gal vence

Vamos encher os Pavilhões - mas com dignidade a Modalidade merece
Calendário e Resultados na Barra Direita

quarta-feira, 7 de dezembro de 2016

Última Hora – Andebol de Luto

ANDEBOL DE LUTO
FALECEU MANUEL MANITA 

Antes de tudo o que pode ser dito temos de pedir desculpa aos verdadeiros adeptos da modalidade, por só agora dar-mos a fatídica notícia que ensombra a modalidade, a todos as nossas veementes desculpas.

Tal a como portal da federação noticiou, faleceu na madrugada de quarta-feira Manuel Xavier Manita com 82 anos de idade, um dos poucos homens que conhecemos que serviu a modalidade com amor e carinho durante décadas, sem nada pedir em troca, tornando-se numa raridade na presente realidade.

Assim é com profunda tristeza e magoa que nos associamos á dor de todos os verdadeiros adeptos da modalidade, assim como á sua família. Não vamos aqui fazer uma descrição do seu vasto curriculum na modalidade, mas apenas realçar o seu valor como devoção á mesma, e a sua condicção de grande humanidade que sempre demonstrou, e a quem dizemos pura e simplesmente, esteja onde estiver o nosso sentido agradecimento.

Felizmente Manuel Xavier Manita, foi a figura homenageada na sua IV Gala da Modalidade, a organização de decorreu numa das Salas de Visitas da Cidade de Viseu o Teatro Viriato. Tendo nós na altura dito e hoje voltamos a repetir “… a Gala do Andebol é, ainda, o momento em que se reconhece e se presta homenagem a quem de alguma forma, têm ou teve um papel preponderante e de relevo na nossa modalidade. Finalmente Manuel Manita ao receber o chamado prémio Homenagem, que tardou, mas finalmente foi reconhecido o seu trabalho na modalidade, foi para nós o ponto alto da Gala.

Obrigado Manita.

Felizmente que a Federação decretou merecidamente um minutos de silêncio a ser cumprido no dia 8-12-16, em todas as competições Nacionais e Associativas, conforme CO n.º 72 de 07-12-16.

O Historiador

Arbitragem – Funções no Conselho de Arbitragem

O CONSELHO DE ARBITRAGEM

Eis um texto que nunca esperávamos fazer, mas a realidade actual a isso nos obriga.

Assim começamos pela designação dos delegados portugueses na EHF, sabemos que o Presidente do CA ou o CA, afastaram compulsivamente João Costa dos quadros Nacionais. Pois foi um nome nunca referido em qualquer circular quer sobre formação, quer sobre a constituição dos quadros de arbitragem. Este afastamento foi certamente devido a este elemento ter feito parte de uma possível candidatura ao CA, que nunca chegou a existir, pelo que consideramos este afastamento de uma baixa lisura, mas ao mesmo tempo demonstrativo das pessoas que gerem um dos mais sensíveis Órgãos da Modalidade.

Mas esta atitude chegou à EHF, conforme o quadro que abaixo apresentamos, e que o afastamento de João Costa, não é certamente uma coincidência.
Não sabemos o que pretende o CA com esta atitude, ou quem poderá substituir o João Costa a nível das provas da EHF.

Agora para culminar esta situação dos delegados, vemos o Presidente do CA a exercer funções de Delegado num jogo da PO01, Porquê? Será que esta figura não deveria manter-se equidistante destas posições? Será que não existe o sentido de responsabilidade e da equidistância nas funções que se desempenha? Ou será que são preparativos para uma possível substituição de João Costa na EHF?
Não queríamos acreditar…Como é possível!!! 

O Regras 

A Propósito De … Protestos de jogo - IV

CONSELHO TÉCNICO
(DECISÃO SOBRE PROTESTO)

Em 06-11-16, o Portal da Federação informa da decisão do Conselho Técnico da Federação relativo a um protesto de um jogo da PO02, disputado em 15-10-16, e que dizia respeito por sinal á primeira jornada da zona 2, (Beira Mar / ACD Monte), informando que o mesmo tinha sido julgado procedente e de que a decisão do CT tinha sido a repetição do jogo. Segundo julgamos saber o protesto dizia respeito ao resultado final. Nada temos a apontar á decisão do CT, porque não sabemos nem o conteúdo do protesto (para ser julgado pelo CT tinha de ser obrigatoriamente por infração ás Regras de Jogo), nem a matéria que serviu para dar a procedência ao mesmo.

Estranha-se no entanto que a Federação, não tenha publicado o documento de referência da decisão do Conselho Técnico, pois seria certamente uma forma clara de toda a gente saber não só a matéria em que se baseou para a sua decisão, como ainda para todos serem informados das Regras de jogo que foram infringidas.

Estranha-se ainda que no mesmo dia em que se publica a decisão, no Boletim de Jogo do respetivo encontro, tenham sido retirados os nomes da dupla de árbitros, bem como dos oficiais de mesa, Porquê? Quando o Resultado do Jogo foi mantido.

No entanto não queremos deixar de referir que:

Um Julgamento do Protesto

As suas normas de julgamento e a quem compete o mesmo, estão devidamente regulamentadas, a forma de receção, e os seus procedimentos, (ver Titulo 8 do Regulamento Geral da Federação).

  1. No mesmo está estabelecido o tempo e a forma de apresentação e confirmação. 
·         Se foi apresentado corretamente se avançara e analisará
·         Se não foi o mesmo não será aceite.

  1. Se o protesto foi corretamente apresentado, de acordo com o detalhado em 1, o passo seguinte, de quem o julgará, será decidir, se o mesmo faz referência a um erro de arbitragem, por apreciação / julgamento, ou pelo contrário, nos fala de decisão dos árbitros que infringe as Regras de jogo. 
·         Se e um erro por má apreciação / julgamento, o protesto será resolvido de acordo o estabelecido na Regra 17:11 .

·         Se é um erro por decisão contra as regras de jogo, o protesto se aceita e se analisa.

  1. Se o protesto é aceite por ter sido apresentado em tempo e forma correta, e tem por base uma decisão contra as Regras de jogo, a entidade competente deve julgar outra situação: O Erro da arbitragem, teve influência direta no resultado final do encontro e prejudicou a equipa que formalizou o protesto? 
·         Se o erro da arbitragem (apesar de ser uma decisão contra as Regras de Jogo), NÃO teve qualquer influência direta no resultado, deverá ser dada razão á equipa, mas NÃO se alterará nada em relação ao resultado final do encontro.

·         Se o erro de arbitragem, foi uma decisão contra as Regras de Jogo, e HOUVE influência no resultado final do encontro, deverá ser ordenada a repetição completa do encontro.

