Vamos a encher os pavilhões - a Modalidade merece
Calendário e Resultados na Barra Direita

quarta-feira, 22 de Outubro de 2014

Crónica de Fim-de-semana – 06 – 2014 / 2015 – I

Mais uma crónica da PO01, que foi iniciada antecipadamente pela disputa de jogos antecipados, face ao início da presença de equipas portuguesas nas Competições Europeias, e ainda têm um jogo adiado pelos mesmos motivos que será apenas jogado dia 22-10-14.
 
As existência de estatísticas está época encontram-se disponíveis, através de um banner (Match Center) criado no próprio sítio da FAP. 
 
PO01 – Campeonato Nacional da 1.ª Divisão Seniores Masculinos.
 
Resultados
6.ª Jornada
FC Porto 32 - 21 Ismai (Antecipado)
GC Santo Tirso 28 – 31 Madeira SAD
Passos Manuel 26 – 29 Belenenses
Benfica 30 – 25 SC Horta
Xico Andebol 27 – 29 ABC
Dia 22-10-14
Sporting 30 - 23 Águas Santas
 
Como início desta crónica teremos de dizer que haverá um jogo que já não será comentado, o FC Porto / Ismai, evitando repetição de temas, pois já se escreveu sobre o mesmo. A jornada comportou alguns encontros onde as equipas consideradas favoritas sentiram algumas dificuldades para vencerem os mesmos, estando neste co o dérbi minhoto Xico Andebol /ABC que terminou com a vitória do ABC. Na luz disputou-se o Benfica / SC Horta, com os insulares a causarem alguma surpresa até cerca dos 45 minutos de jogo, quando os encarnados igualaram a partida a 19 golos, e assumiram o comando do marcador até ao final do encontro, consolidando a sua vantagem. O SC horta com um excelente início de jogo, perante a inoperância defensiva da equipa lisboeta, rapidamente chegou a uma vantagem de 7-1, aos 11 minutos de jogo, para se atingir o intervalo com os insulares ainda no comando do marcador (15-11). O Benfica apenas conseguiu superiorizar-se aos açorianos, quando o cansaço começou a fazer os seus efeitos. No Benfica com Vicente Alamo a realizar uma exibição de excelência (46% de eficácia) e a ser um dos grandes suportes da equipa, Cláudio Pedroso apesar de ser o melhor marcador da equipa com 5 golos mas com uma eficácia bastante baixa (42%). O Homendo encontro foi mais uma vez o “veteraníssimo” Yuriy Kostetskyy com 11 golos (7 de 7 metros) e uma eficácia de 92%. Em Santo Tirso tivemos o GC Santo Tirso / Madeira SAD, com os madeirenses a jogarem com um notável espirito de equipa á imagem do seu técnico, num jogo disputado sempre com grande equilíbrio, sendo prova disso a igualdade a 8 golos, que se registava aos 15 minutos, no entanto a equipa insular voltou a assumir o comando do marcador eoa intervalo vencia por 16-14. Mantendo sempre os tirsenses a uma distância que embora curta lhes permitiu terminarem na condição de vencedores. Destaque nos tirsenses para o seu guarda-redes Ricardo Castro com 37% de eficácia, e mais uma vez para Daniel Costa com 8 golos, que foi não apenas o melhor marcador da equipa como do jogo. No Madeira SAD, Luís Carvalho na baliza também esteve bem (30% de eficácia), mas a equipa valeu pelo seu todo, embora o seu ponto forte tenha sido a ligação entre a 1.ª linha e os seis metros, com João Mendes a marcar 7 golos e uma nota especial para Nuno Silva pelo que jogou, fez jogar e assistiu. Na quinta de Marrocos, tínhamos mais um dos jogos onde se esperava grande equilíbrio, o Passos Manuel / Belenenses, e neste aspeto ninguém saiu defraudado, pois o equilíbrio foi uma constante neste encontro, (apenas uma chamada de atenção para a diferença de resultado existente entre o Boletim de jogo, e o fornecido pelas estatísticas). O resultado ao intervalo é o indicador puro do equilíbrio que se verificava no encontro com os homens do restelo a vencerem pela diferença mínima (13-12). A grande figura do encontro na nossa opinião foi Belone Moreira com 10 golos, enquanto Pedro Sequeira com apenas 4 golos não esteve nos seus dias. Na equipa do Belenenses, com grande distribuição de marcadores, destacaram-se os “veteranos” Luís Nunes com 7 golos e melhor marcador da equipa, e João Pinto com 6 golos. Os reforços angolanos estiveram bastante abaixo do esperado.

A jornada terminou com a disputa hoje (22-10-14) do Sporting / Águas Santas, que terminou com a vitória do Sporting, por um diferencial que não reflete as dificuldades porque a equipa passou, pois apesar do seu bom início de jogo, até cerca dos 10 minutos em que vencia por 4-2, permitiu uma excelente réplica dos maiatos, que acabaram por chegar ao intervalo a vencer por 14-12. O equilíbrio resultante continuou até aos 39 minutos de jogo quando se verificou uma igualdade a 17 golos, mas foi só partir dos 41 minutos e após nova igualdade a 18 golos, que o Sporting, passou para o comando jogo, situação que não mais largou. Chegando a usufruir por várias vezes de vantagens de 5 golos, como por exemplo 25-20 aos 51 minutos, 27-22 aos 55 minutos, e após a exclusão de Pedro Cruz nos dois minutos finais, então estabeleceu o diferencial final. Na equipa lisboeta foi notório o cansaço físico que a equipa apresentou, enquanto nos maiatos as limitações do plantel foram evidentes. Destaques no Sporting, finalmente para Fábio Magalhães com 7 golos, tantos quantos marcou o cubano Frankis Carol, que mais uma vez produziu trabalho de grande qualidade. Enquanto no Águas Santas e mais uma vez Pedro Cruz foi não só o seu melhor marcador como o foi de todo o jogo com os seus 11 golos. Classificação ficou assim Ordenada: 1.º FC Porto (18 pontos), 2.º Sporting (17 pontos), 3.º Benfica (16 pontos), 4.º ABC (15 pontos), 5.º Madeira SAD (13 pontos), 6.º Águas Santas e SC Horta (11 pontos), 8.º Belenenses e Passos Manuel (10 pontos), 10.º Ismai (9 pontos), 11.º Santo Tirso (8 pontos), 12.º Xico Andebol (6 pontos).
 
