gal vence

- Vamos encher os Pavilhões - mas com dignidade a Modalidade merece
Calendário e Resultados na Barra Direita

segunda-feira, 31 de março de 2008

Crónica de Fim de Semana - 3

Fim de semana rico em actividades, que vão desde as Assembleias Gerais da FAP, passando pela Reunião da Comissão Delegada da LPA e pelo Torneio Internacional Feminino de Lagoa e o Curso de Jovens Árbitros EHF realizado em paralelo com o Torneio Algarvio , até à emocionante jornada do Play Off da principal competição masculina que se realiza em Portugal. Esta breve crónica vai dedicar-se em exclusivo á 1.ª jornada do Play OFF da Liga e do grupo da respectiva prova, enquanto os nossos colaboradores tentam obter dados fiáveis sobre, sobre as restantes actividades, que envolvem matérias de relevância para a modalidade.

A 1,º Jornada do Play Off , iniciou-se com a ,1.ª surpresa , a vitória do S.Bernardo sobre o FC Porto por ( 26-25 ) , com o golo da vitória a ser obtido nos últimos segundos do encontro. Vitória merecida, por ter sido a equipa mais consistente durante todo o encontro, em que a bola, parecia queimar as mãos do jogadores do FC Porto, prevendo-se uma 2.ª mão, verdadeiramente expectante quanto ao resultado . Encontro dirigido pela dupla António Trinca / Tiago Monteiro, que teve uma actuação completamente distinta da 1.ª para a 2.ª parte , devendo rever o seu conceito de jogo Passivo , e de livres de 7 metros , dando-se como exemplo a enormidade de vezes que foi assinalado Jogo Passivo.

No Jogo ABC / Isave , verificou a vitória natural da equipa do ABC por ( 30-28 ) , em Jogo bem dirigido pela Dupla Eurico Nicolau / Ivan Caçador , mas em que, a equipa da casa só consegui , controlar o jogo após passar para a frente do marcador, o que só aconteceu cerca dos 15 minutos do segundo tempo. De realçar a evolução da equipa do Isave, após a mudança do Técnico.

O Belenenses / Sporting , um clássico do Andebol Português, teve um Resultado lógico, a vitória do Belenenses por ( 26-23 ), tendo a curiosidade de ser o resultado mais dilatado da jornada . Mas não que não reflecte o equilíbrio verificado durante todo o encontro. Que teve no GR Hugo Figueira a sua principal figura. Jogo em que a Arbitragem de Rui Tomás e Fernando Branquinho, esteve muito acima das expectativas , embora demonstrassem algum desequilíbrio na aplicação da Sanção Progressiva .

No Benfica / Madeira SAD , que terminou com a vitória do Benfica por ( 29- 27 ). onde esperava um desempenho mais eficaz da equipa do Benfica , verificou-se um equilíbrio permanente durante todo o encontro , prevendo-se uma partida da 2.ª mão com despacho de difícil previsão. A dupla Flávio Carvalho / João Malhado , embora tenha tido uma actuação sem grandes problemas apesar da sua inexperiência, justificou a confiança da CA da LPA . Devendo continuar a evoluir, para manter uma maior consistência durante todo o encontro.

Uma última nota , para o público que compareceu em massa e foi vibrante no apoio ás suas equipas , com a normal excepção no Benfica / Madeira SAD, em que a sua afluência foi inferior ás expectativas .

No grupo B disputou-se o Jogo SC Horta / Espinho , com a vitória natural do Horta por ( 25-22 )

O Banhadas Andebol

Regras de Andebol - 7

Eis as soluções das perguntas anteriores:

26 Resposta C, D – Regras ( 4:3, 13:3, 13:4 ), 27 - Resposta A, C – Regras ( 2:5, 4:5, 16:3a ), 28 - Resposta A,D, – Regras ( 4:3, 14:1a, 16:1c, 16:3d, 16:6a+b, 8:5d ), 29Resposta B – Regras ( 4:11 ), 30Resposta D – Regras ( 4:2, 16:3d )

Perguntas Seguintes :

31 - Durante uma paragem do tempo de jogo por causa de uma lesão de um jogador, um jogador adicional da equipa A entra no terreno de jogo sem que os árbitros tenham dado permissão para entrar no terreno de jogo. Decisão correcta?

A - Advertência do jogador
B - 2-minutos exclusão do jogador
C - Desqualificação do jogador
D - 2-minutos exclusão do jogador e uma redução de equipa A no terreno de jogo durante dois minutos

32 - Um lançamento livre para equipa B é executado directamente à baliza mesmo antes do fim do jogo. O sinal final automático soa logo antes da bola entrar na baliza. Decisão correcta?

A - Fim de jogo
B - Lançamento livre para B é repetido
C - Lançamento livre para B é repetido depois de sinal de apito
D - Lançamento de 7 metros para B

33 - O árbitro central pára o tempo de jogo porque jogador de equipa A está lesionado. Ele permite que o médico da equipa A entre no terreno de jogo. O treinador da equipa B também entra para aconselhar o guarda-redes dele. Decisão correcta?

A - Nada, porque o sinal permite a entrada a todos os jogadores e oficiais de ambas as equipas.
B - Todos os quatro oficiais da equipa B são advertidos, e desqualificados se repetirem a infracção.
C - O oficial da equipa B é advertido
D - O treinador da equipa B recebe uma advertência

34 - Guarda-redes A16 está lesionado e deve ser substituído por A5. A5 muda a camisola dele. Depois de 20 minutos A16 pode novamente jogar e o treinador faz uma substituição. A5 volta novamente a jogar como um jogador de campo sem avisar o secretário cronometrista. Decisão correcta?


A - Nada, isto é permitido
B - Lançamento livre para equipa B
C - 2-minutos exclusão para A5
D - Desqualificação de A5

35 - A bola vai no ar para a linha lateral. A3 consegue jogar a bola com a mão dele para A7 antes da bola alcançar a linha. Ao fazer isto, A3 coloca um pé fora do terreno de jogo. A7 apanha a bola e faz golo. Decisão correcta?

A - Reposição em jogo para B
B - Lançamento livre para B
C - Golo
D - 2-minutos para A3

As soluções serão sempre publicadas na semana seguinte.

Pelo nosso colaborador

O Regras

sábado, 29 de março de 2008

A propósito do 6.º Aniversário da Liga

O nosso colaborador “ O Analista” , vai iniciar a publicação de breves crónicas, sobre a vida e actividade deste organismo. Eis a primeira.

…Vale a pena reflectir um pouco, sobre estes 6 anos de vida.
Como tem evoluído? Qual é o seu saldo hoje? Como se perspectiva o futuro?

O 1º grande problema daquele quasi nado-morto, é que a sua gestação não teve origem em qualquer estratégia e tinha como único objectivo, o desejo de autonomia de uma entidade. Entidade essa que, ao longo dos anos, vinha assumindo uma atitude cada vez mais autocrática e vivendo em processo, do que chamaremos autofagocitose preversa, isto é, destruindo tudo o que lhe fizesse oposição, quer se tratasse de um micróbio patogénico, quer fosse uma célula cheia de vitalidade e capaz de se tornar uma significativa mais-valia.

Assim se foi metamorfoseando a FAP. Uma organização cada vez mais poderosa, com mais e mais recursos e a grande “distância” de todos os restantes interlocutores e longe também de um associativismo sadio e participativo.

O andebol em Portugal, passou a ser um ecossistema dominado por um hospedeiro gigante, distante, inflexível e de grandes posses (disponível para dar bons “nacos” aos seus), coabitado por parasitas medíocres, satisfeitos com as parcas “migalhas” que conseguiam sorver.

É, pois neste contexto, que há um desejo unânime de emancipação dos principais protagonistas, no andebol sénior em Portugal. E o único enquadramento legal que o permitia, era a criação de uma Liga Profissional

Ora, o pai desta criança (Luis Santos), não a desejou. Mas, a criança tem de sobreviver.

Em breve, voltaremos para vos falar das diversas tentativas parricidas e fratricidas, que se seguiram…

O Analista

Situações a corrigir pelos Árbitros Jovens – 2

Na continuação de anterior artigo, hoje publicamos , mais duas das situações a rever, pelos nossos quadros de arbitragem.

Situação - Defesa sistemática dentro da área de baliza .
Verifica-se quando alguns jogadores estão sistematicamente dentro da área de baliza ( Em quase o tempo todo ). Se não se fizer nada, estas acções continuarão e muitas situações injustas e difíceis se produzirão.

Conselho aos Árbitros
O árbitro de balizo deve detectar esta tendência de jogo antecipadamente. Não é possível esperar que se produza uma situação em esta posição ilegal seja importante. Uma advertência verbal deve dar-se logo que se detectou este tipo de infracção. E seguidamente aplicação da Sanção Progressiva.

Situação -
Lançamentos Livre de 7 metros, concedidos incorrectamente, quando o defensor não está dentro da área de baliza.
Muitas vezes o atacante “joga” , com a possível movimentação do defensor e / ou que os árbitros irão cometer um erro. Desta forma, vão directos ao defensor que está parado numa posição correcta.