Conhecendo a decisão do CT, já se poderia dizer algo mais, pois se os motivos foram a adulteração do resultado final, será certamente motivo para julgamento de procedência.

O Regras

Veteranos – PO40 - Campeonato Nacional Masculino - 2016 / 2017 - I

Campeonato Nacional Masculino (PO40) prova não Fixa o que se saúda, e que esta época é uma pura continuidade do verificado na época anterior. 

Além de um regulamento específico, a Federação já emitiu vários Comunicados Oficiais sobre a matéria dos quais se destaca o N.º 24 e 25 de 06-09-16 e de 07-07-16.

Em 03-12-16 a Federação dá a conhecer a estrutura da prova e da Fase Final da mesma (Comunicado Oficial n.º 41), que não é mais do que a continuação do estabelecido na época transacta.

Assim:

Fase Final – 8 Clubes

AA Porto / AA Braga – apura 2 equipas
AA Aveiro – apura 2 equipas
AA Lisboa / Setúbal / Santarém – apura 2 equipas
AA Madeira – apura 1 equipa
Organização – apura 1 equipa
Tal como na época passada estranha-se o desaparecimento da AA Leiria destas organizações.

Na continuidade do instituído na época passada, na Fase Final, quem assumir a organização da mesma terá acesso direto, embora em temos desportivos este preceito possa criar algumas duvidas, mas termos financeiros não temos duvidas da sua validade.

As associações deverão informar quais os clubes apurados até 29-05-17. Com documentos comprovativos de uma participação efetiva. Esta disposição evita oportunismos de última hora.

Data e Forma de Disputa

Disputa-se em 24 e 25-06-17

Será disputa no sistema de eliminatórias (1/4, 1/2, e Final, e jogos Classificativos), com as equipas derrotadas nos 1/4 Final, irão disputar jogos classificativos de forma a se definir a classificação final do 1.º ao 8.º lugar.

Os jogos terão a duração de 50 minutos (2X25)

Se no final do tempo regulamentar do jogo as equipas se encontrarem empatadas, haverá um prolongamento de 10 minutos (2x5). Se no final deste prolongamento as equipas continuarem empatadas, recorre-se à marcação de livres de sete metros, de acordo com o estipulado nas Regras de Jogo.

Quadro Competitivo

Dia 24-06-17
Manhã / Tarde – Jogos 1/4 Final
Tarde / Noite – Jogos 1/2 Final (incluído jogos do 5.º ao 8.º Lugar)
Dia 25-06-17
Manhã / Tarde – Jogos Finais (Apuramento do 1.º ao 8.º Lugar)
Sem alterações tanto a forma de disputa como o tempo de jogo.

Um esclarecimento que é uma novidade, e que na nossa interpretação poderá ser positiva: É autorizada a acumulação de Treinador e jogador no jogo, sendo obrigatória a inscrição de um técnico em cada jogo, que pode ser inscrito nas duas funções. Temos sérias dúvidas desta excepção (na nossa opinião)

O Local da Fase Final da Prova ainda não está designado.

Recordamos que o numero de participantes tem vindo a crescer pelo que esperamos que esta época se verifique o mesmo. Pelo que ficaremos na expectativa da confirmação dos participantes, que esperamos com toda a sinceridade ultrapasse o número verificado na última época.

O Banhadas Andebol

terça-feira, 6 de dezembro de 2016

Crónica de Fim-de-semana – 08 – 2016 / 2017 - IV

Crónica de fim-de-semana dedicada à PO04,

São directamente aprovados para a Fase Final as 3 primeiras classificadas em cada zona da 1.ª Fase

PO04 – Campeonato Nacional da 1.ª Divisão Juniores Masculinos.

Zona Norte
7.ª Jornada
Dia 01-12-16
AA Avanca 40 - 35 CD Feirense
Dia 13-12-16
FC Porto - ABC (20H30)
9.ª Jornada
04-12-16
FC Porto 36 - 29 CD Feirense
Águas Santas 34 – 20 Ismai
Xico Andebol 33 - 26 GC Santo Tirso
Boavista FC 26 - 37 ABC
Académico FC 23 - 33 AA Avanca

Jornada que felizmente, se disputou completa, e tivemos ainda a disputa de um dos jogos em atraso, pelo que apenas fica um encontro por disputar, e apenas um encontro teve ocorrências disciplinares registadas, e disputa pelos lugares apuramento continua bastante equilibrada, e na nossa opinião não se registaram resultados equilibrados, pois a grande maioria dos mesmos foi por margens finais esclarecedoras. A AA Avanca e o CD Feirense na prática, realizaram jornada dupla, primeiro a AA Avanca, defrontou o CD Feirense em jogo em atraso e relativo á 7.ª Jornada, num dos encontros onde o equilíbrio apenas se verificou durante os primeiros 30 minutos, com o resultado ao intervalo a registar uma igualdade a 21 golos, depois a equipa local criou uma vantagem que lhe permitiu vencer, num jogo onde Paulo Moreira e Diogo Oliveira com 10 golos cada foram os melhores marcadores da AA Avanca, enquanto Rafael Guedes com 9 golos e Nuno Reis com 7 golos foram os melhores marcadores do CD Feirense. O CD Feirense derrotou depois igualmente na condição de visitado o FC Porto, e voltou a ser derrotado num jogo onde o resultado ao intervalo dava a sensação de algum equilíbrio (17-14 a favor do FC Porto), com esta equipa a consolidar o resultado no segundo tempo, e com este resultado, apesar de ter um jogo a menos, mantem o 3.º lugar da classificação da zona. Diogo Silva e Paulo Cândido com 9 golos, cada foram os melhores marcadores do FC Porto, Rafael Guedes com 8 golos e João Cardoso com 7 golos, foram os marcadores de serviço pelo CD Feirense. O principal jogo da jornada (na nossa opinião), colocava frente a frente os dois primeiros classificados da zona, o Águas Santas / Ismai, que terminou, com uma vitória do Águas Santas por números verdadeiramente inesperados, com total superioridade da equipa visitada, que já vencia ao intervalo por 14-9. Comeste resultado a equipa do Águas Santas passou a comandar a zona a par do seu adversário nesta jornada, enquanto o Ismai sofreu a sua primeira derrota na zona. José Barbosa com 9 golos, e Gonçalo Vieira com 7 golos, foram os melhores marcadores pelo Águas Santas, pelo Ismai os melhores marcadores não foram além dos 4 golos (Leonel Fernandes e António Almeida). Em Guimarães, disputou-se o Xico Andebol / GC Santo Tirso, duas equipas que se encontram nos últimos lugares da zona, foi um encontro de total superioridade dos locais, que já venciam ao intervalo por um esclarecedor 17-11, para consolidar o resultado final no segundo tempo, que apesar de tudo foi bem mais equilibrado que os primeiros 30 minutos. Com este resultado a equipa do GC Santo Tirso continua em último lugar na classificação da zona ainda sem registar qualquer vitória. José Silva com 9 golos, e Carlos Abreu com 8 golos foram os melhores marcadores do Xico Andebol, Jose Guimarães com 6 golos, Miguel Polonia e Jose Carvalho com 5 golos foram os melhores marcadores pelo GC Santo Tirso. No Boavista FC / ABC, foi mais um encontro onde o resultado final foi desnivelado, com os bracarenses já a vencerem ao intervalo por 16-13. Com este resultado e apesar de ter um jogo a menos o ABC, continua a fazer uma excelente recuperação. Francisco Fino com 7 golos, Francisco Lopes e Bernardo Ferreira, ambos com 5 cada, foram os melhores marcadores do Boavista FC, No ABC, com 10 jogadores a marcarem golos, Gonçalo Areias com 13 e João Peixoto 6, foram os seus principais marcadores. Por último tivemos o segundo jogo da AA Avanca, que foi ao Lima defrontar o Académico FC, no único jogo onde se registaram ocorrências disciplinares, e que terminou com a clara vitória da AA Avanca, que já vencia ao intervalo por 19-8, com o Académico FC, a tentar minimizar os prejuízos no segundo tempo. Gonçalo Meireles com 10 golos, foi o melhor marcador do Académico FC, a AA Avanca com 10 jogadores a marcarem golos, Paulo Moreira, Lourenço Santos, e Ruben Ribeiro todos com 6 golos cada foram os seus principais marcadores.

