gal vence

- Vamos encher os Pavilhões - mas com dignidade a Modalidade merece
Calendário e Resultados na Barra Direita

quinta-feira, 19 de abril de 2018

PO20 - Taça de Portugal Seniores Masculinos 2017 / 2018 – XV - Final Four - Sorteio


Conforme noticiado em tempo a Final Four da Taça de Portugal (1/2 Finais e Final), em Masculino, será disputada no Pavilhão Municipal de Peso da Régua, nos dias 26 e 27-05-18.

O Sorteio realizou-se hoje (19-04-18), no Auditório Municipal de Peso da Régua.

PO 20 – Taça de Portugal Seniores Masculinos

Recordamos apenas as equipas que estarão presentes na Final Four: FC Porto, Sporting, Benfica, e FC Gaia (uma estreia).

Calendário

1/2 Final
Dia 26-05-18
Benfica – FC Gaia
FC Porto - Sporting

O único comentário, que fazemos, é que se espera, sejam bons jogos, com uma 1/2 Final (FC Porto / Sporting), que poderia ser em nossa opinião uma das possíveis finais, e com a outra 1/2 Final, a ser disputada com amplo favoritismos do Benfica, no entanto será sempre um jogo com algum risco. De destacar que ainda temos em prova um dos finalista da última época (Sporting) e que o vencedor em titulo desta prova (ABC), esta fora desta Final Four.

Final
Dia 26-05-18

De resto desejamos que a prova decorra com grande desportivismos, e que não existam as situações vividas numa das últimas edições, em Almada. E que o CA proceda à nomeação das melhores duplas portuguesas para a prova, dignificando a prova, a modalidade e a arbitragem.

Apenas lamentamos a não existência de notícias sobre a Final Four no Feminino.

Não foram definidas horas de disputa dos jogos, pois provavelmente estão dependentes da possível transmissão dos jogos (mera dedução). Actualizaremos o post, assim que existam informações sobre este tema.

Noticias

Urgente – Solidariedade – Nelma Fonseca


SOLIDARIEDADE E AJUDA A NELMA FONSECA

Alertados por um nosso leitor, a quem desde já agradecemos, e posteriormente constando a existência desta triste notícia no portal da FAP, e verificando que já existem outras acções em andamento como por exemplo do SIR 1.º Maio, e do Madeira SAD, e como não somos insensíveis, mas sim seres humanamos, não poderemos deixar de noticiar e apelar a todos os adeptos do Andebol, para esta triste situação.  

Nelma é atleta do Clube Desportivo da Escola Secundária Gil Eanes, foi diagnosticada com um carcinoma raro e toda a ajuda é preciosa!

A Nelma é atleta do Clube Desportivo da Escola secundária Gil Eanes, foi diagnosticado com um carcinoma raro e ainda está à procura de soluções.

Está a ser acompanhada no IPO de Lisboa, já foi a uma clínica em Espanha mas as soluções apresentadas são diferentes das que dão no IPO. O próximo passo é uma ida a Londres, procurar uma terceira opinião.

A Nelma precisa de ajuda financeira para continuar a procurar o melhor e mais eficaz tratamento. Toda a ajuda é preciosa e apelamos a toda a comunidade andebolística que, mais uma vez, demonstre a sua solidariedade.

NIB: PT50 0010 00005605 3970 0018 9.

Para saber como podes ajudar, junta-te ao Grupo "Vamos Ajudar a Nelma"
.”
(Texto FAP)

Sem problemas em noticiar e apelar a todos os que nos leem, desde já o nosso obrigado.

O Noticias

Competições Europeias 2017 / 2018 – LXXXVIII


Vai dar continuidade este este fim-de-semana à sua participação na Challenge CUP Masculina a equipa do Madeira SAD, com a disputa das 1.ª Mão da 1/2 Final

Masculinos

CHALLENGE CUP
O Madeira SAD, vai iniciar a disputa da 1/2 Final, defrontando o AEK Athens da Grécia.

Calendário
1.º Mão
Dia 21-04-18
Madeira SAD – AEK Athens (18H30) RTP Madeira
2.ª Mão
Dia 28-04-18
AEK Athens (15H00)

Horas Locais

Iniciaram a participam na competição 40 equipas (mais 8 que na época anterior)

Desejamos as maiores felicidades à equipa portuguesa. 

O Noticias

quarta-feira, 18 de abril de 2018

Crónica Intermédia de Fim-de-semana – 24 – 2017 / 2018 – II


Ligeira e possível, crónica intermédia relativa à Fase Final Grupo A da PO02, quando se realizou (17-04-18) o importante encontro que se encontrava em atraso da 3.ª jornada.

PO02 – Campeonato Nacional da 2.ª Divisão Seniores Masculinos.

Resultados
Fase Final Nacional - Grupo A
3.ª Jornada
Dia 17-04-18
Alto Moinho 19 – 24 SC Horta

Com a disputa deste encontro, ficou esta Fase Final, sem qualquer jogo em atraso, o que se apraz registar, pois esta Fase Final, que vai definir em especial o Campeão Nacional da Divisão, e determinar as duas equipas, com subida directa á 1.ª Divisão Nacional, ou seja ao escalão maior do Andebol Nacional, não se compadece na nossa opinião com alterações de jogos, a não ser por motivos imponderáveis, pois a verdade desportiva, deve estar sempre presente e ser defendida. Deve-se assinalar que foi um encontro disputado sem o registo de ocorrências disciplinares. Novamente e pela positiva, o encontro foi disputado com uma excelente assistência.

Na Municipal do Alto Moinho, tivemos o Alto Moinho / SC Horta, relativo à 3.ª jornada desta Fase Final, que foi disputado com uma excelente assistência, e que apesar da equipa insular se apresentar com apenas 11 jogadores inscritos no Boletim de Jogo, proporcionou um bom jogo, e até com momentos de grande equilíbrio, sendo reflexo do mesmo a igualdade a 4 golos, ainda no primeiro tempo, que veio a terminar com o SC Horta na frente do marcador por 10-8. Nos segundos 30 minutos, a equipa do Alto Moinho com uma excelente reacção iguala o marcador a 14 e a 15 golos, quando logo de seguida a equipa insular faz um parcial de 3-0, e fica na frente do marcador por 18-15, para a partir deste momento, passar a comandar sempre o marcador chegando aos cinco (5) golos de vantagem, como por exemplo quando o marcador assinalava 22-17, diferença com que terminou o encontro. Diogo Abadia com 7 golos, foi o melhor marcador do Alto Moinho, enquanto João Pimentel com 9 golos, e Vladyslav Naumenko com 6 golos, foram os melhores marcadores do SC Horta. Com esta vitória a equipa insular passou para o 3.º lugar por troca com o CCR Fermentões.

Após estes jogos a classificação ficou assim estabelecida: - 1.º CA Póvoa Varzim (11 pontos), 2.º AD Sanjoanense (10 pontos) 3.º SC Horta (9 pontos), 4.º CCR Fermentões (8 pontos), 5.º ADC Benavente (6 pontos, 6.º Alto Moinho (4 pontos).

O Banhadas Andebol

PO03 – Crónica de Fim-de-semana – 04 – 2017 / 2018


Ligeira crónica da PO03, referente á 2.ª Fase desta prova nacional não fixa, sendo nesta fase disputada em duas zonas com 8 (oito) equipas cada. Após a disputa de uma 1.ª Fase Regional / Inter-regional.

