gal vence

Vamos encher os Pavilhões - mas com dignidade a Modalidade merece
Calendário e Resultados na Barra Direita

domingo, 22 de janeiro de 2017

Crónica intermédia de Fim-de-semana – 35 – 2016 / 2017 – I – Em Actualização

Regresso às normais crónicas de fim-de-semana.

PO01 – Campeonato Nacional da 1.ª Divisão Seniores Masculinos.

13.ª Jornada
Dia 15-02-17
Águas Santas – ABC (21H00)
16.ª Jornada
Dia 08-03-17
ABC - SC Horta (21H00)
17.ª Jornada
14-02-17
SC Horta – Ismai (21H00)
19.ª Jornada
Dia 01-02-17
Belenenses - Águas Santas
20.ª Jornada
Dia 21-01-18
AA Avanca 27 – 25 Benfica
Boa Hora 21 – 31 Belenenses
Sporting 39 – 28 Arsenal
São Mamede 22 – 22 SC Horta
AC Fafe 27 – 28 FC Porto
Dia 22-01-17
ABC - Madeira SAD (15H00)
Dia 08-02-17
Águas Santas - Ismai (21H00)

Tivemos a disputa neste fim-de-semana, da 20.ª jornada desta Fase da Prova que corresponde à 7.ª Jornada da 1.ª Volta, mais uma vez ficou com um jogo em atraso, o que vem demonstrar a total irregularidade da prova, com um jogo das 1.ª volta a ser disputado depois de estarem disputadas nove (9) jornadas da 2.ª volta, e agora não vemos nem ouvimos ninguém protestar pelo tempo que a sua equipa está sem competir.. Pois como sabemos foram argumentos utilizados para alterar o sistema de disputa da prova. Além de que a moda de alteração da ordem dos jogos continuou agora com a reposição de uma troca feita na 1.ª volta, repondo-se a agora a verdadeira ordem e logo por sinal no principal jogo da jornada (nossa opinião), o ABC / Madeira SAD.  Nos jogos disputados até ao momento de salientar que não se verificaram ocorrências disciplinares, e em apenas dois (2) encontros se confirmaram os resultados verificados na jornada homologa da 1.ª volta.

Sporting 39 – 28 Arsenal

Jogo disputado no pavilhão do Casal Vistoso, com uma fraquíssima assistência, e que foi um dos jogos onde se confirmou o resultado da 1.ª Volta, defrontaram-se duas equipas com argumentos diferentes, pois enquanto uma tenta discutir o título nacional o Sporting, a outra que é primo divisionária, luta essencialmente para se manter na divisão, o Arsenal. A equipa do Arsenal, que possuiu fortes princípios de jogo, e disputa os seus encontros sem grandes preocupações defensivas, mas alterna sempre que entende o seu sistema defensivo, procurando desta forma não deixar que o adversário crie demasiadas rotinas no encontro, e apresenta um andebol, baseado em especial na rapidez da saída para o contra ataque e nos ataques rápidos, foi conseguindo os seus intentos, até cerca dos 15 minutos, quando resultado era de 8-7 a favor do Sporting, que fez um oportuno time-OUT, e obteve de seguida um parcial de 4-0, onde Edmilson Araújo (3 golos, 100% de eficácia) e Francisco Tavares (5 golos, 100% de eficácia) foram letais, e mais uma vez os bracarenses alteraram o seu sistema defensivo, que não evitou que o resultado ao intervalo se situasse em 18-11, com o guarda-redes do Sporting Cudic (32% de eficácia) em bom plano, enquanto no Arsenal, João Ferreira (7 golos, 100% de eficácia) demonstrava ser um dos seus jogadores mais produtivos, inclusive no segundo tempo. No segundo tempo a equipa do Sporting teve momentos que mais parecia “anestesiada e dormente” do que uma equipa com dinâmica de jogo, apesar de nunca ter perdido o comando do jogo e do marcador nunca conseguiu acentuar a sua potencial diferença por mérito da equipa do Arsenal, com as diferenças a registarem-se na parte final do encontro onde o jovem Bruno Gaspar do Sporting (5 golos, 83% de eficácia), foi juntamente com Frankis Carol (6 golos, 46% de eficácia), mas várias assistências), dos melhores elementos em campo, destaque no Sporting, para a rotação do Plantel, onde os jovens portugueses desta vez foram os principais “atores”, onde 12 jogadores marcaram golos. Uma palavra de agrado para o jovem guarda-redes do Arsenal David Cunha (22% de eficácia), mas com uma excelente prestação (na nossa opinião), e para o jovem Lateral Oleksandr Nekrushets (5 golos, 56% de eficácia). Dirigiu o encontro a dupla portuense constituída por André Rodrigues e Nuno Gomes, que não estiveram coerentes em especial na aplicação da sanção progressiva e na lei da vantagem que foi aplicada de uma forma catastrófica, para não falar na falta do atacante onde as falhas foram elevadas, esqueceram-se de um princípio fundamental em arbitragem, a equidade.

A grande surpresa da jornada deu-se no pavilhão Adelino Costa no jogo AA Avanca / Benfica, onde a AA Avanca venceu com grande surpresa de muita gente, retificando desta forma o resultado verificado na 1.ª volta, num encontro equilibrado em determinados momentos, com a equipa do Benfica ainda no primeiro tempo a ter uma vantagem de quatro (4) golos, quando estavam decorridos cerca de 21 minutos e vencia por 10-6, para permitir ao seu adversário uma excelente reação e chegar à igualdade a 10 golos aos 23 minutos, com nova igualdade os 28 minutos a 13 golos, para ainda conseguir dois golos de vantagem através de Belone Moreira (9 golos, 69% de eficácia, 6 em 6 de livre de 7 metros), e chegar ao intervalo na frente do marcador por 15-13. No segundo tempo a equipa visitante apesar de comandar mais vezes o marcador nunca obteve margens que lhe dessem conforto, e aos 54 minutos verifica-se nova igualdade no marcador desta feita a 23 golos. Com a AA Avanca a marcar dois (2) golos nos 30 segundos finais, e a construir a sua vitória. A prestação de todos os guarda-redes se situaram em bom plano, Alejandro Carreras (32% de eficácia), e Luis Silva (33% de eficácia pela AA Avanca e Hugo figueira com (31% de eficácia) pelo Benfica. Uma palavra ainda para Pedro Valdez (6 golos, 75% de eficácia), e para Miguel Batista (70% de eficácia) e Jenilson Monteiro (100% de eficácia), ambos com 7 golos cada na AA Avanca. No Benfica mais ninguém a destacar pois a equipa foi demasiado previsível.

Outro resultado que foi retificado, foi o Boa Hora / Belenenses, disputado no pavilhão Fernando Tavares, onde a equipa do Belenenses foi vencer, e demonstrar a sua nítida subida de rendimento nos últimos jogos. O Belenenses comandou praticamente o jogo e o marcador durante os 60 minutos, com o seu guarda-redes Miguel Espinha (45% de eficácia) em grande evidência, chegando ao intervalo já na frente do marcador por 13-8, apesar de ter sofrido uma desqualificação (Fábio Semedo) aos 23 minutos de jogo, onde Gonçalo Ribeiro (9 golos, 64% de eficácia) e em especial o experiente Carlos Siqueira (8 golos, 89% de eficácia), em especial na linha dos 6 metros, estiveram em grande evidência. De assinalar ainda que a equipa de Belém chegou a ter uma vantagem de 12 golos aos 48 minutos quando vencia por 26-14, a equipa do Boa Hora que se mostrou demasiado previsível e permissiva em especial em termos defensivos, permitindo que o seu adversário realizasse 7 ações de contra-ataque que deram golo, e onde nem a boa prestação de Henrique Carlota (34% de eficácia) na Baliza, foi suficiente, teve no entanto em Nuno Santos com 7 golos e 88% de eficácia um dos sue mais produtivos elementos.

