gal vence

- Vamos encher os Pavilhões - mas com dignidade a Modalidade merece
Calendário e Resultados na Barra Direita

quinta-feira, 14 de dezembro de 2017

Assembleias Gerais da FAP – II - 2017

Este “post” de hoje destina-se a dar amplo conhecimento de que Lamentavelmente depois de se ter realizado no dia 25-11-16, a Assembleia Geral Ordinária, para “Discussão e apreciação do Plano de Actividades e Orçamento da Federação de Andebol de Portugal para o ano civil de 2018”.

Nada temos contra a organização da AG, até porque em termos estatutários a mesma teria de ser realizada, apenas lamentamos que passados 18 dias depois da sua realização e de ter sido noticiado a sua aprovação por unanimidade (nem sabemos o números de presentas), o documento nem sequer tenha sido publicada no site da Federação. Porquê?
Será que o trabalho é tanto que o referido documento ainda não mereceu “honras” de publicação, ou estarão à espera que exista acta da AG, para publicar tudo?

Mais uma vez a Lei e os Estatutos, não estão a ser cumpridos porquê?

Será para evitar comentários ou outras análises ao documento?

Esperamos que o documento seja transparente e esclarecedor, de desenvolvimento e planos para a modalidade, sem engenharia financeira e com um bom plano de atividades.

Estaremos atentos, e publicaremos novos textos sobre o tema sempre que julgarmos oportuno.

O Banhadas Andebol

Torneios de Seleções Regionais Femininas - V

Já depois de termos publicado as classificações e os apuramentos, quer para a Fase Final, quer para a Fase Intermédia, a Federação em 13-12-17, através do seu CO N.º 45, dá conhecimento dos mesmos, o que se lamenta, pois deveria ter sido bem mais cedo.

No entanto este CO, trás a novidade de divulgar a estrutura da Fase Intermédia, que foi feira sem sorteio, e pelo que nos é dado a perceber utilizando, os chamados cabeças de série, no entanto e tal como já dissemos “…nos CO’s N.º 36 e 37 desta época, sobre a questão do alojamento, que possa existir, e ninguém sabe de quem é a responsabilidade.”

Torneio Seleções Regionais Femininas - Prova destinada a atletas nascidos em 2003 e 2004.

Fase Intermédia – AA Aveiro, AA Vila Real, AA Leiria, AA Viseu, AA Algarve e AA Setúbal.
A ser disputada de 24 a 25-02-18

Constituição das Zonas

Zona 1 – N.º1 Aveiro, N.º 2 Viseu, e N.º 3 Vila Real
Zona 2 – N.º1 Leiria, N.º 2 Algarve, e N.º 3 Setúbal.

Ainda não existem locais definidos para a disputa de qualquer destas Fases, no entanto a Federação informa de que serão aceites propostas de organização até ao dia 15-01-18.

Mantemos a opinião do afirmamos em tempo, “Estranho que a FAP não tenha divulgado, quais as zonas da 1.ª Fase que constituirão as zonas nesta fase intermédia, ou será que vai haver sorteio, este era um ponto que deveria ser completamente esclarecido.” Confirmaram-se as nossas suspeitas. 

O Formador

Última Hora – Fábio Magalhães no FC Porto

FÁBIO MAGALHÃES
NO
FC PORTO
 
Segundo notícias de hoje em alguns jornais, depois de se ter noticiado a interesse do Sporting e do FC Porto, no atleta (noticia no site HandNews) que está neste momento a jogar em França no Chartres, clube que se encontra actualmente em 2.º lugar na Proligue, sendo um dos seus melhores marcadores, já se comprometeu por três épocas com o FC Porto, que assim se reforça com mais um Lateral Esquerdo, para a próxima época.

O Noticias

Crónica Intermédia de Fim-de-semana – 28 – 2017 / 2018 – I

Mais uma jornada jogada a meio da semana, e assim esta nossa crónica refere-se à 16.ª Jornada da PO01. Que será interrompida a partir de 20-12-17, para ser somente retomada em 20-01-18.

PO01 – Campeonato Nacional da 1.ª Divisão Seniores Masculinos.

16.ª Jornada
Dia 13-12-17
AA Avanca 28 – 27 Águas Santas
AC Fafe 25 – 21 Ismai
ABC 25 – 33 Sporting
Madeira SAD 26 – 26 São Bernardo
FC Porto 30 – 23 Benfica
Xico Andebol 24 – 27 Boa Hora
Dia 07-01-17
Belenenses - Arsenal (19H00) 31/30

Jornada incompleta, pois tivemos um jogo adiado, que será disputado somente em Janeiro de 2018. Verificando-se ainda, que foi uma jornada com dois encontros de extraordinária importância, (FC Porto / Benfica, e ABC / Sporting). Nos encontros disputados, tivemos não só confirmações de resultados em termos comparativos com a jornada homóloga da 1[hs1] .ª volta, como algumas rectificações. Felizmente disputada sem ocorrências disciplinares registadas.

FC Porto 30 – 23 Benfica

Com um Dragão Caixa a registar uma excelente casa, tivemos mais um dos clássicos da modalidade, e iria ter certamente repercussões na tabela classificativa de ambas as equipas. O FC Porto entrou dominante no jogo, diante um Benfica completamente apático e precipitado, quer a atacar quer a defender, enquanto o FC Porto apresentava uma defesa sólida, assente sobretudo no homem do jogo (na nossa opinião) o guarda-redes Hugo Laurentino (44% de eficácia), de tal forma decorreu o encontro que o jogo e o marcador tiveram um único sentido durante os 60 minutos, pois estranhamente de todos os elementos utilizados a pivô pelo Benfica, aquele que melhor prestação competitiva teve (Ales Silva, 1 golo – 100% de eficácia) foi o que esteve menos tempo em campo, de tal forma que aos 16 minutos de jogo o FC Porto vencia por 11-3, para aos 22 minutos a vencer pela maior diferença que se registou 9 golos (13-4), e que repetiu algumas, algumas vezes, outro elemento do FC Porto em destaque foi o jovem central Miguel Martins (9 golos, 75% de eficácia, - 3 de 7 metros), que fez grande parte do encontro a lateral, por sua vez no Benfica o seu normal central, Pedro Seabra (3 golos, 47% de eficácia) esteve longe dos sues melhores dias. O intervalo chegou com o FC Porto na frente do marcador por 15-9. No segundo tempo o Benfica entrou melhor e cerca dos 35 minutos tinha reduzido para 4 golos a diferença (18-14), mas cerca dos 44 minutos, já o FC Porto, estava novamente a defender bem, em especial o seu bloco defensivo, e o resultado se situava em 24-17. Deve-se ainda dizer que o Benfica não concretiza os seus 4 primeiros livres de 7 metros uns por mérito de Hugo Laurentino e outros nem na baliza na acertaram, isto num total de 5 livres de 7 metros não concretizados. No FC Porto de destacar ainda o ponto António Areia com 6 golos (75% de eficácia) e Hernandez (5 golos, 100% de eficácia). No Benfica apesar de ter 11 jogadores a marcarem golos, o colectivo não funcionou e disso se ressentiram as prestações dos seus guarda-redes, onde Hugo Figueira teve uns ridículos 5% de eficácia, e Miguel Espinha chegou aos 20% de eficácia, com o seus melhores marcadores a serem João Silva (50% de eficácia) e João Pais que deu em campo tudo o que tinha (4 golos, 80% de eficácia, - 2 de 7 metros). Com esta vitória o FC Porto, iguala o Benfica em termos de pontuação na tabela classificativa. Dirigiu este encontro a dupla Internacional de Braga constituída por Daniel Freitas e César Carvalho, que apesar de algumas falhas em especial um desentendimento aos 21 minutos em cada um apitou para seu lado, a decisão do árbitro central está correcta, mas não estiveram tão bem nas violações pois foram diversos os golos sancionados em plena violação da área, e nas faltas do atacante sem bola. Estiverem bem nos 7 metros e na sanção progressiva.

