arbitragem Flávio Carvalho / João Malhado, tal como tínhamos previsto , não teve um jogo fácil e não estiveram ao nível desejado, pois mais uma vez cometeram excessos disciplinares não justificáveis ( 13 exclusões ) , com critérios técnicos “baralhados”, em especial na falta do Atacante.

Águas Santas 34 – 39 Benfica

Jogo , que mais parecia uma corrida de velocidade , tal o número de golos verificado , em que se atingiu uma média bem superior a 1 golo por minuto, significando que ambas as equipas, defenderam mal. E em que a supremacia do Benfica apenas se começou a verificar a partir dos 15 minutos do segundo período. A intervalo o resultado era o espelho do equilíbrio verificado até então ( 19-19 ), parece-nos que a mudança de técnico na equipa da Maia, está a dar resultados positivos. De salientar no Benfica o poder de “fogo” de Carlos Carneiro ( 9 golos ) e de Rui Silva ( 10 golos ). E no Águas Santas , desta vez teremos de destacar Jorge Carvalho ,pela excelente eficácia. A Dupla António Trinca / Tiago Monteiro , esteve bem melhor que nos seus últimos jogos, bem mais serena e com um critério disciplinar bem mais correcto, sem grandes excessos. Tecnicamente também esteve bastante melhor , com significativas melhorias nos Lançamentos de 7 metros, apesar de o número destes Lançamentos ( 17 ) puder parecer exagerado.

S.Bernardo 29 – 28 SC Horta

Jogo disputado sob o signo do equilíbrio, acabando por vencer a equipa mais feliz , ao intervalo o S. Bernardo vencia ( 15-12 ) , mas deve dizer-se que p Horta nunca se deu por vencido e 10 minutos do fim vencia ( 25-22 ), apenas consentido o empate a 5 minuots do fim ( 25-25 ). Como de costume no SC Horta o jogador mais influente foi Peter Lengyel ( 8 golos ) e mais uma demonstrou possuir uma vasta gama de recurso técnicos. No S. Bernardo dois destaques , o inevitável Nuno Grilo e Tiago Miranda ( 8 golos ). A arbitragem da Dupla Mário Coutinho / Ramiro Silva, foi equilibrada em alguns aspectos técnicos ( Lei da vantagem, Falta do Atacante e Jogo Passivo ) e registou-se uma favorável evolução na aplicação da Sanção Disciplinar, desde a sua última actuação , pois estiveram bastante comedidos.

ABC 25 – 22 Sporting

Excelente jogo de propaganda da modalidade, pois teve todos os ingredientes possíveis , uma boa 1.ª parte do Sporting, que entrou bem na 2.ª , onde chegou a ter cinco golos de vantagem, depois a partir desta altura tivemos mais do mesmo , desuniu-se e não teve soluções, perante um ABC que nunca se desuniu e procurou sempre soluções tácticas , para a resolução dos seus problemas, e com uma extraordinária defesa nos últimos 20 minutos de jogo, deu a volta ao marcador e foi um justo vencedor. De realçar neste jogo o regresso no Sporting de Bruno Moreira após prolongada lesão, e actuação de Bosko Bjelanovic ( 8 golos ) , mas também pela negativa ao falhar um Livre de 7 metros em momento crucial do jogo. No ABC destaque pela positiva pelo regresso de Luís Bogas ás boas exibições e ao Guarda Redes Ivo Silva, e pela negativa José Costa que averbou um cartão vermelho , certamente por palavras dirigidas aos árbitros , no momento em que a sua equipa , mais necessita de si. O cartão vermelho a Eduardo Ferreira, também não sofre contestação, pois deriva das orientações da IHF. A Dupla de arbitragem de Leiria Daniel Martins / Roberto Martins , teve uma actuação a condizer com o jogo , muito bem na aplicação da Sanção Progressiva, nos Livres de 7 Metros com critério uniforme , e nas Faltas do Atacante, bastante calmos , e concentrados. Boa actuação, os nossos receios não se concretizaram e ainda bem.