Outro encontro onde o resultado foi retificado em relação ao ocorrido na 1.ª volta, disputou-se no pavilhão Eduardo Soares, e foi o São Mamede / SCH Horta, que terminou numa igualdade a 22 golos. Com este resultado a equipa do São Mamede continua a ser a única equipa nesta Fase da Prova, que ainda não registou qualquer vitória. Num encontro de grande equilíbrio a equipa insular sobre o comando de Rui Santos, esteve a maioria do tempo na frente do marcador, embora s suas vantagens nunca ultrapassassem os três golos (3) e somente no primeiro tempo, cerca dos 13 minutos, quando vencia por 7-4, mas sempre com excelente reação dos homens do São Mamede que igualam aso 24 minutos a 9 golos, para permitirem que o SC Horta chegasse ao intervalo a vencer por 12-10. Os segundos 30 minutos foram disputados com a equipa do SC Horta quase sempre no comendo do marcador, para permitir uma igualdade a 19 golos aos 53 minutos, mas sem nunca conseguirem passar para a frente do marcador, e aos 59 minutos de jogo venciam por 22-21, para permitirem a igualdade nos segundos finais do encontro. Mais um encontro com os guarda-redes em plano aceitável, Rui Ferreira (30% de eficácia) no São Mamede, e Nuno Silva (33% de eficácia) no SC Horta. Destacando-se Ricardo Ávila com 9 golos (90% de eficácia) no São Mamede, por outro lado Hugo Freitas (60% de eficácia), e Noelvis Reve (86% de eficácia), ambos com 6 golos foram os mais produtivos pelo SC Horta. Como nota final, não ficaria mal aos senhores da estatística atualizarem os seus dados, pois o técnico do SC Horta chama.se Rui Santos e não Filipe Duque.

No Municipal de Fafe bem composto de público, ia-se registando a maior surpresa da jornada, na disputa do encontro AC Fafe / FC Porto, quando a equipa local chegou a ter ainda nos primeiros 30 minutos de jogo uma vantagem de 7 golos cerca dos 20 minutos de jogo, quando vencia por 11-4, e se tinha um FC Porto completamente á “deriva”, pois na nossa opinião encarou este encontro com excesso de confiança na sua natural superioridade, mas a equipa de Fafe, deu mostras de uma excelente organização quer defensiva, e nunca se precipitou nas suas ações atacantes, e onde o guarda-redes Miguel Marinho (33% de eficácia), estava em dia sim, no entanto ao sentir o perigo que a equipa adversária estava a ser o FC Porto, foi recuperando e chegou ao intervalo a perder apenas pela diferença mínima (13-12), onde o Time-OUT solicitado aos cerca de 15 minutos foi um enorme alerta para o que poderia acontecer. Nos segundos 30 minutos com a equipa local a fazer pela sua vida continua a comandar o marcador chegando por diversas vezes aos 4 golos de vantagem, a última das quais aos 54 minutos quando vencia por 26-22, com o FC Porto a apresentar algumas fragilidades que lhe eram desconhecidas em especial nos seus processos defensivos. Dizer que aos 58 minutos de jogo o AC Fafe ainda vencia por 27-26, para Spelic (1 golos, 33% de eficácia) e Rui Silva (4 golos, 67% de eficácia) resolverem o jogo nos momentos finais do encontro, onde nem a prestação positiva de Alfredo Quintana (37% de eficácia), na baliza do FC Porto, ia evitando a possível grande surpresa não só da jornada, mas na nossa opinião da prova até este momento. No AC Fafe, destaque especial para o seu coletivo, onde Paulo Silva (7 golos, 54% de eficácia), Belmiro Alves (100% de eficácia) e Mário Lourenço (75% de eficácia), ambos com 6 golos cada foram dos elementos mais produtivos da sua equipa. No FC Porto onde 10 atletas marcaram golos, o principal destaque vai para José Carrillo (5 golos, 63% de eficácia, 4 em 5 de livre de 7 metros), e para o jovem Miguel Martins (4 golos, e80% de Eficácia), exatamente os mesmos dados de Alexis Borges.

Publicaremos actualizada, após o jogo que falta disputar nesta jornada.

O Banhadas Andebol

sexta-feira, 20 de janeiro de 2017

Campeonato do Mundo França – 2017 – XXVI – Actualizada

25.º CAMPEONATO DO MUNDO SENIORES MASCULINO

Terminou a Fase Preliminar (60 jogos) do 25.º Mundial de Seniores Masculinos, que está a decorrer em França até ao dia 29 de Janeiro de 2017.

Infelizmente para Portugal não se verificaram quaisquer transmissões, não tento nenhum canal demonstrado qualquer interesse, lamenta-se profundamente, quando se transmite tudo e mais alguma coisa, e a modalidade fica para trás, lamenta-se ainda que nem uima palavra sobre o assunto tenha existido da parte na Federação.

É importante informar (no nosso entender) que Portugal está apenas representado por António Goulão com funções na IHF, que nesta Fase preliminar esteve presente em nove (9) encontros, todos relativos ao Grupo “A”, sendo 4 como IHF Oficial e 5 como Oficial de Mesa:

Rússia – Japão (Grupo “A”) – 1.ª Jornada (IHF Oficial)
Japão – França (Grupo “A”) – 2.ª Jornada (IHF Oficial)
Noruega – Rússia (Grupo “A”) – 2.º Jornada (IHF Oficial)
França – Noruega (Grupo “A”) – 3.ª Jornada (Oficial de Mesa)
Brasil – Japão (Grupo “A”) – 3.ª Jornada (Oficial de Mesa)
Polónia – Rússia (Grupo “A”) – 3.ª Jornada (IHF Oficial)
Noruega – Brasil (Grupo “A”) – 4.ª Jornada (Oficial de Mesa)
Rússia – Brasil (Grupo “A”) - 5.ª Jornada (Oficial de Mesa)
França – Polónia (Grupo “A”) – 5.ª Jornada (Oficial de Mesa)
Dia 20 sem nomeações

Esperamos certamente e devido á sua posição na EHF (pensamos que se mantêm) apesar de mais uma vez essa informação não existir, por parte das entidades nacionais vê-lo presente em mais jogos, nas fases seguintes

França – Campeã em Titulo

A Ronda Preliminar – Foi constituída por 4 grupos de 6 equipas, e disputa-se de 11 a 20 de Janeiro nos Exponantes – Hall KKL em Nantes, no Arenes de Metz em Metz, no Kindarena em Rouen, e no AccorHotels Arena em Paris, sendo apuradas para os 1/8 de Final os quatro (4) primeiros classificados de cada grupo, efectuando a eliminatória através de jogos cruzados entre os grupos “A” e “B” e outros entre os grupos “C” e “D”. As restantes equipas disputarão os lugares classificativos e a denominada President´S CUP.

Este campeonato, está disputado com forte componente de Marketing, e com apoio em todas as redes sociais, o que leva a que o número de espectadores presentes na grande maioria dos jogos seja simplesmente espantosa, com uma moldura humana digna de uma prova desta envergadura, tendo logo no jogo de abertura cerca de 15600 espectadores (notável). Com excelentes molduras humanas em quase todos os encontros. É também uma prova onde é pela primeira vez utilizado com regras definidas o chamado VPF. E com uma exibição do guarda-redes francês Thierry Omeyer que atingiu a eficácia de 67%, o que é notável. A grande surpresa desta Fase preliminar foi a vitória do Chile sobre a Bielorrússia, mas que de pouco serviu pois ao perder o último jogo diante a Arabia Saudita, hipotecou qualquer hipótese de apuramento, e o excelente com portamento da Noruega, que apenas esteve presente após a entrega de um chamado “wild Card”, por parte da IHF. Teremos ainda de salientar pela negativa o não apuramento para os 1/ 8 final da Polónia, e ainda os diferentes comportamentos das equipas da lusofonia, com o Brasil a ser apurado para os 1/8 final, e Angola a ir disputar a President’s CUP. Referindo-se ainda que a equipa que eliminou Portugal a Islândia a estar apurada para disputar os 1/8 final pois foi 4.ª classificada no seu Grupo (“B”), uma palavra para o Egipto e para o Qatar, que estão apurados para os 1/8 final. Das equipas Europeias presentes 13, estão apuradas para os 1/8 final.