No Pavilhão Flávio Sá Leite, perante uma entusiástica assistência, realizou-se um dos clássicos da nossa modalidade o ABC / Sporting, onde o ABC afinal pode contar com o seu experiente jogador Hugo Rocha, (que viu revista a sua sanção disciplinar na véspera do jogo), e o Sporting, com um dos seus principais guarda-redes Asanin por lesão. Num dos jogos mais importantes da jornada, as estatísticas não condizem com o Boletim de jogo, nem sequer no resultado. Este foi um encontro, onde o resultado foi rectificado e que terminou com a vitória clara da equipa do Sporting, que já vencia ao intervalo por 15-12, e que com esta vitória se isolou no comando da tabela classificativa, nesta fase da prova. Teremos de dizer que os elementos constantes nas estatísticas são uma autêntica “desgraça”, pelo que não forneceremos indicações da eficácia dos atletas, pois a mesma não nos merece qualquer credibilidade (basta fazer a comparação entre a estatística e o Boletim e Jogo). Tomás Albuquerque com 6 golos, e Hugo Rosário com 5 golos, foram os melhores marcadores do ABC, com mais uma vez Humberto Gomes a marcar o seu golo, em momento que o Sporting jogava sem guarda-redes, no Sporting os seus melhores marcadores foram Carlos Ruesga, Frankis Carol, Tiago Rocha e Edmilson Araújo, todos com 5 golos cada.  

Em Avanca, realizou-se um dos principais encontros da jornada o AA Avanca / Águas Santas, encontro que na nossa opinião poderá ser decisivo na discussão do 6.º lugar na classificação final desta Fase, a que dá acesso ao Grupo A. Foi mais um encontro de grande equilíbrio, e voltou a terminar com a vitória da AA Avanca pela diferença mínima tal como na 1.ª volta. Ao intervalo a equipa local encontrava-se na frente do marcador por 12-10, mas consideramos o momento decisivo do encontro a desqualificação de Elias António, por sucessão de exclusões cerca dos 40 minutos quando o resultado era de 17-16 favorável à equipa visitante, no entanto a equipa do Águas Santas com uma excelente reacção iguala o marcador aos 57 minutos a 24 golos, sofrendo de seguida um parcial de 3-0, que na nossa opinião ditam o resultado final, para nos 3 minutos seguintes sofrer um parcial de 4-3 que ditou o resultado final. Luis Silva na baliza do visitado com 32% de eficácia foi um dos seus principais elementos, bem acompanha por Diogo Oliveira com 7 golos (54% de eficácia, 3 de 7 metros), e por Ricardo Mourão com 6 golos (86% de eficácia). Na equipa maiata, António Campos na baliza com 34% de eficácia, foi dos seus principais elementos, juntamente com Pedro Cruz 12 golos (52% de eficácia, 3 de 7 metros), e de Elias António 5 golos (63% de eficácia, - 3 de 7 metros).

No pavilhão do Funchal, disputou o Madeira SAD / São Bernardo, com a equipa madeirense a apresentar-se sem dois dos seus principais elementos, Tiago Ferro (1nscrito mas não utilizado) e Bruno Moreira, ambos por lesão. E acabamos por ter um resultado que poderá ser considerado como uma grande surpresa, face ao resultado final, que importa dizer, foi o Madeira SAD, que igualou o encontro a 4 minutos do fim com o golo de Diogo Gomes. Foi um encontro sempre de grande equilíbrio, com a equipa do Continente a surpreender com o seu jogo a equipa Insular, de tal forma que ainda no primeiro tempo o São Bernardo chegou a comandar o marcador por algumas ocasiões, chegando ao intervalo e para surpresa de muita gente na frente do marcador por 11-10. No segundo tempo a equipa do São bernardo chegou a estar na frente do marcador por 3 golos de vantagem, á passagem do minutos 39 quando vencia por 16-13, com a recuperar e a igualar novamente o marcador que foi de completo equilíbrio até ao fim do tempo regulamentar. Com este resultado este foi um dos resultados que foi diferente do verificado na 1.ª volta. Destaque para os homens das balizas de um lado e do outro, com Luís Carvalho (31% de eficácia), e Gustavo Capdeville (38% de eficácia), pelo Madeira SAD e Emanuel Ribeiro (32% de eficácia), Elledy Semedo com 11 golos (61% de eficácia, 4 de 7 metros). No São Bernardo, Tiago Sousa (64% de eficácia, - 2 de 7 metros) e Leandro Rodrigues (50% de eficácia), ambos com 7 golos, cada foram os melhores marcadores da equipa.

Em Guimarães, no pavilhão do Francisco Holanda, disputou-se o Xico Andebol / Boa Hora, que terminou com a vitória da equipa do Boa Hora, que terminou o encontro a jogar com menos 2 jogadores por desqualificação de Uros Markovic e Nuno Pinto, por acumulação de exclusões. Foi um encontro que como se esperava de grande equilíbrio com a equipa do Boa Hora, a chegar ao intervalo já na frente do marcador por 13-11, no entanto só passou em definitivo para a frente do marcador aos 20 minutos de jogo através de um golo do experiente Luís Nunes (9-8), no segundo tempo comandou sempre o jogo e o marcador chegando a estar por diversas vezes na frente com os mesmos 4 golos de vantagem com que terminou o encontro, como por exemplo aos 55 minutos quando vencia por 26-22. Esta vitória assenta em primeiro lugar no excelente ataque que teve durante a maior parte do tempo pois a eficácia dos seus guarda-redes, Henrique Carlota com 8% e Vasco Ribeiro com 19%, são o puro reflexo não só da sua prestação como da produção defensiva da equipa, já em termos atacantes destaca-se Luís Nunes com 10 golos (59% de eficácia, 3 de 7 metros), Rui Barreto (83% de eficácia, - 1 de 7 metros), e Uros Markovic (71% de eficácia), ambos com 5 golos cada. NO Xico Andebol, os seus homens na baliza não estiveram mal, pois quer Luís Castro com 33% de eficácia, quer Élcio Fernandes com 31% , tiveram bem melhor que os seus adversários de posto, mas a equipa não correspondeu, apesar dos 7 golos de Afonso Lima (78% de eficácia), e dos 6 golos de Manuel Lima (86% de eficácia, - todos de 7 metros). Com esta vitória a equipa do Boa Hora apesar de se manter no mesmo lugar na tabela classificativa, aproxima-se em termos pontuais (pelo menos até este momento) da possível discussão por um dos lugares na Fase Final Grupo A, apesar de esta nossa afirmação ser demasiado cedo para ser definitiva.

