Fim de Semana com a 2ª Mão da Challenge CUP Masc. e Qualif. Euro Sub-19 Fem.
Calendário e Resultados na Barra Direita

sábado, 18 de abril de 2015

Crónica Fim-de-semana – 35 – 2014 / 2015 – I – Em Atualização

Esta será uma crónica intermédia, relativa à PO01 e dedicada apenas aos relativos á disputa do 5.º ao 8.º lugar e do grupo “B”.
 
PO01 – Campeonato Nacional da 1.ª Divisão Seniores Masculinos.
 
Grupo “A” - Play OFF – 5/8 Lugar
Resultados
 
2.ª Mão
Águas Santas 33 – 31 Passos Manuel
Dia 22-04-15
Madeira SAD - SC Horta (21H00)
 
Calendário

5/6 Lugar
1.ª Mão
Dia 09-05-14
(SC Horta / Madeira SAD) – Águas Santas
2.ª Mão
Dia 16-05-15
Águas Santas – (SC Horta / Madeira SAD)

7/8 Lugar
1.ª Mão
Dia 09-05-15
Passos Manuel – (SC Horta / Madeira SAD)
2.ª Mão
Dia 16-05-15
(SC Horta / Madeira SAD) – Passos Manuel
 
Repetimos a que se escreveu na anterior crónica, relativa a este encontros, face á importância, de que os mesmos assumem. “Neste conjunto de equipas que se revestem de alguma importância, não devido ao que está regulamentado pois os 6 primeiros serão cabeças de série na Taça de Portugal, na próxima época, assumiu agora ainda mais relevância, conforme se constata através do conteúdo do Comunicado Oficial n.º 80 de 08-04-15, relativo ao possível número de equipa Portuguesas nas provas Europeias.”
 
Na Maia, no Pavilhão Águas Santas, disputou-se o Águas Santas / Passos Manuel, e quando se esperava uma vitória relativamente fácil da equipa maiata, o que se poderá dizer é que a mesma foi dificultada ao máximo. Chegando a “pairar” no pavilhão que os liceais, poderiam ciar uma surpresa. A equipa Maiata que comandou o jogo e o marcador até cerca dos 15 minutos, com algumas igualdades pelo meio, a partir deste minuto o Passos Manuel assume o comando do marcador, para terminar o primeiro tempo a vencer pela margem mínima (16-15). Nos segundos 30 minutos, o jogo voltou a equilibrar-se, com várias igualdades e alternâncias no marcador, com a equipa maiata a assumir o comando em definitivo o comando do marcador cercados 37 minutos (19-18), chegando a ter por várias vezes 3 golos de vantagem como por exemplo 21-18 (38 minutos) e 24-21 aos 45 minutos, permitindo no entanto que por diversas ocasiões o Passos Manuel, chegasse á diferença mínima como aos 52 minutos (28-27), quando o técnico maiato solicita um Time-OUT, oportuno para “meter ordem na casa”. Uma referencia curiosa, para que 3 dos últimos 4 golos obtidos por qualquer das equipas, o foi de 7 metros. Pedro Cruz com 12 golos (63% de eficácia, 5 golos e 7 metros, aqui 100% de eficácia), foi o melhor marcador da sua equipa, bem acompanha por João Ferreira com 6 golos (75% de eficácia),no Passos Manuel, Pedro Sequeira igualmente com 12 golos (85% de eficácia, 4 de 7 metro, aqui 100% de eficácia), foi o melhor marcador da equipa, com Ricardo Barrão, Belone moreira e João Ferreira a marcarem 5 golos cada, Alexandre Moura na baliza do Passos Manuel teve bem uma eficácia de 29%, contra os 27% de João Moniz na baliza do Águas Santas. Com esta vitória, será o Águas que irá discutir o 5.º / 6.º Lugar, ficando a guardar até dia 22, quem será o seu adversário.
 
Grupo "B
4.ª Jornada
Xico Andebol 31 – 28 Ismai s/d
GC Santo Tirso 25 – 24 Belenenses
 
Manutenção – Belenenses
Descem de divisão
 
Este Grupo “B”, cujo principal objetivo é definir, quem desce de divisão, ´´e já tendo definido que o Belenenses, sejam quais foram os resultados já têm a manutenção garantida, pelo que todos os resultados entre as restantes equipas se revestem de “capital” importância, para a definição dos dois últimos lugares. 
 
Disputou a 4.ª Jornada deste Grupo, que se incitou com a realização do Xico Andebol /Ismai, um jogo que pode ser decisivo para as aspirações de qualquer deste cubes, que com esta jornada deram inicio á 2.ª volta deste Grupo “B”, nesta fase, com a equipa maiata a registar a sua terceira derrota consecutiva (ainda não venceu qualquer jogo nesta Fase), por sua vez o Xico Andebol, com esta vitória retificou a igualdade obtida na jornada homologa na Maia, e obteve a sua segunda vitória em toda a época no conjunto das duas Fases, continuando no entanto com uma pontuação que ainda não dá qualquer garantia de fuga aos lugares de descida de divisão. Nesta encontro a equipa de Guimarães, já vencia ao intervalo por 16-14, resulta do que era um perfeito indicador do equilíbrio da disputa do encontro, e que foi continuado no segundo tempo. Antonije Pavic e Luís Sarmento com 7 golos foram os melhores marcadores dos vimaranenses, com Pedro Coreia e João Santos com 6 golos a situarem-se logo a seguir. No Ismai, Nuno Carvalhais, Ruben Sousa, Sérgio Martins e Tiago Heber, todos com 5 golos foram os seus melhores marcadores. Em Santo Tirso, disputou-se outro encontro da jornada, referente a este Gruo “B”, o GC Santo Tirso / Belenenses, que foi um encontro com equilíbrio até cerca dos 23 minutos (10-10), mas um parcial de 6-0 da equipa do Belenenses, deu origem a que o resultado, passasse de 10-9 a favor dos homens do GC Santos Tirso aos 21 minutos para 14-10 a favor da equipa de Belém no final dos primeiros 30 minutos, o que significa que os tirsenses, estiveram os últimos 9 minutos do primeiro tempo sem marcarem qualquer golo. No segundos 30 minutos surge um revigorado GC Santos Triso, que faz nos 11minutos iniciais do segundo tempo um parcial de 7-3 e coloca o resultado numa igualdade a 17 golos aos 41 minutos de jogo, neste segundo tempo jogado com total equilíbrio, desde desqualificações diretas a desqualificações por acumulação de exclusões de tudo existiu e aos 54 minutos após uma igualdade a 24 golos obtida através um livre de 7 metros favorável aos tirsenses, e apos um Tome-OUT aos 58 minutos solicitado pelo GC Santo Tirso, este passa, pela primeira vez no segundo tempo para o comando do marcador (25-24), e ainda existe tempo para mais uma desqualificação direta. Com o experiente João Pinto do belenenses a falhar a igualdade nos últimos segundos do encontro. Francisco Fontes com 6 golos, foi o melhor marcador dos tirsenses, Vasco Pinto com 7 golos e Ivo Santos com 5 golos foram os melhores marcadores da equipa do Restelo. O Encontro registou, relatório de ocorrências Disciplinares, o que se lamenta. Com esta vitória a discussão dos lugares de descida de divisão estão cada vez mais “escaldantes”, e todos os jogos nas 3 jornadas que faltam são na nossa opinião decisivos, para a definição dos mesmos. 
 