Xico Andebol 27 – 29 ABC
 
Em Guimarães, disputou um verdadeiro dérbi minhoto, que pode-se dizer foi disputado em família, pois até a dupla de arbitragem era da zona, e o público existente no pavilhão leva-nos a fazer tal afirmação. Quem esperava que era um jogo onde a superioridade do ABC não estaria em cas enganou-se pois a equipa bracarense jogou sem chama, sem garra, e por vezes sem nexo, pois a deficiente organização da mesma tanto defensivamente como ofensivamente, além das diversas falhas técnicas, deram um forte equilíbrio ao jogo, que não era certamente esperado por muitos, incluindo nós. Voltando ao jogo poderemos dizer que os locais comandaram o jogo durante largo período no 1.º tempo chegando a estar a vencer por um diferencial de 3 golos aos 11 minutos (6-3). O ABC passa pela 1.ª vez para o comando do jogo aos 13 minutos, quando Fábio Vidrago marca golos seguidos e coloca o marcador em 7-6 a favor da sua equipa. Poder-se-á dizer que a partir deste momento o ABC nunca mais deixou de comandar o marcador chegando a estar com um diferencial favorável de 5 golos (14-9) aos 22 minutos de jogo (maior diferencial registado durante todo o encontro). O intervalo chegou com os bracarenses no comando do marcador por 17-13. Quem esperava que o Abc estava embalado para uma vitória fácil, enganou-se redondamente, pois os locais com uma excelente exibição e acima de tudo com um grande aproveitamento dos erros do adversário, perdiam pela diferença mínima aos 57 minutos (27-26), quando Humberto Gomes (na nossa opinião), com uma excelente intervenção, resolveu o encontro. Uma informação que consideramos importante é que a equipa vimaranense, foi dirigida pelo adjunto por impossibilidade física do seu técnico principal. Na equipa bracarense continua a destacar-se a falta de Ricardo Pesqueira. No Xico Andebol, destaca-se a eficácia de Pedro Correia nos 7 metros (7 em 7) no total de 9 golos que marcou, a exibição do jovem João Santos com os seus 4 golos, tantos quantos marcou André Caldas. No ABC Nuno Grilo que apenas jogou no segundo período de jogo, acabou por ser o melhor marcador da equipa com 7 golos, sendo acompanhado por João Paulo Pinto e Fábio Vidrago com 5 golos. O Encontro foi dirigido pela dupla Internacional de Braga constituída por Daniel Freitas e Cesar Carvalho, que estiveram coerentes na marcação dos 7 metros ena sanção progressiva, mas tiveram algumas falhas na falta do atacante e na lei da vantagem. 
 
O Banhadas Andebol

Crónica de Fim-de-semana – 04 – 2014 / 2015 - IV

Crónica de fim-de-semana dedicada à PO04.
 
São diretamente aprovados para a Fase Final as 3 primeiras classificadas em cada zona da 1.ª Fase.  
 
PO04 – Campeonato Nacional da 1.ª Divisão Juniores Masculinos.
 
Zona Norte
4.ª Jornada
FC Gaia 19 - 21 Ismai
Xico Andebol 25 - 21 GC Santo Tirso
FC Porto 32 - 28 AA Avanca
ABC 37 - 17 FC Infesta
Águas Santas 29 - 24 Alavarium 
 
Jornada sem grandes novidades, embora em alguns jogos se tenham verificado alguns equilíbrios que foram mais aparente do que reais. Foi ainda uma jornada sem casos disciplinares o que se saúda. Em Gaia disputou-se um dos jogos mais equilibrados da jornada, com o FC Gaia a ir para o intervalo a vencer por 10-9, mas uma boa reação dos maiatos, no segundo período de jogo conduziram os mesmos á vitória, foi um dos encontros onde se registou uma agradável assistência. Fazemos aqui um parêntesis, pois como querem os clubes ter público nos seus jogos, quando os mesmos são marcados para horas impensáveis, como por exemplo 12H00, dando origem a que os jogos sejam presenciados por assistências consideradas “ridículas”. Um bom exemplo do que afirmamos anteriormente foi o jogo que o ABC disputou no Flávio Sá Leite onde venceu com grande facilidade o FC Infesta, aproveitando o jogo para rodar todo o seu plantel, mas presenciado apenas por cerca de 30 espectadores. A figura do jogo acaba por ser Celso Barbosa do ABC com os seus 9 golos. Com esta vitória o ABC, juntamente com o Águas Santas, são as únicas equipas que apenas contabilizam vitórias em todos os jogos disputados até ao momento. A equipa maiata do Águas Santas, recebeu, provavelmente uma das mias fracas equipas da zona o Alavarium, mas a sua vitória, não foi conseguida com a facilidade que esperavam, pois os aveirenses nunca “viraram a cara á luta”, neste encontro não se regista qualquer destaque individual, pois os golos foram distribuídos por diversos atletas. Regista-se apenas que o Alavarium e o GC Santo Tirso, continuam depois desta jornada a registar somente derrotas. O GC Santo Tirso, deslocou-se a Guimarães para defrontar o Xico Andebol, e quando se esperava, uma vitória fácil dos vimaranenses, eis a surpresa, com os 30 minutos iniciais, de grande equilíbrio, e que terminou com o Xico na frente do marcador por apenas 2 golos (11-9). O equilíbrio continuou a ser a dominante deste encontro, com os jovens vimaranenses a fazerem valer a sua superioridade apenas nos últimos minutos do encontro. O FC Porto, recebeu no Colégio de Carvalhos a AA Avanca a quem venceu, embora com alguma dificuldade, e para o conseguir teve de utilizar alguns dos seus “pesos pesados”, pois a réplica dos homens de Avanca foi sempre notória. Este foi mais um dos encontros, onde o se destaca Renato Gonçalves da AA Avanca com os seus 9 golos, mas que se mostraram insuficientes para levar a sua equipa a obter a sua primeira vitória. Ao fim desta jornada a classificação ficou assim ordenada: ABC, e Águas Santas (12 pontos), 3.º Ismai (11 pontos), 4.º FC Gaia (10 pontos), 5.º Xico Andebol, FC Porto (8 pontos), 7.º FC Infesta (6 pontos), 8.º AA Avanca (5 pontos), 9.º GC Santo Tirso e Alavarium (4 pontos). 
 
Zona Sul
4.ª Jornada
IFC Torrense 22 - 27 Alto Moinho
Belenenses 27 - 29 Benfica
Passos Manuel 29 - 29 ADC Benavente
Sporting 34 - 22 Juventude Lis
Boa Hora 15 - 37 São Bernardo 
 