Ficaram apurados para os 1/8 Final as seguintes equipas:

Grupo “A” – França, Noruega, Rússia, e Brasil
Grupo “B” – Espanha, Eslovénia, Macedónia e Islândia.
Grupo “C” – Alemanha, Croácia, Bielorrússia, e Hungria.
Grupo “D” – Dinamarca, Suécia, Egipto e Qatar.

1/8 Final – Em Le halle de glace Olypique em AlbervilleL, Stade Pierre-Mauroy, em Lille, AccorHotels Arena em Paris, e ParkSuites Arena, em Montpellier
Dia 21-01-17
Noruega – Macedónia (16H00)
França – Islândia (18H00)
Brasil - Espanha (20H45)
Rússia - Eslovénia (20H45)
Dia 22-01-17
Hungria – Dinamarca (16H00)
Bielorrússia – Suécia (16H00)
Alemanha – Qatar (18H00)

Croácia – Egipto (20H45)

Horas Locais (horários a confirmar de acordo com as transmissões e as classificações das equipas.

Vão disputar a President’s CUP (17.º ao 24.º lugar), as seguintes equipas, em 21 e 23 de Janeiro, no Brest Arena em Brest:

Grupo “A” – Polonia e Japão.
Grupo “B” – Tunísia e Angola.
Grupo “C” – Arabia Saudita e Chile
Grupo “D” – Argentina e Bahrain

1/4 Final – em 24 Janeiro, nos Le halle de glace Olypique em AlbervilleL Stade Pierre-Mauroy, em Lille, AccorHotels Arena em Paris, e ParkSuites Arena, em Montpellier
1/2 Final – em 26 e 27 de Janeiro no, AccorHotels Arena em Paris.
3.º E 4.º Lugar – em 28 de Janeiro no, AccorHotels Arena em Paris.
Final – em 29 de Janeiro no, AccorHotels Arena em Paris.
 
Nota – Os jogos das 1/2 Final, 3.º e 4.º lugar e Final, são disputados no AccorHotels Arena em Paris, com uma lotação de cerca de 16,400 lugares 

O Noticias

Ranking Seleções – EHF – 2016 - II

GLOBAL
(MASCULINOS + FEMININOS)

Tal como já noticiamos, a EHF, publicou, em 19-01-17, os Diversos Rankings, sobre as Secções Jovens e de Seniores, tanto em Masculinos, como em Femininos, relativa ao ano de 2016.

Felizmente a Federação após as nossas anteriores publicações decidiu e neste caso e bem embora pressionada, a publicar os mesmos e até com parecer dos técnicos nacionais, dando a sensação de que tudo vai bem no “reino”, andamos é com azar, e para o anoa fazemos melhor certamente. Pela nossa parte agradecemos a amabilidade de darem a conhecer matéria de interesse para a modalidade.

Na continuidade dos anteriores textos sobre o assunto, hoje iremos divulgar a posição ocupada, por Portugal, na globalidade (Masculinos + Femininos). Reforçamos o que já anteriormente se disse, deque “Deveremos ter em atenção de que este ranking, conforme noticiado em tempo, certamente que irão influenciar, a posição das equipas nas provas de seleções dos escalões mais jovens.
A Alemanha passa a liderança do ranking, com a França que o liderava a cair para 4.º Lugar, a Dinamarca passa de 2.º para 3.º lugar e a Noruega sobe de 5.º a 2.º lugar, com a Espanha a voltar a cair, agora de 4.º para 6.º Lugar.

Portugal, depois uma excelente subida em 2015 (quatro (4) lugares, passando de 23.º em 2014, para 19.º, e ultrapassando, a Áustria, a Republica Checa, a Eslováquia e a Suíça) volta descer agora (2016) 3 lugares passando para 21.º (em igualdade pontual com a Áustria), sendo ultrapassados por esta equipa, pela Suíça, e pela República Checa. Mas uma das mais surpreendentes movimentações foi a ascensão da Croácia do 12.º Lugar para o atual 5.º Lugar, entre outras. Esta uma analise sumária, pois certamente que muitas mais movimentações existirem, e algumas com relevo. 

O Analista

quinta-feira, 19 de janeiro de 2017

Ranking Seleções – EHF – 2016 - I

FEMININOS

A EHF, publicou, em 16-01-17, os Diversos Rankings, sobre as Secções Jovens e de Seniores, tanto em Masculinos, como em Femininos, relativa ao ano de 2016.

Depois de termos divulgado o género Masculino, e conforme referido na altura, divulgamos todas as tabelas, em especial as posições ocupadas, por Portugal, nos três (3), Rankings, publicando hoje o ranking relativo aos Femininos. Deveremos ter em atenção de que este ranking, conforme noticiado em tempo, irá influenciar, a posição das equipas nas provas de seleções dos escalões mais jovens.

A Noruega passou a ocupar o 1.º lugar do ranking, em Femininos, com a Rússia anterior líder a cair para 3.º lugar, A Dinamarca manteve o 2.º lugar, a França passa de 7.º para 4.º, assim como a Alemanha que passa de 9.º para 6.º, verificando-se ainda uma descida de 3 lugares da Suécia, que passa para o 8.º lugar, de referir ainda a sensacional subida da República Checa, que passa de 19.º para 12.º.

Portugal, infelizmente para o Andebol Feminino, cai 6 lugares, passando de 16.º para 22.º lugar isto em épocas, que segundo a Federação Portuguesa foram épocas de aposta no desenvolvimento do Andebol, na vertente Feminina. Fomos ultrapassados, pela República Checa, Eslováquia, Áustria (Subiu 4 posições), Turquia (Subiu 4 posições), Bielorrússia e Ucrânia (Subiu 4 posições)., de registar ainda a queda de 5 lugares da Macedónia que passou de 17.º para 23 com a mesma pontuação de Portugal. 21.º Lugar. Esta foi mais uma análise sumária, mas certamente que muitas mais movimentações existirem, e algumas com relevo.

A Federação contínua até ao momento a dar qualquer informação sobre o tema, ou porque está satisfeita ou porque considera irrelevante. 

O Analista

Sorteios – Época 2016 / 2017 - VII

A Federação anunciou através do seu Comunicado Oficial n.º 55 da época 2016 / 2017 em 18-01-17 (com alguma antecedência), as datas da realização de diversos sorteios, de algumas das principais provas Nacionais. Os sorteios são realizadas na FAP.