Classificação do Grupo “B”, após esta jornada – 1.º Belenenses (30 pontos), 2.º Ismai (24 pontos), 3.º GC Santo Tirso (22 pontos), 4.º Xico Andebol (21 pontos) 
 
O Banhadas Andebol

sexta-feira, 17 de abril de 2015

Patronos das Provas Nacionais – 2015

PATRONOS DAS PROVAS NACIONAIS – 2014 /2015
 
A Federação em notícia publicada no seu sitio, indica-nos quais os patronos, escolhidos e que aceitaram serem os patronos das principais provas Nacionais, figura que conforme informa noticia (15-04-15), existe pelo segundo ano consecutivo. 
 
Não poderíamos estar mais de acordo, com os nomes escolhidos, esperando que em próximas oportunidades outros o sejam, e que também merecem, pois são naturalmente figuras de referência e de dedicação á modalidade. A notícia, no entanto informa de um erro “grave”, pois indica os nomes, mas não informa de quais as provas de cada patrono, só se consegue saber esta informação, vendo o vídeo que publicamos
 
Patronos e Provas.
 
PO01 – Campeonato Nacional Seniores Masculino 1.ª Divisão – Nuno Montenegro
PO09 – Campeonato Nacional Seniores Feminino 1.ª Divisão – Júlia Calado
PO04 – Campeonato Nacional Juniores Masculino 1.ª Divisão – Rui Rocha
PO06 – Campeonato Nacional Juvenis Masculino 1.ª Divisão – Pedro Matias
O Historiador

Universíadas de Verão – 2015 - I

UNIVERSÍADAS DE VERÃO – 2015
 
Vão disputar-se as chamadas Universíadas de Verão, que se irão disputar de 3 a 13 de julho, em Gwagju, na Coreia do Sul, e que englobavam a vertente Andebol (será disputado de 6 a 13 de Julho). 
 
Portugal estará representado com a Seleção de Andebol Universitária Masculina, na prova, naquela que será a sua primeira participação.
 
A Seleção Nacional Universitária, que atualmente é a Campeão Mundial em Titulo, será liderada pelo Selecionador de Seniores da Federação, Rolando Freitas, e que terá como adjuntos, Luís Monteiro e Gabriel Oliveira.
 
O Sorteio para as Fases Preliminares realizou em 13-04-15
 
A prova nos Masculinos, será disputada por 14 equipas, distribuídas por 4 Grupos, na 1.ª Fase:
 
Grupo “A” – Coreia do Sul, Sérvia, México e Estados Unidos.
Grupo “B” – Portugal, República Checa e Japão.
Grupo “C” – Brasil, Hungria, Suíça e Israel.
Grupo “D” – Rússia, Turquia e Lituânia. 
 
Aprova nos Femininos (Portugal não estará representado), será disputada por 14 equipas, distribuídas por 4 Grupos, na 1.ª Fase:
 
Grupo “A” – Coreia do Sul, Japão, China e Ucrânia.
Grupo “B” – Brasil, República Checa, Eslováquia e Coreia Norte.
Grupo “C” – Rússia. Hungria e Uruguaia.
Grupo “D” – Roménia, Montenegro e Sérvia.

Informação – No próximo mês de Agosto (de 2 a 9), vai disputar-se em Braga o Campeonato Europeu Universitário de Andebol, com organização conjunta da Associação Académica do Minho, Universidade do Minho e FADU.
 
O Formador

IHF – Treinadores do Ano – 2014

 TREINADOS DO ANO 2014
A IHF procedeu em 16-04-15, á divulgação dos nomes dos Treinadores, candidatos a serem considerados os “Treinados do Ano 2014”, tanto no Masculino como no feminino. Que foram propostos por um grupo de especialistas da IHF (informação daquela entidade) 
A Votação irá de correr até ao próximo dia 23-04-15, mais uma vez não se compreende o curto espaço de tempo que é proporcionado a todos os que pretendem participar nesta votação o que se lamenta.
 
OS CANDIDATOS SÃO:
 
Treinador Feminino
 
Thrir Hergeirsson (Noruega)
Morten Soubak (Brasil)
Jorge Duenas (Espanha)
 
Treinador Masculino
 
Claude Onesta (França)
Valero Rivera (Qatar)
Ljubomir Vranjes (Flensburg Handewitt)
 
Nota – Os vencedores serão anunciados logo após o términus da votação. A mesma pode ser efectuada no seguinte link 
 
O Noticias

quinta-feira, 16 de abril de 2015

História dos Mundiais de Seniores Masculinos – VII

Hoje voltamos a publicar um pequeno texto histórico, na sequência do que informamos na primeira publicação sobre o tema.
 
7ª EDIÇÃO França 1970 
França – País organizador
Datas – 26 de Fevereiro a 08 de Março de 1970
Participantes – 16
Campeão – Roménia
País Árabe – Nenhum
Melhor Marcador - Vladimir Maximov (União Soviética)
 
Nesta edição realizada na França, os 16 participantes foram divididos em quatro Grupos.
 