Esta jornada, já não foi isenta de casos disciplinares, mas felizmente, em apenas um jogo se registou relatório disciplinar, mesmo assim não deixaremos de referir como uma jornada em que se saúda e refere como positiva neste aspeto. Dois encontros se destacavam nesta jornada e a verdade é que os adeptos da modalidade que os presenciaram não saíram defraudados. No Restelo disputou-se um dos clássicos da modalidade com a equipa da casa a receber um dos grandes favoritos ao apuramento para a Fase Final o Benfica, e a réplica que deu, foi um dos factos que dominaram a jornada, lembrando que muitas vezes “as camisolas” não ganham jogos, é preciso mais alguma coisa. Destaca-se neste encontro o Hélder Silva do Belenenses com 10 golos, mas acima de tudo os 15 golos de Gonçalo Ribeiro do Benfica, ou seja mais de 50% dos golos da sua equipa são da sua autoria. Parece-nos que ao mítico pavilhão Acácio Rosa estão de regresso as boas assistências. Na Quinta de Marrocos o Passos Manuel, recebeu uma das equipas sensação da prova até ao momento o ADC Benavente, que após a sua vitória na jornada anterior, não quis deixar passar esta oportunidade para continuar a afirmar-se, e obteve uma excelente igualdade, num jogo de grande equilíbrio, apesar de ao intervalo a equipa lisboeta estar na frente do marcador por 14-12, mas uma forte reação dos ribatejanos no segundo período levou a que resultado final fosse uma igualdade. Destaque neste encontro para André Pinto do ADC Benavente com os seus 9 golos. Este foi o único encontro onde se registou relatório disciplinar. Após este encontro a equipa ribatejana mais os aveirenses do São Bernardo, que são as grandes surpresas pela positiva nesta zona, são as únicas equipas que ainda não conheceram a derrota. O São Bernardo deslocou-se ao Pavilhão Fernando Tavares, para defrontar, na nossa opinião, uma das mais fracas equipas da zona, e venceu com grade facilidade, “cilindrando” positivamente o Boa Hora, já vencendo ao intervalo por 13-7. A distribuição dos golos por variadíssimos marcadores é uma prova do grande equilíbrio que esta equipa possui. O Sporting depois da derrota sofrida na jornada anterior, defrontou nesta jornada os leirienses da Juventude de Lis, e não enviou as camisolas para jogo, jogou como equipa e venceu com grande facilidade o seu adversário, com Francisco Tavares com 8 golos a ser o seu melhor marcador. Na Torre da Marinha, a equipa local recebeu e perdeu com o Alto Moinho, num jogo sem grande história, com a equipa do Alto Moinho já a vencer ao intervalo por 14-10. Com este resultado o IFC Torrense juntamente com o Boa Hora, são as únicas equipas nesta zona que até ao momento só conhecem a derrota como resultado final. Ao fim desta jornada a classificação ficou assim ordenada:1.º São Bernardo e ADC Benavente (11 pontos), 3.º Sporting e Benfica (10 pontos), 5.ºAlto Moinho e Belenenses (8 pontos), 7.º Juventude Lis e Passos Manuel (7 pontos), 9.º IFC Torrense e Boa-Hora (4 pontos). 
 
O Noticias

terça-feira, 21 de Outubro de 2014

Crónica de Fim-de-semana No Feminino – 06 – 2014 / 2015

Crónica exclusivamente dedicada ao Feminino. 
 
Regresso em pleno da prova, após o miniestágio que foi efetuado e que deu origem na prática a uma paragem na prova. 
 
Continuamos a aguardar que algum dos nossos habituais leitores se disponibilize para dar uma continuidade às crónicas sobre o andebol em especial no feminino, estamos abertos á mesma
 
PO09 – Campeonato Nacional da 1.ª Divisão Seniores Femininos. 
 
1.ª Fase – Resultados
4.ª Jornada
Juventude Mar 17 – 15 Juventude Lis
JAC-Alcanena 33 – 28 Madeira SAD
CA Leça 23 – 27 Colégio Gaia
João Barros 34 – 22 Alpendorada
Passos Manuel 22 - 26 CS Madeira
Maiastars 19 – 24 Alavarium
5.ª Jornada
Passos Manuel 25 – 27 Madeira SAD
JAC-Alcanena 39 – 25 CS Madeira 
 
Fim-de-semana com mais uma realização de uma jornada dupla, realizada conforme previsão do calendário, de cada vez que as equipas da Madeira se deslocam ao continente e vice-versa. 
 
Disputaram-se alguns jogos que despertaram certamente a curiosidade e o respeito de todos os fervorosos adeptos do andebol na vertente feminina, como o encontro que disputou no Municipal da Maia e que colocou frente a frente o Maiastars, com uma carreira deveras interessante até ao momento e o Alavarium, que segundo nos apercebemos está a passar por uma época de transição, no entanto as aveirenses venceram, sem grandes dificuldades, com o resultado ao intervalo a seu favor por 14-11 a ser um precioso indicador do resultado final, apenas uma nota para a distribuição dos golos por diversas jogadores sem haver destaques em especial. 
 
Temos um JAC-Alcanena que disputou uma jornada dupla, com as equipas da Madeira, começando logo no sábado em que defrontou a equipa do Madeira SAD, obtendo uma excelente vitória sobre as “super” favoritas da equipa Insular, e ao mesmo tempo recolocando-se no caminho dos bons resultados de que andava arredada neste início de prova. Neste jogo com Neuza Valente 1 marcar 11 golos e Rita Alves 9 golos o JAC, não teve grandes dificuldades, tendo ainda Patrícia Rodrigues arredada dos lugares de destaque por marcação de golos decisivos. Enquanto no Madeira SAD a sua melhor marcadora foi Erica Tavares com 9 golos. No Domingo o JAC voltou a defrontar uma equipa Insular, desta vez o CS Madeira, a quem derrotou sem qualquer dificuldade, sendo demonstrativo deste facto o resultado que já se verificava ao intervalo (19-10), sendo neste encontro a Patrícia Rodrigues com 10 golos a sua melhor marcadora, enquanto nas madeirenses Sara Gonçalves com 8 golos.
 
O Passos Manuel foi a outra equipa do continente a realizar jornada dupla, com as equipas da região autónoma, e pelos resultados finais verificados, colocou sérios problemas a ambas as equipas, embora tenha sido derrotado nos dois encontros, com especial destaque para as grandes dificuldades sentidas pelo Madeira SAD, ao vencer por apenas dois (2) golos de diferença, voltando Erica Tavares a ser a sua melhor marcadora com 11 golos, enquanto pelo Passos Manuel, Carolina Santos com 9 golos foi a sua marcadora de serviço neste encontro. No jogo diante o CS Madeira presenciado por assistência por considerada completamente insuficiente (30 espectadores), a equipa lisboeta perdeu mais uma vez por dois (2) golos de diferença, mas com as insulares a comandarem o marcador desde cedo chegando ao intervalo já a vencer por 14-7, tiveram em Maria Rodrigues com 9 golos a sua marcadora de serviço. Com estas derrotas o Passos Manuel continua ser uma das duas equipas que apenas averbam derrotas até ao momento. 
 
Em mais um jogo disputado praticamente sem público o João Barros, não sentiu qualquer dificuldade em levar de vencida a neo divisionária Alpendorada, chegando ao intervalo já vencer por uma confortável margem 18-11, a curiosidade esta em que a melhor marcadora do encontro foi precisamente Tânia Braga do Alpendorada com 8 golos. Com este resultado a equipa do ARC junta-se ao Passos Manuel nos conjuntos que até ao momento ainda só conheceram a derrota nos jogos disputados. 
 
Em Leça, jogava uma das equipas que ainda não conhece o “sabor” da derrota o Colégio de Gaia, num encontro em que apesar do seu favoritismo, não foi tão fácil como o resultado final poderá transparecer, apesar de no final dos 30 minutos iniciais já se encontrar a vencer por 14-11, mas o CA Leça com uma excelente reação no segundo período criou sérias dificuldades á equipa do Colégio de Gaia, que teve em Sandra Santiago a sua melhor marcadora com 10 golos. 
 