PO.03 – CAMPEONATO NACIONAL SENIORES MASCULINOS 3.ª DIVISÃO – 2.ª FASE
Sorteio dia 27-02-2017 pelas 17H00
Início da prova em 11-03-17

PO.04 – CAMPEONATO NACIONAL JUNIORES MASCULINOS 1.ª DIVISÃO – FASE FINAL
Sorteio dia 22-02-2017 pelas 17H15
Início da prova em 19-03-17

PO.05 – CAMPEONATO NACIONAL JUNIORES MASCULINOS 2.ª DIVISÃO – 2.ª FASE
Sorteio dia 14-02-2017 pelas 17H00
Início em 05-03-17

PO.06 – CAMPEONATO NACIONAL JUVENIS MASCULINOS 1.ª DIVISÃO – 2.ª FASE
Sorteio dia 13-02-2017 pelas 17H00
Início da prova em 25-02-17

PO.07 – CAMPEONATO NACIONAL JUVENIS MASCULINOS 2.ª DIVISÃO – 2.ª FASE
Sorteio dia 13-02-2017 pelas 17H15
Início da prova em 25-02-17

PO.08 – CAMPEONATO NACIONAL INICIADOS MASCULINOS – 2.ª FASE
Sorteio dia 13-02-2017 pelas 17H30
Início da prova em 26-02-17

PO.10 – CAMPEONATO NACIONAL SENIORES FEMININOS 2.ª DIVISÃO – FASE FINAL
Sorteio dia 07-02-2017 Pelas 17H00
Início da Prova em 25-02-17

PO.11 – CAMPEONATO NACIONAL JUNIORES FEMININOS – 2.ª FASE
Sorteio dia 07-02-2017 pelas 17H15
Início da Prova em 26-02-17

PO.12 – CAMPEONATO NACIONAL JUVENIS FEMININOS – 2.ª FASE
Sorteio dia 06-02-2017 pelas 17H00
Início da Prova em 18-02-17

PO.13 – CAMPEONATO NACIONAL INICIADOS FEMININOS – 2.ª FASE
Sorteio dia 07-02-2017 pelas 17H30
Início da Prova em 26-02-17

O Noticias

quarta-feira, 18 de janeiro de 2017

Crónica intermédia de Fim-de-semana – 34 – 2016 / 2017 – I

Regresso a uma crónica intermédia, relativa apenas a um dos jogos em atraso.

PO01 – Campeonato Nacional da 1.ª Divisão Seniores Masculinos.

13.ª Jornada
Dia 18-01-17
Águas Santas – ABC (21H00)
16.ª Jornada
Dia 08-03-17
ABC - SC Horta (21H00)
17.ª Jornada
Dia 18-01-16
FC Porto 30 – 17 AA Avanca
14-02-17
SC Horta – Ismai (21H00)
19.ª Jornada
Dia 01-02-17
Belenenses - Águas Santas

Disputado um dos muitos jogos em atraso e parece-nos que mais vai haver. Jogo que confirmou o resultado verificado na jornada correspondente na 1.ª volta, e que felizmente terminou sem ocorrências disciplinares.

FC Porto 30 – 17 AA Avanca

No Dragão Caixa com pouco publico como seria de esperar, num encontro que mais uma vez terminou com o resultado que todos esperavam, e onde se assinala o regresso de António Areia do FC Porto, após larga ausência por lesão, com o esse resultado apenas a ser confirmado nos segundos 30 minutos. Durante o primeiro tempo do jogo, tivemos um encontro de grande equilíbrio, mais por falta de “garra” e competitividade do FC Porto, que foi bem aproveitada pela AA Avanca. O FC Porto que comando mesmo assim o jogo e o marcador durante 29 minutos, com Alfredo Quintana (31% de eficácia) e Spelic (4 golos, 80% de eficácia) em bom plano, chegando a ter vantagens de 4 golos (10-6, por exemplo aos 22 minutos), com ambas as equipas e terem muitas falhas técnicas, e que proporcionaram alguns contra-ataques, muito bem aproveitados pelo FC Porto, no entanto os últimos 8 minutos de jogo, com um FC Porto, conformado e “distraído”, e um AA Avanca, bem mais assertivo, foi recuperando fazendo um parcial de 5-1, e terminando o 1.º tempo com uma igualdade a 11 golos, destacando-se neste período o guarda-redes Luís Silva da AA Avanca (apesar de apresentar apenas 19% de eficácia), e em especial Pedro Valdez (6 golos, 67% de eficácia) que demonstrou ser um excelente jogador tanto tecnicamente como em termos físicos. No segundo período do jogo, o FC Porto, entrou em campo com outra postura e outra dinâmica de jogo e “cilindrou” a equipa do AA Avanca, que pois alterações táticas que fizesse na sua defesa, e por vezes no seu sistema atacante pouco ou nada pode fazer, com o FC Porto a dar maior expressão ao resultado, em especial através de uma soberba exibição de Gustavo Rodrigues (8 golos, 73% de eficácia), uma palavra ainda para Ricardo Moreira (6 golos, 86% de eficácia) que soube e bem aproveitar as transições rápidas do FC Porto, que terminou o encontro com 11 jogadores a marcarem golos, destaca conforme já dissemos para as ações de contra ataque do FC Porto, (8 golos em 8 ações, 100% de eficácia). Determinante para este resultado a entrada determinada do FC Porto que em 7 minutos faz um parcial de 6-0, colocando o resultado em 17-11, e para a prestação de Hugo Laurentino nos segundos 30 minutos com 60% de eficácia). Nota negativa para as duas equipas na forma como não aproveitaram as situações de 7 metros. Dirigiu o encontro a dupla bracarense constituída por Alberto Alves e Jorge Fernandes, que não estiveram nos seus dias, estando com o “síndroma dos passos”, e por vezes até na falta de sintonia, e pensamos que que se nos alongáramos na análise, teríamos de escrever muito mais e assim ficamos por aqui. Uma palavra para o Delegado ao jogo, que permitiu que sistematicamente um dos técnicos em especial no primeiro tempo andasse sistematicamente fora da chamada zona técnica em especial quando a sua equipa defendia,

A Classificação está assim ordenada: - 1.º FC Porto (57 pontos), 2.º Sporting (53 Pontos), 3.º Benfica (49 pontos), 4.º ABC (45 pontos, -2jogos), 5.º Madeira SAD (41 Pontos), 6.º AA Avanca (37 pontos), 7.º Águas Santas (35 pontos, -2 jogos), 8.º AC Fafe e Boa Hora (33 Pontos), 10.º Ismai (32 pontos, -1 jogo), 11.º Belenenses (29 pontos, -1 jogo), 12.º Arsenal (27 pontos), 13.º SC Horta (24 pontos, -2 jogos), 14.º São Mamede (21 pontos). 

O Banhadas Andebol

Ranking Selecções – EHF – 2016

MASCULINOS

A EHF, publicou, em 16-01-17, os Diversos Rankings, sobre as Secções Jovens e de Seniores, tanto em Masculinos, como em Femininos, relativa ao ano de 2016.

Iremos divulgar as mesmas, em especial as posições ocupadas, por Portugal, nos três (3), Rankings, começando por publicar hoje o relativo aos Masculinos. Deveremos ter em atenção de que este ranking, conforme noticiado em tempo, irá influenciar, a posição das equipas nas provas de selecções dos escalões mais jovens.
A Alemanha passou a ocupar o 1.º lugar do ranking, em masculinos, com a França a cair para 4.º lugar, A Espanha manteve o 2.º lugar, a Croácia passa de 8.º para 3.º verificando-se ainda uma descida de 2 lugares da Dinamarca, que passa para o 5.º lugar, de referir ainda a subida da Noruega de 4 lugares ocupando agora o 6.º lugar.

Portugal, voltou a subir 2 posições (já em 2015 tinha subido 2 posições), passando de 20.º para 18.º, lugar na tabela, ultrapassando, a República Checa, que manteve o 19.ºlugar e a Áustria que passou de 17.º para 21.º lugar, Israel subiu 7 lugares, passando de 28.º lugar para 21.º lugar sendo uma das subidas mais assinaláveis. Esta uma analise sumária, pois certamente que muitas mais movimentações existirem, e algumas com relevo.

Até ao momento desconhece-se qualquer informação por parte da Federação.

O Analista

Sorteios – Época 2016 / 2017 - VI

A Federação anunciou através do seu Comunicado Oficial n.º 54 da época 2016 / 2017 em 16-01-17, a data da realização do sorteio dos 1/4 Final da Taça de Portugal Seniores Masculinos.

PO.20 – Taça de Portugal Seniores Masculinos
1/4 Final - Sorteio dia 30-01-2017 pelas 17H00
Os Jogos realizar-se-ão previsivelmente em 18-03-17, segundo o CO N.º 18 da presente época, embora o CO agora publicado seja omisso nesta informação.