Classificação até ao momento: - 1.º Águas Santas, e Ismai (25 pontos), 3.º FC Porto (22 pontos, -1jogo), 4.º ABC (18 pontos, -1 jogo), 5.º AA Avanca, Académico FC (17 pontos), 7.º CD Feirense, e Xico Andebol (15 pontos), 9.º Boavista FC (13 pontos), 10.º GC Santo Tirso (9 pontos).

Zona Sul
4.ª Jornada
Dia 01-12-16
Estarreja AC 26 - 24 Alto Moinho
9.ª Jornada
Dia 04-12-16
ADC Benavente 23 - 21 Juventude Lis
São Bernardo 26 – 27 Belenenses
Estarreja AC 33 - 26 AC Sismaria
Sporting 23 - 32 Benfica
Alto Moinho 40 – 23 Ginásio Sul

Também nesta zona, além da jornada completa, tivemos a disputa do jogo em atraso, o que provocou o acerto total dos jogos na mesma, e que na prática, resultou que Estarreja AC e Alto Moinho, tivessem uma jornada dupla, e onde todos os encontros se disputaram sem ocorrências disciplinares registadas, o que se saúda. Jornada que envolvia um encontro entre os primeiros classificados, e que ainda não tinham qualquer derrota averbada, o Sporting / Benfica, e que terminou com uma clara vitória do Benfica que já vencia ao intervalo por 17-13, e terminou com um diferencial que certamente muitos não esperariam, com este resultado o Benfica continua no comando da zoan, contabilizando apenas vitórias, enquanto o Sporting, registou a sua primeira derrota na zona. Bruno Gaspar, com 5 golos foi o melhor marcador do Sporting, por sua vez o Benfica com 10 atletas a marcarem golos, teve em Pedro Santana com 13 golos o seu principal marcador. O Jogo mais equilibrado da jornada realizou-se em São Bernardo onde a equipa local defrontou e perdeu com o Belenenses pela diferença mínima, com a curiosidade de a equipa do Belenenses ter sido dirigida pelo treinador da equipa principal, e onde foi notada a ausência de Carlos Jorge, o jogo foi de total equilíbrio como o comprova a igualdade a 16 golos, que se verificava ao intervalo, No Belenenses onde 10 jogadores marcaram golos, teve em Gabriel Cavalcanti com 14 golos o seu principal marcador, enquanto Nuno Ferreira com 10 golos, e João Almeida com 5 golos, foram os melhores marcadores do São Bernardo. O encontro com o resultado mais desequilibrado da jornada, teve lugar no Alto Moinho, onde a equipa local defrontou o Ginásio Sul, que apenas apresentou 10 jogadores inscritos no Boletim de Jogo. Foi um encontro de total domínio da equipa visitada que já vencia ao intervalo por 23-13. Na equipa do Alto Moinho que teve 11 jogadores a concretizarem golos, onde Gonçalo Nogueira com 8 golos, Diogo Abadia e Alexandre Cruz com 5 golos cada foram os seus principais marcadores. Fábio Veloso com 7 golos, Miguel Paiva e Tiago Gonçalves com 5 golos cada foram os melhores marcadores do Ginásio, que com este resultado continua em último lugar apenas contabilizando derrotas. O Alto Moinho que tinha feito acerto de calendário e se tinha deslocada a Estarreja para defrontar a equipa do Estarreja AC, com quem perdeu num encontro totalmente dominada pelos locais que ao intervalo já venciam por 14-9. Diogo Vaia e Tiago Couto com 8 golos cada foram os melhores marcadores do Estarreja AC, enquanto Diogo Abadia com 11 golos foi o melhor marcador do Alto Moinho. A equipa do Estarreja AC que defrontou na jornada do fim-de-semana o Sismaria AC, a quem venceu de forma clara, pois ao intervalo já se registava um resultado de 18-9 a seu favor, com a equipa do Sismaria AC a reagir no segundo tempo e a diminuir a vantagem do seu adversário, com este resultado e a conjugação dos resultados o Estarreja AC, ultrapassa o Sismaria AC e isola-se no 3.º lugar da classificação da zona. Luis Magalhães com 8 golos, Diogo Vaia e Tiago Couto ambos com 7 golos cada, foram os melhores marcadores do Estarreja AC, por sua vez Iuri Anastácio com 12 golos foi o melhor marcador pelo Sismaria AC. Tivemos ainda um encontro equilibrado disputado em Benavente entre o ADC Benavente e a Juventude Lis, que terminou com os ribatejanos a obterem a sua segunda vitória na zona, depois ao intervalo estarem a vencer pelo mesmo diferencial final (11-9), o comprova o forte equilíbrio que se verificou. Hugo Simões e André Rodrigues com 5 golos cada, foram os melhores marcadores do ADC Benavente, por sua vez Renato Carlin com 7 golos, Fábio Moreira e Pedro Santos com 5 golos foram os melhores marcadores da Juventude Lis.

Classificação até ao momento: - 1.º Benfica (27 pontos), 2.º Sporting (24 pontos), 3.º Estarreja AC (22 pontos, 4.º AC Sismaria (21 pontos), 5.º Belenenses (19 pontos), 6.º Alto Moinho (18 pontos), 7.º ADC Benavente (14 pontos), 8.º Juventude Lis e São Bernardo (13 pontos), 10.º Ginásio Sul (9 pontos).