O encontro entre a Juventude Mar e a Juventude Lis, foi tal como se previa um dos mais equilibrados encontros da jornada, onde o resultado final é puramente indicativo da superioridade das defesas sobre os processos atacantes. A equipa da Juventude Mar com ligeiro ascendente no primeiro tempo chegou ao intervalo já a vencer por 9-6, com uma forte reação das leirienses que segundo dizem as crónicas, igual o jogo 15 golos aos 58 minutos. Jogo com boa assistência e bem disputado, encerra em si uma curiosidade que não podemos deixar de referir, foi que foram assinalados 5 livres de 7 metros no conjunto do jogo, mas nenhum foi convertido. Com este resultado a Juventude Mar obtém a sua primeira vitória na prova. 
 
Um facto que é agradável sempre registar, não se verificaram relatórios disciplinares em nenhum dos jogos disputados
 
O Noticias

Competições Europeias 2014 / 2015 – XVII - Sorteio

Realizou-se hoje (20-10-14) o Sorteio da 3.ª Ronda de Qualificação da EHF CUP em Masculinos, que conta com a participação de duas equipas Portuguesas (FC Porto e Sporting), e do qual resultou dois confrontos ibéricos
 
Masculinos  
EHF CUP  
O Sporting, vai defrontar na 3.ª Ronda de Qualificação (32 equipas), a equipa Espanhola do Fraikin BM. Granollers com a 1.ª Mão a ser disputada em Portugal (pensamos que no Multiusos de Odivelas) em 22/23-11-14 e a 2.ª Mão a ser disputada em Espanha em 29/30-11-14.
 
Ao Sporting, a equipa que lhe saiu em sorteio, é uma equipa com alguma história nas competições Europeias, e que parece ser a “fava” entre as equipas que representam a Espanha nesta prova. Esta equipa ocupa atualmente com 7 jornadas disputadas, o 2.º lugar da forte Liga Asobal com 13 pontos sem derrotas e com apenas uma igualdade, obtida por sinal na 1.ª jornada da prova. O seu plantel maioritariamente constituído por atletas oriundos da Catalunha, inclui ainda 1 sérvio, 2 brasileiros  e 1 sueco. 
 
O FC Porto, vai defrontar na 3.ª Ronda de Qualificação (32 equipas) a equipa Espanhola do Abanca Ademar Leon com a 1.ª Mão a ser disputada em Portugal (Dragão Caixa) em 22/23-11-14 e a 2.ª Mão a ser disputada em Espanha em 29/30-11-14. 
 
Ao FC Porto, saiu-lhe em sorte um adversário já seu conhecido, e que já se defrontaram várias vezes na preparação da época em curso. O Plantel dos espanhóis tem na sua constituição atletas de alta qualidade, onde incluem 5 estrangeiros (2 brasileiros, 1 sérvio, 1 Norueguês e 1 macedónio), eliminaram na ronda anterior os suíços do BSV Bern Muri, com duas vitórias completamente esclarecedoras. Esta equipa ocupa atualmente com 7 jornadas disputadas, o 6.º lugar da forte Liga Asobal com 8 pontos que derivam de 3 vitórias, 2 empates e 2 derrotas. 
 
O Noticias

segunda-feira, 20 de Outubro de 2014

Crónica de Fim-de-semana – 06 – 2014 / 2015 - II

Continuamos com as nossas habituais crónicas, dedicadas á PO02.
 
A Manutenção deste alerta, serve apenas, para se ter a noção de que se vai passar esta época, face á alteração verificada no seu sistema competitivo, onde as descidas de divisão serão consumadas no final da 1.ª fase da prova, ou seja a fase que se disputa atualmente, assumindo assim uma maior importância todos os jogos disputados. 
 
Finalmente, tivemos uma jornada disputada tanto a norte como a sul sem alterações, o que se regista com agrado. 
 
PO02 – Campeonato Nacional da 2.ª Divisão Seniores Masculinos.
 
Resultados
 
Zona Norte
3.ª Jornada
Dia 01-11-14
Marítimo - Arsenal Devesa (16H00)
6.ª Jornada
Arsenal Devesa 32 – 18 Fermentões
São Mamede 24 – 18 Académico FC
Boavista FC 30 – 28 FC Porto "B"
AC Fafe 37 – 34 FC Gaia
Santana 15 – 26 AD Sanjoanense
AA Avanca 33 – 16 SP Oleiros
São Bernardo 26 – 28 Marítimo
8.ª Jornada
Santana 17 – 28 Marítimo
 
Apesar de alguma melhoria em relação á jornada anterior continua-se a lamentar a falta de espetadores em pavilhões onde normalmente a implementação da modalidade, levava a que se esperassem mínimos razoáveis, o que mais uma vez, não foi o caso nesta jornada, no entanto regista-se com agrado o número de espectadores verificados em Braga cerca de 300. Foi uma jornada em que não se registaram adiamentos mas continuou-se a verificar jornadas duplas para algumas das equipas, embora se compreenda as limitações financeiras, é difícil de compreender em termos competitivos. E é precisamente por aí que começamos a nossa breve analise ao que se passou nesta zona, onde o Marítimo na sua deslocação ao continente, onde realizou na prática uma jornada dupla, venceu os dois encontros, com especial destaque para a vitória conquistada em São Bernardo diante a equipa local, num encontro de algum equilíbrio, mas onde os insulares comandaram o marcador sempre que necessário, venceram ainda no dia seguinte, a única equipa da zona que apenas contabiliza derrotas o Santana, em jogo antecipado da 8.ª jornada. Devemos ainda dizer que em ambos os encontros, não existiram grandes destaques individuais, sobressaindo a distribuição dos golos marcados por diversos elementos das equipas. O Santana por sua vez também fez jornada dupla, tendo na véspera perdido diante a AD Sanjoanense, num encontro com várias incidências disciplinares, mas cujo resultado ao intervalo, dava mostras de um equilíbrio total entre as duas equipas nos 30 minutos iniciais (uma igualdade a 10 golos). Num dos dérbis da Região de Aveiro a AA Avanca, não deixou os seus créditos por mãos alheias e venceu de forma categórica o SP Oleiros, que nada pôde fazer perante a total superioridade do seu adversário. Destaque neste encontro para Ricardo Mourão e Diogo Oliveira do Avanca com 8 golos cada. Num dos jogos aguardado com mais expectativa o AC Fafe / FC Gaia, face á carreira de ambas as equipas, venceram os minhotos do Fafe, num jogo de excelente réplica do FC Gaia. Destacaram-se neste encontro, pelo Fafe, mais uma vez César Gonçalves com 10 golos, e pelo FC Gaia Luís Carvalho com 15 golos e Bruno Pinto com 12 golos. Tivemos ainda (para nós) a grande surpresa da jornada, que foi a vitória da equipa do Boavista FC diante o FC Porto “B”, num jogo em que a equipa do FC Porto até vencia ao intervalo por 18-14, tendo os homens do Bessa efetuado um excelente segundo período do jogo, tendo em Roberto Ferreira com 8 golos o seu principal marcador. Este foi um dos encontros em que se registou relatório disciplinar. O São Mamede venceu com aparente facilidade o Académico FC, registando-se ao intervalo um resultado a seu favor de 17-10, mas devem lembrar-se que os jogos duram 60 minutos e por vezes o excesso de confiança, cria-nos situações menos agradáveis. No dérbi minhoto disputado no Flávio Sá Leite, e que foi o jogo com maior número de público na jornada, os neo divisionários do Arsenal Devesa, levaram de vencida com enorme facilidade os homens do Fermentões, e na nossa opinião são uma das grandes surpresas pela positiva nesta zona. Após os jogos disputados até ao momento a classificação é a seguinte – 1.º AA Avanca, AC Fafe e Marítimo (16 pontos), 4.º FC Porto “B” e São Mamede (14 pontos), 6.º Arsenal Devesa (- 1 jogo) e São Bernardo (13 pontos), 8.º Boavista FC (12 pontos), 9.º AD Sanjoanense (11 pontos), 10.º FC Gaia e SP Oleiros (10 pontos), 12.º Académico FC e Fermentões (8 pontos), 14.º Santana (7 Pontos, + 1 jogo).  
 
