PO01 - Inicio dos Play OFF
Calendário e Resultados na Barra Direita

quinta-feira, 5 de março de 2015

PO20 - Taça de Portugal Seniores Masculinos 2014 / 2015 – XI - Final Four - Sorteio

Conforme noticiado em tempo a Final Four da Taça de Portugal (1/2 Finais e Final), será disputada na Cidade de Loulé (CIDADE EUROPEIA DO DESPORTO 2015) em Simultâneo com a Taça Feminina, nos dias 28 e 29-03-15, no pavilhão Municipal de Loulé. 
 
Em paralelo com a Final Four, realizar-se-ão mais duas atividades, ligadas diretamente á modalidade. 
  • Encontro de Minis
  • IX Clinic destinado a Técnicos
O Sorteio realizou-se hoje no Salão Nobre da Câmara Municipal de Loulé, e foi transmitido pela Andebol TV, com a presença dos Presidentes da Câmara e da Federação. Sublinha-se as palavras proferidas no evento pelo Presidente da Federação (que espera que estas atividades contribuam para um real desenvolvimento e uma maior implantação da modalidade na Região)
 
Recordamos apenas as equipas que estarão presentes na Final Four: Benfica, Sporting, ABC e FC Porto, com o Sporting a ser o detentor do troféu. 
 
Calendário
 
1/2 Final
Dia 28-03-15
ABC – Sporting
Benfica – FC Porto 
 
O único comentário, que fazemos, é que se espera, sejam bons jogos, com uma 1/2 Final (ABC / Sporting), que é um jogo onde se encontram os finalistas da época passada. 
 
Final
Dia 29-03-15 Bola TV

Nota – Os horários serão definidos posteriormente.

O Noticias

PO23 - Taça de Portugal Seniores Femininos – 2014 / 2015 – XI - Sorteio

Realizou-se hoje (05-03-14), o sorteio das 1/2 Final da Taça de Portugal Seniores Femininos, que será disputada na Cidade de Loulé (CIDADE EUROPEIA DO DESPORTO 2015), em Simultâneo com a Taça Masculina, nos dias 28 e 29-03-15, no Pavilhão Municipal de Loulé. A prova será disputada em final four
 
O Sorteio realizou-se no Salão Nobre da Câmara Municipal de Loulé, e foi transmitido pela Andebol TV, com a presença dos Presidentes da Câmara e da Federação. Tendo o Presidente da Federação referido que espera que estas atividades contribuam para um real desenvolvimento e uma maior implantação da modalidade na Região
 
Recordamos que ainda apenas está definida uma das equipas que estarão presentes na Final Four (Maiastars): As restantes equipas sairão dos jogos João Barros / Madeira SAD, Passos Manuel / Santa Joana e JAC-Alcanena / Alavarium, a serem disputados somente nos dias 14 e 15-03-15. O Madeira SAD é o atual detentor e o grande “colecionador” do troféu. 
 
Calendário
 
1/2 Final
Dia 28-03-15
João Barros / Madeira SAD – Maiastars Andebol TV
JAC-Alcanena / Alavarium - Passos Manuel / Santa Joana Andebol TV
 
O sorteio pode proporcionar, na nossa opinião uma final inédita. 
 
Nota Os horários definitivos, serão indicados á posterior, e com a maior brevidade possível. 
 
Final
Dia 29-03-15 Bola TV
 
O Noticias

quarta-feira, 4 de março de 2015

PO20 - Taça de Portugal Seniores Masculinos – 2014 / 2015 – X – 1/4 Final

Disputaram-se os encontros relativos aos 1/4 Final da Taça de Portugal Seniores Masculinos.
 
Resultados dos jogos dos 1/4 Final 
 
ABC 33 – 30 Águas Santas
GC Santo Tirso 26 – 36 Benfica
Sporting 36 – 18 São Mamede
Dia 04-03-15
FC Porto 36 – 28 Ismai

Atualização – 04-03-15

FC Porto 36 – 28 Ismai

Jogo sem surpresas como era previsto que terminou com a vitória do FC Porto, que deste modo estará na final four, apesar da excelente réplica dada pela jovem equipa do Ismai em determinados momentos do encontro, diga-se a bem da verdade que o FC Porto que se apresentou hoje, foi uma equipa em completa gestão de esforço, e com quase todos os jogadores de campo a mercarem golos, com uma única exceção que foi precisamente Gilberto Duarte. De salientar e saudar o regresso á competição do guarda-redes Hugo Laurentino, após longa lesão, e face às lesões que se verificam nos principais guarda-redes da equipa Maiata, a mesma ser defendida pelo jovem David Sousa, ainda á pouco tempo defendia as redes do FC Porto. A equipa portista que comando o jogo e o marcador praticamente durantes os 60 minutos de jogo, apresentou-se no seu habitual sistema defensivo de 6x0, enquanto o Ismai, apresentava uma defesa mais agressiva, e que criava alguns problemas ao ataque do FC Porto, que rapidamente se adaptou á mesma e através de entradas velozes e de preparadas na zona dos 6 metros, foi criando vantagem no marcador que chegou aos 7 golos, ao intervalo (15-8). No segundo período de jogo verificou-se a entrada para a baliza do FC Porto de Hugo Laurentino, e assistiu-se a uma excelente recuperação da equipa da Maia, que cerca dos 47 minutos de jogo apenas perdia por um diferencial de 2 golos (24-22), e com oportunidades falhadas para se situar na diferença mínima, neste momento “soou” o alarme nas hostes portistas e rapidamente foi estabelecida a hierarquia no jogo e o FC Porto, voltava a adiantar-se no marcador e fazer variar as suas vantagens entre os 5 e os 6 golos com que o encontro terminou. De referir ainda a lesão sofrida por Elias António, ainda no decorrer do primeiro tempo e que fragilizou e bem o ataque maiato. Muito bem aproveitadas as diversas falhas defensivas do FC Porto, pelos homens dos 6 metros do Ismai, e especial Ruben Sousa com 7 golos, sendo muito bem acompanhado por Sérgio Martins (6 golos), Miguel Sarmento (5 golos) e por Sérgio Caniço (3 golos), mas um grande jogo. No FC Porto, uma referência que começa a ser normal para a forma de Alfredo Quintana, e para a rapidez de execução e Yoel Morales com 6 golos. Jogo Dirigido pela dupla aveirense composta por Nuno Marques e João Correia, que num encontro grau de dificuldade zero na prática, produziu tarefa bastante fraca em quase todos os parâmetros de jogo, com caricato de cerca dos 17 minutos de jogo, apitar cada um para o seu lado.