No Municipal de Fafe, disputou-se o AC Fafe / Ismai, que foi mais um jogo onde foi rectificado o resultado, que terminou desta vez com a vitória da equipa do AC Fafe, num jogo de grande equilíbrio e de alternâncias no marcador, e que ao intervalo registava no marcador um resultado de 12-11 a favor do Ismai. O Equilíbrio apenas se desfez nos 7 minutos finais onde a equipa do AC Fafe realiza um parcial de 6-0, e vence o encontro com 4 golos de vantagem. O homem do jogo foi o guarda-redes do AC Fafe Nuno Silva com 50% de eficácia, e teve 10 atletas a concretizarem ocasiões de golo, com Tiago Silva e os seus 6 golos (60% de eficácia), a ser o seu principal marcador, NO Ismai Ricardo Castro na baliza com 33% de eficácia, foi um dos seus principais elementos embora pouco ajudado nos momentos decisivos, com António Ventura e os seus 6 golos (50% de eficácia, 3 de 7 metros), foi o seu melhor marcador. Com esta vitória a equipa minhota pode aspirar a afastar-se dos lugares de maior perigo nesta Fase.

Após a realização destes jogos a classificação é a seguinte – 1.º Sporting (45 pontos), 2.º FC Porto e Benfica (43 pontos), 4.º AA Avanca e ABC (39 pontos), 6.º Belenenses (- 1 jogo 33 pontos), 7.º Madeira SAD (31 pontos), 8.º Águas Santas (30 pontos), 9.º Boa Hora (29 pontos), 10.º Ismai (25 pontos), 11.º AC Fafe (23 pontos), 12.º Arsenal (-1 jogo), e Xico Andebol (22 pontos), 14.º São Bernardo (20 pontos).

O Banhadas Andebol

quarta-feira, 13 de dezembro de 2017

Mundial Sub-20 Feminino – 2018 - IV

MUNDIAL SUB-20 FEMININO – 2018
(HUNGRIA)
(Foto FAP)
A Federação, divulgou o novo estágio de preparação para a qualificação, para este Mundial, que vai decorrer de 14 a 17 de Dezembro, e engloba a participação em dois jogos, com uma equipa de Espanha (Porrino) em Porrino, e outro em Porrino e outro em Melgaço. Achamos estranho um estágio de apenas 3 dias, sendo que dois são de jogos e viagens.

Calendário dos Jogos Particulares

Dia 16-12-17
Portugal - Porrino (12H15) - Melgaço
Dia 17-12-17
Porrino – Portugal (13H15) – Porrino

Convocadas para este estágio e jogos, como de costume sem comentários.
Recordamos que a Fase Final desta prova vai decorrer de 1 a 15 de Julho de 2018 na Hungria, nas cidades de Gyor, Tatabanya e Budadaors, o Mundial de Sub 20 Masculino (Atletas nascidas em 1998-1999, ou mais jovens)

O Sorteio dos Grupos de Qualificação Europeia, está previsto para o dia 23-11-17.

Os Grupos de qualificação, serão disputados no formato de torneio de 23 a 25 de março de 2018.

Equipas Europeias já Apuradas

Hungria – Organizador
Rússia – 1.º Lugar no Mundial de Sub-18 em 2016
França – 1.º Lugar no Europeu Sib-19 em 2017
Dinamarca – 3.º Lugar no Europeu Sub-19 em 2017

Nota - O 2.º Classificado No Europeu Sub-19 em 2017 foi a Rússia, por esse motivo é apurada directamente a Dinamarca.

Encontram-se igualmente já apuradas as seguintes equipas:

Asia - Coreia do Sul, China, Japão, e Cazaquistão.
África – Angola, Egipto, e Costa Marfim.

Os Grupos de apuramento determinaram os restantes nove (9) lugares que a Europa, ainda pode inscrever.

Nota - Em caso da não existência de representante da Oceânia, a Europa terá direito a mais um representante. 

O Noticias

Noticias – Clubes - Diversas

AC VERMOIM
40.º ANIVERSÁRIO
A Associação Cultural de Vermoim (ACV) marcou o seu 40.º aniversário com uma Gala no passado dia 8 de Dezembro.

Numa noite de cruzamento intergeracional, que de resto a par com o ecletismo é imagem de marca da ACV, houve oportunidade para lembrar os fundadores da década de 70 do século XX, os entusiastas da década de 80 e os resistentes da década de 90 até aos actuais atletas, treinadores, actores, técnicos, sócios, amigos e patrocinadores da colectividade.

Uma noite memorável que juntou 40 anos de história daquela que é a incontornável Associação Cultural de Vermoim.

Uma nota para aquelas e aqueles que foram eleitos, como habitualmente pelo seu empenho, dedicação e bravura como Personalidades do Ano de 2017 que agora finda, o 40º ano ACV:

Andebol - Treinador Prof. Eduardo Cunha
Atletismo - Atleta Joaquim Ferreira
Futebol - Treinador Hugo Ribeiro
Ginástica - Ginasta Silvia Ferreira
BTT - Ciclista Avelino Moreira
Teatro - Actor Rui Gomes
(Fonte o Clube)

O Noticias

terça-feira, 12 de dezembro de 2017

Crónica de Fim-de-semana – 11 – 2017 / 2018 - IV

Crónica dedicada aos jogos da PO04, que se disputaram durante o fim-de-semana.

São directamente aprovados para a Fase Final as 3 primeiras classificadas em cada zona da 1.ª Fase

PO04 – Campeonato Nacional da 1.ª Divisão Juniores Masculinos.