O Noticias

Torneio Internacional de Avilés - 2016

Juniores C Masculinos
No VII Torneio Internacional Avilés
A selecção Nacional de Juniores C Masculinos, segundo informa o sitio da Federação, participar num Torneio Internacional de Avilés, nas Astúrias, de 16 a 18-12-16.

È uma participação que consideramos “desgarrada”, que qualquer objectivo, que se conheça, pois nada é dito acerca do que se pretende com esta participação. Será que:

  • Quais os objectivos desta competição?
  • Pretende-se observar jogadores em competição?
  • Pretende-se preparar uma nova geração de atletas?
  • Ou será pura e simplesmente mais uma participação?
  • Ou será que se pretende começar a preparar a selecção para o Scandibérico em Julho na Noruega?
Responda quem souber, pois ao consultar-se o sitio da Federação não se encontra nenhuma definição dos objectivos, nem do seu enquadramento, em qualquer quadro competitivo.

A participação é antecedida de um pequeno (mais que pequeno) estágio a realizar no Pavilhão do Águas Santas, e pelo que nos é dado a ler resume-se a um (1) treino em 15-12-16.

Participam no torneio as equipas. Além de Portugal, a Espanha, Roménia e a Áustria.

Lista de convocados como de costume sem comentários:
Calendário dos Jogos

1.ª Jornada
Dia 16-12-16
Portugal – Roménia (17H00)
Espanha – Áustria (19H00)
2ª Jornada
Dia 17-12-16
Portugal – Áustria (16H00)
Espanha – Roménia (18H00)
3ª Jornada
Dia 18-12-16
Áustria – Roménia (09H00)
Espanha - Portugal (11H00)

Horas Locais

O Formador

segunda-feira, 5 de dezembro de 2016

Crónica de Fim-de-semana – 09 – 2016 / 2017 – II

Continuamos com as nossas habituais crónicas, dedicadas á PO02.

Apuram-se para a Fase Final do Grupo A, o que dá acesso á 1.ª Divisão os 2 primeiros classificados de cada Zona.

PO02 – Campeonato Nacional da 2.ª Divisão Seniores Masculinos.

Resultados
Zona 1
3.ª Jornada
Dia 27-01-17
FC Porto B - CCR Fermentões (21H30)
8.ª Jornada
Dia 18-11-16
Marítimo 33 - 22 SP. Oleiros (antecipado)
Dia 02-12-16
FC Porto B 39 - 24 Modicus
Dia 03-12-16
Boavista FC 22 – 24 Xico Andebol
Gondomar Cultural 22 – 25 FC Gaia
CCR Fermentões 27 – 32 GC Santo Tirso

Jornada em que neste fim-de-semana, foram disputados quatro jogos, pois um (Marítimo /SP. Oleiros), tinha sido disputado por antecipação e já por nós comentado, assim iremos falar apenas dos jogos disputados, assinalando de imediato a forma desportiva como a mesma se disputou, sem qualquer registo de ocorrências disciplinares. Começamos pelo jogo antecipado o FC Porto B / Modicus, que foi totalmente dominado pelo FC Porto B, que já vencia ao intervalo por 20-12, e com esta diferença, estava o jogo completamente controlado, enquanto o Modicus continua a ser a única equipa a registar qualquer vitória nesta zona. Tivemos um dos jogos que terminou com o resultado equilibrado, estamos a referir-nos ao Boavista FC / Xico Andebol, que foi um encontro completamente controlado pelo Xico Andebol, que já vencia ao intervalo por 16-10, margem que não se traduz no resultado final, mas é perfeitamente indicativa do controlo feito pelos vimaranenses, que com esta vitória o isolam no 2.º lugar da classificação da zona e se assumem como um dos mais sérios candidatos ao apuramento para a Fase Final do Grupo A. Depois segue-se o Gondomar Cultural / FC Gaia, que foi um encontro inesperadamente mais equilibrado do que se poderia supor, com a equipa do Gondomar Cultural a vencer ao intervalo pela diferença mínima, mas a vencer por 11-10, mas que terminou com a vitória do FC Gaia, que operou a volta no resultado no segundo tempo, e desta forma o Gondomar cultural continua com apenas uma vitória na prova, enquanto em sentido contrário o FC Gaia mantem-se em primeiro lugar na zona com apenas uma derrota, e tal como o Xico Andebol, confirma-se (na nossa opinião), que continua a ser outro dos principais favoritos ao apuramento para a Fase Final Grupo A. Em Fermentões tivemos mais jogo que foi disputado com grande equilíbrio, mas igualmente com grandes alterações no marcador, pois a equipa local que comandou o jogo durante o primeiro tempo, chegando ao intervalo a vencer por 17-15, com a equipa do GC Santo Tirso, a ter uma boa entrada no segundo tempo, rapidamente passou para a frente do marcador, acabando por terminar com um diferencial (nós inclusive) inesperado. Esta é a 2.ª derrota consecutiva do CCR Fermentões, e esta zona tem neste momento um grande equilíbrio, e existem vários candidatos ao apuramento da Fase Final Grupo A.

Classificação até ao momento – 1.º FC Gaia (22 pontos), 2.º Xico Andebol (20 pontos), 3.º GC Santo Tirso, CCR Fermentões A (-1 jogo), e SP. Oleiros (17 pontos), 6.º FC Porto B (16 pontos, -1 jogo), 7.º Marítimo (15 jogos), 8.º Boavista FC (12 pontos), 9.º Gondomar Cultural (11 pontos), 10.º Modicus (9 pontos).