PO03 – Campeonato nacional da 3.ª Divisão Seniores Masculinos

Esta prova onde ascendem à Segunda Divisão Nacional, os três primeiros de classificados em cada Zona. Continuando a existir qualquer informação sobre a participação da equipa representativa dos Açores.

2.ª Fase

Zona 1
5.ª Jornada
Dia 14-04-18
Modicus 26 – 23 Ílhavo
Alavarium 31 – 28 Gondomar Cultural
CD Feirense 28 – 26 Beira Mar
FC Infesta 18 – 20 Académico FC

Nesta Zona continua a verificar-se algum equilíbrio em termos de resultados, com algumas excepções, e nesta jornada destaca-se o Modicus / Ílhavo, equipas que comandavam a Zona, com o Ílhavo a sofrer a sua primeira derrota, continuando no entanto a verificar-se um grande equilíbrio entre as principais equipas, com destaque para o Modicus que continua a contabilizar apenas vitórias nos jogos disputados, embora esse possa entender que ainda seja cedo para previsões, estes resultados são uma evidência que não se pode ignorar, mesmo quando existe muita prova por disputar, e quando alguns dos clubes intervenientes já nos habituaram a começar muito bem e acabar menos bem. De referir ainda a primeira vitória do Académico FC, precisamente diante o FC Infesta que assim continua sem vencer qualquer encontro até ao momento, mas foi uma jornada felizmente sem um único encontro com ocorrências disciplinares registadas, nos restantes encontros, uma referência para a difícil vitória do CD Feirense diante o Beira Mar, e a primeira vitória do Alavarium sobre o Gondomar Cultural, como visitante. Aguardaremos pelo avanço da prova, para confirmar as expectativas existentes. Uma nota final para as melhorias verificadas nos Boletins de Jogo.

Classificação ao fim desta jornada – 1.º Modicus (15 pontos), 2.º CD Feirense, e Ílhavo (13 pontos), 4.º Gondomar Cultural (10 pontos), 5.º Beira Mar, e Alavarium (8 pontos), 7.º Académico FC, 8.º FC Infesta (6 pontos)

Zona 2
5.ª Jornada
Dia 14-04-18
Lagoa AC 36 – 22 Oriental Lisboa
Samora Correia 31 – 19 3 A – AA Almeirim
Cister SA 29 – 29 IFC Torrense
NA Rio Maior 30 – 31 CD Mafra CD

Mais uma vez se registou um forte equilíbrio entre as equipas principais favoritas aos primeiros lugares da tabela classificativa nesta Zona, que registou um encontro com ocorrências disciplinares (NA Rio Maior / CD Mafra), que por sinal terminou com a vitória da equipa de Mafra pela diferença mínima, e assim se mantém em primeiro lugar de parceria com o Lagoa AC, no entanto um dos resultados mais surpreendentes (na nossa opinião), foi a igualdade que ocorreu em Alcobaça, entre o Cister SA e o IFC Torrense. De referir ainda que nesta zona já não existem só com vitórias, embora continue a verificar-se uma equipa que apenas contabiliza derrotas até ao momento, e que nesta jornada voltou a perder (3 A – AA Almeirim). Dois encontros registaram resultados mais desnivelados, p Lagoa AC / Oriental Lisboa, e o Samora Correia / 3 A – AA Almeirim. Deveremos tal como na zona anterior aguardar por momentos mais adiantados da prova, para previsões mais fiáveis. Tal como na zona anterior de registar a melhoria na feitura dos Boletins de Jogos.

Classificação ao fim desta jornada – 1.º Lagoa AC, e CD Mafra (13 pontos), 3.º IFC Torrense (12 pontos), 4.º Cister SA (11 pontos), 5.º Samora Correia (10 pontos), 6.º NA Rio Maior (9 pontos), 7.º Oriental Lisboa (7 pontos), 8.º 3A - AA Almeirim (5 pontos).

O Noticias

Mgnus Andresson – Treinador do FC Porto – 2018 / 2019


MAGNUS ANDERSSON
NOVO
TREINADOR DO FC PORTO
(ÉPOCA 2018 / 2019)

Em notícia de última hora, e já divulgada em vários OCS que o Sueco Magnus Andersson (51 anos de idade), será o novo treinador do FC Porto, mas apenas na nova época (2018 / 2019), tendo assinado por duas épocas, relembrando que foi o técnico que levou os alemães do Goppingen à vitória na EHF CUP, na última época, substituindo assim o dinamarquês Lars Walther, que já terá rescindindo com o FC Porto, tendo já deixado de treinar a equipa. Entretanto o técnico do FC Porto até final da Época será Carlos Martingo, que abandona a AA Avanca, conforme o próprio confirmou nas suas declarações à Andebol TV, no final do encontro AA Avanca / Madeira SAD, que posteriormente passará a adjunto de sueco.

O Noticias

terça-feira, 17 de abril de 2018

Crónica Intermédia de Fim-de-semana – 53 – 2017 / 2018 – I


Crónica Intermédia de fim-de-semana da PO01, dedicada ao jogo do Grupo A, que se disputou por antecipação da 5.ª Jornada.

PO01 – Campeonato Nacional da 1.ª Divisão Seniores Masculinos.

Fase Final Nacional – Grupo “A”
5.ª Jornada
Dia 17-04-18
AA Avanca 25 – 22 Madeira SAD
Dia 21-04-18
ABC – Benfica (17H00) Andebol TV
FC Porto – Sporting (18H00) TVI24 / Porto Canal

Encontro que apesar de em termos de calendário ser AA Avanca / Madeira SAD, foi disputado no funchal, por inversão da ordem dos pavilhões. Jogo disputado felizmente sem o registo de ocorrências disciplinares.

AA Avanca 25 – 22 Madeira SAD

Jogo disputado no Pavilhão do Funchal, com menos público que o esperado, foi disputado com duas partes distintas. No primeiro tempo registou-se equilíbrio até cerca dos 16 minutos e jogo, quando o resultado era uma igualdade a 5 golos, momento em o Madeira SAD assume o comando do jogo e do marcador, com a AA Avanca, a estar passiva em termos defensivos, e com alguma precipitação em termos atacantes, mostrando até alguma displicência (na nossa opinião), no entanto neste período dois atletas, se destacar, o guarda-redes Gustavo Capdville (44% de eficácia), assim como Luís Silva (31% de eficácia) na baliza da AA Avanca durante praticamente os 60 minutos, e o jovem Diogo Silvada AA Avanca (4 golos, 50% de eficácia), no entanto o Madeira SAD, com uma boa estrutura defensiva e aproveitando bem as deficiências defensivas do seu adversário, chega a ter cinco (5) golos de vantagem aos 28 minutos de jogo, quando venci por 13-8, para o intervalo chegar com o marcador em 13-9 a favor do Madeira SAD. No segundo tempo parece que estávamos a assistir a outro encontro, a AA Avanca, melhora substancialmente em termos defensivos, criando grandes dificuldades ao ataque do Madeira SAD, equipa que sofre um parcial de 11-3 em 22 minutos, pois a equipa do continente aos 50 minutos vencia por 19-6, com uma entrada desastrosa no segundo tempo do Madeira SAD, acompanhada da melhoria já por nós referida da AA Avanca, para nos 10 minutos finais o técnico madeirense tudo tentar, e com um guarda-redes que jogou no segundo tempo Luís Carvalho (42% de eficácia), igualmente em bom plano, até colocar a equipa a jogar com uma defesa mais aberta e mais agressiva, mas quando o resultado estava em 23-21 (cerca dos 58 minutos de jogo), Bruno Moreira falha um livre de 7 metros, permitindo a defesa do mesmo, e foi talvez o momento decisivo do encontro, em termos de resultado final. Teremos ainda de fazer uma a Taboada (7 golos, 64% de eficácia), atleta com uma excelente rapidez de execução e que cria grandes dificuldades às defesas. Embora se tenha registado uma rotação do plantel madeirense, João Paulo Pinto com 6 golos (50% de eficácia), acaba por ser o seu melhor marcador. Encontro dirigido pela dupla internacional de Leiria, constituída por Eurico Nicolau / Ivan Caçador, que num jogo propicio aos contacto físicos, esteve bem, e realizou uma arbitragem bem positiva.