Conselho aos Árbitros
O árbitro de baliza deve antecipar estas situações e verificar onde estão os pés do defensor antes do contacto. Também, devem verificar se o defensor está parado sobre a linha de 6 metros, não é razão para assinalar um Lançamento Livre de 7 metros. A regra diz que se deve decidir por um Lançamento Livre de 7 metros, quando se invalida uma clara ocasião de golo.
Isto implica a necessidade de que o defensor esteja claramente dentro da área de baliza ou que se movimente dentro da mesma para ganhar tempo ou espaço.

O Formador

sexta-feira, 28 de março de 2008

Torneio Internacional de Lagoa Seniores Femininos

Em simultâneo com o Curso de Árbitros Jovens EHF , de que já demos noticia, está a realizar-se em Lagoa, o torneio referido em titulo, com a participação das Selecções A dos seguintes Países : Portugal , Brasil, China, Turquia, Islândia e Noruega. O Torneio iniciou-se em 26-03-08 e termina em 30-03-08. Os Resultados registados até ao momento, foram:

Dia 26-03-08
Noruega 37- 17 Turquia
Portugal 31 – 35 China
Dia 27-03-08
Islândia 20 – 21 China
Turquia 22 - 30 Brasil
Dia 29-03-08
Portugal – Islândia
Noruega Brasil
Dia 30-03-08
Jogos de definição das posições , com inicio ás 13H00

Jogos extra Torneio

Dia 26-03-08
Islândia 27 – 30 Brasil
Dia 27-03-08
Portugal 23 – 41 Noruega
( a )
Dia 29-03-08
China - Turquia

( a ) A propósito desde encontro, publica o Jornal A Bola em noticias breves, um texto do qual extraímos o seguinte ... não conseguiram bater-se com as nórdicas que curiosamente, têm as suas guarda-redes treinadas por Mats Olsson. O Seleccionador masculino Português ... a noticia , quase que passa despercebida , mas será que isto se passa em outro lugar, não é uma vergonha Nacional , e a FAP nada faz ? Já uma vez nos referimos ao assunto e lamentamos voltar ao mesmo, no entanto pensamos que as autoridades máximas deste País deveriam tomar uma posição. Esperamos que o façam e depressa a bem do Andebol nacional.

Voltemos ao Torneio, e devemos realçar pela positiva, os excelentes resultados registados até ao momento pela Selecção do Brasil , e pela negativa os fracos resultados da Selecção Portuguesa, embora nos reste a esperança de que estes encontros sirvam para o desenvolvimento do Andebol feminino.

Informa-se ainda de que as duas duplas portuguesas já actuaram no Torneio e nos Jogos extra , A dupla Ricardo Viera / Duarte Santos no Islândia – China e a dupla Roberto Martins / Daniel Martins no jogo Islândia – Brasil.

O Banhadas Andebol

quinta-feira, 27 de março de 2008

E esta ... Da Formand SA

... nem cria acreditar, mas é verdade a FAP, também tem um blog ( ver link ) ," Para que serve o Portal ? " dizem que é “ BLOG de Apoio aos árbitros de Andebol “ , pelo que se vê, e, é tão pouco ( nada ) , a responsabilidade do Blog é da celebre empresa criada pela FAP , que dá pelo nome de “Formand SA” , mas que ainda ninguém percebeu como funciona. Mas o mais espantoso disto tudo, é que o referido Blog foi constituído em 31-12-2007 , não têm qualquer conteúdo , pergunta-se, então para que serve? Qual o apoio que dá aos árbitros ? Responda quem souber. Nós diz daremos o apoio que podermos, “isto é serviço publico “. Atenção vejam rápido, pois após a publicação desta noticia é muito provável que o mesmo desapareça rapidamente.

O Reticencias

quarta-feira, 26 de março de 2008

Portugal na Europa

Informa-se em primeira mão:

Calendário dos Jogos da Challenge CUP

Árbitros Portugueses na Europa ( Hungria ) O Banhadas Andebol

Eu nem queria acreditar ...a ANCANP ?

O Reticencias o nosso novo colaborador enviou-nos o texto que hoje publicamos. Apesar de já nos termos referido ao assunto através do nosso colaborador o Jurídico , mas considerando a relevância deste texto, não poderíamos deixar de o dar a conhecimento público.

…quando li no Jornal A Bola,"pensei que tinha sido uma visão astral", que uma tal ANCANP, foi fundada, com apenas três Clubes. Que estranho, 3 clubes não chegam sequer para constituir os Órgãos Sociais , pois uma associação deste tipo , deve ter no mínimo Direcção, Conselho Fiscal e Mesa da Assembleia Geral e cada um destes órgãos, pelo menos, 3 membros ( devem ser em número impar ). Será que já têm estatutos e estão registados ? Enfim, vamos ver o que diz o Ministério Publico.

Uma associação deste género e forte faz todo o sentido existir, pelo que esperamos que exista uma longa fila de clubes em lista de espera para se associar ( era espectacular ).

Espero, no entanto, que o representante de um dos fundadores não seja o mesmo indivíduo da antiga Associação de Clubes, a ANCA. Recordam-se??? E de como, apesar de completamente manietada pela Federação, ou até por isso, se veio a extinguir devido à sua paupérrima actuação, que em nada dignificou a modalidade e os Clubes que representava...

O Reticencias

terça-feira, 25 de março de 2008

Taça de Portugal 1/4 Final

Resultado do sorteio dos 1/4 de Final hoje realizado na sede da FAP.

Vela de Tavira ( 2.ª Div. ) – ISAVE ( LPA )
ABC ( LPA ) – Benfica ( LPA )
Santana ( 2.ª Div. )– Sporting ( LPA )
FC Porto ( LPA ) – Madeira SAD ( LPA )

Os jogos realizam-se em : 01-05-08
O Destaque vai para o Jogo que coloca frente a frente dois dos favoritos ABC e Benfica, e ainda para a possibilidade de uma surpresa no Vela de Tavira / ISAVE .

Banhadas Andebol

segunda-feira, 24 de março de 2008

Torneio Internacional de Almada

Ninguém deu noticias deste prestigiado torneio, que ano após ano tem vindo a engrandecer o Andebol Nacional, não estivemos presentes, mas um amigo da modalidade teve a gentileza de nos enviar a Classificação Final, bem como dos restantes prémios atribuídos , o que desde já agradecemos e vamos divulgar, pois o Conselho de Almada pelo que tem feito pela modalidade, merecia mais respeito dos Órgão de Comunicação Social.
Classif.Final:
1.º Sporting
2.º Belenenses
3.º Haukar
4.º Passos Manuel
5.º Fund. Revillagedo
6.º Real Covadonga
7.º Bosco/Atlética
8.º Almada
Prémios:
Taça Fairplay: Passos Manuel
Taça Disciplina: Almada
Melhor Guarda-Redes: Stefán Stefánsson (Haukar)
Melhor Marcador: Jorge Fernandez (Bosco)
Melhor Jogador Defensivo: Alejandro Fidalgo (Bosco)
Jogador Nacional Mais Completo: Pedro Portela (Sporting)
Jogador Estrangeiro Mais Completo Tjórvi Porgeirsson (Haukar)

O Banhadas Andebol

Torneio Lisboa Andebol

Terminou no Pavilhão do Casal Vistoso ,o Torneio Andebol Lisboa integrando nas comemorações do 45.ª aniversário da AA do Passos Manuel, com a vitória do Sporting por 36 – 34 ,sobre o Belenenses, após prolongamento, registando-se uma igualdade a 30 golos no fim do tempo Regulamentar, sendo de realçar a excelente moldura humana presente nos dois dias no Pavilhão.

Agora o caricato, no terminus do tempo Regulamentar, a organização informa de que o desempate seria através da marcação de Lançamentos Livre de 7 metros, até aqui tudo bem, mas eis que surge um dirigente do Conselho de Arbitragem da FAP ( suplente ) , de livro na mão a fazer uma figura que consideramos no mínimo ridícula ( Nem representava a FAP ), a impor, de que teria de ser, primeiro prolongamentos e só depois 7 metros. Esta atitude teria sido excelente o ano passado quando num jogo Oficial e não inserido em nenhum torneio particular, se tivesse evitado que os árbitros cometessem o erro de só darem 5 minutos de prolongamento, aí ninguém disse nada, mas aqui quiseram ser mais “Papistas que o Papa “, e esqueceram-se de era uma prova particular e de que poderia ter a forma de desempate que entendessem, bastava para tal verificar o que diz o Sub-Titulo 5 do Titulo 11 do regulamento Geral da FAP , e ficariam a saber que o torneio só se poderia realizar após aprovação do Regulamento pela respectiva entidade, que neste caso é a Associação de Andebol de Lisboa e se, o regulamento aprovado diz que é imediatamente 7 metros nada mais deve ser feito. Desta forma criam-se problemas onde não existe , para quê senhores da FAP !!!!