Zona 2
3.ª Jornada
Dia 07-01-17
CD Marienses - Estarreja AC (20H00)
4.ª Jornada
Dia 07-01-17
ACD Monte - AD Albicastrense (19H00)
8.ª Jornada
Dia 03-12-16
São Bernardo 33 – 26 ACD Monte
AD Sanjoanense 29 – 28 AD Albicastrense
Juventude Lis 31 – 23 CD Marienses (18H00) 15-11 SD 2.ª vito da JUve e expressiva
Beira Mar 29 – 32 Estarreja AC
AC Sismaria 19 – 23 ADC Benavente

Tal como na jornada anterior tivemos dois jogos com ocorrências disciplinares registadas, o que é pena. O principal jogo da jornada o AD Sanjoanense / AD Albicastrense (jogo com ocorrências disciplinares registadas), duas equipas que ainda não registavam qualquer derrota até esta jornada, foi um jogo disputado sempre com um grande controlo da equipa visitada, que já vencia ao intervalo por 14-11, mas com os homens de Castelo Branco a reagirem sempre positivamente como por exemplo depois da AD Sanjoanense estar a vencer por 25-20, os Albicastrenses chegaram aos 25.24, e a partir deste momento e equilíbrio foi uma constante absoluta, conforme se confirma pelo resultado ocorrido, Com este resultado a AD Sanjoanense continua sem registar qualquer derrota, enquanto o AD Albicastrense registou a sua primeira derrota. Em princípio estas duas equipas estão certamente na discussão pelo apuramento para a Fase Final do Grupo A. Em São Bernardo realizou-se um jogo sem grande história, onde a equipa visitada defrontou o ACD Monte, num jogo que comandou praticamente durante so 60 minutos, já vencendo ao intervalo por 17-12, continuando com o controlo do jogo no segundo tempo. O São Bernardo continua ser uma das equipas sem derrotas até ao momento, e tal como as equipas já referidas, é outro dos potenciais candidatos à Fase Final Grupo A, Um dos jogos onde o resultado foi mais surpreendente disputou-se em Gândara, onde o AC Sismaria defrontou o ADC Benavente e perdeu surpreendentemente, com a equipa ribatejana a obter a sua 2.ª vitória consecutiva na prova, e já vencia ao intervalo por 14-7. Tivemos o Beira Mar / Estarreja AC (jogo com ocorrências disciplinares registadas), que foi outro encontro de grande equilíbrio na zona, com o resultado ao intervalo a registar uma igualdade a 17 golos que era esclarecedora do se tinha passado até ao momento, mas no segundo tempo a equipa do Estarreja AC assumiu o comando do jogo e do marcador terminando como vencedora, embora com alguma dificuldade. Com esta vitória o Estarreja AC, ultrapassou o seu adversário na classificação da zona. Terminamos como Juventude Lis / CD Marienses, que a Juventude de Lis venceu obtendo a sua 2.ª vitória na zona, indo para intervalo já na frente do marcador por 15-11, tendo comandado sempre o marcador, onde o que surpreende são os números finais, pois a diferença é expressiva.

Classificação até ao momento – 1.º AD Sanjoanense (23 pontos), 2.º São Bernardo (22 pontos), 3.º AD Albicastrense (19 pontos, -1 jogo), 4.º CD Marienses (15 pontos, -1 jogo), 5.º Estarreja AC (14 pontos, -1 jogo), 6.º Beira Mar, e ADC Benavente (13 pontos), 8.º Juventude Lis (12 pontos), 9.º AC Sismaria (11 pontos), 10.º ACD Monte (10 pontos, -1 jogo).                                        

Zona 3
8.ª Jornada
Dia 02-12-16
Benfica B 25 - 22 Vitória FC
Dia 03-12-16
CCP Serpa 25 – 25 IFC Torrense
1.º Dezembro 28 – 29 Zona Azul
Vela Tavira 28 – 29 CDE Camões
Almada AC 19 - 23 Alto Moinho

Felizmente tivemos uma nova jornada completa, e que nos apraz registar sem ocorrências disciplinares registadas, sem grandes surpresas mas com jogos bastante equilibrados e com a curiosidade de terem o mesmo resultado final. O Benfica defrontou o Vitória FC, que regista a sua segunda derrota, e neste encontro já perdia ao intervalo por 13-9, num jogo sempre com o Benfica a comandar o jogo e o marcador, embora tivesse tentado equilibrar o jogo nos segundos 30 minutos. Com esta vitória o Benfica continua sem registar derrotas nesta Fase da prova. Em Serpa o CCP Serpa recebeu o IFC Torrense, com a equipa da Torre da Marinha, a comandar o jogo grande parte do tempo, mas com a equipa local sempre a reagir e bem terminando o jogo com uma igualdade, depois de ao intervalo o IFC estar na frente do marcador pela diferença mínima, e a registar pela segunda vez pontos positivos, mas continua sem registar qualquer vitória na zona. Um dos jogos com o resultado mais esquisito (na nossa opinião), verificou-se no Almada AC / Alto Moinho, não pela derrota do Almada AC. Mas sim pelo diferencial final, pois o Almada AC ao intervalo vencia por 11-10, como Alto Moinho a dar a volta ao resultado e a terminar como vencedor., com este resultado o Almada AC, passa a acompanhar o IFC Torrense nos últimos lugares da classificação da zona. Depois tivemos os tais dois resultados iguais, o Vela Tavira / CDE Camões, que foi a Tavira, vencer, depois de ao intervalo já se encontrar do marcador por 14-11, com os algarvios a recuperar no segundo tempo, com esta vitória o CDE Camões começa a afirmar-se como um dos candidatos á discussão ao apuramento para a Fase Final do Grupo A (ao contrário do que já foi por nós afirmado), igualando na classificação o Vitória FC. Para terminar tivemos o 1.º Dezembro / Zona Azul, que terminou com a vitória dos lentejamos pela diferença mínima, mas uma vitória que lhes permitiu isolarem-se no 2.º lugar da classificação da zona. Neste encontro comandaram praticamente sempre o marcador, chegando ao intervalo a vencer por 15-8, permitindo posteriormente uma excelente reacção do 1.º Dezembro, que chegou a igualar o marcador a 26 golos.

Classificação até ao momento – 1.º Benfica B (22 pontos), 2.º Zona Azul (21 pontos), 3.º Vitória FC, e CDE Camões (19 pontos), 5.º Alto Moinho (16 pontos), 6.º Vela Tavira (15 pontos), 7.º 1.º Dezembro, e CCP Serpa (14 pontos), 9.º IFC Torrense, e Almada AC (10 pontos).

O Banhadas Andebol

EURO 2016 FEMININO – SUÉCIA – XVIII

EURO 2016 FEMININO – SUÉCIA
FASE FINAL

Inicia-se em 04-12-16 na Suécia a Fase Final do Europeu de Seniores Femininos de 2016. Que será disputado até dia 18 de Dezembro de 2016.

Podemos informar de que todos os jogos serão transmitidos online, através do Site da ehfTV.

A 1.ª Fase (Fase Preliminar), será disputada até dia 09-12-16, e terá o seguinte Calendário.