Tal como se previa, dificilmente se iria ter o espirito de Taça. E o único encontro onde se verificou um grande jogo e equilíbrio no marcador e onde se poderia ter verificado Taça, foi conforme se tinha previsto na altura do sorteio em Braga no ABC / Águas Santas (que esta época já se tinham defrontado por duas vezes para a PO01, com 1 empate e uma vitória dos bracarenses). O jogo em braga foi de emoções equilíbrio e constante mudanças no marcador, o ABC começou por comandar o jogo e o marcador, no entanto a equipa maiata nunca se deixou intimidar e fazendo em excelente jogo, recuperou e passou para a frente do marcador, atingindo o intervalo no comando do marcador por 18-14, fazendo “aguçar” o apetite para o segundo tempo, neste momento “pairava” nos maiatos, que se registasse o espírito de taça. Mas o ABC, com igualmente um reinicio bastante eficaz, recupera e igual a partida, para assumir o comando do marcador como por exemplo 24-22, quando estavam decorridos sensivelmente 45 minutos, depois o equilíbrio foi a dominante sucedendo-se as igualdades no marcador, para cerca dos 57 minutos se registar nova igualdade a 29 golos. Neste período o ABC em inferioridade numérica, concretiza 2 golos e coloca o marcador em 31-29, com Mário Oliveira, a permitir excelentes intervenções de Humberto Gomes, que nestes minutos finais manteve a sua equipa no comando do jogo e do marcador. Jorge Sousa ainda reduz para 31-30, mas a 3.ª exclusão de Belmiro Alves (7 metros defendido por Telmo Ferreira), permitiram posteriormente ao ABC chegar ao resultado final, para terminar apenas o caricato de Pedro Seabra a 20 segundos do fim e com 2 golos de vantagem fazer falta passível de exclusão conforme veio a suceder. No ABC, com uma equipa muito homogénea, e com 9 jogadores a concretizarem ocasiões de golos, uma palavra para Humberto Gomes que foi decisivo, e para Nuno Rebelo (4 golos), mas todos decisivos, sendo no entanto os seus melhores marcadores Pedro Seabra Marques e Nuno Grilo com 5 golos. No Águas Santas Pedro Peneda com 6 golos, acaba por ser o melhor marcador da equipa e do jogo, com Jorge Sousa, Pedro Cruz, Juan Couto e Hugo Rosário a marcarem 5 golos cada. Também com se esperava o Benfica não sentiu qualquer dificuldade para levar de vencida o GC Santo Tirso, mesmo na condição de visitante, chegando ao fim dos primeiros 30 minutos já a vencer por 18-12. No Benfica, António Areia com 8 golos foi o melhor marcador da equipa e jogo, confirmando o bom momento de forma que atravessa, com o inevitável José Costa logo a seguir com 5 golos. Nos tirsenses, Pedro Machado, Mário Lourenço, e Mário Rego com 5 golos foram os melhores marcadores da equipa. O detentor do troféu, o Sporting, venceu com facilidade o São Mamede. 
 
Sporting 36 – 18 São Mamede
 
O Sporting recebeu no pavilhão do Ginásio do Sul, quase vazio, a única ainda em prova das divisões inferiores o São Mamede, e venceu sem nenhuma dificuldade, comandando o jogo e o marcador durante os 60 minutos. Num jogo onde a equipa lisboeta que se apresentou com “4 pivots”, e utilizou-os todos, estreando-se já o novo reforço João Antunes. Não sentiu qualquer dificuldade e cerca dos 8 minutos já vencia por 5-1, aumentando progressivamente a sai vantagem através de excelentes contra-ataques, uns proporcionados por uma prestação defensiva, onde se inclui Ricardo Candeias, outros por falhas técnicas provocadas pela equipa de São Mamede, que fazia prolongar os seus ataques, até o seu atleta Gustavo Almeida, o seu 1.ª linha mais possante ter oportunidade para rematar. O Sporting, num jogo que deu para tudo, apenas não utilizou Ricardo Correia, teve em desta vez em Fábio Magalhães um atleta que por veze parece que “acorda”, e esteve excelente na visão de jogo e nas assistências. No São Mamede além do 1.ª linha já referido, mais dois atletas, estiveram num patamar superior (na nossa opinião), João Baltazar, possuidor de excelente técnica e que acaba por ser o melhor marcador da equipa, e ainda Vasco Nogueira, que também fez uma razoável exibição na nossa opinião. O Sporting que no segundo tempo fez alinhar na baliza Luís Oliveira que também esteve muito bem, chegou a ter uma vantagem de 19 golos (33-14) cerca dos 54 minutos de jogo. Teve um Sérgio Barros (6 golos) rapidíssimo que juntamente com Pedro Portela (6 golos), foram os melhores marcadores da equipa. O jogo foi dirigido pela dupla algravia constituída por Gonçalo Santos e Luís Cardoso, que num fácil, também não complicaram, e produziram uma atuação bastante criteriosa e positiva. 
 
Equipas apuradas para os 1/4 Final 
 
1.ª Divisão (4) – FC Porto / Ismai, Sporting, Benfica, e ABC. 
 
Final Four
 
A Federação informou e publicou no seu sitio de que a final FOUR será disputa em Loulé, nas datas previstas (28 e 29 de março de 2015), e será em simultâneo com a Final Four da prova feminina. 
 
O sorteio das 1/2 Finais, será no dia 04-03-15, no salão nobre da Câmara Municipal de Loulé
 
O Noticias

PO23 - Taça de Portugal Seniores Femininos – 2014 / 2015 – XI – 1/4 Final – Em Atualização

Disputou-se em 01-02-15 um dos jogos relativos aos 1/4 Final da Taça de Portugal Seniores Femininos, que tiveram a maioria dos seus jogos adiados, face á presença de Portugal num torneio em Angola, conforme foi amplamente noticiados. 
 
Calendário e Resultados dos 1/4 Final
 
Dia 01-03-15
Juventude Mar 18 – 28 Maiastars
Dia 14-03-15
João Barros – Madeira SAD (17H00)
JAC-Alcanena – Alavarium (17H00) Andebol TV
Dia 15-03-15
Passos Manuel – Santa Joana (18H00)
 
Apenas um jogo dos 1/4 Final se realizou, e com a vitória da equipa favorita, num duelo entre equipas da AA Braga. Jogo onde a superioridade das maiatas nunca esteve em dúvida, apesar da boa réplica dada pela equipa de Esposende. Jogo sem surpresas, com o Maiastars ao intervalo já a vencer por 14-9. Jogo onde não verificou qualquer surpresa. Conforme já se tinha previsto na altura do sorteio. 
 
Apuradas para os 1/2 Final
 
2.ª Divisão (1) – Santa Joana?
1.ª Divisão (6) – Madeira SAD?, Alavarium?, João Barros?, JAC-Alcanena?, Maiastars, e Passos Manuel?.
 