Sendo qualificados os vencedores e os segundos classificados (8 equipas) para os 1/4 Final, onde a Roménia venceu a Suécia por 15-13, A Dinamarca venceu a Checoslováquia por 18-16, a Alemanha Oriental venceu a Alemanha, e a Jugoslávia venceu a Hungria por 11-10. Nas sei finais a Roménia venceu a Dinamarca, e a Alemanha Oriental venceu a Jugoslávia por 17-13. 
 
A final que se disputou em Paris, a Roménia venceu a Alemanha Oriental por um golos 13-12 com a Jugoslávia a alcançar o terceiro lugar ao vencer a Dinamarca por 29-12. 
 
Esta edição realizada em França, não teve a presença de nenhum país Árabe, e o País anfitrião não conseguiu ir além da Fase de grupos ao perder com a Roménia por 12-9 e a Alemanha por 22-15, apenas obtendo uma vitória, que foi sobre a Suíça.
 (Fonte http://www.handball2015)

O Historiador

Informação - Clubes - Diversa

GC ODIVELAS
O Noticias

Crónica Intermédia de Fim-de-semana – 34 – 2014 / 2015 – I

Esta será uma crónica intermédia, relativa à PO01 e dedicada apenas ao 4.º Jogo das 1/2 Final do Play-OFF.
 
PO01 – Campeonato Nacional da 1.ª Divisão Seniores Masculinos.
 
Grupo “A” - Play OFF – 1/2 Lugar

Resultados
4.º Jogo
ABC 26 – 37 Sporting

Resultado Final
Sporting 3 – ABC 1
 
Com o resultado verificado hoje no Flávio Sá Leite, ficaram definidos os Finalistas da Prova, cujo Calendário será:
 
1.º JogoFC Porto – Sporting - 09-05-14
2.º JogoFC Porto – Sporting - 13-05-14
3.º JogoSporting – FC Porto - 16-05-14
4.º JogoSporting – FC Porto - 20-05-14 (Se Necessário)
5.º JogoFC Porto – Sporting - 23-05-14 (Se Necessário)
 
ABC 26 – 27 Sporting
 
Em Braga no Pavilhão Flávio Sá Leite, com uma excelente moldura humana, o que é plenamente demonstrativo do regresso “aos bons velhos tempos”, saúde-se a presença dos Presidentes dos dois clubes sentados lado a lado a verem o jogo, na nossa opinião, um bom sinal do Fair Play, que deve imperar em todas as circunstâncias. O Encontro terminou com a vitória da equipa do Sporting, que com esta vitória, “carimbou” o passaporte para a final, registando ainda a vitória mais folgada, das que obteve frente ao seu valoroso adversário, pois a diferença final de 11 golos não reflete a real diferença existente entre as duas equipas, nem reflete uma substancial diferença de plantel, se nos é permitido esta diferença justifica-se pela dignidade que os atletas puseram em campo, e reflete ainda (na nossa opinião) a sobrecarga de jogos com que o ABC, se têm deparado nos últimos tempos. Depois de cerca de 23 minutos de total equilíbrio (11-11), período durante o qual se registaram algumas igualdades, e as diferenças no marcador nunca foram além de 1 ou 2 golos para qualquer das equipas, foi um período de jogo em que a defesa do Sporting, se mostrou algo permissiva, e o ataque do ABC, por sua vez cometeu demasiadas falhas, face á rapidez com que ambas as equipas estavam a disputar o encontro. O Sporting assumiu em definitivo a partir daqui o comando do marcador, mostrando-se mais eficiente e mais prudente, em especial nos seus movimentos atacantes, e contando na baliza com um Ricardo Candeias (25% de eficácia) de regresso aos seus dias de excelência, chegou ao intervalo a vencer por 17-13. Um inicio do segundo tempo fulgurante colocou a equipa lisboeta rapidamente a vencer por 8 golos cerca dos 39 minutos (22-14), com a equipa bracarense a sofrer um parcial de 5-1 em 9 minutos, e a partir daqui o encontro ficou decidido. A partir dos 41 minutos de jogo com o resultado em 26-16 a favor do sporting, as diferenças no marcador variavam sistematicamente entre os 10 e 11 golos. O ABC a partir dos 40/41 minutos de jogo, iniciou uma gestão do plantel, e de tempo de jogo dos seus atletas, preparando certamente para seu segundo jogo da Challenge CUP. No Sporting com um Frankis Carol (6 golos, 67% de eficácia) em grande Plano, mas sobretudo com um Fábio Magalhães (8 golos, 73% de eficácia) como á muito não se via, e com Pedro Spínola (6 golos e 75% de eficácia), não esquecendo o jovem Sérgio Barros (3 golos, e 75% de eficácia), que substituiu o ausente Pedro Solha. Com o jovem Rui Silva a comandar muitas vezes o seu ataque onde esteve muito bem, acaba por realizar uma das melhores exibições da época. No ABC que utilizou os seus 3 guarda-redes, Humberto Gomes (19% de eficácia), não esteve nos seus melhores dias, assim como o Pedro Seabra Marques, não influenciou o jogo da equipa como o costuma fazer, ficando até em “branco” em termos de marcação de golos, Nuno Grilo (3 golos, 75% de eficácia), mas com uma produção bastante baixo do que pode produzir, tal coo João Paulo Pinto (2 golos e 49% de eficácia), na nossa opinião teve nos seus atletas mais jovens (Carlos Martins, Diogo Branquinho e Tomas Albuquerque) os mais produtivos, quer na defesa, quer no ataque, sendo este último com 4 golos e 80% de eficácia o seu melhor marcador, sendo mesmo assim uma equipa onde os golos foram distribuídos por 11 atletas. Dirigiu o jogo a dupla EHF de Leiria constituída por Daniel Martins / Roberto Martins, teve não tiveram tarefa fácil, mas globalmente produziram trabalho positivo. Pois as falhas cometidas em especial na aplicação da regra que relaciona a conduta para com o adversário, não foram de molde a provocar situações desagradáveis. 
 
Uma palavra final, para a péssima qualidade da transmissão televisiva, com falhas sistemáticas, quer na imagem quer no som.
 