Dia 04-12-16
Grupo A
Servia 36 – 34 Eslovénia
Suécia 25 – 19 Espanha
Grupo B
Holanda 27 - 30 Alemanha
França 31 – 22 Polónia

Dia 05-12-16
Grupo C
Hungria – República Checa (18H30)
Montenegro - Dinamarca (20H45)
Grupo D
Rússia – Croácia (18H30)
Noruega – Roménia (20H45)

Dia 06-12-16
Grupo A
Espanha – Sérvia (18H30)
Eslovénia - Suécia (20H45)
Grupo B
Polónia – Holanda (18H30)
Alemanha – França (20H45)

Dia 07-12-16
Grupo C
República Checa – Montenegro (18H30)
Dinamarca – Hungria (20H45)
Grupo D
Roménia – Rússia (18H30)
Croácia – Noruega (20H45)

Dia 08-12-16
Grupo A
Espanha – Eslovénia (18H305)
Suécia – Sérvia (20H45)
Grupo B
Alemanha – Polónia (18H30)
Holanda – França (20H45)

Dia 09-12-16
Grupo C
Montenegro – Hungria (18H30)
Dinamarca - República Checa (20H45)
Grupo D
Roménia – Croácia (18H30)
Noruega – Rússia (20H45)

Horas Locais

A chamada Main Round, disputa-se de 10-12-16 a 14-12-16
5/6 Lugar em 16-12-16
1/2 Final em 16-12-16
3/4 Lugar e Final em 18-12-16

O Banhadas Andebol

domingo, 4 de dezembro de 2016

Crónica de Fim-de-semana No Feminino – 09 – 2016 / 2017

Crónica exclusivamente dedicada ao Feminino, numa semana em que se realizaram alguns jogos em atraso para acerto de calendário, e alguns dos jogos que estavam pendentes relativos à 9. Jornada.

Hoje apenas referimos, que se estamos perante uma aposta no Andebol Feminino, para quando a existência das tão preciosas estatísticas, pois enquanto na FAP, se desviarem os gastos para outros fins, provavelmente com visões diferentes da nossa e da maioria dos adeptos da modalidade, o feminino bem pode continuar à espera de que elas existam.

PO09 – Campeonato Nacional da 1.ª Divisão Seniores Femininos.

1.ª Fase – Resultados
6.ª Jornada
Dia 03-12-16
Passos Manuel 22 – 22 Académico FC
7.ª Jornada
Dia 03-12-16
Alavarium 24 – 13 Juventude Mar
Dia 08-01-17
Passos Manuel - Colégio Gaia (18H00)
8.ª Jornada
Dia 03-12-16
Maiastars 24 – 30 Colégio Gaia
Dia 08-01-16
Juventude Mar - CS Madeira (16H00)
9.º Jornada
Dia 19-11-16
Juventude Lis 19 – 18 SIR 1.º Maio/CJB (J/Comentado)
Juventude Mar 15 – 36 Madeira SAD (J/Comentado)
Alavarium 20 – 17 Passos Manuel (J/Comentado)
Académico FC 20 – 33 Maiastars (J/Comentado)
Dia 01-12-16
Colégio Gaia 31 – 17 Santa Joana
Dia 07-01-17
CA Leça - CS Madeira (19H15)

Vamos falar apenas em 4 jogos, que são relativos, à 6.ª, 7.ª, 8.ª e 9.ª jornada, que tal como dissemos referem-se a jogos em atraso não só pela participação europeia das equipas portuguesas, como pelas diversas Selecções Nacionais, como ainda pela jornadas duplas que se disputam nas deslocações às Regiões Insulares, pu das equipas Insulares ao Continente. Tivemos um jogo que se disputou no dia 1, mas hoje falaremos sobre ele, lamentando que seja um encontro que deu origem á existência de relatório.

Sem grande surpresa o Colégio de Gaia, venceu o Santa Joana (Jogo com a existência de relatório), num encontro que apenas foi equilibrado nos primeiros minutos, com O Colégio de Gaia a assumir o comando do jogo e do marcador bastante cedo, e chegar ao intervalo a vencer já por uma margem confortável (14-7), nos segundos 30minutos não se alterou o ritmo de jogo, com a equipa de Gaia, a manifestar a sua nítida superioridade sobre a equipa maiata, terminando o encontro com uma mais que confortável vantagem, onde 11 jogadoras concretizaram golos, sendo Sandra Santiago com 6 golos e Patrícia Resende com 5 golos as suas principais marcadoras, enquanto Renata Pereira com 7 golos foi a melhor marcadora pelo Santa Joana. O Colégio Gaia fez praticamente jornada dupla ao defrontar no dia 3 no pavilhão Municipal da Maia a equipa do Maiastars que têm feito até ao momento e na nossa opinião uma excelente carreira nesta fase da prova, em jogo relativo á 8.ª Jornada, depois de uma primeira parte de grande equilíbrio que terminou com a equipa do Colégio Gaia a vencer pela margem mínima (12-11), mas com a equipa visitante a deslocar no marcador nos segundos 30 minutos e a vencer com um diferencial provavelmente inesperado. Com esta vitória a equipa do Colégio Gaia, mantêm-se nos lugares da frente embora com menos um jogo, aproximando-se do seu adversário de hoje. Diana Oliveira com 9 golos e Carolina Saldanha com 6 golos, foram as melhores marcadoras do Maiastars, enquanto Sandra Santiago com 7 golos e Patrícia Lima com 6 golos foram as melhores marcadoras do Colégio Gaia.

No pavilhão da Quinta Marrocos, tivemos o jogo em atraso, relativo à 6.ª Jornada, entre o Passos Manuel e o Académico FC, duas das equipas que (na nossa opinião), procuram resultados que lhes permita a manutenção, e este encontro foi a prova disso mesmo, com um bom começo a equipa do Passos Manuel, comando o encontro e o marcador, durante os primeiros 30 minutos, e apesar da excelente réplica da equipa do Académico FC, o intervalo chegou com o resultado de 13-11, favorável ao Passos Manuel. No segundo período do jogo, as Academistas com uma excelente entrada, deram a volta ao resultado ao fazerem um parcial de 5-0, e colocam-se na frente do marcador, para a equipa do Passos Manuel, ser agora a sua vez de reagir, e após várias igualdades, e várias vezes com a equipa do Lima no comando, o encontro terminou com uma igualdade a 22 golos. Joana Pereira com 7 golos, e Andreia Paulo com 5 golos, foram as melhores marcadoras do Passos Manuel, enquanto Barbara Gandra com 6 golos, Cristiana Alves e Ana Abreu com 5 golos cada foram as melhores marcadoras do Académico FC.

No pavilhão do Alavarium, disputou-se o jogo em atraso relativo à 7.ª Jornada, desta Fase da Prova, entre o Alavarium e a Juventude Mar, duas equipas com objectivos completamente diferentes, uma o Alavarium que é um dos pretendentes ao titulo nacional, e outra recém chegada à divisão, e essa diferença fez sentir durante os 60 minutos com a equipa do Alavarium a confirmar todo o seu favoritismo, ao chegar ao intervalo a vencer já por 13-5, diferença que lhe permitia, encara o segundo tempo com outra serenidade, e fazer uma completa gestão do resultado, do plantel e do jogo. E é um jogo que não nos dá muito mais para fazer comentários. Com os golos bastante repartidos, Mónica Soares com 5 golos foi a melhor marcadora do Alavarium, por sua vez Teresa Santos com 7 golos foi a melhor marcadora da Juventude Mar, de referir que nesta equipa apenas três atletas desta equipa marcaram golos. 