Classificação da Fase Final Grupo “A” - 1.º Sporting (50 pontos), 2.º Benfica (46 pontos), 3.º FC Porto (44 pontos), 4.º ABC (41 pontos), 5.º AA Avanca (38 pontos), 6.º Madeira SAD (33 pontos). 

O Banhadas Andebol

Comentários no Blog - I

Face ao crescente número de comentário que são enviados fora do contexto do “post” publicado, e ainda ao crescente aumento dos comentários, que na sua essência podem ser considerados ofensas diretas ou indiretas, a pessoas ou instituições, e face igualmente ao crescente aumento de comentários que não são aprovados por conterem expressões ou frases consideradas impróprias. A Administração do Bolg, decidiu que vai redobrar a atenção aos mesmos, e com raras exceções, não serão publicados comentários chamados “off topic”, assim como não serão publicados quaisquer comentários com referências diretas ou indiretas e que possam ser consideradas ofensivas. Esperando com este apelo não ter de tomar outra medidas, como por exemplo acabar com o anonimato dos comentário, tendo plena consciência, que esta será a última e decisiva medida. 
 
Assim apelamos a todos os nossos leitores um maior cuidado nos seus comentários, estando certos de que esta nossa decisão pode levar a uma quebra do número leitores, mas é uma decisão que se impunha tomar, e este foi o momento considerado oportuno por nós. As Criticas serão sempre bem-vindas
 
Saudações Andebolistas.
 
O Administrador

P004 – Fase Final – 2017 /2018 – III


Crónica dedicada á Fase Final Nacional da PO04, reiteramos a nossa opinião, de que, agora é que pode existir a tão desejada competitividade no escalão que todos dizem não existir.

PO04 – Campeonato Nacional da 1.ª Divisão Juniores Masculinos

Fase Final Nacional – Grupo A
2.ª Jornada
Dia 25-03-18
Sporting 32 – 33 FC Porto
ABC 26 – 25 São Bernardo
Águas Santas 31 – 25 Benfica

Recomeçou a Fase Final desta prova, que esteve interrompida devido a trabalhos das Selecções do escalão. Desta vez tivemos um encontro com ocorrências disciplinares, poderemos ainda afirmar que as assistências melhoram fortemente excepto num dos encontros mais importantes da jornada o Águas Santas / Benfica, o que só prova que quando existe equilíbrio e competição poderá existir público.

No Pavilhão do Águas Santas disputou-se o Águas Santas / Benfica, que terminou com a vitória da equipa maiata, que assim infligiu a primeira derrota na época à equipa do Benfica. Foi um encontro em que a equipa do Águas santas comandou o marcador durante os 60 minutos de jogo, e foi progressivamente aumentando a diferença entre as -equipas de tal forma que depois do 11-7, ainda primeiro tempo chegou aos 15-9, para chegar ao intervalo precisamente com a mesma vantagem (6 golos), 16-10. No segundo período do encontro o jogo foi mais equilibrado com o Benfica a chegar a ter somente 3 golos de desvantagem quando perdia por 19-16, mas rapidamente a equipa do Águas Santas volta a impor o seu ritmo de jogo, e chega a ter uma vantagem de 8 golos, quando vencia por 27-19, para o encontro terminar com a mesma diferença que já se registava ao intervalo. Miguel Neves com 8 golos, e Luís Frade com 7 golos, foram os melhores marcadores do Águas Santas, na equipa do Benfica, Tiago Costa e Pedro Santana, ambos com 6 golos cada, foram os seus melhores marcadores. No Flávio Sá Leite, no único encontro que terminou com relatório de ocorrências disciplinares, tivemos um ABC / São Bernardo, que tal como no jogo anterior foi praticamente comando em termos de marcador pela equipa bracarense, que ainda nos primeiros 30 minutos chegou a ter uma vantagem de 7 golos, quando vencia por 14-7, mas a equipa do São Bernardo ao fazer um parcial de 3-0, chega ao intervalo a perder por 14-10. No segundo tempo, disputado sempre com mais equilíbrio e com o São Bernardo a dar uma excelente réplica (venceu o parcial do segundo tempo, por 15-12), chegando por várias vezes a estar a um (1) golo de diferença (20-19, 24-23, por exemplo), mas nunca conseguiu igualar o encontro, e termina perdendo pela diferença mínima. Rui Ferreira com 8 golos, foi o melhor marcador do ABC, por sua vez Tiago Couto igualmente com 8 golos, e Nuno Reis com 5 golos, foram os melhores marcadores do São Bernardo. No pavilhão Fernando Tavares, disputou-se um dos clássicos da modalidade o Sporting / FC Porto, que foi mais um encontro de grande equilíbrio, e com bastantes alternâncias no marcador, e com diversas igualdades a registarem-se, pois ainda no primeiro tempo o Sporting chegou a comandar o jogo a 12-11, recuperando de um desfavorável 11.9, para depois o encontro registar uma igualdade a 14 golos, e chegar ao intervalo com o FC Porto a vencer por 16-15. Devemos desde já dizer que foi um encontro agradável de seguir, no segundo tempo, uma boa entrada do FC Porto, coloca o mesmo a vencer por 18-15m para depois de uma boa reacção a equipa visitada igualar a 21 e a 22 golos, passando para a frente do marcador a 24-23, chegando a ter 4 golos de vantagem (30-26), maior vantagem de qualquer das equipas durante os 60 minutos. Para depois sofrer um parcial de 7-2, com o FC Porto a marcar o golo da vitória nos últimos momentos do jogo. Salvador com 12 golos, foi o melhor marcador do Sporting, com Martim Costa a marcar 16 golos, sendo o melhor marcador do jogo e do FC Porto, acompanhado por Gonçalo Silva com 5 golos.

Classificação, após a realização destes jogos – 1.º Águas Santas, e ABC (6 Pontos), 3.º Benfica, e FC Porto (4 pontos), 5.º Sporting, e São Bernardo (2 pontos). 

O Noticias.

Andebol 4ll – Campeonato Nacional de ACR4 – 2017


APD LEIRIA
CAMPEÃO NACIONAL DE ACR4
(RENOVA O TITULO)
Terminou com a vitória da equipa da equipa do APD Leira a Fase Final do Campeonato Nacional de Andebol em Cadeira de Rodas – ACR4, que decorreu no dia 14 de Abril de 2018, em Viseu, no Pavilhão Cidade Viseu.

Na continuidade do desenvolvimento, do Projeto Andebol 4All, a Federação levou a efeito esta prova que faz parte do conjunto de competições programadas.
 
Nesta competição, participaram a
AA Rovisco Pais, APD Leiria, APD Porto, CNS/UDI Setúbal, IFC Torrense, Sporting CP/ CP Messines / AMAL, e APD Lisboa.