Desta vez a notícia, já teve mais relevo, embora continue a ser uma notícia um pouco “escondida”, quando publicada no sítio da Federação.

O Noticias

Nomeações – EHF – 2016 / 2017 – XIX

A EHF mais uma vez procedeu a diversas nomeações, para as suas provas Europeias tendo sido atribuído a Portugal, as seguintes nomeações, uma delas assinala a estreia de António Marreiros (Presidente do CA, sem comentários)

Quando publicamos esta noticia dissemos na altura que:

Nota – Estranha-se que a Federação tenha dado a noticia das nomeações, mas tenha omitido a nomeação de António Marreiros que foi efetuada precisamente ao mesmo tempo da nomeação das irmãs Sá. Porquê?

Mas como já estamos habituados a que depois das nossas publicações as noticias sejam alteradas sem nenhuma chamada de atença para o facto, fiemos imagem da noticia original, e que hoje publicamos pois o texto no sitio da FAP, neste momento já engloba a referida nomeação embora mantenha a data original de publicação, sem alteração do conteúdo principal da noticia, mais uma vez temos de lamentar este tipo de procedimentos.

Noticia Original
O Regras

terça-feira, 17 de janeiro de 2017

Crónica de Fim-de-semana – 12 – 2016 / 2017 - IV

Crónica dedicada aos dois jogos que se encontravam em atraso na Zona Sul na PO04,

São directamente aprovados para a Fase Final as 3 primeiras classificadas em cada zona da 1.ª Fase

PO04 – Campeonato Nacional da 1.ª Divisão Juniores Masculinos.

Zona Norte
12.ª Jornada
15-01-17
CD Feirense 34 - 24 GC Santo Tirso
Boavista FC 24 - 22 Académico FC
Xico Andebol 23 - 27 FC Porto
Águas Santas 34 - 26 AA Avanca
Ismai 28 - 26 ABC

Disputou-se a 3.ª jornada da 2.ª volta, felizmente na prova com maior regularidade competitiva, e onde não existem jogos em atraso, esperamos que assim se mantenha até ao final, apesar de dizermos bastas vezes que o verdadeiro campeonato, apenas começa na fase final. Jornada marcado por ocorrências disciplinares em dois jogos, e por apenas um resultado ter sido retificado em relação ao ocorrido na jornada similar da 1.ª volta. O Jogo que foi retificado foi no Boavista FC / Académico FC, onde se verificou a vitória da equipa do Bessa, que construir o resultado no primeiro tempo ao chegar ao intervalo a vencer por 13-9, tendo posteriormente de suportar a reação dos Academistas. Com esta vitória a equipa do Boavista FC igualou em termos classificativos o Xico Andebol, nos últimos lugares da Zona. Tiago Ferreira com 7 golos e David Pereira com 6 golos foram os melhores marcadores do Boavista FC, com Gonçalo Martins e os seus 6 golos a ser o melhor marcador do Académico FC. Tivemos o Águas Santas / AA Avanca com a equipa maiata a confirmar todo o seu favoritismo ao vencer de forma clara a equipa da Região de Aveiro, com o resultado ao intervalo a ser já de 19-7 a favor do Águas Santas, que com esta vitória consolidou o seu 1.º lugar na tabela classificativa da Zona, onde se perfilha como um dos principais candidatos ao apuramento para a Fase Final. Tanto a equipa do Águas Santas como a equipa do AA Avanca tiveram 10 atletas a marcarem golos. Sendo José Barbosa com 9 golos e Diogo Quintas com 7 os principais marcadores dos maiatos, enquanto os melhores marcadores da AA Avanca não passaram dos 4 golos. Na Maia tivemos um dos jogos mais equilibrados da jornada o Ismai / ABC (jogo com ocorrências disciplinares), e que terminou tal como na 1.º volta com a derrota do ABC, que assim se afasta cada vez mais da possível discussão pelos lugares de apuramento, e que neste encontro apesar de ir para o intervalo a vencer por 15-11, não suportou a reação da equipa do Ismai, que com esta vitória se mantém isolada no 3.º lugar da classificação da Zona, e tal como o Águas Santas, é das equipas com mais possibilidades de discutir o apuramento para a Fase Final da Prova. Hugo Glória com 8 golos, António Almeida e Diogo Coelho ambos com 5 golos, foram os melhores marcadores do Ismai, Gonçalo Areias com 7 golos e João Peixoto com 6 golos foram os melhores marcadores do ABC. No Pavilhão da Lavandeira o CD Feirense recebeu o GC Santo Tirso e voltou a vencer, igualando em termos pontuais a equipa do AA Avanca, num encontro em que comandou sempre o marcador, chegando ao intervalo já na frente do marcador por 18-12, com o GC Santo Tirso com mais esta derrota a continuar a ser única equipa da Zona, que apenas contabiliza derrotas até ao momento. O CD Feirense onde 11 atletas marcaram golos, com João Cardoso com 7 golos, e Nuno Reis com 5 golos foram os principais marcadores, José Carvalho e João Almeida ambos com 5 golos cada foram os melhores marcadores do GC Santo Tirso. Terminamos com o Xico Andebol / FC Porto (jogo com ocorrências disciplinares), que foi um encontro sempre disputado com grande equilíbrio, apesar do FC Porto, comandar mais vezes o marcador, chegando ao intervalo já a vencer por 15-12, com esta vitória o FC Porto consolida o seu 2.º lugar na Classificação, sendo um dos principais favoritos ao apuramento para a Fase Final. Carlos Abreu com 9 golos e Carlos Batista com 5 golos foram os melhores do Xico Andebol, enquanto no FC Porto, onde 10 jogadores marcaram golos, João Furtado com 5 golos foi o seu principal marcador.

Classificação até ao momento: - 1.º Águas Santas (34 pontos), 2.º FC Porto (33 pontos), 3.º Ismai (32 pontos), 4.º ABC (25 pontos), 5.º AA Avanca, e CD Feirense (24 pontos), 7.º Académico FC (20 pontos), 8.º Boavista FC e Xico Andebol (18 pontos), 10.º GC Santo Tirso (12 pontos).

Zona Sul
12.ª Jornada
Dia 15-01-17
Juventude Lis 17 - 29 AC Sismaria
Sporting 24 - 14 Alto Moinho.
Estarreja AC 42 - 32 ADC Benavente
São Bernardo 31 - 26 Ginásio Sul
Belenenses 29 - 34 Benfica