Classificação após estes jogos: - 1.º Madeira SAD (26 pontos), 2.º Alavarium (25 pontos), 3.º Maiastars (21 pontos), 4.º Colégio Gaia (20 pontos, - 1 jogo), 5.º SIR 1.ª Maio/CJB (17 pontos), 6.º CS Madeira (-2 jogos), e Juventude Lis (16 pontos), 8.º Santa Joana (15 pontos), 9.º Passos Manuel (14 pontos, - 1 jogos), 10.º CA Leça (-1 jogo), e Académico FC (12 pontos), 12.º Juventude Mar (10 pontos, - 1 jogos). 

O Noticias

Formação – Treinadores - III

“DA FORMAÇÃO À ELITE”
(FC BARCELONA)

Noticia a Federação, com “Pompa e Circunstância” no seu sítio, a presença dos técnicos que se encontram na foto, como estando presentes numa acção de formação durante três (3) dias, no FC Barcelona, informando que era um grupo de técnicos portugueses (15) com o EHF Pro Master Coach, e que esta formação envolvia teoria e prática.
Esta acção de formação que decorreu de 21 a 23 de Novembro de 2016, segundo a FAP informa.

Antes de mais pretendemos dizer que não somos contra a Formação, pois pensamos que qualquer formação que nos enriqueça o conhecimento, e contribua para o desenvolvimento da modalidade é sempre bem-vinda.

Agora esta acção que nunca foi divulgada, leva-nos a questionar, como se procedeu ao processo de inscrição? Como foi feita a escolha dos formandos? Que critério foi utilizado para a escolha dos formandos? É contra a falta de transparência que nos opomos frontalmente.

O Formador

sábado, 3 de dezembro de 2016

Crónica de Fim-de-semana – 27 – 2016 / 2017 – I

Regressamos às normais crónicas de fim-de-semana, desta vez para tratarmos apenas de dois dos jogos em atraso e relativos á 14.ª Jornada, que assinala a 1.ª Jornada da 2.ª volta.

PO01 – Campeonato Nacional da 1.ª Divisão Seniores Masculinos.

9.ª Jornada
Dia 22-12-16
Belenenses - ABC (19H00)
13.ª Jornada
Dia 18-01-17
Águas Santas - ABC (21H00)
14.ª Jornada
Dia 03-12-16
Belenenses 23 – 24 FC Porto
Ismai 36 – 33 Madeira SAD
Benfica 36 – 23 Arsenal
Águas Santas 25 – 30 Sporting
Boa Hora 27 – 36 ABC
AC Fafe 27 – 21 SC Horta
AA Avanca 21 – 20 São Mamede

Disputou-se a 1.ª Jornada da 2.ª volta, com jogos da 1.ª volta por disputar, que se poderá compreender como caso de exceção não publicitado como o Regulamento Geral o obriga, porque envolve uma equipa participante em provas europeias. Felizmente e desde á muito tempo temos uma jornada completa o que se saúda. De referir ainda a alteração do local da realização do jogo Ismai / Madeira SAD, por problemas existentes no pavilhão da Maia, o encontro foi disputado em S. Pedro Fins. Felizmente a jornada decorreu com apenas 1 jogo a ter relatório disciplinar (AA Avanca / São Mamede).

Na pavilhão da Luz, disputou-se o Benfica / Arsenal, um encontro que na 1.ª Volta tinha criado algumas dificuldades ao Benfica, mas desta feita foi um encontro de sentido único, com o Benfica a comandar o jogo e o marcador praticamente durante os 60 minutos, indo aumentando a sua vantagem progressivamente, de tal forma que ainda nos primeiros 50 minutos chegou aos 19 golos de vantagem aos 26 minutos de jogo (19-9), para o intervalo chegar com o resultado em 20-11. Nos segundos 30 minutos o Benfica limitou-se a uma completa gestão do resultado e do plantel, sendo assinável a desqualificação de A. Cavalcanti por acumulações de exclusões. O Resultado deu até para ser utilizado o guarda-redes júnior Gustavo Caddeville (36% de eficácia), enquanto Hugo Figueira tornou a vida difícil ao Arsenal com 47% de eficácia, de referir que o Arsenal se apresentou com apenas 11 jogadores inscritos no Boletim de Jogo, sendo dois deles guarda-redes. De referir os 9 golos de Fábio Vidrago (100% de eficácia), e os 6 golos (75% de eficácia), de João Ferreira que juntamente com Sérgio Caniço com os seus 5 golos (56% de eficácia), foram os melhores marcadores da equipa bracarense.

No pavilhão Acácio Rosa disputou-se o Belenenses / FC Porto, que surpreendentemente oi um dos jogos mais equilibrados da jornada, com a equipa do Belenenses a criara fortes dificuldades no jogo, chegando a comandar o marcador por diversas vezes, não parecendo a mesma equipa que foi derrotada na 1.ª volta por um diferencial de 17 golos, e Alfredo Quintana na baliza do FC Porto foi uma das grandes figuras do jogo com 43%de eficácia, contra os 33% de João Moniz ou os 31% de Miguel Espinha, com a maior diferença de golos registada a favor de uma equipa a pertencer á equipa do Belenenses 4 golos aos 6 minutos quando surpreendentemente vencia por 5-1, o que diz da forma como entrou no jogo, no entanto ao intervalo o FC Porto, pela diferença mínima (16-15), no segundo tempo o FC Porto chegou a ter três golos de vantagem por exemplo aos 51 minutos (22-19), para a equipa do Restelo recuperar mais uma vez até à diferença mínima. Na equipa do Belenenses de destacar Gonçalo Ribeiro com 9 golos (50% de eficácia), e Carlos Siqueira com 5 golos (71% de eficácia), foram os seus melhores marcadores, no FC Porto com os golos mais distribuídos Yoel Morales com 6 golos (75% de eficácia) foi o seu melhor marcador. Com esta difícil vitória a equipa do FC Porto mantem a invencibilidade nesta fase da prova.