Resultados

Jogo 1 - CNS/UDI Setúbal 0 –
2 AA Rovisco Pais
Jogo 2 - 1/2 Final - APD Leiria 2 – 0 IFC Torrense
Jogo 3 – 1/2 Final - Sporting CP/ CP Messines / AMAL 1 – 2 APD Porto
Jogo 4 - Ap. 5º / 6º - APD Lisboa 0 – 2 AA Rovisco Pais
Jogo 5- Ap. 3º / 4º - IFC Torrense 0 – 2 Sporting CP/ CP Messines / AMAL
Jogo 6 - FINAL – APD Leiria 2 – 0 APD Porto

Classificação Final
1.º - APD Leiria
2.º - APD Porto
3.º - Sporting CP/ CP Messines / AMAL
4.º - IFC Torrense
5.º - AA Rovisco Pais
6.º - APD Lisboa
7.º - CNS/UDI Setúbal

Teremos de nos congratular, pela Federação ter transmitida a final da prova na Andebol TV. 

O Noticias

segunda-feira, 16 de abril de 2018

Crónica Relativa á PO09 - Play OFF – 28 – 2017 / 2018


Crónica exclusivamente dedicada ao Feminino, e dedicada desta vez já com os jogos do Grupo B, a serem igualmente realizados, e que se disputaram este fim-de-semana.

PO09 – Campeonato Nacional da 1.ª Divisão Seniores Femininos.
Jogos 1/2 Final (Play OFF, à melhor de 3, no sistema Fora, Casa, Casa) – Apuramento do 1.º ao 4.º Lugar

1.ª Jogo
Dia 14-04-18
Alavarium 17 – 30 Madeira SAD SD
Maiastars 19 – 20 Colégio Gaia SD

Resultados até ao momento
Madeira SAD (1) – (0) Alavarium
Colégio Gaia (1) – (0) Maiastars

Tivemos a realização do primeiro de possíveis 3 encontros, com a grande novidade que nós saudamos, pois finalmente tivemos transmissões pela Andebol TV. Possivelmente estas 1/2 Final, serão resolvidas em somente dois encontros, embora o Colégio de Gaia / Maiastars, possa ainda causar alguma surpresa. Todos os encontros se realizaram sem qualquer ocorrência disciplinar.

Alavarium 17 – 30 Madeira SAD

No pavilhão do Alavarium, com uma casa cheia, tivemos o 1.º jogo dos possíveis 3, entre o Alavarium e o Madeira SAD. Foi um encontro com 30 minutos de grande equilíbrio, e onde as suas principais figuras foram na nossa opinião as duas guarda-redes Isabel Góis pelo Madeira SAD, e Andreia Madail pelo Alavarium, verificando-se neste período de jogo, algumas alternâncias no marcador, bem como algumas igualdades, apesar das inúmeras falhas técnicas registadas por ambas as equipas. A última igualdade registou-se cerca dos 22 minutos a 10 golos, com a equipa insular a assumir o comando do marcador, situação que não mais largou chegando ao intervalo já na frente do marcador por 15-12. No segundo tempo uma boa entrada do madeira SAD, equipa mais experiente, levou a que rapidamente o diferencial chegasse aos 8 golos de diferença quando aos 36 minutos de jogo vencia por 20-12, realizando um parcial de 5-0, em cerca de 6 minutos e resolvendo em definitivo o encontro, destaque para a prestação desportiva de Mónica Soares (9 golos), e para a jovem Beatriz Sousa (8 golos), até final do encontro o Alavarium perdeu concentração e qualidade que está bem expressa no facto de em 23 minutos de jogo, apenas ter marcado um golos, quando aos 53 minutos de jogo perdia por 28-13 (maior diferencial registado – 15 golos), neste período de jogo o Madeira SAD, esteve mais concentrado e assertivo quer a defender quer a atacar, e a equipa do Alavarium, nunca soube (na nossa opinião) aproveitar as diversas superioridades numéricas de que dispôs. Um palavra para o esforço de Ana Sampaio e de Maria Ramos por sinal ambas com 4 golos cada e melhores marcadoras da equipa visitada, pois Ana Carolina Silva (3 golos), começou bem, mas foi decrecendo de produção tal como a sua equipa. Estamos em quere que esta eliminatória será resolvida em apenas 2 jogos. Dirigiu o encontro a dupla de Lisboa, constituída por André Gameiro e Renato Marques, que produziram trabalho positivo, num encontro que não foi fácil de dirigir, estando criteriosos em especial na sanção progressiva e nos 7 metros.

No Pavilhão Municipal da Maia, realizou-se o Maiastars / Colégio Gaia, com uma boa assistência, num jogo de grande equilíbrio durante os 60 minutos, com alternâncias do marcador e diversas igualdades durante os 60 minutos de jogo, causando alguma surpresa a prestação competitiva do Maiastars, que com todo o mérito deu uma excelente réplica durante todo o encontro., chegando ao intervalo a vencer por 11-9. No segundo tempo a equipa do colégio igual a 14 golos aos 40 minutos, para se colocar na frente do marcador por 17-16, cerca dos 50 minutos de jogo, e novamente aos 55 minutos de jogo por 19-18, o que diz bem da qualidade defensiva, que ambas as equipas apresentaram., e entramos nos 2 minutos finais com o Maiastars a igualar através de um livre de 7 metros, convertido por Mihaela Minciuma, que foi a sua melhor marcadora com 9 golos, para o Colégio Gaia, terminar como vencedora, igualmente através da conversão de um livre de 7 metros, convertido por Carolina Monteiro, melhor marcadora do Colégio Gaia com 8 golos. Cabe-nos, aqui levantar uma questão, este último livre de 7 metros é assinalado (pensamos nós), por ter existido uma falta nos últimos 30 segundos de jogo (faltavam 10 segundos), mas como desconhecemos nós e muita gente o que foi dito na última acção de formação (nenhum documento foi divulgado), e como a própria IHF demonstra em diversos vídeos, na sua plataforma informática, nem todas as faltas cometidas nos últimos 30 segundos, são sancionadas com desqualificação e 7 metros. Esta eliminatória poderá ainda dar origem a alguma surpresa embora seja difícil na nossa opinião.

Jogos do 5.º ao 8.º Lugar, (à melhor de 3, nos sistema Fora, Casa, Casa)

1.º Jogo
Dia 14-04-18
CS Madeira 30 – 34 Assomada (C/Prolongamento)
Juventude Lis 23 – 25 SIR 1.º Maio/CJB

Resultados até ao momento
CS Madeira (0) – (1) Assomada
Juventude Lis (0) – (1) SIR 1.º Maio/CJB

Realizaram-se os primeiros encontros referentes ao estabelecimento dos lugares do 5.º ao 8.º lugar da classificação, que registaram a curiosidade de se verificarem vitórias das equipas visitantes. Com um dos encontros a ser resolvido em prolongamento (CS Madeira / Assomada),ambos encontros sem registo de ocorrências disciplinares.

No Pavilhão do Funchal, realizou-se o primeiro dos encontros respeitantes a esta eliminatória o CS Madeira / Assomada, que foi um encontro de grande equilíbrio, com a equipa insular a chegar ao intervalo a vencer por 11-10, tendo sofrido um parcial de 3-0, nos minutos finais deste período de jogo (de assinalar, que só neste período beneficiou de 5 livres de 7 metros todos convertidos, num total de 8). No segundo tempo a equipa que consideramos a grande surpresa da 1.ª Fase, e que continua a surpreender muita gente consegue equilibrar, e chegar ao dos 60 minutos com uma igualdade a 26 golos, ora como sabemos nestes encontros não existem igualdades em termos regulamentares, e no prolongamento que se seguiu, a equipa da Assomada ao realizar um parcial de 8-4, termina como vencedora. Com esta vitória estamos em crer, que apenas se realizarão doi encontros, nesta eliminatória, mas tudo é possível. Ana Franco com 9 golos, e Odete Freitas com 6 golos, foram as melhores marcadoras do CS Madeira. Kassia Cesar com 10 golos, e Dulce Pina com 9 golos, foram as melhores marcadoras do Assomada.