Esta informação é apenas um indicativo que irá sendo atualizado, conforme os jogos se forem disputando. 
 
Os jogos das 1/2 Final e Final (Final Four), estão marcados para o Pavilhão de Loulé, nos dias 28 e 29-03-15, e com o sorteio marcado para o dia 05-03-15, com transmissão na Andebol TV.
 
O Noticias

Nomeações – EHF – 2014 / 2015 – XXII

A EHF procedeu mais uma vez a nomeações diversas provas Europeias. Portugal foi comtemplado com uma única nomeação de duplas, para um dos grupos do Campeonato da Europa Sub-17 Feminino.
 
Árbitros
 
Marta Sá / Vânia Sá – Foram nomeadas para dirigir jogos do Grupo 4 da Qualificação para o Euro Sub-17 Feminino, que se disputa na Hungria de 20 a 22-03-15, e onde participam (Hungria, Alemanha, Grécia e Ucrânia), estando já nomeadas para o Grécia / Ucrânia em 20-03-15.
Às nomeadas em representação Nacional, os nossos parabéns e o desejo de que tudo lhe corra pelo melhor.
 
O Regras

terça-feira, 3 de março de 2015

Crónica de Fim-de-semana – 17 – 2014 / 2015 – IV

Crónica de fim-de-semana dedicadas à PO04, com a disputou a 17.º Jornada que corresponde á 8.ª jornada da 2.ª volta da 1.ª Fase da Prova.
 
São diretamente aprovados para a Fase Final os 3 primeiros classificados em cada zona da 1.ª Fase.  
 
PO04 – Campeonato Nacional da 1.ª Divisão Juniores Masculinos. 
 
Zona Norte
17.ª Jornada
ABC 27 - 25 FC Gaia
FC Infesta 35 - 40 AA Avanca
Alavarium 20 - 35 GC Santo Tirso
Ismai 24 - 27 Xico Andebol
Águas Santas 20 - 24 FC Porto 
 
Apurados para a Fase Final – ABC, Águas Santas e FC Gaia.
Nota – A próxima jornada que é a última desta fase, será toda jogada às 12H00.
 
Foi uma jornada disputada com os apuramentos definidos, e que teve como consequência (na nossa opinião), uma quebra competitiva dessas equipas, com um total abrandamento e desconcentração, nos jogos, em que participavam. Num dos jogos que se previam mais interessantes da jornada, pois defrontavam-se duas equipas já apuradas para a Fase Final, o ABC / FC Gaia (único jogo com ocorrências disciplinares), verificou-se um aparente equilíbrio no marcador, em especial nos primeiros 30 minutos, que chegaram ao fim, já com os academistas na frente do marcador por 13-10. No segundo tempo, voltou-se a ter um jogo de grande equilíbrio e incerteza no marcador mar o vencedor estava encontrado. Com esta vitória o ABC, confirmou o resultado verificado na 1.ª volta, e manteve o comando da zona, que não perderá seja qual for o resultado que se verifique na última jornada desta fase. Filipe Caniço com 7 golos, Rui Rolo e André Gomes com 6 golos foram os marcadores de serviço do ABC, enquanto no FC Gaia, Luís Carvalho com 6 golos foi o seu melhor marcador. Na Maia, mais precisamente em Águas Santas, outra das equipas apuradas, jogava na condição de visitada com o FC Porto, e perdeu, num encontro onde chegou ao intervalo a vencer por 11-9, mas estamos em crer que o excesso de confiança, levou os maiatos a baixarem a “guarda”, permitindo uma excelente reação da equipa portista que terminou como um justo vencedor. Este foi um dos dois jogos onde foi retificado o resultado ocorrido durante a 1.ª volta (uma igualdade a 22 golos). A confirmação das nossas palavras está no facto de o melhor marcador dos maiatos, apenas ter obtido 5 golos e foi Miguel Correia, no FC Porto que atuou como equipa 11 jogadores marcaram golos, com Tomás Barbosa a ser o seu melhor marcador com 6 golos. No outro encontro da jornada onde foi retificado o resultado verificado na 1.ª volta, também foi disputado na Maia, onde o Ismai recebeu o Xico Andebol e foi surpreendido pelos vimaranenses. Jogo disputado com grande equilíbrio, conforme o demonstra o resultado que se verificava ao intervalo (uma igualdade a 11 golos). O segundo tempo foi quase uma cópia do primeiro, mas com o Xico Andebol a assumir o comando do jogo a partir de determinado momento, para terminar com uma “saborosa” vitória. Estes pontos agora conquistados, poderão fazer a diferença na 2.ª Fase da Prova, onde serão definidas em especial as descidas de divisão. Mário Silva e Francisco Leitão com 7 golos foram os melhores marcadores do, com João Macedo do Xico Andebol com os seus 10 golos a ser o melhor marcador da equipa e do jogo, sendo bem acompanhado por Raul Roque com 7 golos. Nos restantes jogos verificaram-se totais confirmações dos resultados verificados durante a 1.ª volta, em especial no jogo que colocava frente a frente o FC Infesta / AA Avanca, que terminou com nova vitória da equipa da Região de Aveiro, continuando o FC Infesta no último lugar da classificação. O resultado que se verificava no final dos 30 minutos iniciais (25-22 a favor da AA Avanca), era um precioso indicador da eficácia ofensiva sobre as defesas de ambas as equipas. No FC Infesta Fábio Rodrigues com 11 golos e Tiago Pereira com 7 golos, foram os seus marcadores de serviço, enquanto pelo lado da AA Avanca, Diogo Oliveira com 16 golos (surpreendente na nossa opinião) e Miguel Batista com 9 golos foram os seus melhores marcadores. Tal como se disse para o Xico Andebol, também a conquista destes pontos, poderão fazer a diferença na 2.ª Fase da Prova, onde serão definidas em especial as descidas de divisão. Por último abordamos o encontro onde se verificou o maior diferencial entre as equipas, com GC Santo Tirso a vencer claramente na sua deslocação ao recinto do Alavarium (um dos últimos classificados, da zona). Vencendo sem qualquer dificuldade, e com um resultado que ao intervalo se cifrava em 19-9 a seu favor, sendo um perfeito indicador do que se iria passar no segundo tempo, com os tirsenses a fazerem uma gestão do plantel, onde 11 jogadores marcaram golos, sendo João Cardoso com 6 golos o seu melhor marcador. Pedro Freitas do Alavarium com o mesmo número de golos foi o melhor marcador da sua equipa. 
 