O Banhadas Andebol

domingo, 23 de março de 2008

E agora ... Mister Olsson

Mais um desaire da Selecção A Masculina, nem um super Candeias salvou a Selecção de uma nova derrota, agora frente à Selecção da Grécia por 27-30, no Torneio Paris Bercy . longe vão os tempos em que os Gregos eram mais frágeis que nós . Defendemos mal , falhas técnicas em número exagerado, ataques precipitados e tudo o mais , que deu origem ao último lugar neste prestigiado Torneio.

Nunca uma Selecção e o seu Seleccionador tiveram tantas condições para trabalhar , são os vários estágios ao longo da época , são os estágios técnicos de um dia, que nem calendarizados são, e surgem de surpresa , mas os resultados, esses nem vê-los e depois do que se viu em Guimarães, temos a secção seguinte .... em Paris, e agora o que segue Mister... e o que faz a FAP...

O Reticencias

Curso de Árbitros Jovens EHF

Realiza-se em Lagoa de 21 a 31 de Março, um curso da EHF , para árbitros jovens , com a presença de quadros de 5 Paises :

Arntsen / Guilaksen ( Noruega )
Leszcynski / Piechota ( Pólonia )
Mosorinski / Pandzic ( Sérvia )
Johansoon / Kliko ( Suécia )
Roberto Martins / Daniel Martins ( Portugal )
Ricardo Vieira / Duarte santos ( Portugal )

São prelectores da EHF, Zoltán Marczinka ( Hungria ) , Viktor Konoplyastyy ( Ucrânia ) e Terje Anthonsen ( Noruega ).

Expressamos os nossos desejos de felicidades em especial aos nossos jovens árbitros, esperando que a documentação e as directrizes emanadas desta acção sejam divulgadas após a mesma e se tornem de domínio publico , de forma a que todo e qualquer amante da modalidade, possa estar em consonância com as formas de actuar e ao mesmo tempo as equipas saibam de igual modo como interagir com as situações , a bem do desenvolvimento da nossa modalidade.

O Formador

Selecção de Sub-20 Feminina

A Selecção de Portugal falhou o apuramento para a final do Campeonato do Mundo de Sub-20 , que se vai disputar na Macedónia de 21-07-08 a 03-08-08 . Portugal estava inserido no Grupo 6 de apuramento, que se disputou na Roménia entre 21-03-08 e 23-03-08, e era constituído pelas seguintes Selecções ; Roménia, Áustria, Portugal e Bósnia Herzegovina. A única vitória da Selecção Portuguesa , verificou-se hoje perante a Bósnia Herzegovina por 24-20.
Lamenta-se a pouca divulgação dada a esta participação.


Não queremos deixar de qualquer modo de deixar de referir, que o primeiro jogo nesta prova, em que Portugal perde por apenas um golo com a Áustria ( 23-24 ), deve ter influenciado no jogo seguinte, em que se verificou nova derrota perante a Roménia ( 27-40 ), um resultado completamente desajustado à realidade actual.

O Banhadas Andebol

Regras de Andebol - 6

Eis as soluções das perguntas anteriores:

21Resposta A – Regras ( 4:1 ), 22 - Resposta A – Regras ( 4:3 ), 23 - Resposta A,D – Regras ( 4:3, 16:1c, 16:3d, 16:6a ), 24Resposta B, E – Regras ( 4:6, 14:1a, 16:6c, Clarificação 6f e 9 ), 25Resposta A,D – Regras ( 16:3a, 4:5, 13:3, Clarificação 9 )

Perguntas Seguintes :

26 - B14 fez uma substituição correcta enquanto o jogo está interrompido. Porém, um apito vem da mesa do cronometrista. B14 não se encontra inscrito no Boletim de Jogo.
Verifica-se que este jogador tem o número 18 no Boletim de Jogo. Decisão correcta?

A - Desqualificação para B14; lance de acordo com a situação prévia; equipa B continua o jogo com 6 jogadores em campo.
B - Lançamento livre para equipa A junto à mesa do cronometrista.
C - Correcção do número no Boletim de Jogo.
D - O jogo continua com o lançamento que corresponde à situação no momento da interrupção. Uma observação deve ser feita no Boletim de Jogo.

27 - A equipa A prepara-se para executar um Lançamento Livre após o apito final do jogo. Primeiro, jogadores A3 e depois A4 deixam o terreno de jogo e vão para o banco de suplentes. Então, primeiro A5 e depois A6 entram no terreno de jogo. Qual ou quais das seguintes afirmações estão correctas?

A - O cronometrista deve apitar e indicar que existe uma falta na substituição da equipa A.
B - A4 recebe uma suspensão de 2 minutos devido a falta na substituição.
C - A6 recebe uma suspensão de 2 minutos devido a falta na substituição.
D - O cronometrista não deve apitar, pois não existe qualquer violação às regras.

28 - Jogador B8 chega tarde e corre directamente do balneário para o terreno de jogo e impede uma clara chance de golo. Decisão correcta?

A - Lançamento de 7 metros para equipa A
B - Lançamento livre para equipa A
C - 2-minutos exclusão para B8
D - Desqualificação para B8

29 - Quando é permitido que as 2 pessoas (oficiais e/ou jogadores) entrem no terreno de jogo?

A - Durante uma paragem do tempo de jogo
B - Durante uma paragem do tempo de jogo e depois de permissão de um árbitro
C - Quando um jogador se lesiona
D - Depois de permissão do cronometrista

30 - O árbitro apita e faz sinal de paragem do tempo de jogo, porque jogador A2 vai sofrer a sua terceira exclusão de 2-minutos. No momento em que o árbitro se vira para o cronometrista para informar da desqualificação, o treinador de equipa A entra no terreno de jogo para protestar a decisão dos árbitros. Um oficial da equipa A já tinha sido previamente advertido. Decisão correcta?

A - Desqualificação do treinador e redução da equipa no terreno de jogo durante 2 minutos
B - Uma advertência pessoal para o treinador
C - Expulsão do treinador
D - 2-minutos exclusão do treinador

As soluções serão sempre publicadas na semana seguinte.

Pelo nosso colaborador

O Regras

sábado, 22 de março de 2008

Selecção de Sub-20 – Apurada

Portugal apurou-se para a final do Campeonato da Europa de Sub-20 , que se vai disputar na Roménia de 25-07-08 a 03-08-08 . O apuramento, fez-se após a excelente vitoria de hoje sobre a Ucrânia por 22- 20 , e foi obtido sem a dependência de terceiros , o que reforça o valor desta equipa.

O Banhadas Andebol, não pode, deixar de referir este facto de relevância para a modalidade, após tantos desaires, e sublinhar o facto de o Seleccionador ser Português, e como tal a ele ( Rolando de Freitas ) endereçamos as nossas especiais Felicitações que estendemos ao grupo de atletas.

O Banhadas Andebol

sexta-feira, 21 de março de 2008

Eu nem queria acreditar… Morangadas da FAP

…quando vim a saber (já há algum tempo e não agora que vem no site da FAP) que o Prof. Carlos Garcia nem sabia das gravações dos Morangos com Açúcar, na Polónia, é impossível , pensei eu , mas era a verdade.

E vale a pena detalharmos um pouco esta “história”:
Alguém ( que não da FAP, mas sabemos quem ) conseguiu convencer a TVI que seria interessante que nos MCA, o andebol fosse o desporto em destaque. Com base, nos números reais da modalidade (perante a inicial incredulidade dos responsáveis daquela estação televisiva), conseguiu provar que a ideia “tinha pernas para andar”. Tomada a decisão, foi solicitada a colaboração da Federação, até então, alheia a esta iniciativa.

Foi então, indicado o Prof. Carlos Garcia que a expensas da entidade contratada pela TVI para produzir a referida novela, se ocupou durante alguns meses, da identificação e preparação das jovens estrelas para a melhor representação possível. E o seu desempenho ultrapassou em muito, o âmbito referido.

Hoje há claramente um envolvimento muito positivo de todos os participantes. No entanto, só agora começam a surgir iniciativas, com a participação das estrelas. Porquê? Porque é que esta iniciativa não foi rentabilizada pelo Andebol? Não é uma fantástica oportunidade de promoção? É incompreensível e lamentável …

Soubemos, que a TVI está satisfeitíssima com a “ideia”. E compreende-se… Eu não vi, mas disseram-me que as filas para os autógrafos na Taça da Liga, em Portimão, eram enormes. O entusiasmo contagiou as jovens “estrelas”, a tal ponto, que alguns, terão manifestado interesse em assistir, como meros espectadores, a jogos do Play off da Liga ( São bem vindos eles e todos os outros )…

Nas investigações a que procedemos, viemos a saber que, a directora de marketing da TVI, tem demonstrado total disponibilidade para as acções que se pretendam fazer. Aliás, fazer deslocar 6 pessoas à Polónia, para filmagens do meio envolvente, acompanhando a selecção nacional júnior A, é sintomático…

Então, a quem interessa, a diminuta “exploração” desta associação feliz??? Porquê excluir quem ( o Carlos Garcia foi excluído da viagem à Polónia sendo substituído por ??? ) de forma, competente e diligente, desenvolveu um excelente trabalho??? Há alguém, que em bicos de pés, se esteja a “fazer aos louros”???