Zona 1 OK
10.ª Jornada
Dia 10-12-17
Águas Santas 31 - 26 Xico Andebol
Ismai 24 - 27 FC Porto
CD Feirense 26 - 27 ABC
AA Avanca 28 - 24 Académico FC
Dia 18-12-17
CP Natação 12 – 15 FC Gaia (Jogo Suspenso, ao intervalo)

Jogou-se a primeira jornada da 2.ª volta, onde se verificou que um encontro não foi completado, realizando-se apenas o primeiro tempo, estamos a referir-nos ao CP Natação / FC Gaia, que será completado no dia 18-12-17. Nos jogos disputados, foram felizmente realizados, sem qualquer ocorrência disciplinar registada, e em apenas um dos encontros foi rectificado o resultado da jornada homóloga da 1.ª volta, e que deu como resultado o isolamento do Águas Santas no 3.º Lugar da classificação, estamos a referir-nos ao Águas Santas / Xico Andebol, que desta vez deu vitória dos maiatos, que ao intervalo já venciam por 18-13, limitando-se no segundo tempo a gerir o encontro, face a boa reacção dos homens de Guimarães. Com este resultado (na nossa opinião), as duas equipas ainda podem discutir os lugares de apuramento, para a Fase Final, embora o favoritismo seja quase total para os maiatos. Ruben Santos com 12 golos, e Leonardo Comerlatto com 5 golos foram os melhores marcadores do Águas Santas. Manuel Lima com 10 golos e José Silva com 6 golos, foram os melhores marcadores do Xico Andebol. Na Maia, tivemos o Ismai / FC Porto, que foi um encontro de grande equilíbrio, como se verifica pelo resultado ao intervalo, que era uma igualdade a 14 golos, mas uma boa entrada no segundo tempo do FC Porto, com um parcial de 4-1, coloca-o na frente do marcador situação que soube preservar até ao fim do encontro, que registou um total de 15 exclusões, com esta vitória, mantêm-se isolado no comando da zona, apresentando-se como um dos grandes favoritos ao apuramento para a Fase Final. Afonso Correia com 9 golos, e Gonçalo Meireles com 8 golos, foram os melhores marcadores do Ismai. Martim Costa com 11 golos, e Alfredo Torres com 5 golos, foram os melhores marcadores do FCP. No pavilhão da Lavandeira, tivemos o CD Feirense / ABC, que foi um encontro de grande equilíbrio, onde o ABC, sentiu grandes dificuldades em levar de vencida a aguerrida equipa local, que vencia ao intervalo por 14-13, com a equipa do ABC a apenas conseguir superiorizar-se no segundo tempo, e a terminar como vencedor, embora pela diferença mínima, mas a manter-se isolado no 2.º lugar da tabela classificativa. Eduardo Rocha com 13 golos foi o melhor marcador do CD Feirense, enquanto o ABC que teve 10 jogadores a marcarem golos, teve em Francisco Silva com 8 golos, e Carlos Bandeira com 5 golos, os seus principais marcadores. Terminamos com o AA Avanca / Académico FC, que terminou com nova vitória do AA Avanca, num encontro em que ao intervalo já vencia por 15-12, e no segundo tempo chegou a ter 7 golos de vantagem, quando vencia por 26-19, para depois permitir um parcial de 5-2 a favor da equipa do Lima, que se revelou insuficiente para a obtenção de um resultado mais positivo. Daniel Vieira com 7 golos, e Rafael Azevedo com 6 golos, foram os melhores marcadores da AA Avanca, com Miguel Pereira e os seus 6 golos, a ser o melhor marcador do Académico FC, que com esta derrota continua em último lugar, na tabela classificativa.

Classificação da Zona após estes encontros – 1.º FC Porto (28 pontos), 2.º ABC (26 pontos), 3.º Águas Santas (24 pontos), 4.º Xico Andebol (22 pontos), 5.º FC Gaia (- 1 jogo, 19 pontos), 6.º AA Avanca (18 pontos), 7.º CD Feirense (17 pontos), 8.º CP Natação (- 1 jogo, 16 pontos), 9.º Ismai (14 pontos), 10.º Académico FC (12 pontos).

Zona 2
10.ª Jornada
Dia 10-12-17
AC Sismaria 25 - 24 Belenenses
Alto Moinho 31 - 27 Estarreja AC
Vitória FC 26 - 27 Benfica
Sporting 42 - 17 Almada AC
Dia 14-01-18
Juventude Lis - São Bernardo

Jornada não totalmente disputada, pois tem um jogo adiado, para Janeiro, e teve a virtude de apesar de existirem jogos com grande equilíbrio, conforme se verifica pelos resultados finais, foi disputada sem ocorrências disciplinares. Somente num dos encontros disputados se verificou alteração em relação ao ocorrido na jornada homóloga da 1.ª volta, foi precisamente no AC Sismaria / Belenenses, que terminou com a vitória da equipa de Gândara pela diferença mínima, embora ao intervalo estivesse a perder por 11-10, com esta vitória a equipa local, igualou o seu adversário na tabela classificativa e na nossa opinião estão ambas afastadas da discussão pelo apuramento para a Fase Final. Em Setúbal, tivemos mais um encontro que com alguma surpresa, terminou pela diferença mínima, foi o Vitória FC / Benfica. A equipa do Benfica que já vencia ao intervalo por 16-11, perante o excelente segundo tempo da equipa visitada, permitiu a recuperação no marcador e terminou com grandes dificuldades. Com esta vitória, continua a ser a única equipa que apenas contabiliza vitórias na zona, e apresenta-se como uma das grandes favoritas ao apuramento para a Fase Final. Rodrigo Alcácer e Artur Pereira com 6 golos foram os melhores marcadores do Vitória FC, por sua vez Tiago Costa com 9 golos, e Tiago Figueiredo com 5 golos, foram os melhores marcadores do Benfica. No Alto Moinho / Estarreja AC, foi um encontro de grande equilíbrio em especial nos primeiros 30 minutos, que terminaram com a equipa do Estarreja AC a surpreender e a estar na frente do marcador por 15-14, no segundo tempo o Alto Moinho, fez uma excelente recuperação e acaba por terminar como vencedor, igualando em termos classificativos e à condicção o São Bernardo (-1 jogo), teve 10 jogadores a marcarem golos, sendo Victor Talmazan e Francisco Cruz com 6 golos cada os seus principais marcadores, Diogo Liberato com 11 golos e Bernardo Marques com 6 golos foram os melhores marcadores do Estarreja AC. Terminamos com o Sporting / Almada AC, que foi um encontro de sentido único, e que terminou com o resultado mais dilatado da jornada, com o Sporting já a vencer ao intervalo por 22-9, resultado que reflecte o que se passou em campo. No Sporting, com 14 jogadores a marcarem golos, Duarte Pereira com 6 golos, Salvador e Ricardo Martinez com 5 golos, cada foram os principais marcadores do SCP, com o melhor marcador do Almada AC, a não passar dos 4 golos, e foi Francisco Melo. Com esta vitória o Sporting isola-se à condicção no 2.º lugar, enquanto o derrotado, Almada AC continua em último lugar apenas com derrotas.

Classificação da Zona após estes encontros – 1.º Benfica (30 pontos), 2.º Sporting (26 pontos), 3.º São Bernardo (-1 jogo), e Alto Moinho (24 pontos), 5.º AC Sismaria, Belenenses, e Estarreja AC (18 pontos), 8.º Juventude Lis (- 1 jogo, 14 pontos), 9.º Vitória FC (14 pontos), 10.º Almada AC (10 pontos). 

O Noticias

Selecções Nacionais Formação Femininos – Última Hora

CARLOS PIRES
ABANDONA AS SELECÇÕES

Estranhamente até ao momento, a Federação nada disse omitindo mais uma vez informação que deveria ser do conhecimento de todos. Tomamos conhecimento de que o Seleccionador Nacional da equipa de Juniores B Femininas, por motivos pessoais, e profissionais, abandona o cargo que vinha desempenhando com agrado e satisfação de todos os intervenientes que são adeptos do Andebol Feminino, quer pela sua conduta quer pela forma assertiva como abordava o desempenho do seu cargo. Tendo já informado a Federação da sua decisão. Recordamos que esta Selecção prepara o Europeu de 2019. Pergunta-se:

Quem será o seu substituto?
Terá o perfil adequado?
Será escolhido por quem?