O Banhadas Andebol

quarta-feira, 15 de abril de 2015

P004 – Fase Final – 2014 /2015 – II

Crónica dedicada á Fase Final Nacional da PO04, esta época disputada nos mesmos moldes da época anterior, pois na nossa opinião é agora que pode existir a tão desejada competitividade no escalão que todos dizem não existir.
 
PO04 – Campeonato Nacional da 1.ª Divisão Juniores Masculinos
 
Fase Final Nacional – Grupo “A”
2.ª Jornada
Benfica 24 - 22 Sporting
Águas Santas 27 - 26 FC Gaia
ABC 34 - 34 São Bernardo
 
Ao contrário da jornada anterior, teremos obrigatoriamente de assinalar, que nesta jornada imperou a disciplina, pois em nenhum dos encontros disputados, se verificaram o registo de ocorrências disciplinares, facto sempre salutar para a modalidade. Continuou-se a assistir a jogos com assistências muito superiores ao que se tinha verificado na 1.ª Fase da prova, com a curiosidade de o jogo que registou menor assistência foi disputado precisamente no Pavilhão onde em princípio, se esperaria as melhores assistências o Flávio Sá Leite. Parece que fomos ouvidos e a Andebol TV, já efetuará uma transmissão na próxima jornada (São Bernardo / Águas Santas), esperamos que não seja um caso esporádico e existe continuidade. A competitividade continua a existir e os jogos foram todos disputados com grande emotividade e equilíbrio. Esperamos que este equilíbrio se mantenha até á última jornada, e que o CA tome as previdências julgadas convenientes para as duplas presentes salvaguardem a qualidade dos jogos. 
 
Falando propriamente dito sobre os jogos, começamos precisamente por um “confronto” de zonas que terminou numa igualdade, referimos certamente ao ABC / São Bernardo, que foi um jogo de alterações no marcador e equilibrado nos primeiros minutos, de jogo, mas rapidamente a equipa minhota se adiantou no marcador e chegou ao intervalo já a vencer por 20-16, resultado que na nossa opinião demonstra a pouca preocupação defensiva de ambas as equipas. Diferente foi o segundo período de jogo com o ABC a entrar melhor no jogo e a chegar a desfrutar de uma vantagem de 7 golos aos 28-21, para depois permitir uma forte reação da equipa da Região de Aveiro que progressiva e seguramente foi reduzindo a diferença de golos, para se entrar nos momentos finais do encontro com o ABC a vencer por 1 golo e o São Bernardo a Obter a igualdade a cerca de 15 segundos do fim, e após o ABC falhar um livre de 7 metros (o 3.º em 6 oportunidades). Filipe Caniço com 8 golos, João Barbosa com 7 golos, e André Gomes 6 golos, foram os melhores marcadores do ABC, enquanto Leandro Rodrigues com 11 golos, e Rodrigo Gouveia 6 golos, foram os melhores marcadores do São Bernardo. A Sul tivemos mais um dérbi, que esta época já o terceiro se entramos em linha de conta com os que foram disputados na 1.ª Fase da prova, este bastante equilibrado e terminou com a vitória da equipa encarnada, num jogo disputado co grande equilíbrio, conforme é demonstrativo o resultado ao intervalo de 14-12 a favor da equipa encarnada. Nos segundos 30 minutos foi mais evidente o equilíbrio, esse mesmo equilíbrio permitiu que o resultado final registasse a mesma diferença já existente ao intervalo. Com este resultado o Benfica obteve a sua primeira vitória na prova, onde o equilíbrio entre as equipas tem sido a nota dominante até ao momento. Augusto Aranda com 6 golos foi o melhor marcador do Benfica, por seu lado Fábio Semedo, com o mesmo número de golos foi o melhor marcador do Sporting. Em Águas Santas, disputou-se mais um encontro de grande equilíbrio e que terminou com a vitória da equipa maiata pela diferença mínima frente a um FC Gaia, que depois de ter sido a grande surpresa na Zona Norte na 1.ª Fase, continua a surpreender, criando grandes dificuldades aos principais favoritos. O equilíbrio de falamos encontra-se tal como o comentado no jogo anterior, plenamente refletido no resultado que se verificava no final dos 30 minutos iniciais, 14-13 a favor do Águas Santas. No segundo tempo a nota dominante foi mais uma vez o equilíbrio. Na equipa maiata, Ricardo Avila com 7 golos foi o marcador de serviço numa equipa onde 11 jogadores marcaram golos, por seu lado os “suspeitos” do costume, Pedro Camara e Luís Carvalho 8 golos cada, foram os melhores marcadores do FC Gaia. Não se apresenta ainda nenhuma classificação por consideráramos demasiado cedo a apresentação da mesma
 
O Noticias.

EHF – Ações de Formação – Macedónia 2015

CARLOS GARCIA PARA AÇÃO DE FORMAÇÃO SOBRE MINI ANDEBOL NA MACEDÓNIA
 
Esta ação de formação realizou-se de 7 a 9 de Abril, na Macedónia. E faz parte do chamado programa SMART (specific, milestones, accepted, realistci and time-limited). Sendo Carlos Garcia um preletores nomeado pela EHF.
Curso foi realizado com 71 participantes, treinadores de todo o país, equipas de topo e equipas nacionais.
 
Programa

 11.30 – 12.30

1.      QUEM É QUEM – MINHA APRESENTAÇÃO
2.      VIDEO DE SINTRA
3.      ENSINAR JOGADORES DE ANDEBOL
4.      ANDEBOL HOJE
5.      VIDEO 20 ANOS EHF
12.45 – 13.45

6.      VIDEO JOGO UMA BALIZA
7.      EDUCAÇÃO DESPORTIVA
8.      ANDEBOL 4KIDS
9.      VIDEO ANDEBOL NA AULA DE EFISICA
10.  VIDEO ANDEBOL 4KIDS PORTUGAL
 
14.00 – 15.00

  1. MINIANDEBOL NA EHF – INTRODUÇÃO
  2. VIDEO MINIHAND EHF
  3. PROJETO DE MINI ANDEBOL NO CLUBE
  4. MOSTRAR LINKS PARA ANIMAÇÕES DA EHF SOBRE O MINIANDEBOL
18.00 – 19.30

  1. FESTAND NACIONAL – LEIRIA
  2. CAMPO DE FÉRIAS DE MINIANDEBOL
  3. VIDEO PROMOÇAO ANDEBOL EM PORTUGAL
  4. PROJETO DO MINI ANDEBOL ORGANOGRAMA GLOBAL
O Noticias

Andebol 4ll – Ciclo de Conferências - I

"Desporto, deficiência e juventude: Realidade Portuguesa"
 
Retificação
Cartaz
(fonte identificada)

O Noticias

terça-feira, 14 de abril de 2015

PO03 – Crónica de Fim-de-semana – 06 – 2014 / 2015

Breve crónica da PO03, referente á 2.ª Fase desta prova nacional não fixa.