A classificação ficou assim ordenada: 1.º ABC (47 pontos), 2.º Águas Santas (44 pontos), 3.º FC Gaia (40 pontos), 4.º FC Porto (38 pontos), 5.º Ismai (35 pontos), 6.º GC Santo Tirso (31 pontos), 7.º AA Avanca e Xico Andebol (30 pontos), 9.º Alavarium (23 pontos), 10.º FC Infesta (22 pontos).
 
Zona Sul
17.ª Jornada
Sporting 32 - 30 IFC Torrense
Juventude Lis 33 - 24 ADC Benavente
São Bernardo 24 - 24 Benfica
Alto Moinho 21 - 19 Belenenses
Boa Hora 28 - 27 Passos Manuel
 
Apurados para a Fase Final – Benfica, São Bernardo e Sporting.
Nota – A próxima jornada que é a última desta fase, será toda jogada às 18H00.
 
Conforme foi dito para a zona norte, também nesta zona ficamos com a sensação de equipas houve que entraram em completa descompressão, o que, na nossa opinião não nada favorável á própria competição, embora nalgumas situações, possa ser considerado pelos intervenientes como perfeitamente admissível. Nesta zona verificaram-se ainda algumas curiosidades de relevo, sendo a maior delas a primeira vitória do Boa Hora, e ainda o facto de em apenas um encontro não ter sido retificado o resultado ocorrido na 1.ª volta. E por fim o facto de a jornada se ter disputada sem uma única ocorrência disciplinar. No pavilhão do Boa Hora, que recebeu a equipa do Passos Manuel, a equipa visitada, obteve a sua primeira vitória na prova, (já se tinha verificado um aumento competitivo da equipa, em jornadas antecedentes) num jogo de grande equilíbrio, e onde os liceais terminaram na posição de vencedores no final dos 30 minutos iniciais, por 14-12. Mas um segundo período de determinação e alguma garra por parte da equipa do Boa Hora, levos a que esta vencesse o encontro, embora pela diferença mínima, mas, desta forma retificaram a derrota sofrida na 1.ª volta, também pela diferença mínima. No Boa Hora Tiago Prata com 9 golos foi o melhor marcador da equipa e do jogo, com Miguel Marques a marcar 7 golos e Alexandre Ribeiro 6. No Passos Manuel, mais uma vez Alexandre Rua com 7 golos foi o seu melhor marcador. No único jogo da jornada, onde se confirmou o resultado da 1.ª volta, o Sporting voltou a vencer o IFC Torrense, mas sentido grande dificuldade, com a equipa da Torre da Marinha a dar excelente réplica á equipa do Sporting, que segundo o que nos foi dado a entender, jogou pouco como “equipa”. Ao intervalo a equipa do Sporting vencia por 3 de diferença (16-13), para terminar com apenas 2 de vantagem o que é demonstrativo das dificuldades sentidas. Na equipa do Sporting, mais uma vez Francisco Tavares com 8 golos foi o seu melhor marcador, bem acompanhado por André Silvano com 7 e Ricardo Pereira com 6. NO IFC Torrense que constituiu uma equipa onde 10 jogadores marcaram golos, sobressaiu o “suspeito” do costume Miguel Carlos com 7 golos e André Lima com 6 golos. O principal encontro da jornada, disputava-se em São Bernardo, colocando frente a frente os dois primeiros classificados na zona, embora o encontro, já nada decidisse em termos de apuramento, era um encontro que poderia definir a 1.º lugar da zona, caso a equipa local vencesse por margem superior a 3 golos. Foi um encontro e perfeito equilíbrio, com o intervalo a chegar com a equipa do Benfica na frente do marcador por 11-10, o que era significativo quanto ao equilíbrio que se verificava e que continuou durante todo o segundo tempo, tendo o encontro terminado numa igualdade, e ambas as equipas mantendo os lugares que já ocupavam na classificação da zona. No São Bernardo, Leandro Rodrigues com 7 golos e João Mieiro com 6 golos foram os seus melhores marcadores, enquanto no Benfica, mais uma vez Augusto Aranda com 7 golos foi o seu melhor marcador. No Alto Moinho, disputou-se o encontro onde a equipa visitada, recebia (na nossa opinião) a equipa deceção da época o Belenenses. Foi um encontro equilibrado, mas que terminou com a vitória da equipa do Alto Moinho, apesar da igualdade que se registava ao intervalo a 9 golos, sendo mais um jogo onde se verificou alteração no resultado em relação á 1.ª volta. João Silva do Alto Moinho com 9 golos foi o melhor marcador da equipa e do jogo, enquanto no Belenenses Rubem Gomes com 7 golos foi o melhor marcador da equipa. Com esta derrota, a equipa de Belém poderá, entrar numa zona de perigo durante a disputa da 2.ª fase. Por último no jogo com o resultado mais dilatado da jornada, a Juventude Lis venceu um ADC Benavente longe do que prometia, e desta forma também a retificar o resultado da 1.ª volta, que tinha perdido em Benavente (38-29). Desta feita os leirienses, construíram praticamente o resultado no primeiro tempo ao chegarem ao intervalo na frente do marcador por 17-0. No segundo período abrandaram o ritmo e registou-se um maior equilíbrio, mas com a Juventude Lis a conquistar pontos que a poderão por a salvo de qualquer imponderabilidade na 2.ª Fase da prova. Os marcadores do costume na equipa de Leiria Filipe Meneses e Bruno Amaral com 7 golos foram novamente os seus melhores marcadores. No ADC Benavente, mais uma vez João Sousa com 11 golos foi o melhor marcador da equipa e do jogo. 
 
 A classificação ficou assim ordenada:1.º Benfica (48 pontos), 2.º São Bernardo (46 pontos), 3.º Sporting (44 pontos), 4.º Alto Moinho (35 pontos), 5.º Juventude Lis (34 pontos), 6.º Benavente (33 pontos), 7.º Belenenses (30 pontos), 8.º Passos Manuel (26 pontos), 9.º IFC Torrense (25 pontos), 10.º Boa-Hora (19 pontos).
 
O Noticias

Sorteios – Época 2014 / 2015 - V

A Federação anunciou através do seu Comunicado Oficial n.º 69 da época 2014 / 2015 em 02-03-15, as datas da realização dos sorteios, da 2.ª Fase de uma prova fixa, em Masculinos, os sorteios são realizadas na FAP. 
 
PO.04 – Campeonato Nacional Juniores Masculinos 1ª Divisão – Grupo “A” – Fase Final Sorteio dia 09-03-2015 pelas 17.00 horas
 
PO.04 – Campeonato Nacional Juniores Masculinos 1ª Divisão – Grupo “B” – Fase Apuramento
Sorteio dia 09-03-2015 pelas 17.15 horas 
 
Aguardamos com alguma curiosidade a realização destes sorteios, em especial do Grupo “A”.
 