Em Leiria, tivemos no pavilhão da Juventude Lis, um dérbi regional o Juventude Lis / SIR 1.º Maio/CJB, que terminou com a difícil vitória da equipa visitante, num encontro de total equilíbrio, e algumas alternâncias no marcador, mas com a equipa visitante a chegar ao intervalo na frente do marcador por 12-11, já no segundo tempo as igualdades foram uma constante, registando-se sensivelmente a meio deste período uma igualdade a 20 golos, para perto do final nova igualdade a 23 golos, com a equipa do SIR 1.º Maio/CJB, a terminar o encontro com um parcial de 2-0, que lhe deu a vitória no encontro. Margarida Oliveira com 9 golos, foi a melhor marcadora da Juventude Lis, com Adriana Lage a ser a melhor marcadora do SIR 1.º Maio/CJB com 7 golos. Eliminatória também de grande equilíbrio, mas na nossa opinião o factor casa vai decidir a mesma.

Grupo B – Apuramento do 9.º ao 12.º Lugar
2.ª Jornada
Dia 14-04-18
ND Santa Joana SD 22 – 31 JAC-Alcanena
Académico FC 24 – 26 CA Leça

Neste grupo onde o maior interesse se pode resumir (na nossa opinião), a quem irá descer de Divisão, está a ser disputado com forte equilíbrio pontual, entre pelo menos três (3) equipas (JAC-Alcanena, CA Leça, e Académico FC), com o ND Santa Joana, surge deslocado em termos mais negativos, e a registar nova derrota nesta jornada. O outro resultado nesta jornada com a vitória do CA Leça no lima diante o Académico FC, deu origem a uma troca de posições na tabela classificativa. Destaque-se ainda que não se registaram ocorrências disciplinares.

Classificação deste Grupo após estes jogos – 1.º JAC-Alcanena (23 pontos), 2.º CA Leça (22 pontos), 3.º Académico FC (21 pontos), 4.º ND Santa Joana (14 pontos). 

O Banhadas Andebol

Fase Final - PO10 - 2017 / 2018 - VII


Dando continuidade aos textos anteriormente iniciados, voltamos a referir-nos a esta prova, desta vez com a realização dos jogos relativos à 6.ª Jornada. Não querendo deixar passar em claro esta prova do andebol nacional.

PO10 – Campeonato Nacional Seniores Feminino 2.ª Divisão

3.ª Jornada
Dia 25-04-18
ARC Alpendorada – S. Félix Marinha
6.ª Jornada – Resultados
Dia 14-04-18
Juventude Mar 24 – 19 Batalha AC
ARC Alpendorada 25 – 18 Passos Manuel
S. Félix Marinha 19 – 26 Almeida Garrett
AD Academia Andebol SPS 23 – 25 Ílhavo

Classificação após esta jornada – 1.º Almeida Garrett (16 pontos), 2.º ARC Alpendorada (-1 jogo, 15 pontos), 3.º Passos Manuel, e Ílhavo (14 Pontos), 5.º AD Academia Andebol SPS, e Juventude Mar (10 pontos), 7.º S. Félix Marinha (-1 jogo, 7 pontos), 8.º Batalha AC (6 pontos). 

O Banhadas Andebol

Campeonatos Nacionais Universitários – 2018


FINAIS NACIONAIS DE ANDEBOL
EM
AVEIRO

Decorrem de 26 a 27 de Abril de 2018, em Aveiro a Fase Final em concentração, dos Campeonatos Nacionais Universitários de Andebol.

A AAUAv (Associação Académica da Universidade de Aveiro) que está inserida organização destas provas, com a colaboração da Federação. Participam nas finais Nacionais as seguintes equipas:

Femininos

U. Beira Interior
IP Leiria
U. Lisboa
P. Porto
U. Minho
U. Aveiro
U. Porto

Masculinos

FEUP Porto
FEP Porto
ISEG
U. Évora
FCT
U. Aveiro
FADEUP
A.Coimbra

O Noticias

domingo, 15 de abril de 2018

Crónica de Fim-de-semana – 23 – 2017 / 2018 – II


Ligeira e possível, crónica relativa à Fase Final Grupo A da PO02, com a realização da 4.ª Jornada desta Fase. E acompanha de uma ligeiríssima crónica sobre os Grupos da Fase Nacional Grupo B

PO02 – Campeonato Nacional da 2.ª Divisão Seniores Masculinos.

Resultados
Fase Final Nacional - Grupo A
3.ª Jornada
Dia 17-04-18
Alto Moinho – SC Horta
4.º Jornada
Dia 14-04-18
AD Sanjoanense 27 – 27 SC Horta SD
CA Póvoa Varzim 28 – 27 CCR Fermentões
ADC Benavente 25 – 24 Alto Moinho SD

Disputada incompleta a quarta jornada da Fase Final, que vai definir em especial o Campeão Nacional da Divisão, e determinar as duas equipas, com subida directa á 1.ª Divisão Nacional, ou seja ao escalão maior do Andebol Nacional. Tivemos uma jornada disputada com grande equilibrio, mais uma vez deve-se assinalar que foi uma jornada disputada sem o registo de ocorrências disciplinares

Na Municipal das Travessas, realizou-se um dos jogos desta jornada, que que terminou numa igualdade o AD Sanjoanense / SC Horta, que foi um encontro de total equilíbrio, pois o resultado ao intervalo já assinalava uma igualdade a 13 golos, em termos globais, poderemos dizer que foi mais negativo para a equipa do Continente, que cede a sua segunda igualdade nesta fase da prova, que está a ser disputada, com grande equilíbrio, e que com esta igualdade cede o 1.º lugar isolado à equipa do CA Póvoa Varzim. Neste encontro Rui Rodrigues com 7 golos, e Patrick Lemos com 6 golos, foram os melhores marcadores da AD Sanjoanense, por seu lado no SC Horta, José Silva e João Pimentel com 6 golos cada, foram os seus melhores marcadores, os insulares mantêm o mesmo lugar na tabela classificativa, embora com um jogo em atraso. Em Benavente tivemos mais um resultado final que pode demonstrar um forte equilíbrio durante os 60 minutos, no encontro ADC Benavente / Alto Moinho, no entanto durante os 60 minutos, o ADC Benavente comandou grande parte do tempo de jogo o mesmo, chegando ao intervalo a vencer por 15-11, embora sensivelmente a meio do segundo tempo tivesse permitido a igualdade a 20 golos, com uma excelente recuperação da equipa do Alto Moinho, que ainda teve uma igualdade a 24 golos, com a equipa visitada a vencer nos momentos finais do encontro, no ADC Benavente onde 10 jogadores marcaram golos, João Raquel com 9 golos, e Miguel Xavier com 6 golos, foram os seus principais marcadores. No Alto Moinho, Pedro Padre com 8 golos, e Victor Talmazam com 7 golos, foram os seus melhores marcadores. No encontro CA Póvoa Varzim / CCR Fermentões, onde se defrontaram duas das melhores equipas desta Fase Final (na nossa opinião), e que terminou num resultado de grande equilíbrio com a vitória do CA Póvoa Varzim a vencer pela diferença mínima, depois de ao intervalo estar a perder por 14-12, mas com uma boa reacção no segundo tempo os visitados conseguiram chegar à frente do marcador e terminar, vencendo pela diferença mínima, e face ao conjunto de resultados, verificados, isolarem-se no comando da Fase Final. João Baltazar com 8 golos, e Pedro Machado com 6 golos, foram os melhores marcadores do CA Póvoa Varzim, Sérgio Ribeiro com 9 golos, e João Barbosa com 8 golos, foram por sua vez os melhores marcadores do CCR Fermentões.