PO03 – Campeonato nacional da 3.ª Divisão Seniores Masculinos
 
Repetimos esta informação por a considerarmos de extrema importância – “Esta prova sofreu uma forte alteração regulamentar que comunicada através do Comunicado Oficial n.º 68 de 25-02-15, para a qual chamamos a atenção.”
 
2.ª Fase
 
Zona 2 – 6.ª- Jornada
CD Mafra 27 - 34 Zona Azul
NA Redondo 26 - 28 Juventude Lis
1.º Dezembro 28 - 21 Batalha AC
Oriental Lisboa 22 - 27 CF Sassoeiros 
 
Disputou-se a 6.ª jornada nesta Zona, sendo de assinalar o facto de a mesma não ter registado ocorrências disciplinares em nenhum dos jogos que se realizaram, facto sempre de registar. Os resultados verificados vieram confirmar as nossas previsões do grande equilíbrio com que esta zona está a ser disputada, apesar de existir uma equipa (única), que ainda não registou qualquer vitória, o Batalha AC e que nesta jornada na sua deslocação a Queijas, sofreu nova derrota diante um dos comandantes da zona, embora durante o primeiro período do jogo ainda tenha criado algumas dificuldades aos locais, com o resultado ao intervalo a registar um 15-13 a favor dos locais. Nuno Francisco com golos foi o melhor marcador do 1.º Dezembro, sendo Luis Ezequiel com o mesmo número de golos o melhor marcador do Baralha AC. Na jornada os restantes resultados surpreenderam-nos. Em primeiro lugar assinalamos o “regresso” á competição dos Alentejanos do Zona Azul, que começam a dar sinais de recuperação depois de um início de prova, um pouco “turbulento”, nesta jornada na sua deslocação a Mafra, teve nova vitória, sobre os locais, com o resultado ao intervalo a já ser-lhes favorável por 16-12. Pedro Soares e Paulo Galrão com 6 golos foram os melhores marcadores do CD Mafra, enquanto Jorge Arrojado com 10 golos e Hugo Estanque com 7 golos foram os melhores marcadores do Zona Azul. Outro resultado que nos surpreendeu, foi a vitória da Juventude Lis em Redondo sobre a equipa local, num jogo de aparente equilíbrio, em que os leirienses, com esta vitória configuram-se como uns dos favoritos á discussão pelo lugar de apuramento. Ao intervalo o resultado já lhes era favorável por 16-12. Ricardo Cabral com 9golos foi o melhor marcador do NA Redondo, enquanto Francisco Santos com 7 golos, e André Amado com 6 golos foram os melhores marcadores da Juventude Lis. Com este resultado os leirienses mantêm-se no primeiro lugar em igualdade com o 1.º Dezembro. Por último e na nossa opinião a grande surpresa da jornada, que se verificou no Oriental Lisboa / CF Sassoeiros, com a equipa do Sassoeiros a vencer, com um resultado totalmente construído no segundo período, quando ao intervalo o Oriental Lisboa vencia por 12-11. O Oriental de Lisboa, teve 9 jogadores a marcarem golos, enquanto João Pinho com 12 golos foi o melhor marcador do CF Sassoeiros. 
 
A classificação ficou assim estabelecida:1.º Juventude Lis e 1.º Dezembro (16 pontos), 3.º NA Redondo (14 pontos), 4.º Zona Azul e Oriental Lisboa (12 pontos), 6.º CF Sassoeiros (11 pontos), 7.º CD Mafra (8 pontos), 8.º Batalha AC (7 pontos). 
 
Zona 1 – 6.ª Jornada
ACD Monte 31 - 25 CA Leça
Gondomar Cultural 24 - 36 Modicus
Estarreja AC 31 - 19 FC Infesta
SC Espinho 32 - 35 AD Albicastrense 
 
Na jornada disputada esta semana nesta zona de assinalar o facto de não se terem registado ocorrências disciplinares, o que é sempre de salutar para a competição. E Tal como temos vindo a referir o Estarreja AC, continua a destacar-se, tendo vencido o FC Infesta por um diferencial, que pelo menos da nossa parte, não esperado, e com esta vitória continua a ser a única equipa invicta na zona. Neste encontro ao intervalo já vencia por uma confortável margem (16-11), que foi aumentada no segundo período de jogo, de salientar o facto de 9 jogadores do Estarreja terem sido marcadores de golos, e teve 3 jogadores a marcarem 5 golos cada (João Vilar, Tiago Arrojado e António Silva). No FC Infesta uma referência para os 5 golos marcados por Sérgio Soares. Um outro resultado, provavelmente não esperado por muitos foi a vitória do Albicastrense em Espinho, diante a equipa local, embora ao intervalo estivesse em desvantagem, pois perdia por 19-15, mas uma segunda parte de reação, levou a “aguerrida” equipa de Castelo Branco, a vencer o jogo e a manter-se na “corrida” ao apuramento, que não será fácil. Neste encontro destaque para os 9 golos marcados por Filipe Meneses do SC Espinho e para os 10 golos de Ricardo Oliveira do Albicastrense, onde Tiago Viegas, marcou 8. Outra das equipas que também está na luta direta pelo apuramento é o Modicus Sandim. Que conforme já referimos poderá ser uma agradável surpresa nesta zona, venceu de forma clara o Gondomar Cultural, num encontro que ao intervalo já registava uns claros 24-14 a favor do Modicus. Bruno Pião com 7 golos foi o melhor marcador do Gondomar Cultural, enquanto Paulo Barbosa com 8 golos, foi o marcador de serviço dos homens de Sandim. A única equipa que até ao momento ainda não regista qualquer vitória nesta zona, deslocou-se ao ACD Monte, onde sofreu mais uma derrota, apesar da excelente réplica que deu no segundo tempo, depois ao intervalo estar a perder por 19-12. Pedro Pereira com 9 golos foi o melhor marcador do ACD Monte, enquanto Pedro Leite com 9 golos, e Ricardo Faria 8 golos, foram os marcadores de serviço da CA Leça. 
 