Apenas se lamenta a falta de informação da Federação sobre estes assuntos.

Terminamos agradecendo o empenho com que desempenhou as suas funções, e desejando-lhe felicidades no futuro. 

O Banhadas Andebol

Campeonato do Mundo Alemanha 2017 – Femininos – XX

23.º MUNDIAL DE SENIORES FEMININOS
(ALEMANHA)
Após um dia de descanso, terminaram os jogos relativos aos 1/8 do 23.º Mundial de Seniores Femininos, que está a decorrer na Alemanha ao dia 17 de Dezembro de 2017. Efectuamos uma breve crónica sobre o mesmo.

Disputar-se-ão um total de 84 jogos

Resultados dos 1/8 Final

Dia 10-12-17
Hungria 26 – 29 França
Sérvia 29 – 31 Montenegro
Suécia 33 – 21 Eslovénia
Alemanha 17 – 21 Dinamarca
Dia 11-12-17
Roménia 27 – 28 República Checa
Rússia 36 – 35 Coreia do Sul (C/Prolongamento)
Espanha 23 – 31 Noruega
Japão 24 – 26 Holanda (C/Prolongamento)

Começaremos por dizer que os 1/8 Final, foram disputados com algumas surpresas. Dando como forte exemplo a vitória da equipa da República Checa diante a Roménia que na Fase preliminar tinha vencido de forma clara o Grupo A, enquanto a equipa Checa, se tinha apurado in extremis no Grupo B. temos ainda a excelente vitória da Dinamarca sobre a equipa da Alemanha, que fica desde já fora dos 8 primeiros lugares. As vitórias da França e da Suécia não surpreendem, assim como a vitória de Montenegro sobre a Sérvia. Assim como temos o surpreendente comportamento da equipa da Coreia, que obrigou a equipa Russa a prolongamento, onde perdeu pela diferença mínima, uma referência para a clara vitória da Campeã em título sobre a Espanha, onde Alexandrina Barbosa marcou (5 golos), num jogo sempre comandado pela Noruega. Terminaram estes 1/8 Final com a difícil vitória das actuais Vice-Campeãs Mundiais a Holanda sobre o Japão. Assim teremos 8 equipas Europeias a disputar os 1/ 4 Final.   

1/4 Final

Dia 12-12-17
França – Montenegro (20H45)
Suécia – Dinamarca (17H30)

Dia 13-12-17
República Checa – Holanda (17H30)
Noruega – Rússia (20H30)
Horas Locais

1/4 Final – em 12 e 13 de Dezembro
1/2 Final – em 15 de Dezembro
3.º E 4.º Lugar, e Final – em 17 de Dezembro

POLÓNIA VENCE PRESIDENT’S CUP
(17.º AO 24.º LUGAR)

Resultados da President’s CUP

23/24 – Argentina 29 – 19 Tunísia
21/22 – Paraguai 23 – 21 China
19/20 – Angola 33 – 23 Camarões
17/18 – Polónia 29 – 27 Brasil

Classificação Final17.º Polónia, 18.º Brasil, 19.º Angola, 20.º Camarões, 21.º Paraguai, 22.º China, 23.º Argentina, e 24.º Tunísia.

Nota – A Tunísia volta a descer e passa de 21.º no último Mundial, pata o último lugar da classificação, a China desce também de 17.º para 22.º, e a Argentina igualmente passando de 18.º para 23.º, para não falarmos nas grandes decepções da prova e que foram (na nossa opinião, até ao momento), a Polónia que passa do 4.º lugar em 2015, para 17.º em 2017, e o Brasil que passa de Campeão em 2013, para 10.º em 2015 e agora para 18.º. Angola fez uma prova dentro das expectativas mas mesmo assim passou de 16.º em 2015 para 19.º em 2017.

Portugal – Apesar da completa OMISSÃO dos Órgãos Federativos (Lamentável), está representada neste Mundial através do Delegado da IHF António Goulão, que na Fase preliminar desempenhou funções em 13 jogos, sendo posteriormente designado para os seguintes encontros.

Paraguai – Argentina – President’s CUP
Alemanha – Dinamarca – 1/8 Final
Argentina – Tunísia – President’s CUP
Rússia – Coreia do Sul – 1/8 Final

Não temos informação da transmissão para Portugal através de qualquer estação de alguns dos jogos em directo, nem a nossa Comunicação Social falou até ao momento, sobre esta prova. 

O Noticias

segunda-feira, 11 de dezembro de 2017

PO23 - Taça de Portugal Seniores Femininos – 2017 / 2018 – VI – 1/8 Final

Realizaram-se em 08/09-12-17, felizmente a totalidade dos jogos referentes aos 1/8 Final da Taça de Portugal. Que estranhamente teve equipas que para acerto de calendário, realizaram 3 jogos, em três dias seguidos, o que não se entende, para defesa da modalidade e em especial do andebol feminino, tenha sido permitido.

Resultados - 1/8 Final

Cister SA 24 – 33 Colégio Gaia
Juventude Lis 26 – 25 Académico FC
AD Academia Andebol SPS 21 – 43 Maiastars
SIR 1.º Maio/CJB 22 – 14 CP Valongo Vouga
AC Vermoim 23 – 41 Alavarium
AA Didáxis-A2D 30 – 35 CS Madeira
Assomada 30 – 19 Pedras Rubras
CA Leça 15 – 39 Madeira SAD

Depois deste sorteio, dissemos que tínhamos “fortes duvidas, que se vá verificar o espirito de taça, pois é bastante difícil que nos 1/4 Final da Taça, estejam equipas da 2.ª Divisão, pois não existem confrontos entre equipas desta Divisão”, e o que se passou foi um facto indesmentível, pois até o jogo que prevíamos mais disputado, pois dissemos “ depois teremos provavelmente alguns jogos com equilíbrio como o Juventude Lis / Académico FC….”, Foi o que aconteceu, embora o encontro AA Didáxis-A2D 30 – 35 CS Madeira, tenha proporcionado em determinados momentos a existência do espirito Taça, mas rapidamente as madeirenses, metram ordem na casa. De lamentar que no encontro mais equilibrado, se tenham verificado ocorrências disciplinares registadas. Apenas equipas da 1.ª Divisão estarão nos 1/4 Final da Prova.

Equipas Apuradas para os 1/4 Final.

1.ª Divisão (8) – Madeira SAD, Alavarium, Colégio Gaia, SIR 1.º Maio/CJB, CS Madeira, Maiastars, Juventude Lis, e Assomada.

Os 1/4 Final (8 equipas), serão previsivelmente disputada em 14-04-17 (conforme CO N.º 12 de 28-07-17). Com o sorteio a ser realizado em 19-12-17, mas repare-se no tempo que decorre entre uma eliminatória e outra (mais de 5 meses).