Zona Sul
1.ª Jornada
Dia 01-11-14
CD Marienses - Ílhavo (20H30)
6.ª Jornada
Benfica "B" 33 – 23 Vitória FC
GS Loures 24 – 28 CD Marienses
CDE Camões 2529 ADC Benavente
Ílhavo 2722 Samora Correia
Vela Tavira 2223 IFC Torrense
Sismaria 3228 Alto Moinho
Boa Hora 2922 Almada AC 
 
Embora se continue com a existência de um jogo em atraso e relativo á 1.ª jornada da prova, o CD Marienses / Ílhavo. Esta jornada, nesta zona foi disputada cumprindo o calendário previamente estabelecido e sem alterações o que se saúda. Tal como na jornada anterior registaram-se jogos com um número razoável de espectadores embora ainda longe do desejável, para quem pretende disputar uma 1.ª Divisão. Nada de significativo a assinalar nesta jornada, apesar de se terem registado alguns jogos com grande equilíbrio, no entanto aqueles que ainda não contabilizam vitórias, continuam na mesma situação, e aqueles que apenas contabilizam derrotas, nada conseguiram modificar. No jogo antecipado da jornada a equipa do Benfica “B” venceu com grande facilidade uma das equipas que apenas contabiliza derrotas na prova, e é um dos históricos da modalidade, o Vitória FC que está a passar ao lado nesta prova. Uma das equipas que está efetuar, na nossa opinião, uma excelente prova é o CD Marienses, que nesta deslocação ao continente, obteve uma excelente vitória em casa de um dos neo divisionários, que tem tido o percurso interessante até ao momento, estamos a referir-nos ao GS Loures, com o resultado a ser totalmente construído no primeiro tempo, e onde se destacaram Cláudio Grilo do GS Loures com 8 golos e mais uma vez António Cortez nos insulares com igual número de golos. No pavilhão Moniz Pereira disputava-se um dos jogos que maior expectativa tinha na jornada, onde os liceais do CDE Camões defrontaram um ADC Benavente em crescendo de forma, quem assistiu ao encontro não deu o seu tempo por mal empegue, com a equipa ribatejana a superar o seu adversário, onde nem os 9 golos de João Oliveira (o melhor marcador do encontro), foram suficientes, pois do outro lado estavam os mesmos de sempre, Miguel Xavier e António Cabaço com 8 golos cada um. Em Ílhavo a equipa local, venceu o seu segundo jogo, diante uma das equipas que até ao mento apenas regista derrotas, o Samora Correia, que no entanto parece-nos que começa a dar evidentes sinais de melhoria competitiva. Em Tavira num dos jogos mais disputado da jornada, a equipa local perdeu pela diferença mínima, que era exatamente a mesma que se registava ao intervalo. Foi um jogo onde mais uma vez o principal marcador foi Carlos Abraul do Vela Tavira com 9 golos. Foi o único encontro da zona onde se verificou registo disciplinar. Em Gândara o Sismaria venceu o Alto Moinho, num jogo de grande equilíbrio, embora o resultado final não o demonstre, pois apenas durante os 30 minutos iniciais a equipa local exerceu alguma superioridade. De destacar neste encontro Tiago Cotrim do Sismaria com 8 golos e Pedro Carvalho do Alto Moinho com o mesmo número de golos marcados. Finalmente uma das únicas equipas que ainda não contabilizou derrotas e pelo que se têm verificado até ao momento se torna em uma das grandes favoritas ao apuramento para a Fase Final o Boa Hora, levou de vencida os neo divisionários do Almada AC, mas deve lembrar-se de que os jogos duram 60 minutos e não apenas 30. Após os jogos disputados até ao momento a classificação é a seguinte – 1.º Boa Hora e Benfica “B” (18 pontos), 3.º CD Marienses (-1 jogo) e ADC Benavente (15 pontos), 5.º CDE Camões (14 pontos), 6.º Sismaria, IFC Torrense e Almada AC (12 pontos), 9.º GS Loures (11 pontos), 10.º Ílhavo (-1 jogo, 10 pontos), 11.º Alto Moinho (8 pontos), 12.º Vela Tavira (7 Pontos), 13.º Vitória FC e Samora Correia (6 pontos).
 
O Banhadas Andebol

Europeu 2016 Masculino – VI – Qualificação 2

Na continuação da preparação para a discussão da Qualificação 2, para o Euro 2016, Portugal na sequência dos dois (2) jogos de preparação integrados no mini estágio que em Tabua, vai iniciar um novo estagio que, decorrerá em Vila Nova de Gaia de 23 de Outubro até 2 de Novembro.
 
Durante este período Portugal disputará dois jogos (Grupo 5), que já contarão para o apuramento do Euro 2016, cuja Fase Final se disputará na Polónia de 15 a 31 de Janeiro de 2016.
 
Assim teremos uma interrupção na PO01 (1.ª Divisão Nacional de Seniores Masculinos), que apenas voltará a sua normalidade em 5 de Novembro, com a disputa da 7.ª Jornada.  

Lista dos convocados, como de costume sem comentários:
Calendário do Grupo 5

1.ª Jornada
Dia 29-10-14
 
Hungria – Portugal (20H30) SportTV
Dia 28-04-15
Rússia - Ucrânia (*)
 
(*) – Alteração efetuada pela EHF, face á situação que se vive na Ucrânia, espera-se vivamente que o critério se mantenha, para os restantes jogos do grupo.
2.ª Jornada
Dia 02.11.14
Portugal – Rússia (16H00) SportTV
Ucrânia – Hungria (18H00)
 
Horas Locais
 
Notas: 
  • A Qualificação 2, é constituída por 7 Grupos de 4 equipas, sendo apurados para a Fase Final os 2 (dois) primeiros classificados de cada grupo, e o melhor 3.º Classificado de todos os Grupos, que se juntarão á Polonia como País organizador.  
  • Uma especial congratulação por as transmissões da SportTV, não serem uma ação esporádica, conforme tínhamos desejado na nossa crónica relativa aos jogos com a Tunísia. 
O Banhadas Andebol

domingo, 19 de Outubro de 2014

PO23 - Taça de Portugal Seniores Femininos – 2014 / 2015 - III

Disputaram-se este fim-de-semana, os jogos referentes á 1.ª Eliminatória da Taça de Portugal Feminina. 
 