O Noticias

Informação – Torneio – Costa D’Oiro - 2015

XIV TORNEIO COSTA D’OIRO - LAGOS
Venha conhecer e divertir-se na nossa maravilhosa cidade de LAGOS onde o Sol e a Praia vos poderão oferecer deliciosos momentos de descanso e em simultâneo com o prazer de jogar o ANDEBOL.
 
Contamos convosco!
Ao dispor para qualquer esclarecimento.
(Fonte Costa D’Oiro)
 
O Noticias

segunda-feira, 2 de março de 2015

PO03 – Crónica de Fim-de-semana – 01 – 2014 / 2015

Breve crónica da PO03, referente á 2.ª Fase desta prova nacional não fixa, sendo nesta fase disputada em duas zonas com 8 (oito) equipas cada. Após a disputa de uma 1.ª Fase Regional / Inter-regional, que foi realizada sob a responsabilidade das Associações indicadas em Comunicado Oficial. No entanto parece-nos que esta prova, não começou da melhor maneira com boletins de jogo incompletos, e alguns resultados inexistentes sem qualquer explicação 24 horas depois de realizados? 
 
PO03 – Campeonato nacional da 3.ª Divisão Seniores Masculinos 
 
Esta prova sofreu uma forte alteração regulamentar que comunicada através do Comunicado Oficial n.º 68 de 25-02-15, para a qual chamamos a atenção. 
 
2.ª Fase

Zona 2 – 1.ª- Jornada
Oriental Lisboa 23 – 22 CD Mafra
Juventude Lis 24 – 18 Batalha
1.º Dezembro 29 – 27 Zona Azul
NA Redondo 33 – 31 CF Sassoeiros
 
Nesta Zona onde existem quatro repetentes da época anterior (Oriental Lisboa, Zona Azul, CF Sassoeiros e Juventude Lis embora esta na altura disputa-se a prova noutra zona), e onde em princípio não existem favoritos naturais, pois segundo nos é dado a entender, apenas uma equipa, poderá em princípio ser a mais acessível da zona (Batalha AC, é apenas uma opinião). Começamos por referir o grande equilíbrio verificado na maioria dos jogos, o que poderá ser um precioso indicador da forma como a Zona será disputada. Infelizmente um dos jogos teve ocorrências disciplinares registadas (1.º Dezembro / Zona Azul), onde a experiente Zona Azul perdeu por um diferencial que aparentemente nos mostra equilíbrio durante o encontro, é uma pena, que este seja um dos jogos sem boletim de jogo, devidamente elaborado. O Oriental Lisboa, venceu pela diferença mínima, o CD Mafra, duas equipas orientadas por dois nomes sonantes do nosso andebol, Álvaro Valverde pelo Oriental Lisboa e Carlos Galambas pelo CD Mafra. Estas equipas durante a 1.ª fase já se tinham defrontado em jogos sempre de grande equilíbrio, embora com vantagem para o Oriental Lisboa (1 vitória e 1 empate). O Sassoeiros, também treinado por um dos nomes da modalidade (Carlos Garcia) na sua deslocação ao Redondo, foi derrotado num jogo de aparente equilíbrio. Confirmando-se a tendência verificada nesta 1.ª jornada de vitórias das equipas que atuaram como visitadas. Ao fim desta jornada ainda não é justificativo publicar uma classificação da zona.
 
Zona 1 – 1.ª Jornada
Estarreja AC 20 - 17 ACD Monte
Modicus 34 - 26 Albicastrense
SC Espinho 37 - 19 CA Leça
Gondomar Cultural 24 - 22 FC Infesta 
 
Zona onde tal como na anterior existem quatro repetentes e todas na mesma zona (Estarreja AC, Albicastrense, Gondomar Cultural e ACD Monte). Esta 1.ª jornada encerra de per si uma curiosidade, que foi a vitória de todas as equipas que jogaram na condição de visitadas. E com alguns resultados que na nossa opinião podem começar a ser indicativos de alguma superioridade das equipas, como seja a excelente vitória do Modicus sobre a sempre aguerrida equipa do Albicastrense, e a surpreendente vitória do SC Espinho, sobre o CA Leça, por diferencial não esperado. O Gondomar Cultural, venceu dificilmente o FC Infesta (na 1.ª Fase foi derrotado tanto como visitante por 32-24, como por visitado por 27-25). Pelo que este resultado deverá ter um enorme significado, e poderá ser decisivo em termos futuros. No dérbi aveirense venceu a equipa que terminou a 1.ª Fase sem derrotas, o Estarreja AC tendo na altura vencido os dois encontros que disputaram entre si. Prevemos que por esta amostra poderemos vir a ter uma zona disputada com algum equilíbrio. Pena foi que num dos jogos com resultado mais desequilibrado se tenham registado 13 exclusões e duas desqualificações diretas, sendo o único encontro com registo de ocorrências disciplinares (SC Espinho / CA Leça). De registar nesta zona, o facto positivo de todos os Boletins de jogo estarem completos. Ao fim desta jornada ainda não é justificativo publicar uma classificação da zona
 
O Noticias

Seleção Nacional Feminina em Angola – 2015 - II

PORTUGAL OBTÉM 2.º LUGAR EM TORNEIO EM ANGOLA
(Torneio Angola 40 anos)
Conforme foi noticiado Portugal e a sua seleção de “A” Feminina, participaram, em Angola juntamente com as seleções de Angola “A” e “B” e ainda do Brasil, num designado Torneio Internacional de Amizade, pois o nome do Torneio será “Angola 40 anos”. Que se disputou de 27-02 a 01-03-15, e foi realizado no pavilhão principal da Cidadela em Luanda (8.000 lugares). Que serviu como ensaio e preparação á Seleção principal de Angola para a disputa dos Pré-olímpicos, que serão disputados naquele pavilhão (19 a 21-03-15) e organizados pela Federação Angolana da Modalidade
 
A Seleção de Angola “B”, foi constituída segundo as informações divulgadas por atletas do escalão Júnior. E a seleção do Brasil, foi uma equipa que se juntou á ultima da hora para participar neste torneio, sendo portanto uma seleção que pouco tinha a ver com a equipa que ostenta atualmente o título Mundial do escalão, e segundo declarações do seu técnico o dinamarquês Morten Soubak, Disse “…que vai aproveitar a prova para as jovens atletas que tem mostrarem as suas habilidades e convencer a equipa técnica para os próximos compromissos, como Jogos Pan-Americanos em Junho, no Chile, e a defesa do título mundial, em Dezembro, na Dinamarca”. Será portanto neste contexto, que deverá ser avaliada a participação portuguesa e não se “embandeirar em arco”, pela vitória obtida sobre o Brasil, para de pois sermos amplamente derrotados por Angola “A”, e a Selecionadora Nacional proferir as declarações que fez e que foram transcritos no Portal da Federação e aqui reproduzimos “ … " Angola fez uma defesa muito pressionante. Não conseguimos criar situações de vantagem para concretizar. O nosso jogo defensivo foi uma lástima. Foi mau de mais para ser verdade...". Sobre esta derrota falta ainda dizer, que neste jogo Portugal sofreu a primeira desqualificação direta na prova, através de Catarina Ascensão, que mesmo assim ainda proferiu palavras menos agradáveis para com a dupla de arbitragem (segundo noticia a agência Angolana de informação). 
 