A estrutura da prova será:

1/4 Final – Vencedores dos 1/8 Final – 14-04-2018
1/2 Final – Vencedores dos 1/4 Final – 26-05-2018 
Final – Vencedores das 1/2 Finais – 27-05-2018

A Federação, prevê no Regulamento nesta estrutura a realização na prática, de uma Final Four. 

O Noticias

Torneio Internacional de Avilés – 2017 - I

JUNIORES C MASCULINOS
NO VIII TORNEIO INTERNACIONAL AVILÉS

A selecção Nacional de Juniores C Masculinos, que vai disputar este Torneio juntamente com as equipas A e B de Espanha, bem como com a Selecção da Roménia de 14 a 17-12-17, no entanto a FAP. Ficou de informar do Calendário da prova, o que não o fez até ao momento, por isso, fazemos nós a respectiva informação, mantendo todas as interrogações colocadas no primeiro texto sobre este tema.

Lembramos que esta participação obriga a alterações nos jogos da PO06, PO07 e PO08, felizmente que a FAP, desta vez justificou as alterações que se encontram no CO N.º 39 de 16-11-17, face a esta informação, teremos de dar os parabéns a quem o elaborou pois o mesmo é informativo, dos motivos das possíveis alterações.

Calendário

1.ª Jornada
Dia 15-12-17
Espanha B – Portugal (18H00)
Espanha A – Roménia (20H00)
2.ª Jornada
Dia 16-12-17
Roménia – Portugal (17H00)
Espanha A – Espanha B (19H00)
3.ª Jornada
Dia 17-12-17
Espanha B – Roménia (10H00)
Espanha A – Portugal (12H00)

Horas Locais

O Formador

Torneios de Seleções Regionais Femininas - IV

Apenas referimos que a Federação através do seu CO N.º 43 de 30-11-17, informou dos locais de disputa da 1.ª Fase da prova, informando ainda o tempo de jogo, Bola e Regras técnicas especiais, continuando a ser omisso, tal como já o era nos CO’s N.º 36 e 37 desta época, sobre a questão do alojamento, que possa existir, e ninguém sabe de quem é a responsabilidade.

Torneio Seleções Regionais Femininas - Prova destinada a atletas nascidos em 2003 e 2004.

Participaram – Algarve, Aveiro, Braga, Leiria, Lisboa, Madeira, Porto, Setúbal, Vila Real, um total de 10 de Associações.

1.ª Fase - Resultados

Zona 1 – Esposende (Responsável AA Braga)
Dia 10-12-17
Aveiro 32 – 11 Vila Real
Braga 20 – 19 Aveiro
Vila Real 19 – 44 Braga

Classificação – 1.º AA Braga, 2.º AA Aveiro, e 3.º AA Vila Real

Zona 2 – Oliveira de Frades (Responsável AA Viseu)
Dia 10-12-17
Leiria 33 – 22 Viseu
Porto 36 – 22 Leiria
Viseu 13 – 40 Porto

Classificação – 1.º AA Porto, 2.º AA Leiria, e 3.º AA Viseu

Zona 3 – Lagoa (responsável AA Algarve)
Dia 09-12-17
Lisboa 30 – 21 Algarve
Setúbal 18 – 35 Madeira
Dia 10-12-17
Algarve 32 – 38 Madeira
Lisboa 49 – 22 Setúbal
Setúbal 23 – 42 Algarve
Madeira 33 – 34 Lisboa

Classificação – 1.º AA Lisboa, 2.º AA Madeira, 3.º AA Algarve, e 4.º Setúbal.

Face ao Sistema competitivo divulgado pela Federação verificaram-se os seguintes apuramentos.

Fase Final – AA Braga, AA Porto, AA Lisboa, e AA Madeira.
A ser disputada de 08 a 10-06-18
Participam as 6 equipas apuradas quer na 1.ª Fase quer na Fase Intermédia, que numa 1.ª Fase serão agrupadas em 2 zonas de 3 equipas, jogando TxT a 1 volta, com os 1.º e 2.º classificados de cada zona, a disputarem as 1/2 Final, enquanto os 3.º Classificados farão um jogo de definição do 5.º e 6.º Lugar.”

Fase Intermédia – AA Aveiro, AA Vila Real, AA Leiria, AA Viseu, AA Algarve e AA Setúbal.
A ser disputada de 24 a 25-02-18

Reproduzimos o que dissemos anteriormente sobre esta Fase, e que não foi rectificado até ao momento.

“Aqui o CO N.º 37 da Federação desta época, comete um erro, ao referir conforme imagem por nós apresentada, ao referir novamente o 2.º Classificado da Zona 3, quando deveria referir era o 2.º Classificado da Zona 1. Disputada em apenas 2 zonas de 3 equipas, que jogam no sistema de TxT a 1 volta, apurando-se o 1.º Classificado de cada zona para a Fase Final. Os segundos Classificados das zonas 2 e 3?Ddeverá ser 1, serão cabeças de série. Mantemos a nossa questão para que servem?
Estranho que a FAP não tenha divulgado, quais as zonas da 1.ª Fase que constituirão as zonas nesta fase intermédia, ou será que vai haver sorteio, este era um ponto que deveria ser completamente esclarecido.”

O Formador

domingo, 10 de dezembro de 2017

Crónica de Fim-de-semana. Acerto No Feminino – 13 – 2017 / 2018 – Actualizada

Crónica de fim-de-semana exclusivamente dedicada aos dois jogos, realizados na PO09, para acerto de calendário.

Nesta crónica apenas dizemos que transmissões da Andebol TV desta prova, devem estar caríssimas, pois são raras.

Finalmente, embora o Portal da FAP, não o refira, foi construído um Banner que nos leva directamente para o site das estatísticas. Por vezes a persistência dá os seus “frutos” (http://po09.videobserver.com/pt/),agora só falta as mesmas serem feitas em directo, ou a tempo e horas, mesmo assim só temos de agradecer a quem as faz, é a nossa obrigação.

PO09 – Campeonato Nacional da 1.ª Divisão Seniores Femininos.

1.ª Fase – Resultados
6.ª Jornada
Dia 08-12-17
CA Leça 27 – 32 Alavarium
9.ª Jornada
Dia 10-12-17
Alavarium 28 - 19 Juventude Lis

Começa o acerto de calendário nesta prova que de regular têm muito pouco, mas já é algo de positivo, pois só viremos a nova jornada desta prova em 12-01-17, estamos em época de todos os torneios e similares se sobreporem às provas Nacionais. Até ao momento, apenas temos de fazer um reparo, pois o horário é alterado em cima da realização do encontro, o que não se entende. Apenas uma referência pela positiva, pois ambos os encontros foram disputados sem ocorrências disciplinares registadas.