E que conforme já referimos  “…Recordamos que na época que terminou o número de equipas que representaram a PO10 foi em número de 20. Segundo o que conseguimos verificar o número para está época será exatamente o mesmo”, derivado ao facto de a Federação ter tornado esta prova obrigatória mesmo para os clubes participantes na PO10, desde a sua 1.ªFase. 
 
Uma nota positiva, foi a indicação regulamentar da previsão da possível existência de zonas nas 1,ª’s Eliminatórias, que era uma situação cuja omissão sempre criticámos. 
 
Os Resultados da 1.ª Eliminatória foram os seguintes:
 
Zona 1
Académico FC 26 – 11 ABC / Manabola
S. Félix Marinha 21 – 22 AC Lusitanos

Isentos – (4) – Didáxis, AD Amarante, FC Infesta e Santa Joana.

Zona 2
Benfica e C. Branco 22 – 23 Cister SA

Isentos – (5) – AA Espinho, ADA Canelas, Batalha AC, SIR 1.º Maio e Ílhavo.

Zona 3
Porto Salvo 30 – 29 Vela Tavira

Isentos – (3) – ARE Porto Alto, Assomada e Lagoa AC.

Resultados esperados embora esperados e sem surpresas, nesta eliminatória (na nossa opinião), deve-se destacar o garnde equilíbrio verificado na maior parte dos jogos que se disputaram.

2.ª Eliminatória, será disputada em 01-11-14 em duas zonas com os seguintes jogos

Zona 1 – 12 Equipas (anteriores Zonas 1 + Zona 2)
Ílhavo – Académico FC
AA Espinho – Didáxis
Sir 1.º Maio – Santa Joana
Batalha AC – Cister SA
ADA Canelas – AD Amarante
FC Infesta - AC Lusitanos
 
Zona 2 – 4 Equipas (anterior Zona 3)
Lagoa AC - Porto Salvo
Assomada – ARE Porto Alto

A terceira eliminatória será disputada em 13-12-14, faltando indicar a data do sorteio e de onde sairão as 4 apuradas se irão juntar às equipas da PO01, na disputa dos 1/8 Final.

Restante estrutura da prova será:
3ª Eliminatória – Vencedores da 2ª Eliminatória – 13.12.2014
1/8 Final – Vencedores da 3ª Eliminatória e Clubes PO.09 - 10.01.2015
1/4 Final – Vencedores dos 1/8 Final – 28.02.2015
1/2 Final – Vencedores dos 1/4 Final – 28.03.2015
Final – Vencedores 1/2 Final – 29.03.2015
 
A FAP, prevê no Regulamento Especifico da Prova, a realização na prática de uma Final Four.
 
O Noticias

sábado, 18 de Outubro de 2014

Competições Europeias 2014 / 2015 – XVI

MASCULINOS 

EHF CUP
SPORTING VENCE ELIMINATÓRIA


 
O Sporting, depois da robusta vitória alcançada no jogo da 1.ª mão deslocou-se á Eslováquia onde foi disputar o encontro da 2.ª Mão da 2.ª Ronda de Qualificação (40 equipas) diante a equipa Eslovaca HC Sporta Hlohovec, que se apresentou para este encontro sem uma das suas principais figuras o ucraniano Petrov sancionado com um jogo de suspensão pela EHF, pela falta cometida sobre o Pedro Solha nos últimos segundos do encontro, e só pinha sido o melhor marcador da equipa no jogo da 1.ª mão com 7 golos. Apesar da diferença de 10 golos favoráveis ás cores nacionais, este encontro não era certamente de “favas contadas”, e nu pavilhão com 1300 espectadores que não regateiam o seu apoio á sua equipas, o Sporting perdeu o jogo por um diferencial, que lhe permitiu a passagem á 3.ª ronda de qualificação. Dizer ainda que a equipa portuguesa foi penalizada com 9 livres de 7 metros, dos quais 6 foram convertidos e apenas beneficiou de 1 , também convertido, terminou o encontro sofrendo 7 exclusões contra apenas 3 do adversário, e pensamos que com este comentários está tudo dito, sobre o que a equipa portuguesa passou nesta sua deslocação. Pedro Portela com 8 golos e Pedro Solha com 6 golos foram os marcadores de serviço da equipa do Sporting, enquanto no lado contrário, Tomas Laho com 6 golos foi o seu melhor marcador.
 
Resultados
1.ª Mão
Sporting 34 – 24 HC Sporta Hlohovec (Eslovénia)
2.º Mão
HC Sporta Hlohovec 33 – 28 Sporting

O Sorteio da 3.ª Ronda de Qualificação da EHF CUP, última ronda antes da Fase de Grupos, realiza-se no próximo dia 21, e já participará no mesmo o FC Porto.

O Noticias

sexta-feira, 17 de Outubro de 2014

Nomeações – EHF – 2014 / 2015 – IX

A EHF procedeu (16-10-14) a nomeações de duplas e delegados para a Qualificação 2 do Euro 2016, e para a Qualificação do 1 do Euro 2018, ambos em Masculinos, tendo Portugal sido comtemplado com a nomeação de uma dupla e novamente de um delegado, para o Euro 2016.  
Árbitros
 
Duarte Santos / Ricardo Vieira – Foram nomeados para dirigir o encontro da 2.ª Jornada do Grupo ”2” da Qualificação 2, do EURO 2016 Masculino, que se disputa entre a Bósnia - Herzegovina e a Dinamarca, na Bósnia em 02-11-14.
 
Delegados
 
António Goulão - Foi nomeado, para o encontro da 1.ª Jornada do Grupo “6” da Qualificação 2, do EURO 2016 Masculino, que se disputa entre a França e a República Checa, em França no dia 30-10-14. 
 
Aos nomeados em representação Nacional, desejamos e endereçamos os nossos parabéns, fazendo votos de que tudo lhe corra pelo melhor.
 
O Regras

A Propósito do… Mundial Sub-21Masculino – 2015 – I

TORNEIO DAS 4 NAÇÕES
 
A propósito da participação neste Torneio, a Seleção de Juniores A Masculina, vai efetuar um estágio que decorrerá em Almada de 27 a 29 de Outubro, decorrendo o resto estágio já no local onde será disputado o Torneio, conforme notícia divulgado no sitio da FAP. 
 
O Torneio será disputado de 31 de Outubro a 2 de Novembro de 2014 em Lanzarote (Espanha), e contará com a participação das equipas da França, Espanha e Alemanha, além de Portugal.  
Lista de convocados, sem comentários 
Este estágio e a participação neste torneio inserem-se na preparação para a disputa dos grupos de qualificação para o Campeonato do Mundo Sub21 Brasil 2015. Para esta prova Portugal está inserido no Grupo 7, que também se vai realizar em Espanha de 9 a 11-01-15, farão parte deste grupo além de Portugal e Espanha a Ucrânia.
 