A classificação ficou assim estabelecida: 1.º Estarreja AC (18 pontos), 2.ºModicus e Albicastrense (14 pontos), 4.º Gondomar Cultural, SC Espinho e FC Infesta (11 pontos), 7.º ACD Monte (10 pontos), 8.º CA Leça (7 pontos)
 
O Noticias

Play Off - No Feminino – 25 – 2015 / 2015

Crónica exclusivamente dedicada ao Feminino, relembrando a matéria divulgada pela Federação, esperando que não existam situações de desconhecimento por parte dos intervenientes directos.
 
PO09 – Campeonato Nacional da 1.ª Divisão Seniores Femininos.
 
Grupo “A”
Play OFF 1/4 Final – Apuramento do 1º ao 8º lugar (1/4 Final)

Jogos
Juventude Lis - Alavarium
CS Madeira – Madeira SAD
Maiastars – João Barros
Colégio Gaia - JAC-Alcanena 
 
Uma curiosidade neste enquadramento de jogos, é a junção neste ¼ final das duas equipas da Madeira.
 
Datas:
1.ª Jogo – 25-04-15
2.ª Jogo – 02-05-15
3.ª Jogo (Se Necessári0) – 03-05-15 – Sempre no Pavilhão da equipa melhor classificada na 1.ª Fase.
 
Segundo o calendário já existente no Portal da FAP, depreende-se que a sequência dos jogos, para a equipa melhor classificada será sempre “Fora x Casa x Casa”, para o melhor classificado na Fase regular.
 
Outros: 

a)      Os Jogos não podem terminar empatados, terá sempre que haver um vencedor;
b)      Em caso de empate no final do tempo regulamentar de qualquer dos 3 possíveis jogos, aplica-se o disposto nas de regras de jogo.

Play OFF 1/2 Final – Apuramento do 1º ao 4º lugar (1/2 Final), também disputados á melhor de 3 (três), com as mesmas indicações anteriormente descritas em “Outros”, a iniciar em 09-05-15, e com a mesma sequência de jogos indicada para os 1/8 Final.
 
Grupo “B” - Será disputado presumivelmente entre 25-04-15 e 30-05-15. 
Realizou-se entretanto o Sorteio do Grupo “B” (13-04-15), cujo principal interesse reside em saber quais as equipas que descem de divisão 2 (duas).
 
Pontos transitados pelas equipas: ARC Alpendorada (16 pontos), CA Leça (16 pontos), Juventude Mar (15 pontos), e Passos Manuel (15 pontos).
 
Sorteio
1.ª Jornada
O Noticias

Andebol 4ll – Ciclo de Conferências

"Desporto, deficiência e juventude: Realidade Portuguesa"

Terá lugar no próximo dia 20 de Abril entre as 9h30 e as 12h30 no Salão Multiusos da LATI (Liga dos Amigos da Terceira Idade) em Setúbal.
 
Ciclo de Conferências 2015
Juventude
“Desporto, deficiência e juventude: Realidade Portuguesa”.
20 de Abril  - Salão Multiusos da LATI em Setúbal
Programa 
 
9h30 - Abertura oficial:
Exma. Sr.ª Diretora do Centro Distrital de Segurança Social
Exmo Sr. Presidente da Direcção da LATI
Moderadora: Profª Drª Ângela Lemos
10:00 - Comunicação:
Desporto Adaptado em Setúbal: que caminhos  queremos percorrer?”
Prof. José Salazar
Presidente da Direção da APPACDM

10:30 - Comunicação:
Andebol como Inclusão “
Danilo Ferreira - Técnico do Projeto “ Andebol 4all “
Federação de Andebol Portugal

Coffee-break
11:10
Projecto Recall-Jogos do Passado Desporto do Presente
João Alexandre - Membro da Direção Nacional Executiva da CPCCRD
Confederação Portuguesa das Coletividades de Cultura Recreio e Desporto 

11:40 - Comunicação:
 “Políticas Públicas de Desporto-Desafios Nacionais, Europeus e Internacionais”
Prof. Jorge de Carvalho 
Diretor Departamento de Desporto, IPDJ, I.P

12:10
Sim, eu Consigo. Desporto como Ferramenta de Inclusão Social
Jorge Pina – Atleta Paralímpico, Dirigente Associativo
Associação Jorge Pina
 
12:40
Sessão Encerramento
Profª Drª Ângela de Lemos – Membro da Direção da LATI
Exma Sr.ª Presidente da Câmara Municipal de Setúbal *A aguardar confirmação
 
Destinatários
·         Dirigentes, agentes e técnicos de desporto, desporto escolar e ação social;
·        Professores e estudantes das áreas Desporto e Educação Física e das áreas de Animação Sociocultural, Reabilitação Psicomotora, Ciências do Desporto, Educação Especial, Solidariedade Social e de Saúde;
·        Empreendedores sociais e animadores de projetos e programas orientados para a educação inclusiva;
·       Comunidade que tenha interesse pela temática.
(fonte identificada)

O Noticias

segunda-feira, 13 de abril de 2015

PO02 – Campeonato Nacional 2.ª Divisão – 2014 / 2015 - Fase Final – Sorteio

Realizou-se (13-04-15) na sede da FAP, o sorteio da Fase Final Nacional (Grupo “A”). Face a uma alteração regulamentar esta época não se disputa a Fase de Apuramento, sendo as descidas diretas, após a classificação por Zona da 1.ª Fase. 
 