Em S. Pedro Fins, pavilhão que foi utilizado á última da hora para a realização do Ismai / Madeira SAD, que foi um jogo de sentido único, com a equipa do Ismai a comandar o marcador durante praticamente os 60 minutos, retificando o resultado da 1.ª volta. A equipa do Madeira SAD, entrou mal no jogo e aos 5 minutos de jogo já perdia por 6-1, situação de que nunca mais se refez, e apenas conseguiu atenuar, chegando ao intervalo a perder por 19-6, depois de ter estado a perder por um diferencial de 7 golos, aos 16 minutos (14-7), no segundo tempo equilibrou o jogo mas nunca conseguiu diminuir a diferença que foi sempre bem controlada pela equipa do Ismai. De destacar na equipa maiata, que teve 11 jogadores a marcarem golos, sendo Yoan Blanco com 7 golos, e Angel Zulueta com 6 golos os seus melhores marcadores, uma justa referencia ainda a Manuel Borges na baliza do Ismai, que esteve e bem acima dos seus colegas no Madeira SAD com 31% de eficácia. No Madeira SAD, Fábio Magalhães (58% de eficácia) e Bruno Moreira (70% de eficácia) ambos 7 golos foram os seus melhores marcadores.

Um dos jogos mais importantes da jornada (na nossa opinião), disputou-se em Águas Santas, e foi o Águas Santas / Sporting, que terminou com a vitória da equipa do Sporting, que assim conformou o resultado da 1.ª volta, e foi um encontro totalmente controlado quer em termos de jogo quer em termos de marcador pela equipa do Sporting, que comandou o marcador durante os 60 minutos, chegando ainda no primeiro tempo a ter uma vantagem de 7 golos (12-5), quando estavam decorridos cerca de 23 minutos de jogo, no entanto uma boa reacção dos maiatos acompanhados por um “relaxamento” da equipa do Sporting, permitiu que o intervalo apenas registasse um diferencial de 3 golos a favor do Sporting (14-11). No segundo tempo os maiatos procuram equilibrar o resultado chegando ao diferencial mínimo aos 48 minutos (22-21), para ao pressentir o perigo o Sporting voltou a acelerar e começou a aumentar novamente a diferença até os valores finais, tendo neste período Janko Bozovic (5 golos, 50% de eficácia) contribuição decisiva, juntamente com Carlos Ruesga (3 golos, 75% de eficácia), o jovem João Pinto com 8 golos (62% de eficácia) e 4 assistências foi um dos principais jogadores do Sporting, juntamente com Pedro Solha e os seus 7 golos (70% de eficácia), a que se junta Cudic (32% de eficácia). No Águas Santas, uma referência especial para o guarda-redes António Campos com 35% de eficácia, e como de costume Pedro Cruz com 9 golos (60% de eficácia), e Mário Oliveira com 6 golos (75% de eficácia), foram os seus melhores marcadores.

No Pavilhão Fernando Tavares, tivemos mais uma confirmação do resultado ocorrido na 1.ª volta, e com o resultado mais desnivelado da jornada, o Boa Hora / ABC, com o ABC a viajar directamente da Roménia para Lisboa para efectuar este encontro, e a utilizar os mesmos 13 jogadores, e a vencer claramente o neo divisionário do Boa Hora num jogo que é um espelho puro das diferenças existentes no campeonato, e que prova a ineficácia do aumento do número de clubes. O ABC chegou ao intervalo já a vencer por 18-12, continuando a acentuar-se a diferença no segundo período de jogo. Nuno Santos no Boa Hora foi o seu melhor marcador com 8 golos, enquanto no ABC, Nuno Grilo com 8 golos, e um trio (Pedro Seabra Marques, Diogo Branquinho, e André Gomes) todos com 5 golos cada foram os melhores marcadores do ABC.

No Municipal de Fafe disputou-se o AC Fafe / SC Horta, foi um mais um jogo onde o resultado foi rectificado, em relação ao verificado ma 1.ª volta desta fase da prova. Foi um encontro completamente repartido com o SC Horta a comandar o jogo e o marcador durante a maior parte dos primeiros 30 minutos, chegando a ter 4 golos de vantagem aos 24 minutos de jogo (11-7), para depois permitir uma excelente reação dos homens da equipa da casa que chegaram ao intervalo já com o marcador numa igualdade a 12 golos. Segundo tempo completamente diferente do primeiro, com a equipa do AC Fafe a dominar o jogo, chegando por diversas vezes a ter 6 golos de vantagem, dominando por completo o encontro. Miguel Marinho na baliza com 50% de eficácia, foi um dos baluartes da equipa de Fafe, onde os seus melhores marcadores foram Belmiro Alves com 9 golos (64% de eficácia), e Vasco Santos com 8 golos (100% de eficácia). No SC Horta com 7 golos (78% de eficácia), e Noelvis Reve com 5 golos (56% de eficácia), foram os seus melhores marcadores.

Em Avanca, realizou-se um dos jogos equilibrados da jornada o AA Avanca / São Mamede (jogo com ocorrências disciplinares registadas), que foi um encontro de grande equilíbrio durante os 60 minutos, com o São Mamede surpreendentemente para muita gente a comandar o jogo e o marcador praticamente durante os primeiros 30 minutos, com a equipa de São Mamede a tentar retificar o resultado da 1.ª Volta e a tentar obter a sua primeira vitória, estando na frente do marcador pela diferença mínima aos 27 minutos (11-10), para ao intervalo o resultado se situar numa igualdade a 11 golos. No segundo tempo a AA Avanca, apesar do grande equilíbrio no marcador, comandou mais vezes o marcador, mas o São Mamede nunca baixou os braços, e iguala a 20 golos nos últimos momentos do encontro, no entanto ainda se registou tempo suficiente para duas exclusões e sofrer o golo que deu a vitória a AA Avanca, Luis Silva na baliza do Avanca, com 48% de eficácia foi um dos homens do jogo, com Rui Ferreira na baliza do São Mamede a ter somente 27% de eficácia. Na AA Avanca Miguel Batista com 7 golos (64% de eficácia), e Jenilson Monteiro com 5 golos (63% de eficácia), foram os seus melhores marcadores. No São Mamede com 6 golos (60% de eficácia) Ricardo Ávila foi o seu melhor marcador acompanha pelo duo Filipe Lopes e Diogo Rodrigues com 5 golos cada foram os seus melhores marcadores, uma referência para a não presença de João Baltazar na equipa do São Mamede.

A Classificação ficou assim ordenada: - 1.º FC Porto (42 pontos), 2.º Sporting (40 Pontos), 3.º Benfica (38 pontos), 4.º ABC (-2 jogo), e Madeira SAD (30 pontos), 6.º AA Avanca (29 pontos), 7.º Boa Hora (27 pontos.+ 1 jogo), 8.º Águas Santas (25 pontos, -1 jogo), 9.º Ismai, e AC Fafe (24 pontos), 11.º Arsenal, e SC Horta (21 pontos), 13.º Belenenses (20 pontos, - 1 jogo), 14.º São Mamede (17 pontos, +1 jogo). 

O Banhadas Andebol