Apenas são apurados para o Mundial os vencedores de cada Grupo.
 
Calendário de jogos - Torneio 4 Nações
1ª Jornada
Dia 31-10-14
França - Alemanha (18H00)
Espanha - Portugal (20H00)
2ª Jornada
Dia 01-11-14
Alemanha - Portugal (18H00)
Espanha - França (20H00)
3ª Jornada
Dia 02-11-14
Espanha - Alemanha (10H00)
Portugal – França (12H00)
 
Horas Locais
 
Nota – Esperamos que os resultados desportivos neste torneio não sejam iguais ou parecidos com a última presença ou seja o último lugar (apenas derrotas), mas iguais no mínimo ao de 2012, em que o torneio foi organizado em Portugal na Cidade do Porto onde nos classificamos em 2.º Lugar atrás da Espanha. 
 
O Banhadas Andebol

quinta-feira, 16 de Outubro de 2014

IHF – Alterações às Regras - II

HAVERÁ EM 2015 ALTERAÇÕES ÀS REGRAS DE JOGO? 
Dando continuidade aos artigos que publicamos em 24-09-14 e em 03-10-14, iremos tratar mais uma vez sobre mais algumas possíveis alterações de que se fala em alguns círculos, conforme o que vamos lendo. Embora sendo normal, que se registem pequenos ajustamentos às Regras de Jogo em 2015, porque decorreu o período de cinco anos em que a IHF sempre fez cumprir, no entanto algumas das possíveis alterações de que aqui falamos, são feitas sobre fortes reservas na sua na sua implementação, face ao “conservadorismo” que impera na IHF neste aspeto. No entanto é muito possível que surjam alguns ajustamentos.
 
A proximidade de uma nova edição dos Jogos Olímpicos (Brasil 2016), é talvez um dos aspetos que seja mais limitativo a qualquer profunda alteração. 
 
Uma das situações em análise pela IHF, diz respeito ao tipo de cola (resina) utilizada pelos jogadores, e já se questiona se o estabelecimento de uma marca oficial é uma necessidade ou um negócio.
 
A IHF analisa esta possibilidade “restrição dos tipos de cola (resina) ” face as discussões que se têm gerado entre os participantes no mesmo jogo, sobre o uso de diferentes marcas de cola (resina), porque pode alterar a forma de agarrar a bola. 
 
A ideia da IHF, seria que objeto que contem a cola (resina), seja colocada junto á linha central, e que fosse utilizada pelos membros das duas equipas (evitando que cada equipa possa usar a marca que entender). 
 
Para as competições internacionais seria a marca “oficial”, e seria da responsabilidade das entidades organizadoras (IHF / Federações Continentais) a sua colocação nos locais indicados, se a Federação local não tem contrato com nenhuma marca, seria sempre obrigatório o uso da marca do clube local.
 
A verdade é que existem fortes discordâncias sobre esta situação, e a maior das questões, está mesmo na necessidade ou não de se efetuar a regulamentação.
 
O uso da tecnologia pelas duplas de arbitragem é outro dos temas em discussão, e que certamente obrigaria a profundas alterações. Nomeadamente na Regra 8:6, Regra 9 e Regra 16. 
 
Atualmente as regras não permitem que os árbitros consultem um vídeo, para “tirar duvidas” (como já é feito outras modalidade), sobre determinada jogada, para que a decisão seja a mais acertada ou até alterar a mesma
 
Este é um tema controverso e questiona-se, se esta possibilidade deveria ou não fazer parte das Regras? Seguramente que deveria, e pensa-se que é absolutamente necessário, embora se tenha a consciência de que não é uma questão simples. 
 
Por exemplo no último mundial universitário, foi marcado um livre direto, já depois de terminado o tempo de jogo. Se já existisse a esta possibilidade de análise, porque a mesma é decisiva, provavelmente a mesma não seria homologada. Coloca-se no entanto a questão do que se passaria com todas as situações que dão origem a sanções? 
 
Poderia ainda ser lógico autorizar que os técnicos das equipas solicitassem (um numero a definir) revisões de situações em que estão convencidos que foram “prejudicados”, utilizando a entrega á mesa de cartão de cor a determinar. Mas teria de ser definido em que momentos o deveriam fazer. Pois haveria certamente muitos que o utilizariam quando o adversário fosse em contra-ataque, e se desse golo o que fazer? São algumas das questões a serem muito bem ponderadas. 
 
Esta é certamente uma das situações, que envolverá uma série de testes, até ser implementada, disso não temos grandes dívidas
 
Tal como já se utiliza para analisar alguns aspetos relacionados com o sancionamento ou não dos golos, em algumas provas internacionais, na Europa, existem algumas situações que poderiam avançar com maior rapidez, como: 
 
Confirmação de Golos (entrou / não entrou / entrou antes ou depois do sinal de fim do jogo ou de um período), o sistema já testado na Europa, pode facilmente resolver este problema. 
 
Desqualificações (cartões vermelhos) mostrados a jogadores indevidamente. Não será a primeira nem a última vez com uma dupla de árbitros se engana, e no meio de uma confusão com alguns jogadores metidos pelo meio, é desqualificado um atleta que não tinha nada a ver com o assunto. Nada de perdia, apenas se beneficiava, se fosse autorizada uma visualização imediata, para que o culpado seja o corretamente sancionado. 
 
Ações consignadas na Regra 8:6 que os árbitros não conseguiram ver: Como é sabido a regra 8:6 comtempla as Desqualificações devido a uma ação especialmente imprudente, particularmente perigosa, premeditada ou mal-intencionada (também deve ser elaborado relatório escrito).
 
Um exemplo, poderia ser uma cotovelada, num local onde a bola não estava, e que não tinha sido vista por qualquer dos árbitros, apenas viram um jogador caído, longe do local da bola e sangrando, mas sem saberem o que se passou. Hoje em dia nada se pode fazer, mas uma mudança nas regras que possibilita-se aos árbitros ir observar a repetição e veficarem o que se tinha passado, poderia permitir-lhes atuarem de consciência tranquila.
(Fonte Mundo Handball e outros)
 
Hoje falamos apenas em mais estas duas situações, outras que existem iremos descrevendo em próximos artigos sobre o tema.
 
O Regras

Informação - Clubes - Diversa

GC ODIVELAS
O Noticias

quarta-feira, 15 de Outubro de 2014

Crónica de Fim-de-semana – 03 – 2014 / 2015 - IV

Crónica de fim-de-semana dedicada à PO04.
 
São diretamente aprovados para a Fase Final as 3 primeiras classificadas em cada zona da 1.ª Fase.  
 
PO04 – Campeonato Nacional da 1.ª Divisão Juniores Masculinos. 
 