Zona onde se disputou igualmente a 3.ª jornada da 2.ª volta, e onde mantemos tudo o dissemos na introdução da zona Norte. Felizmente foi uma jornada disputa sem qualquer registo disciplinar o que se saúda, e em todos os jogos disputados se confirmaram os resultados ocorridos na jornada homóloga da 1.ª volta. No jogo em que antigamente se considerava um clássico e era dos mais disputados, estamos a referir-nos ao Belenenses / Benfica, que terminou com uma vitória do Benfica, que construiu o resultado nos primeiros 30 minutos, pois ao intervalo já vencia por 16-11, e terminou exatamente com a mesma diferença. Com esta vitória a equipa do Benfica continua a comandar a classificação sendo a única equipa que apenas contabiliza vitória até ao momento. E é sem dúvida nenhuma uma das equipas grande favorita ao apuramento para a Fase final, onde a equipa do Belenenses, eventualmente poderá ainda ter uma palavra a dizer. Gabriel Cavalcanti com 9 golos e Ricardo Igreja com 6 golos foram os melhores marcadores do Belenenses, No Benfica com 10 jogadores a marcarem golos, Francisco Pereira com 10 golos e Gonçalo Cunha com 6 foram os seus principais marcadores. No dérbi de Leiria, a Juventude Lis recebeu o AC Sismaria e voltou a perder, com o AC Sismaria a vencer já ao intervalo por margem confortável (16-8), com esta vitória a equipa de Gândara, encontra-se totalmente inserida na luta pelo apuramento para a Fase Final. Fábio Moreira com 6 golos foi o melhor marcador da Juventude Lis, enquanto dos 11 jogadores que marcaram golos pelo AC Sismaria, Gonçalo Jesus e Iuri Anastácio, ambos com 5 golos cada foram os seus principais marcadores. Em Estarreja disputou-se o Estarreja AC / ADC Benavente, que foi o encontro com maior número de golos da jornada, com a equipa do Estarreja AC a confirmar os bons resultados, e a manter-se totalmente inserida na disputa por um lugar na Fase Final, pena que o ADC Benavente se tenha apresentado com apenas 10 jogadores inscritos. Pedro Oliveira com 14 golos e Diogo Liberato com 8 golos foram os melhores marcadores do Estarreja AC, por seu lado João Ferreira com 9 golos e André Rodrigues com 8 golos, foram os melhores marcadores da equipa de Benavente. Num jogo sem grande história tal a diferença final verificada no resultado o Sporting voltou a vencer o Alto Moinho, num encontro onde ao intervalo já vencia por 13-6, e com esta vitória consolidou o seu 2.º lugar na tabela classificativa, sendo um dos grande favoritos ao apuramento para a Fase Final, por sua vez o Alto Moinho apesar da derrota sofrida, ainda poderá ter uma palavra a dizer em relação ao apuramento para a Fase Final. Joel Ribeiro com 8 golos e Bruno Gaspar com 5 golos foram os melhores marcadores do Sporting, Ricardo Ferreira com 5 golos foi o melhor marcador do Alto Moinho. Por último tivemos mais um encontro em que uma das equipas apenas apresenta 10 atletas inscritos o Ginásio Sul, na sua deslocação a São Bernardo para defrontar a equipa local, tendo voltado a perder, e continuando a ser a única equipa na Zona que apenas regista derrotas até ao momento. No São Bernardo com 10 atletas a marcarem golos, João Almeida com 6 golos e Carlos Madureira com 5 golos, foram os seus principais marcadores, No Ginásio Sul, Tiago Gonçalves e Fábio Veloso, ambos com 7 golos cada foram os seus melhores marcadores.

Classificação até ao momento: - 1.º Benfica (36 pontos), 2.º Sporting (33 pontos), 3.º Estarreja AC (29 pontos), 4.º AC Sismaria (28 pontos), 5.º Alto Moinho (25 pontos), 6.º Belenenses (24 pontos), 7.º São Bernardo (20 pontos), 8.º ADC Benavente (17 pontos), 9.º Juventude Lis (16 pontos), 10.º Ginásio Sul (12 pontos).

O Noticias

Nomeações – EHF – 2016 / 2017 – XVIII

A EHF mais uma veze procedeu a diversas nomeações, para as suas provas Europeias tendo sido atribuído a Portugal, as seguintes nomeações, uma delas assinala a estreia de António Marreiros (Presidente do CA, sem comentários)
Árbitros

Marta Sá / Vânia Sá – Foram nomeadas para dirigir o encontro da 1.ª e 2.ª Mão dos 1/8 Final da Challenge CUP Feminina, que se disputa entre o Haukar (Islândia) e o Virto / Quintus (Holanda), na Islandia nos dias 04/05-02-17.

Delegado

António Marreiros - Foi nomeado, para o encontro da 2.ª Mão dos 1/8 Final da Challenge CUP Feminina, que se disputa entre o ZRK Mlinotest Ajdovscina (Eslovénia) e o Rocasa Gran Canaria ACE (Espanha), na Espanha no dia 11-02-17.

Aos nomeados os nossos parabéns, e as maiores felicidades.

Nota – Estranha-se que a Federação tenha dado a noticia das nomeações, mas tenha omitido a nomeação de António Marreiros que foi efetuada precisamente ao mesmo tempo da nomeação das irmãs Sá. Porquê?

O Regras

segunda-feira, 16 de janeiro de 2017

Crónica de Fim-de-semana – 13 – 2016 / 2017 – II

Regresso às normais Crónicas desta prova.

Apuram-se para a Fase Final do Grupo A, o que dá acesso á 1.ª Divisão os 2 primeiros classificados de cada Zona.

PO02 – Campeonato Nacional da 2.ª Divisão Seniores Masculinos.

Resultados
Zona 1
3.ª Jornada
Dia 27-01-17
FC Porto B - CCR Fermentões (21H30)
10.ª Jornada
Dia 22-01-17
FC Gaia - Marítimo (16H30)
11.ª Jornada
Dia 14-01-17
Modicus 24 – 24 Boavista
Gondomar Cultural 30 – 39 CCR Fermentões A
FC Porto B 23 – 25 Xico Andebol
Marítimo 30 – 26 GC Santo Tirso
SP. Oleiros 14 – 25 FC Gaia

Jornada que corresponde à 2.ª jornada da 1.ª volta, e continua-se com um jogo da 1.ª volta por disputar incrivelmente relativo à 3.ª jornada, o que continua a tornar as provas regulares do calendário Nacional, em verdadeiras provas “irregulares”, temos pena mas é uma verdade pura que não pode ser negada por ninguém com responsabilidades. Felizmente nos jogos que se disputaram não se registaram quaisquer ocorrências disciplinares registadas o que é sempre salutar para a modalidade. Nos resultados verificados, salienta-se que dois resultados foram retificados em relação ao que se tinha passado na 1.ª volta da prova, pois desta vez o Marítimo venceu o GC Santo Tirso, e curiosamente o resultado foi precisamente o mesmo só que de sentido inverso. A equipa insular ao intervalo vencia apenas pela diferença mínima (13-12), e mesmo com esta vitória, continua classificado atrás do seu adversário, numa zona onde a discussão pelo possível apuramento para a Fase Final Grupo A está cada vez mais “acesa”. O outro resultado que foi retificado foi o Modicus / Boavista, com a equipa de Sandim a obter desta feita uma igualdade, apesar de ao intervalo estar na frente do marcador por 15-12, mas continua a ser a única equipa da Zona sem averbar qualquer vitória, tendo apenas duas igualdades. Um dos resultados mais interessantes (na nossa opinião), verificou-se no FC Porto B / Xico Andebol, com a equipa vimaranense a confirmar a sua vitória da 1.ª volta, desta vez na condição de visitante, num encontro onde ao intervalo se encontrava a perder por 14-10, mas nos segundos 30 minutos soube dar a volta ao marcador e ao jogo, e com esta vitória, manter isolada no topo da classificação á condição pois o 2.º Classificado têm menos um jogo. Num jogo onde o CCR Fermentões venceu novamente o Gondomar Cultural, agora na condição de visitante, e por margem confortável, que já era previsível no final dos primeiros 30 minutos que terminou com o CCR Fermentões a vencer por 19-13, com esta vitória a equipa do CCR Fermentões, apesar de ter menos um jogo, iguala no 3.º lugar o S. P. Oleiros e passa a ser mais uma equipa a lutar por um lugar na Fase Final Grupo A, por sua vez o S.P. Oleiros, foi copiosamente batido em casa pelo FC Gaia que ao intervalo já vencia por 12-7, e apesar de ter igualmente menos um jogo, isolou-se no 2.º lugar da tabela classificativa, quando estava em igualdade com o seu adversário nesta jornada.

Classificação até ao momento – 1.º Xico Andebol (29 Pontos, 2.º FC Gaia (26 pontos, -1 jogo), 3.º CCR Fermentões A (-1 jogo), e SP. Oleiros (24 pontos), 5.º FC Porto B (23pontos, -1 jogo), 6.º GC Santo Tirso (22 pontos), 7.º Marítimo (21 pontos, -1 jogo), 8.º Boavista FC (16 pontos), 9.º Gondomar Cultural (14 pontos), 10.º Modicus (13 pontos).