Após estes jogos a classificação ficou assim estabelecida: - 1.º CA Póvoa Varzim (11 pontos), 2.º AD Sanjoanense (10 pontos) 3.º CCR Fermentões (8 pontos), 4.º SC Horta (-1 jogo), e ADC Benavente (6 pontos, 6.º Alto Moinho (- 1 jogo, 3 pontos).

Nota – Mantemos esta nota, pois continuamos sem entender qual a função actual da Andebol TV, provavelmente (na nossa opinião), para transmitir apenas eventos da própria Federação, no entanto não ficaria mal á Federação, efectuar algumas transmissões através da Andebol TV. Registando-se que neste fim de semana se registou uma grande melhoria nas suas transmissões.

Fase Final Nacional - Grupo B
Zona 1
4.ª Jornada
Dia 13-04-18
FC Porto B 24 – 28 FC Gaia
Dia 14-04-18
São Mamede 27 – 29 Marítimo
CP Natação 31 – 27 SP. Oleiros
GC Santo Tirso 31 – 22 Boavista FC

Nesta Zona, disputou-se a 4.ª Jornada completa, que terminou sem grandes surpresas, pois até a vitória do Marítimo em São Mamede, não deve ser considerada surpresa, apenas deu origem a uma troca de lugares, mas ambas as equipas continuam a ocupar os 2 últimos lugares da tabela classificativa, Outro resultado que provocou alterações na tabela classificativa foi a vitória do GC Santo Tirso diante o Boavista FC, e por uma folgada margem dando origem à troca de lugares entre estas duas equipas. Zona onde pensamos que os últimos lugares irão ser bastante discutidos.

Após estes jogos a classificação ficou assim estabelecida: - 1.º FC Gaia (32 pontos), 2.ºGC Santo Tirso (30 pontos), 3.º Boavista FC (29 pontos), 4.º SP. Oleiros (25 pontos), 5.º FC Porto B (24 pontos), 6.º CP Natação (23 pontos), 7.º Marítimo (20 pontos), 8.º São Mamede (18 pontos).

Zona 2
5.ª Jornada
Dia 14-04-18
SIR 1.º Maio 18 – 27 AC Sismaria
CD Marienses 25 – 21 AC. Coimbra
Benfica B 32 – 27 Juventude Lis
AD Albicastrense 29 – 35 Estarreja AC

Zona que tem mais uma jornada disputada que as restantes, e teremos de nos repetir pois tal como na Zona 1, a disputa estará centrada nos lugares de descida, onde existe uma equipa (na nossa opinião) que já deverá estar resignada a um dos últimos lugares a AC. Coimbra, que continua sem averbar qualquer vitória, nesta jornada a grande surpresa foi a vitória do Estarreja AC em Castelo Branco, e que foi a sua 1.ª vitória nesta Fase da prova, com os CD Marienses a vencerem a AC. Coimbra, e o Benfica B, ao vencer a Juventude Lis, a provocar a 1.ª derrota da equipa leirienses nesta fase, já que o jogo entre duas equipas da Região de Leiria terminou com a vitória esperada do AC Sismaria.

Após estes jogos a classificação ficou assim estabelecida: - 1.º Benfica B (36 pontos), 2.º AC Sismaria (33 pontos), 3.º Juventude Lis (32 pontos), 4.º AD Albicastrense (29 pontos), 5.º SIR 1.º Maio (26 pontos), 6.º CD Marienses (24 pontos), 7.º Estarreja AC (23 pontos), 8.º AC. Coimbra (17 pontos).

Zona 3
4.ª Jornada
Dia 14-04-18
Ginásio Sul 32 – 30 CCP Serpa
CF Sassoeiros24 – 26 Vela Tavira
Zona Azul 25 – 23 1.º Dezembro
CDE Camões 32 – 29 Vitória FC

Zona, que tal como a Zona 1, disputou a 4.ª Jornada da prova, o resultado surpresa na nossa opinião foi a vitória do Vela Tavira diante o CF Sassoeiros, dando origem a que a equipa algarvia, comece a tentar fugir dos lugares de despromoção, tivemos ainda vitória do irregular CDE Camões diante o Vitória FC, que tal como dissemos na jornada anterior, “que nos dá sensação de que como não atingiu o seu principal objectivo, que era a presença na Fase Final Grupo A, entrou numa fase de descrença…”, de destacar nesta zona o equilíbrio verificado nos resultados em todos os encontros disputados, tal como na Zona 2, e empregando as palavras com o mesmo sentido parece-nos que um dos lugares de descida poderá já estar definido (CCP Serpa), com a discussão pelo outro lugar a ser muito elevada e muitas equipas envolvidas.

Após estes jogos a classificação ficou assim estabelecida: - 1.º Vitória FC (29 pontos), 2.º CDE Camões (28 pontos), 3.º Zona Azul (27 pontos), 4.º Ginásio Sul, e 1.º Dezembro, e Vela Tavira (25 pontos), 7.º CF Sassoeiros (23 pontos), 8.º CCP Serpa (15 pontos). 

O Banhadas Andebol

2.ª Fase – PO06 - 2017 / 2018 - VII


Na continuidade do trabalho anterior e com os mesmos objectivos, voltamos a divulgar os resultados relativos à 2.ª Fase (Grupo A) sem comentários adicionais.

PO06 – Campeonato Nacional Juvenis Masculinos 1.ª Divisão

2.ª Fase – Grupo A

Modelo Competitivo – Nesta Fase o 1.º classificado de cada zona, fica imediatamente apurado para a Fase Final.

Os 2.º’s classificados juntamente com os representantes da Madeira e dos Açores, disputam uma fase apuramento, apurando-se directamente os dois primeiros desta Fase para a Fase Final. A não existência da Fase de Apuramento por não participação da Madeira e Açores, implica o apuramento directo para a Fase Final dos 2.º’s classificados nesta Fase.

Zona 1
6.ª Jornada
Dia 18-04-18
Boavista FC – CD Feirense
7.ª Jornada – Resultados
Dia 14-04-18
Boavista FC 21 – 24 Colégio Carvalhos
Xico Andebol A 24 – 25 ABC
CD Feirense 22 - 24 Águas Santas

Classificação após estes jogos – 1.º Águas Santas (20 pontos), 2.º ABC (18 pontos), 3.º Colégio Carvalhos (13 pontos), 4.º Xico Andebol (12 pontos), 5.º CD Feirense (- 1 jogo, 9 pontos), 6.º Boavista FC (- 1 jogo, 8 pontos).

Zona 2
7.ª Jornada - Resultados
AD Sanjoanense 50 – 29 Vela Tavira (antecipado)
Dia 14-04-18
Belenenses 14 – 25 Benfica A
AA Avanca 22 – 36 Sporting A

Classificação após estes jogos – 1.º Sporting A (21 pontos), 2.º AD Sanjoanense, e Benfica A (17 pontos), 4.º Belenenses, e AA Avanca (11 pontos), 6.º Vela Tavira (7 pontos). 