Zona Norte
3.ª Jornada
Xico Andebol 22 - 24 FC Gaia
Alavarium 33 - 39 Ismai
FC Infesta 26 - 29 Águas Santas
AA Avanca 16 - 31 ABC
GC Santo Tirso 26 - 27 FC Porto 
 
Um jornada que teve como principal característica, a vitória de todas as equipas que atuaram como visitantes, o que não deixa de ser inédito. Foi ainda uma jornada sem casos disciplinares o que se saúda apesar de se terem verificado alguns encontros, onde o equilíbrio esteve sempre presente. Alguns resultados inesperados pelo menos pela nossa parte, como a vitória do FC Gaia em Guimarães, e com esta vitória a equipa do FC Gaia, e uma das três equipas que se mantêm sem derrotas no comando da zona. Foi um encontro bastante equilibrado, e que terminou com o Xico Andebol na frente do marcador por 14-10 ao intervalo. O FC Gaia com um segundo período cheio de determinação e garra, conseguiu dar a volta ao resultado e chegar ao final do encontro na frente do marcador. A forma de defender dos vimaranenses, deu origem a que o FC Gaia tivesse 11 livres de 7 metros a seu favor, dois apenas converteu 7. No outro encontro equilibrado da jornada e que terminou com a Vitória do FC Porto em Santo Tirso pela diferença mínima, perante uma excelente assistência para o escalão (cerca de 260 espectadores). A equipa do FC Porto apenas conseguiu dar a volta ao resultado nos segundos 30 minutos, pois ao intervalo o G. Santo Tirso vencia por 14-12, mas valia de alguns elementos portistas, entre eles. Miguel Alves que com os seus 8 golos foi o elemento preponderante na primeira vitória da sua equipa na prova. Em mais um encontro de enorme equilíbrio o Águas Santas, foi vencer o FC Infesta, embora estivesse a maior parte do tempo na frente do marcador nunca conseguiu obter uma vantagem que proporcionasse algum conforto. Destaque para José Barbosa que com os seus 8 golos foi fundamental na vitória da sua equipa. Em Avanca os locais defrontaram um dos grandes favoritos ao apuramento para a Fase Final, o ABC, que venceram sem qualquer dificuldade os locais, colocando-se a salvo de qualquer imponderável quando já venciam confortavelmente ao intervalo por 15/9. Nos segundos 30 minutos foram disputados sem grandes novidades e os bracarenses foram construindo o resultado a seu “belo prazer”. O ABC que se apresentou neste encontro com todos os seus, digamos “pesos pesados”, comos golos a serem bastante distribuídos por vários executantes, é uma das três equipas que comanda a zona, apenas com vitórias. O Ismai foi a Aveiro vencer uma das mais fracas equipas da zona o neo divisionário Alavarium, num encontro onde raramente sentiu dificuldades, e já vencia ao intervalo por 16-14. Bruno Silva do Alavarium com 9 golos foi o seu melhor marcador, enquanto Mário Silva do Ismai com 11 golos foi mais uma vez o seu marcador de serviço, num jogo disputado quase em família. Ao fim desta jornada a classificação ficou assim ordenada: ABC, FC Gaia, e Águas Santas (9 pontos), 4.º Ismai (8 pontos), 5.º Xico Andebol, FC Porto e FC Infesta (5 pontos), 8.º AA Avanca (4 pontos), 9.º GC Santo Tirso e Alavarium (3 pontos). 
 
Zona Sul
3.ª Jornada
Belenenses 27 - 21 IFC Torrense
São Bernardo 32 - 29 Alto Moinho
Juventude Lis 35 - 18 Boa Hora
ADC Benavente 29 - 27 Sporting
Benfica 36 - 15 Passos Manuel 
 
Um jornada que ao contrário do verificado na zona norte, teve como principal característica, a vitória de todas as equipas que atuaram como visitadas, apesar de não ser inédito, não deixa de ser uma nota curiosa. Foi também uma jornada sem casos disciplinares o que se saúda apesar de se terem verificado alguns encontros, onde o equilíbrio esteve sempre presente, e se verificaram grandes surpresas em termos de resultados. Começando pela grande surpresa da jornada, que foi a excelente vitória dos ribatejanos do ADC Benavente sobre os favoritos do Sporting, mas a sobranceria e as camisolas não vencem jogos, agora a garra e a vontade por veze supera a qualidade, quando a mesma não colocada ao serviço do coletivo. Em Benavente houve tudo um pouco, com o Sporting ao chegar ao intervalo a vencer por 20-18, mas João Raquel com 11 golos e Miguel Xavier com 8 golos foram os expoentes máximos da sua equipa e venceram com todo o mérito, um Sporting onde o seu melhor marcador foi o João Ligeiro com apenas 7 golos, e jogaram praticamente todos os seus principais atletas do escalão. Com esta vitória o ADC Benavente ficou a ser a única equipa que apenas contabiliza vitórias na zona. Depois deste resultado, apenas em São Bernardo se verificou um jogo de equilíbrio com os locais a vencerem dificilmente o Alto Moinho, verificando ao intervalo uma igualdade a 18 golos, que é o puro reflexo do que se passou em campo. Destaque no São Bernardo para Rodrigo Gouveia e mais uma vez para Fernando Marques, ambos com 8 golos e para João Silva do Alto Moinho com 10 golos, que foi não só o melhor marcador da equipa mas também do jogo. Todos os outros encontros se saldaram por vitórias das equipas mais credenciadas, com diferencias que não deixam muitas dúvidas sobre a justiça dos mesmos. Em Leiria a Juventude Lis, defrontou a equipa mais fraca da zona (na nossa opinião) o Boa Hora e venceu sem qualquer dificuldade, por uma margem completamente esclarecedora, e que ao fim dos primeiros 30 minutos já deixava antever o resultado final (18-9 a favor dos leirienses). Francisco Meneses do Juventude Lis com 8 golos foi o principal marcador da equipa e do jogo. Em Belém o Belenenses recebeu e venceu o IFC Torrense, que juntamente com o Boa-Hora são as únicas equipas só com derrotas nesta zona. A equipa do Belenenses que já vencia ao intervalo por 15-11, teve em Hélder Silva com 8 golos o seu artilheiro de serviço, enquanto o jovem André Lima do IFC Torrense com 10 golos não conseguiu evitar a derrota da sua equipa. Por fim o Benfica recebeu e derrotou por uma margem completamente esclarecedora o Passos Manuel que na última época tinha sido uma das equipas sensação da zona, o resultado verificado ao intervalo já era um indicador perfeito do que se iria passar até final do encontro, onde ninguém tem especial destaque pois foi a equipa no seu todo que esteve muito bem, estamos certamente a referir-nos ao Benfica, pois a equipa do Passos Manuel não apresentou, neste encontro qualquer argumento digno de registo. Ao fim desta jornada a classificação ficou assim ordenada:1.º ADC Benavente (9 pontos), 2.º São Bernardo (8 pontos), 3.º Sporting, Benfica e Belenenses (7 pontos), 6.º Juventude Lis (6 pontos), 7.º Alto Moinho e Passos Manuel (5 pontos), 9.º IFC Torrense e Boa-Hora (3 pontos). 
 
O Noticias