Muito desiludido deverá estar ( não dizemos quem é por respeito ao próprio, que sabemos, não quer o seu nome envolvidos neste tema ), quem de forma discreta, apostou “no escuro” nesta excelente oportunidade de promoção da modalidade, que se revelou afinal, bem aquém do expectado …

O Reticencias

quinta-feira, 20 de março de 2008

Situações a corrigir pelos Árbitros Jovens

Como já devem ter-se apercebido, eu tenho uma predilecção especial pela formação, em especial dos jovens árbitros , mas, por vezes, os mais antigos também necessitam de ser rectificados nos seus procedimentos. Desta forma, como disse no artigo anterior o “ ciber espaço” , é um manancial de informação neste mundo globalizado. Então! Não fui descobrir, que em Abril de 2007, realizou-se em Vezprem na Hungria uma acção de formação especialmente dedicada aos mais jovens, onde foram fornecidas indicações preciosas para forte melhoria qualitativa das suas actuações e que reflectem-se directamente na qualidade jogo praticado. Já que os organismos responsáveis ( FAP ) pela formação dos quadros referidos, nada fazem ( nem sabemos, se estiveram árbitros portugueses, presentes nesta acção ) , vamos iniciar a divulgação do documento, esperando desta forma contribuir para uma completa elucidação dos militantes desta modalidade, seja qual for a sua função. São dez as situações a corrigir e constantes no documento, no entanto apenas publicaremos duas semanalmente, para não tornar os “post” demasiados longos.

Situação - Luta excessiva entre o Pivot e o defensor
O pivot e o defensor utilizam métodos ilegais para conseguir uma melhor posição e estarem preparados para quando a bola lhes chegar. O agarrar e empurrar é normal. Ambos caiem em simultâneo ao solo. Muitas vezes outros jogadores estão implicados.

Conselho aos Árbitros
Cabe principalmente ao Árbitro de Baliza, discernir quem começa a acção ilegal. Mas o mais importante é actuar atempadamente. Se esperamos que a bola chegue ao lugar, será demasiado tarde para tomar uma boa decisão e o jogo tornar-se-á demasiado rude. Se a defesa está “aberta”, o Árbitro Central deverá ajudar.

Situação - Choques/Faltas ao rematar das pontas.
Por vezes, o atacante e o defensor chocam e é difícil ver quem iniciou o contacto corporal. Muitas vexes o atacante tenta conseguir uma vantagem ou “inventar” um lançamento livre de 7 metros, mas por vezes os defensores também utilizam “ truques inapropriados “

Conselho aos Árbitros
É necessário ver os movimentos do jogador antes do contacto “ O atacante tenta rodear o defensor ou vai directo a ele “ “ o defensor usa os braços ou faz um bloqueio para deter o atacante “ . Não se pode supor que o atacante é sempre inocente. O Árbitro Central deve ajudar.

O Formador

quarta-feira, 19 de março de 2008

Taça Latina – Itália – 2008

Masculinos – Classificação Final

1.º Espanha - 2.º França - 3.º Portugal - 4.º Itália

Nada de anormal haveria a registar a não ser a derrota de Portugal com a França nas ½ finais por uma diferença de 9 golos, quando na 1.ª fase havia vencido, tornando este resultado um pouco estranho.

Femininos – Classificação Final

1.º França - 2.º Espanha - 3.º Portugal - 4.º Itália

Também nesta prova, uma anormalidade a Vitória da França sobre a Espanha na final , quando na 1.ª fase a Espanha havia vencido .

Uma nota final , para a dupla Portuguesa Daniel Freitas / César Carvalho , que dirigiu, 5 jogos incluindo a Final Feminina.

O Banhadas Andebol

Luís Santos apoia Novo Regime Jurídico

Conforme noticia hoje o novel redactor do Jornal a Bola para o Andebol, a criação da Associação dos Clubes não Profissionais de Andebol, agora percebe-se, porque é que Luís Santos , não apoiava a greve das Associações ( e bem no nosso entender ) , mas devemos dizer com toda a justiça o homem não dorme, só pensa em como proceder para dar a volta ás percentagens sobre a representatividade nas Assembleias Gerais. Ao constatar que o seu poder ficava reduzido ( embora diga que o Novo Regime Jurídico “é uma lufada de ar fresco” ) , vai daí , cria-se a Associação dos Clubes não profissionais ( ANCANP ) , tudo bem, é uma novidade sempre bem vinda . Agora não se compreende, como a noticia dá entender, que ainda estando em vias de concretização, já esteja prevista a sua presença nas próximas Assembleias Gerais previstas para o dia 29 do corrente mês . Esta questão levanta as seguintes interrogações :
  • Então a entrada de novos associados não têm de ser decidido, primeiro numa Assembleia Geral em que esteja prevista a sua aceitação como Associada. Como será, pois nenhuma das AG, previstas para aquela data , segundo sabemos , tem este ponto na agenda da convocatória ?

  • Como é possível ,uma nova Associação fazer assim tão de repente parte da Assembleia Geral , quando a Associação de Treinadores , anda à vários anos a tentar fazer parte da mesma , não são critérios diferenciados ? Ou são outros interesses?
Mas, ainda existe ainda, uma outra curiosidade , um dos fundadores ,é o F. Holanda ( os nossos parabéns ) , mas então não foi o dirigente José Carlos Correia do F. Holanda, que ainda hoje se mantém , um dos que também fez parte dos Órgãos Sociais das anteriores Associações de Clubes , sendo que uma delas até dirigia o celebre Campeonato da Elite , que deu no deu, um forte apoiante de Luís Santos ?

Ficaremos a aguardar, cheios de curiosidade, mas questionamos ainda. Quem vai suportar esta nova Associação ? quem irão ser os seus Associados ( ou vão ser só os três fundadores ? E aonde vai ser a sede ? Ou será que a mesma, tal como as anteriores, é na sede da FAP ?

O Jurídico

terça-feira, 18 de março de 2008

Arbitragem Nacional

A arbitragem é um tema controverso e na maior parte das vezes, vive num ambiente demasiado fechado. Muitos são os que criticam ( por vezes com razão, para não dizer muitas ), outras para se justificarem dos desaires que as suas equipas sofrem, outras ainda, apenas como descarga para o seu, mau / péssimo desempenho, mas os contributos para a sua melhoria, começando pela entidade responsável pela sua formação e acompanhamento ( FAP ) são nulos ou quase nulos. E porquê ? Uma questão que se poderá colocar. A resposta não é linear , mas sempre poderemos adiantar que no nosso entender, a mesma se fundamentará essencialmente na falta de qualidade dos seus Dirigentes, na falta de qualidade dos prelectores nas suas acções de formação, e sobretudo na falta de elaboração e divulgação de toda a documentação que é emanada pelos organismo Internacionais e não só, pois através dos actuais meios de comunicação e divulgação, muita matéria interessante se encontra no “Ciberespaço” .

Mas existe algo que nos alerta, para este marasmo de informação e divulgação, então alguns dos Dirigentes ( FAP ) e dos nossos árbitros não frequentam acções no Estrangeiro? Sabemos que sim, mas uma questão se levanta, e onde estão os respectivos relatórios ? Existem ? Provavelmente não, Mas se existem , onde está a divulgação dos mesmos ? Ou são guardados, para só alguns terem conhecimento ?

A FAP e a LPA, fazem observações aos jogos , mas dos seus resultados pouco se sabe, ressalva-se que na LPA , no seu site ainda existe alguma coisa, mas que consideramos pouco, agora na FAP o conhecimento público é zero, ou por outra, apenas serve para atribuir uma mera classificação de final de época e para umas quantas deslocações . Não existe uma avaliação dos parâmetros que segundo a IHF e a EHF, devem ser analisados, não existe um levantamento sério dos problemas em que a arbitragem Nacional está mais fraca, resumindo não existe nada.

Nós queremos dar um pequeno contributo, e deste modo o nosso colaborador o Formador, fez um pequeno levantamento das situações em que a arbitragem Nacional, necessita de melhorar, não faremos referências a nomes, pois estas foram feitas na analise ás duplas, mas apenas dos parâmetros que conhecemos.

Parâmetros Maus : Sanção Progressiva; Passos.
Parâmetros Insuficientes : Falta do Atacante ; Lançamento Livre de 7 metros.
Parâmetro a Rever : Lei da Vantagem, Personalidade ( Arrogância )

O Formador

segunda-feira, 17 de março de 2008

CA da LPA

A Comissão de Arbitragem da LPA , introduziu uma inovação nos mapas ( Seguir o Link ) de nomeações que produz e insere no Site da LPA. No entanto esta alteração embora seja esclarecedora e introduza alguma transparência no trabalho que efectuam . Tem de igual modo outros objectivos a atingir , pois, que segundo aquilo que circula pelos pavilhões, servirá de igual modo para todos saberem como a FAP, se está a comportar ( veja o caso dos motivos profissionais ).