Em Leça da Palmeira, realizou-se um dos jogos em atraso nesta Fase da Prova, o CA Leça / Alavarium (começou, somente às 17H30), que foi um jogo, de presumível vencedor, conforme se veio a verificar com a vitória da equipa do Alavarium (disputa 3 encontros em 3 dias), num encontro praticamente de sentido único, embora no primeiro tempo ainda se tenha verificado uma igualdade a 12 golos, sendo neste período que ainda se verificou algum equilíbrio, chegando a equipa visitante ao intervalo na frente do marcador por 20-16, um dos maiores diferenciais registados neste período de jogo. No segundo tempo, disputado com grande equilíbrio, conforme se verifica pelo parcial registado (12-11) a favor do Alavarium, que chegou a estar na frente do marcador com um diferencial de 7 golos (29-22, por exemplo), mas com a equipa do CA Leça a nunca sempre a reagir, até porque o Alavarium, estava a gerir plantel, para os 3 jogos que vai disputar. O CA Leça com 10 jogadoras a marcarem golos, teve em Ana Carneiro com 6 golos a sua principal marcadora, no Alavarium Cláudia Correia com 11 golos foi a sua melhor marcadora. Com esta vitória o Alavarium deixa a companhia do seu adversário neste encontro na tabela classificativa. 

No jogo relativo à 9. Jornada que se encontrava em atraso, o Alavarium, completou o seu terceiro jogo do fim-de-semana (2 de acerto para a PO06, e o jogo da Taça de Portugal). Desta feita venceu a Juventude lis a jogar como visitado, num encontro em que dominou totalmente o encontro, pois comandou o marcador durante os 60 minutos regulamentares, com uma boa primeira parte, construindo praticamente a vitória chegando ao intervalo a vencer por 14-8, ou seja já com uma assinalável diferença (6 golos), para nos segundos 30 minutos, apesar da tentativa da Juventude Lis em equilibrar o jogo, o que conseguiu em parte pois o parcial neste período foi somente de 14-11, mas mesmo assim o jogo terminou com uma assinalável diferença. Apesar da gestão do plantel, o Alavarium teve 11 jogadoras a marcarem golos, com Ana Carolina Silva a marcar 5 golos, e a ser a sua principal marcadora, na Juventude Lis, que vinha de um jogo de grande equilíbrio disputado para a Taça de Portugal na véspera, as suas melhores marcadoras, não passaram dos 4 golos (Francisca Marques, Joana Espinha, e Margarida Gabriel). Com esta vitória a equipa de Aveiro ascendeu isolada ao 5.º lugar da tabela classificativa, embora com menos um jogo, e a Juventude Lis desceu ao 8.º lugar. 

Classificação após este encontro: - 1.º Madeira SAD, e Colégio Gaia (32 pontos), 3.º Maiastars (25 pontos), 4.º SIR 1.º Maio/CJB (-1 jogo 23 pontos), 5.º Alavarium (-1 jogo, 22 pontos), 6.º CS Madeira, JAC-Alcanena, e Juventude Lis (21 pontos), 9.º Assomada (20 pontos), 10.º CA Leça (17 pontos), 11.º Académico FC (15 pontos), 12.º Santa Joana (11 pontos).

O Noticias

Crónica de Fim-de-semana – 12 – 2017 / 2018 – II

Nova e ligeira crónica dedicada á PO02. Prova que como sabemos é constituída por 3 Zonas, onde as equipas “B”, não serão apuradas para a Fase Final.

Apuram-se para a Fase Final do Grupo A, o que dá acesso á 1.ª Divisão os 2 primeiros classificados de cada Zona.

PO02 – Campeonato Nacional da 2.ª Divisão Seniores Masculinos.

Zona 1 - OK
11.ª Jornada
Santo Tirso 28 - 21 Marítimo (Antecipado)
Dia 09-12-17
SP. Oleiros 26 - 21 FC Porto B
CCR Fermentões 27 - 24 CP Natação
CA Póvoa Varzim 29 - 28 São Mamede
FC Gaia 25 - 22 Boavista FC

Disputada que foi a 2.ª jornada da 2.ª Volta, apenas falaremos sobre quatro encontros pois como vêm sendo normal, o Marítimo já o encontro relativo á esta jornada a prova, e já comentado em tempo. Felizmente todos os jogos se disputaram sem ocorrências disciplinares. E apenas num dos encontros o resultado foi diferente do verificado em relação ao verificado na jornada homóloga da 1.ª volta, registando-se maioritariamente a confirmação de resultados. O único resultado alterado ocorreu no jogo FC Gaia / Boavista FC, que desta vez terminou com a vitória do FC Gaia, embora não tenha sido fácil, pois ao intervalo o resultado verificado era uma igualdade, a 11 golos, de salientar que neste encontro o Boavista FC, já se apresentou “órfão” na sua baliza de Sérgio Morgado, que se transferiu para o FC Porto. Com esta derrota o Boavista FC Mantêm o 1.º lugar da tabela classificativa, à condição pois possui mais um jogo que os seus adversários directos, continuando até ver a ser uma das equipas que discutirá a presença na Fase Final. No CCR Fermentões / CP Natação, tivemos mais um encontro de grande equilíbrio, embora a equipa local, tenha chegado ao intervalo a vencer por uma margem de 4 golos (14-10), tendo no segundo tempo de suportar a excelente reacção do CP Natação, com esta vitória, a equipa do CCR Fermentões, isola-se no 2.º lugar da tabela classificativa, confirmando ser uma das favoritas, à discussão dos lugares de apuramento, que serão certamente muito discutidos, depois da difícil vitória do CA Póvoa Varzim, diante a equipa do São Mamede, que parece quer ressurgir das “cinzas”, e com os últimos resultados, são um indicativo de que poderão realizar outros resultados, neste encontro a equipa visitada, teve extraordinárias dificuldades para vencer, pois ao intervalo perdia por 16-13, com a equipa da Póvoa, a dar a volta apenas no segundo tempo. E com este resultado a isolar-se no 3.º lugar da classificação da zona, continuando a ser uma das favoritas à discussão do apuramento para a Fase Final, O São Mamede, continua a estar em último lugar da mesma classificação.  No SP. Oleiros / FC Porto B, voltamos a ter uma vitória da equipa de Oleiros, com o FC Porto B, a realizar uma prova aquém das espectativas, num encontro em que ao intervalo já vencia por 14-11, equilibrando o encontro apenas no segundo tempo, perdendo pela diferença que já se registava ao intervalo.

Classificação da zona, após a realização destes jogos – 1.º Boavista FC (+1 jogo, 30 pontos), 2.º CCR Fermentões (29 pontos), 3.º CA Póvoa Varzim (27 pontos), 4.º GC Santo Tirso (26 pontos), 5.º FC Gaia (25 pontos), 6.º SP. Oleiros (23 pontos), 7.º CP Natação, e Marítimo (+1 jogo), (18 pontos), 9.º FC Porto B (15 pontos), 10.º São Mamede (13 pontos).