Fase Final Nacional (Grupo “A”) – de 01-05-15 a 20-06-15 
 
Participantes AA Avanca, AC Fafe, Arsenal Devesa, Boa Hora, Benfica “B”, e AC Sismaria. (como curiosidade, de referir que o Benfica “B”, nos termos regulamentares não pode subir de divisão, mas nada o impede de ser Campeão Nacional), poderemos ainda referir que está presente pela 2.ª época consecutiva na disputa desta fase o Benfica “B”, e disputam a Fase Final pela 1.ª vez, o Boa Hora e o Arsenal Devesa, com a curiosidade de a equipa do Arsenal Devesa, ser uma das equipas neo divisionária.  
 
Fórmula de disputa – Esta fase será disputada no sistema de TXT a 2 voltas, após sorteio, iniciando as equipas a Fase Final Nacional com zero pontos. 
 
Apuramento – As equipas classificadas no 1.º e 2.º lugar, ascenderão na época 2015 / 2016 à 1.ª Divisão Nacional (PO01).Com a exceção já descrita.
 
Resultado do Sorteio:
 
1.ª Jornada
Um breve e pequeno comentário, logo na 1.ª jornada haverá um verdadeiro confronto Sul / Norte, pois os todos os jogos são entre as equipas apuradas nas duas zonas.
 
O Banhadas Andebol

Crónica de Fim-de-semana No Feminino – 24 – 2014 / 2015

Com a disputa dos jogos em falta da 21.ª Jornada e com a disputa dos jogos referentes a 22.ª e última Jornada da 1.ª Fase, ficaram completamente definidas as classificações e os jogos dos 1/4 Final dos Play-OFF, e os pontos que acompanharão as equipas que irão disputar o chamado Grupo “B”.
 
Reforçamos mais uma vez o nosso pedido de colaboração para que estas crónicas melhorem dia a dia, e deste modo possamos continuar a dar o merecido valor a esta prova, aguardando que algum ou alguns dos nossos habituais leitores se disponibilizem para no mínimo nos fornecerem dados para que esta continuidade às crónicas sobre o andebol em especial no feminino, seja uma realidade, continuamos abertos às mesmas. Algumas colaborações estão a ser recebidas, o que agradecemos, mas ainda são poucas, esperamos mais e muitas mais, obrigado. 
 
PO09 – Campeonato Nacional da 1.ª Divisão Seniores Femininos. 
 
1.ª Fase – Resultados
21.ª Jornada
Colégio Gaia 28 – 30 Madeira SAD
Juventude Lis 16 – 32 JAC-Alcanena
Maiastars 33 – 27 CS Madeira
22.ª Jornada
João Barros 33 – 27 CA Leça
Colégio Gaia 33 – 31 CS Madeira
Passos Manuel 31 – 33 Juventude Lis
Juventude Mar 20 – 31 Alavarium
Maiastars 32 – 35 Madeira SAD
JAC-Alcanena 30 – 24 ARC Alpendorada 
 
Grupo “A” (Play-OFF) – Alavarium, Madeira SAD, João Barros, JAC-Alcanena, Colégio Gaia, CS Madeira, Maiastars e Juventude Lis.
Grupo “B” – ARC Alpendorada (16 pontos), CA Leça (16 pontos), Juventude Mar e Passos Manuel (15 pontos). Entre parêntesis as pontuações que transitam para a 2.ª Fase
 
Os jogos disputados este fim-de-semana, alguns em jornada dupla, definiram em definitivo as classificações finais desta 1.ª Fase, bem como as pontuações que transitarão com as equipas que estarão na disputa do Grupo “B”. Nos 9 encontros disputados, em apenas três deles foram retificados os resultados ocorridos na jornada correspondente na 1.ª volta. De referir que nos jogos disputados não se verificaram ocorrências disciplinares, o que é sempre motivo de destaque.
 
Na Maia a equipa do Maiastars, recebeu em jornada dupla as equipas da Madeira, e no jogo com CS Madeira, retificou a igualdade que tinha obtido na 1.ª volta, vencendo um encontro, que foi disputado com grande equilíbrio, em especial durante os primeiros 30 minutos, e só assumiu em definitivo o comando do marcador cerca dos 33 minutos quando marcou o seu 14.º golo, depois de ter chegado ao intervalo a vencer pela diferença mínima (13-12), depois com uma variação entre os 2 golos de avanço e os 6 com que terminou o encontro, foram diversas as variações no marcador. A equipa maiata, teve em Diana Oliveira (9 golos) a sua jogadora de eleição, embora por vezes nos pareça demasiado individualista, mas o certo é que resolve, sendo muito bem acompanha por Maria Cerqueira com 7 golos, e por duas guarda-redes que merecem o nosso destaque, a Ana Silva e a Andreia Costa. O CS Madeira foi uma equipa que defendeu muito bem mas pecou demasiadas vezes em falhas no sistema atacante, onde Sara Gonçalves (11 golos) faz a grande diferença, juntamente com a sua colega Claudia Vieira (7 golos), gostamos da prestação da sua guarda-redes Nance Fernandes. No segundo jogo com o Madeira SAD, também aqui o resultado foi retificado, pois deveremos lembrar-nos que surpreendentemente o Maiastars, tinha ido á Madeira vencer esta equipa durante o jogo da 1.ª volta, desta vez, as madeirenses, venceram num jogo em que não tiveram facilidades, com o resultado ao intervalo a situar-se em 14-12 a favor da equipa Insular. O Madeira SAD venceu e consolidou a sua posição. Mais uma vez Diana Oliveira com 13 golos foi a principal marcadora do jogo e a melhor marcadora do Maiastars, Anais Gouveia 9 golos, Frederica Jesus e Erica Tavares ambas com 7 golos foram as melhores marcadoras do Madeira SAD. 
 