Zona 2
1.ª Jornada
Dia 28-01-17
Beira Mar – ACD Monte (21H00)
11.ª Jornada
Dia 14-01-17
CD Marienses 18 – 29 São Bernardo
Beira Mar 26 – 30 AC Sismaria
Juventude Lis 29 – 28 ACD Monte
AD Sanjoanense 37 – 32 ADC Benavente
AD Albicastrense 30 – 26 Estarreja AC

Apenas com um jogo em atraso, e que corresponde ao encontro mandado repetir pelo CT da Federação, o Beira Mar / ACD Monte. A jornada disputada este fim-de-semana, corresponde igualmente como nas outras zonas á 2.ª jornada da 1.ª Volta. De salientar que nos encontros disputados não se verificaram ocorrências disciplinares relatadas, e apenas em dois dos encontros se verificaram resultados diferenciados do ocorrido na jornada homóloga da 1.ª volta. Num dos principais jogos da jornada nesta zona onde nos parece que a disputa dos lugares acesso à Fase Final do Grupo A, terá menos concorrência, disputou-se nos Açores entre o CD Marienses e o São Bernardo, terminando com a vitória incontestada da equipa continental que já vencia ao intervalo por 15-7, com mais esta derrota somos da opinião que a equipa do CD Marienses esta praticamente afastada da discussão pelos lugares de apuramento para a fase Final, onde o São Bernardo se apresenta como um sério candidato, juntamente com a AD Sanjoanense que voltou a vencer o ADC Benavente, num encontro onde construiu o resultado no primeiro tempo ao chegar ao intervalo a vencer por uma confortável margem (24-17), mantendo-se no comando da zona que divide com o AD Albicastrense, que venceu o Estarreja AC, num encontro de grande equilíbrio, e onde ao intervalo vencia somente por um golos (13-12), apenas consolidando a sua vitória no segundo tempo. Em Leiria tivemos um dos resultados retificados em relação ao ocorrido na 1.ª volta, com a dificílima vitória da equipa da Juventude Lis sobre o ACD Monte pela diferença mínima, e com o resultado ao intervalo a ser favorável á equipa da região de Aveiro por diferencial de 5 golos, pois vencia por 14-9, com os leirienses a apenas no segundo tempo a criarem as situações que lhes permitiram a vitória e a troca de posições em termos classificativos. No Beira Mar / AC Sismaria tivemos mais uma retificação de resultado com a equipa de Gândara a obter a sua segunda vitória na prova, num jogo bastante equilibrado, apesar de ao intervalo já se encontrar na frente do marcador por 16-13.

Classificação até ao momento – 1.º AD Sanjoanense, e AD Albicastrense (31 pontos), 3.º São Bernardo (29 pontos), 4.º Estarreja AC (21 pontos), 5.º CD Marienses, e ADC Benavente (20 pontos), 7.º Juventude Lis (18 pontos), 8.º ACD Monte (-1 jogo), e AC Sismaria (16 pontos), 10.º Beira Mar (14 pontos, -1 jogo).      

Zona 3
11.ª Jornada
Dia 13-01-17
Benfica 44 – 21 Almada AC
Dia 14-01-17
CDE Camões 28 – 18 CCP Serpa
Vela Tavira 29 – 27 IFC Torrense
1.º Dezembro 26 – 26 Alto Moinho
Zona Azul 27 – 33 Vitória FC

Zona que continua a ser aquela onde se verifica a maior regularidade competitiva, com mais uma jornada completa, incluído um jogo realizado por antecipação, e que é a única zona onde não se registam jogos em atraso, pelo que a verdade desportiva, até este momento está verdadeiramente salvaguardada. Tal como nas zonas anteriores esta jornada correspondeu á 2.ª jornada da 1.ª volta desta fase., e onde se verificaram duas retificações de resultados em relação ao ocorrido na 1.ª volta, no entanto foi uma jornada sem o registo de qualquer ocorrência disciplinar, o que se salienta. Não se verificaram resultados fora do normal, até no jogo mais importante da jornada (na nossa opinião) o Zona Azul / Vitória FC, onde se encontravam duas das equipas que disputam os lugares de apuramento para a Fase Final Grupo A, o Vitória FC venceu com um resultado final que poderá induzir em facilidades que apenas se verificaram no segundo tempo, pois ao intervalo o Zona Azul vencia por 16-14, com esta resultado o Zona Azul deixou de estar com os mesmos pontos do seu adversário da jornada, e do CDE Camões que venceu com relativa facilidade o CCP Serpa, e assim continua (inesperadamente, diga-se para nós) na disputa por um lugar na Fase Final Grupo A, desta feita ao intervalo já tinha construído praticamente a sua vitória ao terminar o primeiro tempo a vencer por 18-10. Num jogo onde foi retificado o resultado verificado na 1.ª volta, e tinha terminado com a vitória pela diferença mínima do 1.ª Dezembro, desta feita terminou numa igualdade a absoluta, num jogo sempre disputado com grande equilíbrio, e que ao intervalo registava um 13-12 a favor do Alto Moinho, embora seja talvez um pouco cedo, mas na nossa opinião o Alto Moinho está a ficar um pouco longe do que se esperava que pudesse fazer, e o seu apuramento parece-nos cada vez mais difícil. O outro encontro onde o resultado ocorrido, retificou o da jornada homóloga da 1.ª volta foi o Vela Tavira / IFC Torrense, que desta vez terminou com a vitória do Vela Tavira, num encontro que se pode dizer equilibrado, pois terminou pela mesma diferença que já se verificava ao intervalo (15-13), e desta forma o IFC Torrense que perdeu um dos seus mais influentes jogadores (Vladimiro Bonaparte), continua a ser a única equipa na zona sem qualquer vitória, precisamente o oposto do Benfica B, que “cilindrou” o Almada AC, num jogo sem muitos comentários pois o resultado é completamente esclarecedor, e mantém a equipa do Benfica B, como sendo a única equipa sem derrotas até ao momento nesta zona.

Classificação até ao momento – 1.º Benfica B (31 pontos), 2.º Vitória FC, e CDE Camões (28 pontos), 4.º Zona Azul (26 pontos), 5.º Alto Moinho (22 pontos), 6.º Vela Tavira (20 pontos), 7.º CCP Serpa (19 pontos), 8.º 1.º Dezembro (18 pontos), 9.º Almada AC (15 pontos), 10.º IFC Torrense (13 pontos).

O Banhadas Andebol

Nuno Grilo em França

NUNO GRILO
NO
CRETEIL (FRANÇA)

Mais um dos bons atletas da modalidade que imigra, desta vez é o Internacional Nuno Grilo que vai representar o US Creteik Handball (França), clube que disputa a principal Liga de Andebol em França, e que realizou o seu último jogo pelo ABC na 19.ª Jornada frente ao Arsenal. O atleta de 29 anos é mais um dos bons elementos do Andebol Nacional a abandonar o mesmo, e pela nossa parte a todos os que procuram melhores condições e muito provavelmente irão evoluir, apenas desejamos boa sorte.

O Noticias

domingo, 15 de janeiro de 2017

Crónica de Fim-de-semana No Feminino – 12 – 2016 / 2017

Mais um regresso às normais crónicas de fim-de-semana desta prova do calendário nacional.

Mantemos o texto sobre as estatísticas, pode ser que alguém de bom senso nos leia  e pense, “Continuamos a aguardar pela existência das tão preciosas estatísticas, pois enquanto na FAP, se desviarem os gastos para outros fins, provavelmente com visões diferentes da nossa e da maioria dos adeptos da modalidade, o feminino bem pode continuar à espera de que elas existam. E Até segundo nos parece teremos uma diminuição das transmissões na Andebol TV, aguardemos.”

PO09 – Campeonato Nacional da 1.ª Divisão Seniores Femininos.