O Banhadas Andebol

sábado, 14 de abril de 2018

Crónica de Fim-de-semana – 52 – 2017 / 2018 – I


Crónica de fim-de-semana da PO01, dedicada aos jogos do Grupo A e B.

PO01 – Campeonato Nacional da 1.ª Divisão Seniores Masculinos.

Fase Final Nacional – Grupo “A”
4.ª Jornada
Dia 14-04-18
Madeira SAD 21 – 22 ABC
Sporting 30 – 21 AA Avanca
Benfica 34 – 27 FC Porto

Jornada, onde se destaca um dos clássicos do Andebol Nacional, e que foi certamente um dos mais importante jogos da mesma o Benfica / FC Porto, cujo resultado embora não tenha decidido nada afastou o FC Porto, mais da discussão do título, mas felizmente sem o registo de ocorrências disciplinares.

Benfica 34 – 27 FC Porto

Clássico do Andebol, disputado no pavilhão da Luz, com uma boa assistência, e que foi um bom jogo, especialmente nos primeiros 30 minutos foi um encontro bem disputado e com algum equilíbrio, embora o Benfica tenha chegado aos 3 golos de diferença aos 10 minutos (7-4), com o Benfica a jogar sempre em “alta rotação”, e como FC Porto, a tentar jogar e forma mais pausada., e com ambas as equipas aproveitarem as superioridades numéricas, de que dispuseram, o FC Porto reage, e chega á igualdade a 8 golos, e consegue estar na frente do marcador por 9-8, para logo de seguida o Benfica a 13-10 (20 minutos), com a entrada de Miguel Espinha (39% de eficácia) para a baliza do Benfica, cerca dos 25 minutos de jogo, após Hugo Figueira (16% de eficácia) ter sido atingido com uma bola na face, com o resultado a chegar ao intervalo com o Benfica a vencer por 18-15, já depois de Paulo Moreno ter sido desqualificado directamente cerca dos 29 minutos de jogo, e com João Pais (5 golos, 71% de eficácia) a realizar um excelente jogo, com Belone Moreira (10 golos, 77% de eficácia, 3 em 5 de 7 metros) a ser durante todo o encontro o jogador mais. No segundo tempo o jogo perdeu qualidade, em especial em termos atacantes de parte a parte destacando-se no FC Porto, Hernadez (7 golos, 64% de eficácia), e Rui Silva (4 golos, 57% de eficácia), e com Miguel Martins (apesar de ter marcado 5 golos, 83% de eficácia, 3 em 3 de 7 metros), não ter estado nos seus dias (na nossa opinião), referir ainda, que o bloco central do Benfica em termos defensivos esteve muito bem, ao contrário do fortíssimo bloco central do FC Porto, que perdeu nos momentos finais do encontro organização ofensiva, e igualmente na nossa opinião, ficou nos últimos minutos sem organização no seu ataque e o Benfica foi construindo o resultado final, que se cifrou numa diferença não esperada. Uma palavra ainda para Hugo Laurentino com 36% de eficácia, na baliza do FC Porto, que esteve bem melhor que Alfredo Quintana (24% de eficácia). Jogo dirigido pela internacional da Madeira constituída por Duarte Santos / Ricardo Vieira, que teve uma actuação que deve ser dividida em duas partes, bem no primeiro tempo, mas piorou no segundo tempo em especial na aplicação da sanção progressiva, onde não existiram princípios de equidade, e estiveram menos bem no julgamento dos apoios.

Sporting 30 – 21 AA Avanca

No Pavilhão João Rocha, razoavelmente composto de público, o Sporting, defrontou a AA Avanca, e venceu deforma clara uma equipa que pratica bom andebol, apesar da juventude da maioria do seu plantel, e com a equipa do Sporting, menos bem em especial em termos atacantes nos momentos iniciais do encontro, a equipa visitada que não apresentou Frankis Carol lesionado bem como o seu guarda-redes Skok, ficou logo aos 8 minutos de jogo sem Pedro Solha, que saiu lesionado, assim como a AA Avanca, ficou bastante limitada com a desqualificação directa de Taboada cerca dos 12 minutos de jogo. Foi um encontro onde o Sporting comandou o jogo e o marcador durante a maior parte do tempo de jogo, chegando aos 21 minutos a vencer por 10-6, máxima vantagem conseguida no primeiro tempo, que apenas foi ultrapassada nos momentos finais do primeiro tempo, chegando ao intervalo a vencer por 14-9. Neste período até cerca dos 48 minutos de jogo teve na baliza Cudic (42% de eficácia), que esteve em bom plano, momento em que foi substituído pelo jovem Manuel Gaspar (63% de eficácia), que esteve muito bem, e mantendo o seu nível de jogo, chegou aos 35 minutos a vencer por 17-10, apesar de na AA Avanca, dois dos seus jovens terem estado no jogo com comportamentos diferenciados, enquanto Diogo Oliveira (6 golos, 60% de eficácia, 0 em 1 de 7 metros), Diogo Silva não esteve nos seus dias (3 golos, (27% de eficácia), o seu técnico, de tudo tentou, pois a partir dos 42 minutos de jogo e quando o resultado estava em 20-15, a favor do Sporting, passou a defender em 3:3, tentado desta forma baralhar o ataque do Sporting, no entanto com Kopco em grande plano (8 golos, 89% de eficácia), aos 53 minutos o Sporting vencia por 28-18. Apesar de Carlos Carneiro não estar nos seus dias, ao contrário de Cláudio Pedroso (4 golos, 100% de eficácia), e 5 assistências, uma referencia ainda para Pedro Valdez (4 golos, 80% de eficácia), na AA Avanca uma palavra ainda para Luís Silva na baliza com 29% de eficácia, já que Magnol Fis (38% de eficácia), apenas esteve em campo cerca de 11 minutos, quase tantos como Manuel Gaspar. Jogo dirigido pela dupla de Lisboa constituída por António Trinca e Tiago Monteiro, que apesar de terem estado melhor que na última jornada, revelaram algumas falhas em especial na lei da vantagem e nos passos.

Madeira SAD 21 – 22 ABC

Jogo no pavilhão do Funchal, que iniciou com uma fraca moldura humana, mas que se foi composto, durante o encontro. O ABC comandou o marcador e na prática o jogo desde o primeiro minuto de jogo, existindo no entanto alguns momentos de forte equilíbrio, e que foi bastante agradável de seguir, tendo bons momentos de andebol, no primeiros tempo temos de destacar a prestação na baliza do ABC de Humberto Gomes (33% de eficácia), que foi decisivo para que a sua equipas aos 18 minutos de jogo, estivesse na frente do marcador por 8-4 (a maior diferença que se registou em todo o encontro), e com Nuno Silva (6 golos, 86% de eficácia), a comandar o ataque dos minhotos com grande qualidade, sendo decisivo nos momentos finais do encontro quando o Madeira SAD procurava a igualdade. Ainda no 1.º tempo o Madeira SAD faz um parcial de 4-0, e iguala o marcador a 8 golos quando estavam decorridos 25 minutos de jogo, para logo de seguida permitir, que o ABC fizesse um parcial de 3-0 e chegasse ao intervalo a vencer por 11-8, com o jovem Carlos Bandeira (4 golos, 80% de eficácia) a ser um dos seus elementos mais preponderantes neste período de jogo. O Madeira SAD como é normal, passou a jogar com uma defesa mais aberta e com Bruno Moreira (5 golos, 100% de eficácia, 1 em 1 de 7 metros), em bom plano nos 6 metros, e com a entrada no segundo tempo de Daniel Santos (3 golos, 100% de eficácia), permitiu ao Madeira SAD, um maior equilíbrio, que se foi reflectindo no marcador, chegando a 1 golo de diferença aos 47 minutos de jogo, quando o ABC vencia por 16-15, situação que se repetiu por diversas vezes, pois João Paulo Pinto (6 golos, 67% de eficácia), também esteve bem nos remates de 1.ª linha, mas com o ABC sempre a responder nunca permitindo que o Madeira SAD, alguma vez assumisse o comando do jogo e do marcador, tendo o seu técnico tentado nos minutos finais do encontro, jogado com 7 jogadores de campo no ataque, mas que não foi suficiente para inverter o resultado. Uma referência para o jovem Gustavo Capdeville na baliza do Madeira SAD com 26% de eficácia. Jogo dirigido pela dupla de Aveiro constituída por Mário Coutinho e Ramiro Silva, que produziram uma arbitragem bastante positiva.