Em nenhuma notícia publicado no Portal da Federação foi colocado o Boletim de Jogo, nem foi fornecida a constituição da equipa, o que se estranha… Além de que as noticias, já foram “descartadas” , pis desapareceram dos locais principais do Portal. 
 
Consideramos mesmo assim e apesar de todas as condicionantes enumeradas, que a nossa participação foi meritória e com um balanço positivo, na nossa opinião. 
 
Pois com Angola “A” – Portugal jogou com: Portugal: Isabel Gois (Gr), Soraia Lopes (3 golos), Cláudia Aguiar (2 golos), Mônica Soares (1golo), Neuza Valente (2 golos), Ana Andrade (1 golo), Mariana Lopes (2 golos), Ana Gante (1 golo), Rita Alves, Patrícia Lima (2 golos), Erica Tavares (5 golos), Patrícia Rodrigues, Catarina Ascensão, Renata Tavares (1 golo), Bebiana Sabino (2 golos), Diana Roque (Gr). (dados para a história) .
 
Resultados
1.ª Jornada
Angola “A” 39 – 30 Angola “B”
Brasil 25 – 27 Portugal
2.ª Jornada
Angola “B” 25 – 30 Brasil
Angola “A” 34 – 22 Portugal
3.ª Jornada
Angola “B” 26 – 28 Portugal
Angola “A” 22 – 14 Brasil
 
Classificação Final – 1.ª Angola “A”, 2.º Portugal, 3.º Brasil, 4.º Angola “B”
O Noticias

domingo, 1 de março de 2015

Competições Europeias 2014 / 2015 – XXXIX – No Masculino

Este fim-de-semana, prosseguiram as Competições Europeias Clubes no Masculino, com a presença do FC Porto na 3.ª jornada da EHF CUP. 
 
Masculinos
 
EHF CUP
FC PORTO VENCE JOGO DA 3.ª JORNADA
 
O FC Porto, defrontou na 3.ª Jornada do Grupo “C” o HC Vojvodina (Sérvia), na Sérvia, com estigma de que tinha de vencer para ainda ter possibilidades de poder passar á fase seguinte da prova. Jogo disputado num pavilhão em Novi Sad com cerca de 1600 espectadores, estando cheio de juventude, mas que foram os mais que suficientes para criar um ambiente de forte e saudável apoio á equipa local, sempre com desportivismos. A equipa do FC Porto que se apresentou completa, (Hugo Laurentino, contínua ausente), utilizando os elementos que tinham sido poupados no último jogo em território Nacional, como João Ferraz, e Gilberto Duarte, com este a estar simplesmente notável e a ser o melhor marcador da equipa e do Jogo com 7 golos, e a ser um dos principais elementos da sua equipa, tanto a defender como em ataque planeado. Nos primeiros 30 minutos o FC Porto, com uma defesa suficientemente agressiva, rapidamente tomou conta do jogo, em especial a partir dos 9 minutos quando passou para o comando do marcador (4-3), como nota podemos informar que os 3 primeiros golos portistas foram todos da autoria de Daymaro Salina, que terminou o encontro com 5 golos e uma excelente exibição, neste período de jogo a equipa do FC Porto, chegou a ter 5 golos de vantagem (11-6) cerca dos 22 minutos para depois de Time OUT oportuno por parte do técnico da equipa da Sérvia, iniciar uma recuperação que lhe permitiu chegar ao intervalo a perder apenas por um diferencial de 2 golos (15-13), neste minutos finais a equipa portuguesa desuniu-se e foi precipitada no remate e com falhas no passe. Um bom início da equipa da Sérvia, leva a mesma a passar para a frente do marcador, cerca dos 33 minutos (16-15), sendo o jogo durante este período de grande equilíbrio e de alternância dos bons e maus momentos, onde Alfredo Quintana, esteve mais uma vez soberbo, sendo mesmo decisivo aos 58 minutos de jogo. Depois de sucessivas igualdades e de um aumento da agressividade defensiva da equipa do Vojvodina, o FC Porto coloca-se definitivamente na frente cerca dos 56 minutos por 26-25, adquirindo uma vantagem de 3 golos para os 2 minutos finais (28-25) com a curiosidade deste último golo ser da autoria de um jogador que não esteve ao nível habitual, João Ferraz. Na nossa opinião o ponto mais fraco da equipa portista foi o lado direito em termos defensivos. Mais uma vez Ricardo Moreira esteve irrepreensível na marcação dos 7 metros, e como toda a equipa na execução do contra-ataque. Na equipa do Vojvodina Elezovic e Stankovic com 6 golos foram os elementos que mais se destacaram juntamente com o seu guarda-redes Bojan Perovic. O Encontro foi dirigido pela dupla turca constituída por Kursad Erdogan e Ibrahim Ozdeniz, que demosntrou ser corajosa, mas com algumas falhas ao nível do critério disciplinar, e na aplicação da lei da vantagem. 
 
Calendário e Resultados do Grupo
1.ª Jornada
FC Porto 20 – 26 Fuchse Berlin
2.ª Jornada
Skjern Handbold 27 – 21 FC Porto
3.ª Jornada
HC Vojvodina (Sérvia) 27 – 29 FC Porto
4.ª Jornada
Dia 07-03-15
FC Porto - HC Vojvodina (Sérvia) (18H00)
 
Horas Locais
 
Apuram-se o 1.º e o 2.º Classificados de cada Grupo Para os 1/4 Final da Prova
 
O Noticias

Crónica de Fim-de-semana – 21 – 2014 / 2015 – II

Breve Crónica, dedicada á PO02. 
 
Continuamos a alertar que esta época face a uma alteração no regulamento da prova, as descidas de divisão serão consumadas no final da 1.ª fase da prova, ou seja a fase que se disputa atualmente, assumindo assim uma maior importância todos os jogos disputados.
 
PO02 – Campeonato Nacional da 2.ª Divisão Seniores Masculinos.
 