O Banhadas Andebol

domingo, 16 de março de 2008

Recordem-se


Em 1981.disputou-se em Portugal o “ III Campeonato Mundial - Andebol/Esperanças “ , a Suécia , participou , e sabem quem era o Guarda Redes da Selecção ? Vejam a Fotografia, já agora vejam quem foi um dos árbitros . Os pequenos parece que lhe tomaram o gosto e ainda por cá andam.
O Historiador

Regras de Andebol - 5

Estranho O catálogo de perguntas desapareceu do Site da LPA ? Porquê ? , deixamos a interrogação, sem comentários adicionais .

Eis as soluções das perguntas anteriores:

16 Resposta C – Regras ( 3:2 ), 17 - Resposta D – Regras ( 3:2 ), 18 - Resposta C – Regras ( 4:1, 4:3 ), 19 Resposta A – Regras ( 4:1 ), 20Resposta D,C – Regras ( 4:2 )

Perguntas Seguintes :

21 - Qual o número mínimo de jogadores que deverão estar presentes no terreno no início do jogo e inscritos no Boletim de Jogo?

A - 5 Jogadores
B - 4 Jogadores de campo e 1 guarda-redes
C - 5 Jogadores de campo e 1 guarda-redes
D - 6 Jogadores de campo

22 - Quatro cenários: Quem está apto a jogar?

A - Um jogador que está presente no início do jogo e inscrito no Boletim de Jogo
B - Um jogador que não está presente no início do jogo mas inscrito no Boletim de Jogo
C - Um jogador que está presente no início do jogo mas não inscrito no Boletim de Jogo
D - Um jogador que recebeu permissão para jogar do cronometrista mas não inscrito no Boletim de Jogo

23 - No início do jogo, só estão presentes 6 jogadores da equipa A. Logo após o jogo se ter iniciado, os jogadores em falta chegam. Jogador A7 corre em direcção ao terreno de jogo pela sua zona de substituições. Ele não está inscrito no Boletim de Jogo. Decisão correcta?

A - Desqualificação para A7
B - 2-minutos de exclusão para o jogador A7 que deverá ser adicionado ao Boletim de Jogo
C - A7 é adicionado ao Boletim de Jogo e deve registar-se a ocorrência
D - Desqualificação do jogador A7 e a equipa A fica reduzida no terreno de jogo de um jogador por 2 minutos .

24 - Durante um contra ataque da equipa A, jogador B7 entra no terreno de jogo como jogador adicional e agarra A5 de tal modo que a ocasião manifesta de golo é desperdiçada. Decisão correcta?

A - 2-minutos de exclusão para B7
B - Desqualificação para B7
C - Expulsão para B7
D - Lançamento livre
E - Lançamento de 7-metros

25 - Os árbitros concederam um lançamento livre para a equipa A na linha de lançamento livre da equipa B. Agora há um sinal de apito do cronometrista. Os árbitros ordenam a paragem do tempo de jogo e informam-se sobre a razão para a intervenção pelo cronometrista. O cronometrista informa os árbitros que A9 fez uma substituição irregular. Decisão correcta?

A Lançamento livre para A na linha de lançamento livre de B
B Lançamento livre para B na linha de lançamento livre
C Lançamento livre para B na área de substituição de A
D 2 Minutos de exclusão para A9

As soluções serão sempre publicadas na semana seguinte.

Pelo nosso colaborador

O Regras

sábado, 15 de março de 2008

Torneio Internacional de Almada

Um Torneio que merece ser divulgando por nós, já que, como de costume os Jornais e jornalistas desportivos da nossa “praça”, andam mais preocupados com outro tipo de noticias. É um torneio que só continua existir, devido à tenacidade de homens de Almada, que tem devotado a vida à modalidade, servindo-a e não servindo-se da mesma (não divulgamos nomes, pois poderíamos cometer a injustiça de nos falhar algum ) . A todos eles os nosso muito obrigado pelo que têm feito e continuam a fazer pela divulgação da modalidade. Assim realiza-se de 17 a 23-03-08 o XVIII ( Bonito número ) Torneio Internacional “ Cidade de Almada “ 2008, no Pavilhão Adelino Moura naquela Cidade da Margem Sul do Tejo , com a participação das seguintes equipas :

Almada A.C. ;Os Belenenses; Sporting C.P.; P.Manuel; Haukar ( Islândia ) ; Revillagigedo ( Espanha ) ; Covadonga ( Espanha ); Bosco Atlética ( Espanha ).

Os jogos, nos dias 17, 18, 19, são ás 20:45 e 22:30, nos dias 20 e 21 são ás 19:30, 21:00 e 22:30, e no dia 22 são ás 15:00, 16:30, 20:30 e 22:15 seguindo a cerimónia de entrega de Prémios .

Pelo seu valor apelamos à presença massiva dos adeptos da modalidade, este evento merece.

O Banhadas Andebol

sexta-feira, 14 de março de 2008

Reprovável

Há dias publicamos uma noticia, a que demos o titulo de “Censurável “, e tocávamos num assunto melindroso, esperávamos que fosse único, mas afinal não o é, Hoje ao dedilharmos o Jornal desportivo a Bola, ficamos surpreendidos , então não é, que o novo colaborador do jornal para o Andebol, se chama Tinoco Marques ( Substitui Miguel Ribeiro, pelos vistos !!! ), nada de anormal, seria, senão se desse o “acaso”, deste senhor ser membros dos Órgãos Sociais da FAP ( embora como suplente ) . Será que irá ter a isenção suficiente para puder exercer as suas funções, ou, sobre a mesma matéria escreverá de uma maneira para o Diário do Minho e de outra para a Bola. Ou. ainda não passará a ter acesso a informação privilegiada ? Pensamos , que esta atitude é no mínimo eticamente reprovável.
O Jurídico

Os Melhores Atletas de Sempre

Com a finalidade de enriquecer o conhecimento da modalidade aos mais novos, e de, relembrar aos menos novos, quem foram os nossos melhores atletas, nas diversas posições em Andebol de 7, que teve épocas áureas ( esperamos volte a ter !!! ) e que, em alguns deixou grandes lembranças, vamos iniciar, algumas sondagens. Esperamos a colaboração dos nossos leitores e igualmente, que ao numero de visitas corresponda igual número de votos, pelo menos esses são os nossos desejos. Mas aceitaremos os resultados, sejam eles quais forem, e divulgaremos os mesmos, sempre que mudarmos de posição ( entenda-se posição em campo ). Este trabalho irá ser controlado e gerido, pelo nosso novo colaborador o Atleta Jurássico.
A primeira é Hoje, e começamos pelos Guarda Redes

O Banhadas Andebol

quarta-feira, 12 de março de 2008

Regime Jurídico das Federações

Hoje fomos surpreendidos, com uma pequena noticia, inserida no Jornal Record, a paginas 33 no canto superior esquerdo, a todos os títulos surpreendente.

Então agora, quando se discutem Leis do Estado Português, pede-se informações à FIFA ( Futebol )!!! , uma lei que está em discussão no CND e pelo que sabemos ainda não deu o seu parecer final , tem de ter “parecer” dos Organismos que superintendem apenas uma modalidade !!! Quando a UE, não aceite intromissão destes senhores nas suas decisões, Portugal como estado soberano tem de estar sujeito a estas autênticas “barbaridades” ? Uma Lei que vai ser aplicada em todas as Federações existentes, tem de estar limitada a parecer externos ao Estado Português? O que pretendem os senhores do Futebol ? Quem tem medo da nova lei do Regime Jurídico das Federações ? Quem tem medo de perder, maiorias instaladas e que já provaram, ser na maior parte dos casos “Paus mandados”, sem o mínimo de qualidade ? Esta nossa intervenção, apenas serve de alerta para todos os apaixonados da Modalidade estarem prevenidos, para as ventanias que aí vêm.

O Jurídico

As Dez regras de ouro para os Árbitros

Aproximando-se a disputa das fases mais importantes das provas do calendário Nacional, tanto na FAP como na LPA, entendemos , ser este, o momento oportuno para divulgar ,o texto que apelidámos das “Dez Regras de Ouro para os Árbitros”, esperando desta forma contribuir, para que o seu desempenho seja de acordo com os desejos de todos os intervenientes na Modalidade.

As Dez regras de ouro para os Árbitros
  1. Conhece-te bem e enriquece os teus conhecimentos; eles te ajudarão a ser justo e a julgar com equidade.

  2. A autoridade não se impõe, merece-se !! Ganha-a !!

  3. Toma as decisões com base na honra e na objectividade.

  4. Que a tua independência não te faça tão frio e distante, que não deixe compreender as situações humanas.

  5. É tão difícil ser justo que a prudência aconselha a ser indulgente.