Zona 2 OK
11.ª Jornada
Dia 08-12-17
AD Sanjoanense 38 - 31 AC. Coimbra
Dia 09-12-17
Estarreja AC 30 - 35 Benfica B
ADC Benavente 29 - 25 AC Sismaria
SIR 1.º Maio - AD Albicastrense (Adiado)
Dia 10-12-17
CD Marienses 25 – 25 Juventude Lis

Disputou-se a 11.ª Jornada nesta zona, que teve um jogo adiado devido provavelmente às condicções atmosféricas (na temos informação precisa), SIR 1.º Maio / AD Albicastrense, e nos jogos disputados, apenas existiu uma rectificação em relação ao resultado verificado na 1.ª volta, que curiosamente foi o único encontro onde se registaram ocorrências disciplinares. E começaremos exactamente por este encontro, o CD Marienses / Juventude Lis, jogo onde existe a curiosidade de ter ao banco um técnico de 1.º Grau, o que contraria tudo o que está regulamentado. E depois de ter sido noticiado que o seu novo técnico era Henrique Melo, que neste encontro como no da Taça, esteve presente mas como jogador. Foi um encontro de grande equilíbrio durante os 60 minutos, com a equipa de Leiria a chegar ao intervalo a vencer por 13-12, para o encontro terminar numa perfeita igualdade no marcador, com este resultado, a equipa da Juventude Lis, deixou o primeiro lugar da classificação, passando para o 2.º lugar em igualdade com a AD Sanjoanense, que em jogo antecipado (jogo realizado na 6.ª Feira), venceu como era previsível a AC. Coimbra, num encontro onde a preocupação defensiva quase que não existiu, conforme se constata, pelo número total de golos, que supera o tempo de jogo. Ao intervalo já a AD Sanjoanense vencia por 21-14, num encontro em que os homens de Coimbra ainda deram alguma “luta” nos primeiros minutos, até aos 11-10 a favor da equipa visitante, mas a partir daqui foi sempre a aumentar o diferencial. No reinício do encontro a AC. Coimbra faz um parcial de 4-1, e coloca o resultado em 22-18, mas mais uma vez os homens da AD Sanjoanense reagiram e voltaram a estar por cima no resultado, chegando a ter 9 golos de vantagem como por exemplo aos 33-24, e aos 35-27, confirmando ser uma das equipas que discutirá o apuramento na zona. Com esta nova derrota a equipa da AC. Coimbra continua a contabilizar apenas derrotas até ao momento nesta zona. No Estarreja AC / Benfica B, tivemos nova vitória do Benfica B, que ao intervalo já vencia por 19-16, e terminou com um diferencial favorável de 5 golos, com esta vitória, o Benfica B sobe ao 4.º lugar da classificação, mas como não pode subir de divisão afecta os restantes clubes, em termos globais de classificação. Em Benavente, realizou-se o ADC Benavente / AC Sismaria, que foi mais um encontro onde o resultado foi confirmado em relação ao verificado na 1.ª volta, com nova vitória do ADC Benavente, que ao intervalo já estava na frente do marcador por 17-11, para no segundo tempo aumentar o diferencial existente e confirmar totalmente a sua vitória, o que leva a equipa a isolar-se no 1.º lugar da classificação e sendo um dos favoritos ao apuramento para a Fase Final da Prova

Classificação da zona, após a realização destes jogos – 1.º ADC Benavente (27 pontos), 2.º Juventude Lis, AD Sanjoanense (26 pontos), 4.º Benfica B (25 pontos), 5.º AC Sismaria (24 pontos), 6.º Estarreja AC (22 pontos), 7.º CD Marienses (21 pontos), 8.º AD Albicastrense, e SIR 1.º Maio (-1 jogo, 17 pontos), 10.º AC. Coimbra (11 pontos)

Zona 3
4.ª Jornada
Dia 16-12-17
SC Horta - Alto Moinho (21H00)
11.ª Jornada
Dia 08-12-17
Zona Azul 16 - 40 SC Horta
Dia 09-12-17
Ginásio Sul 21 - 23 1.º Dezembro
CDE Camões 24 - 24 Vitória FC
Alto Moinho 27 - 17 CCP Serpa
CF Sassoeiros 29 - 15 Vela Tavira

Na 11.ª jornada desta Zona, realizaram-se todos os encontros, verificando-se que apenas um resultado foi rectificado em relação ao que se verificou na jornada similar da 1.ª volta, e onde todos os jogos foram disputados sem ocorrências disciplinares (presumimos, pois um dos Boletins de Jogo, não se encontra devidamente completado, e como tal a classificação do Portal da FAP, está incompleta). O único encontro onde o resultado foi diferente do verificado na primeira volta, foi o CDE Camões / Vitória FC, que desta vez terminou numa igualdade, depois ao intervalo a equipa do CDE Camões estar na frente do marcador por 14-12, e durante grande parte do segundo tempo ainda esteve no comando do marcador, pois ainda vencia o encontro por 22-21, para terminar numa perfeita igualdade. Com esta igualdade a equipa do Vitória FC, é notória a aproximação da equipa do Alto Moinho, na classificação, e serão provavelmente as equipas principais na discussão pelos lugares de apuramento, sem menosprezar o 1.º Dezembro e o próprio CDE Camões, embora estes mais remotamente na nossa opinião. O Grande favorito ao apuramento da zona o SC Horta, foi a Beja derrotar de forma clara e ampla a equipa local, num jogo de sentido único, e que ao intervalo já vencia por uns esclarecedores 22-7, para terminar a vencer por uma margem que não se esperava (pelo menos nós), com este resultado mesmo com menos um jogo, comanda isolado a classificação da zona, apenas contabilizando vitórias. No Ginásio Sul, realizou-se o encontro entre a equipa local, e o 1.º Dezembro, que terminou, tal como na primeira volta com a vitória da equipa do 1.º Dezembro, num jogo de grande equilíbrio, com o resultado ao intervalo a ser já favorável ao 1.º Dezembro por 13-11, que espelha não só o equilíbrio ocorrido no 1.º tempo e em especial no segundo tempo. O Alto Moinho recebeu o CCP Serpa, a única equipa que apenas tem derrotas nos jogos disputados até ao momento e assim continuou, com a vitória da equipa do Alto Moinho, que já vencia ao intervalo por 11-8, resultado que espelha a excelente réplica do CCP Serpa, que se apresentou com apenas 10 jogadores inscritos no Boletim de Jogo. No segundo tempo verificou-se a diferença existente entre as duas equipas. Com esta vitória o Alto Moinho conforme já dissemos, com esta vitória aproxima-se em termos classificativos do Alto Moinho. Por fim tivemos o CF Sassoeiros / Vela Tavira, que foi mais um resultado que confirma o resultado da primeira volta, mas agora verificando-se uma nítida superioridade da equipa local, que ao intervalo já vencia por 14-7.

Classificação da zona, após a realização destes jogos – 1.º SC Horta (-1 jogo, 30 pontos), 2.º Vitória FC (29 pontos), 3.º Alto Moinho (-1 jogo, 27 pontos), 4.º CDE Camões, e 1.º Dezembro (24 pontos), 6.º Ginásio Sul (20 pontos), 7.º Zona Azul, e CF Sassoeiros (18 pontos), 9.º Vela Tavira (15 pontos), 10.º CCP Serpa (11 pontos).

O Banhadas Andebol