Resultados
 
Zona Norte
20.ª Jornada
AC Fafe 26 - 20 Marítimo (Antecipado)
Boavista FC - Académico FC (Jogo Interrompido)
São Bernardo 37 - 31 FC Porto "B"
Santana 14 - 22 FC Gaia
AA Avanca 30 - 21 AD Sanjoanense
SP Oleiros 27 - 26 CCR Fermentões 
Dia 11-03-15
São Mamede - Arsenal Devesa (21H00)
 
Jornada da 2.ª volta que corresponde á 7.ª da 1.ª volta desta Fase da Prova, a jornada que começou com o jogo antecipado entre o AC Fafe e o Marítimo, já anteriormente analisado, e contou infelizmente com um jogo (Boavista FC / Académico FC) interrompido aos 24 minutos (indicação do Boletim de jogo), quando o resultado era favorável ao Boavista por 9-6. Teve ainda um jogo adiado, face á participação da equipa do São Mamede nos 1/4 Final da Taça de Portugal. Os restantes quatro jogos disputados, verificou-se em três a retificação de resultados em relação á jornada homóloga da 1.ª volta. Em São Bernardo, a equipa local venceu o FC Porto “B”, que continua a passar por uma fase menos boa, e está completamente fora do apuramento (na nossa opinião), e desta forma foi uma equipas que retificou o resultado ocorrido na 1.ª volta. Ao intervalo já vencia por 21-17, para confirmar a sua superioridade nos segundos 30 minutos. Mais uma vez o jovem Fernando Marques com 8 golos foi o melhor marcador do São Bernardo, seguido por Tiago Sousa e do “veterano” Albano Lopes com 6 golos cada, sendo no entanto de destacar a equipa no seu todo pois 13 jogadores marcaram golos, o que demonstra uma completa gestão do plantel, no FC Porto Leandro Semedo com 9 golos foi o melhor marcador da equipa e do jogo, com Tomas Barbosa, Pedro Moura e Diogo Silva a marcarem 5 golos cada. No único jogo onde foi confirmado o resultado da 1.ª volta, disputado em Gueifães, o FC Gaia foi vencer os locais do Santana, por um resultado que se pode considerar folgado, e ao intervalo já vencia por 13-10, consolidando o resultado no segundo período de jogo, onde os locais apenas marcaram 4 golos. Os melhores marcadores de cada equipa não foram além dos 5 golos, Jorge Mendes pelo Santana e Hugo Melo pelo FC Gaia, onde também se deve destacar o seu funcionamento como equipa ao ter 10 jogadores a marcarem golos. Com este resultado o Santana, continua a ser a única nas duas zonas que apenas contabiliza derrotas. Num dérbi aveirense a AA Avanca levou a melhor sobre a AD Sanjoanense, desta fora retificou a igualdade verificada na 1.ª volta. Os homens de Avanca construíram praticamente o todo o resultado nos primeiros 30 minutos ao chegarem ao intervalo a vencer já por uns claros 19-11, tendo no segundo tempo gerido o resultado, perante uma equipa que tentou equilibrar o jogo. Vasco Santos da AA Avanca com 6 golos foi o seu melhor marcador, sendo bem acompanhado por Ricardo Mourão e Diogo Oliveira com 5 golos cada. Bruno Pinho foi mais uma vez o melhor marcador da AD Sanjoanense, embora desta vez com apenas 5 golos. Com esta vitória a equipa da Região de Aveiro, mantêm-se como uma grandes favoritas ao apuramento para a Fase Final, a 8 jornadas do fim desta 1.ª Fase, Tal como o AC Fafe e o Arsenal Devesa (esta equipa com menos um jogo). No entanto ainda estão muitas jornadas por disputar, veremos se esta nossa previsão estará correta ou ainda será cedo demais para a fazer. Em Oleiros num jogo de grande equilíbrio, com duas partes distintas disputou-se o jogo de resultado mais equilibrado da jornada, que terminou com a vitória dos locais pela diferença mínima, depois de terem chegado ao intervalo a vencerem por 15-11. Na segunda parte do jogo tiveram de suportar a forte reação da equipa do CCR Fermentões (encontro com registo de ocorrências disciplinares). Hugo Oliveira pelo SP. Oleiros foi o seu melhor marcador e do jogo com 8 golos, seguido por André Campos com 6 golos, e Mário Lopes com 5 golos, enquanto pelo CCR Fermentões, Armando Silva com 6 golos foi o seu melhor marcador, com João Carvalho, Tiago Cunha e António Salgado, todos a marcarem 5 golos.
 
 Após os jogos disputados a classificação é a seguinte: 1.º AA Avanca (54 pontos), 2.º AC Fafe (52 pontos), 3.º Arsenal Devesa (50 pontos, - 1 jogo), 4.º São Bernardo (45 pontos), 5.º AD Sanjoanense (+1 jogo) e São Mamede (- 1 Jogo) (44 pontos), 7.º Marítimo (42 pontos), 8.º FC Gaia (39 pontos), 9.º FC Porto “B” (36 pontos), 10.º CCR Fermentões e SP. Oleiros (+1 jogo) (34 pontos), 12.º Boavista FC (32 pontos, - 1 jogo), 13.º Académico FC (27 pontos, - 1 jogo), 14.º Santana (20 Pontos).  
 
Zona Sul
20.ª Jornada
CDE Camões 24 - 22 GS Loures
Benfica "B" 24 - 20 ADC Benavente
Boa Hora 27 - 22 Vitória FC
Vela Tavira 24 - 25 Samora Correia
AC Sismaria 34 - 20 IFC Torrense
Alto Moinho 28 - 23 CD Marienses
Ílhavo AC 26 - 25 Almada AC
 