  6. Não te dirijas com arrogância a ninguém. Todos merecem o teu respeito.

  7. Respeita todos os desportistas, mas não colabores com os seus erros.

  8. Que os sentimentos não anulem a tua imparcialidade.

  9. Conserva a calma, nos momentos difíceis: a ansiedade converte o erro em falta e a verdade em grosseria.

  10. O teu melhor reconhecimento é passar despercebido; se, assim não for, assume a crítica; é parte do teu trabalho.

O Regras

terça-feira, 11 de março de 2008

Informação

O Banhadas Andebol, informa todos os que gostam da modalidade sejam simples adeptos, praticantes ou outras funções desempenhadas na modalidade, de que ao proceder à substituição do seu “motor” relativo a visitantes , perdeu a sua contabilização, no entanto , como não é, sua preocupação dominante a sua contabilização, mas a excelência dos seus conteúdos, que podem ou não, ser polémicos, mas pretende acima de tudo contribuir, para o conhecimento e divulgação da modalidade. Também não terá problema nenhum em replicar, qualquer noticia, desde que considere a mesma interessante ao universo da modalidade. No entanto sempre que replicar qualquer noticia , que esteja publicada noutro qualquer espaço similar , apenas o fará, somente após a anuência dos seus autores. Pois entende que a colaboração entre os espaços informativos existentes no meio Bloguista, deve ser um meio de divulgação e não um fim.

O Banhadas Andebol

segunda-feira, 10 de março de 2008

Luís Santos e a Greve das Associações

O blogue, Sete Metros, publicou uma noticia deveras interessante naquele espaço. Dado o seu interesse para toda a comunidade do andebol que, felizmente que tem à sua disposição, mais espaços informativos e opinativos sobre a modalidade, pedimos autorização aos autores daquele blogue para reproduzir aqui, o referido texto, pelo qual agradecemos a colaboração e disponibilidade prestada.

Uma vez mais, Luís Santos, surpreende tudo e todos e, em declarações ao Norte Desportivo, recusa-se a apoiar a ideia de parar os campeonatos como forma de protesto pela proposta do Novo Regime Jurídico das Federações. Atacando o poder do futebol, nesta matéria, o presidente da FAP deixou ainda a entender que não está nada preocupado com a redução de poderes das associações. Uma intervenção oportuna e ao seu melhor estilo.Uma vez mais, os jornais desportivos diários passaram ao lado da notícia, como aconteceu com o "caso" do árbitro Rui Machado, apenas tratado com o devido destaque pela Lusa e pelo Diário de Notícias. Mais uma mostra que os desportivos estão, definitivamente, voltados apenas para os joguinhos de andebol e pouco mais. Nisso o futebol leva vantagem.

O presidente da Federação de Andebol de Portugal (FAP) disse que a ameaça de parar os campeonatos como forma de protesto à proposta governamental do novo Regime Jurídico das Federações Desportivas é “um disparate”.

Luís Santos negou que esteja disponível para parar as competições e informou que não marcará presença na reunião plenária de associações distritais, em Fátima, onde, de acordo com o presidente da FAP, se vão discutir os “problemas do futebol”, em alusão à representatividade nas Assembleias Gerais (AG) federativas.

Não vou estar com certeza, nem a FAP estará representada. Os meus plenários são outros. Não fui convidado, nem tinha que ser, e também não me convidam de um momento para o outro, porque a minha agenda é carregada”, explicou, adiantando não estar receptivo à paragem dos campeonatos: “É um disparate. Não faz sentido nenhum parar os campeonatos e não estamos disponíveis para o fazer. Entendemos que há pontos bem mais importantes para alterar na proposta do Governo, porque isso (representatividade das associações distritais) é um problema do futebol”, justificou.

Advertindo que não é “pessoa de consensos”, o líder federativo lembrou que também ficará sem maioria absoluta, acusando: “Quando estive em dificuldades, também não vi ninguém do futebol procurar-me”.

O presidente da FAP considerou mesmo que o novo diploma “é uma lufada de ar fresco”, apesar de ter admitido que “não é um documento perfeito e apresenta vários pontos que é possível melhorar”, mas prefere guardar as propostas de alteração para o Conselho Nacional do Desporto (CND).

As observações e objecções que temos a fazer à proposta de Regime Jurídico já foram apresentadas no local próprio, que é o Conselho para o Sistema Desportivo, que as vai englobar na discussão”, explicou Luís Santos.

O Analista

Taça de Portugal

Após a disputa dos jogos relativos aos 1/8 da prova, apenas são dignos de registo os seguintes factos:

Apuramento do Santana da 2.ª Div. Nacional, e o apuramento do ISAVE em detrimento do S. Bernardo , sendo ainda de realçar pela negativa os actos de indisciplina registados na parte final deste jogo. ( Aguardamos, para ver os resultados da reunião do CD da FAP, na próxima 4.ª feira , isto se o relatório disser tudo!!! ). De resto tudo normal, equipas apuradas para os 1/4 de final com data marcada para 01-05-08 : FC Porto, ABC, SL. Benfica, ISAVE, V. de Tavira, Sporting CP, Santana e o Vencedor do Jogo Madeira SAD / SP. Oleiros ( 21-03-07 ). Ficaremos a aguardar com ansiedade o resultado do Sorteio.

Banhadas Andebol

domingo, 9 de março de 2008

Crónicas do Passado

Iniciamos hoje a publicação de alguns factos marcantes da modalidade, na maior parte dos casos pela negativa, pelo nosso colaborador o Historiador, que recolheu alguns dados e nos vai dar conhecimento daqueles que, na sua opinião, são merecedores de serem revelados.

Sabiam os amantes da modalidade que antigamente existia um Órgão na FAP ( na altura FPA ), que se chamava Conselho Desportivo e de Arbitragem? Esse órgão era, estatutariamente, o responsável de toda a actividade desportiva e de arbitragem, e até funcionava razoavelmente. Era a este órgão que competia a indicação das duplas à EHF ( era !!!! ). Sabiam que, em 1996, o Presidente deste órgão elaborou o respectivo documento, de forma estruturada e fundamentada para a época de 96/97, mas o mesmo, foi alterado pelo então Secretário Geral da FAP (em conluio com o então Director Técnico Nacional), hoje seu Vice Presidente e por si enviado, sem dar conhecimento ao Órgão que o tinha elaborado. Segundo nos informaram, este foi um dos factos decisivos que, veio a dar origem à demissão, de todo o órgão.

O Historiador

As Duplas de Arbitragem - Última parte


Hoje damos por concluída a nossa analise ás duplas de Arbitragem, esperando ter contribuído para um melhor conhecimento das mesmas.

Gonçalo Santos / Filipe Santos – Flávio Carvalho / João Malhado e António Trinca / Tiago Monteiro.

Estas três duplas são, analisadas em conjunto, pois no nosso entender são de momento as duplas com maior margem de progressão, por diversos motivos , a dupla Gonçalo Santos / Filipe Santos, face ao contacto internacional que tem vivido, começaram a ganhar maior consistência nas actuações e na sua forma de estar , proporcionando ao Algarve pela primeira vez ter uma dupla no escalão mais elevado do Andebol Nacional. A dupla Flávio Carvalho / João Malhado, são a continuidade do bom trabalho que Fernando Humberto está a cumprir na sua Associação, e António Trinca / Tiago Monteiro são uma excepção ao trabalho que não se faz na Associação de Andebol de Lisboa, tendo efectuado fortes progressos em grande parte devido à sua forte formação académica, grande perseverança e estudo que dedicam à causa. Têm em conjunto, uma grande característica, que é uma boa leitura do jogo, permitindo-lhes efectuar avaliações, sem grandes dificuldades na Lei da Vantagem, Faltas de Atacante, Passos e Jogo Passivo. No entanto, face a sua juventude e também devido á falta de acompanhamento pela parte de quem devia , ainda têm algumas hesitações nos Lançamento Livres de 7 Metros e na aplicação da Sanção Progressiva. São duplas que devem ser poupadas na quantidade de jogos, de forma a não se saturarem e desistirem ( o CA da FAP, deve vigiar esta aspecto ). No seu conjunto melhor amparadas e acompanhadas, tornar-se-ão mais consistentes e no futuro da Arbitragem nacional a curto prazo.


O Analista

Regras de Andebol - 4

Eis as soluções das perguntas anteriores:

11 Resposta C – Regras ( 2:2, Comentário ), 12 - Resposta A,D – Regras ( 2:7, 12.1; 15:5b ), 13 - Resposta D – Regras ( 2:7 ), 14 Resposta B,D – Regras ( 2:7, 12:1, 15:5b ), 15Resposta D – Regras ( 3:1 )

Perguntas Seguintes :

16 - Qual destas bolas devem os árbitros seleccionar para um jogo masculino?

A - Circunferência 57 cm, Peso 450 g
B - Circunferência 58 cm, Peso 400 g
C - Circunferência 59 cm, Peso 425 g
D - Circunferência 60 cm, Peso 500 g

17 - Qual destas quatro bolas deverão os árbitros escolher para um jogo feminino?

A - Circunferência 53 cm, Peso 350 g
B - Circunferência 54 cm, Peso 300 g
C - Circunferência 55 cm, Peso 425 g
D - Circunferência 56 cm, Peso 375 g

18 - Um pouco antes do início do jogo A11 lesiona-se de tal modo que fica incapaz de jogar. Decisão correcta?