O CS Madeira, realizou o seu segundo jogo, nesta sua deslocação ao Continente onde defrontou o Colégio de Gaia, a quem tinha vencido na 1.ª volta, e voltou a provar o seu valor, criando fortes dificuldades á equipa estudantil, chegando ao intervalo a perder apenas pela diferença mínima (15-14), diante uma das equipas que na nossa opinião possui um dos melhores planteis a nível nacional. Helena Soares do Colégio de Gaia com 7 golos foi a sua melhor marcadora, enquanto mais umã vez Sara Gonçalves foi a sua melhor marcadora e do jogo com uns sensacionais 15 golos, e mais uma vez acompanhada por Claudia Vieira com 7 golos. Na véspera o Colégio Gaia recebeu o Madeira SAD e voltou a perder com a equipa madeirense, que assim confirmou o seu favoritismo, embora tivesse de defrontar uma equipa que “vendeu” cara a sua derrota, tendo terminado os primeiros 30 minutos a perder pela diferença mínima (16-15). Vanessa Silva com 10 golos foi a melhor marcadora do Colégio gaia e do jogo, enquanto Anais Gouveia com 9 golos foi a melhor marcadora do Madeira SAD. Com esta derrota, e face á vitória do JAC sobre a Juventude Lis, perdeu o 4.º Lugar para a equipa de Alcanena, que assim ganha vantagem na luta com o Colégio para o Play-OFF. 
 
O JAC-Alcanena, acabou também por realizar jornada dupla, e apesar de desfalcada da sua melhor atleta (Patrícia Rodrigues), venceu sem qualquer dificuldade no primeiro jogo a Juventude Lis, num encontro de sentido único, com o intervalo a chegar já com o resultado favorável ao JAC por 17-11. O segundo tempo consolidou o que se passou no primeiro tempo. Na Juventude Lis Ana Silva com 5 golos foi a sua melhor marcadora, enquanto no JAC-Alcanena Neuza Valente com os seus 13 golos foi mais uma vez a sua melhor marcadora e igualmente do jogo, com a sua colega de equipa Adriana Lage a marcar 5 golos. No segundo jogo que disputou neste fim-de-semana a equipa de Alcanena, defrontou uma das equipas que irá integrar o chamado Grupo “B” o ARC Alpendorada, e venceu, embora tenha sentido mais dificuldades, provavelmente devido ao cansaço acumulado, reforçando desta forma o seu 4.º lugar na Classificação final desta 1.ª Fase. O Resultado no final do primeiro empo era de 13-10 a favor do JAC. Mais uma vez Neuza valente com 7 golos foi a melhor marcadora da equipa visitada, com Maria Coelho e Ângela Monteiro do Alpendorada a serem as melhores marcadoras da equipa com 6 golos cada. 
 
O Passos Manuel, recebeu a Juventude Lis e voltou tal como na 1.ª volta a perder, num encontro disputado com grande equilíbrio, e com as lisboetas a darem aquilo que se pode chamar de “muita luta”, mas que foi totalmente insuficiente para levar de vencida as leirienses. O equilíbrio que se registou neste encontro, está perfeitamente refletido no resultado ao intervalo, uma igualdade a 15 golos. Com este resultado a equipa do Passos Manuel não evitou o último lugar nesta 1.ª Fase em igualdade pontual com a Juventude Mar. Carolina Santos com 9 golos e Mónica Carmo com 6 golos foram as melhores marcadoras do Passos Manuel, enquanto Ana Silva com os seus 13 golos foi não só a melhor marcadora da Juventude Lis como do encontro. 
 
Em Pombal no pavilhão das meirinhas o João Barros, recebeu o CA Leça, uma das equipas também integradas em definitivo no Grupo “B”, e venceu, confirmando o seu natural favoritismo, num encontro em que as equipas se apresentaram com poucas preocupações defensivas. E com a equipa visitada a construir o resultado nos 30 minutos iniciais, quando chegou a intervalo a vencer por 14-7, tendo nos segundos 30 minutos a equipa do CA Leça, conseguido equilibrar na sua totalidade o jogo. Estranhamente a equipa das meirinhas a jogar em casa apenas apresentou 11 jogadoras inscritas no Boletim de Jogo, mas isso não foi impeditivo de 10 jogadoras terminarem o jogo com golos marcados, o que poderá demonstrar uma total gestão do plantel, com pleno controlo do resultado. Catarina Oliveira com 6 golos foi a melhor marcadora do CA Leça. 
 
Em Esposende, as duas equipas queriam lutar pela vitória, pois o interesse neste momento em relação a estas duas equipas reside em amealhar o máximo de pontos para a Fase seguinte que no seu caso, será o Grupo “B”. A Juventude Mar comandou quase sempre o marcador, chegando a ter 3 golos de diferença a seu favor (11-8), no entanto os visitantes, conseguiram reagir e até igualar o marcador a 12 golos, mas a equipa local voltou a repor uma diferença de 2 golos, com que se atingiu o intervalo (14-12, a favor dos locais). No segundo período de jogo e apesar da excelente réplica do CA Leça, nunca conseguiu ultrapassar o adversário, que desta forma venceu pelo mesmo diferencial que se tinha verificado na 1.ª volta, mas agora de sentido contrário. Maria Viana com 7 golos e Ana Lemos com 5 golos foram as melhores marcadoras da Juventude Mar, por seu lado Daniela Mendes com 11 golos, foi não só a melhor marcadora da sua equipa o CA Leça como de todo o jogo, com Catarina Oliveira do mesmo clube a marcar 6 golos. 
 
Terminamos esta ligeira crónica com o jogo que se disputou em Esposende, onde o Alavarium foi vencer a Juventude Mar, e com esta vitória manter o 1.º lugar na classificação final da 1.ª Fase. Foi u encontro onde as aveirenses não sentiram qualquer dificuldade, como o demonstra o resultado que já se verificava ao intervalo de 17-10 a seu favor, e que o segundo período confirmou na sua totalidade. Teresa Santos com 6 golos foi a melhor marcadora da Juventude Mar, no Alavarium 11 jogadoras concretizaram golos, sendo as suas melhores marcadoras a Mariana Lopes, a Viviana Rebelo e Filipa Fontes todas com 5 golos marcados. 
 
A Classificação Final da 1.ª Fase é a seguinte: 1.º Alavarium (61 pontos), 2.º Madeira SAD (60 pontos), 3.º João Barros (56 pontos), 4.º JAC-Alcanena (54 pontos), 5.º Colégio Gaia (51 pontos), 6.º Maiastars (44 pontos), 7.º CS Madeira (43 pontos), 8.º Juventude Lis (38 pontos), 9.º ARC Alpendorada (32 pontos), 10.º CA Leça (31 pontos), 11.º Juventude Mar e Passos Manuel (29 pontos). 
 
O Noticias