Tal como na Zona Norte, também nesta aqui a mesma jornada da 2.ª volta, corresponde á 7.ª da 1.ª volta desta Fase da Prova. Com a curiosa característica, de apenas um jogo não ter o resultado retificado em relação á jornada da 1.ª volta, o Benfica “B” / Benavente. Neste encontro os encarnados ao vencerem com alguma dificuldade, consolidaram a sua posição na tabela classificativa e ao mesmo tempo juntamente como Boa Hora, e um conjunto de equipas tais como o CD Marienses, CDE Camões e AC Sismaria, irão discutir os lugares de apuramento para a Fase Final da Prova. O CDE Camões num jogo de equilíbrio inesperado (na nossa opinião), venceu com grande dificuldade o GS Loures. O resultado que se verificava ao intervalo é um perfeito indicador desse equilíbrio (11-10). Gonçalo Neves do CDE Camões com 5 golos foi o melhor marcador da equipa, no GS Loures, foi Diogo Almeida, o melhor marcador precisamente com o mesmo número de golos. No pavilhão Fernando Tavares o Boa Hora, recebeu os setubalenses do Vitória FC, uma das equipas que com quem tinham perdido no jogo da 1.ª volta. O Vitória FC que têm vindo a melhorar a sua prestação competitiva, ainda equilibrou o encontro durante os 30 minutos iniciais, chegando o intervalo com uma igualdade a 13 golos no marcador. O Boa Hora apenas construiu o diferencial final no segundo período de jogo e com este resultado, mantem o comando da zona. O reforço António Cabaço (melhor marcador desta divisão até ao momento com 172 golos) com 5 golos foi o melhor marcador da equipa, que teve no seu conjunto o seu ponto mais forte ao ter 12 jogadores a concretizarem ocasiões de golo. O Vitória FC, teve os seus melhores marcadores, nos “suspeitos” do costume, Francisco Fuzeta com 7 golos, foi não só o melhor marcador da equipa como do jogo, bem acompanhado por André Praxedes com 5 golos. Em Tavira defrontaram-se os dois últimos da classificação da zona, num jogo que terminou com a vitória do Samora Correia pela diferença mínima, que desta forma devolveu a derrota sofrida na 1.ª volta também pela diferença mínima. O jogo foi disputado sempre com grande equilíbrio, e ao intervalo a equipa ribatejana vencia já pela diferença mínima (12-11). Mais uma vez no Vela Tavira os seus melhores marcadores foram o inevitável Carlos Abraul com 7 golos e Luís Palminha com 6 golos. O Samora Correia que se apresentou apenas com 8 jogadores, teve em Edgar Pernes com 9 golos não só o seu melhor marcador, como o melhor marcador do jogo, bem acompanhado por Marco Alves com 7 golos. Com esta vitória a equipa ribatejana, começa a pensar que se poderá afastar (embora seja difícil, na nossa opinião) dos lugares de descida. No encontro onde se verificou o resultado mais dilatado, o AC Sismaria venceu claramente o IFC Torrense em Gândara, retificando a igualdade que se tinha verificado no jogo da 1.ª volta. O resultado ao intervalo já era o perfeito indicador do seria provavelmente o desfecho final, que chegou com o Sismaria na frente do marcador por 17-9. O segundo período de jogo decorreu tal como o primeiro, pelo que não se estranha o diferencial final. Frederico Malhão e João Neves com 8 golos, de referir ainda os 5 golos de Pedro Soares, foram os melhores marcadores do Sismaria e do jogo, enquanto, Tiago Gil com 7 golos foi o melhor marcador do IFC Torrense. Tal como já o frisámos com esta vitória o AC Sismaria, mantêm-se na “corrida” a um dos lugares ao apuramento para a Fase Final. No jogo Alto Moinho / CD Marienses, verificou-se mais retificação de resultado, com a equipa do Alto Moinho a vencer a equipa insular, num encontro onde durante os primeiros 30 minutos prevaleceu, primeiro com o Alto do Moinho a comandar o marcador, para os insulares reagirem e não só voltarem a equilibrar como a comandar o marcador, para a equipa continental em cima do tempo para o intervalo voltar ao comando do marcador pela diferença mínima (12-11). No segundo período de jogo a equipa continental, teve o seu melhor período de jogo e conseguiu cimentar a diferença e a vitória no final do encontro. No Alto Moinho João Silva com 6 golos foi o seu melhor marcador, logo seguido pelo Miguel Queluz e Tiago ramos com 5 golos. No CD Marienses Nelson vertentes com 6 golos o seu melhor marcador, bem acompanhado por Hernâni Sousa co 5 golos. Apesar da derrota a equipa Insular, igualmente conforme já foi referido é uma das equipas que se mantém na “discussão”, dos lugares de apuramento para a Fase Final. Em Ílhavo disputou-se um dos jogos mais equilibrados da jornada, o Ílhavo / Almada AC, com a vitória desta vez a ser da equipa local, pela diferença mínima (exatamente o mesmo resultado da 1.ª volta, mas em sentido contrário), sendo o único jogo da zona com ocorrências disciplinares registadas. O Almada AC apesar de apenas ter apresentado 9 jogadores, conseguiu equilibra o encontro, e ao intervalo o resultado cifrava-se numa igualdade a 12 golos.  Na equipa do Ílhavo mais uma vez Ricardo Senos e Ruben Alves com 8 golos foram os seus melhores marcadores, no Almada AC, João Guerreiro um regresso em pleno com 8 golos foi o seu melhor marcador, seguido por João Garrido com 5 golos.
 
 Após esta jornada a classificação é a seguinte: 1.º Boa Hora (56 pontos), 2.º Benfica (53 pontos), 3.º CD Marienses e CDE Camões (49 Pontos), 5.º AC Sismaria (47 pontos), 6.º ADC Benavente (42 pontos), 7.º Ílhavo (38 pontos), 8.º Vitória FC (37 pontos), 9.º IFC Torrense e Alto Moinho (36 pontos), 11.º GS Loures (34 pontos), 12.º Almada AC (32 pontos), 13.º Samora Correia (27 pontos), 14.º Vela Tavira (24 pontos).
 
O Banhadas Andebol

sexta-feira, 27 de fevereiro de 2015

Jogadores do Ano 2014 - II

JOGADORES DO ANO - 2014
 
A exemplo dos anos anteriores a IHF divulgou em divulgou 25-02-15 os resultados da votação, para a eleição dos Atletas do ano 2014. 
A IHF informou de que houve 55.000 fãs que votaram, consideramos que face ao período curto que foi dado para a votação (13 a 20-02-15), foi um excelente número.
 
Resultados
 
Jogador Masculino 
 
Foi eleito Nikola Karabatic (França – Joga no FC Barcelona de Espanha, Central), com 33,7% dos votos, em 2.º lugar ficou com 21% dos votos, Mikkel Hansen (Dinamarca – Joga no PSG em França, Lateral Esquerdo), e em 3.ª lugar com 19,5% dos votos, Thierry Omeyer (França – Joga no PSG em França, Guarda-Redes)
 
È a segunda vez que o prémio é atribuído a Nikola Karabatic, depois de ter sido eleito em 2007. 
 
Jogador Feminino
 
Foi eleita Eduarda Amorim (Brasil – Gyori Audi ETO KC da Hungria, Lateral Esquerda), com 35,2% dos votos, em 2.º lugar ficou com 25,8% dos votos, Cristina Neagu (Roménia – Joga Buducnost Podgorica de Montenegro, Lateral Esquerda), e em 3.º lugar ficou, Heidi Loke (Noruega – Joga no Gyori Audi ETO KC da Hungria, Pivot), com 16,8 % dos votos.
 
Eduarda Amorim é a segunda brasileira a receber este título, depois de Alexandra Nascimento, ter sido considerada em 2012 a melhor jogadora do Mundo.
 
Nota A IHF, informa o local e a data precisa, para a cerimónia de entrega dos prémios, logo que possível.
 
O Noticias