A - A11 não pode ser substituído
B - A11 pode ser substituído se os adversários concordarem
C - A11 pode ser substituído, o seu substituto pode usar a camisola n.º 11 e entrar no Boletim de Jogo.
D - A11 pode ser substituído, mas o seu substituto não pode usar a camisola n.º 11

19 - A equipa B aparece com 5 jogadores de campo. O Guarda-Redes não está presente no
início do jogo. O capitão da equipa B indica o jogador de campo B5 como Guarda- Redes. Quais as consequências para B5?

A - B5 pode ser usado como jogador de campo em qualquer momento desde que se faça correctamente a substituição.
B - B5 já não pode ser usado como jogador de campo
C - B5 pode ser usado como jogador de campo se os oficiais da equipa A concordarem
D - B5 pode ser usado como jogador de campo, logo que o Guarda-Redes desejado apareça

20 - No início do jogo, o presidente do clube da casa A senta-se no banco de suplentes com os dois oficiais da equipa, o massagista e o treinador. Quais as consequências?

A - O guarda-redes suplente deve ficar atrás do banco
B - O presidente do clube deve deixar o banco de suplentes
C - Um dos oficiais deve deixar o banco de suplentes
D - Quem não estiver inscrito no Boletim de Jogo deve deixar o banco de suplentes

As soluções serão sempre publicadas na semana seguinte.

Pelo nosso colaborador

O Regras

sexta-feira, 7 de março de 2008

Descriminação ... Ou falta de senso ...

Este artigo, vêm a propósito das declarações, transcritas no Site da Agência Lusa , pelo Árbitro Mariense Rui Machado, e pelos esclarecimentos prestados, pelo Presidente da FAP, não nos debruçaremos sobre as declarações do Presidente da LPA, para não tornar o artigo demasiado longo e fastidioso, aguardaremos por outra altura mais propicia . Não vamos transcrever o artigo na sua totalidade, Mas apenas focar a nossa atenção, nos esclarecimentos prestados. Não se compreende por exemplo, as declarações do Presidente da FAP “ alega critérios desportivos” , e mais à frente afirma “ não pode investir em pessoas sem qualidade” : “porque não coloca a hipótese de ser incompetente. É natural que queira vir passear ao continente todos os dias, mas é preciso demonstrar valor “, são estas declarações que nos chamam a atenção. Pergunta-se um árbitro que pertence ao quadro de elite da FAP, em que este ano pela primeira vez, segundo sabemos , foi designado para fazer dupla com outro árbitro da mesma categoria ( Paulo Jorge ) , no inicio da época ( ver os Comunicados e circulares oficiais da FAP, relativos à época 07/08 ), e que actuou, só para a FAP em cerca de 35 jogos e caso curioso, 34 deles no Continente e Madeira , seja nesta altura ( apitou até 13/01/08 ) apelidado no mínimo “sem qualidade” é frustrante, desmotivador e demonstra uma falta de bom senso a toda a prova. Pode-se ainda questionar, porquê? No inicio da época, aquando das acções de reciclagem e dos diversos testes efectuados não foi detectada, a pretensa falta de qualidade? Porquê esta coincidência ? Porquê, afirmar que os árbitros quando se deslocam vão passear ( pelo menos é o depreende das suas afirmações ) metendo toda a gente no mesmo “saco” ? E agora senhores da Associação de Classe ( APAOMA ) que vão fazer ? Existem ?

O Regras

Público

Este artigo, vêm a propósito do Benfica versus Belenenses, para os oitavo de final da Taça de Portugal. Constatou-se que o Pavilhão estava quase sem publico, porquê ? Pergunta-se , e nós estamos de acordo com a mesma, não se entende que um jogo destes seja marcado, para uma quarta feira Europeia ( em Futebol, claro ), com transmissões Televisivas e ainda por cima, quase à mesma hora, da mesma forma que não se compreende a data da marcação, quando por exemplo o Madeira SAD, disputa o seu jogo no dia 21. Fala-se muito na divulgação da Modalidade, mas atenção, não compete só à FAP e à LPA fazer essa divulgação, os clubes através dos seus dirigentes têm de trabalhar, têm de promover acções de divulgação, têm de fazer Marketing ( onde estão esses departamentos e a trabalhar ), não podem esperar que outros o façam, por si. Muito mal vai a modalidade, quando os próprios dirigentes dos clubes nada fazem para promoção da sua actividade. Não basta ter uma boa organização do jogo, com bilhetes “Standarizados” , firmas a controlar as entradas , bilhetes pagos , lugares marcados, etc.. Não chega, têm de fazer mais, têm de tornar os jogos atractivos , têm de divulgar os horários, não estar à espera de que jornais desportivos o façam, porque estes no presente momento, estão mais preocupados com as páginas de desportos radicais e outros assuntos que com o desporto nada tem a ver. Como podem os Clubes e ou SAD’s procurar patrocínios, se nada fazem para divulgar a modalidade ( na prática vender o seu produto ), sem este trabalho estarão sempre sujeitos aos patrocínios de favor, e no nosso entender, este marasmo não é bom para ninguém.

O Analista.

quinta-feira, 6 de março de 2008

Censurável


Na nossa modalidade acontecem situações incríveis e censuráveis.



O Banhadas Andebol veio a saber que o Director executivo da FAP, membro eleito e que faz parte da Direcção daquele organismo, com acesso a informação privilegiada, nomeadamente a nível patrimonial, tanto de atletas como de clubes e ou Sad’s e Associações, e que, por sinal, é licenciado em Direito e faz parte de uma firma de advogados, é também advogado de uma das partes num conflito que envolve Atletas e Clubes. Na verdade, viemos a saber que o Sr. Director Executivo da FAP, representa alguns atletas no litígio que os opõe ao Ginásio do Sul, que representaram como jogadores.

Como é óbvio, nada temos a opor quanto ao litígio, pois é um assunto em que, provavelmente, os atletas até terão toda a razão. O que achamos censurável é que alguém, que já foi atleta ao mesmo tempo que exercia funções na FAP, procedimento com o qual discordamos frontalmente, exerça agora funções causídicas a nível particular em assuntos da modalidade, nomeadamente litigando contra clubes quando tem funções de grande responsabilidade no Organismo máximo da Modalidade e que, repetimos, tem acesso a informação privilegiada.

É, mais que não seja, censurável.

O Juridico

terça-feira, 4 de março de 2008

Taça De Portugal


Hoje fazemos uma excepção ao nosso espírito editorial, e vamos falar da Taça de Portugal. Assim informa-se que os 1/8 final desta prova comportam os seguintes jogos:


Alavarium – FC Porto – Dia 09-03-08 ás 18:00 Horas
Marítimo – ABC – Dia 09-03-08 ás 17:00 Horas
Benfica – Belenenses – Dia 05-03-08 ás 20:00 Horas – ( A.Goulão / J.Macau ) ( 35-34 )
ISAVE – S.Bernardo – Dia 09-03-08 ás 18:30 Horas
Avanca – Sporting – Dia 09-03-08 ás 18:00 Horas
Santana - J. Lis - Dia 09-03-08 ás 16:00 Horas
V.Tavira – A.S.Mamede – Dia 09-03-08 ás 15:00 Horas
Madeira SAD – S.P.Oleiros – Dia 21-03-08 ás 17:00 Horas

Apenas vamos destacar , que desta vez o “patrão” dispensa o árbitro J.Macau a meio da semana, haverá discriminação!!!! Não acreditamos Hi!! Hi!! Hi!!

Outra situação a destacar, hoje dia 4-03-08, véspera do inicio do primeiro jogo dos 1/8 de final , ainda não estão disponíveis no Portal da FAP, as nomeações para estes jogos que na sua maioria se disputam a 09-03-08, no mínimo estranho !!!

Uma curiosidade, vão ficar pelo caminho, pelo menos mais duas equipas da Liga.

Esperamos que as duplas desta vez estejam todas elucidadas do Regulamento de Desempates, pois se tiverem duvidas digam que o Banhadas Andebol publica as mesmas.

O Banhadas Andebol

Mudança de Imagem

O Banhadas de Andebol, apresenta-se hoje de imagem renovada, pretende-se com esta mudança, tornar a imagem mais atractiva, e com uma leitura mais fácil. Pedimos desculpa de alguns artigos terem ficado aparentemente perdidos, mas com o tempo iremos efectuando a sua recuperação, através de nova publicação. Prometemos, que não iremos alterar o espírito e desígnios com que nos apresentamos.