Classificação da Fase Final Grupo “A” - 1.º Sporting (50 pontos), 2.º Benfica (46 pontos), 3.º FC Porto (44 pontos), 4.º ABC (41 pontos), 5.º AA Avanca (35 pontos), 6.º Madeira SAD (32 pontos).

Fase Final Nacional – Grupo “B”
4.ª Jornada
Dia 14-04-18
Belenenses 27 – 27 São Bernardo
AC Fafe 23 – 22 Xico Andebol
Boa Hora 33 – 32 Arsenal
Águas Santas 31 – 27 Ismai

Jornada disputada de forma completa, o que se saúda, pois apenas beneficia a competição, num grupo, onde o grande interesse, é ficarmos a conhecer quem são as duas equipas quem irão descer de divisão. Foi uma jornada disputado com grande equilíbrio em todos os jogos, não se registando qualquer ocorrência disciplinar, mas infelizmente com problemas no fecho dos boletins de jogo.

No pavilhão Acácio Rosa, disputou-se o Belenenses / São Bernardo, que terminou numa igualdade, que favorece mais o São Bernardo, que a equipa do Belenenses, pois permite à equipa da Região de Aveiro, a conquista de alguns pontos no seu caminha na “fuga” aos dois últimos lugares do Grupo. Foi um encontro onde a equipa visitante comando por diversas vezes o marcador com surpresa dos poucos espectadores presentes, chegando ao intervalo a vencer por 11-9, depois de comandar o jogo eo marcador durante os primeiros 30 minutos. No segundo tempo ainda se manteve na frente do marcador até cerca dos 41 minutos de jogo (16-15), para depois e até final do jogo, o mesmo se tornar mais equilibrado, e com algumas alternâncias no marcador, e diversas igualdades. No Belenenses, João Ferreira com 10 golos (67% de eficácia, 2 em 3 de 7 metros), e Nuno Santos com 6 golos (60% de eficácia), foram os seus melhores marcadores com João Moniz (29% de eficácia), e Miguel Moreira (63% de eficácia, mas muito menos tempo no posto). NO São Bernardo onde 10 atletas marcaram golos, Tiago Sousa (7 golos, 47% de eficácia, 2 em 2 de 7 metros), foi o seu principal marcador, e na baliza Emanuel Ribeiro com 33% de eficácia, foi um dos seus destaques.

No Pavilhão Municipal de Fafe, disputou-se o AC Fafe / Xico Andebol, que foi um encontro, de grande equilíbrio, e com alternâncias nos marcador, começou melhor os homens de Guimarães que comandaram o jogo e o marcador até cerca dos 18 minutos, quando se verificou uma igualdade a 5 golos, depois passou a ser o AC Fafe a comandar o marcador, chegando a ter 3 golos de vantagem (9-6), para se chegar ao intervalo com uma igualdade a 12 golos. Nos segundos 30 minutos o AC Fafe comandou sempre o marcador voltando a ter 3 golos de vantagem (19-16) aos 48 minutos de jogo, para repetir a vantagem aos 56 minutos (22-19), para depois permitir uma reacção do Xico Andebol, que cada por perder o encontro pela diferença mínima. Uma das principais diferenças esteve no rendimento dos guarda-redes, pois enquanto no AC Fafe Nelsom Reynel (43% de eficácia), foi determinante, pois Luís Castro no Xico Andebol apenas chegou aos 28% de eficácia. Nuno Pimenta no AC Fafe com 6 golos (60% de eficácia, 4 em 5 de 7 metros), e Vasco Santos (56% de eficácia), e Paulo Cândido (56% de eficácia), ambos com 5 golos, foram os melhores marcadores do AC Fafe, com Manuel Lima e os seus 8 golos (73% de eficácia, 5 em 5 de 7 metros), a ser o melhor marcador do Xico Andebol.

No pavilhão do Águas Santas, disputou-se um encontro entre maiatos o Águas Santas / Ismai, que terminou com a difícil vitória do Águas Santas, qua ao intervalo perdia por 15-14, num resultado inesperado, em termos de Oficiais, já que em termos de estatística o resultado ao intervalo era uma igualdade a 15 golos. As grandes figuras do encontro foram os guarda-redes António Campos com 40% de eficácia, e Ricardo Castro pelo Ismai com 44% de eficácia, e ainda Manuel Borges do Ismai ainda com 30 % de eficácia, Pedro Cruz mais uma vez foi o melhor marcador da equipa e do jogo com 11 golos (58% de eficácia, 4 em 4 de livre de 7 metros), juntamente com Gonçalo Vieira com 6 golos (75% de eficácia), no Ismai, Francisco Pontes (90% de eficácia, 1 em 2 de 7 metros), e António Ventura (64% de eficácia, 4 em 4 de 7 metros), com 9 golos cada, foram os melhores marcadores do Ismai. Com esta vitória a equipa do Águas Santas reforçou o comando do Grupo B.

No Pavilhão Fernando Tavares, realizou-se o Boa Hora – Arsenal, que foi um encontro de poucas preocupações defensivas, e que terminou com a vitória da equipa do Boa Hora pela diferença mínima, num jogo onde o Arsenal começo melhor até aos 13 minutos, quando se registava uma igualdade a 6 golos, para depois após os 23 minutos de jogo quando se registava nova igualdade a 12 golos, o Boa Hora passou para o comando do jogo, chegando ao intervalo a vencer por 18-15, para no segundo tempo andar sempre na frente do marcador até aos 60 minutos, com esta vitória a equipa do Boa Hora (na nossa opinião), começa a consolidar a sua posição no grupo B. Neste encontro os homens que estiveram na baliza, não corresponderam ao esperado, com Denis Tiselita do Boa hora que foi o que teve melhor eficácia, mas apenas com 22% de eficácia. Pedro Sequeira com 8 golos (67% de eficácia), e Luis Nunes com 7 golos (7 golos, 58% de eficácia, 1 em 3 de 7 metros), foram os melhores marcadores do Boa Hora, por sua vez João Santos com 8 golos (89% de eficácia), e Vasco Areias com 7 golos (88% de eficácia), a serem os melhores marcadores do Arsenal.

Classificação da Fase Final Grupo “B” - 1.º Águas Santas (39 pontos), 2.º Belenenses, e Boa Hora (34 pontos), 4.º Ismai (27 pontos), 5.º AC Fafe (26 pontos), 6.º Arsenal (25 pontos), 7.º São Bernardo (24 pontos), 8.º Xico Andebol (23 pontos). 

O Banhadas Andebol