PO01- Cam.Nac. da 1.ª Divisão Sen. Masculinos

Disputou-se a 4.ª Jornada da prova com os seguintes resultados.

Marítimo 29 – 27 Camões
Ismai 25 – 33 Alavarium
G. Sul 26 – 28 S. P. Oleiros
J. Lis 27 – 29 Emp, Comércioa
F. Holanda 27 – 26 Modicus
Avanca 30 – 21 AC Fafe

Jornada , com algumas surpresas. De salientar a primeira, embora difícil vitória do F. Holanda sobre o imprevisível Modicus e a sensacional vitória do Alavarium na Maia e por números que não deixam duvidas. Destaque para o Camões que faz resultados equilibrados, mas que acaba sempre por perder. Comanda o S. P. Oleiros cuja carreira é excelente até ao momento ( sem derrotas ) , seguido pelo Marítimo e por outra equipa sensação o Avanca. Em relação ás arbitragens deve-se a bem da verdade dizer que existiram arbitragens sem o mínimo de qualidade , que nada dignificam a prova nem quem procede ás nomeações para esta prova que é a prova de topo do Calendário federativo.

PO09- Cam.Nac. da 1.ª Divisão Sen. Femininos

Completou-se a 4.ª Jornada da prova com os seguintes resultados.

C. Gaia 41 – 37 CS Madeira
ND St Joana 14 – 23 Gil Eanes
Col. João Barros 22 – 22 J. Lis
C. Almeida Garret 30 – 37 Porto Salvo


Resultados, surpresa nesta jornada, sendo um deles a vitória do Porto Salvo No recinto do Almeida Garret e por números esclarecedores, e ainda o sensacional empate da J. Lis no derbi Regional com o C. João de Barros , e o regresso do Gil Eanes ás vitórias ( Já se nota trabalho do novo técnico ), registou-se ainda um resultado completamente anormal em termos númericos , estamos a referir-nos ao jogo C. Gaia / CS Madeira, já não se usa ( 78 golos ). Para bem do Andebol Feminino, continuamos a esperar que existam grandes surpresas ao longo desta prova.

PO04- Cam.Nac. da 1.ª Divisão Jun. Masculinos

Disputou-se a 4.ª Jornada da prova com os seguintes resultados.

Belenenses 41 – 22 Águas Santas
FC Porto 29 – 34 F. Holanda
G.Sul 28 – 30 ABC
Benfica 33 – 27 Fermentões
AC Fafe 22 – 33 Sporting
Infesta 24 – 31 S. Bernardo

Na prova em que a FAP investiu , não se registou nada de especial a não as fracas arbitragens registadas “Parece um Vírus” , jornada com resultados completamente normais e sem surpresas., com os primeiros lugares já ocupados pelas melhores equipas e provavelmente será assim até final desta fase. De realçar o extraordinario comportamento da equipa do F. Holanda,

Provas Europeias – Femininas

EHF CUP

SPES Kefalovrisos ( Chipre ) 19 / 36 Madeira SAD – Excelente vitória do Madeira SAD, na 1.ª mão desta eliminatória, e por números , que lhe permitem praticamente, garantir o apuramento , num jogo sem problemas e que já vencia ao intervalo ( 19-9 ), A FAP deve ter mais atenção nos resultados que divulga. Uma nota não é só em Portugal que existem problemas com o número de espectadores , neste jogo apenas haviam 100 espectadores. O jogo da 2.ª mão realiza-se no próximo dia 11-10-08.

CUP WINNER’S CUP

Maiastars 20 / 39 Onnereds HK ( Suécia ) - Resultado esperado , face ao comportamento da equipa portuguesa, esta época , e que não augura nada de bom para o jogo da 2.ª mão a ser disputado no dia 11-10-08 na Suécia.

O Banhadas Andebol