O Banhadas Andebol

segunda-feira, 3 de março de 2008

Taça da Liga

A Taça da Liga, contou pela primeira vez com a presença do Banhadas Andebol, e embora, encara-se esta prova com algum cepticismo, temos de dizer, em boa verdade, que a mesma nos surpreendeu em toda a linha, A sua organização assente na colaboração da Câmara de Portimão, cujo staff , foi simplesmente espectacular , até aos próprios elementos da LPA que coordenam o evento, tudo tentando para que nada falte, não só ás equipas como aos Órgãos de Comunicação Social, até os documentos de apoio, demonstram trabalho, essencialmente de comunicação. Vimos muitos elementos da modalidade ( não sabemos se, se vieram mostrar ou não !!!! ). O Programa estava bem estruturado, e foi totalmente cumprido, sendo um exemplo para todas as organizações da modalidade, ( A FAP, teve na sua Directora de Marketing, uma presença assídua, esperamos que o seu relatório seja elucidativo !!) . Circulou “ à boca cheia “, de que a FAP ( através da Formand SA ), pretendia fazer uma acção de formação, tendo para tal, contactado a LPA, mas pelos vistos não deu seguimento à pretensão, o que lamentamos. Já, a Associação de Andebol do Algarve , soube aproveitar a realização desta prova, enriquecendo o evento com uma reunião dos seus árbitros no próximo dia 1 e um torneio de minis ( a isto chama-se trabalhar ). A acção mediática, de promover uma sessão de autógrafos com a presença de elementos do elenco da série televisiva “ Morangos com Açúcar “ no dia da final, foi um “golpe” de mestre, do especialista neste tipo de acções , que por sinal até é presidente da LPA, esta actividade, deu origem a que se gerassem filas de espera com quase uma hora, o que demonstra a forte presença da juventude neste magnifico espaço. Teremos ainda de referir a realização de mais uma Halcon Street, cujo êxito é de destacar, pois até contou com a participação de jovens árbitros da Associação de Andebol do Algarve. De assinalar a presença maciça de público no dia da final ( 2750 espectadores é obra !!! ), apesar do excelente tempo que fazia, e que era convidativo a outras formas de passar o dia . Conforme dizia o repórter da Antena 1 , este é o momento alto da modalidade. A Liga de Andebol , ganhou a sua aposta, mas a partir de agora aumentaram também as suas responsabilidades, não lhe cabe directamente a divulgação da modalidade, mas cabe-lhe a ela e principalmente aos seus clubes, saberem aproveitar estes momentos, para proporcionarem melhores espectáculos e chamarem mais publico aos seus jogos, com acções de divulgação eficientes.

Terminamos a nossa reportagem, com uma palavra para as arbitragens que tiveram um comportamento diferenciado, hoje não faremos criticas, apenas chamamos a atenção, pela positiva, para qualidade da arbitragem do jogo da final.
O Banhadas Andebol

As Duplas de Arbitragem - 2.ª Parte

Hoje continuamos a nossa analise ás duplas de arbitragem, terminando a tarefa , no próximo artigo.

João Moreira / Alberto Cerqueira

Dupla relativamente jovem , que muito prometeu, mas que esta época regista una evolução nula, dupla se deixou influenciar por terceiros, ao proceder à alteração da sua filiação da Associação de Andebol do Porto para Viana de Castelo. Deixando de ter o valioso apoio de Vítor Bessa , um dos homens que no Porto, mais pode contribuir para a evolução das jovens duplas portuenses. Dupla que neste momento demonstra fortes limitações na Lei da Vantagem, raramente aplicam a Falta do Atacante, e nos Passos actuam por intuição ( este item é dos mais difíceis de aplicar correctamente, pela dificuldade da contagem dos apoios ) . Demonstram igualmente uma grande incoerência no sancionamento dos Lançamentos Livre de 7 Metros. Inicialmente tinham um critério disciplinar coerente, mas esta época, talvez face ás directrizes fornecidas no inicio da época pela FAP , estão atabalhoados e incoerentes. É uma dupla a rever pois bem aconselhada e acompanhada pode ter actuações de nível mais elevado.

Bruno Rodrigues / Carlos Capela

Tal como a dupla João Moreira / Alberto Cerqueira , apresentou esta época um grau de progressão nula, poderá esta não evolução estar relacionada com a falta acompanhamento e aconselhamento , e de igual modo com o excesso de jogos, a que estão sujeitos por parte da FAP. É uma dupla das que mais pode evoluir, pois demonstra qualidades para tal, eis um trabalho para o homem da Arbitragem da Associação de Andebol de Aveiro Carlos Malpique, que tem conhecimentos e qualidade para efectuar tal tarefa. Demonstram no presente momento , fortes limitações na Lei da Vantagem, Falta do Atacante. E Livres de 7 metros. Precisando de ser mais coerentes na aplicação da Sanção Progressiva, de forma a tornar as suas actuações mais equilibradas , e adquirirem capacidade para dirigir jogos de grau de dificuldade mais elevado.

Jorge Manuel / Nuno Francisco

Mais uma dupla de evolução nula esta época, depois de muito prometerem na época passada, teremos no entanto de considerar que a sua não evolução se deve em grande parte as lesões de um dos elementos da dupla, o que tem limitado e muito a sua evolução, pensamos que debeladas esta fragilidade, está dupla poderá atingir um grau médio, no plano da Arbitragem Nacional. Demonstra, que necessita de registar fortes melhorias no seu critério disciplinar , passando a ser mais coerente e não tão hesitante e atabalhoada, apesar de raramente os seus jogos descambarem para grandes confusões. Tecnicamente , necessitam de melhor fortemente a aplicação também como os casos de outras duplas, a aplicação da Falta do Atacante, dos Passos e dos 7 Metros, neste parâmetro actuam por intuição, segundo o que lhes parece se é ou não de sancionar e logo a seguir decidem pelo inverso.

Mário Coutinho / Ramiro Silva

Dupla que muito prometeu, mas cuja evolução é praticamente nula , época demasiado cinzenta , talvez por culpa daquela decisão estapafúrdia , no já celebre jogo para a Taça de Portugal , em que omitiram uma parte do prolongamento. Pensamos que ainda continuam afectados por esta decisão, e na FAP ninguém fez ou faz o devido acompanhamento destes jovens de forma a que ultrapassem este problema e possam voltar a ser o que prometeram , temos no entanto a esperança de que o Carlos Malpique em Aveiro os possa ajudar a ultrapassar este sindroma, pois estamos arriscados a perder a dupla.. Disciplinarmente actuam correctamente , apenas necessitando de ser um pouco mais constantes. Tecnicamente esta época , tem maltratado a Lei da vantagem a Falta do Atacante raramente é aplicada e quando é , não se devia aplicar.

Paulo Jorge / Rui Machado

Dupla de quem já não se espera grande evolução, primeiro por a sua constituição é contra natura , não tem cabimento a constituição de uma dupla Açores / Lisboa ou vice versa, porque, não permite uma troca de impressões e os certos necessários em termos de técnica de arbitragem , depois porque nos Açores , ninguém é suficientemente qualificado, para fazer o acompanhamento de Rui Machado. Dupla com falta de condição física , para a exigência de alguns jogos, e por vezes com falta de coordenação entre si . Tal como muitos outros tem neste momento fortes deficiências ao nível da aplicação da Lei da Vantagem , da Falta do Atacante e dos 7 Metros. E onde um dos árbitros tem um critério disciplinar mais correcto e coerente .

O Analista

Regras de Andebol - 3

Eis as soluções das perguntas anteriores:

6Resposta C – Regras ( 1:3 ) , 7 - Resposta C – Regras ( 2:4, 14:1a ) ,8 - Resposta B – Regras ( 2:4 )
9Resposta B – Regras ( 2:4 ) , 10Resposta D – Regras ( 2:3 )

Perguntas Seguintes :

11 - Em caso de desempate através de Lançamentos de 7 metros, quem decide qual a baliza que vai ser usada?

A - A equipa que ganhar o lançamento da moeda ao ar.
B - A equipa que perder o lançamento da moeda ao ar.
C - Os árbitros
D - O árbitro nomeado em primeiro lugar

12 - O guarda-redes defende um remate e a bola rola sobre a linha de golo fora da baliza. Logo de seguida soa o sinal final automático. Os árbitros verificam então que o jogo terminou 5 minutos mais cedo. Como os jogadores ainda se encontram no terreno, o jogo continua com:

A - Lançamento do Guarda-Redes
B - Lançamento livre
C - Sem sinal de apito
D - Após sinal de apito

13 - Após o sinal automático de final da primeira parte, os árbitros imediatamente verificam que a primeira parte terminou um minuto mais cedo. Decisão correcta?

A - Prolongar a segunda parte em um minuto
B - O minuto é considerado perdido e nada há fazer
C - Após o intervalo, primeiro joga-se o minuto em falta, com as equipas nos mesmos lados da primeira parte, depois trocam de lado e começa a segunda parte normalmente
D - Conservar os jogadores dentro do terreno e obrigá-los a jogar o minuto em falta


14- Equipa A remata à baliza. Guarda-Redes B apanha a bola. Nesse momento soa o sinal automático de final. Os árbitros comunicam ao cronometrista que faltam 30 segundos para o termo da segunda parte. Todos os jogadores encontram-se ainda no terreno de jogo. Como deverá o jogo prosseguir?

A - Lançamento livre para B
B - Lançamento de Guarda-Redes
C - Lançamento livre para A
D - Após sinal de apito
E - Sem sinal de apito

15 - Quantas cores deve ter a bola de jogo?

A - 1
B - 2
C - 3
D - Ilimitado

As soluções serão sempre publicadas na semana seguinte.

Pelo nosso colaborador
O Regras