1.ª Fase – Resultados
12.ª Jornada
Dia 14-01-17
CS Madeira 15 – 30 Madeira SAD
Dia 25-02-17
Juventude Mar - CA Leça (20H00)
13.ª Jornada
Dia 14-01-17
Maiastars 28 – 28 CA Leça
Colégio Gaia 28 – 21 Alavarium
Juventude Mar 23 – 20 Santa Joana
Académico FC 23 – 25 Juventude Lis
Dia 22-01-17
SIR 1.º Maio/CJB - Madeira SAD (17H00)
Passos Manuel - CS Madeira (16H00)

Neste fim-de-semana, disputou-se um jogo em atraso da 12.ª jornada, que tinha correspondência com a 1.ª jornada da 1.ª volta e mais 4 jogos relativos à 13.ª jornada (2.º da 2.ª volta), e apesar destes acertos como se verificou o adiamento de dois encontros neste fim-de-semana nenhuma equipa realizou jornada dupla, o que já não acontecerá certamente no próximo fim-de-semana. Este fim-de-semana nos jogos disputados, verificou-se uma total inversão de resultados em relação às jornadas homólogas da 1ª volta. Deve-se destacar que em todos os encontros realizados não se registaram ocorrências disciplinares, o que mais uma vez se saúda.

Colégio Gaia 28 – 21 Alavarium

Jogo disputado em Gaia, num pavilhão onde deveriam ser revistas as condições para a sua prática, pois os bancos e a mesa, quase que não possuem espaço para atuar com eficácia, sendo ao mesmo tempo considerado por muita gente (incluindo nós), um dos mais importantes encontros da jornada, pois colocava em confronto desportivo duas das principais equipas da divisão e do género. Com o Colégio Gaia a ser mais uma vez dirigido em termos técnicos por Jorge Tormenta (3.º grau, é a sua habilitação, será que têm alguma autorização especial para estar presente no banco como o único técnico inscrito, pois os requisitos da prova, obrigam ao nível IV / Master Coach). Este foi um encontro onde o equilíbrio se verificou até cerca dos 15 minutos com sucessivas igualdades, para posteriormente o Colégio de Gaia assumir o comando do marcador até final do tempo regulamentar, e aos 20 minutos já vencia por 11-9, chegando a ter 4 golos de vantagem aos 25 minutos (13-9), mas sempre com uma animosa réplica do Alavarium, chegando o intervalo com 14-11 a favor da equipa de Gaia. No segundo tempo com uma boa exibição de Jéssica Ferreira na Baliza do Colégio de Gaia, e com a veloz Helena Soares (3 golos), em bom plano, o Colégio foi-se adiantando no marcador, com a diferença a acentuar-se a partir dos 45 minutos, no Alavarium com muitas falhas técnicas, neste aspeto o jogo não foi um “primor”, pois exige-se mais destas duas equipas, sobressaia Ana Carolina Silva (5 golos), já que Mónica Soares (4 golos), dava a sensação de não estar nos seus dias, e a equipa ressentiu-se, no Colégio Gaia destaca-se ainda Sandra Santiago (9 golos) e a sua melhor marcadora, e a marcadora de serviço dos livres de 7 metros, que juntamente com Ana Gante (5 golos) foram as melhores marcadoras da equipa. Com este resultado a equipa do Colégio Gaia, iguala o Madeira SAD no topo da classificação á condição pois têm menos um jogo, Dirigiu o encontro a dupla internacional feminina constituída por Marta Sá e Vânia Sá que realizaram trabalho positivo.

No dérbi madeirense, tivemos desta feita uma clara vitória do Madeira SAD, que rapidamente chegou aos 8-1, com a CS Madeira a não conseguir dar uma réplica condigna, mais pelo que o Madeira SAD jogava do que por falta de empenho ou qualidade da equipa, com a SAD a chegar ao intervalo na frente do marcador por uns claros 17-6. Nos segundos 30 minutos com a equipa do Madeira SAD a gerir e a controlar o jogo e o resultado, e o CS Madeira incapaz de responder dignamente a superioridade demonstrada pela SAD neste encontro. Com esta vitória e apesar de ter menos um (1) jogo o Madeira SAD comanda a classificação desta fase em parceria com o Colégio Gaia. Sara Gonçalves com 5 golos foi a melhor marcadora do CS Madeira, enquanto no Madeira SAD tivemos um trio com 6 seis (6) golos cada (Márcia Abreu, Erica Tavares, e Soraia Lopes), como melhores marcadoras da equipa.

No Municipal da Maia, tivemos um encontro entre duas equipas que têm até ao momento realizado uma prova digna de registo, o Maiastars / CA Leça, que terminou numa igualdade, num jogo de grande equilíbrio, com cada uma das equipas a vencer um período de jogo e precisamente pela mesma diferença, ou seja a equipa maiata, terminou os primeiros 30 minutos na frente do marcador por 16-14, para depois ter de suportar a excelente reação da equipa do CA Leça, que venceu no parcial dos segundos 30 minutos por 14-12. Com esta igualdade as equipas em confronto, mantêm os mesmos lugares na tabela classificativa, nesta Fase. Diana Oliveira com 12 golos e Maria Cerqueira com 7 golos, foram as melhores marcadoras do Maiastars, enquanto Cristiana Morgado com 11 golos foi a marcadora de serviço do CA Leça.

Em Esposende tivemos um Juventude Mar / Santa Joana, com a equipa da Juventude do Mar a obter a sua segunda vitória nesta fase da prova, num encontro cujo resultado não demonstra a superioridade quase sempre da equipa visitada, que comandou praticamente o marcador durante a maior parte do tempo de jogo, chegando ao intervalo a vencer já por uma diferença de 5 golos (14-9), para posteriormente e apesar da digna réplica do Santa Joana, esta equipa nunca foi capaz de alterar o rumo dos acontecimentos, e apenas conseguiu reduzir o diferencial final, que se cifrou em apenas três (3) golos. Com estes resultados as equipas não alteram as classificações em que se encontram nesta Fase da prova. Andreia Escrivães com 11 golos e Teresa Santos com 6 golos, foram as melhores marcadoras da Juventude Mar, com Ana Carvalho e os seus 6 golos a ser a melhor marcadora do Santa Joana.

No Pavilhão do Lagarteiro, o Académico FC defrontou a equipa da Juventude Lis, equipa que tem estado em recuperação e a surpreender muita gente, e desta vez retificou o resultado ocorrido na 1.ª volta, vencendo o Académico FC, num encontro disputadíssimo, e de grande equilíbrio, com o resultado final a refletir a mesma diferença que que já se registava ao intervalo onde a equipa da Juventude Lis já vencia por 15-13. Nos segundos 30 minutos a equipa visitada ainda equilibrou mais o encontro chegando a comandar o marcador, mas na parte final do encontro a equipa de Leiria, voltou ao seu ritmo normal, e assume em definitivo o comando do marcador. Ana Abreu com 9 golos, e Cristiana Alves com 5 golos, foram as melhores marcadoras do Académico FC, por sua vez Ana Fonseca e Francisca Marques com 8 golos cada foram as melhores marcadoras da Juventude Lis. Mais uma vez este resultado não alterou as classificações desta Fase, mas aproximou as equipas.

Classificação após estes jogos: - 1.º Madeira SAD (-1 jogo), e Colégio Gaia (35 pontos), 3.º Alavarium (31 pontos), 4.º Maiastars (29 pontos), 5.º Juventude Lis, e SIR 1.ª Maio/CJB (-1 jogo) (26 pontos), 7.º CS Madeira (23 pontos, -1 jogo), 8.º Passos Manuel (-1 jogo), e CA Leça (-1 jogo) (21 pontos), 10.º Santa Joana (19 pontos), 11.º Académico FC (18 pontos), 12.º Juventude Mar (16 pontos, - 1 jogo).

O Noticias